Cartas

Cartas

"DEMOCRACIA" CUBANA

, O Estadao de S.Paulo

25 Março 2010 | 00h00

Apoio

Qualquer coisa de bom que a "revolução" cubana tenha feito é invalidada pela desumana perseguição aos que dela discordam. A "moção Grazziotin", documento que exalta, imaginem, "o compromisso cubano com a democracia e a justiça social", deve ser amplamente divulgada para que os brasileiros saibam quem a apoia.

Gustavo Guimarães da Veiga gjgveiga@hotmail.com

São Paulo

Os cubanos sempre repetiram, com grande orgulho, um mote que serviu de propaganda e como força para fins políticos do regime comunista daquela ilha: "Esta noite muitas crianças morrerão de fome, nenhuma será cubana!" Hoje deveria ser acrescentado um desfecho trágico àquele slogan ativista: "Mas as crianças de Cuba crescerão, conscientizar-se-ão de sua condição política e, então, preferirão morrer de fome por falta de liberdade!"

Eugênio José Alati eugeniojosealati@yahoo.com.br

Campinas

____________

IDEOLOGIA E ELEIÇÕES

Colapso inexorável

Se me for permitido concordar discordando, será o caso do belo editorial Esquerda derrota Sarkozy (24/3, A3). Sucede que estão em "crepúsculo inexorável" a esquerda e a direita. Seu colapso, tão bem anunciado por Bobbio, os fatos vêm confirmando. Não creio que, por ideológicas razões, tenham os franceses infligido a derrota ao seu presidente. Se se deterioram as condições de vida, aumenta o desemprego ou despenca a economia, votam os eleitores contra o governo, pouco importando a bandeira política que ostentam os dirigentes. Igualmente, em nosso país, não será em razão de adotar ou não ideias socialistas que o povo apoiará a candidata que, por ora, só o presidente Lula ungiu. Votar bem já há muito não é escolher um lado ideológico para apoiar.

Jairo Polizzi Gusman jairogusman@gmail.com

São Paulo

____________

NOVO ENDEREÇO

Causa-me espanto a "modesta locação" que o PT fez para a pré-candidata Dilma (24/3, A6). Uma residência no Lago Sul de Brasília por míseros R$ 15 mil, pagos pelo partido, faz-me questionar: se a nobre ministra tivesse de arcar com o aluguel, escolheria tal lugar? Quanto ao PT, que com essa "boa surpresa" não se cansa de nos espantar, eu me questiono se está preocupado com os mutuários da Bancoop que não têm nem onde morar. Bom, creio que aí se explica a composição da dívida que o PT tem, de mais de R$ 45 milhões. Por que não aparece ninguém para cobrar os "companheiros"? Se uma empresa devesse tal quantia, estaria com seu nome na Serasa, no SPC...

Gilson Moreto gilson-moreto@uol.com.br

Santana de Parnaíba

____________

CASO BANCOOP

Quem não deve não teme

Seguindo o roteiro do PT, a base aliada manobra para livrar o sr. Vaccari, tesoureiro do PT e ex-dirigente da Bancoop, de depor na CPI das ONGs sobre os "supostos" desvios para abastecer a campanha eleitoral petista. Se as suspeitas são infundadas, por que não vai logo à CPI? Porque as eleições estão batendo à porta? Nesse mato tem coelho...

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

____________

IMPRENSA

Lula e a mídia

Lula diz que a mídia age de má-fé. O que é isso, presidente...?!

Gilberto Lima Junqueira glima@keynet.com.br

Ribeirão Preto

O Estadão está sob censura há 237 dias! Isso, sim, é um absurdo!

Fraterno Maria Nunes fraternomarianunes@gmail.com

Campo Mourão (PR)

____________

ROYALTIES

Pré-sal x pescaria

Há tempos, colegas de trabalho programaram durante mais de um ano uma pescaria no Pantanal. Faltando poucos dias para a saída da caravana, a partilha dos peixes a serem pescados entrou em discussão. Várias foram as propostas e nenhuma contentava a todos. Conclusão: a pescaria foi abortada. Vejo alguma semelhança entre a partilha dos royalties do pré-sal e essa dos peixes. Sem nada se pescar ainda, já se pensa na partilha. Viva o Brasil!

Salvador Bochembuzo salvadorbochembuzo@hotmail.com

Piracicaba

____________

O PETRÓLEO É NOSSO

A Petrobrás foi criada, entre outros motivos, para fornecer combustíveis e derivados pelo melhor preço possível, livrando-nos dos "trustes do imperialismo". Hoje o preço de seu óleo, na planilha de custos, é igual ao do óleo do Golfo do México... Deveria ser igual ao seu custo de produção mais um lucro normal! Senão não serve para nos defender do citado imperialismo. Outra coisa: o dinheiro dos royalties deveria reverter para os consumidores.

Henrique S. Dias hsdias1@uol.com.br

São Paulo

____________

AEROPORTOS

Vergonha

Onde estão os políticos de São Paulo? Não questionam o governo federal em nada. Agora os mineiros estão reclamando muito da intenção da Anac de aumentar o número de voos para a Pampulha, por razões de segurança e ambientais. É brincadeira comparar a gravidade desse problema com o que ocorre em Congonhas. Os 199 mortos foram esquecidos? A solução é antiga e bem conhecida: os terminais 3 e 4 de Guarulhos, atrasados 15 anos.

Sylvio Gama sngama@gmail.com

Rio de Janeiro

____________

PSIU

Até que enfim

Finalmente o prefeito Gilberto Kassab deu uma bola dentro ao entrar na Justiça contra a nova lei do Psiu - indecente e que vai contra os desejos dos paulistanos. Onde já se viu medição do nível de ruído que não seja junto à fonte, etc.? Será que os vereadores não entendem que a época de legislar em benefício próprio já acabou? O sr. Carlos Apolinário está defendendo a barulheira das suas igrejas e, para disfarçar, estendeu a bagunça a todos os que gostam de infringir a lei. O dever dos vereadores é defender os interesses do povo. E nada mais.

