Cartas - 01/01/2011

PRESIDENTE DILMA

, O Estado de S.Paulo

31 Dezembro 2010 | 00h00

Boa sorte

Sra. presidente Dilma Rousseff, após a sua posse, não faça nada de excepcional, simplesmente respeite a nossa Constituição. Lembre-se de que milhões de brasileiros assistirão à sua posse. Ah, também se faça respeitar, principalmente pela "banda podre" que a ajudou a se eleger e continua a gravitar ao seu redor. Toda a sorte do mundo para a senhora e que Deus a ilumine sempre.

ANTONIO M. GONZALES SOTELLO

tomsotello@uol.com.br

São José do Rio Preto

___________________

Nova gestão

O silêncio da presidente Dilma sobre alguns fatos é eloquente. Estamos certos de que sua gestão será pautada pela construção de um clima político de união, por um governo para todos, por uma economia responsável e comprometida com as reformas. No momento certo, dará as respostas adequadas aos desafios e desatinos. Que Deus bendiga o seu governo!

ALBERTO RAAD

raadalberto@yahoo.com.br

Colina

___________________

Sabedoria

Eu, um dos 13% que acham que o presidente que sai foi mau ou péssimo, só peço à nova presidente que seja menos demagoga do que ele e menos populista, pois o povo vai cobrar a fatura em futuro bem próximo. No momento certo, coloque no primeiro escalão pessoas de real competência, independentemente de ligações políticas. E que tenha sabedoria e bom senso para retroceder alguns passos, visto que no seu caminho vão aparecer os vários pântanos que lhe foram deixados. Melhor drená-los, não para já, mas para a geração que estará na ativa nos anos 2018-20

JOSÉ G. SANTINHO

msantinho@uol.com.br

Campinas

___________________

Começar bem

Embora não eleitor do PT, em nome do Brasil e dos brasileiros desejo a dona Dilma que faça um bom governo. Que não admita ou finja não admitir aloprados, Waldomiros, mensalões e que tais, que não se cansaram de dar à mídia notícias de primeira página, como seu antecessor. Um bom começo é demitir o velhinho frequentador de motel que, a exemplo de seu guru - maranhense, mas senador pelo Amapá -, é deputado pelo Maranhão, mas vive no Rio de Janeiro. Outra que deve ser demitia é dona Ideli, que por seus antecedentes tem tudo, ao bom estilo petista, para lhe causar problemas, e o que é pior, gerir mal os recursos públicos, por absoluta falta de capacidade - lembra-se da dona Erenice? Esses dois não têm condições morais - diria também técnicas e profissionais - para ocupar o cargo com que foram contemplados, por critérios meramente de favor político, nem de representar o bravo povo brasileiro. Os milhões de votos que a presidente não recebeu são também de brasileiros e por isso merecem respeito. Vamos acordar, brasileiros? 2014 já está aí!

CARLOS BENEDITO P. DA SILVA

advcpereira@hotmail.com

Rio Claro

___________________

Desafios

A imprensa tem listado os inúmeros desafios que esperam a presidente Dilma, mas nada se compara à dificuldade que ela terá para calar e se descolar de Lulla, que se revela cada dia mais um boquirroto de palanque.

CLAUDIO JUCHEM

cjuchem@gmail.com

São Paulo

___________________

Herança

O Estado entra em 2011 sob censura há 519 dias, pelas estripulias da família Sarney e de seu inacreditável poder sobre a Justiça do Brasil. Sua influência continuará em alta, como demonstra a agressividade do presidente que passa o mandato ao defender essa "oligarquia". O novo ministro do Turismo, em companhia do inacreditável Edison Lobão, demonstra o continuado poder dos Sarneys no governo Dilma e indica que essa é uma das heranças que o governo Lula deixa à sua sucessora.

