Cartas - 03/09/2010

QUEBRA DE SIGILO

, O Estado de S.Paulo

03 Setembro 2010 | 00h00

Estado bandido

Até onde vai essa máquina destruidora de democracia? Qual é o limite para um governo que não reconhece limites? A privacidade das pessoas é invadida e a resposta é que não vão admitir uso eleitoral do fato? Eu é que não admito que façam do meu país uma republiqueta venezuelana, que estamos prestes a superar em sordidez e desfaçatez! Eu é que não admito ter trazido a minha vida até aqui a duras penas para assistir ao desmanche da minha Pátria. Pátria, sim, não a do futebol, mas a dos nossos filhos, que acreditam num País democrático, pois nasceram num graças à luta de grande parte da Nação. Será que a impotência dos decentes é total, absoluta? Não há o que possa ser feito? O Poder Judiciário foi seduzido ou calado por alguma força misteriosa? Preciso, urgente, de respostas e de uma liderança capaz de transformar em ação minha revolta com este estado de coisas, este Estado bandido.

CLÁUDIO DABUS FIGUEIREDO

claudiodabus@uol.com.br

Maringá (PR)

_______________________________

Menu degustação

O único sigilo que a Receita Federal mantém é a face do verdadeiro mandante. Apesar de suspeitarmos de quem seja. Temos hoje um menu degustação do que será o prato principal a partir de 1.º de janeiro. Deus nos proteja, o aparelho está sendo azeitado.

ANTONIO FERNANDO FERREIRA

rdseg@terra.com.br

São Paulo

_______________________________

Burros e aloprados

As lambanças perpetradas pelos cumpanheiros eram, segundo o presidente Lula, obra de "aloprados", agora redenominados "bandidos". Entretanto, as manobras canhestras para acobertar essas patifarias têm sido de uma burrice espantosa, pois ocupantes de cargos públicos imprimem abertamente suas digitais sobre as porcarias, como agora na invasão de informações sigilosas sob responsabilidade da Receita.

HÉLIO DE LIMA CARVALHO

hlc.consult@mail.com

São Paulo

_______________________________

Tiro no pé

A embriaguez do sucesso turva a visão, erra-se a mira, o tiro atinge o pé. Dora Kramer (Culpa no cartório, 2/9, A6) pondera que para se chegar ao autor do crime é preciso seguir a pista do interessado em ocultá-lo. Sem conseguir fechar o livro, o eleitor sherlockiano atento não se cansa de folhear outro policial, de lombada graúda. Segue ávido na leitura, para o desfecho de um outro suspense, muito mais intrincado do que a "mera" quebra de sigilo fiscal. Lembrando-se de Odete Roitman, antes de apagar a luz do abajur, ele se pergunta: quem matou Celso Daniel e Toninho do PT?

ARMANDO C. DA SERRA NEGRA

a.serranegra@terra.com.br

São Paulo

_______________________________

ESCLARECIMENTOS

Caso Battisti

Na prestigiosa coluna veiculada pelo Estado de 1.º/9, sob o título O dilema Battisti (A6), noticiou-se que o presidente Luiz Inácio da Silva estaria decidido "a manter o ex-ativista italiano Cesare Battisti no Brasil, apesar da extradição concedida pelo Supremo Tribunal Federal no ano passado", e que para tanto teria obtido "o sinal verde do primeiro-ministro Silvio Berlusconi", desde que o Brasil não alegasse que "a extradição seria negada porque Battisti poderia ser perseguido na Itália". A propósito da matéria, cumpre-me esclarecer que a presidência do Conselho dos Ministros da Itália negou a notícia, reiterando quanto já afirmado na ocasião da visita do premier Berlusconi ao Brasil no final de junho, ou seja, que os dois presidentes nada falaram sobre o assunto. A Itália confirma sua plena confiança na avaliação do excelentíssimo sr. presidente da República do Brasil em respeito à decisão tomada pela Corte Suprema brasileira com base no acordo bilateral existente entre a Itália e o Brasil.

GHERARDO LA FRANCESCA, embaixador da República Italiana

Brasília

_______________________________

Caixa Econômica Federal

Em relação ao editorial publicado em 1.º/9 (B2), que afirma que a capitalização da CEF em R$ 2,5 bilhões possibilitará o crescimento da carteira de crédito em R$ 27,5 bilhões, diferentemente da informação fornecida pela Caixa de que a carteira de crédito poderá crescer até aproximadamente R$ 50 bilhões, temos a esclarecer: 1) O cálculo da exigência de capital para risco de crédito é realizado pela divisão do valor da exposição pelo fator F, de 0,11, e pelo fator de ponderação de risco (parâmetro definido pelo CMN em função das características da operação, do tomador do crédito e das garantias). 2) Considerando que as principais operações de crédito da Caixa se concentram nos fatores de ponderação de 0,35 (operações de financiamento habitacional com cota de financiamento até 50%), 0,50 (operações de financiamento habitacional com cota de financiamento superior a 50% e inferior a 80%) e 0,75 (operações de crédito de varejo), o fator de ponderação médio da carteira de crédito da instituição é de, aproximadamente, 45%. 3) Portanto, a capitalização permite a ampliação das operações de crédito em R$ 2,5 bilhões/0,11/0,45=R$ 50,5051 bilhões, o que ratifica a informação fornecida pela Caixa em nota à imprensa na última sexta-feira.

