Cartas - 12/07/2010

LA ROJA

, O Estado de S.Paulo

12 Julho 2010 | 00h00

"Y España es la mejor"

A Espanha está em festa. Os espanhóis são os mais novos integrantes do seleto clube de campeões mundiais de seleções. Com superioridade visível na partida de ontem, decisiva contra a seleção holandesa, os ibéricos mostraram durante todo o tempo de jogo normal e na prorrogação que mereceram essa fantástica vitória, comemorada com risos e choros.

BENONE AUGUSTO DE PAIVA benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

_________________

Nem tanto...

A vitória da Espanha na África do Sul nem de longe representa uma nova ordem mundial no futebol. Alemanha, Argentina, Brasil e Itália, sem dúvida, ainda lideram esse contexto futebolístico, ora tão politizado. Tudo indica que a Espanha repetirá o feito da França: vencer uma Copa do Mundo e posteriormente cair no esquecimento.

ANSELMO FERNANDO GRECCO fer.grecco@yahoo.com.br

Votorantim

_________________

Venceu o futebol arte

Enfim, os deuses do futebol ouviram os milhões de pedidos e mais uma vez deu a lógica: o futebol arte jogado pela Fúria, que levantou o troféu cobiçado por todos, mas que só um pequeno e seleto grupo de países pôde levantar - o maior de todos, o Brasil, mais Itália, Alemanha, Argentina, Uruguai, Inglaterra e França. Parabéns à Espanha. Parabéns também a Diego Forlán, pelo título de melhor jogador da Copa da África do Sul. E, claro, parabéns ao polvo Paul por acertar mais uma. E salve o Brasil em 2014!

TURÍBIO LIBERATTO turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

_________________

Paella

A festa é espanhola, com muito vinho e paella... mas sem polvo. Lá, agora, o polvo é milagroso.

SILVANO CORRÊA scorrea@uol.com.br

São Paulo

_________________

Poucos gols

Parabéns à Espanha pela conquista - merecida - da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Lamento apenas o fato de a seleção espanhola ter feito somente sete gols em sete jogos, uma média baixíssima. Certamente é a menor média de gols de um campeão mundial, de 1930 para cá. Pobre futebol.

RENATO KHAIR renatokhair@uol.com.br

São Paulo

_________________

HOLANDA

Laranjas ou amarelões?

Como diria Johan Cruyjff, esse time da Holanda não vale o ingresso. Pelo menos para uma partida de futebol. Para vale-tudo ou telecatch, parece que sim. O árbitro bem que aliviou, mas, como o antijogo era evidente, não teve como não expulsar um amarelão da defesa. O tal De Jong quase matou o Xavi Alonso numa entrada, no mínimo, criminosa. Parabéns à Espanha, que contra a Alemanha e a violenta Holanda buscou marcar desde o primeiro minuto. Aliás, a Holanda já havia mostrado o antijogo contra o Brasil, mas, como avançou, muitos se iludiram e acreditaram que o time laranja não amarelaria. Pois é, quatro anos passam rápido. Quem sabe encontramos os laranjinhas em 2014 ?!

RENATO CAMARGO natuscamargo@yahoo.com.br

São Paulo

_________________

Vice

A Holanda vai acabar ficando com a síndrome do vice.

PANAYOTIS POULIS ppoulis@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

_________________

MEDIOCRIDADE

Cadê os craques?

Não vi nenhum craque nessa Copa. Só vi jogador de nível médio pra baixo. Nenhuma seleção apresentou alguma revelação substancial que pudéssemos chamar de craque. A seleção brasileira seria uma das poucas que poderiam levar algum craque, mas, infelizmente, só levou jogador já desgastado. Foi realmente uma pena. Agora é esperar mais quatro anos... Quero é ver craque de bola. Estou cansado de ver futebolzinho. Ai que saudade dos "cracaços", né, não?

JOSÉ LUIZ MARTIN jlmartin@estadao.com.br

São Paulo

_________________

COPA 2014

Preparativos

A partir de agora teremos o início dos preparativos da super-Copa. E sabemos o que super significa.