JAIR ROSA DUARTE

jair_rosaduarte@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

___________________

BOAS-FESTAS

O Estado agradece e retribui os votos de boas-festas e feliz e próspero ano-novo de Andreas de Souza Fein, Ana Lidia Gresenberg - Associated Press, Anna Beatriz Messeder, Gloria Alvarez, Juliana de Rezende, Jéssica Lauritzen, Lóiam Torres e Zuleika Bispo - Coordenação de Imprensa da Eletronuclear, Ataide Neumann - Associação dos Servidores Civis de Ciência e Tecnologia do Exército, BM&F Bovespa, Carro e Cia., deputado dr. Talmir, Eduardo Monteiro, Édi Pereira & Ná Valentim - Hórus Photograph, Edson Aparecido, ElogieAki, Elones Fernando Ribeiro e família, Empresas e Terras Farroupilha (RS), Equipe Ascom/Univasf, Errea Comunicación, Família Corrêa, Fernando D"Avila, Flávia Perez, Filipe Luiz Ribeiro Sousa, Fundación Flores de Raff, Gerando Design, Giovani Erick Gomiero, Grupo Mosaico Caxingui, Heloisa Helena, Henrique Brigatte, Hotel Península, Imesb, Improve Consulting, InfoEcológica Consultoria, Projetos e Licenciamentos Ambientais, Integra Global, Itaú Unibanco, Torrear Incorp. e Planej. Imob. Ltda., João e Vera Lúcia Corrêa, João Francisco Lobo Ribeiro, Jorge Peixoto Frisene e família, José Carlos Pellegrino - Pellegrino e Associados Engenharia Ltda., José Turozi, Juvenal Azevedo - Juvenal Azevedo Comunicação, J. Claudio Cinelli - QualiMática Consultoria, Jeferson Malaguti Soares, Kahtia Elisa Pinto - Atelier de Ideia Soluções em Comunicação, Kremer e Schnornberger Advogados, Kronnus, Latina Estudio, Lauro Rogério Dognani, Leonardo R. Genofre - Fibria Celulose S.A., Lilian Sá, Louvor Eterno Shopping, Luciane Abramo, Luiz Carlos C. Dutra Jr. - Unilever Brasil Ltda., Luiz Carlos Heize, Luiz Fernando Rangel de Camargo Fidelis, Malheiros Filho, Camargo Lima e Rahal Advogados, Marcius Machado, Marlene F. G., Marly Lamarca - Liga das Mulheres Eleitoras do Brasil, Mauro Roberto Zanettin - Ekipateck, Mayra Holanda, Mônica Ferreira - Digital Trix, Montezuma e família, Microcenter, Mussa e família, Nice Lima - Ritmo Comunicação, Noites do Cupido, Novo Tempo, Nelson Marquezelli, Nina Rodríguez, OralGraf, padre Mateus Maria, FMDJ - prior do Mosteiro Menino Jesus, P&G Brasil, Pablo Fernandez - Canciones del Sur, Paula Marra - Marra Assessoria de Comunicação, Paula França e Renato C. Fonseca, Paulo Jesus, Pedro Atílio Cesarino - Publicidade Archote Ltda., Pedro Paulo Trindade e Julieta, Pepsico, Penteado Mendonça Advocacia, Pinheiro Pedro Advogados, PR Newswire, Projeto Criança e Consumo - Instituto Alana, Pousada Águas do São Francisco e Rádio Record RJ 990 AM.

___________________

"2011, seja bem-vindo! Lula, seja "bem-indo"!"

J. S. DECOL / SÃO PAULO, SOBRE OS NOVOS TEMPOS

decoljs@globo.com (SP)

"Pelo som do coaxo, esse sapo não aguenta ficar quatro anos na sombra"

STANISLAW CORDEIRO / SÃO PAULO, IDEM

ratles2@hotmail.com

"O ciclo lulista pode até dar adeus, mas o Lula dá apenas um adeusinho"

FAUSTO FERRAZ FILHO / SÃO PAULO, IDEM

faustofefi@ig.com.br

"O "cara" ainda vai nos custar caro..."

ADRIANA IRIGOYEN / SÃO PAULO, IDEM

adrianairigoyen@terra.com.br

___________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.380

TEMA DO DIA

Lula decide manter Batistti no Brasil

Argumento é que a extradição colocaria o ex-ativista em risco de perseguição e até de morte

"Um erro mais do que crasso por parte de Lula, e uma bizarra mancha no apagar das luzes do seu mandato."

SANTIAGO WESSNER

"O Brasil só deu à Itália o troco na mesma moeda, pelo caso Salvatore Cacciola. Quem quebrou o acordo foram eles."

ALDEMIR DE ALMEIDA RODRIGUES

"Não é à toa que somos vistos pelo mundo como o país da impunidade e esconderijo de criminosos."

ADAMASTOR VAZ

___________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

POSSE

Neste 1.º de janeiro, durante a posse, a frase mais coerente de Lula para Dilma, seria: Não se preocupe, não precisa fazer nada, o País anda sozinho !

 

 

Francisco José Sidoti fransidoti@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

FELIZ ANO-NOVO...