MARCIO PERCIVAL, vice-presidente de finanças da CEF

marcio.percival@caixa.gov.br

Brasília

_______________________________

LEI DE DROGAS

Pena alternativa

O STF, ao revogar a obrigação da pena de reclusão nos crimes de tráfico, dá mais um exemplo da leniência com que os "garantistas" interpretam as leis: sempre a favor dos criminosos e contra a sociedade, essência do sentimento de impunidade. O legislador, após longo e demorado processo, elabora a lei claramente desejando dificultar a liberdade antecipada no caso de crimes hediondos. O STF vai e revoga a intenção do legislador, entendendo ser inconstitucional - o que não é correto, pois, conforme corrente minoritária do próprio STF, a Constituição apenas proíbe as penas de morte, de prisão perpétua, de banimento e as penas cruéis, nada mencionando quanto à forma da execução da pena em crimes mais graves. O ideal seria que a pena fosse definitivamente fixada já na primeira sentença pelo juiz singular, conforme o artigo 59 do Código Penal, ao fazer a individualização da pena - analisando a personalidade do criminoso e as circunstâncias do crime. Dessa maneira dispensada seria a atuação de outro juízo somente para a execução da pena, o que otimizaria os trabalhos judiciais e a efetividade da pena.

EDENILSON MEIRA

merojudas@uol.com.br

Itapetininga

_______________________________

"Os senhores da Receita me desculpem, mas a historinha do contador picareta com sua procuração picareta não colou. Próxima versão..."

M. CRISTINA DA ROCHA AZEVEDO / FLORIANÓPOLIS, SOBRE A QUEBRA DE SIGILO DE VERÔNICA SERRA

crisrochazevedo@hotmail.com

"Triste o país que nem na Receita Federal pode acreditar... A que ponto chegamos!"

SÉRGIO LUIS SALVADOR / SERRA NEGRA, IDEM

sergiosalva@ibest.com.br

"Lembram-se de Quércia, que quebrou o Estado, mas elegeu seu candidato?"

ARIOVALDO BATISTA / SÃO BERNARDO DO CAMPO, SOBRE O "ILUSIONISMO NAS CONTAS PÚBLICAS" (2/9, A3)

arioba06@hotmail.com

_______________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 4.069

TEMA DO DIA

Deus é desnecessário, segundo físico teórico

Em novo livro, Stephen Hawking argumenta que o Universo pode e deve criar-se a partir do nada

"Esse negócio de a gravidade fazer as coisas surgirem do nada está tão vago quanto as explicações bíblicas."

EDSON ESTEVAN MÉSCUA

"O Deus humano não existe, pois foi criado para preencher um vazio. Talvez o verdadeiro Deus tenha outro nome: a fé."

ROLAND FLACKPHAYSER

"Estranha confusão dos cientistas. Universo é Universo, Deus é Deus. A fé preenche o lugar do "intangível" na mente humana."

ROGERO BOTTINO

_______________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

CRIMES HEDIONDOS

Finalmente o Senado aprovou projeto de lei que dificulta a liberdade condicional para crime hediondo. Mesmo tardia, seja bem-vinda, porque muitos assassinatos aconteceram pelas mãos dos reincidentes, que deveriam estar longe da sociedade. Para variar, a única peça destoante na aprovação dessa lei foi do senador Suplicy, que votou contra por entender que cadeia não recupera. O senador se esquece de que este indivíduo já provou não ter condições de viver em sociedade: antes lá do que cá! Francamente, o senador Suplicy vive em que mundo? Ele defende a sociedade que o escolheu ou defende bandido? Decida-se, senador, e nas próximas eleições mostre sua verdadeira cara! São Paulo, que convive com a bandidagem diariamente, lembre-se do senador Suplicy daqui quatro anos, quando tentar se reeleger.

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

________________________

LULA VETOU!

Lula vetou a lei que previa admissão tácita de paternidade quando o homem se recusa a fornecer material para exame de DNA. Nada que ver com o processo do vice José de Alencar, é claro!

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

________________________

SURPRESA?

Quem entendeu o veto do presidente sobre obrigação de fazer exame de DNA em caso de dúvida de paternidade? Quem não entendeu basta lembrar que o vice-presidente está enrascado com processo movido por alguém que mostra ser sua filha. Foi surpresa? Claro que não.

Agora só falta nosso presidente mudar definitivamente de nome. Passar para Luiz Inácio Chávez Lula da Silva. O ditador venezuelano é craque na matéria. Que mais nos espera nos próximos mandatos? Coisas boas acho que não.

Plínio Zabeu pzabeu@uol.com.br

Americana

________________________

DNA NÃO DÓI

Assim como Pelé se negou por largo tempo a fazer o exame de DNA para reconhecimento de sua filha já falecida, e depois se comprovou a sua paternidade, José Alencar também há quase dez anos se nega a fazer o tal exame, a pedido de uma professora aposentada de Minas - nosso vice-presidente teria tido um caso com a mãe da citada.

Mesmo com a Justiça mineira já tendo autorizado que Rosemary de Morais seja registrada com o nome do pai, Alencar, que se diz um cristão fervoroso, despreza a recomendação judicial para realizar o exame de DNA, como tem afirmado também que a suposta filha o chantageia...

Esse filme nós conhecemos bem! Muitas figuras públicas, como o vice-presidente, reagem dessa forma não recomendável, mas na hora em que na Justiça aos réus não cabe mais recurso, e o exame de DNA é elaborado por obrigação, na maioria dos casos se têm comprovado a favor dos filhos.

Para um vice-presidente da República, essa atitude não combina com o cargo que ocupa!

