Cartas - 01/09/2011

CORRUPÇÃO

, O Estado de S.Paulo

01 Setembro 2011 | 00h00

Jaqueline Roriz

Em Brasília se ouviu: "Parlamentares unidos jamais serão punidos!". E ela de novo sorriu...

LUIZ ALBERTO MASTELIN

l.mastelin@gmail.com

Atibaia

__________

Mais uma decepção

O que é que nós podemos fazer diante de tamanha desfeita da Câmara dos Deputados à sociedade, ao não cassar a deputada filmada recebendo dinheiro de origem duvidosa? Será que o máximo é latir enquanto a caravana dos deputados corruptos passa incólume diante da multidão? Mais um episódio decepcionante do Poder Legislativo brasileiro.

MARCO ANTONIO MARTIGNONI

mmartignoni@ig.com.br

São Paulo

__________

Corporativismo

Lamentável a atitude dos srs. deputados livrando a cara de dona Jaqueline Roriz. Está claro o corporativismo, mesmo porque vários deles respondem a processos dos mais variados. A rejeição da cassação da deputada foi um verdadeiro tapa na cara do cidadão honesto. Enquanto nós, eleitores, não cobrarmos dos eleitos uma posição firme contra a corrupção, vamos seguir assistindo a cenas repugnantes como essa.

PEDRO SERGIO RONCO

sergioronco@uol.com.br

Ribeirão Bonito

__________

Confissão de culpa

Inocentando Jaqueline Roriz da acusação de peculato, realmente cometido e mostrado na televisão, os 265 deputados que votaram contra a punição assinaram uma confissão de culpa: todos devem ter contas a ajustar na Justiça. Uma vergonha! Precisamos ficar de olho neles até a próxima eleição. Vamos nós fazer a faxina.

A. FERNANDES DE AZEVEDO

az3.azevedo@terra.com.br

São Paulo

__________

Faxina no governo

Se é para fazer faxina, que tal começar pelos dirigentes da Bancoop que participam do governo?

PEDRO GALUCHI

pgaluchi@gmail.com

São Paulo

__________

NOVA CPMF

Apelo à presidente

Se é para reduzir os gastos da Previdência, quem sai prejudicado é o pobre do aposentado, que vê a sua aposentadoria diminuir ano a ano, com os aumentos irrisórios com que o governo os "brinda", depois de terem contribuído a vida toda, esperando ter uma velhice digna. Se é para melhorar a saúde, já cogitam de enfiar a mão no nosso bolso, ressuscitando a malfadada CPMF - com outro nome para enganar os trouxas. Por que é sempre o povo que tem de arcar com o ônus, enquanto os políticos saqueiam os cofres públicos sem serem punidos? Só se ouve falar em milhões, bilhões, desviados de todas as instituições governamentais, sem que ninguém seja obrigado a devolver o que roubou. Se há bilhões sendo desviados, presume-se que haja bilhões "dando sopa" nos cofres públicos. E por que esses bilhões não são usados para cobrir os gastos com a saúde e com a Previdência? Ponha a mão na consciência, sra. presidente Dilma, puna os ladrões e tenha um pouco de compaixão pelo povo brasileiro, já tão sofrido. Ou será que neste país só o crime compensa?

MARINA B. MALUFI

mmalufi@terra.com.br

Olímpia

__________

Vergonha

Dilma e Alckmin deviam se envergonhar por apoiar nova contribuição para a saúde. Nova contribuição só com o fim da corrupção!

GILBERTO DIB

gilberto@dib.com.br

São Paulo

__________

Presente de grego

Dilma disse que não aceita "presente de grego" em seu governo. Então, por que não devolveu ao seu "criador" este Ministério, que até agora só fez lambança? Deveria ter comentado também a herança maldita de seu antecessor.

MARIA ELOIZA ROCHA SAEZ

m.eloiza@gmail.com

Curitiba

__________

Enganação

CPMF/CSS de novo?! De 0,1%? Por quanto tempo? Deixa aprovar que no dia seguinte Mantega passa para 0,38%! Por que o governo não para de construir usinas hidrelétricas cuja energia vai custar quase cinco vezes mais cara (do tipo Balbina), realocando esses recursos para a saúde? Para o social?! O pior é que, com certeza, vai reduzir do orçamento da saúde a parte da verba oriunda de receita própria na mesma proporção da receita prevista do novo imposto. Mais uma vez, vamos ser enganados!

MINORU TAKAHASHI

minorutakahashi@hotmail.com

Maringá (PR)

__________

Novos ralos

De fato a saúde no Brasil está enferma, mas em razão da péssima administração no setor. Aumentar recursos é abrir novos ralos, e o problema não será resolvido. Mas se a "presidenta" fechar a torneira do dinheiro para as ONGs (de reputação muito duvidosa), reduzir seu Ministério em, no mínimo, 40% e fizer uma grande redução dos cargos em comissão, parte significativa do problema será solucionada. Sem falar em trazer de volta aos cofres públicos a dinheirama surrupiada pela imoralidade de muitos políticos. Imposto novo? Ah, tenham santa paciência, ninguém aguenta mais!

ADEMAR MONTEIRO DE MORAES

ammoraes57@hotmail.com

São Paulo

__________

DORA KRAMER

"Muita sede ao pote"

Ao dar eco à reportagem de capa da Veja desta semana, segundo a qual, acredite se quiser, eu estaria conspirando contra o governo Dilma, Dora Kramer fecha os olhos para os crimes cometidos pela revista na apuração do caso. E não foram poucos: tentativa de invasão de domicílio do quarto de hotel onde eu estava hospedado, falsidade ideológica para tentar plantar na minha suíte documentos que não me pertenciam e violação de privacidade ao fotografar clandestinamente os corredores do hotel. Práticas que em muito lembram o recente escândalo do tabloide britânico News of the World e que, como bem disse Alberto Dines, reconduzem o jornalismo político à Era da Pedra Lascada. Não tenho o que esconder. Sou governista e, como cidadão brasileiro, militante político e dirigente partidário, tenho legitimidade de receber companheiros e amigos que ocupem ou não cargos públicos.

