Cartas - 15/10/2010

SEGUNDO TURNO

, O Estado de S.Paulo

15 Outubro 2010 | 00h00

Difamação

O PT, em propaganda no rádio, simplesmente coloca São Paulo como zona de guerra, onde assassinatos e assaltos são uma constante e se mantém toda uma população em pânico. Quem ouviu tal propaganda imagina que os tiroteios entre as favelas do Rio sejam um passeio no paraíso diante da vida na capital paulista. Ora, São Paulo é o Estado que mais reduziu o número de assassinatos no Brasil e o de menor número de mortos por 100 mil habitantes. O PT não tem o menor escrúpulo de, ao mentir sobre o candidato da oposição, sujar a imagem do Estado. Os paulistas devem reagir a isso, pois os prejuízos de uma campanha difamatória de tal porte podem ser enormes.

M. CRISTINA DA ROCHA AZEVEDO

crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

______________________________________

Exemplar

As imagens da perseguição policial em São Paulo, sexta-feira passada, mostraram a eficácia e o brilhantismo da Polícia Militar (PM) paulista na operação, foi ação digna de elogios e de causar inveja às polícias mais experientes do mundo. Agora, a poucos dias do tenso segundo turno, é preciso muito cuidado para que mesquinhos motivos políticos não venham tentar manchar a respeitabilidade que merece a nossa PM. Nunca é demais lembrar a semana de terror e o toque de recolher em 2006, que foram atribuídos ao crime organizado.

ORLANDO LOVECCHIO FILHO

love@exibir.com

Santos

______________________________________

Marina

Se é verdade que o novo Código Florestal dificulta o apoio do Partido Verde (PV) a Serra, o que dizer da revisão do Plano Amazônia Sustentável, iniciada pelo PT e criticada pela atual ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira? Pelo jeito, Marina conspira contra Marina. O estigma petista que ela tem será o fiel da balança caso decida sair de cima do muro e abrir um racha no PV, enterrando assim perspectiva futura.

JOSÉ CARLOS CRUZ

cruz.jc02@gmail.com

Osasco

______________________________________

Pesquisas

E continua a mesma embromação nos institutos de pesquisa para o segundo turno da eleição presidencial. Os argumentos servidos atendem a todos os gostos: vão desde a desculpa esfarrapada do voto religioso até o freio do Bolsa-Família e os votos de Marina. Pelo jeito, o estoque de óleo de peroba ainda não acabou.

TIAGO VINÍCIUS MATOS

matostv@hotmail.com

São Paulo

______________________________________

Margem de erro

Com as primeiras pesquisas sendo divulgadas, deviam informar que elas têm uma provável margem de erro para cima ou para baixo de 15 pontos porcentuais...

CARLOS ALBERTO DUARTE

carlosalberto@ibg.com.br

São Paulo

______________________________________

CORREIOS

Demissão

O que o presidente Lulla está esperando para demitir toda a cúpula dos Correios, novas assinaturas de contratos superfaturados?

JOSÉ CARLOS DEGASPARE

degaspare@uol.com.br

São Paulo

______________________________________

REFINARIA ABREU E LIMA

Parcerias tiriricas

Muito esclarecedor o editorial A PDVSA e a fantasia petista (14/10, A3). O projeto da Refinaria Abreu e Lima (PE) foi concebido para ser realizado com 40% de recursos venezuelanos, mas Hugo Chávez cedeu, para essa joint venture, apenas sua saliva, como de hábito. O país vizinho está em dificuldades econômicas, embora flutue sobre bilhões de barris de petróleo, riqueza desperdiçada no delírio do "socialismo do século 21", que tem muitos simpatizantes por aqui. A ditadura vigente na Venezuela - evidenciada agora pela alquimia chavista que deu peso eleitoral desproporcional aos distritos onde teria maioria e transmudou derrota certa em "vitória" no recente pleito legislativo - expressa-se em perseguições a órgãos de imprensa e a desafetos políticos, ameaçados com prisão, etc., colidindo tais práticas com a cláusula democrática, que é condição básica do Mercosul, prevista no Protocolo de Ushuaia de 1998. Alheio a tudo, e sempre amigo de regimes tirânicos (Cuba, Irã, ditaduras africanas, etc.), o governo Lulla insiste que a Venezuela é um exemplo de democracia (!) e segue em parcerias tiriricas e acordos do tipo Sul-Sul, que atendem muito mais aos desideratos terceiro-mundistas de seus vermelhinhos - ainda com suas cabecinhas voltadas para o mundo de antes da queda do Muro de Berlim - do que aos interesses soberanos da República Federativa do Brasil.

SILVIO NATAL

silvionatal49@yahoo.com.br

São Paulo

______________________________________

METRÔ

Cobrança de IPTU

Diferentemente do que foi publicado no Estado de 13/10, o Metrô de São Paulo esclarece: 1) A afirmação "Linha 4 valoriza o entorno em 30% e Metrô quer obras e uma parte do IPTU" não está correta, já que o estudo Impactos do metrô na dinâmica imobiliária do entorno - O caso da Linha 4 - Amarela não trata do tema IPTU. Não há nenhum vínculo entre o estudo apresentado e afirmações acerca da possibilidade de repasse de recursos do IPTU ao Metrô. 2) O estudo ainda está em fase preliminar e foi realizado em cumprimento das obrigações contratuais exigidas pelo Banco Mundial, financiador das obras de implantação da Linha 4 - Amarela, com o objetivo de avaliar os resultados dos investimentos, para entender a evolução da dinâmica imobiliária e a variação do uso e ocupação no entorno da linha. 3) Em momento algum o estudo afirma que a Companhia do Metrô cobrará órgãos públicos ou iniciativa privada pela valorização provocada pela inauguração de novas linhas ou estações, exigirá do poder público parte do IPTU e tampouco pressionará para que parcela do IPTU seja investida na rede. 4) O Metrô reafirma que o estudo é preliminar e não norteia ação alguma da companhia.

JOANA SANTOS, Assessoria de Imprensa do Metrô

joana.santos@maquina.inf.br

São Paulo

N. da R. - A possibilidade de cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) não está contemplada no Estudo de Impactos Urbanos, Sociais e de Desenvolvimento do Metrô, mas foi confirmada por integrantes da equipe técnica da companhia. O Metrô também foi procurado por duas semanas antes da publicação da reportagem e em nenhum momento contestou as informações. A versão apresentada pelo Metrô foi publicada na íntegra na reportagem.

______________________________________

"A vantagem de seis pontos de Dilma significa que Serra está à frente?"

LUIGI VERCESI / BOTUCATU, SOBRE A EVENTUAL MARGEM DE ERRO DA ÚLTIMA PESQUISA IBOPE

luver44@terra.com.br

"Chi-chi-chi-le-le-le, bravo, Chile!"

