Cartas - 04/10/2010

ELEIÇÕES

, O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2010 | 00h00

Segundo turno

José Serra, as urnas provaram do que você é capaz. Por favor, mude o seu discurso e passe a ser mais objetivo e contundente. O segundo turno será nosso.

CARLOS ANGELO FERRO

carlosangelo@uol.com.br

Mogi-Mirim

_________________________

Oposição assumida

Confirmado o segundo turno para presidente da República, o candidato José Serra terá, finalmente, de assumir que é da oposição, pois não o fez até agora. Sugiro que Serra leia, até decorar, o artigo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de domingo (A2) e honre os votos que teve de pessoas, como eu, que não concordam com as orientações políticas e os padrões éticos do atual governo. Se continuar disputando o papel de síndico mais eficiente do condomínio lulo-petista, vai perder ainda mais explicitamente da candidata Dilma Rousseff, pois os seus eleitores do primeiro turno se sentirão tentados a anular o voto.

EMMANUEL PUBLIO DIAS

epubliodias@yahoo.com

São Paulo

_________________________

Amém

Sim, Deus é brasileiro! Haverá segundo turno e o Estado brasileiro está na iminência de ser desaparelhado. Assim seja!

JOSÉ EDUARDO VICTOR

victor@estadao.com.br

Jaú

_________________________

Onda verde

A candidatura Marina Silva cumpriu a sua missão. Graças à valente senadora o povo brasileiro sai como o grande vitorioso.

ANGELO ANTONIO MAGLIO

Angelo@rancholarimoveis.com.br

Cotia

_________________________

Pesquisas

Pelo visto, as pesquisas realizadas para a eleição presidencial não confirmam o que se apresentou. Será que só os petistas foram ouvidos?

ADEMAR MONTEIRO DE MORAES

ammoraes57@hotmail.com

São Paulo

_________________________

A conferir

Pesquisa eleitoral: manipulada, incompetente ou confiável? Aguardemos o segundo turno para a confirmação.

MÁRIO ISSA

drmarioissa@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________

Porcalhões

Protesto contra todos, indistintamente, os candidatos porcalhões que colocaram nas mãos de seus inconsequentes cabos eleitorais os tais trocentos mil santinhos que foram lançados ao ar, irresponsavelmente, durante a noite antes da eleição, emporcalhando as ruas da cidade, e em dia de chuva, entupindo os já tão escassos bueiros. Multas, e altas, para cada um deles, sr. prefeito. Além da exigência de recolher à mão o que largaram na casa dos outros! Falta de vergonha e compostura!

SÔNIA CRISTINA SILVEIRA

scsilveira@gmail.com

São Paulo

_________________________

DESAFIOS

Contra a pobreza

Cumprimento o Estado pelo excelente caderno Desafios do novo presidente (27/9). Em Um Brasil para Muitos estão registrados os indicadores positivos e as lacunas que ainda falta preencher para que todos os brasileiros possam efetivamente ser cidadãos plenos. Mencionei alguns trechos dos caminhos da batalha contra a pobreza em meu pronunciamento de 28/9 no Senado. Seria próprio, entretanto, que ali também tivesse sido registrada a perspectiva da transição do Programa Bolsa-Família para a Renda Básica de Cidadania, conforme prevê a Lei 10.835/2004, aprovada por todos os partidos no Congresso Nacional, a qual explicita que ela será instituída por etapas, a critério do Poder Executivo, começando pelos mais necessitados, como consta no Programa de Diretrizes do PT para o governo da candidata Dilma Rousseff.

EDUARDO MATARAZZO SUPLICY, senador

eduardo.suplicy@senador.gov.br

Brasília

_________________________

PRECATÓRIOS

Denúncia na OEA

Uma vergonha o Brasil ser denunciado na Comissão Internacional de Direitos Humanos por desrespeito ao direito de milhares de idosos e aposentados que esperam, há longos anos, pelo pagamento de seus créditos. Esperamos que o novo governador de São Paulo retome os pagamentos de precatórios, que foram suspensos desde que Geraldo Alckmin deixou o governo do Estado.