DANIELA SELINGARDI danipsi_9@hotmail.com

São Paulo

_________________

ÁFRICA DO SUL

Adeus às ilusões

A África do Sul ocupa o segundo lugar entre os países com mais desigualdade social do planeta. O gasto de R$ 8,7 bilhões para a Copa do Mundo não tem justificativa. A partir de agora, milhões vão deixar de se iludir e lembrar que não têm saúde, educação nem mesmo água encanada. Dos 3 milhões de ingressos vendidos, 75% foram para torcedores locais, mas em sua maioria comprados pela elite sul-africana. Estradas foram construídas entre o centro e os estádios. Mas os bairros miseráveis continuam com ruas sem asfalto. Em muitos bairros o corte de energia foi constatado durante os dias de competição, deixando populações inteiras sem eletricidade no inverno. É muito provável que ocorra uma explosão social com ataques xenófobos após a Copa, quando a população se der conta de que vai pagar pelos custos da competição sem ter os benefícios que foram prometidos. A união do país foi apenas momentânea.

CARLOS IUNES carlosiunes@bol.com.br

Bauru

_________________

FUTEBOL X SOCCER

Coisa de pobre

A propósito do artigo de Ariel Dorfman O persistente enigma do futebol norte-americano (11/7, A2), é conveniente citar que pessoas influentes na mídia dos EUA são contra o que chamam de "esporte importado pelos imigrantes pobres da América Latina" e, portanto, incompatível com as tradições americanas. Essa é a opinião de Glenn Beck, famoso comentarista conservador da rede Fox News e de outros que odeiam o esporte e não querem que seja adotado nos EUA, apesar de esse país já ter sediado uma Copa. Não duvido que o sr. Glenn Beck chegue ao cúmulo de afirmar que o "futebol americano" foi exportado para a Grã-Bretanha séculos atrás, onde ficou conhecido como "rugby".

JAMES F. SUNDERLAND COOK sunderland2008@gmail.com

São Paulo

_________________

"A Copa comprovou que a voz do polvo é mesmo a voz de Deus"

ELIAS MUTCHNIK / SÃO PAULO, SOBRE OS 100% DE ACERTO DAS PREVISÕES DE PAUL, O VIDENTE

eliasmutch@gmail.com

"Kassab vai ganhar um Oscar com o melhor jogo de cena de 2010"

GUSTAVO GUIMARÃES DA VEIGA / SÃO PAULO, SOBRE O ESTÁDIO

DO MORUMBI NA COPA 2014

gjgveiga@hotmail.com

"Será que o juiz boliviano Luiz Alberto Tapia Pachi terá o mesmo fim dos

boxeadores cubanos?"

BEATRIZ CAMPOS / SÃO PAULO, SOBRE O PEDIDO DE ASILO AO BRASIL

beatriz.campos@uol.com.br

_________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.034

TEMA DO DIA

Seleção espanhola conquista o mundo

Time sofre para superar violência holandesa e arrebata a Copa da África do Sul na prorrogação

"A seleção da Holanda é violenta e muito ruim. Como é que a seleção do Brasil conseguiu perder para esses pernas de pau?"

VAGNER RICCIARDI

"Sem dúvida que o juiz é cego. Isso, infelizmente, sempre existirá! Mas falar que foi arrumado pra Espanha é besteira."

LEANDRO PELLE

"Esse polvo deveria ser o próximo presidente porque, ao contrario do Lula, ele sabe das coisas."

RICARDO NUNES

_________________

Cartas enviadas ao Fórum dos Leitores, selecionadas para o Estadão.com.br

Espanha ou polvo campeão?

Para muitas pessoas a Copa 2010 foi muito sem graça, por vários motivos alegados. Não concordo. Foi a primeira vez que vi os ''videntes'' acertarem 100% em seus palpites. Videntes na condição de antagonista e protagonista. Antagonista como Mick Jagger, o pé de gelo que secou todas as seleções quando ele compareceu ao estádio para torcer. Protagonista foi o polvo, que acertou todos os ''palpites'', incluindo quem seria o campeão de 2010. Que coisa interessante, hein?

Eugenio de Araujo Silva eugenio-araujo@uol.com.br

São José dos Campos

_________________

Júbilo

Depois do sofrimento da prorrogação, dezenas de jubilosos espanhóis estão saboreando o polvo Paul à provençal regado com Cavas Cristalinos Bruts, gelado. Salud, hermanos!