J. S. DECOL / SÃO PAULO, SOBRE

O RESGATE DOS MINEIROS

decoljs@globo.com

"Fora de campo, muita festa para comemorar o centenário. E dentro de campo, comemorar o quê?"

ODILON OTÁVIO DOS SANTOS / MARÍLIA, SOBRE O CORINTHIANS

os.snts@ig.com.br

______________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 3.606

TEMA DO DIA

Média das pesquisas aponta 53% a 47%

Dilma ainda leva vantagem sobre Serra, mas números estão muito perto de um empate técnico

"Não acho que os eleitores indecisos penderão todos para Serra, sendo essa a única hipótese de uma virada sobre Dilma."

RENATO GONÇALVES COLETES

"Serra deve subir daqui pra frente e Dilma amargar estabilidade ou pequena queda. A corrida do 2º turno é desgovernada."

CLAUDEMIR DE GRECCI

"Há questões de foro íntimo influenciando esta eleição. Ela vai ser a mais imprevisível dentre todas que tivemos até aqui."

ANTÔNIO AUGUSTO OLIVEIRA

______________________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

UM GRANDE PRESIDENTE

 

 

Um pequeno país,uma grande nação, esta é minha definição para o Chile. Uma grande nação só existe por causa da qualidade de seu povo, uma grande nação só é possível pela grandeza de seu presidente, e isto foi o que demonstrou Sebastián Piñera, muita fé e determinação. Obstinado, não arredou pé enquanto não abraçou o último dos soterrados salvos. Confesso que isso me causou uma ponta de inveja, embora esse seja um sentimento que me recuso a sentir. Mas ao ver tanta determinação desse sr. Piñera, veio-me à lembrança o episódio do final do ano passado em Angra dos Reis, quando o nosso presidente foi filmado na praia com uma caixa de isopor na cabeça e o nosso povo vivendo aquela tragédia, ele não dando a mínima importância ao fato. Aí vieram outros acontecimentos em que nosso presidente apenas sobrevoou as áreas atingidas, em Santa Catarina e no Nordeste, para não botar o pé na lama. E até agora essas pessoas ainda sofrem as consequências do descaso. É triste, mas é realidade, nosso presidente não foi capaz nem de tirar nossos aposentados do buraco.

 

Jose Mendes josemendesca@ig.com.br

Votorantim

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O EXEMPLO DO CHILE

 

Há muito não víamos espetáculo tão comovente como a retirada dos mineiros soterrados no Chile. O que mais chamou a atenção foi o bom exemplo das autoridades, trabalhando em harmonia com as equipes multiprofissionais e familiares das vítimas. Além disso, com maior transparência. O presidente do Chile, Sebastián Piñera, esbanjou simpatia e solidariedade.

 

 

Flávio Tiné flavio.tine@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

DIFERENÇAS PRESIDENCIAIS

 

Enquanto no Chile o presidente Sebastián Piñera ficou o tempo todo esperando com sua gente o resgate dos mineiros presos na mina, operação que poderia ou não dar certo, no Brasil nunca vimos Lula ao lado do povo sofrido quando das últimas catástrofes ocorridas, por exemplo, em Santa Catarina e no Rio de Janeiro. Lula só gosta de palanque, de inaugurar obras onde pode apregoar que todas as boas conquistas acontecidas neste país foram somente mérito de seu governo.

 

 

Eni Maria Martin de Carvalho enimartin@uol.com.br

Botucatu

 

 

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

RESGATE DE MINEIROS

 

O Brasil também pode ter um resgate histórico de mineiros, terminando com êxito em 31 de outubro. Votando certo, com consciência de que temos de interromper um ciclo de corrupção e escândalos, como nunca antes neste país. Só que precisamos resgatar bem mais que 33 mineiros...

 

 

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

São Paulo

 

______________________________________

 

 

 

 

 

O EXEMPLO

Espero que a quadrilha oficial brasileira tenha visto o exemplo dado pelo governo e pelo povo chileno.

 

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O QUE FAZER?

 

 

O que fariam certos países se tivesse ocorrido em seu território acidente idêntico ao da mina no Chile? EUA - Após o resgate, fariam no local um parque temático com cassinos e a mina, seria o ponto central do parque, com o tema "Viagem ao centro da Terra".

Cuba - Usariam a mina como prisão para os dissidentes.

Brasil - Lula mandaria resgatar os mineiros somente depois das eleições, pois manteria um palanque na frente do buraco o tempo todo.

 

Alberto Bastos Cardoso de Carvalho albcc@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

SE NÃO FOSSEM OS AMERICANOS...

O resgate dos 33 chilenos deveu-se à tecnologia americana. Um engenheiro deslocado do Afeganistão, especialista em perfuração, comandou a "mira" da máquina perfuratriz até o local onde estavam os mineiros. O foguete ou cápsula de resgate fora desenhado pela Nasa e construído pela Marinha chilena. Enfim, se não fossem os americanos, talvez esses mineiros não tivessem sido resgatados. Contudo isso foi pouco divulgado pela mídia chilena.

 

Alberto Nunes albertonunes77@hotmail.com

Itapevi

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

SER BRASILEIRO CANSA

Embora o mundo tenha ficado encantado com o trabalho dos chilenos para resgatar os trabalhadores da mina de San José do Atacama, aquele não era um problema difícil. Muito mais complicado é, por exemplo, o problema que temos aqui, no Brasil, onde não se consegue pôr na cadeia um motorista que dirige completamente bêbado e que se recusa a fazer o teste do bafômetro. Ser brasileiro cansa.