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

________________________

ATITUDE MACHISTA

Ao tentar burlar o fato real de uma suposta paternidade, além de machista, o vice-presidente José Alencar desrespeita explicitamente a mulher. Uma atitude covarde, desonesta e lamentável ao focar-se no fato de a mãe da suposta filha, segundo ele, ter sido uma prostituta. Essa alegação não o exime da paternidade. Surpreendente esse comportamento, de quem sempre proferiu discursos fundados a partir de pensamentos cristãos e diz zelar por uma boa conduta. No entanto, tudo é tão simples. Basta um rápido exame de DNA para constatar a verdade, sem subterfúgios.

Renata Bueno

Curitiba

________________________

PETROBRÁS E O PREÇO DO BARRIL

Engana-se quem acha que o preço de US$ 8,51 por barril de petróleo, fixado para a cessão onerosa na capitalização da Petrobrás, não teve a mão do presidente Lula.

Basta ver a precisão dos centavos (51) para constatar o DNA do Lula na operação.

Claudio Juchem cjuchem@gmail.com

São Paulo

________________________

ESTÃO TODOS CEGOS?

Não estou entendendo as pesquisas eleitorais que mostram o PT liderando em todas as disputas, ou as pesquisas mentem ou estão todos cegos. Que democracia é esta em que entregaremos o País a um bando de corruptos, ladrões, pessoas que não respeitam a democracia e agem como marginais para poderem atingir seus objetivos? Que eleja a desconhecida Dilma, mas que coloquem representantes de outros partidos para fiscalizá-la e mantê-la dentro da lei. A democracia consiste em termos representantes de diversos setores, facções e pensamentos, e não entregar o País a um grupo que vem lesando o brasileiro de todos os lados. Vamos ficar atentos, pois estas eleições poderão levar-nos para o fim da democracia, o fim dos nossos direitos, o fim da liberdade de imprensa e o início de mais uma ditadura, como na Bolívia ou na Venezuela. Vamos abrir os olhos já!

Luiz Claudio Zabatiero zabasim@ig.com.br

São Paulo

________________________

LULA MOSTRA A SUA CARA NA TV

Nunca na história deste país vi tamanho pavão cara de pau. O Lula é um soturno ladravaz e plagiador de projetos e boas ideias dos outros, que falaciosamente diz nunca na história deste país... Mas se fosse um executivo em qualquer empresa, já tinha ido pra rua por abusar de frases feitas e nenhum resultado por esforço próprio; que escancaradamente abarrotou e loteou os órgãos e as empresas públicas para comprar o silêncio de milhares de aloprados, "cumpadres" e amigos - para não fazerem oposição, produzirem dossiês e "fazer andar" as suas vontades (literalmente); que subversivamente cerceia a imprensa e maquiavelicamente manipula qualquer número que lhe aparece na frente - orçamento, balança comercial, superávit primário, BNDES, PAC, empregos, etc.; que com simulacro e desrespeito à educação (a das boas maneiras e a do conhecimento também) ensaia frases de efeito e chavões sem valor algum; que apregoa fatos de materialidade quintessenciada para dissimuladamente inverter a acusação; que impiedosamente abusa do povo comprando seu apoio através de ações sociais ignóbeis e escabrosas - dando o peixe (ao invés da vara de pesca) e comendo o caviar; que como grande aldraba corrompe a boa prática e o exemplo do trabalho duro e sério ao proclamar que fez muito, quando, na verdade, nada fez daquilo que era obrigado a fazer; que com fútil e estéril galhardia envergonha os brasileiros no exterior; e agora somos obrigados a ver o pavão misterioso do início, deslumbrada e tresloucadamente, mostrando os seus "pés-de-pavão" - um é ele e o outro é a sra. Dilma Rousseff. Meu Deus, que pesadelo imaginar o que será do Brasil só com um "pé-de-pavão" arrogante e espinhoso, e sem a crista, a plumagem brilhante azul ou verde, e grandes plumas caudais com manchas oculares iridescentes.

Marcello da Veiga Pinheiro: mvpinheiro@terra.com.br

Curitiba

________________________

REENCARNAÇÃO DE MUSSOLINI

Dilma parece ser a reencarnação de Mussolini. Gestos, atitudes, arrogância e o próprio palavreado lembram Mussolini. Pergunte a qual quer senhor ou senhora que conheceu Mussolini. Eles confirmarão este fenômeno. Desconfio até mesmo de plágio das falas de Mussolini quando estava implantando o fascismo na Itália. Qualquer médium, de grande poder, confirma isso!

Ronald Martins da Cunha ronald.cunha@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

________________________

MÉXICO 2011

O brasileiro não sabe votar, confundiu democracia com liberdade sem limite e com uma Constituição elaborada por recalcados da ditadura, sem oposição, só poderia dar em Lula, Dilma e corrupção endêmica. Só faltam tequila e o sombreiro.

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

________________________

1989, O RETORNO

O pior cego é aquele que não quer ver. O ilusionismo e a mentira reiterada dos petistas e seus aliados criam no Brasil as condições ideais para comoção social. A população brasileira não está preparada para outro Collor de Mello.

Ana F. Campos ana-fcampos@hotmail.com

São Paulo

________________________

ELEIÇÕES PARA QUE?

Já sabemos o resultado... Não é preciso votar! Sabemos que o "sistema" fará determinada pessoa ganhar, mesmo que a maioria tenha repúdio de aguentar mais impunidades... Deve ser para nos alienar, obrigando-nos a assistir na TV à Mulher Pera e ao Tiririca...