Estamos em 2011. Que mundo nos espera neste novo ano? Que Brasil teremos? Será um ano difícil, como preveem muitos, ou maravilhoso, como divulgam alguns, otimistas por natureza ou mal-intencionados? Sai um gênio da comunicação de massas e da autopromoção, nem sempre escrupuloso como o cargo exigia, e entra uma incógnita, Dilma ou Dilminha. Teremos a resposta definitiva às vésperas de 2012 e assim sempre será no balanço final de cada ano. Então, vamos torcer e, principalmente, fazer acontecer para que nada de mais grave nos aflija e que todos, todos mesmo, os habitantes deste planeta tão conturbado e maltratado possam ter um ano repleto de alegrias, saúde, prosperidade, solidariedade, amizade e amor. E que na passagem de 31 de dezembro de 2011 para 1.º de janeiro de 2012 possamos todos dizer: valeu a pena e que continue valendo.

Um grande 2011, 12, 13... para nosso "pequeno ponto azul".

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

POSSE DE DILMA

Embora não tenha sido eleitor da presidente, patrioticamente desejo-lhe um bom governo e que tenha sabedoria salomônica, haja vista, que é presidente de todos os brasileiros! Deus está conosco! Isabel, foi a redentora! Que aposto a História reservará à nossa presidente? Esquecidas as mágoas, desejo e torço, com o meu coração brasileiro, que seja alguma coisa positiva, como, por exemplo, Dilma, a humanista! Há sempre esperança e amor à Pátria!

Luiz Fernando D'ávila, lfd_avila@hotmail.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COADJUVANTE

Quando comentamos que haveria ingerência de Lula na nomeação de ministros e cargos do primeiro escalão no governo Dilma, fomos duramente criticados e crucificados por muitos simpatizantes do PT. Porém, tivemos a comprovação das nossas suspeitas na ocasião em que Lula discursava em Caucaia, região metropolitana de Fortaleza, confirmando a continuidade no cargo do atual presidente da Petrobrás, Sérgio Gabrielli no novo governo, antes de qualquer pronunciamento de Dilma. Aliás, da maneira que estão sendo encaminhadas as coisas, teremos sempre o "cara" nos bastidores ditando ordens para sua coadjuvante.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ATÉ QUE ENFIM

 

Até que enfim, acabou o governo mais espetacular e maravilhoso nunca antes visto no planeta. Espero que Dilma Rousseff seja apenas presidente e nos dê infraestrutura aérea, naval, rodoviária, ferroviária, normalize os impostos tão espetaculares, que os últimos oito anos fiquem para História como os melhores do planeta Terra... Sorte de quem viveu estes anos nunca antes vistos - e, se Deus quiser, nunca mais voltem. Afinal, contos de fadas devem existir para contarmos às gerações futuras, e que nos próximos cem anos não se repita uma fase tão maravilhosa... Nem eu, nem o Brasil merecemos nem aguentamos. Parabéns aos marqueteiros, os melhores ilusionistas do mundo.

Roberto Moreira Da Silva rrobertoms@hotmail.com

Cotia

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

MENOS IOGURTE

Será que o "ex-presidento" Luiz Inácio Lula da Silva avisou à "presidenta" Dilma Rousseff que ela vai assumir um governo com mais de 80% dos aposentados pelo INSS "enterrados" em dívidas até o pescoço? Dívidas essas contraídas em empréstimos consignados que deixaram bancos e financeiras em situação privilegiada?

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GOVERNO ENDIVIDADO

Superávit primário é a quantia que o governo arrecada de impostos e separa para pagamento da dívida pública. São R$ 125 bilhões e, pasmem, não deu para pagar a dívida. Isso significa que o governo, no afã de eleger sua candidata, gastou o que tinha e o que não tinha, e a meta do superávit primário não foi cumprida. Ou seja, Dilma recebe um governo endividado. Por outro lado, o ministro Mantega ignora que a inflação esteja ganhando corpo. O novo governo promete disciplina fiscal, aperto de cintos e austeridade monetária. Podem esperar, vai sobrar para o bolso do contribuinte. Feliz 2011, com notícias ruins para nossos bolsos.

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

OBRA DO PAC

Vi no jornal da Globonews uma reportagem sobre a estrada federal que liga Goiânia a Brasília, que custou R$ 268 milhões. Nela apareceu uma enorme cratera (vi o filme que um amador fez no momento em que a estrada desabava). O que vem a ser isso numa estrada nova? Má gestão, má administração, projeto errado, tudo junto. Construíram a estrada, naquele trecho, em cima de nascentes que não foram devidamente canalizadas, o que provocou o desabamento. Disseram moradores da região que alertaram os construtores, mas estes fizeram ouvidos moucos, não levaram em consideração. A natureza ganhou, nós, que pagamos por isso, perdemos. A má administração no governo Lula, se olharmos tudo amiúde, está em toda parte. Fazem as obras, pagam às empreiteiras (muitas delas financiaram a campanha de Dilma), mas ninguém se importou em vistoriar a obra. A conclusão a que chegamos é que o governo que findou e o novo estão voltados para seus próprios interesses, e não para os interesses nacionais.