Euclides Rossignoli euros@ig.com.br

Itatinga

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

NOTÍCIAS E NOTÍCIAS

Ontem o Estadão, como todos os jornais do planeta, publicou com destaque o êxito do resgate dos mineiros do Deserto de Atacama, no Chile, com seu presidente em primeiro plano na foto que ilustra a matéria, orgulhoso do feito dos seus compatriotas e, claro, orgulhoso do seu país. Foi um feito extraordinário, sem precedentes, que prendeu a atenção de todo o mundo, à exceção da China comunista. Emocionou com certeza todo ser humano digno desse nome e reafirmou mais uma vez o sentido de solidariedade dos habitantes deste planeta tão dividido por nações e ideais diferentes. Mas quando lemos a noticia, publicada no caderno Metrópole, de que o STJ "quebrou o galho" de um motorista certamente embriagado, que infringiu a denominada Lei Seca, mas não permitiu o uso do bafômetro e o exame de seu sangue, ficamos consternados. E a explicação está em nossa Constituição prolixa, incompleta e muitas vezes absurda. Ali está escrito que ninguém será obrigado a produzir provas contra si. Ora, não é possível que o zeloso constituinte que redigiu essa pérola tenha pensado em todos os aspectos da sua criação. O poder público utilizar um bafômetro, ou colher sangue de um infrator que pode ceifar a vida de muitos inocentes e continuar "enchendo a cara" antes de dirigir, pelo resto da sua insignificante existência, não deveria ser enquadrado como contrário ao tal artigo da Carta Magna. São provas técnicas, como o DNA, em que o criminoso não está sendo obrigado a confessar seu crime ou entregar documentos que provem a sua estupidez. Não dá para entendermos por que os nossos juízes não atentam para os artigos da Constituição que garantem os direitos das vítimas reais ou em potencial desses energúmenos bêbados, no lugar de acolherem uma interpretação em que o advogado de defesa descaradamente está "forçando a barra". Essa decisão, assim como aquela adotada pelo STF no processo que trata da validade da Lei da Ficha Limpa, não contribuem em nada para o aprimoramento do País e só servem para beneficiar aqueles que transgridem a lei na certeza da impunidade. Ou alguém acredita que a mudança do tempo do verbo no caso da Lei da ficha limpa, proposta pelo senador Francisco Dornelles (RJ), não por acaso do PP, foi apenas para uniformizar a linguagem? Ao contrário dos chilenos, hoje orgulhosos de seu país pelo resgate no Deserto de Atacama, não nos podemos orgulhar pelo que vem acontecendo atualmente em nosso país.

 

 

Gilberto Pacini benetazzos@bol.com.br

São Paulo

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

ENCAPSULADOS

A gora que os 33 mineiros foram resgatados, um perfeito lugar para alocar pessoas muito bem quistas está disponível. Essas pessoas poderiam ser encapsuladas e colocadas a 700 metros de profundidade. A seguir o Haarp, dos Estados Unidos, poderia ser acionado, provocando um sismo local. Depois poder-se-ia concretar a entrada. Seria o efeito inverso do silo de sementes, mas com a mesma finalidade: salvar a humanidade de uma desgraça. Pela ordem de asco, poderiam ser encapsulados primeiramente:

1) Marco Aurélio Garcia; 2) Carlos Abicalil; 3) Marta Suplicy; 4) Ideli Salvatti; 5) José Dirceu; 6) Hugo Chávez; 7) Aloizio Mercadante; 8) Nelson Jobim; 9) Romero Jucá; 10) Fátima Cleide; 11) Luiz Inácio Lula da Silva; 12) Dilma Vana Rousseff; 13) Ciro Gomes; 14) Eros Grau; 15) Gilmar Mendes; 16) Dias Tóffoli; 17) Tarso Genro; 18) Franklin Martins; 19) Luiz Dulci; 20) Clóvis Carvalho; 21) Cristina Kirchner; 22) Evo Morales; 23) Daniel Dantas; 24) Cid Gomes; 25) José Mentor; 26) José Eduardo Cardozo; 27) Joaquim Roriz; 28) Weslian Roriz; 29) José Sarney; 30) Renan Calheiros; 31) Roseana Sarney; 32) Michel Temer; e 33) Fernando Collor.

 

 

André de Oliveira Guimarães aog31012008@bol.com.br

Jacareí

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

GESTOS DE SOLIDARIEDADE

Enquanto isso no Brasil... os gestos de solidariedade que recebemos do governo por ocasião da terrível tragédia com o avião da TAM em 17 de julho de 2007 foram funcionários da Infraero, a estatal responsável pela administração dos aeroportos, rirem diante das cenas de horror (revista Veja de 25/7/2007, págs. 80/81) e ainda o assessor do presidente Lula, Marco Aurélio Garcia, e um auxiliar flagrados comemorando com gestos indecentes a notícia de uma provável falha mecânica, assim sendo, o governo ficaria isento de qualquer responsabilidade.

Parabéns, sr. Sebastián Piñera, pela solidariedade às vítimas e aos seus familiares!

Mirian Teresa Pereira mimiteresa@ig.com.br

São Caetano do Sul

 

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

LÁ E CÁ

Político é político: Sebastián Piñera, presidente do Chile, passou muitas horas aguardando o resgate daqueles mineiros que haviam ficado soterrados na mina San José. Só por isso sua popularidade já subiu vários pontos nas pesquisas. Mesmo aqui, que não houve nenhum soterramento, pelo menos nos últimos meses, estamos vendo o governador eleito por São Paulo, Geraldo Alckmin, usando gravata verde...

Virgilio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

TITO E ALLENDE

 

O noticiário no mundo é o resgate no Chile e a selvageria dos sérvios na Itália.

Chile, país de Primeiro Mundo, na América Latina de Terceiro Mundo.

Sérvia, país de Terceiro Mundo, na Europa de Primeiro Mundo.

 

 

 

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

CATÁSTROFE

O nosso presidente deve estar torcendo para uma catastrofezinha qualquer, claro que antes do segundo turno, nem que seja para salvar um único e pobre nordestino. Aí elle convocaria as Forças Armadas, a Força Especial de Segurança, e junto com o "poste", fazer a salvação. Aí, sim, elle convocaria a mídia nacional e internacional para a grande cobertura. Elle deve estar chamando os deuses para um acontecimento desses.

Carlos V. Misciasci misciasci@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

DRAMA DO ATACAMA CHAMA ATENÇÃO

Frequentemente, os mineiros chineses também são afetados por dramas semelhantes, embora em proporções muito menos épicas e muito mais funestas que as dos mineiros chilenos. Lá, como não podem reclamar do governo, nem tomam conhecimento de desmoronamentos. Menos 33? Vai pro santo.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

DIFERENTES POSTURAS

 

No acidente da mina do Chile, tivemos 33 vítimas do episódio que não posaram como heróis, a despeito de algumas mídias os terem assim classificado.

Se algo idêntico tivesse acontecido no Brasil, tão logo os primeiros mineiros tivessem saído das entranhas da terra já teríamos algumas propostas de criar novas centrais sindicais, de greve geral por melhores condições, menor jornada de trabalho, etc. E vários candidatos a cargos nos sindicatos, como trampolim para a política, ou mesmo alguns já se lançando candidatos a cargos públicos.

O presidente Sebastián Piñera passou cerca de 36 horas no local, desde o momento em que o primeiro socorrista desceu para ajudar no resgate até a volta deste, que foi o último a sair. Já o presidente Lula só se faz presente numa única catástrofe: o seu próprio governo.

Nos episódios recentes no Brasil - acidente da TAM, apagão aéreo, enchentes em Santa Catarina e São Luiz de Paraitinga, desabamento do Morro do Bumba (Rio) - Lula só apareceu ou deu declarações após 48 ou 72 horas.

Nos únicos casos em que prontamente se pronunciou, como no do acidente da Base de Alcantara, foi para declarar que o acidente (com 21 vítimas) "serviria para aprimorar as pesquisas", ou, então, no caso das enchentes em São Paulo, em que foi lépido em acusar as administrações estadual e municipal pelos problemas.