Gisele Ferreira da Silveira gisele@mfs.adv.br

São Paulo

________________________

SKAF ENALTECE LULA E DILMA

É outro cara da boquinha, a Fiesp não é mais a mesma.

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

________________________

CALAFRIOS

A julgar pelos mais recentes acontecimentos, temo que o "ovo da serpente" já tenha sido chocado e que o monstrengo esteja recebendo injeções diárias de vitamina para crescer forte e saudável a partir do cenário que se descortina com a (quase) provável vitória da boneca de ventríloquo nas eleições presidenciais de outubro. A candura, para não dizer a desfaçatez, com que os principais expoentes do PT tratam os recentes deslizes - que se fossem cometidos em países em regimes democráticos consolidados já teriam sido motivo de cana dura e resultado num processo de execração pública de seus patrocinadores - denota que o caminho está aberto para a consumação de outras arbitrariedades preparadas para receberem um verniz de legalidade mais ou menos dentro da modalidade inaugurada por Hugo Chávez (contanto, por sinal, com total simpatia do nosso atual presidente, que afirmou sem pestanejar, quando inquirido sobre o modelo de democracia praticado no país vizinho, que a Venezuela "tem democracia demais"), com a introdução no cotidiano nacional da prática sistemática de plebiscitos, nos quais a mesma massa ignara que hoje incensa o "grande líder" (incluam-se aí também muitos letrados, endinheirados e oportunistas que por diferentes motivos simplesmente fecham os olhos para esta série imperdoável de desmandos) será convocada para aprovar questões do tipo daquelas que terão poder de minar as garantias individuais que hoje, felizmente, ainda estão protegidas pela Constituição. Quem viver, certamente, verá.

Fernando César Gasparini phernando.g@bol.com.br

Mogi Mirim

________________________

ESTA É VERDADEIRA

No domingo, por conta própria, sem usar nenhum método científico, fiz uma enquete eleitoral para presidente na cidade de São Paulo - bairros: Ibirapuera, Planalto Paulista e Mirandópolis. Em pouco mais de duas horas entrevistei pessoalmente 122 eleitores, fazendo as seguintes perguntas: 1) Em quem vai votar para presidente: Dilma, Marina ou Serra? 2) Já respondeu a alguma pesquisa eleitoral? Com habitualidade aos domingos pela manhã participo de uma recreação de futebol society e no mesmo horário seria realizado um jogo de futebol de campo, dos 122 entrevistados, 19 foram mulheres, cuja apuração surpreendeu. Votos para Dilma, 16; para Marina, 7; para Serra, 81. Indecisos, 9; nulos, 8; não respondeu,1. Sobre as pesquisas eleitorais, foi ainda mais surpreendente: 11 eleitores já haviam sido entrevistados (em outras eleições, na atual nenhum), 111 nunca foram entrevistados, como eu, que estou com 70 anos. Importante frisar que foram entrevistadas pessoas de todos os níveis sociais, indiscriminadamente. Como se pode observar, com resultados muito diferentes das pesquisas ''oficiais'', levando a crer que estão sendo dirigidas ou encomendadas, ou alguma coisa está errada. Quem tiver dúvidas, faça o mesmo para comprovar. A pesquisa feita foi por livre e espontânea vontade, sem manipulação e sem qualquer tipo de protecionismo a nenhum dos candidatos à Presidência. Garanto que esta é verdadeira!

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

________________________

MICROEMPRESA

Com a provável vitória da Dilma, o horizonte para o pequeno e microempresário é cada vez mais sombrio. Apesar de este segmento da economia ser responsável pela absorção dos trabalhadores menos qualificados, não existem sinais visíveis que suas atividades serão incentivadas com a desoneração de tributos e a flexibilização da arcaica CLT, diminuindo assim a precocidade das insolvências e dos predatórios conflitos trabalhistas. O máximo que poderá ocorrer é a criação de ministérios ou secretarias para empregar a ''cumpanhêrada'', sob pretexto de se resolver a questão. Para o microempreendedor rural, que executa a chamada agricultura familiar, não faltam recursos, isenções, perdão de dívidas e assistência, diferentemente do urbano, que investe seu próprio dinheiro no empreendimento, enfrentando toda sorte de infortúnios num desestimulante ambiente de negócios. Os governantes e parlamentares não conseguem enxergar que os altos índices de desemprego nas grandes cidades contribuem para o aumento da criminalidade e que este segmento poderia desempenhar um papel fundamental na melhoria da segurança do cidadão, caso recebesse a atenção necessária. Os grandes empresários já importaram 22 mil trabalhadores estrangeiros especializados, enquanto faltam empregos para os brasileiros menos capacitados. É uma insensatez.

Sergio Villaça svillaca@terra.com.br

Recife

________________________

OPORTUNISMO ELEITORAL

Não sou partidário da oposição (PSDB), mas tenho a impressão de que há um tipo de lobotomia terrorista praticado pela situação (PT), impondo o temor da descontinuação de algo que afirmam ter construído sozinhos. As pesquisas colocam a candidata do oportunismo eleitoral lá em cima, nem parece que Dilma escolheu um vice que apoia Roseana, filha de Sarney, mestre de Temer. Malham as privatizações, renegando os benefícios que trouxeram para nós e para a economia, haja vista que nesses oito anos de mandato privatizaram muito sob a máscara da terceirização. Usam a máquina e o poder públicos para se promoverem, pagam a multa e ironizam a lei e ainda ouvimos que leitura dá azia. O sigilo rompido na Receita e a investigação misteriosamente tolhida. Criticaram com furor a concepção do Real em 1994 e agora já vemos os rostos de Palocci e Dirceu nos palanques. Bem que o Delúbio avisou que logo isso viraria piada de salão.

