Cartas - 17/06/2011

INFRAESTRUTURA

, O Estado de S.Paulo

17 Junho 2011 | 00h00

Eletropaulo x Aneel

Eletropaulo é ruim, mas há serviço ainda pior, diz Aneel (16/6/, A1). O diretor-geral da Aneel confirma o que já é de conhecimento público: a leniência da agência na fiscalização e sua incompetência nas funções que lhe competem.

ALFREDO PALERMO JUNIOR

palermojr@hotmail.com

São Paulo

_____________________________

Nivelando por baixo

Absurda a explicação do diretor-geral da Aneel sobre a ineficiência da Eletropaulo. Dizendo que há piores prestadoras de serviços públicos, o nada diligente fiscalizador nivela por baixo, tirando-nos qualquer esperança de melhora. Não precisamos de índices. Todos nós, paulistanos, vemos o serviço se deteriorando ano a ano. As interrupções de fornecimento de energia são mais frequentes do que nunca, a empresa não tem um atendimento telefônico eficiente e as agências de atendimento regionais foram fechadas. Pior, há esse ridículo índice FIC/DIC, que o entrevistado menciona e nada mais é que um convite ao mau serviço, pois também nivela por baixo. Essa entrevista devia envergonhar o governo federal, seria o mesmo que o ministro da Saúde abonar o péssimo serviço de saúde pública do Brasil alegando que em Serra Leoa a saúde está pior!

CLODOMIRO V. PORTO FILHO

cvporto@terra.com.br

São Paulo

_____________________________

Dá para entender?

Não entendo mais nada. Nas duas últimas eleições o grande mote do pessoal do PT foi atacar os adversários como privativistas. Agora que o governador de São Paulo (PSDB) sugere intervenção (merecida) na AES Eletropaulo, eles (PT) não aprovam. É, gente, bom mesmo é intervir na Vale, que tem lucros astronômicos e garante empregos maravilhosos.

MAURÍCIO LIMA

mapeli@uol.com.br

São Paulo

_____________________________

PROGRAMA ESPACIAL

Busca da competência

É de espantar a matéria publicada ontem (A4). Assuntos científicos e tecnológicos do porte do Programa Espacial Brasileiro nem sequer deveriam passar perto de nomes de partidos, sejam quais forem, governo ou oposição. Deveria, sim, haver uma permanente busca dos mais competentes, desde os bancos escolares. Será que vivemos em outro planeta??

SILVESTRE PAIANO SOBRINHO

spaiano@uol.com.br

Belo Horizonte

_____________________________

PRESAS SEM ADVOGADO

OAB-SP

O editorial Presas sem assistência jurídica (15/6, A3) expõe denúncia sobre a situação em que se encontra parte das mulheres apenadas no Estado de São Paulo. Faz, no entanto, ilação equivocada ao atribuir a falta de atendimento jurídico a parcela das presas a uma "acirrada discussão corporativa entre a OAB e a Defensoria Pública" (DP). Primeiro, é importante destacar a relevância do trabalho realizado pela Funap, criticada injustamente pela DP. A Funap assiste os presos, contribuindo com a justiça e a cidadania, pois ali se dedicam abnegados colegas que trabalham em defesa dos presos, com afinco e competência. Segundo, a divergência entre a OAB e a DP (hoje com 500 defensores) refere-se à obrigatoriedade de inscrição na entidade para atuar como defensor, o que é obrigatório por lei, pois para tomar posse na DP é preciso estar inscrito na OAB. Terceiro, é equivocado afirmar que a OAB-SP "defende a ampliação do convênio com a PGE". Na verdade, queremos dar melhores condições aos 50 mil advogados inscritos nesse convênio, que se dedicam à defesa do carente com competência e muito empenho, quase como num gesto de caridade, uma vez que depois de quatro ou cinco anos de assistência num processo ele recebe um honorário vil, em torno de R$ 500, arcando com todas as despesas para esse trabalho, enquanto um defensor público pleiteia salário referência de R$ 18 mil por mês, fora toda a infraestrutura paga a eles pelo Estado. Tudo isso é profundamente injusto e vamos continuar o nosso trabalho para que seja reparado!