 

Carlos E. Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

BOA VONTADE

Para os brasileiros idiotizados pela propaganda lullo-petista, e não são poucos, pois chegam a ultrapassar o índice de 80%, que vivem tecendo loas para as tais obras do PAC (pão, água e circo), embora, na prática, o Brasil continue no mesmo "bagaço" de sempre, com a saúde, educação, transporte e segurança em petição de miséria, a presidenta Dilma, seguindo a linha de enrolar os trouxas, tão em voga no governo Lulla, já está preparando para, tão logo tome posse nessa "joça", o implemento de uma série de outros mentirosos "programas desenvolvimentistas". À guisa de colaboração, aproveito para sugerir algumas novas arapucas destinadas a continuar "enrolando" os incautos eleitores desse Brasilzinho tiririca: 1) Base de Operações Legislativas Avançadas (Bola); 2) Programa Intensivo de Auxílio Didático ao Analfabeto (Piada); 3) Programa de Revisão Orientado para o Próprio Interesse nas Nomeações em Autarquias (Propina); 4) Mensuração da Eficiência Real das Decisões Administrativas (Mer**); 5) Serviço de Apoio aos Companheiros que Atuam Nacionalmente Aliciando Governadores, Empresários e Magistrados (Sacanagem); 6) Fundo para Operações Destinadas aos Apadrinhados e Servidores (F***se). As sugestões estão postas! Depois não venham dizer que eu não tentei colaborar com Dilminha...

Júlio Ferreira

Recife

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

ALGO DE PODRE

Não acredito que só eu fique apavorado quando vejo a imprensa noticiar que 60% ou mais dos ministros, secretários e presidentes das estatais do governo Dilma Rousseff foram determinados pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Vai ser difícil ter de continuar engolindo as decisões de Guido Mantega, Gilberto Carvalho, Paulo Bernardo, Antônio Palocci, Nelson Jobim, Fernando Haddad, Orlando Silva, Sérgio Gabrielli, Edison Lobão e tantos outros. Essa turma precisa continuar? Pra quê? Estão deixando a impressão de que essa gente está sendo mantida para esconder o que de errado foi feito pelo presidente que saiu e pela que entra. Uma mancomunação incomensurável, não tenho duvidas. Será que somente eu estou vendo brotar no fundo do túnel um regime ditatorial? Confesso que, quando ouvi o presidente Lula dizer que "é muito bom terminar o mandato e ver que os EUA continuam em crise", senti medo. Medo do ano político que começa. Sinto a vitória daquelas forças ocultas tão faladas nos anos 60/70. Tem algo de podre para acontecer. O povo brasileiro precisa acordar.

Leônidas Marques leo_vr@terra.com.br

Volta Redonda (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IDEIA FIXA

O presidente Lula disse, há dias, ter "ideia fixa de que Dilma será candidata à reeleição em 2014". Será que ele sabe o que é uma "ideia fixa"? Ele deu uma prova de "ideia fixa", a de alimentar um rancor contra os EUA, ao declarar que "é gostoso terminar vendo EUA em crise". É o mesmo que alimentava com relação ao governo FHC. Quanto pior, melhor. E em matéria de rancor, agradece à população cearense por não reeleger Tasso! O "cara", de quem o presidente Obama não parece mais se lembrar, é um poço de ódio e rancor.

Mario Helvio Miotto mhmiotto@ig.com.br

Piracicaba

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

POBREZA DE ESPÍRITO

"É gostoso terminar vendo EUA em crise."

"Agradeço à população por não eleger Tasso."

Essa é a cabeça/boca do nosso presidente. O pau que nasce torto não tem jeito, morre torto.

Vai morrer indecente, rancoroso, apedeuta, complexado.

 

Walter Duarte duartecont@globo.com

São Caetano do Sul

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

QUEM SABE FAZ...

... quem não sabe ensina. Comentário do presidente: "Foi importante para falar para eles (os países ricos) que na crise não foi nenhum doutor, nenhum americano, nenhum inglês, foi um torneiro mecânico, pernambucano, presidente do Brasil que soube como lidar com a crise." Tanta empáfia e vaidade não combinam com a carta branca que foi dada ao presidente do Banco Central. Quem encarou a crise foi Henrique Meirelles, que cursou o Advanced Management Program, na Harvard Business School, recebeu o título honorário do Bryant College, foi CEO do Bank of Boston e presidente do Global Banking do FleetBoston Financial.