JOSÉ DIRCEU, ex-ministro da Casa Civil

rodrigoc@entreli

nhas.net

São Paulo

__________

"Os nobres deputados federais enterraram de vez a Lei da Ficha Limpa. Será que teremos missa de sétimo dia?"

MILTON BULACH / CAMPINAS, SOBRE A ABSOLVIÇÃO DE JAQUELINE RORIZ

mbulach@gmail.com

"De onde menos se espera é que realmente não sai nada que preste!"

LUIZ RESS ERDEI / OSASCO, IDEM

gzero@zipmail.com.br

__________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TEMA DO DIA

Governo confirma mínimo de R$ 619,21

Valor proposto para 2012 é maior que o projetado pelo governo na LDO enviada ao Congresso em abril

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.638

__________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

PULHAS

Jaqueline Roriz, a distinta senhora que foi flagrada, em vídeo, recebendo propina de R$ 50 mil de Durval Barbosa, o delator do "mensalão" do DEM em 2006, foi inocentada, porque o malfeito foi antes do exercício do mandato. Outro gaiato de partido da base do governo arrematou: "Se o povo não está preocupado com a Jaqueline nem está prestando a atenção nisso, não vejo como a Câmara cassar o mandato dela". Resumo: este é um Parlamento de pulhas, que, além de não punir, praticamente réus confessos, ainda nos cospem na cara sandices como essa!

Eduardo Augusto de Campos Pires eacpires@terra.com.br

São Paulo

__________

APESAR DA PROVA

Não é possível que a Sra. Roriz foi absolvida da cassação, mesmo com o vídeo como prova irrefutável. Assim fica definitivamente provado que esses políticos não têm vergonha na cara e não estão nem aí para o povo. É preciso urgentemente fechar esse Congresso que nada mais é que uma grande quadrilha. Vergonha,vergonha. Vergonha nacional.

Marcos Oliveira mate3266@gmail.com

São Paulo

__________

AS CONSEQUÊNCIAS

Mais uma vez os deputados de Brasília decepcionam a Nação: a não cassação da deputada Jaqueline Roriz, mesmo tendo sido filmada recebendo R$ 50 mil de propina. Seria a mesma coisa que roubar um banco particular, a única diferença é que este banco é o cofre público, de onde saem as verbas para saúde, educação e a segurança. Quantos vão adoecer, vão ficar sem uma boa educação, outros perderão a vida ao serem assaltados, tudo porque mais de 265 deputados deram um mau exemplo de ética e justiça, talvez por terem medo de serem julgados pelos mesmos crimes da Jaqueline Roriz, e terem de devolver o dinheiro aos cofres públicos.

Reginaldo de Paula reg.paula@hotmail.com

Campinas

__________

DESPREZO

Mais uma vez a Câmara dos Deputados encobre mais uma falcatrua realizada por um dos seus membros. O povo brasileiro se sente agredido por este resultado, desmoralizado por não ser respeitado e indefeso frente à falta de vergonha e de seriedade dos nossos representantes do Poder Legislativo, que preparam as leis para que nunca sejam punidos pelos seus atos mais grotescos de corrupção e desvios de verbas públicas. Vale lembrar que a conta da corrupção no Brasil chega a mais de 50% do produto interno bruto. Além do mais temos que assistir a um discurso deplorável e piegas de uma deputada que representa apenas os seus interesses.

A Câmara dos Deputados merece todo o desprezo que a população sente por ela, já que a classe política deste país é o grupo que possui menor credibilidade em todas as pesquisas realizadas a este respeito.

Marcelo Pires Prado marcelopprado@yahoo.com

São Paulo

__________

O CRIME CONTINUA VALENDO A PENA

Nada demoveu os deputados da Câmara federal da ideia de livrar a cara de sua colega Jaqueline Roriz, flagrada em vídeo amplamente divulgado na televisão, recebendo R$ 50 mil do chamado mensalão do DEM; de nada valeu a aprovação de cassação feita pelo Conselho de Ética da Casa, nem a marcação cerrada da imprensa nacional, nem o clamor público. Na terça-feira, a maioria dos deputados da Câmara deu uma demonstração inequívoca de que o crime continua valendo a pena no Brasil e que estão acima do bem e do mal, além de não darem a mínima para a torcida! Parabéns, senhores representantes do povo!

José Marques seuqram.esoj@bol.com.br

São Paulo

__________

PERDERAM A VERGONHA

Com a absolvição da deputada Jaqueline Roriz, a Câmara dos Deputados escancarou a falta de vergonha, ética e respeito aos eleitores brasileiros! O Congresso brasileiro há tempos demonstra que serve apenas para interesses escusos, negociatas, enriquecimento ilícito, menos para servir ao povo! Político hoje é sinônimo de malandragem, desonestidade, estelionato, corrupção e muitos outros artigos do Código Penal Brasileiro!

Lauro Fujihara lauro@healthquality.com.br

Sorocaba

__________

OUTRO GOLPE

O congresso nacional acaba de aplicar outro golpe oficial na sociedade brasileira. A gerentona deve estar eufórica com mais um passo dado em direção ao plano petista de atrasar a Nação, alavancado na corrupção assegurada pela corja política e pela defesa também assegurada no judiciário. Nenhum crime contra o patrimônio público, financeiro ou moral, será penalizado enquanto as cores petistas controlarem os cofres do povo brasileiro. Safadeza, roubo, assaque e cara de pau protegida pelos comparsas, esta a rotina que se impõe ao país e nada - n-a-d-a - é feito a contrariar o bem-bom da cambada de ladrões que ocupa o governo brasileiro. Mais que a Líbia, mais que o Iraque, mais que o Afeganistão, este país está a merecer uma intervenção. De copião aos arremedos de "líderes" feito Chávez, Evo e Fidel e, ainda, pagando palestras do analfabeto de boné da hora, seguiremos ao buraco mais fundo e rápido que imaginamos. Acorda, Brasil, enquanto é tempo!