Ladislau A. Batho bathols@uol.com.br

São Paulo

____________

"O MST vai invadir as terras dos Sarneys também?"

Irene Sandke / Curitiba, Sobre o Abril Vermelho irene@frettes.com.br

____________

"Quando digo que as coisas em Brasília estão pretas, há quem ache que eu estou exagerando"

João Menon / São Paulo, Sobre o Novo Apagão na Cidade

joaomenon@terra.com.br

____________

Lula deve estar entre os primeiros a serem vacinados contra a gripe suína, afinal,

é doente crônico, portador do tal vírus da paz..."

Nestor R. Pereira Filho / São Paulo, Sobre Declaração do Presidente no Oriente Médio

rodrigues-nestor@ig.com.br

____________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.245

TEMA DO DIA

Manifestantes presos em evento com Serra

Com professores em greve, ação da PM impediu cerco ao tucano por supostos sindicalistas

O verdadeiro Estado de Direito garante liberdade de expressão a todos. Isso não foi respeitado na manifestação."

Alexandre Lucílio da Cruz

"Não seria necessário afrontar o governador se ele tratasse a educação com respeito. Bastava negociar e estaria resolvido."

Eliane Godói

"Os baderneiros travestidos de professores são crias do MST, PSOL, PSTU e PT. Greve? As escolas continuam funcionando!"

Carlos Lopes

Cartas enviadas ao Fórum dos Leitores, selecionadas para o Estadão.com.br

JULGAMENTO VIROU ESPETÁCULO

Os telejornais e reportagens avulsas transformaram o julgamento dos Nardonis, supostos causadores da morte de Isabella, em espetáculo televisivo. Acho profundamente errado que advogado e promotor concedam entrevistas, com o julgamento em andamento. Todos os telejornais exploraram a morte lamentável de uma criança inocente. O Judiciário não deveria permitir nem pessoas curiosas sem ter o que fazer, nem repórteres e câmeras se movimentando nas imediações do Fórum.

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

____________________

BIG BROTHER

O julgamento dos Nardoni é um verdadeiro Big Brother. Justiça Brasileira....''et tu filii mi''.

Carlos Jose Benatti cjbenatti@globo.com

São Paulo

____________________

CASO ISABELLA

Coitados dos Nardonis. Pessoas cultas, de boa familia, aspecto agradável. Mas quanta pressa para criar a culpa. Peritagens incompletas. Se houve agressão sexual, nunca se falou.

A mãe de Isabella, nos primeris dias: ''Alexandre nunca faria isso!'' Agora diz que ele é violento. Ela amou esse homem, concebeu uma filha com ele e não percebeu que era um monstro capaz de matar a sua própria filha. Curioso.

E o policia, militar que foi testemunha de que ninguém entrou no apartamento por atrás. Estava ali por quê? No dia seguinte suicidou-se (?), quando era preso em sua casa por pertencer a uma rede de pedofilia.

Até os advogados esqueceram isso.

Milan Trsic cra61@iqsc.usp.br

São Carlos

____________________

QUEM TIROU A VIDA DE ISABELLA?

Começou o julgamento do casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá. Muitos holofotes estão voltados para a condenação ou não do pai e da madrasta de Isabella, jogada do sexto andar do prédio onde seu pai morava, em março de 2008. Acho que a comoção é algo inevitável, já que na época do episódio o Brasil inteiro assistiu a todos os capítulos da investigação pela TV. Seja pelo caso em si ou pela questão do desfecho desse júri. Muitas manifestações me chamaram a atenção na última segunda-feira, pessoas vindas de outros Estados demonstraram sua perplexidade com o caso. A confusão na hora da entrega das senhas para as pessoas que desejam ir ao julgamento, que deve durar toda a semana. Havia populares na fila desde as 4h30 da manhã. Fico pensando se há alguma possibilidade de Anna e Alexandre saírem ilesos da acusação que tem sustentado com veemência que o casal é o verdadeiro culpado pelo crime bárbaro. E pior, como ficaria a opinião pública caso isso acontecesse? Seria um verdadeiro caos. Duvido muito que Alexandre Nardoni esteja tranquilo, como afirmou seu pai aos repórteres. Não há motivo para tranquilidade. Primeiro, por saber que há muito já foi condenado pela opinião pública; segundo, por estar diante de um juiz, advogados, promotor e de um júri popular. Independentemente de ser culpado ou não, a Justiça procura a pessoa que matou sua filha. Até o momento, confesso que, avaliando todas as possibilidades de quem teria praticado o crime, não cheguei a nenhuma conclusão. A saída é esperar o desfecho desse caso, mais um de comoção nacional.

Turíbio Liberatto turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

____________________

UMA HIPÓTESE

Existe uma possibilidade no caso Isabella Nardoni que encaixa com todos os detalhes e nunca foi aventada, talvez por ser ainda mais horripilante do que tudo o que temos lido e visto a respeito.

A hipótese é de que o casal acusado esteja falando a verdade. Que eles não tenham atirado a menina pela janela. Que tudo se tenha passado como eles relataram e também como as provas demonstram. Porém...

O pai realmente subiu levando a menina, que pingava sangue, resultado das agressões que sofreu dentro do carro. Isso explica os respingos de sangue com gotas que caíram de 1,25 m de altura.

Isabella poderia ter sido deixada num quarto em estado de total desespero. E para fugir à tortura buscou a janela do outro quarto, onde sabia já existir um rasgo na tela de proteção. Ela, no entanto, descobriu que tal rasgo não era suficiente para sua passagem e usou, então, a tesoura ou faca para aumentá-lo. Isso explica por que o rasgo foi feito em dois momentos diferentes e com dois instrumentos diferentes.