LUIZ FLÁVIO BORGES D"URSO, presidente da OAB-SP

presidência@oabsp.org.br

São Paulo

_____________________________

Defensoria Pública

Em relação ao editorial Presas sem assistência jurídica, a DP-SP esclarece que o debate sobre o modelo constitucional de assistência jurídica gratuita não impede o esforço conjunto de todas as entidades voltadas para a defesa de direitos e a garantia do amplo acesso à Justiça - não havendo, nesse aspecto, conflito entre a DP e a OAB-SP. A força-tarefa nos presídios femininos demonstra o comprometimento da DP com a garantia de direitos e a defesa da dignidade humana. Ressalto que o Executivo estadual tem se mostrado sensível à necessidade de ampliação da estrutura da DP, tendo criado no último ano cem cargos de defensor. As situações verificadas nos estabelecimentos prisionais femininos demonstram ser imprescindível, ao lado do investimento público necessário, um olhar diferenciado dos juízes sobre a concessão de benefícios legalmente previstos.

DANIELA SOLLBERGER CEMBRANELLI, defensora pública-geral do Estado de São Paulo

Imprensa@defensoria.sp.gov.br

São Paulo

_____________________________

Judiciário, mea culpa

É verdade que a disputa por primazia entre a OAB e a DP resulta em mau atendimento às mulheres nas cadeias. Mas é verdade também que as ilegalidades constatadas na primeira parte do mutirão da DP foram tanto nos processos atendidos pela defesa pública quanto por particulares: a falta de qualidade técnica ou de compromisso com a defesa não é exclusividade nem de um nem de outro. Além disso, há que se aprofundar nos dados da pesquisa para saber ao certo o que significa dizer que "74% das mulheres presas não têm advogado constituído", pois isso leva à falsa ideia de que uma pessoa pode ser presa, processada e condenada sem ter defensor. Pouco importa se dativo, público ou particular. A diferença está no empenho de cada um para a garantia da ampla defesa e do contraditório eficiente. Afinal, a última palavra é dos juízes. Se ilegalidades foram encontradas (e são encontradas em todo o País, todos os dias), caberá ao Judiciário fazer o mea culpa e rever seus quadros, mantendo só os vocacionados para atuar na área criminal. Do contrário, teremos um mutirão atrás do outro e nenhuma solução. Até lá, as mulheres presas, seus filhos e parentes continuarão invisíveis para o Estado.

SONIA REGINA ARROJO E DRIGO, advogada, integrante de grupos que atuam em defesa de mulheres encarceradas, membro do Conselho da Comunidade da Vara das Execuções Penais da Capital

soniadrigo@uol.com.br

São Paulo

_____________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.835

TEMA DO DIA

Para Collor, sigilo é "questão de Estado"

Ex-presidente diz que defesa de documentos históricos em segredo "não tem conotação pessoal"

"Ah, claro, Collor. Afinal, que interesse teria o senhor no sigilo desses documentos, não é mesmo?"

JUCENBERG NASCIMENTO

"Só se esconde algo quando se teme a descoberta do que é ilícito. Será que é por isso que eles são contra?"

FERNANDA JORGE

"Ah, tá... E eu sou brasileiro e gosto de ser enganado na cara larga!"

FABIO ABEL

_____________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

UM PASSO

 

 

Parece que fuma! É Supremo ou está "alto"? Com essa decisão o STF justifica todas suas decisões estapafúrdias e prova que a justiça é cega! E nada podemos fazer a não ser mudar de país? Claro que a marcha não precisa ser apologia, mas que é um passo não tem a menor dúvida. Dificulta-se o uso do tabaco porque faz a mal a saúde do usuário e facilita-se o uso da maconha que não faz mal só a si próprio, mas estimula-se o crime! Ó Supremo!

 

 

 

Cesare Morosini cesare@listasinternet.com.br

Guarulhos

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

RESIGNAÇÃO

 

 

 

 

 

 

O parecer do STF foi muito bem baseado. Agora é só aguentar o cheiro da marofa.