Roberto Stavale bobstal@dglnet.com.br

São Paulo

_________________

Com a vitória da Espanha sobre a Holanda, não precisamos mais fazer pesquisas eleitorais. Basta alugar o polvo Paul e ele nos dirá quem será eleito presidente do Brasil.

Roberto Banhara Dias Cardoso rbdc@terra.com.br

São Paulo

_________________

Paul e a vida

A Espanha venceu a Copa, mas o astro é o polvo , o Paul. Acertou tudo, avisou aos humanos o futuro próximo, deu-nos a linha da vida. Cogitaram de trazê-lo ao Brasil, porém, aqui, as águas são mais escuras, não dá para ver a transparência do aquário alemão. Nossas águas são turvas, vermelhas e povoadas de funcionários, sindicalistas e invasores de terras, logo, o polvo sábio, e adivinho, não poderia exercer seus poderes naturais. Em que pese a fama de dinheirista do Blatter, dos arranjos milionários das Copas, nada se compara ao arroubo petista de desvio de verbas, nem mesmo com a protuberância da arbitragem insidiosa que campeia por aqui.

A Espanha venceu legitimamente, não houve pênalti ou falta malandra, nem pareceu viciado o futebol brasileiro. Foram legais os arranjos finais. Fica da Copa a imagem digna e decisiva do polvo sábio, a apontar a verdade , seja ela qual for e, seja ela qual seja, por sobre as mutretas e por sobre as falcatruas . Melhor nem pedir sua opinião sobre as eleições brasileiras, estas navegam por águas turvas, sem visão e, pior, sem direito a vidência astral. O resultado já foi escrito, ou melhor, comprado, bem pago, acertado nas urnas e comemorado nos chás elegantes das famílias da elite. O País foi vendido fora das telas, longe do rádio, na mesa dos negociantes poderosos. A neoelite da ignorância e da mutreta fechou o negocio à vista, pago em espécie, com direito a programa de governo PNDH-3, 4 e 5. A grana caiu no colo da parcela que enriquece mais, não haverá espaço para os médios, muito menos os pequenos, o arranjo foi feito na curva do lucro. O carnaval eleitoral será a oportunidade esperada para lavar a fulgurante caixa arrecada da Petrobrás, o saldo dos investimentos abortados dos PACs, os desvios e os contidos investimentos que, bilionariamente, ficaram nas tetas disformes da Nação, a esperar destino, graças a Deus resolvidos pelo petismo rubro da comuna corrupta, após os acordos e cambalachos necessários para que a história brasileirinha fosse aquela que já está escrita nos panfletos dos aloprados que vestem a camisa e sujam as ruas e as instituições nacionais,

A Copa não teria valido mais que uma carreata, colorida pelos asnos de plantão, os bem amados pela providência elitizada, seja por 46% de reajuste, seja pelos infindáveis cargos e indenizações eternas, conseguidas no colo dos ex-terroristas, atuais guerrilheiros no poder.

No saldo, o polvo Paul surge como a figura mediadora do poder da vida, a luz que ensina e alenta. Abaixo do Equador, ele estaria, há tempos, congelado, aguardando jantar de comemoração, provavelmente petista, se não chavista .

Ronaldo Parisi rparisi@uol.com.br

São Paulo

_________________

Acertou todas

O polvo Paul acertou todas as previsões sobre o Mundial de 2010. Será que nenhum instituto de pesquisa gostaria de contratá-lo para fazer sua escolha entre os dois candidatos com maiores chances de ganhar a eleição presidencial no Brasil? Já imaginaram quanto dinheiro o País economizaria eliminando o horário político das rádios e tevês e as campanhas eleitoreiras Brasil afora? O maior beneficiado seria o eleitor, que ficaria livre das mentiras contadas pelos candidatos, que nessas épocas têm a receita para consertar o País, mas depois do pleito gastam o tempo pensando na próxima eleição, e resolver os problemas do Brasil vai ficando para as calendas.

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

_________________

Moluscos

Curioso o fato de os moluscos terem características tão diferentes entre si: se, de um lado, o alemão que vive enclausurado num aquário é capaz de antever o futuro, de outro, o brasileiro, que só ''viaja'', não tem a mínima idéia do que se passa em Brasília. Só espero que o polvo, digo, o povo brasileiro tenha o mesmo talento do molusco alemão quando for depositar seus votos nas urnas em outubro.