Ela se colocou na janela. Pés primeiro, cintura depois, ficando debruçada pelos cotovelos. Isso explica o modo da queda. É muito difícil imaginar que alguém que quisesse jogar outra pessoa por uma janela com tela passasse primeiro seus pés e ficasse segurando-a pelos pulsos, como os rostos de frente, cara a cara. Além de excessivamente desumano (até para eles!), não seria prático. Não foi isso que aconteceu, Isabella caiu de pé porque ela mesmo, em desespero, se pendurou na janela. Se com intenção ou não de se atirar para fugir, não há como especular.

O que precisaria ser determinado é se os demais membros da família estavam em casa nesse momento, ou se o pai realmente tinha descido para ajudar a madrasta com as demais crianças. Mas isso não muda grande coisa.

Assim, ao não encontrar a filha no quarto onde a deixara, o pai efetivamente teria subido na cama do outro quarto para olhar pela janela. Deixou então a pegada no colchão e também pegou os resíduos de tela na camisa.

Isso explica também por que a madrasta gritava: ''Ela foi atirada.'' Se a menina realmente tivesse sido atirada, a madrasta, cheia de culpa, não gritaria a verdade. Seus gritos tentavam OCULTAR a verdade: que ela não foi atirada, mas, sim, que para fugir deles a menina desesperada buscou a janela.

Isso explica ainda por que na mesma noite a madrasta dizia à mãe de Isabella: ''A culpa foi dela.''

O casal acusado não seria, portanto, responsável por arremessar a menina pela janela. Muito pior: seria responsável por ela ter buscado numa janela a única saída para o tratamento desumano que vinha recebendo da madrasta, sem que o pai a defendesse - pelo contrário.

O casal réu não atirou a menina pela janela. Mas a deixou em tal estado de solidão, desespero e agonia que a levou a buscar na janela a única saída para a situação que vivia.

E isso é muito pior.

Marcio Guedes mfguedes@msn.com

São Paulo

____________________

CASO NARDONI

Faz-se necessário passar por tanta humilhação para se obter justiça neste país!

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

____________________

TRÁGICA ENCENAÇÃO

Entre as discussões pró e contra a validade das provas técnicas do suposto crime do caso Nardoni, acho que seria possível ver o acontecimento como a seqüência de um ato inconsulto com desfecho trágico e uma tentativa de justificá-lo com uma encenação cruel. O ato que causou a tragédia pode ter sido uma reação a uma das tantas provocações que as crianças sabem fazer quando lhes convém. A culpa pode também ter sido de somente um dos dois acusados e ter provocado no outro um estado de confusão mental capaz de gerar a trágica encenação que conhecemos e que uma confissão esclarecedora poderia tornar compreensível. Esta visão dos fatos não tornaria o casal inocente, mas esclareceria os acontecimentos, determinando também conseqüências penais menos graves.

Franco Magrini framagr@ig.com.br

Cachoeira Paulista

____________________

PRESSÃO POPULAR

Como se explica não ter a camiseta de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá uma única gota de sangue, se foram eles, segundo afirma com a máxima certeza a delegada encarregada do caso, que, além de tê-la machucado, jogaram Isabella, que sangrava, pela janela? Independentemente de o promotor estar constantemente expondo suas conclusões condenatórias para a mídia, ou de visitas de artistas globais ao Tribunal do Júri, é preciso torcer para que os jurados se atenham atenciosamente a todos os detalhes do caso para que se faça realmente a tão esperada justiça, mesmo que esse venha em sentido oposto à pressão popular.

Eni Maria Martin de Carvalho enimartin@uol.com.br

Botucatu

____________________

O PAPEL DA DEFESA

Enquanto tivermos a justiça dos homens, será assim: cada um monta sua verdade e a partir daí surge alguém para defendê-la e outro para acusá-la Se o advogado de defesa pudesse contar o que ouviu dos réus Alexandre Nardoni e Anna Jatobá, todo esse trabalho seria dispensado. Somente a justiça de Deus é infalível e dela ninguém escapa.

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

____________________

JUSTIÇA SEJA FEITA

O julgamento dos supostos culpados pela morte da menina Isabella Nardoni teve grande repercussão não só no Brasil, como no mundo. A única coisa que eu creio é que não haveria necessidade de se gastar tanto dinheiro dos cofres públicos com tantas escoltas. Tudo poderia ter ocorrido da mesma forma, só que com menos alarde. Mas, como diz o dito popular, notícia boa anda, notícia ruim voa...

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

____________________

JUSTIÇA?

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, concedeu liberdade ao advogado Ademilson Alves de Brito, condenado a 36 anos de prisão. Ele sequestrou um garoto de 6 anos e o manteve por 63 dias em cativeiro, em Arujá (SP). Outro transgressor, que furtou roupinhas para seu bebê, no valor de R$ 10,95, e arrependido devolveu, continua preso.

Iracema Palombello cepalombello@yahoo.com.br

Bragança Paulista

____________________

CRIMES DOS POLÍTICOS

Tem muita importância o julgamento do casal Nardoni, e, apesar de não haver provas cabais quanto ao verdadeiro assassino, a população está por antecedência condenando os acusados. A população brasileira deveria também agir de maneira igual e com muita ênfase contra o crime da roubalheira cometida por políticos, que com suas ações imorais e corruptas deixam grande parte das pessoas marginalizadas da educação, saúde, segurança. Isso também é um grande crime. Ou não?

Ademar Monteiro de Moraes ammoraes57@hotmail.com

São Paulo

____________________

CANDIDATOS A ASSASSINOS

Ofender, tentar chutar e bater no dr. Podval, o advogado de defesa dos Nardonis, já é demais. O advogado é de defesa, está executando seu trabalho, dado que foi contratado pelas famílias dos acusados, e apenas isso. Esses agressores são sérios candidatos a assassinos. Vale ressaltar que o dr. Podval não conheço e jamais o vi pessoalmente.