 

 

 

 

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESTADO CONFUSO

 

 

Enquanto a bandidagem dá um show de criatividade e inovação, sobrepujando a inteligência policial (e dá mesmo: saidinhas de banco; assaltos a joalharias; explosões de caixas eletrônicos; assaltos em campus universitários; arrastões em restaurantes etc.) e segue impunida, a polícia prende bombeiros que político inábil (governador do Rio) desqualifica-os e os rotula de vândalos. Enquanto isso o STF consagra decisões de políticos inábeis e imprudentes que liberam terroristas assassinos e, em ato contínuo, legaliza a maconha, abrindo assim precedente para a liberação das demais drogas se visto sob o mesmo argumento constitucional. Concomitante o Congresso a tudo assiste e dissimula legislar. Mantêm um Código de Processo Penal e um Estatuto da Criança e Adolescente obsoletos e ultra protecionistas, que blindam e privilegiam os que delinquem. Um estímulo à criminalidade! Um estado de anarquia geral no que concerne a segurança. Os valores estão invertidos: cidadãos presos e marginais livres, agindo e reincidindo impunemente. E assim caminha a população sem rumo, desassistida, acuada, ludibriada por políticos e autoridades que quando não corruptos são inconsequentes, omissos e relapsos no cumprimento do seu ofício, raríssimas exceções.

 

 

 

 

 

 

J. Hildeberto Jamacaru de Aquino hildebertoaquino@yahoo.com.br

Russas (CE)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

TUDO ERRADO

 

 

 

 

 

É impressão minha ou está mesmo tudo errado nesse Brasil? Um terrorista internacionalmente reconhecido é posto em liberdade por conta da total compatibilidade existente entre seu perfil ideológico e o dos "companheiros" que atualmente detêm o poder no País, marchas que fazem apologia do uso de drogas, ato ilícito segundo as leis brasileiras, são liberadas em nome da liberdade de expressão - nota à margem: tudo isso com a anuência do STF! -, o governo federal flerta com sigilo eterno de documentos oficiais para proteger fieis aliados como Sarney e Collor - ambos protagonistas na lista dos piores presidentes que já passaram pelo Planalto...Isso pra não mencionar o projeto aprovado pela Câmara que coloca em segredo os orçamentos de obras para a Copa e para a Olimpíada sob responsabilidade de entes públicos. Onde está o compromisso com a moralidade, decência, transparência? Ah, sim, estamos sob um governo petista. Está explicado.

 

 

 

 

 

Henrique Brigatte hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MARCHAS

 

 

 

 

 

Pensando nas várias marchas de um veículo, esse movimento começa com a 1ª marcha, divulgando essa erva cannabis sativa; a 2ª marcha, será angariar mais adéptos ao grupo de consumo;a 3ª, criará empreendedores no fornecimento dessa substância: por fim, a última marcha, será à ré, ou seja, o fim da pessoa humana, da família, e da própria sociedade.

 

 

 

Aloisio Pedro Novelli celnovelli@terra.com.br

Marília

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É DROGA?

 

 

 

 

 

 

Afinal maconha é droga lícita ou ilícita? O cigarro é sobejamente conhecido como um grande mal à saúde, será que a maconha é diferente? Alguns entendem que a sua liberação seria um bem, mas só para fins medicinais. Em breve o STF estará liberando outras "marchas", são tantas as drogas, é um gravíssimo precedente. Seria uma maneira de controle populacional, com o extermíneo de pessoas? Os oito ministros que aprovaram a "marcha da maconha" não tem filhos ou netos? No entanto dão a demonstração de um péssimo futuro para os nossos jovens. Os nossos valores humanos estão mudando para muitíssimo pior, liberou geral! Começamos a ficar em dúvida, será que a maconha é droga?

 

 

 

 

 

M. Teresa Amaral mteresa0409@estadao.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PARABÉNS AO STF

 

 

 

 

 

 

Quero parabenizar aos membros do STF pela decisão a favor das manifestações sobre o uso da maconha. Importante ressaltar que não se trata de apologia ao uso e sim de apoio à discussão. Aliás, debate que deve ser ampliado à utilização do álcool e do tabaco, sempre com o objetivo de pensarmos sobre o significado do uso de drogas na sociedade, não importando se são legalizadas ou não. O problema nunca é a substância em si, mas a capacidade humana para lidar com os riscos envolvidos.