Edmauro Santos edmaurops@yahoo.com.br

Taubaté

_________________

Recuperação de valores

Assim como no ano de 2002 foi importante a vitória brasileira na Copa do Mundo de Futebol para fortalecer a necessidade de mudanças no Brasil e enriquecer os ânimos, permitindo a eleição do candidato Luiz Inácio Lula da Silva para a Presidência da República, ontem vimos a equipe da Espanha vencer o torneio, levando ao seu país e principalmente a toda a Europa a mesma energia. Com isto perguntamos se existe uma certa "manipulação" nesses campeonatos e obtemos uma importante resposta: há, sim, uma "manipulação", porém não humana, mas de uma ''consciência universal'' que promove um equilíbrio, por vezes difícil de aceitar, que "cuida" para que a balança jamais tombe inteiramente para um lado ou outro!

Neste momento de vitória, por conta desta ''energia universal'', o time espanhol mostra ao mundo que o jogo honesto, vigoroso, cauteloso e com uma liderança humanizada, demonstrada por Vicente del Bosque, o que nomeamos como "bem" é capaz de vencer sempre, quando recusa ceder às atitudes do que nomeamos como ''mal''!

Viva a ''fúria roja''! Viva a recuperação do ''equilíbrio universal'', através de demonstrações visíveis de garra, respeito, união e fortalecimento dos valores humanos!

Cezar Duran cezarduran@hotmail.com

São Paulo

_________________

Final da Copa de 2010

A Espanha praticamente deu a VILLA para chegar à final e ganhar este mundial. INIESTA Copa também deu provas de que espírito de grupo e humildade são a XAVI para o sucesso. Voltam para CASILLAS com a certeza de que o dever foi mais do que cumprido. E PUYOL comemorar, vocês merecem!

Marcos Ferreira marcos@karline.com.br

São Paulo

_________________

Espanha feliz

O povo que mais feliz saiu de uma ditadura implacável e prolongada foi o espanhol. Sufocado por décadas que se seguiram a uma guerra civil sangrenta, não deixava a segurança e a solidão de suas casas. Seu típico espírito de tragédia e superstições vislumbrava sangue e fantasmas noturnos em Barcelona, Madri e em todos os becos. A libertação democrática deu vazão às multidões, que passaram a preferir as ruas e os passeios iluminados em ''las calles''. As 500 mil pessoas emocionadas na Plaza de Cibeles mereceram o prêmio que lhes deram os bravos integrantes da Fúria.

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

_________________

Prêmio justo

Enfim a Copa terminou e premiou justamente a Espanha. Em 2014 será aqui, e que possamos entrar nos estádios sem as insuportáveis vuvuzelas e onde umanova Jabulani faça a alegria da torcida, com muita brincadeira e empolgação, mas sem perturbações.

Minoru Takahashi minorutakahashi@hotmail.com

Maringá (PR)

_________________

Injustiça

O Brasil não teve nenhum jogador concorrendo ao título de melhor da Copa do Mundo. Injustiça com o zagueiro Lúcio. Do jeito que correu por todos os cantos do gramado, desde o primeiro jogo, foi o único que percebeu que alguma coisa não ia bem lá na frente.

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

_________________

ABERTURA DA COPA 2014

São Paulo não precisa necessariamente patrocinar a abertura da Copa 2014 e também não precisa construir um novo estádio em Pirituba, bairro que poderia ser preservado para a construção da Expo 2020 em São Paulo, muito mais proveitosa.

São Paulo já possui 4 estádios, mais um seria um grande desperdício, poderiam aproveitar a reforma do Parque Antártica e adequá-lo às exigências da Fifa para jogos das oitavas, que já está de bom tamanho.

Precisamos ter humildade de não querer que tudo seja feito por aqui, a abertura poderia muito bem ser feita em Manaus ou Natal ou outras cidades, como Fortaleza, Cuiabá, para aumentar o turismo nesses locais.

Outra coisa, poderíamos pedir ao Paul, polvo alemão, que escolhesse o técnico numa lista tríplice, e inclusive os jogadores. Aí, quem sabe...