Para concluir, Lula, ao ligar para o presidente Piñera, foi rápido para faturar a publicidade, mas o fez por meio do Evo Morales, quebrando a hierarquia, pois a mensagem que queria passar era para o povo chileno por intermédio do presidente do Chile.

 

Claudio Juchem cjuchem@gmail.com

São Paulo

______________________________________

 

 

 

 

 

PAPO FURADO

 

 

Enquanto o Chile dá lições ao mundo de competência e seriedade, nosso governo não consegue acabar com o mosquitinho da dengue, nem mesmo apagar com presteza os incêndios nas nossas florestas.

No entanto, através da propaganda oficial querem nos convencer de que são "experts" nos setores de educação, saúde e social. Ética e moral, então, nem pensar!

Nunca na história desse país fomos tão iludidos. Nossos dirigentes são verdadeiros pelicanos: só têm papo.

 

 

Roberto Hungria cardosohungria@gmail.com

Itapetininga

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

PRESIDENTES E CATÁSTROFES

No acidente daquela mina no Chile, foram mais de 60 dias de suspense, quando diariamente nossas TVs apresentavam o rosto dos mineiros presos a mais de 600 metros de profundidade. Ficávamos emocionados com sua inabalável fé, coragem, sempre irradiando um comovedor otimismo. Nunca apontaram culpados, faziam orações, nem parecia que estavam enclausurados num cubículo de rocha, onde até o ar ameaçava acabar. Primeiro apareceram aqueles enormes guinchos, depois lentamente foi montada uma torre, começou a demorada perfuração, que durou longos dias. Depois o revestimento do poço, cujo diâmetro foi milimetricamente calculado para que pudesse deixar passar uma caçamba que acomodasse o mineiro mais alto, o de ombros mais largos, além de tubos de oxigênio e de materiais de primeiros-socorros. Quando a broca atingiu o local do acidente, foi uma festa de encher os olhos de lágrimas, mas temíamos que o pior ainda pudesse acontecer. Depois de mais de dois meses de completa angústia, inacreditável situação estressante, chegou o último dia. Aí nos comovemos com outro personagem, o presidente do Chile, Sebastián Piñera, que no começo fez um discurso que foi severamente criticado por um apresentador de nossa TV, que o tachou de demagogo, insensível, irresponsável, que pisoteava a emoção de muita gente. Mas depois ele e sua esposa ficaram mais de 24 horas em pé, na boca do túnel, abraçaram um por um dos mineiros resgatados, no último ele já demonstrava claro abatimento, desgaste físico, mas seu semblante ainda demonstrava um brilho de especial satisfação. Aqui, no Brasil, nos últimos anos diversas catástrofes se registraram, do avião da TAM, ao deslizamento do morro em Angra, inundações no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina, São Luiz do Paraitinga, onde nosso presidente só apareceu dias depois, e mesmo assim porque a opinião pública manifestava sentida revolta, repúdio. Nossa primeira-dama dispensa comentários, para ela assunto importante são operações plásticas, cidadania italiana para seus netos. Imagine abraçar homem fedorento, o que o maridão iria pensar?

 

João Henrique Rieder rieder@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

RESPEITO À CIDADANIA

O governo e o povo chilenos deram ao mundo um exemplo de solidariedade humana, fazendo voltar à vida os 33 mineiros soterrados havia 70 dias numa mina de exploração de cobre, no Deserto de Atacama. Essa devolução das profundezas de 700 metros da mina se deu devido a uma técnica praticada por vários maquinários, terminando numa cápsula metálica estreita, transportadora dos soterrados. O Brasil, com este acontecimento de amor e de respeito aos seus filhos, "mutatis mutandi", deveria seguir o exemplo chileno, para no segundo turno da eleição dos presidenciáveis, usar uma cápsula eleitoral que, movimentada pela força do voto popular, possa retirar das profundezas do poço onde a democracia brasileira, conspurcada pelos mensalões, pela corrupção desenfreada, pela gatunagem do dinheiro público e que tais, possa ser resgatada do mar de lama em que se acha afogada. Esta operação patriótica já começou a se processar, como comprova a última pesquisa do Ibope para o Estadão e a TV Globo. A esperança é a última que morre!

 

Antonio Brandileone franbrandi@uol.com.br

Assis

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

ALGO VAI MUDAR?

O mundo inteiro assistiu emocionado ao resgate dos 33 mineiros presos numa mina, inclusive com a presença dos presidentes do Chile e da Bolívia. Mais de 1.200 mineiros morrem por ano em acidentes em minas e só se ouve a notícia no dia do ocorrido, e mais nada.

Será que alguma coisa vai mudar depois desse episódio? Eu duvido.

Ronaldo José Neves de Carvalho rone@roneadm.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

PARABÉNS, POVO CHILENO!

Quanto orgulho deve estar sentindo o povo do Chile, um país cujo presidente foi exemplo de liderança. Sebastián Piñera esteve à frente do resgate, junto aos familiares dos mineiros, com atitudes discretas de acolhimento sincero e apoio total, ao lado de sua esposa, que se destacou pelo carinho e atenção demonstrados nos momentos cruciais testemunhados pelo mundo inteiro. Já no Brasil, sabemos como estão até hoje relegadas ao pouco-caso pessoas vítimas de enchentes nos Estados nordestinos, que continuam até hoje em abrigos e sem recursos para reconstruírem sua vida. É em momentos como estes que devemos pensar muito bem nas escolhas para presidir nosso país, cujo destino será definido ao final deste mês.

Eliana França Leme efleme@terra.com.br

São Paulo

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

DIREITA E ESQUERDA

Quando um presidente de direita fica mais de 24 horas acompanhando o resgate de seus cidadãos, mostra quem é quem na História mundial. Aqui, no Brasil, o "painho de todos", Lullinha paz e amor, apenas sobrevoou nossas catástrofes naturais e o dinheiro para ajudar na reconstrução das comunidades ficou perdido no meio do caminho. Enquanto o nosso presidente, de esquerda, não coloca os pés na lama e se diz pelos pobres e desamparados, no Chile o presidente direitista, demonizado pela esquerda burra e retrógrada da América Latina, vai à luta, libera ajuda rápida e acompanha passa a passo o resgate dos seus cidadãos. E alguém ainda pensa que a esquerda pensa no povo? A História conta mais de 100 milhões de assassinatos no mundo, tudo em nome da "causa" deles. Pelo sim, pelo não, sou pela vida, portanto, viva a "direita selvagem" que resgata vidas!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

HERÓIS DO CHILE

Interessante como a sociedade mundial refletiu muito sobre a solidariedade humana nesse episódio dos mineiros chilenos. Mas uma grande parte dos que até choram quando assistem a cenas comoventes na TV, se fosse para dar uma contribuição financeira ou em trabalho voluntário, certamente sairia de fininho, como se nada fosse com eles. Felizmente, no caso dos mineiros do Chile, o que se viu foi o mundo inteiro unido no sentido de voltar a dar à luz aqueles 33 homens que permaneceram por mais de dois meses nas entranhas da terra. Isso mostra que o homem é naturalmente a favor da vida e que a violência contra a vida humana em qualquer idade é um terrível erro que deve ser combatido a todo o custo pelos homens de boa vontade.