MARCO ANTONIO R. NUNES

nunesmarcelao@ig.com.br

Pindamonhangaba

_________________________

A passo de tartaruga

Ao ler o editorial de 2/10 (A3) sobre os precatórios na OEA, de imediato passei a recordar as agruras que ainda vivo com os meus, cujas origens remontam a 1989 e 1995. O primeiro, por obra e graça da ex-prefeita Luiza Erundina, que por decreto reduziu os salários dos servidores municipais, mandando às favas o determinado pela lei que regulamentava, e regulamenta até hoje, a matéria. A iniciativa foi tão imoral que teve o desplante de salvaguardar os vencimentos das companheiras e dos companheiros que ocupavam os cargos de livre provimento. O segundo, perpetrado pelo ex-prefeito Paulo Maluf, que simplesmente se recusou a aplicar o reajuste determinado por lei, obrigando os espoliados a recorrer ao Judiciário, que tarda e muitas vezes falha neste país. Passados todos esses anos, assisti ao falecimento de inúmeros colegas meus sem receber e eu mesmo corro esse risco. Ambos ainda hoje militam na política como deputados federais, enquanto o erário municipal vem arcando com as despesas dos respectivos precatórios, pagos a conta-gotas. Não foram nem serão responsabilizados jamais pela sangria que causaram aos cofres municipais e que soma milhões e milhões de reais, já que os pagamentos, quando finalmente efetuados, o são com juros e correção monetária. Segundo informa o editorial, o processo na OEA teve início em 2006 e ainda está na fase de admissibilidade, o que me leva a concluir que lá também correrá a passo de tartaruga. E se a OEA finalmente aplicar sanções ao Brasil, para que não receba recursos externos, esse corte com certeza atrasará ainda mais os pagamentos dos precatórios, culpando-se, então, a Organização dos Estados Americanos... Neste país de Justiça falha e tardia, quem é rico e tem influência política também morre sem receber o que lhe é de direito, no caso, uma residência fixa em nosso sistema prisional.

GILBERTO PACINI

benetazzos@bol.com.br

São Paulo

_________________________

"Agradeço de coração a santa Erenice pela graça concedida"

ARY NISENBAUM / SÃO PAULO, SOBRE O SEGUNDO TURNO PARA PRESIDENTE DA REPÚBLICA

aryn@uol.com.br

"Dá para acreditar num país que tem Sarney, Collor, Lulla e Maluf como aliados políticos?"

GILBERTO MARTINS COSTA FILHO / SANTOS, SOBRE ALIANÇAS POLÍTICAS OPORTUNISTAS

marcophil@uol.com.br

"Lula diz que "é uma pena que tem gente que confunde liberdade com autoritarismo". Vejam só quem fala!"

ROBERT HALLER / SÃO PAULO, SOBRE OS ATAQUES À IMPRENSA

robelisa@click21.com.br

_________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 3.387

TEMA DO DIA

Dilma e Serra vão se enfrentar no 2º turno

Socióloga analisa que subida de Marina Silva tornou impossível a vitória da petista já no 1º turno

"O País precisa de um 2º turno. Daqui de Fortaleza acompanhei a "onda verde" na qual embarcou o eleitor bem informado."

ANTÔNIO CARLOS NOGUEIRA

"Parece que a companheira não se saiu tão bem..."

JOSÉ RIBEIRO

"Dilma deve ganhar no 2º turno. É a grande favorita. Os votos recebidos por ela, que são do Lula, não vão migrar para o Serra. Aí basta beliscar alguns votos da Marina."

CARLOS AUGUSTO RODRIGUES DE ALMEIDA

_________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

PARABÉNS ESPECIAIS

Caro José Serra, quero manifestar minha sincera emoção com a surpresa preparada pela sua candidatura, que acaba de conquistar oficialmente o direito de disputar o segundo turno das eleições presidenciais de 2010, contrariando quase todas as previsões.

Seus eleitores responderam no pleno exercício da cidadania aos condicionamentos intensos preparados pelo marketing social e eleitoral no poder, ao mesmo tempo que lançaram dúvidas quanto à eficácia do trabalho desenvolvido pelos institutos de pesquisa.

Eleitor do partido que encabeça sua legenda desde sua fundação, em nome da ética dissidente do PMDB, fiz-me oposição nesta eleição para não deixar de manifestar meu descontentamento com a postura, digamos, tímida, do PSDB no exercício democrático de oposição ao modelo artificioso desenvolvido pelo PT, que cooptou a massa carente com propostas irrecusáveis de benefícios assistenciais, sustentando-se por um condicionamento explícito, por um carisma simplório e, sobretudo, pela abstinência do oposto político.

Para defender o que poderia denominar honra nacional, restou a grande parte dos seus eleitores manifestar-se através de uma terceira via, que pudesse transmitir esta mensagem sem comprometer o projeto de levar a eleição ao segundo turno.

As poucas esperanças de sucesso na disputa eleitoral deixadas por analistas e pesquisadores ampliam agora o valor da comemoração à sabedoria democrática e aumentam a expectativa de que é possível convencer o eleitor de que o melhor projeto para o desenvolvimento do País se sustenta primordialmente em princípios morais que ultrapassam interesses político-partidários, sejam quais forem.

Uma mensagem que deverá ser transmitida com clareza didática e firmeza democrática por personalidades que deveriam se orgulhar do que proporcionaram para o momento histórico emergente do nosso país e de nossas pessoas.