 

 

Helena Rodarte Costa Valente helenacv@uol.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

QUE CRUELDADE!

Não pensei que o presidente Lula (que até comungou nos funerais do papa João Paulo II, sem se confessar, explicando ao jornalista que o questionou sobre o assunto que não tinha pecados) declararia, no Nordeste, estar feliz porque os Estados Unidos e a Europa não vão bem... Ou será, apenas, inveja do Primeiro Mundo?

 

 

Luisa Regina Gouveia de Andrade luisszza@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

A GOTA D'ÁGUA

Não há mais como comentar. É como se eu dissesse: "Como é gostoso ver meus parentes com dificuldades na vida, meio quebrados, e nós, aqui em casa, graças a mim, numa boa." Foi a última pérola de quem envergonha o povo brasileiro consciente, perante o mundo. Felizmente, já se pode soltar o grito há muito entalado na garganta: Acabou!

Durval Zanini durzanini@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COISA FEIA

 

 

Achar bom um país em crise não é feio para um presidente?

 

Cícero Sonsim c-sonsim@bol.com.br

Nova Londrina (PR)

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESPÍRITO DO MAL

Esse é o "cara". Entendendo ser o "bom" e o "perfeito" do momento, ele se vangloria dizendo: "Foi gostoso" ver os EUA, a Europa e o Japão em "crise". Se era para fazer média com os seus "muy amigos", conseguiu. Mas quando surgirem os reflexos dessa "crise" em nosso país, vai dizer, tô fora. A nova presidente e sua equipe que se "virem". Que espírito do mal!

M. Teresa Amaral mteresa0409@estadao.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

INSENSIBILIDADE

 

 

É gostoso terminar vendo EUA em crise... E dolorido ler uma frase deste tipo dita por um presidente, por denotar uma tremenda ignorância, que não poderia ocorrer com um mandatário de um país. Ficar feliz com um tiro no pé é profundamente lamentável, principalmente sabendo que tal país em crise tem um povo que, mesmo na crise, vive melhor que o brasileiro. Aqui, para aumentar a classe média diminui-se a renda que a enquadra. E tasque Imposto de Renda nela! Daí banqueiro diz que ele foi o melhor presidente. Que insensibilidade! Talvez seja por isso que perdeu um dedo da mão. Continuando no mesmo raciocínio, quem fica feliz com a desgraça alheia, ainda que não afete seu gado, o que não é o caso, tem outro nome. E melhor pararmos por aqui. Oxalá a sucessora tenha mais sensibilidade e conhecimentos econômicos.

Manoel Mendes de Brito voni.brito@itelefonica.com.br

Bertioga

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

A CRISE DOS OUTROS

Lula gaba-se de suas conquistas pessoais e faz questão de exibir e propalar o sucesso obtido em sua vida. Não consegue, entretanto, livrar-se do ranço da revolta que acumulou ao longo dos tempos de vacas magras, quando bem-sucedidos e poderosos como ele é hoje, muito o incomodavam e lhe causavam inveja.

Essa declaração pública de que é muito gostoso terminar o mandato vendo os Estados Unidos em crise, vendo a Europa em crise, vendo o Japão em crise, não poderia ter sido feita pelo presidente do Brasil, pois, certamente, não está no coração do nosso povo curtir o sofrimento alheio.

Ela fica pior, ainda, tendo sido feita por ele, que foi considerado "o cara" nos Estados Unidos, recebeu comendas na Europa e teve estendido para si o tapete vermelho, por esses que ele

agora vê com satisfação passar pelo aperto atual.

 

 

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

ESTADISTA TUPINIQUIM

 

 

"Foi gostoso passar pela Presidência e terminar o mandato vendo os Estados Unidos em crise, a Europa em crise, o Japão em crise", essa frase de Luiz Inácio Lula da Silva é um retrato do PT - quanto pior, melhor. Desde quando isso é atitude de um estadista? A nossa sorte é que faltam apenas algumas horas para que o País fique livre desse tipo. Alô! SUS, o "cara" está precisando de um psiquiatra... com urgência.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

REGOZIJO COM A DESGRAÇA ALHEIA

Como caracterizar a satisfação de Lula com a crise americana e europeia, se não no plano dos distúrbios analisados pela psiquiatria? Na melhor das hipóteses para o paciente, diagnóstico de individualismo exacerbado, produto de complexo de inferioridade e propensão megalomaníaca. No mundo intimamente conectado de nossos dias, revela visão imatura, pueril, no plano político. Típica manifestação pedestre de um sindicalista, que vive e sobrevive no ramerrão da autopromoção e das críticas levianas que formam seu capital eleitoral.