Wallace Andrade wallace12000@yahoo.com.br

Mairiporã

________________________

OLHA O CAMINHO

A Dillma tá com cara de cheque de terceiro, que o Lulla tá passando ao povo brasileiro. O Sarney tá dando aval. Só que essa ''chiquita'' vale para quatro anos. Pergunta para saber se você é bom comerciante: você abraçaria essa? Brasil, um pais de todos - elles!

Flávio Cesar Pigari flavio.pigari@gmail.com

Jales

________________________

QUERO DESCER

Anteontem, inadvertidamente, assisti a parte do horário eleitoral. Fiquei chocado com Serra e Alckmin tecendo elogios a Quércia e Maluf e nenhuma palavra sobre o melhor quadro do PSDB, o grande presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso.

Recordei-me d"outro que, em 2002, eleito lembrando Fidel e outras besteiras, acordou desde o primeiro dia no colo de Sarney, Collor, Calheiros, Barbalho.

Será que é só isso que se apresenta para nós, eleitores brasileiros?

Será que a censura ao Estadão, que tanto vilipendia a cidadania e a democracia, e tanto diminui outro Poder brasileiro, descerá ao varejo do cidadão?

Será que para nós, que pensamos e exercemos nosso direito de cidadania, só restará a espada dos pretorianos ou a ameaça do Fisco?

Reza, Brasil...

Roberto de Mamede Costa Leite r-mamede@uol.com.br

Ubatuba

________________________

A ESCOLHA DE SERRA

Lula armou um circo onde faz o eterno trabalhador pobre, humilde, com seu português realmente ruim incrementado por metáforas rastaqueras, e incentivando conflitos de classe, de raça, a distribuir Bolsa-Família e dizendo à parcela do povo na qual se escora o que esse povo, na sua ingenuidade e esperança, quer ouvir, sem se preocupar com o conteúdo de suas mensagens. Esse contingente da população é grande e não tem compreensão do rumo que as coisas estão tomando, por isso Lula vai, sim, eleger um poste com novo corte de cabelo. Mas também é preciso ressaltar a contribuição, neste processo, da oposição indolente e pasmada do PSDB, que, em lugar de confrontar esse modelo de pai do povo, entrou na campanha cheia de dedos, com receio de desagradar aos teleguiados pelo metalúrgico. Francamente, ''sai o Silva e entra o Zé'' foi a pior emenda da temporada de caça ao eleitor. Assim, o que se vê é um país refém dos ardis de um presidente que dá amplas mostras de não pretender arredar o pé do poder. Resta saber se a mãe do PAC inventada por ele não vai se revelar madrasta depois de colocar toda a sua arrogância na Presidência.

Doca Ramos Mello ddramosmello@uol.com.br

São Sebastião

________________________

O GRANDE ERRO POLÍTICO DE SERRA

Se, como parece, o sr. José Serra for derrotado nas eleições presidenciais, não se há de procurar o ou os culpados pela derrota. Poderá haver uma caça às bruxas e muitos apontarão a espera pelo sr.

Aécio Neves, que não desejou vir como vice-presidente; outros apontarão os marqueteiros e o próprio estilo de ser do sr. Serra. Para mim, o grande erro político do paulista foi não ter compreendido que, de agora em diante, para ser presidente deste país o candidato precisa ter as piores qualidades que ostenta a média do povo brasileiro, e que são:

ser um mentiroso contumz, ser um corrupto de mão cheia, quando pilhado na malandragem dizer que ''não sabia'', considerar que a prostituição é uma ocupação e regulamentá-la no Ministério do Trabalho, proclamar seu amor à democracia, mas trabalhar ''debaixo dos panos'' para controlar a imprensa, ''aparelhar'' as estatais, o Banco do Brasil, e usar linguagem chula e oficializar a pornografia. Mudar a política externa do país e ser - sempre debaixo dos panos - anti-Igreja, anti-Ocidente, anti-Israel. E por último intitular-se o grande paizão dos pobres e a cada semana criar uma nova bolsa. Como o sr. Serra não tem esse perfil , e sim o perfil de um político do Primeiro Mundo, ele

errou ao candidatar-se a ser presidente desta republiqueta.

Antonio R. de Almeida ribercor33@uol.com.br

São José do Rio Preto

________________________

KGB ELEITORAL

Tendo em vista todas as ações, omissões, espionagens, vazamentos de dados e outras baixarias, cada vez mais atual é a frase de Eça de Queiroz: ''Políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos pelo mesmo motivo.''

Oxalá o povo brasileiro seja iluminado na hora do voto, se não...

José G. Oliveira mandarino-oliveira@uol.com.br

Praia Grande

________________________

NA MOITA

O remédio que Serra está tomando foi elaborado pelo PSDB. Os primeiros ingredientes chegaram com os mensalões (vamos deixar o presidente sangrar até morrer), depois sanguessugas, viagens de amigos do filho do presidente com avião do governo, transformação do filho (de Lula) em empresário de informática, aloprados, entrega de bens da Petrobrás à Bolívia, comparação de presos políticos em Cuba com presos comuns no Brasil, campanha antecipada de Dilma. Em vez de pegar todos esses ingredientes e sair para as ruas e não deixar o assunto esfriar, o PSDB calou, ficou constrangido e envergonhado e com medo, encolheu-se, em vez de dar um urro de leão, deu um miado de gato com medo de rato. Se tivesse misturado todos esses ingredientes e não deixado esfriar, a história hoje seria outra.