Sérgio Masuhiro smasuhiro@hotmail.com

São Paulo

_________________

A FESTA DOS RATOS

Só mesmo um povo apalermado pela ignorância e pela incapacidade de pensar coletivamente, por ter sido secularmente condicionado a achar natural o uso daquele cínico princípio de comportamento regulamentado pela tal ''Lei de Gerson'', pode ficar entusiasmado com essa perspectiva de realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Na realidade, essa Copa de 2014 só interessa aos políticos, que terão ainda mais projetos para realizar, o que na prática representa maiores perspectivas de ''dinheiro na caixinha'', e às grandes empreiteiras, que vão ''lavar a burra'' construindo elefantes brancos, que serão abandonados imediatamente após a Copa, tal como foram abandonadas as faraônicas obras construídas para os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007. Embora muitos digam o contrário, o fato é que, ao se propor a sediar a Copa de 2014, o Brasil comporta-se como aquele pai de família irresponsável que, embora não afirme não ter dinheiro para garantir sequer saúde, alimentação, transporte, educação e segurança para sua família, aceita fazer dívidas astronômicas para reformar a casa, na perspectiva de oferecer uma festa de arromba para convidados que nem conhece, sob a desculpa esfarrapada de que as reformas realizadas na casa poderão, após a festa, melhoras as condições de vida da família. Só mesmo os perdulários, descomprometidos com a ética e a decência, podem ver pertinência no fato de que um país carente de estradas, hospitais, escolas, segurança, etc., ''desvie'' recursos públicos para a construção de itens dos quais o povo não está carente.

Júlio Ferreira julioferreira.net@gmail.com

Recife

_________________

Símbolo apropriado

O logo da Copa de 2014 é o próprio símbolo do Brasil (que não vai ganhar).

Representa as mãos de todos os políticos das mais diversas cores metendo a mão na bola, ou melhor, no bolo do Tesouro Nacional.

Arre, égua!

José Luiz Tedesco wpalha@terra.com.br

Presidente Epitácio

_________________

14 dedos?

Três mãos, pelas minhas contas, deveriam somar 15 dedos. Ora, 14 dedos é propaganda, embuste sub-reptício. E mais, que eu saiba, as cores da Bandeira do Brasil são verde, amarela e azul, portanto, o ano da Copa expresso no logo, em vermelho, deveria estar em azul. Vermelho é a bandeira do PT. Não vamos misturar governo com Estado.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

_________________

Sem esperança

Esta gente que se apossou do Brasil, ainda que temporariamente, espero, dentre outros roubos, levou a ética e a verdade.

Agora eles conseguiram alterar as cores da Bandeira.

Será que os ''notávei$'' não pensaram que o 2014 poderia ser escrito em azul?

Será que não há uma única autoridade competente capaz de impedir tal inversão?

Creio que não.

Prova disso é o Estadão há 345 dias sob censura.

Brasil, um país de tolos sem esperança.

Guto Pacheco daniguto@uol.com.br

São Paulo

_________________

Fracasso esperado

Realista a entrevista com o técnico Dunga (9/7, E1). Estávamos diante de um fracasso esperado. Perdermos para nós mesmos, e não para um futebol impressionante do carrosel holandês. Basta vermos os gols como ocorreram: no primeiro, uma saída frustrante do goleiro e um cabeceio contra; no segundo, o goleiro ficou debaixo da trave os zagueiros não foram vistos na área. Tudo muito estranho, porém o que mais angustiou foi o tipo do futebol defensivo e sem imaginação. Não podemos deixar de registrar que a Alemanha foi desclassificada, mas jogou para a frente, sem medo de perder, e marcou muitos e belos gols. Que venha 2014 e que não se repita 1950. É o que todos esperamos.

Marlene Milena Junqueira milenaj@tera.com.br

São José do Rio Preto

_________________

Marechal da vitória

Ricardo Teixeira e Andrés Sánchez deixaram o povo brasileiro pelado com a mão no bolso. Saudades do dr. Paulo Machado de Carvalho.

Pedro Antonio Armellini paarmellini@ig.com.br

São Paulo

_________________

Felipão Del Bosque

Se a CBF busca um modelo para o novo técnico da seleção, é só olhar para o técnico da Espanha, valorizando seus meninos, dando tranquilidade ao time. O resultado, Espanha campeã do mundo pela primeira vez.

O técnico Del Bosque, da Espanha, se parece muito com Felipão, não só fisicamente, mas na eficiência e pela reação de seus jogadores logo após a conquista parece ser muito querido por seus atletas, conseguindo tirar deles, com amizade, tudo aquilo que o zangado Dunga nunca conseguiria na marra.