 

 

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BARBARIDADE

 

 

Presidente, parabéns pelo seu discurso na Bahia. Sua euforia pelos problemas econômicos dos países mais ricos foi bárbara!

 

 

Ary Nisenbaum aryn@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMPLEXO DE VIRA-LATA

E disse Lulla: "É gostoso terminar governo vendo EUA em crise." Deve ser por isso, então, que os brasileiros estão viajando em massa para lá. Brasileiro é muito bonzinho e quer levar dólares para os americanos saírem da crise. Lulla sai do governo mudado: entrou com complexo de vira-lata e sai com ele multiplicado. Faltam apenas algumas horas!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

DECLARAÇÃO INFELIZ

O "presidento" Lulla, às vésperas de passar a faixa presidencial à "presidenta" Dilma, afirmou que é bom terminar o mandato vendo os EUA, a Europa e Japão em crise. Tal afirmação extrapola os limites da racionalidade do mais alto mandatário deste país e não reflete o pensamento dos brasileiros esclarecidos. Pedimos desculpas a esses países. Mal sabe ele que numa economia globalizada os países emergentes, onde se inclui o Brasil, se inclinarão para onde as maiores economias se inclinarem. Ainda bem que hoje à tarde já teremos um novo comando, de onde esperamos declarações salutares.

José Carlos Degaspare degaspare@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

PORTAS FECHADAS

Essa declaração do presidente Lula, todo feliz, sobre a crise nos EUA e na Europa é a demonstração do mais baixo nível a que um chefe de Estado pode chegar. Depois dessa ofenda e menosprezo a todos os habitantes dos países que passam por uma crise, as portas da ONU ou de qualquer outro organismo internacional sério estão fechadas para ele. Esse é o verdadeiro Lula, vingativo, invejoso, prepotente.

Luiz Ress Erdei gzero@zipmail.com.br

Osasco

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

PALHAÇOS

Os americanos também devem achar gostoso saber que existe um país onde palhaços têm altos índices de aprovação, existem 50 milhões de analfabetos e metade do país não tem esgoto.

Fabio morganti tao2@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

EGOCENTRISMO AGUDO

Mais rompante e alegórico, impossível! O presidente Lula consegue superar-se no último instante do seu mandato com esse arroubo de egocentrismo agudo, ao deleitar-se com a crise econômica das superpotências, achando que ele, somente ele, o Todo-Poderoso, foi o responsável pela salvação da nossa Pátria. Não bastasse isso, ainda temos de suportar a piada de mau gosto de ter um poço petrolífero batizado com seu nome (ah, sim, o nome refere-se a um molusco...). E, claro, o gran finale, o perdão do Santo Papa Lula, imbuído da autoridade divina, a Cesare Battisti. Seria trágico se não fosse cômico.

Luciano Harary lharary@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

DITADORES DAS BANANADAS

Mudar o nome do poço é coisa de ditador, bajuladores, despreparo para o poder, chefes de facções de república de bananas, etc... E de um país sem regras, sem lei e sem oposição.

Nelson Pereira Bizerra nepebizerra@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

DE TUPI PARA LULA

 

Com relação à mudança de Tupi para Lula, só tenho o seguinte comentário: agora só falta uma gigantesca estátua.

 

Vanderlei Zanetti vanzanetti@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

CEFALÓPODE

 

 

Fiquei sabendo que a Petrobrás formalizou a mudança de nome do Campo de Tupi para Campo Lula e que a estatal argumenta que o nome é uma referência ao molusco. Mudarão também o nome das outras plataformas para Campo de Polvo, Campo de Marisco etc.?

Deveremos, então, interpretar a partir disso que nosso quase ex-presidente é um molusco?

 

Ana Cristina Marzolla acmarzolla@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

OLEODUTO

O puxa-saquismo lullo-petista incrustrado na direção da Petrobrás chega em Tupi.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

O EGÓLATRA

Talvez para continuar no cargo, o presidente da Petrobrás não se incomodou com a ordem de Lula para substituir o nome do campo petrolífero Tupi para Campo Lula, o ególatra, aquele que não deseja ser esquecido, embora grande parte da população pareça querer esquecê-lo; basta verificar o montante dos votos dessas eleições, contrários aos petistas. Mas o que intriga é a audácia sem tamanho de retirar um nome de importância nacional que representa os tupis, que fazem parte da História brasileira, pelo nome insignificante de um molusco que vive nas profundezas da ociosidade dos oceanos e nada representa para a Nação. Se Lula deseja tanto não ser esquecido, deveria mandar fazer sua estátua na Praça da Sé, com uma melancia no pescoço.