Luiz Antonio da Silva - Engenheiro lastucchi@yahoo.com.br

Ribeirão Preto

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

CIÊNCIA A SERVIÇO DA VIDA

A cápsula penetra 622 metros nas profundezas do solo para resgatar os 33 mineiros que estão confinados há cerca de dois meses. A operação de resgate, complexa, de grande risco, é posta em ação, envolvendo os cientistas, técnicos da Nasa e do Chile. A ciência é ativada a serviço da humanidade. A Nasa põe à prova a sua ciência e tecnologia avançada a serviço de resgate. Depois de muita expectativa e aflição dos familiares e de toda comunidade mundial, sãos e salvos os 33 mineiros emergiram das profundezas do solo, onde permaneceram cerca de dois meses. Diante de lágrimas e alegrias em profusão, a volta ao convívio familiar fica registrada na História do Chile e da humanidade.

É fantástico ver a ciência aplicada no salvamento dos mineiros. A Nasa, que foi criada para explorar o espaço e agora foi usada para elaborar a cápsula não para rasgar o cosmo, mas para penetrar o estreito buraco de 622 metros e resgatar os mineiros confinados no abismo negro que os manteve por longos e tenebrosos dias em agonia, aflição e esperanças de resgate, teve um final feliz. As vidas que estavam a 622 metros de profundidade sobreviveram respirando o parco ar e vedados de ver a luz solar, finalmente, emergiram das trevas, para alegria dos familiares e entrar para a História da humanidade como sobreviventes do mais fantástico grupo de pessoas salvas graças ao empenho dos cientistas, técnicos da Nasa e especialistas do Chile.

Eis que a determinação e o empenho de pessoas envolvidas no resgate fizeram possível o que parecia impossível. Parabéns pelas vidas que foram salvas e aplausos à ciência e a toda a equipe, que fez de tudo para que os mineiros voltassem a respirar o ar na superfície, com aquiescência e misericórdia do todo-poderoso criador do céu e da Terra. Assim, fica registrado nos anais da História da humanidade mais esse acontecimento inusitado e maravilhoso. As vidas humanas respiram mais tranquilas diante da eficiência da técnica e do avanço da ciência a serviço da humanidade.

A Nasa mostrou que é eficiente e pode chegar aonde for destinada e solucionar os eventuais problemas, por mais difíceis que sejam. O homem recebeu o dom da sabedoria e, por isso, tudo será resolvido a bom termo.

 

 

 

Paul Morin (Paulo Hirano) paulmorin2002@terra.com.br

Curitiba

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

PAPELÃO

Assistia eu ao resgate dos mineiros pela TV quando chegaram ao local o presidente do Chile, Sebastián Piñera, e o presidente da Bolívia, Evo Morales, que chegou atrasado para o resgate do mineiro boliviano. Eis que toca o celular do Evo e quem ligou pede para ele passar o aparelho para o presidente do Chile. Era o Lula. Tudo bem que o presidente do Chile não é da turminha, muito pelo contrário, mas, além de mostrar uma total falta de educação, a atitude mostra como é ridícula a nossa diplomacia.

Maurício Lima mapeli@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

FATO INÉDITO

Nunca antes na História da humanidade houve um resgate de mineiros tão bem-sucedido como o do Chile. Não é para matar de inveja até o mais inflado dos egos nacionais?

 

 

Jairo Polizzi Gusman jairogusman@gmail.com

São Paulo

______________________________________

 

 

 

 

 

ACIDENTES DE TRABALHO

A repercussão do resgate bem-sucedido dos mineiros chilenos poderia trazer à discussão a importante questão dos acidentes de trabalho no Brasil, cuja quantidade de notificações oficiais não corresponde às reais condições de segurança nas empresas. Meu primo Edson Luciano Sant'Anna engrossou esses tristes números na madrugada do último sábado, quando morreu em circunstâncias ainda não totalmente esclarecidas, trabalhando na manutenção da linha de produção da Cisper, tradicional fabricante de embalagens de vidro da qual era funcionário havia mais de três décadas. Tinha apenas 51 anos e deixou seus pais quase octogenários, mulher e dois filhos, um deles com 11 anos de idade.

Robson Sant'Anna robsons@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

OH, INGRATIDÃO...

Na mesma noite que veio a notícia do soterramento dos 33 mineiros chilenos, o presidente Burla, iluminado por um anjo, sonhou com uma solução e a enviou já toda desenhada para aquele país. A solução para o salvamento era furar um túnel até o local, construir uma cápsula dotada de vários recursos e içar os mineiros de volta à superfície. Por tudo isso ele está pê da vida com o presidente chileno, Sebastian Piñera, que não o convidou para o momento histórico do salvamento e fatura sozinho o sucesso da missão. Povo ingrato o chileno, não é, não?

Laércio Zannini arsene@uol.com.br

São Paulo

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

EU QUIS SER CHILENA

Ao ver pela TV o comportamento de Piñera, presidente do Chile, e de sua mulher, acompanhando o resgate dos mineiros, acalmando os familiares, estimulando os trabalhadores do resgate, eu quis ser chilena. Viva o Chile!

M.Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

CONFINAMENTO DO SOLDADO SHALIT

O mundo celebra com júbilo o fim, após 70 dias, do confinamento dos mineiros no Chile. Mas o mundo se cala e esquece o confinamento há 1.572 dias do soldado Gilad Shalit, mantido incomunicável nas entranhas da terra em Gaza, sem que nenhuma entidade de direitos humanos reivindique o direito de visitá-lo em seu cativeiro.

Alberto Moszkowicz a.moszkowicz@grupogen.com.br

Rio de Janeiro

______________________________________

 

 

 

 

 

 

CHANCE PERDIDA

Pois é, presidente Lula, perder a chance de aparecer abraçando mineiros na véspera da eleição não tem preço... Nem pontos a mais para Dilma!