Márcio M. Carvalho

Bauru

_________________

Felipão, o ''dono'' da bola

Fosse eu palmeirense, já não aceitaria o Felipão como técnico do alviverde, visto ele querer ao mesmo tempo dirigir a seleção brasileira. Pretensioso demais, e nem é assim tão vencedor, bastando lembrar que ele, dirigindo Portugal, conseguiu perder a Copa da Europa para a medíocre Grécia, em plena Lisboa. Depois disso foi para o futebol inglês (Chelsea), fracassou e foi demitido. Quando ganhou a Copa em 2002, foi mais por acaso que outra coisa.

Laércio Zanini arsene@uol.com.br

Garça

_________________

A melhor opção

Felipão, por toda a sua experiência anterior aqui, entre nós, e por suas novas experiências adquiridas em sua temporada no exterior, é a melhor opção para formar e treinar uma nova seleção. Com liberdade, autoridade e sem ingerências políticas em seu trabalho. Boa sorte a Luiz Felipe Scolari se for o escolhido.

Alvaro Salvi alvarosalvi@yahoo.com

Santo André

_________________

O inconveniente

Na falta de assunto mais importante para discutir em sua inútil viagem pela África, Lulla, com a educação de um frequentador de boteco, perguntou ao presidente sul-africano quanto ele gasta de cabeleireiro para suas três esposas.

Para nós, essa pergunta ao presidente africano, além de inconveniente, foi irrelevante, mas com certeza o povo brasileiro gostaria de fazer a mesa pergunta a elle, uma vez que os gastos com estilista, cabeleireiro e esteticista da primeira-dama saem de nossos bolsos. Com certeza ela deve gastar muito mais do que as três africanas juntas.

Maria Eloiza Rocha Saez m.eloiza@gmail.com

Curitiba

_________________

Ele pode fazer isso?

O presidente pode denegrir o País? Não seria o caso de se instituir para os políticos, além do bafômetro, o fraseômetro, para agravar a punição de quem quer destruir o Brasil?

Em discurso na África, alertou que brasileiro não fala inglês, falou por ele, mas faz mímicas, sapo tem sempre uma sapa e se no Brasil alguém vai ao cinema tem seu carro roubado, etc., etc. Não vale a pena comentar o resto.

Pobre Brasil, quem é que elege tais representantes?Com certeza ele sabe.

Rubens Stock rsstock@uol.com.br

São Paulo

_________________

Gafes

A apresentação do Lula na Casa Brasil, em Joanesburgo, poderá levá-lo a definir seu futuro. Talvez pense em se dedicar ao stand-up show, no mínimo com aparições no Pânico e CQC.

Entretanto, para as pessoas acostumadas a identificar talentos, definitivamente, o Lula está mais para aquele chefão que costuma contar piadas e todos riem para manter o emprego.

Felizmente, seus tempos de piadinhas e gafes nos shows pelo planeta

vão acabar e não serão mais financiados com o suor do povo brasileiro.

Alberto Bastos Cardoso de Carvalho albcc@ig.com.br

São Paulo

_________________

SÓ QUER SABER DO CORINTHIANS?

Sinto ter que concordar, mas o nosso presidente da República fala demais. Que essa demagogia é essa com o Timão. Que história é essa de ''só quero saber do Corinthians''? E esse papo de Ronaldo estar no peso certo? Ora... Final de Copa é uma beleza, um grande espetáculo. Espanha e Holanda estiveram lá por merecimento, assim como poderiam estar a Argentina ou a Alemanha, e até o Brasil, se o sonho não tivesse sido ''dungado''.

Marciano Vasques marcianovasques@gmail.com

São Paulo

_________________

A volta precipitada

Essa volta precipitada de Lula da África do Sul certamente foi motivada pelo medo de que tornem a acontecer, com Dilma agindo sem a sua supervisão, fatos lamentáveis como a entrega do programa radical do PT, e que podem pôr em risco o seu plano de reeleição através do seu poste.

Lula chegou à conclusão de que não pode deixar Dilma sozinha.

Vai ficar grudado nela e atuar como aquele famoso conselheiro do "vai dar m...", sugerido por Chico Buarque.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

_________________

Não fez falta...