 

 

 

 

 

 

 

Fernando F. Tavares de Lima, dr. em Psicologia da Educação fernando@netpsi.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DESRESPEITO

 

 

 

 

 

 

 

 

É inacreditável que autoridades do Judiciário brasileiro tenha se manifestado favorável a marcha da maconha. Este é o fim da picada;. fazer apologia a crimes pelo uso da maconha é desrespeito total a educação.ainda imatura deste povo. O uso indiscriminado da erva até o momento é proibido.. A marcha da maconha é imoral. O que diremos com a sua liberação? Há aqui um desagrado de 90% da população um desrespeito total às famílias de bem e a toda sociedade civil deste País.

 

 

 

 

 

 

 

Antonio Rochael Jr. antoniorochael@gmail.com

Iguape

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ATUALIZAÇÃO

 

 

 

 

 

 

 

 

Depois da última do STF, sugiro que o MEC atualize sua cartilha "Por uma vida melhor" com a seguinte frase "Nós pega o peixe e depois nós vai descançá fumando um baseado causa de que os homi liberô geral".

 

 

 

 

 

 

Thomaz Oscar Marcondes de Souza Netto marcondesnetto@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

 

 

 

 

 

 

Não acredito! O STF autoriza a marcha pró maconha defendendo a liberdade de expressão... Por favor, me ajudem! Há quanto tempo o Estado está sob censura? Cadê a liberdade de expressão?! 420 milhões de isenções fiscais para a construção de um estádio... mas para escolas, hospitais e moradias que é bom...

 

 

 

 

 

 

Marina Letícia Sgaviolli Leticia.pacini@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AS DUAS CARAS DO BRASIL

 

 

 

 

A vice-procuradora da República, Deborah Duprat, recitou sua ladainha a favor da liberdade de pensamento e a legalização da maconha e todos os ministros do Supremo Tribunal Federal falaram "Amem". E, eu pergunto: por quê o Estadão permanece sob censura há quase dois anos? A resposta é óbvia; não interessa ao governo federal tal liberdade.

 

 

Raul S. Moreira raulmoreira@mpc.com.br

Campinas

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A MIL POR HORA

 

 

 

 

 

 

 

O site Último Segundo publicou que o vizinho de João Gilberto, no Rio, vive reclamando do cheiro de maconha que sai de seu apartamento.Ao mesmo tempo,o ex-presidente FHC lança-se numa cruzada nacional contra a descriminalização das drogas. Ambos são senhores de 80 anos!Os vovôs estão a mil

por hora!

 

 

 

 

 

 

J.S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

DROGAS

 

 

 

 

 

Quando estudante de Direito, uma das matérias do curriculum, Medicina Legal, tratava entre outras coisas, - o problema das drogas. Aprendemos que a diferença entre a droga e o medicamento é a dose. Demasiadamente faz mal. Uns goles de vinho às refeições faz bem. Nesse caso, - uns tragos de maconha, também.

Naquele tempo, os estudos mostravam que nem a maconha como a cocaína provocavam dependência física ( aquela que o próprio organismo pede ); eram vícios psíquicos. Hoje os estudos mostram diferente, mas o álcool que comprovadamente, desde sempre, provoca dependência física, é tratada pelas autoridades policiais e médicas com desdém. Desta forma, droga por droga, deveriam ser tratadas da mesma maneira.

 

 

 

 

 

 

Cesar Maluf malufcesar@googlemail.com

São José do Rio Preto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

‘FUMUS BONI IURIS’

 

 

 

 

 

 

Se o STF optou literalmente por esse princípio em favor de campanhas pró-maconha a título de assegurar a liberdade de expressão, como se explica a censura mantida ao Estadão, cuja luta pelo mesmo tema exala fumaça de muito melhor qualidade?