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

____________________

A VOZ DO POVO É A VOZ DE DEUS

A expectativa geral é que o casal Nardoni seja condenado à pena máxima. Esse julgamento parece mera formalidade, pois a sociedade já os condenou há tempos e não pretende aceitar nenhuma outra opção.

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

____________________

TRIBUNAL DO JÚRI

Graças à intervenção da mídia, as pessoas puderam saber como funciona o Tribunal do Júri no Brasil. É bem diferente do que se vê em folhetins ou no cinema americano, onde a história que está sendo narrada acaba tendo mais importância do que o julgamento. No júri americano, bem diferente do nosso, são 12 jurados; no brasileiro, apenas 7. No americano, os jurados decidem, em sala secreta, a decisão a tomar. Aqui, com a presença do juiz, do promotor e do advogado de defesa, a votação, também em sala secreta, é resolvida, e não há a necessidade de ser por unanimidade, bastam quatro votos, a decisão é por maioria. Esse escarcéu que estão fazendo nesse julgamento, cujo crime comoveu a Nação brasileira, por enquanto serviu para esclarecer como funciona o Tribunal do Júri no Brasil. Vamos aguardar o veredicto. Culpados ou inocentes?

Carlos Eduardo de Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

____________________

JUSTIÇA OU JUSTIÇAMENTO?

Tão chocante quanto o crime de Isabella é a tentativa de ''justiçamento'' dos acusados que vem sendo feita. Desde o primeiro dia não se admitiu outro suspeito que não o pai e sua mulher. Nenhuma outra hipótese foi sequer investigada. O promotor do caso, que nutre uma relação de amor profundo pelas câmeras de Tv e entrevistas, muito vaidoso, nunca cogitou de estar errado. Apesar das inúmeras dúvidas que foram surgindo no decorrer da investigação, ele e setores da imprensa afetos ao sensacionalismo - os de sempre! - desqualificavam qualquer suspeita de que a direção das investigações estivesse equivocada. O que se vê são ''provas'' que podem servir tanto para culpar como para inocentar, tamanha a sua fragilidade. Prova cabal não existe. Fato é que essas emissoras de TV que fazem a festa com derramamento de sangue promoveram um linchamento, que quase deixou de ser moral para ser real, no dia da prisão do casal, que teve intensa cobertura televisiva, em níveis que beiraram o absurdo. Foi um grande espetáculo! Depois disso não havia mais ponto de retorno: o casal já havia sido julgado e condenado pela opinião pública, destramente conduzida pelos holofotes das TVs, através de reportagens, especiais, entrevistas exclusivas, programas dominicais, depoimentos de ''especialistas'', psicólogos, criminalistas e o que mais houvesse. Haverá, neste caso, justiça ou justiçamento? Algum dia saberemos a verdade?

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

____________________

SOBRE A INEFICIÊNCIA DO JUDICIÁRIO

O comentário que faço a seguir não se refere especificamente a uma matéria em si, de tão recorrente é o tema que pode ser visto por diversos prismas.

Apenas para introduzir o assunto, temos as recentes comemorações no âmbito do Poder Judiciário pelos resultados obtidos em função (1) da Meta 2 (estabelecida pelo CNJ e tendo como alvo o sentenciamento até dezembro de 2009 em projetos iniciados antes de 2005 e ainda tramitando) e (2) dos altos índices de digitalização dos processos no STJ.

Aparentemente, esses dois anúncios teriam levado o Judiciário a uma melhoria significativa no seu desempenho. Mas a realidade parece ser bem outra.

No primeiro caso, há de se ver a qualidade das sentenças proferidas e, pior, quantos desses processos efetivamente ''sairam do circuito'' dos trâmites legais. Isso porque certamente eles foram contemplados com o grau de recurso pertinente a caso concreto, tudo dentro das posturas vigentes nos nossos Códigos.

Já no segundo caso, a notícia veio recheada de um detalhe interessante: uma grande maioria desses processos digitalizados retornaram aos juizados de origem (fruto da análise da Egrégia Corte). Ou seja, ficaram reduzidos a bytes lá em Brasília mas continuam a ser recheados de papéis nas Varas de Origem e ... se e quando retornaem estararão desatualizados nos arquivos federais, exigindo novas digitalizações das partes faltantes !

Ou seja, enormes perspectivas de que as notícias estejam mais para o ''me engana que eu gosto'' do que para o ''sim, nós podemos''.

Analisado o problema, vamos ás causas e possíveis soluções. Para efeito de análise, vamos nos considerar num mundo mais próximo do ideal, onde interesses pesoais ou de grupos não se sobreponham à mais estrita missão da Justiça; também não existindo a palavra corrupção no dicionário. Ou seja, apenas por um momento, vamos ver se e como as coisas funcionam nesse mundo ideal.

Na realidade, o problema não passa exatamente pelo Judiciário. O enorme aparato jurídico já existente, esse cipoal de leis, códigos, PECs, etc., dá ao Judiciário a oportunidade de interpretar um caso concreto das mais diversas formas. Nenhuma delas necessariamente incorreta ou injusta, apenas atrelada á análise subjetiva do julgador. Este, por outro lado, se dá o direito de entender a língua portuguesa da forma que melhor lhe aprouver, por vezes escondendo-se por detrás do já famoso ''espírito do legislador''. Isso sem nem mesmo ir perguntar ao próprio.

A solução passa por duas alternativas; a primeira fazendo-se de imediato uma consolidação da legislação não deixando margem a dúvidas sobre o que a mesma quer alcançar. De forma ampla, geral e irrestrita. Parece-me pouco provável conseguirmos isso num plano realista do funcionamento do nosso Congresso.