Enfim, de volta ao posto de eleitor, de onde poderia nunca ter saído, engajo-me na difusão de um proposta política que pretenda dar respostas práticas para o desenvolvimento da Nação e de todos os brasileiros, sem intimidação pelas ações provisórias que convencem em alguns momentos até 80% da população.

Estes eleitores devem ser salvos da democracia condicionada, evoluídos por debates políticos maduros, livres de artifícios marqueteiros, amparados por premissas éticas que hoje emanaram da voz soberana das urnas.

Assim, o ideal democrático prevalece.

Bom trabalho!

Ricardo Carvalho Cruz novo15@terra.com.br

São Paulo

_________________________

SEGUNDO TURNO

Se Serra usar o antagonismo que Dilma e o PT criaram com a imprensa e com as igrejas, leva o segundo turno.

Edvaldo Angelo Milano e_milano@msn.com

Limeira

_________________________

PRIMAZIA DA ÉTICA

Para os que conferem primazia ao valor da ética e da correção absoluta no trato dos recursos públicos no processo de escolha dos governantes, o segundo turno passa a ser a oportunidade para verificação do que efetivamente ocorreu na Casa Civil, em que se deram fatos cuja gravidade é inibitória da escolha de qualquer representante do povo, sobretudo de um presidente da República. Lembremo-nos de que, como sempre, todas as acusações foram simplesmente negadas, tanto pelo presidente Lula como por sua candidata. Esta, inclusive, negou que Erenice tenha sido sua indicação, o que é absolutamente inverossímil. O tempo pode conspirar a favor da retidão política e contrariamente às embromações do conhecimento popular.

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

_________________________

AOS ELEITORES DE MARINA

Numa disputa em que os institutos de pesquisa foram derrotados, Marina Silva trouxe à mesa temas de grande importância, antes ignorados. Neste segundo turno entre Serra e Dilma, os seguidores de Marina - em geral, ex-petistas decepcionados com o lodo no partido de Lula - devem levar em conta a importância de seu voto, diante da ameaça à liberdade de expressão e de imprensa, tão evidenciada pelo PT. Afinal, o Brasil é um ''país de todos'', e não apenas dos correligionários de Lula, Dilma e Dirceu.

Sérgio Eckermann Passos sepassos@yahoo.com.br

Porto Feliz

_________________________

NOVA CHANCE

Segundo turno é tudo o que Lula não queria.

É a segunda chance de Serra, recebida muito mais pela combatividade de Marina do que pela sua atuação na campanha do primeiro turno.

Seus eleitores, entre os quais me incluo, esperam que ele agarre esta nova oportunidade de mostrar ao Brasil que é o melhor nome para governar nosso país, e que consiga trazer Marina para o seu lado, formando um governo a quatro mãos, respaldado pela força dos milhões de votos que eles juntos obtiveram, e que derrotaram Dilma, Lula e a máquina governamental.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

_________________________

VINGANÇA "MARIGNA"

A ex-petista Marina Silva, ao final, conseguiu a vitória do bom senso do eleitor. Sua vingança será ''marigna'' ao tirar o doce da boca do PT e carregar a bandeja do bolo para o segundo turno. Quem sabe a taxa de bom senso dos eleitores aumente mais ainda, com o seu apoio verde para o lado certo, de forma a que nunca mais neste país se repita a temerária possibilidade de uma fraca personalidade assumir a Presidência do País.

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

São Paulo

_________________________

VERDE EXPLÍCITO

Loredano, não de forma aleatória, declarou seu voto em Marina Silva, ao expor explicitamente os dados compondo o número 43, do PV ("Sinais Particulares", 1.º/10). Não estará em choque com a posição do jornal, favorável a Serra, pois, havendo segundo turno, tucanos e verdes estão sempre juntos. No Rio de Janeiro e Brasil afora as coligações assim mostram. E no artigo de FHC deste dia eleitoral (''Segundo turno'', 3/10, A2) fica clara a defesa do PV feita pelo ex-presidente, para não atrapalhar composições posteriores.

Adilson Roberto Gonçalves priadi@uol.com.br

Lorena

_________________________

JÓIA DA COROA

E de repente a Marina Silva virou a jóia da coroa. Todos a cobiçam para o segundo turno. Afinal, são 20 milhões de votos que não dá para desprezar. Quero ver agora o PT, que a desdenhou quando ela se desligou do partido e nunca foi apoiada pelo presidente Lula quando ministra do Meio Ambiente, pedir-lhe apoio. Nada como um dia atrás do outro. Deus escreve certo por linhas tortas. Mas eu acho que ela, para ser coerente com sua filosofia e seu discurso durante a campanha, não apoiará ninguém. Combatia os dois, tanto a Dilma como o Serra. Dizia que eles estavam renovando promessas. Tinha ideias diferentes. Como agora dar-lhes apoio? Não faz sentido. Como não faz sentido, embora isso não vá acontecer, seus eleitores votarem na Dilma ou no Serra. Por que não votaram neles no primeiro turno? Onde está a coerência agora? Fica parecendo campeonato de futebol, quando o torcedor vê que seu time foi desclassificadom vai torcer pelo outro. Eleição não é isso.

