Cartas

"ESTADÃO" RENOVADO

, O Estadao de S.Paulo

20 Março 2010 | 00h00

Nada muda, tudo muda Desde quando o Estado estampava seu Ex-Libris em bico de pena na primeira página, seus leitores e assinantes acostumaram-se a desfrutar um produto jornalístico sólido, confiável e moderno. Ao longo das décadas, nada mudou e tudo mudou. Esta renovação cumpre mais uma etapa de deixar o jornal sólido, confiável e moderno. Até que uma próxima venha. Parabéns ao editor Roberto Gazzi e toda a sua equipe. Recebam um efusivo abraço da comunidade acadêmica da ESPM.

EMMANUEL PUBLIO DIAS, diretor corporativo

epubliodiass@espm.br

São Paulo

Novo Estadão, mais bonito e mais moderno graficamente. Mas o mais importante é a fidelidade aos ideais de Julio de Mesquita Filho, homem de rara coragem e coerência na imprensa nacional, sempre na defesa da democracia de alto nível, sem populismo e outros "ismos", mas com autoridade e austeridade.

ARISTÓTELES DRUMMOND

aristotelesdrummond@mls.com.br

Rio de Janeiro

Quando deixei O Globo, no Rio, e vim dirigir a sucursal da revista Manchete, em São Paulo, a cidade tentacular parecia me dizer, desafiadora: "Decifra-me ou te devoro." Preferi decifrar. Mas usei o Estadão como gazua para penetrar nos mistérios e encantos da cidade. O Estadão passou a ser a minha bíblia de cada dia, que eu lia e reverenciava. Que bom que a minha bíblia se renove de novo. Eu me renovo junto.

SALOMÃO SCHVARTZMAN, Band News FM, Band News TV

salomao@culturaenegocios.com.br

São Paulo

Foi uma emoção receber o jornal renovado, com um design tão convidativo à leitura. Excelente, tanto quanto a informação sólida e importante que o Estado nos oferece. Parabéns!

LISBETH REBOLLO GONÇALVES, diretora do Museu de Arte Contemporânea da Univeridade de São Paulo (USP)

lrebollo@usp.br

São Paulo

Parabéns e obrigado pela nova formatação impressa e online do jornal. Mais leve, mais agradável e até mais rápida de ler, sem perda de conteúdo. Gostei. Vou renovar minha assinatura.

AGOSTINHO TURBIAN, presidente da Federação Nacional das Associações dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil

agostinhoturbian@terra.com.br

São Paulo

O Estado está de parabéns pela reforma que modernizou e integrou ainda mais suas versões impressa e eletrônica. As mudanças visuais deixaram o jornal e o site mais bonitos, fáceis de ler e de consultar. A reorganização editorial, com avanço na exploração de imagens e infográficos, deu nova consistência aos conteúdos, que ficaram mais atraentes. A reforma ampliou o horizonte de um veículo que há 135 anos é modelo de independência, ética e transparência para toda a imprensa brasileira.

BRUNO CAETANO, secretário de Comunicação do governo do Estado

emarcos@sp.gov.br

São Paulo

DIREITOS HUMANOS

Cuba libre

Mulheres corajosas, desarmadas, mas com espírito de luta inquebrantável, saem às ruas de Havana para clamar por liberdade e democracia. Seus parentes estão empilhados nos cárceres que aprisionam consciências, por desejarem ser livres. Emblemático o exemplo da senhora da foto de capa do Estado (19/3). Agredida na véspera, volta com o braço engessado para continuar sua luta. Essa é a maioria silenciosa que Lula et caterva não veem quando comparecem a Cuba para posar arreganhados diante do jurássico ditador Castro. É esse mesmo Lula que compara os presos políticos cubanos a bandidos, defende na ONU apenas "sugestões" para a Coreia do Norte melhorar a situação dos direitos humanos nesse país e recebe com pompa o desequilibrado Ahmadinejad.

RUI SIMON PAZ

ruipaz@ruipaz.pro.br

Campina Grande do Sul (PR)

A sra. Bertha Soler, "cujo marido, fundador de um movimento pró-democracia, foi condenado a 20 anos de prisão" (A1 e A18), em passeata pelas ruas de Havana, diz que as mulheres cubanas querem que "o mundo inteiro veja que este governo é ditatorial" e que assim vão "continuar até que (seus maridos) sejam libertados ou que o regime cubano" as mate e derrame seu "sangue pelas ruas de Havana". O mundo pode ver o que a sra. Soler evidencia e sobejamente nos mostra, mas, à maneira dos três macaquitos da máxima japonesa do século 17 sobre o portal do santuário Tosho-Gu, em Nikko, nosso presidente, como um pêndulo de Foucault, estará sempre (até quando?) a repetir: "Não vejo, não falo, não ouço"... E, pior, a apoiar o regime dos hermanos Castro. Um homem assim não pode estar bem-intencionado! Sejamos francos...

JOÃO GUILHERME ORTOLAN

guiortolan@gmail.com

Bauru

ENERGIA

Belo Monte

Muito oportuno o editorial de 15/3 (A3) sobre o custo da usina de Belo Monte. Importa lembrar que o preço máximo que será cobrado dos consumidores de energia poderia ser menor se não fossem imputados ao empreendimento o custo e a responsabilidade de ações tipicamente de Estado, não decorrentes do projeto da usina. No caso de Belo Monte, cito como exemplos o saneamento básico dos municípios de Vitória do Xingu e Altamira, a capacitação das equipes das administrações municipais e a regularização e fiscalização fundiária.

CLAUDIO J. D. SALES, diretor-presidente do Instituto Acende Brasil

claudio.sales@acendebrasil.com.br

São Paulo

FUTEBOL

Muricy Ramalho

Acerca da entrevista de Muricy (19/3, E1), comentou meu amigo Nivaldo Nocelli: "A ausência de Muricy preenche uma grande lacuna no futebol brasileiro."

LUIZ HENRIQUE PENCHIARI

luiz.penchiari@bericap.com

Vinhedo

CORREÇÃO

No editorial Decisão arrevesada no DF (19/3, A3), onde se lê "o caos ético, jurídico e político em que se transformou o governo da República", o correto é "governo da capital da República".

"Professores não só deixam os alunos numa indigência cultural de fazer dó, como atrapalham o já encrencado trânsito de São Paulo"

ROBERTO RICCI / EMBU, SOBRE A GREVE E PASSEATA NA PAULISTA

robertoricci@uol.com.br

"Vírus é coisa ruim, pode matar, precisa ser combatido e aniquilado! Só podia sair de Lula essa expressão esdrúxula"

TOSHIO ICIZUCA / PIRACICABA, SOBRE O "VÍRUS DA PAZ"

toshioicizuca@terra.com.br

"Uma farsa esse giro do presidente"

GILBERTO LIMA JUNQUEIRA / RIBEIRÃO PRETO / SOBRE A VIAGEM AO ORIENTE MÉDIO

glima@keynet.com.br

Marcado para 10 de abril, fim das operações representaria um duro golpe na imagem do país

TEMA DO DIA

Google sairá da China, diz jornal estatal

"A internet é o melhor lugar para as pessoas se expressarem. Que essa onda de censura não se propague pelo mundo."

ROBERTO ROSCHEL BELLI

"É histórico o posicionamento do Google. Muito ético e correto, deveria ser seguido. Parabéns."

RITCHARD MICHELS

"O Google está saindo da China porque está com prejuízo e usa essa desculpa esfarrapada para justificar o seu insucesso"

THOMAS LUCAS

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.549

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.