A recusa de Lula de participar da cerimônia para oficializar o Brasil como anfitrião da Copa de 2014 é atitude de presidente sem educação, complexado e de terceiro-mundo.

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

_________________

Contenção de despesas

Lula deve ter voltado antes para economizar duas diárias na África...

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

_________________

Piada

Vi nos noticiários que está para ser sancionada pelo presidente a lei contra xingamento a juízes de futebol. Realmente, é para rir ou chorar? Não dá para acreditar que, num país cheio de problemas estruturais graves, algum político, em sã consciência, se preocupe com tamanha banalidade. Estão precisando refazer os políticos neste país. Alguns que estão aí brincam de fazer política, ganham dinheiro aos montes, trabalham pouco e ainda fazem piada com o povo. Que vergonha!!!

Tânia Pinotti tkita@uol.com.br

Pompeia

_________________

Ditadura egocêntrica e atrasada

Discordo totalmente de Ariel Dorfman ("O enigma do futebol americano, 11/7, A2). O motivo para os norte-americanos desprezarem o ''soccer'' é que este, bem se vê, já está virando um esporte ridículo.

Como é que pode prosperar um esporte em que o destino da partida é diretamente influenciada pela competência dos juízes? Como pode uma partida terminar empatada sem que nenhum dos adversários faça pontos (gols) e demonstre a agressividade na tática? Como pode um esporte que se diz tão global ser administrado por uma ditadura egocêntrica e atrasada chamada Fifa? Os estadunidenses são espertos...

Rui Alves Ferreira ruialvesf@estadao.com.br

Três Lagoas (MS)

_________________

''O enigma do futebol americano''

O futebol passará a ser esporte das multidões também nos EUA quando for modernizado, tiver suas regras tornadas transparentes e a arbitragem deixar de ter influência nos resultados das partidas.

Flávio José Rodrigues de Aguiar rsd100936@terra.com.br

Resende RJ

_________________

Darwin tinha razão

A Fifa faz lembrar a Igreja, que rejeita a evolução. A Fifa não aceita usar a tecnologia nos lances duvidosos. A Igreja recusa o evolucionismo de Darwin e defende com unhas e dentes o criacionismo (que diz que o homem apareceu há 6 mil anos, quando, na realidade, já foi econtrado fóssil de mais de 40 mil anos na Etiópia, Lucy).

Conrado de Paulo conrado.paulo@uol.com.br

Bragança Paulista

_________________

Tiririca presidente

Se no opinativo entendimento do leitor sr. Arnaldo L. de Oliveira Filho (O "cara", 10/7) o País, para ser bem governado, não precisa de um governante poliglota, bastando ter bom senso e falar a mesma língua do povo, infere-se que o ator e palhaço Tiririca está habilitado a fazer um governo muito melhor do que esse.

PAULO BUSKO paulobusko@terra.com.br

São Paulo

_________________

Associação de ideias

Em Notas & Informações (9/7, A3, li o título ''Nova política para o lixo'' e, antes de ler o texto,pensei que seria sobre a Lei da Ficha Limpa...

Fausto Ferraz Filho faustofefi@ig.com.br

São Paulo

_________________

Dá pra fazer muito mais

O leitor sr. Virgílio MelhadoPassoni, diante da promessa de Serra de acabar com as filas na saúde se eleito presidente da República, pergunta por que o candidato não pensou assim quando governador (Promessas, 9/7).É muitosimples. Basta lembrar que o Estado de São Paulo paga ao governo federal, na forma de imposto da produção, dez vezes o que dele recebe. Mantida essa lógica tributária, como presidente, Serra vai poder fazer muito mais.

Hermínio Silva Júnior hsilvajr@terra.com.br

São Paulo

_________________

Resposta ao leitor sr. Roberto Bottini

Lendo o Fórum dos Leitores, como faço todos os dias, li a carta do sr. Roberto Bottini, de Mogi da Cruzes, na qual ele me pareceu ofendido com carta de minha autoria publicada em 9/7.O que me causou estranheza foi o sr. Roberto se utilizar do Fórum dos Leitores para mostrar seu descontentamento com minha carta, até porque o Estadão pública meu e-mail, era só se utilizá-lo e me contatar, teria imenso prazer, e com mais detalhes, de expor meu ponto de vista a respeito do que escrevi. Quanto a me classificar como petista, peço que, se possível, entre no endereço www.estadao/opinião. No quadrinho à direita da tela aparece "buscar", escreva Virgilio Melhado Passoni, clique e aparecerão as 75 cartas que escrevi e o Fórum publicou. Nelas deixo claro que não sou partidário, simplesmente não concordo com blablablá seja de quem for.