Panayotis Poulis ppoulis@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

_________________________

PAZ E AMOR?

Será que Lula e o PT voltarão com o discurso de paz e amor agora?

Ou vão manter a postura arrogante de quando tinham certeza da vitória no primeiro turno?

Vão esclarecer o caso Erenice? Vão calar a imprensa?

O Brasil não é a Venezuela.

Mário Issa drmarioissa@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________

NOVA CAMPANHA TUCANA

Eu só espero que o tom da campanha do segundo turno mude de forma a mostrar que a propaganda petista é ilusória e que as coisas não estão tão boas como eles falam, É fácil documentar para exibir a realidade da saúde, da educação, inclusive das escolas e faculdades criadas pelo Lula. Que o PAC da Dilma está empacado e que as estradas, os portos e os aeroportos estão uma calamidade. O Serra até tem dito, timidamente, que o dinheiro é mal gasto devido à corrupção, à incompetência e às bandalheiras. Mas o mais importante é mostrar que isso tem como consequência o bolso do cidadão, com o aumento dos custos e também dos impostos, que é onde o povo mais sente. Ou seja, que poderíamos estar vivendo muito melhor, não fosse tanta imoralidade e tanta incompetência.

Acho importante, também, mostrar que o pouco que foi conseguido no governo Lula se deveu a arrumada da casa feita pelo FHC, isso precisa ficar bem claro para acabar com a crença que tudo foi conseguido nestes oito anos. Não adianta ficar mostrando hospitais, escolas, faculdade e estradas. Precisa ficar muito claro que os feitos do governo paulista são proporcionalmente muito maiores que os do governo federal, apesar da ajuda aqui ter sido em forma de empréstimos que um dia terão de ser pagos.

Faltou crítica, faltou vontade de vencer. Quando a crítica é sadia e se vê no candidato a determinação em busca da vitória, o povo percebe e acaba acreditando. Isso não se viu na campanha do Serra. Veja, por exemplo, que o Mercadante subiu nas pesquisas quando passou a criticar mais duramente o Alckmin. Não tanto pela crítica, mas pela determinação na busca do objetivo. E nisso eles são mestres. É extremamente Importante não deixar nada sem resposta ou dúvidas no ar. É extremamente necessário esclarecer ou explicar o que realmente acontece.

O Serra não pode continuar tão passivo. Isso aparenta fraqueza e traz desconfiança para o eleitor.

Miguel Pellicciari emepe01@uol.com.br

Jundiaí

_________________________

DIFERENÇAS

Fernando Henrique diz que o País merecia um segundo turno para que os candidatos mostrem ao eleitor as diferenças entre os caminhos propostos (3/10, A2). Embora o Brasil, mais do que em qualquer outro momento político, precisasse dessa oportunidade de poder virar o jogo a seu favor, será que essa oposição, depois de tanta omissão e acomodação, merece uma segunda chance? Será que agora José Serra, finalmente, conseguirá mostrar essas diferenças, que, embora sejam óbvias, parece que lhe trazem vergonha, ao invés de orgulho?

No jogo democrático, eficiência administrativa e habilidade política se misturam. Todas as grandes conquistas dos governos FHC irão para o ralo da História se não houver, daqueles que são responsáveis por elas, o menor empenho em defendê-las.

Só para citar um exemplo, por ocasião da megacapitalização da Petrobrás, por que a oposição nunca mencionou que foi justamente a quebra do monopólio estatal, promovida no governo tucano, a responsável não somente pela triplicação da produção da empresa, mas também pela descoberta do próprio pré-sal, que aconteceu justamente num poço leiloado?

Outros exemplos não faltam: estabilização da moeda, privatizações, política do câmbio flutuante, Lei de Responsabilidade Fiscal, e por aí vai. Enquanto o próprio Fernando Henrique não sair desse pedestal de ex-presidente que já cumpriu sua missão, a oposição não vai conseguir tirar o atual presidente desse pedestal de todo-poderoso em que o próprio povo o colocou.

Ricardo Daunt de Campos Salles dauntsalles@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

_________________________

REALIDADE

Só para lembrar, não só Cristo tolheu a sua vitória. Foi principalmente o povo brasileiro!

Pois é, o Lulla, que se achava um ''deus'', acordou para a realidade? Pode aguardar, o segundo turno será pior.