Uma outra solução seria a criação de uma lei específica, genérica, onde indubitavelmente estaria estabelecida a prescrição de ações a partir de 10 (dez) anos de tramitação, ou seja a partir da data da proposição da mesma, independentemente de quaisquer intercorrências durante o processo cível, inações das partes e de ineficiências da Justiça em si.

Hoje em dia, há processos com 15, 20 ou mais anos de tramitação que sequer sinalizam o seu fim. Ninguém respeita prazos, há processos simples que sobrem aos Tribunais Superiores e lá ficam por vários anos sem a menor ação da Corte (nestes casos, curiosamente os mais corriqueiros são os que adormecem por mais tempo, levando-nos a crer que os magistrados imaginam, pela pequena monta ou complexidade, que pouco devem estar influenciando a vida do cidadão comum).

Também decisões simples e claras, por vezes ainda em Primeira Instância, são levadas em recurso aos Tribunais pelo preceito do ex-officio, mas fadadas ao insucesso, porque o portugutês é claro, tem sintaxe e regras gramaticais muito bem definidas.

Vivemos a recorrência dos absurdos, se alguém, como a Imprensa, não apenas informar mas realmente auxiliar na busca das soluções, estamos todos fadados a viver num mundo impossível de se viver.

Jose Flavio Monteiro Franco joseflaviofranco@hotmail.com

Santana de Parnaíba

____________________

PROFESSORES TÊM DIREITO À MANIFESTAÇÃO

Os professores estão em greve desde o dia 8 de março. As reivindicações da categoria são legítimas diante de uma rede de ensino que apresenta deficiências graves devidas às políticas adotadas pelo governo estadual.

Este mesmo governo ignora a categoria e não se dispõe a negociar com as entidades representativas.

No entanto, esta intransigência do governo não tem qualquer importância para alguns profissionais de imprensa.

Enquanto isso, professores, assegurados pelo direito à manifestação, são agredidos pela Polícia Militar e esses mesmos profissionais de imprensa tentam retratá-los de forma depreciativa.

Esta postura me impele a não conceder entrevista àqueles que se propõem a resguardar um governo que ignora as necessidades dos trabalhadores do serviço público e tentam retratar de forma desrespeitosa uma categoria que luta por sua dignidade profissional.

Maria Izabel Azevedo Noronha, presidente da APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo), membro do Conselho Nacional de Educação presiden@apeoesp.org.br

São Paulo

____________________

SÓ UMA AMOSTRA

Os que se acostumaram com as boquinhas e o inchaço da máquina (que impedem o governo de pagar melhor aos que realmente trabalham e merecem) vão fazer tudo para atrapalhar a campanha de José Serra. O que ocorreu em Franco da Rocha, com a manifestação descabida de 30 supostos integrantes da Apeoesp, é só uma pequena amostra. Aguardem que vem muita anarquia e provocação desses petistas parasitários que tanto nos envergonham e prejudicam perante o Primeiro Mundo.

Silvano Corrêa scorrea@uol.com.br

São Paulo

____________________

GREVE DOS PROFESSORES

Lamentável o descaso com que o governo Serra, do PSDB, trata os professores paulistas, que ganham 30% menos que os professores do Piauí. Já pensou? Na propaganda enganosa do partido parece que estamos em Genebra, mas tudo é mentira. Pior: o Ministério Público de São Paulo tem uma relação promíscua com o PSDB e não cria uma força-tarefa com a Polícia Federal para investigar os direitos humanos dos professores. Lamentável. Meus protestos.

Mirna Martins Mello artistasdeitarare@bol.com.br

Itararé

____________________

A REALIDADE DO SERVIÇO PÚBLICO

Foi divulgado na imprensa. Apesar de 2009 ter sido marcado pela crise econômica mundial, em 92,6% das negociações salariais no país foi conseguida, ao menos, a reposição da inflação, segundo dados do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). E muitas categorias conseguiram, ainda, aumento real de salários. É o que tem ocorrido na iniciativa privada.

Porém, no setor público, a realidade é diferente. Ao menos no Estado de São Paulo. Em muitos casos os trabalhadores estão há anos sem conseguir sequer a reposição das perdas inflacionárias, ou seja, a manutenção do poder aquisitivo. O aluguel sobe. A prestação da casa própria sobe. O plano de saúde (para quem ainda pode pagar) sobe. O material escolar sobe. A cesta básica sobe. E vão ocupando uma parte cada vez maior nos defasados salários. Isso quando não superam o valor deste.

A reposição inflacionária é garantida na Constituição Federal (Artigo 37, X) e direito de todos os trabalhadores. Portanto, uma obrigação legal dos governantes. Todavia, o que se vê é um descaso com a lei máxima do país e um desrespeito com os servidores. E quando ocorre qualquer mobilização, o discurso dos governantes é de desqualificar quem reclama, alegando que as manifestações têm "cunho político", como alega o governador de São Paulo, José Serra, por ocasião da greve dos professores. Neste caso, a alegação do governante é que "a folha de pagamento cresceu 33% no período", sem esclarecer e provar que foi realmente cumprida a disposição legal, ou seja, a reposição da inflação sem distinção de indicies, a todos os trabalhadores. Ora, se a folha de pagamento cresceu 33% entre 2005 e 2009, quanto deste percentual se refere à reposição? Porque os "bônus" supostamente concedidos não podem ser confundidos com reajuste, visto que não possuem caráter salarial, não atendem a todos os trabalhadores e nem repõem as perdas inflacionárias.