Luiz Ress Erdei gzero@zipmail.com.br

Osasco

______________________________________

 

 

 

 

 

 

MINA SEM SEGURANÇA

Foi emocionante e teve final feliz o resgate dos 33 mineiros presos sob a terra havia 69 dias, no norte do Chile. Mas algumas considerações devem ser feitas: é absurdo que um país como o Chile permita que os mineiros sejam submetidos a tais condições de trabalho, sem a mínima segurança. A mineradora responsável pela mina de cobre já havia sido autuada 42 vezes, o que não impediu que continuasse funcionando livremente. Também é preciso tomar cuidado com o conservador e oportunista presidente chileno, Piñera, que deveria ter sido responsabilizado pelo acidente e agora posa de super-herói e salvador da pátria. Parabéns aos 33 mineiros, eles, sim, homens de brio e coragem.

 

 

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

DILMA, LULLA E AHMADINEJAD

 

 

 

Ahmadinejad novamente conclama os povos árabes a darem sumiço no Estado de Israel, dizendo que este deveria se entregar e deixar que os árabes ocupassem o pouco que lhes deram em 1948.

Dilma, Lulla e a trupe toda do PT incentivam esse esquizofrênico a ter esse tipo de atitudes, dando-lhe guarida no que fala e em suas atitudes vis e ditatoriais.

Agora até o PP de Maluf e companhia se aliou ao PT de Dilma e Lulla!

Acho que todo esse grupo formado por Dilma, Lulla, Collor, Ciro, Maluf, famiglia Sarney, Genoinos, Dirceus, Delúbios, Martas, Suplicys, Mercadantes, Tiriricas e outros do mesmo naipe se merecem e deviam todos ir passar umas férias no paraíso cubano de Fidel, a quem tanto idolatram, para uma reciclagem.

Dilma e Lulla bem que tentam fazer do Brasil uma Cuba, uma Venezuela, uma Bolívia, etc. Mas não vão conseguir se as leis forem devidamente seguidas pelos tribunais, os quais deveriam dar o exemplo-mor de retidão e honestidade em suas deliberações, porém até agora jogaram o jogo do poder lulístico.

Torçamos para que esses tribunais voltem a agir de forma correta com relação à população brasileira e façam viger as leis e a Constituição brasileira, senão os baderneiros do PT vão acabar com o Brasil honesto e trabalhador.

 

 

 

Boris Becker borisbecker@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

CORRUPÇÃO DIANTE OS NOSSOS OLHOS

A assembleia realizada pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo foi, no mínimo, risível. O sindicato nunca escondeu o fato de apoiar a candidatura de Dilma e que gostaria que a greve fosse curta. Estava marcada para as 18h30, porém a contagem de votos ocorreu às 21 horas. O sindicato estava aguardado alguns funcionários que iriam apoiá-los na votação. Ao manifestarem a justificativa pelo apoio à proposta, afirmavam que não era a melhor e que encerrar a greve não era ruim, pois a luta é diária. É impressionamente que na gestão de um ex-metalurgico/sindicalista se tenha de presenciar tal situação. Aprovar uma proposta que até mesmo os dirigentes sindicais reconhecem que é inadequada para a categoria. Até que ponto teremos de aturar isso? Quando as pessoas vão perceber que o índice de aprovação de Lula é o seu índice de corrupção?

 

 

 

Armando Pereira armandopereira40@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

"OS FALSÁRIOS"

Finalmente alguém deu aos institutos de pesquisas o nome e o tratamento merecidos. Demétrio Magnoli, em seu artigo no Estadão (14/10, A2), de forma irretocável mostra o que são e o que fazem esses institutos a cada eleição: distorcem dados e manipulam a opinião pública vendendo resultados encomendados, sob o disfarce de ciência, a clientes igualmente sem ética e sem apreço à verdade e à democracia. E poucos dias após sua máscara cair em praça pública, aparecem com novas pesquisas, sem rubor, sem vergonha. E não mudam sua metodologia, sabidamente furada, como fizeram institutos internacionais - sérios - porque não querem. Porque assim sempre podem acobertar sob o manto da metodologia falha seus negócios espúrios de distorção da realidade, aplicando um verdadeiro estelionato informativo em toda uma nação. Todo mundo sabe, o TSE, a Justiça Eleitoral sabe, mas ninguém faz nada. Aqui cabe regulação, auditoria realizada por representantes de todos os partidos e do TSE, antes da publicação dos resultados de cada pesquisa, para que haja maior garantia de imparcialidade, pois esses resultados podem influenciar e até mesmo determinar os resultados de uma eleição. Opinião pública e intenção de voto não são brincadeira, nem simples mercadoria a ser adaptada aos interesses de cada cliente. Não se justifica a inércia das autoridades eleitorais nessa área. Não é para isso que mantemos esses luminares regiamente pagos com nossos suados impostos.

 

 

 

Jorge Manuel de Oliveira jmoliv11@hotmail.com

Guarulhos

 

 

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

PESQUISAS FAJUTAS

Excelente o artigo "Os falsários", de Demétrio Magnoli. O articulista afirma que "institutos brasileiros de pesquisa iludem deliberadamente a opinião pública". E está coberto de razão. Depois do resultado do primeiro turno, os institutos de pesquisa perderam toda credibilidade. Eles deveriam ser proibidos de publicar novas pesquisas até o dia 31/10, quando acontece o segundo turno. As pesquisas desses institutos são fajutas e só servem para confundir os eleitores, principalmente os indecisos.

Cada eleitor deve votar no candidato de sua preferência, sem interferência de quem quer que seja.

Adolfo Zatz dolfizatz@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

DEMÉTRIO MAGNOLI

 

Depois de tanta defesa dos institutos de pesquisa de opinião, finalmente um artigo esclarece aos maiores interessados (afetados), que somos todos nós. A frase interrogativa no final do artigo é o mais fiel exemplo do "irretrato" que nos orienta.

 

 

Augusto Hiromu Emori hiromuemori@gmail.com

Brasília

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

PESQUISA E ELEIÇÃO

 

Se considerarmos que o Vox Populli, na véspera do primeiro turno, cravou Geraldo Alckmin com 40%, diferença de mais de 10 pontos do que de fato saiu das urnas, e a garantia da vitória de Dilma com margem de quase 30 pontos em relação a Serra, então podemos ignorar seus novos números nesta eleição. O Datafolha e o Ibope acertaram nas tendências de queda de Dilma e subida de Marina, então merecem um pouco mais de crédito, mesmo ficando claro que esses institutos de pesquisa também precisam rever suas metodologias nesta era de internet e muita informação gratuita. Pelos números mais confiáveis do Datafolha e do Ibope, podemos acreditar que existe um certo esgotamento da "fórmula Dilma", para a qual já foi tentado de tudo, desde a total descaracterização, tanto da personalidade como da estética da candidata, até o uso e abuso da máquina federal já há dois anos, inclusive com métodos criminosos dentro de órgãos do Estado brasileiro.

Neste segundo turno, a campanha petista está sem rumo, sua candidata, abatida, e como já não tem carisma, a coisa está complicada para o PT. Não tem marqueteiro que consiga dar jeito no baixo-astral da campanha, que está saltando aos olhos, e, por incrível que pareça, a campanha de José Serra acertou o prumo e vai de vento em popa, com pinta de virada no horizonte.