PSDB medroso! Mostre o FHC desde Itamar Franco, Plano Real, privatizações (Vale do Rio Doce, telefonia, etc.) de estatais, antes cabides de empregos, como hoje a Petrobrás, os Correios e outras. Saia da moita, PSDB, mostre a cara, ponha brilho nos olhos. Coragem e vá em frente, ainda tem tempo.

Marco Antonio Soares marco_antonio_so@uol.com.br

São Jose dos Campos

________________________

A PAZ NA ALDEIA

A oposição não deve pensar apenas em chegar ao poder, sem propostas sérias de governo, ou através dos tapetões dos tribunais ou pelo golpe de Estado. Não deve transformar a Nação numa República de primatas que só pensam em bananas. As bananas são apreciadas, também, pelos humanos, mas não dá para ficar sem a disputa de ideias, como se estivéssemos numa guerra eterna. Utilizando zarabatanas, arco, flecha, tambores e a mídia para amedrontar os adversários. Sem qualquer alusão, vamos respeitar o índio, na floresta, defender o meio ambiente, brigar pelo desenvolvimento sustentável, defendendo o capital humano, em paz, dentro dos limites da aldeia e de uma conduta responsável.

Sinésio Müzel de Moura sinesiomdemoura@hotmail.com

Campinas

________________________

SEM JARGÃO NÃO SE GANHA ELEIÇÃO

A campanha do PSDB continua muito morna. O PT ganhou em 2002 criticando o PSDB com "herança maldita" e "partido da privatização".

Hoje está ganhando com "partido da mudança, da estabilização e dos benefícios sociais". Tem gente que acha até que o Plano Real foi criado pelo Lula. E ainda eles têm coro orquestrado, pois qualquer político da situação fala nas entrevistas que eles mudaram o País para melhor. Até nos debates, quando a Dilma não quer responder, fala sobre esse tema. Conseguiram distorcer tudo e mudar a história dos fatos.

Culpa de quem? Da oposição, que nunca teve um jargão consistente para reverter isso, nem conseguiu explicar direito as mudanças e os benefícios criados na era FHC. Ou seja, continua em cima do muro. E jargão não falta: "chega de corrupção", "chega de enganação", "chega de incompetência", "o Brasil precisa crescer na verdade, e não na ilusão", "o povo não merece continuar sendo iludido", e daí vai... É só ser criativo. Ou melhor, ter um marqueteiro com pelo menos 30% da criatividade do PT. Acorda, gente. Se a Dilma ganhar, será muito mais por incompetência da oposição. E aí, como sempre, nós vamos continuar pagando a conta.

Miguel Pellicciari emepe01@uol.com.br

Jundiaí

________________________

TI-TI-TI

Na novela Ti-Ti-Ti, da Globo, Jacques Lecler, renomado profissional da moda, tem sido perseguido e posto contra a parede por uma cliente, esposa de um ''coroné'' nordestino bravo demais, que quer porque quer ter um ''affair'' com o costureiro. Este, por sua vez, todo delicado e afetado, morrendo de medo do marido da ousada cliente, tem tido enorme trabalho para livrar-se dela. Desesperado - no seu ''atelier'' todos já perceberam o ''rebu''-, aceitou os conselhos e orientações de uma humilde, mas inteligente funcionária: deixar de ser caça para transmudar-se em caçador. E deu certo: a fogosa cliente, assustada, realmente já está evitando aproximar-se de Lecler e fugiu da proposta de ''ajuntamento'' que, por despiste, o modista lhe fez.

Dirijo-me, agora, ao ex-governador José Serra, candidato de boa parte da oposição a ''isso que está aí'' e que chamam de governo (!): homem de Deus, deixe de ser caça, passe a ser caçador!

Arregimente seus amigos FHC, Pedro Malan, o ex-presidente Itamar Franco, Pérsio Arida, Gustavo Franco, Edmar Bacha, Clóvis Carvalho, Winston Fritsch e tantos outros. Mostre ao Brasil todo qual a razão do sucesso e da aprovação de Lula e seu governo, verdadeiros caftens do Plano Real, que ainda hoje é quase que uma pedra filosofal a governar este país. Não ouça os que lhe afirmam que o povo não gosta deles... Isso não procede.

Ainda há tempo, governador!

João Guilherme Ortolan guiortolan@gmail.com

Bauru

________________________

HERANÇA BENDITA

Se o PSDB não tivesse vergonha de dizer ao povo as coisas boas que foram feitas no governo de FHC, e confrontá-las como o atual governo populista, certamente este governo não estaria com essa bola toda. Dizer que foi o governo FHC que acabou com a inflação, privatizou as teles, as siderúrgicas, a Embraer, criou o Poder dos bancos, aprovou a Lei de Responsabilidade Fiscal, e tantas outras conquistas importante para o Brasil de hoje voar em céu de brigadeiro. Já pensaram se FHC não tivesse feito essas privatizações? Um telefone estaria custando hoje de R$ 5 mil a R$ 10 mil e o Brasil estaria ainda mais loteado, com a companheirada nadando de braçadas nessas empresas ora privatizadas. Seria o fim do Brasil. E eles ainda dizem que herdaram uma herança maldita, apossando-se de tudo de bom criado no governo FHC. Acorda, gente deste nosso Brasil!