Ronaldo Parisi rparisi@uol.com.br

São Paulo

__________

PECADOS E PECADILHOS

A pergunta que não quer calar agora é: a ministra Gleisi Hoffmann (senadora pelo PT/PR), ainda não eleita, sacou seu FGTS e mais 40% pois foi dispensada de suas funções da Binacional Itaipu,mas era funcionária da empresa e ainda não senadora.A hoje deputada federal Jaqueline Roriz, mas ainda não eleita, é flagrada recebendo dinheiro não contabilizado, o tal caixa 2, para ajuda à sua campanha onde acaba por se eleger. A atitude em relação à ministra Gleisi cabe até discussão, mas foi um dinheiro, queiram ou não, contabilizado, portanto legal. Afinal qual é o funcionário que não quer receber o seu FGTS mais os 40%, quando dispensado? Mas e o dinheiro recebido pela deputada Jaqueline Roriz foi o quê? Foi dinheiro de caixa 2 e, portanto, vergonhosamente ilegal. A única preocupação é a de que muitos parlamentares da "dita" oposição votaram a favor da deputada Jaqueline por sua não cassação, mas por outro lado querem CPI a qualquer custo contra a "dita situação" e por tabela à senadora Gleisi, e os chamados desmandos do governo. Isso afinal é o que chamamos de problemas para serem resolvidos na casa da mãe Joana. Ou não são?

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

__________

CASSAÇÃO REJEITADA

A cassação de Jaqueline Roriz foi rejeitada. Mais uma vez fica evidente que o sistema representativo não é representativo e que deputado não cassa deputado. O correto seria adotar o voto de recall onde o povo que dá o poder pelo voto pode também retirá-lo. Mas, da mesma forma que o voto facultativo essa mudança na legislação nunca será aprovada pelos próprios atingidos, os políticos, gerando dessa forma um círculo vicioso que, novamente, só o povo poderá romper...

Gilberto Dib gilberto@dib.com.br

São Paulo

__________

AFRONTA

Mais uma afronta dos deputados à sociedade, que vergonha! Mas o que esperar do julgamento de uma ladra por seus colegas? Que futuro pode ter este país nas mãos dessa gentalha de políticos?

Maurilio Pereira mauriliopereira@uol.com.br

São Paulo

__________

RORIZ

Já que a presidente Dilma disse que não existe "faxina" contra corrupção, então o Congresso esqueceu que ela em algum momento existiu e simplesmente agiu como de costume e inocentou Jaqueline Roriz. Só temos que lamentar.

Roberto Saraiva Romera robertosaraivabr@gmail.com

São Bernardo do Campo

__________

MAIS CORPORATIVISMO

E Jaqueline Roriz foi absolvida... hahahahahahaa.... é piada mesmo. Neste país só ladrão de galinhas é punido. Nessas casas do Congresso, sem voto aberto, dá no que deu, sempre com cartas marcadas. Essa deputada safada deveria mesmo é estar na cadeia, e não permanecer na Casa.

Carlos E. Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

__________

JAQUELINE RORIZ

O corporativismo do comprometimento.

Francisco José Sidoti fransidoti@gmail.com

São Paulo

__________

RECIBO

A Câmara dos Deputados, ao absolver Jaqueline Roriz, ''passou recibo'' de corrupta, desonesta, antiética e de que o Brasil é o país da impunidade. Em momentos como este, sentimos um misto de revolta e vergonha do nosso país.

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

__________

FALECIMENTO

Os brasileiros de bem estão de luto. Faleceram em Brasília a vergonha, a honestidade e a decência. O velório será realizado na Câmara dos Deputados, de onde o féretro sairá com destino ao cemitério do mensalão.

João Ernesto Varallo jevarallo@hotmail.com

São Paulo

__________

VERGONHA NACIONAL

Jacqueline Roriz é absolvida! Afinal, sua atitude antiética ocorreu antes do seu mandato... Como o declarou Joelmir, "não é mais ficha suja, mas ficha lavada..." Lavada no sangue da corrupção e da vergonha! Esse é o nosso Congresso! Esses são nossos dignos representantes!

Ruth de Souza Lima e Hellmeister rutellme@terra.com.br

São Paulo

__________

VOTAÇÃO NA CÂMARA

Simplesmente vergonhoso o resultado da cassação da Jaqueline Roriz. Onde vamos parar?

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

__________

ÉTICA NO E DO LIXO

Os 256 deputados que absolveram a deputada Jaqueline Roriz podem comemorar. Vocês se merecem.

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

__________

ENQUETE

No site do Senado (www.senado.gov.br/noticias/DataSenado/) existe a seguinte enquete: "Você é a favor ou contra o projeto que inclui os atos de corrupção na Lei dos Crimes Hediondos, que aplica punições mais severas aos condenados? (PLS 204/2011)". Trata-se de um projeto do senador Pedro Taques, que tramita no Senado e atualmente se encontra na comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, aguardando designação de relator. Apesar do resultado parcial da enquete apresentar 99,1% de votos a favor, o que a sociedade brasileira quer, e os 99,1% demonstram inequivocamente isso, é que a ordem constitucional seja cumprida e que o político corrupto simplesmente vá para a cadeia.

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

__________

BOI DE PIRANHA

A cassação da deputada Jaqueline Roriz foi rejeitada porque a mesma é mais uma dos muitos parlamentares que fizeram e fazem atos de ilegalidade durante os seus mandatos, muita demagogia por nada. Se a mesma fosse uma Sarney, Lula da Silva, Genoino, Costa Neto, Maluf ou filha de João Paulo Cunha ou Zé Dirceu, seria indicada a sua cassação? Por tudo o que aconteceu nestes tempos idos, essa cassação seria apenas como boi de piranha no rio de lama, que se passa no Brasil em matéria de corrupção.