 

 

 

Sandro Ferreira sandroferreira94@hotmail.com

Ponta Grossa (PR)

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

IBOPE

Uma interpretação expedita da última pesquisa do Ibope nos leva a concluir que o País ainda tem uma chance de deixar de ser uma propriedade de Lula, petistas e seus apaniguados, tomados pela ideia de poder perene, cuja única sustentação é a compra de votos via Bolsa-Família.

 

 

Francisco José Sidoti fransidoti@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

SÓ TEMOS TENDÊNCIA

 

Qual a vantagem da Dilma, conforme as últimas pesquisas de intenção de votos? O Vox Populi dá 9 pontos; o Ibope, 6 pontos; e o CNT/Sensus, empate técnico.

Qual o certo ninguém sabe. O que vale mesmo é a tendência. E neste quesito José Serra está muito bem. Que continue assim!

Silvano Corrêa scorrea@uol.com.br

São Paulo

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

DESESPERO

A campanha petista parece estar desesperada para encontrar um fato para igualar seu adversário a eles. Apelaram para um suposto assessor que teria desviado dinheiro da campanha do PSDB, para tentar atingir o candidato tucano. Ao invés de olharem para os roubos do dinheiro público (muito mais importante do que o dinheiro privado envolvido no suposto caso do PSDB) cometidos pela Erenice e seus parentes, pelos mensaleiros (liderados pelo Zé Dirceu), pelos sanguessugas (do ex-ministro da saúde Humberto Costa).

Parece que o PT está muito desesperado para quem está ganhando a eleição (será que as pesquisas não estão erradas de novo?).

 

 

Bruno Malteze Zuffo brumalteze@hotmail.com

São Paulo

______________________________________

 

 

 

 

 

CNT/SENSUS E AS "EXPLICAÇÕES"

Para explicar os resultados das pesquisas CNT/Sensus que dão empate técnico entre Serra e Dilma, o sr. Ricardo Guedes saiu-se com a seguinte explicação: "A difamação (contra Dilma) pegou, até certo ponto."

Ora, sr. Ricardo Guedes, faça-me o favor: então, quer dizer que as maracutaias de Erenice e família são "difamações da oposição", e não fatos? Quer dizer que os contratos sem licitação da MTA e o covil de bandidos em que se converteram os Correios são difamação, e não fatos? A quebra do sigilo dos familiares de José Serra é difamação, e não fato?

E, aliás, quem tem mania de jogar lama para tudo quanto é lado é o PT, sobretudo quando as coisas não se revelam exatamente como eles queriam.

Francamente, depois do vexame de suas "pesquisas" no primeiro turno, se o senhor tivesse um pouco de vergonha na cara, reduzia-se à sua insignificância e ficava bem caladinho...

 

 

 

 

Tereza Sayeg tereza.sayeg@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

PRINCÍPIOS MORAIS

Como acreditar em pesquisas, o empate técnico é a favor da dona Dilma? Sem ser muito otimista, o sr. Serra deve estar bem à frente, os seus eleitores já podem comemorar a vitória e a volta dos princípios morais que nos levaram a perder nos últimos oito anos. Vamos deixar de ter vergonha de sermos honestos e considerados mentirosos. Poderemos voltar a falar em HONRA!

M. Teresa Amaral mteresa0409@gmail.com

São Paulo

______________________________________

 

 

O HOMEM INVISÍVEL

50 anos de vida, 45 vividos em São Paulo e 35 anos residindo no mesmo endereço e nunca fui entrevistado para nada!

Você realmente acredita na idoneidade e imparcialidade desses institutos de pesquisa?

Ufa! Com certeza eu e a Marina Silva, não!

 

 

 

PEDRO PINTO DA SILVA

São Bernardo do Campo

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

INSENSATEZ

 

Chega a beirar nossa máxima capacidade de análise a situação atual de véspera de eleição (segundo turno).

Quem quiser basta lembrar ou pesquisar: no governo Itamar e depois no de Fernando Henrique Cardoso aconteceram grandes fatos que recuperaram a situação quase insustentável que o País vivia com a inflação, corrupção etc., etc.

Para organizar, criar condições para o País alavancar em credibilidade, eram necessárias atitudes fortes que foram tomadas, apesar de alguns partidos contra, como o PT. Algumas até impopulares.

Nascia a base para o desenvolvimento, a justiça, melhor distribuição de renda (sem inflação), etc., etc.

Antes, José Sarney e depois Collor só tinham contribuído para piorar o que já vinha sendo feito.

Depois o País pôde enfrentar crises externas com mais competência, pois muita coisa estava nos trilhos certos.

Isso já no governo Lula, que, grande negociador que é, soube se beneficiar de tudo o que foi projetado, realizado e concretizado nos governos Itamar e FHC. Ele conseguiu chegar aos 80% de aprovação popular e melhorar a vida de muitos brasileiros. Agora o Brasil precisa escolher qual será melhor: Dilma ou Serra?

 

 

 

Reinor Caetano Perez

Lins

 

 

 

______________________________________

 

SANTA JOANA D'ARC E MADRE TEREZA, PROTEJEI-NOS!

Se eu não tivesse ouvido e visto a propaganda eleitoral da candidata do governo nesta quarta-feira, 13/10, e tivessem me contado, não acreditaria: mas vi, ouvi e fiquei estarrecida com a pretensão, para dizer o mínimo, de comparar a criatura a Joana D'Arc (mártir e santa) e também a madre Tereza de Calcutá. Só pode ser desespero: primeiro o presidente, em total desrespeito à lei, usou e abusou da máquina governamental para nos impingir o seu clone - não é à toa que, em dado momento, disse a seu público cativo que visse a sua (dele) figura no lugar da favorita; depois colocou toda a tropa de choque do primeiro escalão - os ministros - a serviço da candidata; cantaram a vitória no primeiro turno, com base nas pesquisas (compradas?), mas esta vitória não aconteceu, provando que S. Exa. não tem aquela aprovação que entoavam como mantra. Na propaganda do segundo turno, em vista das declarações polêmicas e seus desmentidos, a criatura, perdendo terreno, coloca-se como vítima, a exemplo do seu criador: comovente! Até posou de devota ao comparecer, pela primeira vez, à Basílica de Nossa Senhora Aparecida, para assistir à missa, mas teve sua pretensão de usar o evento politicamente rejeitado, pois os responsáveis pela basílica não permitiram que a criatura desse entrevista na frente do altar, como pretendiam. Ainda bem!