No caso do Poder Judiciário, o discurso é outro. Mas também tem o intuito de tentar desqualificar os trabalhadores, que já estão há dois anos sem qualquer reajuste, sem considerar a defasagem dos anos anteriores e outras obrigações não cumpridas. A alegação do governador é que a folha de pagamento do Judiciário é alta, portanto os trabalhadores não precisam de reajuste. É aplicada neste caso a média de todo o Tribunal, ou seja, são colocados na mesma conta os polpudos subsídios dos magistrados (juízes e desembargadores) e dos serventuários, que em geral ganham cerca de 10% dos primeiros. Aí, é aplicada a "aritmética da má fé", onde o R$ 1,00 que eu ganho é somado aos R$ 99,00 que o "outro" ganha, e na média cada um recebe R$ 50,00.

E esta é a realidade do serviço público, outrora tido como promissor e bem remunerado. Realidade esta que os políticos insistem em esconder, a opinião pública demonstra pouco interesse em conhecer, e a imprensa, infelizmente, não faz nenhuma questão de mostrar. Os efeitos desta política desastrosa? Perda de bons servidores para outras esferas de governo, ou mesmo para a iniciativa privada, desmotivação dos trabalhadores que permanecem e consequente queda na qualidade do serviço prestado.

Gleison Luiz Zambon, servidor público estadual gleisonzambon@gmail.com

Piracicaba

____________________

APOSENTADOS

Espero que os aposentados se lembrem de que, em outubro, o presidente LULA e o resto do PT votaram contra o aumento dos aposentado duas vezes, e que nós só podemos fazer greve de fome. Por outro lado, um aposentado que vota leva quatro consigo. Agora, nós vamos fazer a diferença nas eleições e provar que temos alguma força.

Arthur Vigliar Juniot vigliar@hotmail.com

Santos

____________________

VINGANÇA SERÁ MALIGNA

O governo do Rio está chorando a perda dos royaltes, mas ele tem força para levantar multidões. E nós, aposentados que ganham acima do salário mínimo, reclamar para quem? Para os políticos de Brasília, principalmente para o presidente pacificador? Acho que é perda de tempo. Eu mesmo ganhava acima de três salário e hoje não ganho dois, mas a eleição 2010 esta aí a vingança será maligna

Miguel António Marotta miguelmarotta@ig.com.br

São Paulo

____________________

MULTAS DE TRÂNSITO NO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO

No país das novidades, realmente eles inventam de tudo. Agora todos os cidadãos terão que ler o "Diário Oficial" da União para saber se foram ou não multados nas estradas federais. É claro que o cadastro nacional dos veículos está perfeito e eles possuem os endereços de todos os automotores deste país. Ou será que tal banco de dados é mais uma das ficções e, na realidade, eles não conseguem entregar as notificações aos devidos donos?Tudo isso é muito estranho, pois, quando se licencia o veículo, tudo o que existe nele é apresentado e temos que pagar para poder renovar. Está mais do que claro que esse 1 milhão de infrações, na maioria, é proveniente dos ''acertos'' que muitos dos importantes pagaram a despachantes para livrá-los da multa, colocando-as no seu CPF. Como se CPF conduzisse ou pilotasse automotores...É mais uma forma de encher os bolsos dos governantes atuais.

Mas essa agora, que teremos a controlar...

Que pais é esse? Ou que brincadeira é essa?

Paulo Pisati Silvestri psilvestri@terra.com.br

São Paulo

____________________

COBRANÇA INJUSTA

Depois da administração do Sr. Kassab dar continuidade à degradação do bairro Alto de Pinheiros, em particular, a região estritamente residencial City Pinheiros, vem o Sr. Prefeito acrescentar 30% ao já elevado valor de nosso IPTU. Tal degradação conta com o auxílio do CET

que ignora as leis de zoneamento e, por não coibir, promove o desvio do tráfego desordenado e perigoso, de uma infinidade de carros, vans de serviço, caminhões e ônibus, para as suas ruas eminentemente residenciais. Também conta com a omissa e conivente Subprefeitura de

Pinheiros que faz vistas grossas ao uso comercial de suas ruas pelos Valets, a serviço dos bares de luxo das vizinhanças, especialmente aos da Vila Madalena. É mais que óbvio que os ditos benefícios não foram

dirigidos para beneficiar este bairro, ou seus moradores, como alega o Sr. Prefeito. São os agentes desta degradação quem estão sendo beneficiados de fato, com os órgão públicos consolidando o uso ilegal de

suas ruas. Acorda, Kassab!

Carla Goldman marchett@if.usp.br

São Paulo

____________________

METRÔ DE SP

São Paulo dá uma lição de democracia e transparência ao resto do País. De um lado, a mídia ao revelar e cobrar do Governo do Estado explicação sobre atrasos na conclusão de várias linhas e estações previstas em plano de expansão do Metrô de SP divulgadas ao público com datas de conclusão neste ano; de outro lado, a resposta da direção do Metrô sobre as razões disso, acompanhada de várias outras reportagens na mídia sobre como será a rede do Metrô de SP e sua integração à rede de trens metronizados da CPTM. Nós, cidadãos desta metrópole em que o trânsito congestionado nos estressa e sufoca, vamos contar com alternativas de transporte público rápido neste e no próximo ano, devido a atrasos nas obras. O que me chocou, e ainda me choca, é a total indiferença da mídia em repercutir o que o Presidente Lula falou em discurso pronunciado em Itaboraí (RJ), durante inauguração de obra no Complexo Petroquímico do Rio. Além de afirmar que tem como meta propiciar aos pobres condições para comprar um carro, o que é um direito de todo cidadão em país democrático, acrescentou que "os que defendem investimentos em metrô e trens querem que o pobre deixe a rua livre para eles". É triste, mas é verdade!

Eduardo José Daros daros@transporte.org.br

São Paulo

____________________

LOTAÇÃO DIÁRIA E PROPAGANDA ENGANOSA

Está simplesmente insuportável trafegar no metrô de SP!!! Isso porque ainda não foram inauguradas as estações prometidas para este ano....

Quero deixar claro que sou totalmente favorável à expansão do metrô, porém é necessário o mínimo de PLA-NE-JA-MEN-TO!