 

Alberto Nunes albertonunes77@hotmail.com

Itapevi

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

COM LIMÃO

 

Um presidente no mar ou um molusco na Presidência? Tem coisas que nos fazem pensar se os governantes deste país duvidam de nossa inteligência!

A Petrobrás simplesmente muda o nome do campo de petróleo Tupi para Lula e quer nos fazer acreditar que é devido a uma norma que exige que os poços tenham nome da fauna marinha!!! Então, assim por acaso, escolheram lula. Será que é "lula" com L maiúsculo ou minúsculo? Lula com barba

ou sem???

Além do mais me pergunto: porque não pescadinha, camarão, lobo marinho, pinguim (que é tão bonitinho)? Mas não, escolheram, por acaso, o molusco lula!

Eu preferia porquinho... pelo menos com limão dá pra engolir.

Carlos Roberto Barreto Barsotti cbarsotti@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

LÍNGUAS

Tupi é aglutinante, a de Lula é alucinante.

Roberto Twiaschor, rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SERPENTINA

Com a mudança de nome do Campo de Tupi para Campo Lula, a produção passará a ser medida em barris de chope, não de petróleo...

Gilberto Dib

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BIG LULA E A PUXABRÁS

Achando-se mais habilidoso que Pelé e mais popular que Obama, é o super-Lula. Agora que se apropriou do tema musical de Ayrton Senna e o pessoal da Puxabrás utilizou o nome do "molusco" para batizar campo de petróleo, como nunca antes neste país, ninguém segura o veloz Lula, rampa abaixo.

Pobre Lula, como um despreparado jogador aposentado, vai ter dificuldade de conviver fora dos holofotes e acordar no domingo descobrindo que a fama é efêmera e a unanimidade, burra. Como seu maior exercício cultural foi escutar a resenha de Franklin Martins toda manhã, ele não poderia saber o que o espera fora do casulo do Planalto e desacompanhado da claque especialmente contratada para achar graça de todas suas inconvenientes improvisações.

Márcio M. Carvalho mmcoak@hotmail.com

Bauru

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

BURACO

Por que tanta celeuma por terem mudado o nome do poço de Tupi para Lula? Não deixa de ser uma simples homenagem, com certeza, desse buraco vai sair alguma coisa útil para o País e para os brasileiros. Que diferença faz o nome do buraco? Não só tiveram uma boa ideia, como acertaram... Ele merece, ele merece. Feliz ano-novo para todos, alegria! Vamos comemorar a descoberta e o que vai sair, se sair, do buraco Lula!

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

A NOVA ZELITE

Carta do leitor sr. Jatiacy Francisco da Silva, de Guarulhos, ao Fórum dos Leitores do Estadão (30/12): "Desabafo do meu vizinho quando lhe perguntei se vai sentir falta do presidente Lula: ‘Comprei um carro novo importado, viajei de avião, fiz um cruzeiro, pago a faculdade do meu filho, faço compras no supermercado e não mais tapo buracos na base do fiado no mercadinho, compro roupas novas no shopping e não no brechó, pago um plano de saúde para toda família, comprei um notebook, uma TV tela plana de 42 polegadas com HD, assinei uma tevê paga, viajei em férias para o exterior. Em oito anos, minha vida não passou por uma mudança, mas por uma transformação.’ Nesse papo, entrei mudo e saí calado..."

O sr. Jatiacy esqueceu de dar algum indício sobre se o seu amigo trabalha, pode ser um "cumpanhero" alto quadro do PT, e de informar sua profissão, talvez funcionário público, sindicalista ou, quem sabe deputado federal. Pode ser também um banqueiro, o próprio presidente retirante Lulla (vai retirar-se, acho) afirmou: "Os ricos nunca ganharam tanto como no meu governo".

Outra informação que o sr. Jatiacy não deu é se o seu amigo, integrante da nova "zelite", que antigamente "tapava buracos na base do fiado no mercadinho", comprou fiado e em vezes tudo aquilo que falou e agorá está atolado até o pescoço em dívidas talvez impossíveis de ser pagas. Num ato talvez falho, afirmou que seu vizinho "paga plano de saúde para a família inteira e faculdade para o filho", acusando o Estado lullista de falhar com duas de suas obrigações básicas, proporcionar saúde e educação gratuitas à população.