Walter Francisco Barros walterfbarros@yahoo.com.br

Araçatuba

__________

DOBRADINHA MALDITA

Depois das notícias na Veja desta semana, tomara o STJ e procuradores de fato tenham pistas para encontrar respaldo suficiente para afastar o Zé Dirceu de cena, de uma vez por todas. Ah, sim! Dobradinha, porque o ex-"presente" presidente Lula serve de escudeiro para o ex-chefe da Casa Civil de seu governo. Maldita porque se fora bendita, a democracia e a transparência estariam em primeiro plano. Pobre Brasil! Pobre de caráter e de miserável patriotismo.

José Jorge Ribero da Silva jjribeiros@yahoo.com.br

Campinas

__________

DIRCEU, O ESTADISTA

Em entrevista a jornal de grande circulação, José Dirceu, numa demonstração de egocentrismo quase doentio, lembrou que foi o Ronnie Von das massas, Alain Delon dos pobres. Nessa entrevista ele confirma, que ele e muitos terroristas, nunca foram torturados pelos militares, que até trataram de seus dentes, deixavam comprar cervejas e sanduíches, ao contrário de sua nada boa lembrança de Cuba, onde nunca foi preso, mas era obrigado treinar em poeirentos centros de terroristas, dar tiro, mexer com explosivos. Aquilo não tinha nada com ele, que sempre foi partidário da "esquerda light", aquela que não assaltava banco, não matava nem barata, não dava tiro, mas fazia muito barulho. Hoje vive como magnata, é capa de revista, nos corredores do Planalto ele é o Dr. Dirceu, posa de estadista fazendo freqüentes reuniões com ministros, presidentes de estatais, empresários, tudo isso em frente ao gabinete de nossa presidente. Ele continua tendo ojeriza a pobre, massa só se for de restaurante cinco estrelas. Um exemplo de terrorista das telas de cinema, a Alain Delon. Como sempre foi muito ingrato, em momento algum lembrou de Lula, o homem que o salvou do limbo, transformou-o no Dr. Dirceu, mas se quiser o transforma em bedéu.

João Henrique Rieder rieder@uol.com.br

São Paulo

__________

HUMBERTO COSTA

Ao que parece, o único objetivo do petista Humberto Costa no senado é livrar os seus companheiros de saias-justas. Eleito pelo voto direto, em vez de propor melhorias para o país, tem engrossado o tom contra imprensa e oposição em prol de velhos conhecidos da República, como o líder do mensalão, José Dirceu. Natural que Costa queira pagar as suas dívidas com os amigos que o livraram da condenação no chamado Escândalo dos Sanguessugas, mas, em vez de propor limites à imprensa, deveria impor limites à roubalheira e às chamadas trocas de favores dentro do seu partido e na base aliada. Depois de tantos anos sem assumir um cargo pelo voto da população - limitando-se a trabalhos desastrosos em ministérios e secretarias estaduais -, é triste ver o que o petista está fazendo com a chance que lhe foi dada. Com tantos holofotes, a tendência é piorar.

Thiago C. Andrade thiagocandrade@gmail.com

Recife

__________

''JÂNIO, BASTIDORES DO GOLPE''

O artigo Jânio - Bastidores do Golpe (Estado, 29/8, A2) vem lançar uma luz sobre o verdadeiro motivo de sua renúncia da presidência. Numa maquiavélica conspiração de dar inveja a Ian Fleming, o político colocou o País em cheque com a posse de seu vice Jango, que não era bem visto pelos militares e criou um impasse que, supostamente em seus delírios megalomaníacos o levaria novamente ao cargo com poderes ilimitados; plano esse frustrado pelo senador Auro de Moura Andrade, Presidente do Congresso. O resto da história toda a nação conhece: a deposição de Jango e mais de 20 anos de repressão e arbítrio. Só nos resta lamentar, pois dos mortos não se cobram dívidas.

Jayme Sarmento Correa jayme.correa@yahoo.com

São Paulo

__________

BODE EXPIATÓRIO

Jânio renunciou em agosto de 1961. Instalou-se um regime parlamentarista em setembro de 61, no qual João Goulart, vice de Jânio, assumiu como presidente e Tancredo Neves como primeiro ministro. Em janeiro de 63, via plebiscito, 82% da população optou pela volta do presidencialismo. Jango, então presidente de fato, foi deposto em março de 64 pelas Forças Armadas, que ficaram 21 anos no poder. E a culpa de tudo é do Jânio? Ora, façam-me um favor...

Hermínio Silva Júnior hsilvajr@terra.com.br

São Paulo

__________

CPMF, MAIS UMA PORTA PARA A CORRUPÇÃO

Mais uma vez, em consequência da importante Emenda Constitucional 29, nossos políticos falam em ressuscitar a odiosa CPMF. Todos já viram o filme destes desvios financeiros. Nada melhorou na saúde do povo durante sua vigência. Aqui se trabalha 4 meses por ano só para sustentar a corrupção com o pagamento dos tributos. Ainda não foram reajustados os salários dos trabalhadores, no entanto os parlamentares ganham um absurdo, legislando para o bolso próprio. Para isso não falta verba, mas para o eleitor tudo é difícil. As leis contra a corrupção (crime hediondo), contra a criminalidade em beneficio do povo, entre outras a favor da população, não saem da gaveta. E os escândalos continuam até com a absolvição de parlamentares comprovadamente corruptos. A quem mais recorrer?

João Coelho Vítola jvitola2@globo.com

Brasília

__________

SUGESTÃO À PRESIDENTE

A presidente da República, em discurso na terça-feira, no Recife, pergunta de onde sairão os recursos para investimentos na saúde.

Sugiro que o governo tire um pouco das ONGs e das importâncias que os deputados e senadores têm direito a "distribuir" em suas emendas parlamentares. Deixar alguém na prisão, para que não volte a roubar em licitações e outras formas tão comuns de delinquência, poderão, também, gerar recursos para a saúde. Ah, o trem-bala também!