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

_________________________

VOTO RACIONAL

FHC, em artigo no Estado de domingo, disse que José Serra e Marina Silva têm em comum a recusa do caminho personalista e autoritário. Mario Vargas Llosa, por sua vez, argumentou que a América Latina só será realmente democrática quando seu povo estiver vacinado contra a ideia de que somente um salvador da pátria é que pode governar eficazmente... Em suma, a mesma linha de pensamento por duas personalidades expressivas da América Latina. Para o fortalecimento da democracia é crucial o voto racional e a valorização da ética e das instituições pelo eleitor. Isso nos desviaria do erro cometido pelos povos daquelas nações que acreditaram no populismo e que estão pagando caro por isso, como disse Llosa. Apesar do salto econômico que o Brasil deu com Lula (na verdade, por manter as regras básicas da política de seu antecessor), o empreguismo, a corrupção e o fisiologismo são as chagas de seu governo. Então, teria Dilma Rousseff capacidade de enfrentar a sua gente, ao enxugar o Estado? Valorizaria a meritocracia de um funcionalismo concursado, comprometido com o Estado, e não com sua ''facção''? A resposta é... Não! Mais do que nunca, precisamos de coerência em nosso voto e que este recaia em alguém não só defensor das classes mais baixas, mas também conciliador, administrador experiente, assíncrono ao populismo e, acima de tudo, democrata. Podemos ver algo desta última característica em Lula, mas não em muitos integrantes de seu partido... Enfim, chegou a hora das escolhas certas.

José Eduardo Zambon Elias zambonelias@estadao.com.br

Marília

_________________________

VIRAR O JOGO

Primeiramente, quero parabenizar Fernando Henrique Cardoso e Gaudêncio Torquato por seus artigos no Estadão de domingo, ambos esclarecedores da opinião pública brasileira e servindo de alerta para esta.

Agora, com os resultados quase todos já prontos e o segundo turno para Presidente já definido entre Serra e a candidata de Lulla, temos nós, democratas e sociedade consciente do País - não aquela inebriada por Bolsas-Família ou outras artimanhas lulistas para conseguir votos para sua candidata sem propriedade e sem experiênciua em qualquer setor democrático e com passado obscuro e tenebroso - de virar o jogo e fazer com que alguém realmente democrata e com experiência e capacidade administrativa venha a ganhar no segundo turno as eleições presidenciais em 31 de outubro - e não alguém que é apenas uma sombra de uma pessoa que deseja se apoderar do Brasil por uma eternidade.

O PSDB e seus aliados deverão se mobilizar ao extremo para evitar que o mal se instale no País por mais tempo.

Boris Becker borisbecker@uol.com.br

São Paulo

_________________________

RECADO

Sra Dilma, sou agnóstico, mas parece que Jesus Cristo

mandou um recadinho para sua soberba de poste despadronizado.

Francisco José Sidoti fransidoti@terra.com.br

São Paulo

_________________________

O BOM MOÇO

Fazemos votos de que no segundo turno das eleições presidenciais José Serra abandone sua conduta política anódina de bom moço. Esperamos, que além das suas propostas de governo, aproveite as oportunidades que certamente terá e pergunte a Dilma se, caso eleita, continuará a ridícula e desabonadora política externa brasileira de Lula, nefasta para os nossos interesses estratégicos e econômicos; se ela concorda e manterá o imoral uso dos cartões corporativos; se ela protegerá os petistas e aliados do mensalão e outros escândalos - ainda que diga que tudo será devidamente apurado -; se ela manterá o milionário cabide de empregos patrocinado pelo seu mentor; e se ela concorda que os narcotraficantes das Farc continuem gozando do apoio que tiveram no Foro de São Paulo, além de outros temas correlatos que não são moeda de troca eleitoral. Embora muitos eleitores só se interessem pelas benesses concedidas pelo governo, muitos outros consideram que com ética na política é que se dá o bom exemplo e se educa o cidadão.

Arnaldo Amado Ferreira Filho amadofilho@terra.com.br

São Paulo

_________________________

QUEM É QUEM

Parabéns ao meu Estadão e à população paulista, que mostrou com dignidade e

sobriedade quem é quem. Vamos virar esse jogo e mandar a companheirada

para o lugar que merece!

Marly N Peres lexis@uol.com.br

São Paulo

_________________________

PORTA DOS FUNDOS

O ex-ministro José Dirceu, quando foi votar, teve de entrar e sair pela porta dos fundos... Por que será? Medo, talvez...

Virgìlio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

_________________________

CAIU A MÁSCARA

A confirmar o que vem sendo dito e repisado, a máscara cai e revela o quanto as pesquisas foram "superfaturadas" pelas mãos sujas do governo petista. Não havia 54%, não havia primeiro turno, não havia Netinho, nem coisa alguma . O plano fedeu e foi para o brejo. A decisão dos eleitores desconsiderou a fúria publicitária, calou fundo na tranca da prepotência e prepara, agora, a virada sensacional, a queda do império corrupto do alucinado convencido, com sua boneca de ferro no colo.