Neil Ferreira, neil.ferreira1804@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PIROTECNIA

Gostaria de perguntar ao leitor sr. Jatiacy, de Guarulhos: o que esse seu vizinho fazia antes da "descoberta do Brasil", digo, era Lula? Estava na detenção? Não comprava nada, não trabalhava, não se vestia... Só podia estar preso! Aliás, para tal salto de "qualidade de vida" estritamente material e consumista, eles se merecem mutuamente (seu vizinho e o Lula). Será que isso é tudo na vida de uma pessoa? Claro que não. Mas são julgamentos dessa natureza que fazem o tal pirotécnico e mentiroso índice de 87%, aliás, matematicamente desmentido nos dois turnos da última eleição. Que pena, Brasil! Se um governante apenas consegue trazer toda essa bonança, acho até que 87% é injusto! P.S.: Sou 13% (ou menos) com orgulho. E, por favor, me considerem "elite".

Newton Sgobbi nsgobbi@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

MINHA GENTE

 

O leitor sr. Jatiacy Francisco da Silva("Nova elite", 30/12) precisaria nos dizer qual a profissão de seu vizinho cuja vida melhorou tanto nestes últimos oito anos, que me fez lembrar aqueles videoclipes antigos de campanha do Duda Mendonça. Eu arriscaria alguns poucos palpites para a profissão do tal vizinho: sindicalista, contrabandista, traficante, fiscal, funcionário da Petrobrás, dono de igreja, político, filho de político, membro da organização da Copa de 2014, idem da Olimpíada de 2016 e quejandos. Gostaria de saber porque aqui, na minha rua, não vi mudança significativa alguma na qualidade de vida das pessoas. Elas continuam lutando para sobreviver e conseguir pagar os aumentos acima da inflação, dos quais não têm como fugir: IPTU, IPVA, combustível, plano de saúde, alimentação, roupas, condução, etc. Viajar, raramente. Gasta-se mais em pedágio que de combustível. Quando sobra algum dinheiro, é para pôr grade na frente da casa e nas janelas. Antes que alguém pergunte, a maioria é aposentada.

Hermínio Silva Júnior hsilvajr@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

REI MIDAS

Sr. Jatiacy, se o seu vizinho é empresário ou ganhou a Mega Sena, está explicado seu sucesso meteórico e retumbante. Se nem uma coisa nem outra, ele deve estar envolvido em esquema de corrupção... E se as três alternativas estão erradas, então, ele é um grande mentiroso e farsante, desses que comem sardinha e arrotam caviar. Ou, então, está ironizando o governo Lula.

Em condições normais de mercado de trabalho, como assalariado, o que ele propaga não convence. Sr. Jatiacy, mire-se no seu próprio exemplo e na sua experiência profissional e conclua se, em condições normais de lisura, é possível alguém virar o rei Midas em tão pouco tempo.

Sugiro que o ponha em confissão e vai se surpreender com a fertilidade da sua imaginação.

 

 

Jaime Manuel da Costa Ferreira jaimemcferreira@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

A PERGUNTA QUE FALTOU

 

 

Gostaria de saber se o leitor Jatiacy Francisco da Silva perguntou ao seu vizinho, que teve grande ascensão social no governo Lula, se ele era filiado ao PT ou apadrinhado do PT.

 

 

Dirceu Bertin

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

ASCENSÃO METEÓRICA

Uma pergunta ao leitor sr. Jatiacy Francisco da Silva, cujo vizinho teve ascensão social para lá de impressionante em oito anos, passando do fiado no mercadinho aos supermercados, do brechó aos shoppings, do ônibus ao carro importado, da viagem à Praia Grande para cruzeiros e férias no exterior: seu vizinho trabalha no governo Lula, não é?

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

UNANIMIDADE...

Se aprovação do Lula atingir 100%, eu gostaria de saber onde vou encaixar o meu voto contrário a ela. A não ser que a metodologia venha a ser mudada para de 0 a 200%, e aí, sim, terei espaço para me manifestar.

Heitor de Lima heitordelima2008@hotmail.com

Franca

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

AQUELE ABRAÇO!

 

Após oito anos de martírio, estamos livres do falatório desenfreado e da verborragia alucinada de Lula, que, finalmente sai de cena. Que vá com Deus para sua aposentadoria, se possível pra bem longe, e dê o merecido descanso aos nossos ouvidos.

 

 

Paulo Ribeiro de Carvalho Jr. paulorcc@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.