Decio de Almeida bdfpartners@uol.com.br

São Paulo

__________

NOVA CPMF

Em reunião do Conselho Político com a presidente Dilma Rousseff e o vice Michel Temer, acompanhados de ministros. Ela condicionou a votação da Emenda 29, que define gastos da União, Estados e Municípios com a saúde no Brasil (saúde que deixaram chegar em fase irreversível e terminal no País), à uma nova fonte de receitas. Como se os mais de R$ 900 bilhões em impostos já arrecadados pelo governo do nosso dinheiro conseguido com suor, em pouco mais de seis meses tivessem evaporado. Essa atitude mais parece de aviso para que nós preparemos para uma nova versão da famigerada e fatídiga "CPMF".

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

__________

HAJA CORAGEM!

A foto da presidente com sua turma, todos muito sorridente na terça-feira nos jornais nos deu a impressão de que coisa boa para o povo não estava sendo tratada. Não deu outra, estavam tramando novamente usurpar dinheiro do povo; com nome diferente e com autoria diferente pra não mexer com a imagem da "presidenta" a infame CPMF deverá voltar, pois alegam não ter grana pra saúde. Precisam ter muita caraça para tal alegação, pois dinheiro pros corruptos há a mancheia. O governo precisa entender que muitos cidadãos já pagam em duplicidade pela precária saúde pública, com os impostos, e com seus proventos para a saúde privada através dos planos e seguros. Basta de exploração, os brasileiros não aguentam mais, principalmente ao constatar que o seu dinheiro é mal aplicado e muitas vezes jogado na lama da corrupção. Haja coragem, pra tanta desfaçatez!

Leila E. Leitão

São Paulo

__________

''SAÚDE BRASIL''

A presidenta Dilma quer saber de onde virão os recursos para se implantar o Projeto Saúde Brasil (essa eu inventei), mas vamos aos fornecedores de plantão, uma vez que a oposição diz não aceitar aumento de impostos. O primeiro a pagar mais impostos para compensar as tragédias ocorridas no Brasil, a indústria dos bêbados ao volante (cerveja e seus similares), em segundo a indústria dos homens-fumaça (cigarros) e em terceiro a indústria das multas dos excessos de velocidades. Porque se fizer uma pesquisa nos hospitais sempre terá uma vítima pelo efeito de bebidas, fumo ou acidente de carro. Se a oposição quiser votar contra que demonstre ao povo que beber igual a um gambá, fumar igual a uma chaminé ou correr igual a um Fórmula 1 é normal. Saúde Brasil.

Manoel José Rodrigues manoel.poeta@hotmail.com

Alvorada do Sul (PR)

__________

SAÚDE E SEGURANÇA ZERO

As performances da saúde e da segurança no momento atual da política brasileira é uma piores da história, e que é comprovado no dia a dia dos noticiários. Políticos aliados de Dilma discutem recriar a CPMF, o que não desagrada a presidente. Mas quando se trata da emenda 29 da aplicação, pelo governo, de 10% da arrecadação exclusivamente na Saúde, a faxineira do Alvorada se sente como um troiano, recebendo um cavalo de madeira. Quer que apontem fontes de receita para essas despesas. Recolham-se em devolução todos os desvios denunciados e constatados, por enquanto, nos quatro ministérios, e a equação estará resolvida. Quanto a PEC 300, do reajuste dos militares e bombeiros não é de bom alvitre que essa classe esteja descontente.

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

__________

CONVERSA PARA BOI DORMIR

Essa de que o novo imposto vai financiar a saúde é conversa prá boi dormir, não?

Cícero Sonsim c-sonsim@bol.com.br

Nova Londrina (PR)

__________

CPMF NUNCA MAIS

A presidente Dilma cobra origem de recursos para aprovar dinheiro para a saúde e segurança. Muito fácil, basta buscar o dinheiro roubado na corrupção. Os parlamentares em sua grande maioria sabem onde está o dinheiro. Resta saber se terão coragem para criar uma nova CPMF, uma contribuição que ao longo dos anos serviu aos cofres do governo e sustentou a camarilha que se instalou no governo. O dinheiro suado do bolso do trabalhador pagou mensalão aos deputados. A Saúde e a Segurança ficaram a ver navios e o povo agoniando nas filas de hospitais morrendo sem atendimento digno. Quanto à Segurança é o mesmo caos, famílias choram seus mortos e a caravana passa. CPMF nunca mais!

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

__________

EMENDA 29

Conhecida por fixar porcentuais mínimos para União, Estados e municípios investirem em saúde, a presidente pediu que seja barrada no Congresso esta Emenda 29 caso não haja uma fonte de receita. Estão querendo ressuscitar a CPMF, apesar de o povo brasileiro já pagar o maior imposto do mundo. Conselho: acabar com os roubos nos Ministérios e os "desvios" efetuados pelos parlamentares e ONGs e pronto, já teremos o dinheiro suficiente sem aumentar a "carga" para o povo.

Maria Antonieta Vidigal Milanesi milanesiriopreto@yahoo.com.br

São José do Rio Preto

__________

FINANCIAMENTO DA SAÚDE

Em momento algum ouvimos falar em reaver dinheiro obtido pela corrupção; também não se ouviu dizer sobre diminuição dos super salários ou corte de mordomias. Novamente, fala-se sobre criar um imposto para financiar a saúde; novamente, seremos nós os "contribuintes". Assim, fica fácil aumentar a arrecadação e atingir metas.