O que tem acontecido todos os dias? O metrô não tem dado vazão à quantidade de passageiros e a qualidade de serviço vai de mal a pior! Ele pára demais, anda devagar demais, está lotado demais e o intervalo entre um e outro tem sido grande demais! Quase todos os dias chego atrasada no meu trabalho na estação Conceição e/ou perco meu fretado que parte da estação Imigrantes no fim do dia. Para evitar isso, o que tenho feito??? Apesar de chegar mais tarde no trabalho, sou obrigada a cada dia sair mais cedo...

Afinal, a expansão é para resolver ou piorar o problema?

O Governo do Estado de SP deveria gastar menos com todo esse marketing eleitoreiro em torno da expansão do metrô e investir adequadamente no serviço a ser prestado!

Alexandra Faria Vieira alexandrafaria@yahoo.com.br

São Paulo

____________________

ESTAÇÃO PINHEIROS

Alguém pode me informar quando ficará pronta a Estação Pinheiros do Metrô?

Maria de Mello nina.7mello@uol.com.br

São Paulo

____________________

PARADA NA PAULISTA

Vamos usar o bom senso! Não só a parada gay deve mudar seu percurso, como também a passeata da fé e tantas outras manifestações. Principalmente as passeatas das greves! O motivo é um só: ali é um corredor de acesso a vários hospitais. Alguém pode me explicar por que não utilizar o Sambódromo para passeatas, desfiles, paradas e demais manifestações populares?

Marina Letícia Sgaviolli leticia.pacini@uol.com.br

São Paulo

____________________

O PSIU E O BARULHO

O editorial "A "lei do barulho" (21/3, A3) reproduz tudo o que eu penso sobre o PSIU e as várias reclamações que já fiz à Prefeitura.

De fato, a nova ''lei do barulho'' serve apenas aos interesses dos baderneiros - e de quem faz a lei - e deixa na mão os cidadãos que desejam e têm direito à tranquilidade. A Prefeitura e a Câmara Municipal fazem pouco-caso do nosso direito ao silêncio.

Moro numa rua de baladas e botecos, que, além do barulho, que já é comum num local desses, ainda atrai aqueles veículos-boates que têm caixas gigantescas de som atrás do carro e ficam estacionados na porta dos bares até cansarem.

Já chamei polícia, sem resultado. Perguntam se vamos esperar a viatura na porta e comparecer à delegacia!!! Ah, tá bom. No meio da madrugada? Mostrar minha cara aos vadios dos botecos e donos de veículos barulhentos? Ficar marcada?

Medir o barulho na casa de reclamante é uma piada. Dá vontade de fazer um teste, só pra descobrir se a Prefeitura irá à minha casa às 3 da matina. Com certeza, ainda esperam que eu lhes sirva um cafezinho, já que estou acordada mesmo e dificilmente voltarei a dormir, ainda mais porque logo terei de ir trabalhar, enquanto os desocupados que nos perturbam estarão dormindo quando amanhecer, com toda a certeza.

Acabar com a denúncia anônima é nos expor à insegurança, não acreditar em quem denuncia, reclama, desrespeito à privacidade e ao nosso direito ao sigilo.

Não tenho a obrigação de aguentar vagabundo, ainda por cima com veículos estacionados na calçada do meu prédio, com o som ligado.

Espero que nossos governantes reflitam bastante sobre essa questão.

Emily Cardoso emilyhupert@yahoo.com.br

São Paulo

____________________

¿POR QUÉ NO TE CALLAS?

O presidente da República anda confiando demais na estupidez dos eleitores. Essa é a única justificativa para a desfaçatez do discurso: "Quero separar as eleições das ações do governo. Meu compromisso é não parar de governar esse país por conta das eleições.''

Helena Rodarte Costa Valente helenacv@uol.com.br

Rio de Janeiro

____________________

FAÇANHAS CHINESAS

Vejam só que coincidência! Bastou começar uma pressão mundial, a começar com toda a razão pelos States, por uma valorização do yuan que os bilhões de dólares mensais de superávit da China se transformaram em US$ 8 bi de déficit no início de março, para grande alegria do primeiro-ministro chinês, que disse estar ''muito feliz''. Na China as coisas são rápidas: com Mao Tsé-tung ela fez o Grande Salto para a Frente, que pretendia industrializar o país em alguns anos, agora é o Grande Salto para Trás, transformando um superávit monstruoso em déficit significativo da noite para o dia.

Paulo Afonso de Sampaio Amaral drpaulo@uol.com.br

São Paulo

____________________

CHINA X GOOGLE

Apesar de uma política repressora/ditatorial, nota-se no governo daquele país cuidado extremado com a inernet e seus efeitos nocivos, atitude bem diferente do governo liberal brasileiro. Permitiu que essa empresa se instalasse em nosso país e fizesse o que bem entendesse. Nós, o povo, viramos motivo de chacota, calúnia e difamação através do tal Orkut. Além do mais, fomos catalogados e controlados, talvez de forma bem pior que o povo chinês em relação aos seus governantes. O problema todo é que lá na China há uma Constituição e leis a serem seguidas; aqui, há a desculpa da ''liberdade'', mas por baixo dessa cortina há, de fato, a ''libertinagem'', a velha corrupção, a velha corja política, etc., etc., etc.

Carlos Nelson Horrocks carloshorrocks@yahoo.com.br

São Paulo

____________________

APOIO A CUBA

Peço permissão aos leitores sra. Maria Teresa Murray e srs. Paulo Kherlakian e Lauro Fujihara ("Moção de solidariedade", 24/3) para assinar em baixo os seus desejos de que todos os admiradores dos irmãos Castro se mudem para aquele ''paraíso democratico'' e deixem o Brasil seguir o seu destino grandioso sem a presença deles! Acrescentaria ainda que assim o País poderá começar a se refazer do grande estrago já feito pelo PT.