José Noel Terra jnt@pocos-net.com.br

Poços de Caldas (MG)

________________________

ROBERTO MACEDO

Muito esclarecedor o artigo de Roberto Macedo "FHC e LULA - dois peões comparados" (2/9, A2). Com clareza e criatividade, tomando como exemplo a luta dos peões nos rodeios, faz uma comparação entre os governos FHC e Lula, considerando, principalmente, o que cada um encontrou ao assumir e a contribuição da economia mundial nos dois governos. Basta ter um pouco de apartidarismo para perceber que o touro que FHC domou foi muito mais feroz do que o domado pelo seu sucessor. E fez mais: amansou demais o touro para Lula. A coordenação da campanha de Serra poderia transformar o artigo num programa de televisão. É mais uma tentativa para reverter o que diz as pesquisas.

José Eduardo Paccola joseep@uol.com.br

São Paulo

________________________

LULA E FHC

Em seu artigo de 2/9, o professor Roberto Macedo expôs com clareza meridiana o pensamento dos 20% minoritários. Porém, se perguntarem à personagem em foco, o ego negará o usufruto de qualquer herança; quanto às circunstâncias, dirá que não foi ele o beneficiado; ao contrário, se o mundo melhorou é porque ele assumiu a Presidência do Brasil -- sob aplausos dos 80%. Quanto ao ego, nada pode ser feito. Já as circunstâncias, se mudarem para pior, o prejuízo será dos 100%. Pobre Nosferatu, de que tarefa resolveste te incumbir.

Leonardo Giannini leogann930@terra.com.br

São Paulo

________________________

DOIS PEÕES COMPARADOS

Afora os cavalos de desfile e de parada, Lula montou muitos touros mansos em touradas nacionais, sendo que os que menos saltaram dentro dos padrões foram crias do plantel da oposição ao seu governo.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas( MG)

________________________

''JUGAR PARA GANAR''!

Demétrio Magnoli (2/9, A2) colocou o dedo na ferida ao comentar as escolhas de Serra.

Eu, que ia votar no dito cujo, com o nariz tapado, agora decidi que só votarei quando nós tivermos oposição no Brasil.

Só vou destapar o nariz quando o mau cheiro exalado pelas quebras de sigilo, falta de ética, cafajestada e aparelhamento petista do Estado for definitivamente banido da política nacional. Eleição é um processo de escolha entre diferentes propostas, e não um ''jugar para ganar''!

José Eduardo Bandeira de Mello josedumello@terra.com.br

São Paulo

________________________

MAIS UM TIRO NO PÉ DA OPOSIÇÃO

Lamenta-se que o Brasil não tenha uma oposição capacitada a demonstrar as erronias governamentais e adote táticas e estratégias de conquista do poder completamente equivocadas. Depois do tiro no pé de José Serra ao figurar na companhia de Lula no programa eleitoral gratuito, pede o PSDB a cassação de Dilma ao TSE, em razão dos deploráveis fatos que se verificaram na Receita Federal. Um advogado recém-formado teria consciência da absoluta inviabilidade de prosperar essa pretensão radical, neste momento. O pedido foi rejeitado por decisão monocrática do ministro Aldir Passarinho Júnior, sem sequer ser submetido ao plenário da Corte, e, assim, serve exclusivamente para reduzir as perspectivas de voto oposicionista, porque o povo não costuma perdoar os aventureiros.

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

________________________

FRAUDE

Sr. Serra, fraude foi o que V. Sa. fez com os advogados inscritos no Ipesp, acabando com a esperança de quem contribuiu por vários anos para no fim de sua vida ter certa tranquilidade.

Valdir Sayeg, valdirsayeg@uol.com.br

São Paulo

________________________

MINESTRONE DE NÚMEROS

O Estadão de ontem, em seu editorial "Ilusionismo nas contas públicas" (A3), menciona a forma como o governo petralha está agindo para que as contas ''batam''. Estão fazendo um minestrone nos números, como em todo o resto das coisas do governo.

Por isso considerei muito feliz a citação da famosa frase do Velho Guerreiro: ''Eu vim para confundir, não para explicar.'' Isso se aplica não só agora neste momento de fazer as contas, tentando mostrar que não houve desperdício, mas em todo o resto.

O PAC (que está empacado), o mérito das bolsas (criadas por FHC), e por aí vai.

Este governo foi só mentira, falsidade, trapalhada, troca de interesses e bandalheira. Muito bom o editorial.

Carlos E. B. Rodrigues carlosedleiloes@terra.com.br

São Paulo

________________________

HISTÓRIA DA VIDA

Em minha opinião, ao invés de ''guerra política'', creio que nossos homens públicos deveriam se unir para tentar salvar o nosso povo. Em meu caso, até me considero um privilegiado, por possuir o ''melhor" convênio médico. Mesmo com esse convênio, que ''engole" 30% de meu minguado salário, vejam a situação. Preciso fazer um exame com cardiologista, que se faz necessário para me submeter a uma cirurgia. Pois é, mesmo possuindo o ''melhor'' plano de saúde, liguei ontem para agendar o tal exame e, com a cirurgia marcada para o dia 22/9, só consegui agendá-lo para... depois do dia 22!!! Durma-se com um barulho desses. Pior que isso é ver a maioria dos nossos políticos e parte de nossa imprensa perder tanto tempo com grampo de filha de candidato.

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

________________________

É HORA DE ACORDAR!!!

Eleitor que sou há mais de 50 anos, jamais assisti a campanha eleitoral como a que se realiza hoje em nosso país. Sentimentos de tristeza, desânimo, decepção e até mesmo de inconformismo me vêm à alma, o que me leva a indagar a mim mesmo: para onde e como estamos caminhando, e com quem o fazemos?