Maria do Carmo Zaffalon Leme Cardoso zaffalon@uol.com.br

Bauru

__________

15% DO PIB

Logo vi que a última reunião ministerial com a presidente Dillma, todos alegrinhos, contentes, satisfeitos alguma truta viria para o povo brasileiro pagar. Ministros, deputados e senadores da base aliada às gargalhadas acompanhando em coro a presidente Dillma. Pouco tempo depois começou a cantilena: ministro Mantega falando da crise mundial e as preocupações para que o Brasil não entrasse nessa onda e logo em seguida deputados e senadores com a mesma conversa mole preocupados com a saúde pública sem verba, para imediatamente se movimentarem para dar outro golpe no bolso do povo brasileiro: querem ressuscitar o CPMF. Engraçado que nenhum deles ousou falar em acabar com a corrupção que representa aproximadamente 15% do PIB brasileiro, que daria para fazer toda infraestrutura, saúde e educação, sobrando para outros investimentos e nos colocando em pé de igualdade aos países ricos. É muita cara de pau não? Acabem com a corrupção que o dinheiro dá!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

__________

O ARGUMENTO DE DILMA

Que o governo do PT nunca se conformou com a derrota na votação da CPMF isso é notório, mesmo porque Lula é homem que não sabe perder. Na época os do governo chegaram a argumentar que a CPMF era um imposto que não doía no bolso do povo, pois ninguém sequer percebia que o estava pagando. Haja cinismo e insensibilidade... mas a verdade é que doeu muito ao governo perdê-lo, era dinheiro grande e fácil que deixou de entrar no cofre sem fundo da Nação. Agora, a inconformada presidente petista Dilma Rousseff quer trazê-lo à vida novamente, e desta vez, a mulher-presidente, qual Eva sedutora, parece ter um "argumento" convincente para ressuscitar o maldito imposto que recaía sobre qualquer transação que se fizesse com cheque, até mesmo para comprar um pé de couve na quitanda da esquina. Ela diz - mais ou menos isso - aos deputados interessadíssimos na votação da Emenda 29 - que define gastos da União, Estados: Se não me der (a CPMF ou que novo nome se dê a essa nova fonte de receita...) também não dou! É ou não é?

Mara Montezuma Assaf montezuma.scriba@gmail.com

São Paulo

__________

PEC 300

Os bombeiros do Rio de Janeiro foram chamados de vândalos pelo nobríssimo governador, foram presos, humilhados, espizinhados, foram até Brasília, apoiados em 100% pela população, e agora o governo da presidenta Dilma Furacão Irene (fraco, fraco) não aprova a PEC 300, que é justamente o aumento merecido e a origem de tanta dor de cabeça e vergonha para os homens do fogo, e nossos únicos heróis vivos. Será que a mixaria de R$ 950 foi esquecida pelos nossos éticos políticos? Qual é a verdade dessa falta de consideração? Para os políticos corruptos, tudo; para os mártires do fogo, nem água? Qual será o fim disso?

Asdrubal Gobeneti asdrubal.gobenati@bol.com.br

Rio de Janeiro

__________

SALÁRIOS DA CORTE

Servidores do Senado ganham salários de até R$ 46 mil. Realmente, tudo o que está acima de nossas pobres cabeças brasileiras, diga-se, Supremo Tribunal Federal (STF), governo em geral e servidores, é um verdadeiro oásis de dinheiro fácil. Todo mundo ganha bem. Reclamar de quê? Ninguém quer largar a boquinha. Pobre de nós... só nos resta nos indignarmos por aqui.

Tânia Pinotti tkita@uol.com.br

São Paulo

__________

TETO MÁXIMO SALARIAL

Srs ministros do Supremo Tribunal Federal e demais ministros do Poder Judiciário: O Senado, sob o comando do senador José Sarney, rei do Maranhão, pagou supersalários a 464 servidores do Senado que, em 2009, recebiam salários acima do teto constitucional, que é igual remuneração do ministros do STF, na época o teto era de R$24,5 mil e hoje esse limite é de 26,7 mil. O país com um Poder Judiciário eficientemente atuante é uma condição indispensável a um país organizado e cumpridor dos seus deveres com a sociedade brasileira e seus demais compromissos. Srs. ministros, eu não consigo entender porque esses servidores, mesmo em inicio de carreira recebem acima do ''teto'', e eu que contribui à Previdência por mais de 40 anos, sempre pagando o máximo, adquiri este direito que não está sendo respeitado, recebo 48% do direito, que começou errado desde que o Sarney era presidente. Governar e judicialmente ser justo significa prejudicar quem trabalha e amparar os apaniguados de quem esteja de plantão no ''poder''? Porque o Judiciário não faz a Previdência cumprir os meus direitos constitucionais que tramita na Justiça dede 2002?

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

__________

ESCÁRNIO

494 servidores do Senado receberam salários superiores ao que reza o mandamento constitucional. Essa anomalia imoral acontece sob o beneplácito do grande guia, o arauto da moralidade, o presidente do Senado, José Sarney. O menosprezo aos princípios éticos é prática comum na Casa legislativa que está sob comando de quem faz sempre vistas grossas quando o objetivo é beneficiar servidores apaniguados. Até quando abusarão de nossa paciência?

Francisco Zardetto fzardetto@uol.com.br

São Paulo

__________

SEM TETO

Por que será que muita gente no senado da república está "sem teto"? Ou, melhor, estão acima do "teto", com salários bem acima do teto constitucional. Os supersalários começam com o próprio tetrapresidente. O teto salarial é de R$ 26.700,00 mensais, enquanto o exemplar presidente José Sarney recebe R$62.284,11 por mês (equivalente a 114,28 salários mínimos), é oficial? É legal? É mais que o dobro do que permite a Constituição, fora as mordomias e ainda levando-se em conta que recebem 15 (quinze) salários por ano. Deve estar "tudo certo", o povo está contestando... No Senado "vale tudo"? Quem deveria fiscalizar, estaria conivente? Não acreditamos...