A decência e a moralidade ficaram ao lado da vontade de rever este cenário chulo de quadrilheiros, de forma que, de uma forma ou outra, o petismo arrogante e assacador do dinheiro público tem cadeia à espera. Até dia 31.

Ronaldo Parisi rparisi@uol.com.br

São Paulo

_________________________

POLÍCIA!

Dias destes sugeri no Fórum dos Leitores que a propaganda eleitoral ficasse sob a supervisão do Conar e, ao olhar o resultado das apurações da eleição, gostaria de sugerir que os institutos de pesquisa fossem colocados sob supervisão do distrito policial mais próximo!

Luiz Henrique Penchiari Jr. luiz.penchiari@bericap.com

Vinhedo

_________________________

DILMA X SERRA

Com o inesperado resultado da eleição presidencial, levada à disputa do segundo turno, o PT terá de descer do salto, baixar o topete e guardar os comes e bebes encomendados para a festa que não aconteceu. Derrota marcante para Lula, inebriado pelo seu reflexo na lagoa. Na política, assim como no futebol, o jogo só acaba quando o juiz dá o apito final. Ninguém vence e comemora de véspera. O Brasil acordou. Viva!

J. S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

_________________________

VESTI AZUL, NOSSA SORTE ENTÃO MUDOU

Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais deram um enorme exemplo para o restante do País. Eleição se ganha nas urnas, e não nas pesquisas compradas. O Brasil desenvolvido mostrou que pensa.

Imaginar a cara dos petralhas após estas derrotas, não tem preço.

Vesti azul o dia inteiro, deu certo. Agora, para ter bons sonhos, vou dormir de azul.

Perderam elles, ganhou o Brasil.

Agora a onda é azul.

Boa sorte, Serra!

Maria Eloiza Rocha Saez m.eloiza@gmail.com

Curitiba

_________________________

JABUTICABA, POROROCA...

O Brasil tem mesmo maravilhas que só dão aqui e em mais nenhum outro lugar!

Do tipo jabuticaba, pororoca e instituto de pesquisa eleitoral que não acerta uma...

A pororoca é linda de ver, as jabuticabas são doces, mas esses ''institutos'', além de duros pra engolir, só fazem feio em suas previsões!

Paulo Boccato pofboccato@yahoo.com.br

São Carlos

_________________________

IBOPE, DATAFOLHA...

Ainda Bem Que errar e humano. Não é, institutos de pesquisa?!

Cecilia Miklos Dale ceciliamdale@hotmail.com

São Paulo

_________________________

BLEFES DE ANALISTAS

A avaliação da maioria dos analistas políticos, incluindo também consagrados jornalistas, afirmavam até as portas de 3 de outubro que Dilma Rousseff não perderia este pleito. E já adiantavam a derrocada de Serra e, principalmente, o ostracismo político do PSDB.

Provavelmente esses citados tiveram preguiça de rever a história das urnas nestas últimas duas décadas! E, ao mesmo tempo, desprezaram que boa parte da população brasileira, seja ela da elite ou não, sempre abominou a corrupção nas nossas instituições.

Resultado: teremos o segundo turno para presidente por opção de mais de 50% dos votos, ou 50 milhões de eleitores.

Será que agora estes pseudoprofetas das urnas vão continuar alimentando seus fajutos prognósticos? Ou, como num passe de mágica, e assim como faz com maestria o Lula, tentarão sair pela tangente, como se jamais tivessem feitos projeções sem embasamento sobre os rumos desta eleição?

Se o segundo turno representa um novo embate político, não devemos nos esquecer de que a depressão petista será grande, e que em importantes colégios eleitorais o PSDB elegeu governadores.

Além dos mais, não tenho dúvida de que haverá muitas dissidências nos aliados de Dilma, principalmente daqueles que não se elegeram em seus Estados, ou outros que não tiveram do petismo o tratamento prometido.

O que é cristalino é que o Brasil institucional não pode mais ser governado pelo PT do Lula. Porque nestes oito anos de gestão deixa uma herança maldita de corrupção e de ações abomináveis.

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

_________________________

AGORA SOZINHO

Serra precisou de muletas, emprestadas por Marina, para caminhar para o segundo turno.

Vamos ver se ele consegue se equilibrar sem elas daqui para a frente.

Ulysses Fernandes Nunes Junior ulyssesfn@terra.com.br

São Paulo

_________________________

ORA, PESQUISAS

Mais uma vez as ''pesquisas'' se enganaram e nos enganaram. Atenderam às ''encomendas'' ou os métodos estão ultrapassados? Enquanto o Tiririca foi tão bem votado, fazendo ''palhaçada'', felizmente a seriedade chega ao segundo turno para a Presidência. Confirmado: São Paulo continua em ''mãos limpas'', parabéns Alckimin e Aloysio. Previsão de mais quatro anos de dias melhores para o País. Vamos continuar torcendo para preservarmos o Estado Democrático de Direito e a liberdade de expressão. Será que o fim da bandalheira está chegando ao fim? O País chegará mais rapidamente a ser a terceira economia mundial e o povo brasileiro terá perspectivas de vida muitíssimo melhores.