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

São Paulo

_________________

FÓRUM IMPARCIAL DOS LEITORES

O missivista sr. José Jorge dos Santos (j.jorgesantos@uol.com.br) fez uma ótima opção ao assinar o principal jornal brasileiro, imparcial, mais respeitado, com credibilidade nacional e internacional. Nada é feito com parcialidade, tanto é que a carta/comentário escrita sob o título ''Fórum parcial dos leitores", bastante ofensiva ao Estadão, constou no portal ''opinião''. Ocorre que a maioria que escreve nesse espaço possui escolaridade de nível médio a superior e tem o hábito de ler e escrever, não aceita os inúmeros escândalos, as falcatruas, maracutaias, mazelas, corrupções, etc., cometidos pelo atual (des)governo, que só não é pior porque houve continuidade do plano econômico implantado pelo seu antecessor: moeda estável graças ao Plano Real, com uma arrecadação de tributos recorde graças às privatizações das estatais deficitárias, as exportações planejadas de commodities agrícolas e metálicas, além do excelente momento internacional. Pena que o grande número dos eleitores de Lula/Dilma tenha baixa escolaridade, o mínimo interesse e acesso à leitura de jornais, revistas, livros, e também ao rádio e à TV, o que até lhe dá um elevado índice de popularidade, baseado na mitomania peculiar do atual (des)governo. Os chamados ''tucanos'', se choram, é de tristeza pelo estado de pobreza do povo brasileiro, que o presidente Lula disse em alto e bom som que iria tirá-los da mer.. e ainda não os tirou, e seu (des)governo está chegando ao fim. E chorarão muito mais se a nossa combalida democracia vier a ser transformada numa disfarçada ditadura, como ocorre nos países vizinhos tão prestigiados e ajudados com nossos recursos públicos, enquanto no Brasil educação, saúde, segurança, moradia, saneamento e infraestrutura estão muito piores do que antes. Caro sr. José Jorge, continue escrevendo e defendendo os seus pontos de vista. Felizmente, ainda temos liberdade de expressão, mas sujeite-se as eventuais críticas que lhe possam dirigir, como os demais missivistas aceitam. Não existe nenhum ''fórum tucanato'' enrustido''. Hoje o Estadão completa 346 dias de CENSURA, em razão de processo movido pelo filho do probo e digno presidente do Senado, aliado de primeira linha do sr. Lula, o sr. Fernando Sarney, que já pediu a desistência da ação, que aguarda o julgamento do mérito. Como é fácil de deduzir, ninguém é mais imparcial do que o Estadão, o que poderá confirmar com a sua assídua leitura. Aproveite bem a assinatura feita e confirmará a real imparcialidade. Sou assinante e leitor assíduo por mais de 40 anos e entendo conhecer a sua linha editorial.

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

_________________

Triste aniversário

Já está completando um ano que o Estadão está sob censura. Enquanto isso, no império do Maranhão, o simples assessor Chiquinho, da família de Sir Ney, declarou ter aumentado seu patrimônio de R$ 2,4 milhões (2006) para R$ 26,8 milhões (2010). Ganhou na loteria ou ficou quatro anos comendo pão com tomate para economizar o salário?

Anette Fuks anettefuks@hotmail.com

São Paulo

_________________

CANDIDATA SEM PROGRAMA

Depois de quase oito anos no (des)governo, a ''coroa'' podia e devia ter, no mínimo, um projeto ou programa de governo. O inicialmente entregue teve de ser substituído às pressas, pela improvisação e retirada de pontos polêmicos. O que interessa mesmo é criticar o projeto ou programa do candidato adversário.

M. Teresa Amaral mteresa0409@estadao.com.br

São Paulo

_________________

Programas de governo

Manchete nos jornais: ''PT trocará programa de ex-ministra outra vez.''

É forçoso reconhecer: o PT é mesmo um partido de programas...

Rodrigo Borges de Campos Netto rodrigonetto@rudah.com.br

Brasília

_________________

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.