Maria Teresa Amaral mteresa0409@estadao.com.br

São Paulo

__________

SALÁRIOS E MÉRITOS

Fala-se muito em salário e se nossos políticos merecem o que ganham e se nossas casas legislativas precisam aumentar o número de políticos delas. Os tempos de hoje tomam como base a meritocracia. Assim, nossos políticos deviam ganhar pelo que produziriam de bem para a sociedade. Duas são as principais atividades de nossos políticos do legislativo, ou seja, legislar como seu próprio nome diz e zelar fiscalizando os outros poderes, principalmente através de leis que devam melhorar a vida do cidadão. Realmente, não realizam nenhuma destas duas missões visando o bem-estar dos eleitores, pois para isto faz-se necessário ter idéias, o que pouquíssimos deles as possuem. Apenas duplicam as obrigações do Poder Executivo, pois seus principais objetivos é agradar os eleitores dando títulos de cidadão, nomes de ruas ou estabelecimentos a pessoas em geral de famílias grandes, ou fazerem assistência social, através de auxílio na parte de saúde fornecendo transportes para outro centro ou então arrumando empregos públicos para correligionários que devolvam em votos estas benesses recebidas. Esquece-se de ter idéias como o que aconteceu em São José dos Campos. Os vereadores não ganhavam salários na década de 50. O governo fez o ITA, a melhor Escola de Engenharia da América do Sul, e, os professores do ITA, juntamente com a elite de São José que tinha vereadores, empresários e professores no Rotary Club local, viram a necessidade de fundar uma Escola Técnica, pois só existia a Getulio Vargas em São Paulo e para a Industrialização seria necessário a figura do Técnico entre o engenheiro e o operário. Pois bem, encamparam esta idéia e partiram para coroarem a idéia, daí nasceu a Escola Técnica Everardo Passos. Pois bem após 40 anos o Governo acordou e espalha hoje em todo o pais Escolas técnicas em profusão como as Etec s no Estado de São Paulo, por exemplo, assim vejam que esta idéia ajudou a São Jose a ser a capital da Tecnologia Brasileira, sendo a cidade do exterior que mais exporta produtos industriais no Brasil. Outra ideia por exemplo, que os políticos não tiveram até hoje, é por um numero único e simples no Brasil todo, pois todos tem celulares, e com um número simples poderiam avisar uma central sobre acidentes nas estradas, pois ninguém sabe os números 0800... postos a disposição pelas concessionárias nos trechos de estradas delas. Ter ideias de como diminuir as filas nos Detrans, por exemplo, simplificando a burocracia ali existente através de leis executáveis em prol de que a população ali não sofra, ou ter idéias sobre como diminuir as filas da saúde, fiscalizar os serviços de assistência social diminuindo a burocracia existente, pois de cada 100 reais chegam a população menos da metade, e assim por diante, ajudando nas faxinas que devam ser levadas nas secretarias e ministérios diminuindo o numero de cargos públicos tornando-os políticos e não funcionais, ou seja diminuindo o cabide de empregos para a apaniguados e nomeando gente que possa beneficiar a população e não beneficiar-se da população em beneficio próprio. Se fizessem isto mereceriam ganhar belíssimos salários, mas não duplicando as atividades dos prefeitos, governadores e presidente. Se os vereadores assumirem as vereanças, os deputados e senadores assumirem realmente seus cargos, mereceriam aumento do numero deles nas Câmaras. Cuidado, pois o povo vai descobrir a falta de estradas (o número de carros aumenta assustadoramente), vai descobrir a bitributação da Saúde, da Educação e da Segurança ( principalmente que não se faz nada, não se tem ideias de como combater as drogas), e quando isto esgotar a paciência da população, isso será cobrado das Casas Legislativas e ai então teremos empastelamento, revoluções, etc. Evitem isso, pelo amor de Deus.

Ciro Bondesan dos Santos cirobond@hotmail.com

__________

QUE ALÍVIO!

Numa quadra enviesada da vida nacional em que só se fala em escândalos e "faxina" de ministérios e altos figurões do 1º escalão da República, fiquei, como contribuinte, aliviado ao saber que o petista gaúcho Marco Maia, presidente da Câmara dos Deputados, cultiva o saudável hábito de pagar do próprio bolso - já que "ganha bem", consoante justificou - suas despesas com deslocamentos aéreos, como fez semana passada ao utilizar-se de jato pertencente a empresa controlada pela Unimed, do Rio Grande do Sul. Dita Unimed, segundo informes, tem interesse em projetos relacionados à área dos Planos de Saúde, mas isso, tenho certeza, é mera coincidência. Subiu minha admiração pelo digno parlamentar ao saber que um seu pretérito vôo para assistir ao jogo Brasil vs. Holanda - feito na qualidade de "simples cidadão" como esclareceu - , teria custado R$30 mil (na melhor das hipóteses), e, ainda assim, não há registro de que nosso ínclito deputado tivesse fraquejado e debitado essa despesa de simples cidadão (equivalente a 54 salários mínimos!) aos cofres da Câmara dos Deputados. Alvíssaras! Nem tudo está perdido! Não é todo dia que vemos um parlamentar, cujo patrimônio total declarado atinge módicos R$342 mil (valor de um apartamento de 60 m2 na capital paulista) pautar sua conduta funcional por tamanho desprendimento e desapego aos valores materiais. Enfim, salvo engano, surge uma luz no fim do túnel.

Silvio Natal silvionatal49@yahoo.com.br

São Paulo

__________

ILEGAL E IMORAL

Parabéns às matérias de Dora Kramer, em sua lucidez e exatidão diagnóstica da política, ao Estadão em suas matérias e denuncias, embora sofrendo longa e incompreensível censura, e a outros órgãos de imprensa que valentemente apontam os desmandos e desvios de conduta. É melhor não ter audição, visão e outros sentidos (notadamente o olfato) para viver neste país, como nunca antes na história. Esta é a verdadeira herança maldita! Escândalos absurdos, mostrados pela imprensa, cada vez mais ousados, rotinizados e "justificados", falta de ética e de compostura mínima, conflito de interesses notórios, laranjais, ONGS fajutas, uso do poder ao favorecimento pessoal em detrimento à nação, feudos e Estados-propriedade, para não citar outros eventos mal cheirosos e sabidos, nos vários níveis; negativas esdrúxulas, choros e arrependimentos, ressarcimentos (até a descoberta), retificações, de ministros, de governantes, e de boa parte da classe política, alegando incompreensões, golpes, jogo de oposição, ilações, e, ao final, a mídia sempre culpada por mostrar a "podridão". Afinal, singelamente, qualquer um pode errar! Os eleitores me absolveram! Tudo foi antes! Todo mundo faz/fez! A mídia está julgando! Confundem-se o ilegal e o imoral com uma tranquilidade e paz de espírito dignas do paraíso celeste, uma desfaçatez que faz parte da herança maldita. Notórios lesa-pátria, sanguessugas, atuais em ação e defenestrados (por conveniência) alçados a altos cargos, por eleição da ignorância e da miséria, ou pelos favorecimentos, por indicação ou por proximidade de padrinhos poderosos ou pela conveniência momentânea e política do resgate. Não fosse a mídia, o que nos restaria? Somos esbulhados diariamente sem qualquer compaixão ou moral, até, felizmente, a mídia tocar as trombetas, mas em algum momento o assunto é reciclado, reinventado, homogeneizado e fica impune?!