Luiz Dias lfd.@uol.com.br

São Paulo

_________________________

BOTICA

Pesquisa eleitoral é como farmácia de manipulação: aviamento é feito obedecendo à encomenda do freguês.

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

_________________________

A FESTA ACABOU

A última carreata em São Bernardo parecia a chegada de teatro mambembe em cidade do interior, com palhaços, equilibristas e até cangaceira estilizada.

Anna Sylvia Lemos de Toledo ana.sylvia@hotmail.com

Colina

_________________________

ALCKMIN GOVERNADOR

Parabéns, sr. Alckmin.

Nunca torci tanto como para o senhor ganhar esta eleição.

O povo de São Paulo provavelmente respira aliviado, caso contrário, possivelmente seríamos mais um balcão de negócios dos homens da estrela vermelha.

Ailton D. Pereira ailton7@ig.com.br

Pirassununga

_________________________

POBRE SÃO PAULO

Parabéns, São Paulo, mais uma vez mostrou toda a sua estupidez e ignorância. Que venham mais quatro anos de fascismo, de atrasado, de humilhação dos funcionários da saúde, educação e segurança. Deus nos proteja.

Anselmo Fernando Grecco fer.grecco@yahoo.com.br

Votorantim

_________________________

ELEIÇÃO DE GOVERNADOR

Em São Paulo o PT não mete a pata!

Elza D''Ambrosio Busato elza.busato@uol.com.br

São Paulo

_________________________

PAULISTAS E CATARINENSES

Viva São Paulo, Paraná e Santa Catarina, que detiveram a ONDA VERMELHA de afogar o Brasil inteiro!

Adeus, Ideli Salvati e Netinho - este último não se elegeu nem com o mega-apoio de nosso presidente e dos institutos de pesquisa.

Rio Grande do Sul, eterno ''do contra'' da Região Sul!

O resto dos bolsistas-família, já era de esperar...

Mônica Abate Guglielmi nicabate@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________

NETINHO DE PAULA

Graças a Deus, os paulistas tiveram o bom senso de impedir que perdêssemos o ''melhor'' pagodeiro para o Senado.

Emilio Onishi eonishi@uol.com.br

São Paulo

_________________________

BURGUESIA

Até que enfim a petista burguesa Marta Teresa Smith Vasconcelos, bisneta dos barões de Vasconcelos, casada em primeiras núpcias com outro burguês, Eduardo Matarazzo Suplicy, bisneto por parte materna do conde Francisco Matarazzo, a qual ainda hoje ostenta o nome de Marta Suplicy, apesar de divorciados, encontrou mais um serviço duradouro, pago pelos contribuintes. Seguindo os passos do ex-marido, Marta (PT) foi eleita senadora pelo Estado de São Paulo. Afinal, o PT foi fundado, inclusive por Eduardo Suplicy, como partido do povo, não da burguesia, apenas dos sofridos trabalhadores. Mas virou a UDN atualizada, comportando em seus quadros a elite brasileira, inclusive Dilma Rousseff, burguesinha lá de Minas Gerais. O povão, a plebe, que ainda acredita nos princípios do PT, que se dane. Apenas serve para votar e ser pisado com crueldade, como nós, aposentados! Assim, vamos para o terceiro mandato consecutivo do Partido dos Trabalhadores. Que boa piada!

Roberto Stavale bobstal@dglnet.com.br

São Paulo

_________________________

DÁ PARA ACREDITAR?

Depois de confirmadas as ''falhas técnicas'' das pesquisas, tentando grosseiramente influenciar a decisão dos eleitores, dá para acreditar que o dito cujo tem 80% de apoio ou isso tambem é fruto de ''outros interesses'' inconfessáveis?

Fernando Ulhôa Levy foulevy@gmail.com

São Paulo

_________________________

BETO RICHA

Com a eleição de Beto Richa, a sociedade paranaense sente-se tranquila e esperançosa. Desejamos sucesso ao governo de Beto Richa. O Serra, sendo eleito presidente da República, a sociedade brasileira estará livre da bandidagem instalada no nosso Brasil. É preciso que as pessoas de bem combatam os baderneiros, bandidos! Com "Ordem e Progresso" o povo brasileiro será beneficiado. Viva o Paraná, Viva o Brasil!

Fraterno Maria Nunes fraternomarianunes@gmail.com

Campo Mourão (PR)

_________________________

PEDÁGIOS DO PT

Os petistas falam mal das estradas pedagiadas paulistas, que estão um tapete. Por que não falam da Régis e da Fernão Dias, que foram pedagiadas pelo próprio PT e estão se esfarelando, cheias de buracos, ondulações e cabines de pedágio?