Pirjo Annikki Lehto-Gomes nickylehto@uol.com.br

São Paulo

____________________

"MITO CUBANO DA ESQUERDA E DIREITOS HUMANOS"

Os caros professores Eduardo Viola & Héctor Ricardo Leis (24/3, A2) intepretam os fatos de forma pessoal e historicamente equivocada.

Cuba nunca foi ''objeto de invasão do imperialismo americano'', porque a única utilidade de Cuba para os EUA é de fato estar no ''meio da saída marítima do Golfo do México'', se não fosse isso, poderia ser um Haiti da vida que os americanos estariam pouco se lixando. E o mesmo se diga da URSS, que por décadas sustentou a ''farra fidelista'' na ilha. Imagine um ''posto avançado'' da URSS naquela posição, que Kennedy pôs para correr os soviéticos com suas ''armas atômicas''.

Então, o ''mito'' cubano é mal interpretado e confundido, sempre teve ''ditadores'' interesseiros em quem está ''por trás'' financiando suas farras.

Quanto ao restante da América Latina, há outra interpretação equivocada. Toda a AL ainda sofre da ''síndrome das ditaduras caudilhescas'', que podem ser interpretadas como as ''ditaduras das bananas'', de que nem o próprio Brasil ainda escapa. Basta ver que com 130 anos de República já tivemos sete Constituições, que são ''cartas de interesses'', e não cartas de projeto de Nação! Nossos projetos são das ''próximas eleições'' e param aí.

O PT é obra do socialismo sindical, cujo interesse era e é ''subir no poleiro'', e nada mais. Está apenas cumprindo sua agenda ideológica, e até bem. A moral e a ética nunca estiveram nas bases ideológicas nem do socialismo marxista, muito menos do comunismo, seja lá de que ditador for, que dão as bases sindicais gerais no mundo todo!

Só não se falou da ''nações capitalistas'', que de fato são ''feudais'' do ponto de vista administrativo e de governos. Produz-se de forma capitalista e se administra e se governa de forma ainda feudal-medieval, essa é a grande questão do ''mundo capitalista''. No mundo comunista se produz mal de forma capitalista e se administra e se governa de forma ainda pré-feudal, ou tribal mesmo!

A única coisa que se salva no mundo atual é o ''SISTEMA CAPITALISTA DE PRODUÇÃO'', que ainda não tem o equivalente sistema ''capitalista de administração e governos'', cuja base teria que ser a ''sociedade democrática pelas leis'', pelos contratos, etc., etc., pouco importam suas respectivas formas de governo. Onde há leis, tanto governa o presidente como o ditador ou o ''imperador'', etc., etc., como numa colmeia de abelhas, onde rainha, corte e operárias convivem ricas e felizes, sem conflitos de classes, etc., etc., cuja origem leva à ''demagogia ideológica das revoluções''!

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

____________________

ACORDO NUCLEAR

Rússia e EUA finalmente chegaram a um novo acordo para redução de seus arsenais nucleares. Mais do que uma boa notícia, não deixa de ser também um bom exemplo para outras nações que ainda insistem na busca de tais armas. Mas tais notícias teriam um tom mais otimista se fossem acompanhadas por uma política de Estado efetiva nesses países em prol do desarmamento nuclear, mais imune aos humores dos líderes do momento e de seus respectivos partidos.

José Eduardo Zambon Elias zambonelias@estadao.com.br

Marília

____________________

A ''DEMOCRACIA'' DE HUGO CHÁVEZ

O ex-candidato à Presidência da Venezuela Oswaldo Álvarez Paz foi Preso, depois de uma entrevista num programa de TV, por ter comentado as investigações divulgadas na Espanha de que integrantes da inteligência

venezuelana estavam envolvidos no treinamento de guerrilheiros das FARC e do grupo terrorista basco ETA. O curioso nessa história é que a atual lei de imprensa na Venezuela obriga o entrevistador a interromper o

programa quando uma situação dessas acontece. Acho que é uma espécie de censura ao vivo que o Chávez adotou na Venezuela. Mas o apresentador não interrompeu o entrevistado. Logo, também é culpado. O cidadão pode falar o que quiser, contanto que seja a favor de quem está no poder. Surrealismo puro. O grande problema desses ditadores fantasiados de democratas é que eles vivem equilibrados na aresta vertiginosa que separa a democracia de mentira da ditadura de verdade. Todo ano aqui, no Brasil, aparece no Congresso Nacional um projeto parecido com o venezuelano, destinado a controlar a liberdade da imprensa, enviado pelos filósofos da base do governo Lula. O fantástico nessa história toda é que ainda existem pessoas que acham o governo Chávez um exemplo de democracia. O Lula é uma dessas pessoas.

Wilson Gordon Parker wgparker@oi.com.br

Nova Friburgo (RJ)

____________________

CASAS

Mais uma vez evidenciando seu lado reacionário, o Congresso americano é contra a correta e sensata posição de Barack Obama no episódio da construção de casas populares em Jerusalém Oriental, em área pertencente aos palestinos.

Se Israel resolver cravar a estrela de Davi na bandeira norte-americana, em substituição às dezenas de estrelas ali existentes, com certeza os parlamentares também aprovarão, já que fazem tudo para paparicar os israelenses.

Habib Saguiah Neto saguiah@mtznet.com.br - Aposentado

Marataízes (ES)

____________________

GANGORRA

Enquanto Obama recupera o prestígio internacional com a vitória do plano de saúde no Congresso americano, Lula perde o seu com as lambanças em Honduras, Cuba, Irã e agora no Oriente Médio, com seu já famoso "vírus da paz". Melhor seria ficar em casa e cuidar da partilha do pré-sal, que ele mesmo inventou. Quem semeia ventos...

Gilberto Dib gilberto@dib.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.