Até quando se mobilizarão milhões de pessoas em paradas, festas ou eventos, e não se mobilizam para mudar esse quadro?

Luiz A. Bernardi luizbernardi@uol.com.br

São Paulo

__________

CENSURA

Ao completar 762 dias de abominável censura imposta ao Estadão, sem que haja qualquer decisão por parte da Justiça, de toda oportunidade lembrar Rui Babosa, Obras Completas, vol. XXVO, tomo IV, p. 191: "Medo, venalidade, paixão partidária, respeito pessoal, subserviência, espírito conservador, interpretação restritiva, razão de estado, interesse supremo, como quer que te chames, prevaricação judiciária, não escapará ao ferrete de Pilatos! O bom ladrão salvou-se. Mas não haverá salvação para o juiz cobarde".

Carlos Benedito Pereira da Silva advcpereira@ig.com.br

Rio Claro

__________

ACORDE, PODER JUDICIÁRIO

Aprendi na escola que no Brasil há três Poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. O Executivo, através de sua presidente Dilma, iniciou uma pequena faxina, com algumas demissões, mas que se ela realmente quisesse uma verdadeira faxina, teria que demitir muito mais. Mas não deixa de dar uma pequena esperança para a diminuição da corrupção. O Legislativo, na cidade de Campinas-SP cassou o prefeito Dr. Hélio e criou a CPI da Corrupção, para tentar quantificar o montante desviado dos cofres públicos daquela cidade. Quem sabe serve de inspiração para o Legislativo nacional também começar a trabalhar de forma mais séria e competente. Enquanto isso, o Judiciário continua dormindo em berço esplêndido: o jornal O Estado de S. Paulo continua sob censura, o mensalão não foi julgado, etc. Talvez a Polícia Federal pudesse realizar uma operação e descobrir o por quê de tanto "sono" do Judiciário. A sociedade merece mais respeito.

Maria Carmen Del Bel Tunes Goulart carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

__________

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

Com Cesare Battisti "acolhido", mensalão prescrito sem julgamento, Estadão sob censura e agora a Lei da ficha limpa correndo o risco de não "emplacar". É o STF colaborando com a impunidade, parabéns é disso que precisamos para continuar no terceiro mundo.

Gustavo Guimarães da Veiga gjgveiga@hotmail.com

São Paulo

__________

ETANOL BRASILEIRO

Há 35 anos meu pai me falava que o futuro seria bom pro Brasil, pois o Brasil tinha descoberto a tecnologia para fazer do etanol brasileiro o substituto do petróleo. Antes disso, quando eu era criança ouvia muito a frase "o petróleo é nosso". Os anos se passaram e o Brasil não é autossuficiente em gasolina e ainda por cima precisa importar etanol dos EUA para suprir a demanda pelo produto no mercado interno. Será que não conseguem ver que elegemos o modelo errado de gerência das duas formas de energia?

Carlito Sampaio Góes carlitosg@estadao.com.br

São Paulo

__________

O PROBLEMA É O DEFUNTO

A produção nacional de álcool combustível não atende a demanda interna porque as usinas também fabricam açúcar e o consumo mundial está em alta, principalmente na China. A solução é importar etanol para suprir a demanda. Se a Petrobrás reduzir o porcentual de etanol na gasolina, vai faltar mais gasolina (já estamos importando). O resumo da história é simples: a incompetência geral dos ministros do governo Lula e agora Dilma não previram que sem o aumento de área plantada de cana de açúcar haveria falta de etanol suficiente para carros flex, a moda brasileira, a reinvenção da roda que virou um mico nacional. O carro flex consome mais combustível rodando tanto com álcool ou gasolina e sua manutenção é muito mais cara se comparada a modelos convencionais. Agora vamos aguardar a solução do problema pelos ministérios envolvidos. Uma das soluções é aumentar em 30% o preço da gasolina alegando que a importação encarece o produto. Neste caso, o álcool a R$ 2 o litro seria vantajoso para os carros flex, e os usineiros agradeceriam financiando a campanha de 2012 e 2014. Outra solução seria importar etanol, mas o único país que pode atender a demanda imediata são os EUA, que mantêm uma barreira para a entrada do etanol brasileiro e podem não ter a quantidade suficiente para suprir o mercado brasileiro. Podem não ter, mas têm! Produziram e estocaram já prevendo que a incompetência dos nossos governantes causaria o desabastecimento. A solução brasileira é bastante simples em casos complexos como esse: se o caixão é pequeno, cortem os pés do defunto... Brasil, Terceiro Mundo em planejamento e infraestrutura, emergente no agronegócio, Primeiro Mundo na capital federal, a ilha da fantasia para quem lá está e um pesadelo para o resto da Nação.

Luiz Ress Erdei gzero@zipmail.com.br

Osasco

__________

COMBUSTÍVEL DE QUALIDADE

A Petrobrás apregoa que seu combustível é o sonho de consumo de todo carro. Não creio. O motorista brasileiro está de ollho mesmo é nessa gasolina que a estatal está importando dos Estados Unidos juntamente com etanol e que ninguém sabe onde se encontra.

James F. Sunderland Cook sunderland2008@gmail.com

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.