Não tenham dúvidas de que nesta reta final de campanha ainda vamos ver e ouvir muitas mais barbaridades e absurdos por parte dessa camarilha aboletada no poder e que não pretende largar esse osso suculent, por nada no mundo, haja vista a enorme invasão de petralhas militantes em nossas caixas postais tentando denegrir a imagem do candidato de oposição, como se fôssemos mudar nosso voto em favor desses verdadeiros sanguessugas, quando leem nossas críticas ao embusteiro-mor e sua cria!

Que Santa Joana D’Arc e Madre Tereza protejam os brasileiros decentes e verdadeiros heróis, porque trabalhadores de verdade!

 

 

 

Aparecida Dileide Gaziolla rubishara@uol.com.br

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

 

 

 

DESENVOLVIMENTO INJUSTO

 

A candidata das realizações e da erradicação da miséria brasileira, reiteradamente, fala em redução do desemprego, mas não diz que ele está estacionado ou até mais grave entre as camadas mais pobres da população (com renda per capita familiar de até R$ 203,30 mensais), por falta das mais elementares condições educacionais e qualificação profissional. Os empregos criados ficam reservados aos de escolaridade mais apurada e até mesmo aos estrangeiros, que têm invadido nosso mercado de trabalho, muito embora os brasileiros sejam os mais repudiados no exterior, principalmente na Europa, sem que nenhuma defesa de nossos conterrâneos seja assumida pelo governo federal. Os dados que aprofundam as diferenças e a miséria são do Ipea, órgão do governo federal, fundados em pesquisas do IBGE, segundo editorial do Estadão. Diga, Dilma Rousseff.

 

 

 

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

PRIVATIZAÇÃO

Muito bons, oportunos e merecem maior destaque os comentários do leitor sr. Murilo Lemos no Fórum dos Leitores do Estadão online de 12/10 ("Cada caso é um caso"), a respeito do que se deve ou não privatizar no Brasil. Com a lentidão da Justiça brasileira e a falta de independência das agências reguladoras, julgo, por exemplo, uma temeridade a privatização de serviços públicos monopolísticos. Convém lembrar que, em serviços não concorrenciais, os direitos e deveres das partes (investidores e consumidores) dependem quase que exclusivamente da pronta intervenção técnica e isenta do chamado "poder concedente". A qualidade dos serviços, sua disponibilidade e a aplicação de uma tarifa justa dependem dessa pré-condição. Não é o caso do Brasil, onde a direção dos orgãos públicos é decidida e negociada por suspeitos e escusos critérios.

Nilson Otávio de Oliveira - noo@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

______________________________________

 

 

 

VERDE, VERDÃO, E ADEUS AO CENTENÁRIO

Incrível a parceria lulo-corintiana: enquanto as pesquisas fraudavam os votos, o Coringão ganhava tudo. Foi só a mutreta ser percebida e defraudada, virou a maré, o Timão cai como a Dilma. Pode ser afinidade, pode ser também parceria na publicidade enganosa, pode ser também porque a reviravolta contamina e acaba por derrubar tudo o que não presta, ou, melhor, o que é enganação.

O "sem-ter-nada" avança sólido e pungente, até parece a derrocada vertiginosa da boneca do ventríloquo, este que já engole as próprias palavras inaudíveis do adeus. E o estádio do Verdão, time do Serra, inicia acelerado suas obras. Coincidências eleitorais...

 

 

Ronaldo Parisi rparisi@uol.com.br

São Paulo

 

 

______________________________________

 

 

 

 

COMPENSAÇÃO

 

 

Sou corintiano roxo e fanático e estou sofrendo muito com a situação atual de meu time, em franca decadência. A compensação por esse desastre certamente virá com a eleição do palmeirense José Serra para presidente, para maior desgosto dos maus corintianos Lulla, Andrés Sánchez e Ronaldo (este último, para minha perplexidade, recebeu em seu apartamento a marionete de Lulla para jantar).

 

 

Beni Algranti beni.algranti03@gmail.com

São Paulo

______________________________________

 

 

 

 

 

 

AO GOSTO DA LEITORA, IPSIS VERBIS

Enviei uma crítica ao jornal "O ESTADO DE S. PAULO". Publicaram no site do Estadão a minha crítica, mas colocando a palavra "estado" em letra maiúscula, mudando o verdadeiro sentido do que realmente eu estava criticando. A minha crítica se fundava ao "estado de SP" (já que o jornal circula no estado de SP). Solicito a correção, pois não quero servir de "escada" para um jornal que passa por um momento (espero que seja temporário) de imprensa tendenciosa. Por este motivo a deixo mais clara abaixo, acrescentando "de SP" e "dos tucanos".

O que me angustia é por que os evangélicos, católicos e D. Odilo não se preocupam com a morte dos que estão vivos? Quero saber, como poderei continuar viva amanhã e com qualidade de vida. Como isso acontecerá com a falta de segurança, com o número de mortes que está havendo no estado de SP, da enorme violência contra as mulheres, da violência na saúde com as longas filas de hospitais e falta de atendimento, da violência com a falta de educação no ensino público, a falta de investimento na cultura, a falta de investimentos reais em projetos e leis que protejam o meio ambiente? Quero saber da igreja da verdade e não da igreja das mentiras, onde inventam e propagam o satanismo, falando mais no diabo do que em Deus. Afinal o diabo é o pai da mentira e os evangélicos estão se esquecendo disto, fazendo a política nacional dar volta em assuntos que são importantes, mas "não fundamentais". Sou contra o aborto, mas também sou contra a mentira e a hipocrisia dos tucanos onde a fé cristã está sendo usada para manobras políticas. Acorde cristão, acorde eleitor!

 

 

 

 

Sandra Barbosa sandrabarbosa11@gmail.com

Barueri

 

 

 

______________________________________

 

 

 

 

DIABO PAI DA MENTIRA

 

 

O que me angustia é por que os evangélicos, católicos e D. Odilo não se preocupam com a morte dos que estão vivos? Quero saber, como poderia continuar viva amanhã e com qualidade de vida! Como isso acontecerá com a falta de segurança, com o número de mortes que estão havendo no estado, da enorme violência contra as mulheres, da violência na saúde com as longas filas de hospitais e falta de atendimento, da violência com a falta de educação no ensino público, a falta de investimentos na cultura, a falta de investimentos reais em projetos e leis que protejam o meio ambiente? Quero saber da igreja da verdade e não da igreja das mentiras, onde inventam e propagam o satanismo, falando mais no diabo do que em Deus. Afinal o diabo é o pai da mentira e os evangélicos estão se esquecendo disto, fazendo a política nacional dar voltas em assuntos que são importantes, mas "não fundamentais". Sou contra o aborto, mas também sou contra a mentira e a hipocrisia onde a fé cristã está sendo usada para manobras políticas. Acorde cristão, acorde eleitor!

 

 

 

Sandra Barbosa/Barueri/SP - sandrabarbosa11@gmail.com

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.