Milton Bulach mbulach@gmail.com

São Paulo

_________________________

''LIBERTE OS IGUANA!''

Informativo, divertido, inteligente e crítico, o artigo ''Liberte os iguana!'' (Aliás, 3/10, J8), de autoria de Christian Carvalho Cruz e colaboração de Marcelo Portela. É um exemplo de bom jornalismo. Parabéns!

Glauco Martins Guerra glauco@mng.adv.br

São Paulo

_________________________

VÔLEI MASCULINO

Decepcionante e triste ver a seleção brasileira "entregar" o jogo para a Bulgária na derrota por 3 x 0, no Campeonato Mundial de Vôlei masculino que se realiza na Itália, para pegar uma chave mais fraca na próxima fase da competição. É o tipo da atitude antidesportiva, antiética - uma verdadeira marmelada -, que deve ser repudiada por todos os amantes do esporte. Time que quer ser campeão não escolhe os adversários e joga sempre para vencer. É surpreendente que o vitorioso técnico Bernardinho se tenha prestado a um papel feio desses. É uma mancha que irá marcar a carreira do técnico, dos jogadores e do vôlei brasileiro.

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

_________________________

MAUS EXEMPLOS

Se não bastassem a falta de ética, a vergonha e os maus elementos na política, agora chegou a vez do Bernardinho e seus comandados.

Perder o jogo contra a Bulgária para cair no grupo dos mais ''fracos'', chamo a isso de falta de ética.

Parece-me que eles assimilaram rapidamente os maus exemplos dos políticos.

Quanta vergonha!

Tanay Jim Bacellar tanay.jim@gmail.com

São Caetano do Sul

_________________________

A ÉTICA E O ESPORTE EM TEMPOS DE ELEIÇÃO

Sintomático, às vésperas da eleição, a seleção brasileira masculina de vôlei perder, ou melhor, deixar-se derrotar pela equipe da Bulgária - 0 x 3. Numa estratégia elaborada pelo ''vitorioso'' técnico Bernardinho, o Brasil entrou em quadra sem vários jogadores e, sobretudo, sem nenhum espírito de lutar pela vitória. É que uma derrota significaria o segundo lugar no grupo e, consequentemente, um caminho teoricamente menos complexo para as fases finais da competição. Mais uma vez, lamentavelmente, prevaleceu a lógica dos fins justificarem os meios, e não os meios qualificarem os fins. O técnico, requisitadíssimo no mundo das palestras motivacionais para executivos, poderá incluir um novo elemento nos seus discursos: se der certo, dá errado! Talvez nosso consagrado comandante possa ter lido numa dessas livrarias de algum aeroporto italiano a frase de Norberto Bobbio ''a tarefa dos homens de cultura é semear dúvidas em vez de colher certezas'' e, inspirado que foi, pôs o time a perder. No Brasil, no esporte, assim como na política, faz todo o sentido, infelizmente.

Olegário Machado Neto, professor de Educação Física

São Paulo

_________________________

NIHIL OBSTAT

Ninguém se deve revoltar com as regras do Campeonato Mundial de Vôlei. Regras são regras, competentemente estabelecidas por federações e pré-reconhecidas por todos os participantes. Se perder para a Bulgária representa vantagem e comodidade para a equipe brasileira, Bernardinho deve entregar o jogo. Não vejo nada de mais.

Sergio S. de Oliveira marisanatali@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

_________________________

QUEM VAI SER O PRÓXIMO?

Primeiro foi o Barrichello, depois veio o Massa e agora o vôlei do Bernardinho. A coisa tá feia.

Marcelo de Moura mdemoura@globo.com

São Paulo

_________________________

MORDAÇA

Fernando Henrique Cardoso fez críticas aos ataques de Lula à imprensa. Aliás, no governo Lula é que o Estadão foi censurado e poderá ser ainda mais pelo 3.º Programa Nacional dos Direitos Humanos (PNDH-3), a vir aí se a sociedade não reagir à altura dentro da lei e da ordem.

Devo, no entanto, dizer que também eu me sinto, antes da implantação do PNDH-3, censurado por um jornal de certo porte no interior quando para lá mando artigos sobre o celibato na Igreja Católica ou quando falo das torcidas organizadas do Guarani Futebol Clube, dentre as quais destaco a Torcida Fúria Independente (TFI), que sempre me acolhe muito bem.

Essa mordaça não me aconteceria se o referido jornal, cujo nome, por descrição, não cito, fosse o conceituado O Estado de S. Paulo, paladino da liberdade de expressão, que não censura, mas ao contrário sofre há tempos imerecida censura.

Vanderlei de Lima contatos12@yahoo.com.br

Amparo

_________________________

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.