Cartas

LULA E CUBA

, O Estadao de S.Paulo

14 Março 2010 | 00h00

Direitos humanos

Envergonho-me profundamente de ter ajudado a organizar, no início de 1981, uma viagem internacional de solidariedade ao líder sindical Luiz Inácio da Silva, que havia sido preso pela ditadura, estava sendo processado pela Justiça Militar e, em protesto, fizera greve de fome na prisão. Lula foi recebido, mundo afora, pelos principais partidos socialistas e democráticos, pelas mais importantes centrais sindicais e por políticos como Felipe González e Lionel Jospin. Todos, sem exceção, lamentaram sua prisão em decorrência de sua luta pela liberdade e pelos direitos sindicais. E expressaram solidariedade à sua luta, que, em determinado momento, envolveu a greve de fome como recurso diante da falta de alternativas democráticas de lutar. Agora, entretanto, confirmou-se o que muitos temíamos há anos: Lula nunca teve compromisso com a defesa dos direitos humanos, com os princípios da liberdade de expressão e dos direitos individuais. Tentar fazer equivaler a luta por direitos políticos a crimes comuns é mostrar desprezo pela política, tornando-a indigna. A ambição de Lula é estritamente ocupar o poder - e beneficiar-se de suas vantagens -, sem nenhum compromisso com os princípios democráticos. Por isso, agora, ao querer lançar-se ao cargo de secretário-geral da ONU, renega o que muitas vezes disse sobre a defesa da liberdade e a democracia, e bajula os líderes de países autoritários como Cuba, Irã, Venezuela e outros, que podem apresentá-lo, nessa conjuntura internacional, como um suposto ator contrário aos interesses americanos. Pena que só agora a comunidade europeia e políticos no mundo inteiro se deram conta das reais intenções políticas de Lula. Espero que haja tempo, também no Brasil, para as pessoas perceberem essa faceta do nosso presidente.

JOSÉ ÁLVARO MOISÉS, professor titular de Ciência Política da USP

jamoises@gmail.com

São Paulo

Intelectuais socialistas

Quando eu era adolescente (anos 70), um amigo de meu pai, professor de francês que viveu muito tempo em Paris, comentava a respeito dos intelectuais franceses de esquerda que conhecera. Estes costumavam visitar países do Terceiro Mundo, o Brasil em particular, e se hospedavam em hotéis cinco-estrelas. Ao lado da piscina, servidos de champanhe francês pelos serviçais do Terceiro Mundo, faziam comentários, observando trabalhadores mestiços: "Vejam o que o capitalismo faz com estas pessoas..." (E o preconceito é da direita.) Revoltado, o amigo de meu pai não se conformava por esses intelectuais receberem salários pagos pelos contribuintes franceses e toda a sua colaboração ser apenas frases como essa. Onde estão os nossos intelectuais de esquerda, diante das violações dos direitos humanos em Cuba? Em algum resort capitalista, bebendo Veuve Clicquot?

FRANCISCO XAVIER FERNANDEZ

fcoxav@gmail.com

São Paulo

Primeira página

Saudades do tempo em que editoriais relevantes como A ditadura justificada (11/3, A3) eram estampados na primeira página. Parabéns pela aula de democracia e pelos pingos nos is.

JOSÉ CARLOS CRUZ

cruz.jc02@gmail.com

Osasco

ESTADO FORTE

Ato de coragem

Gostaria de cumprimentar o jornalista Rolf Kuntz pelo artigo Matadores e censores: modelos ideais? (11/3, B2). E por sua coragem de esclarecer a verdade que se esconde nas posições de política externa do presidente Lula, mesmo sabendo que corre sério risco de ser submetido à censura, como está o Estadão há 226 dias.

JOSÉ CARLOS DE SOUZA LIMA

desouzalimaorma@gmail.com

São Paulo

Sem medo

Poucos brasileiros têm a coragem de apontar o dedo para o presidente Lula e identificar um antidemocrata. Rolf Kuntz tem. Que outros sigam o seu exemplo. Se não tivemos medo de enfrentar a ditadura dos militares, não haveremos de temer a dos petistas.

DANIEL DAYAN

studio@danieldayan.com.br

São Paulo

EMBARGO

Ninguém entendeu

Sr. ministro Celso Amorim, mas não é justamente por causa da ideologia de Fidel Castro que existe o embargo comercial imposto pelos Estados Unidos? Ou o senhor acha que Fidel está numa briga de braço de ferro com esse país para ver quem cede primeiro?

MYRIAN MACEDO

myrian.macedo@uol.com.br

São Paulo

PIB DE 2009

Marolinha x tsunami

O PIB não cresceu, mas o nariz delle cresce cada vez mais. E mais: ninguém está rindo por isso, a vontade é de chorar...

ANGELA CARACIK

angelacaracik@terra.com.br

São Paulo

De grão em grão...

... a marolinha do presidente Lula foi esvaziando os cofres. E o Brasil amarga o pior PIB em 17 anos, o de 2009. Não adianta empurrar as mazelas para os tucanos, porque o governo José Serra deu um duro danado para equilibrar as contas, enquanto o governo federal só anunciava redução de impostos sem consultar os Estados - que perderam arrecadação.

VALDEIR CELESTINO DE OLIVEIRA

vcelestinodeoliveira@yahoo.com

Cotia

RECEITA FEDERAL

Poder de polícia

Sobre esse novo projeto de lei, lembro-me do dito de um deputado mineiro: "Respeito a autoridade, porém tenho muito medo do inspetor de quarteirão!"

VIVIANO FERRANTINI

engferrantini@ig.com.br

São Paulo

Vai faltar povo

Poder de polícia para a Receita? Daqui a pouco o que vai faltar é povo para ser fiscalizado. É muito governo para pouco povo - o que contribui, é claro. Contribuinte é a minoria neste país.

ARCANGELO SFORCIN FILHO

arcangelosforcin@gmail.com

São Paulo

"A morte de Zapata e o sofrimento de Fariñas também fazem parte da marolinha?"

ALUIZIO A. M. D"AVILA / SÃO PAULO, SOBRE LULA E CUBA aluizio@aluiziodavila.com.br

"Por que Lula não cobra seu apartamento no Guarujá? Simples: foi investimento em campanha!"

FLAVIO CESAR PIGARI / JALES, SOBRE O CASO BANCOOP flavio.pigari@gmail.com

"Pacote tributário é embrulho totalitário."

ROBERTO TWIASCHOR / SÃO PAULO, SOBRE RECEITA FEDERAL

rtwiaschor@uol.com.br

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL:2.653

Jornal lança cadernos e nova tipografia. Com design renovado, estadão.com.br ganha mais conteúdo em áudio, vídeo e interatividade

TEMA DO DIA

"Estado" renova projeto e amplia portal

"Parabéns pela iniciativa. Acabo de assinar o Estadão. Acho que fiz a mudança em boa hora!"

DANIEL CABRAL

"O Estado é o melhor jornal online. Parabéns ao pessoal responsável pela mudança. Estou ansioso."

THIAGO SANTOS

"Aguardamos ansiosos pelo novo site do que já é hoje o melhor jornal na internet brasileira."

J. DE SOUZA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.