Faltam-me palavras para expressar tudo o que penso a respeito do que me é dado ver e ouvir dos personagens que hoje se apresentam e se expõem no cenário político de nosso país, falando em nome de instituições político-partidárias ditas democráticas, e são tantas e todas falando em nome do povo e para o povo, prometendo, prometendo, levando seus eleitores a sonhar com um País mais justo, mais igual, sem violência e em condições ideais para melhor assistir a população nas áreas da saúde, educação, segurança, etc.

Por oportuno, eu imagino o que diria hoje o padre Antônio Vieira, que a

respeito assim se expressou, há tantos e tantos anos passados: ''O JUÍZO com que DEUS há de julgar aos que mandam e governam há de ser DURÍSSIMO. O erro não é exclusividade dos que mandam e governam de forma desonesta, os que VOTAM também erram. As consequências das eleições mal feitas: se o que ELEGESTE furta, furta por si e por todos

os seus, e DEUS há de pedir a conta a VÓS, porque o vosso voto foi

causa de todos aqueles roubos."

Luiz Henrique Pedreira calupedreira@gmail.com

São Paulo

________________________

VOTE CONSCIENTE

Não basta pagar impostos, é preciso saber para onde esse dinheiro é destinado. A corrupção é uma prática antiga que toma novas formas, mas tem os mesmos falsos princípios. Deputados que, em quatro anos, constroem mansões com piscina e têm carros estacionados para cada filho, sem a menor precisão, são candidatos a não serem votados novamente, pois é provável que sejam corruptos. Falta um mês para as eleições. Não se deixe enganar, eleitor! Se você ainda não parou para pensar, pense bem! Você é livre! Não aceite opinião de políticos oportunistas. A eleição é a festa da cidadania e da democracia!

Paulo Roberto Girão Lessa paulinhogirao@uol.com.br

Fortaleza

________________________

CORINTHIANS EM FESTA

Por que o presidente não foi receber a faixa de ''Presidente da República Popular do Corinthians'' no Anhangabaú?

Medo do escuro ou medo de uma vaia maior do que a que levou nos Jogos Pan-Americanos?

80% de popularidade é isso.

Ronaldo José Neves de Carvalho rone@roneadm.com.br

São Paulo

________________________

O NOVO ESTÁDIO

A decisão absurda e equivocada da CBF de usar o futuro estádio do Corinthians, em Itaquera, na Copa do Mundo de 2014 obedece a interesses inconfessáveis, com muito dinheiro em jogo. Todos sabem disso e o mais básico e elementar bom senso mostra que os jogos da Copa em São Paulo deveriam ser nos estádios do Morumbi e/ou do Pacaembu.

Bastariam algumas reformas para ambos estarem aptos. Seja como for, tudo indica que o tiro sairá pela culatra e os corintianos se arrependerão amargamente. Seria muito melhor para o Corinthians - e para a sua imensa torcida - continuar mandando os seus jogos no belo, nobre e muito bem localizado Pacaembu do que construir um novo estádio na distante e perigosa periferia da cidade.

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

________________________

MORUMBI EM ITAQUERA

Tem Morumbi ( mosca verde em tupi-guarani), sobrevoando Itaquera (pedra dura em tupi-guarani). Este assunto vai virar uma Turiassu ( grande fogueira em tupi-guarani.)

Luiz Henrique Penchiari Jr. luiz.penchiari@bericap.com

Vinhedo

________________________

DILMÃO 2010

Parabéns dirigentes! Itaquera, com sua excelente malha viária, seu eficiente sistema de transporte público, seu exemplar atendimento médico-hospitalar, suas abundantes áreas de lazer e sua indiscutível eficácia na segurança, somente precisava de um estádio de futebol, o Dilmão 2010, para coroar a excelência da região!

Realmente o destino coloca coincidências prazerosas em nossa (a delle) vida! Dá-lhe, barba, dá-lhe, gorda! Tchau, careca!

Mauricio Villela, mauricio@dialdata.com.br

________________________

SOBRE A ARENA CORINTIANA

Os políticos José Serra, Gilberto Kassab e Alberto Godman não ludibriaram o povo de São Paulo, isto é, tal atitude é que dá voto. Em outras palavras: os fins justificam os meios.

Anízio Menuchi amenuchi@uol.com.br

Praia Grande

________________________

RAZÃO NO LUGAR DA PAIXÃO

Achei um completo desrespeito a carta do leitor sr. Luiz Nusbaum, que traz uma história obviamente fictícia, bem como sua publicação no Estadão de ontem. Primeiro, um desrespeito com milhões de corintianos, talvez a maioria, que, como eu, não votaria em Lulla nem em sua candidata, nem que elle fizesse o gol da vitória numa final de Libertadores. Segundo, um desrespeito a outros milhões de corintianos que votarão em Dilma por total convicção ideológica e que, sim, têm esse direito, gostemos ou não. E terceiro, um desrespeito a todos os corintianos, pois ao usar um linguajar incorreto, tenta passar a ideia de que todo corintiano é ignorante. A respeito da publicação da carta pelo jornal, acredito que o titulo ''Paixão no lugar da razão'' acabou por endossar a opinião do leitor, ou talvez não se tenha percebido que quem agiu com ''paixão'' foi o próprio leitor.

Obrigado. E vai, Corinthians!

Dorival Munhoz Junior junhaomunhoz@terra.com.br

Curitiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.