 

 

 

 

 

Lafayette Pondé Filho lpf41@hotmail.com

Salvador

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

MARCHA DA MACONHA

 

 

 

 

 

 

O Supremo Tribunal Federal (STF) liberou a Marcha da Maconha. Encheram o peito e disseram: "Nenhuma lei pode se blindar contra a discussão de seu conteúdo". Encheram ainda mais o peito para dar o desfecho heroico: "Nem a Constituição". Outro ministro disse que "a liberdade é mais criativa que qualquer grilhão...". O Supremo abriu as portas para tudo, agora tudo é lícito. Se liberaram a Marcha da Maconha, liberaram, inclusive, a propaganda de seu uso. Se o Supremo não quer isso, por que liberou? E agora? E se eu quiser fazer a Marcha da Cocaína? Se eu tentar convencer o povo a utilizar a cocaína? Há quem vá proibir? Se houver, então invoco a decisão de nosso corte suprema. Por que não a marcha da pedofilia? E a marcha favorável a quem usa o narcotráfico para sobreviver? Parafraseando Dostoievski: se Deus não existir, tudo é permitido (Crime e Castigo). Se liberada a propaganda da maconha, todo o resto está liberado... Não sou contra nem a favor, mas cuidado...

 

 

 

 

 

 

 

Isnard Camara de Oliveira ungoa@uol.com.br

Bragança Paulista

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O ENDEUSAMENTO DE UMA PROMESSA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assisto e leio no rádio, jornal e TV, diariamente, a vasta maioria da mídia brasileira, endeusando o nosso maior jogador de futebol do momento, segundo êles. No jogo de ontem, onde mais uma vez não fez nada, encontraram até uma mão naquilo para justificar uma inútil jogada. Aí vem o papai Muricy e fala que o rapazinho não pode ser molestado, pois joga no limite e pode ficar magoado. Apesar de não ser santista, torço muito para o sucesso desse rapaz, porém, nunca o ví jogar essa bola que dizem jogar para justificar a fama e os altos ganhos, principalmente, contra os grandes times brasileiros ou enfrentando Palmeiras, Sao Paulo e Corinthians. Já fizeram até a ridícula e absurda comparação dele com o Pelé, Romário e o Messi. Duvido se o penalty e o gol ocorridos a favor do Penarol, fôsse aquí no Brasil a favor do Santos, que todos teriam a maior certeza de que realmente aconteceram. Fica difícil ter que engolir chulos e fúteis comentários que não condizem com a verdade visualizada. Se é êsse o limite do rapaz, segundo o próprio treinador, que o Santos faça dinheiro enquanto é tempo.

 

 

 

 

 

 

 

 

José Alberto de Paiva alpai12@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

O FACTOIDE DE MANTEGA

 

 

 

 

 

 

 

O ministro Mantega anunciou, cheio de si, que o Risco Brasil está abaixo do americano. Faltou só dizer que comparou bananas com cavalos. O índice usado por ele, o Credit Default Swap (CDS) não é o melhor para esse tipo de avaliação. O melhor parâmetro seria o tradicional 'risco país', conhecido por EMBI (Emerging Markets Bond Index). Os Estados Unidos não podem ser avaliados por esse índice, justamente porque ele mostra o diferencial de risco de um título público de algum país em desenvolvimento em relação aos papéis do Tesouro americano, que não têm risco algum. Mantega também não explicou que o 'fato histórico' não significa uma melhora da economia brasileira, mas sim uma situação pontual de indefinição da economia americana. Dá para levar o factóide de Mantega a sério?

 

 

 

 

 

 

 

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

SEGURO OBRIGATÓRIO

 

 

 

 

 

Todos os anos, milhões de proprietários de veículos são obrigados a pagar o DPVAT, a prestação deste serviço público é repassada a empresas privadas. Já se passaram mais de 9 meses que eu fui atropelado por um micro ônibus de uma cooperativa do PCC no bairro da Mooca, na av. Paes de Barros, área do 18ºDP e até hoje não recebi nem o dinheiro dos remédios, apesar de ter levado o Boletim de Ocorrência, as receitas, as notas fiscais, o relatório do Hospital Santa Casa, vários relatórios de médicos que me atenderam, vários relatórios do IML e o último conclusivo dizendo das lesões graves e de que ainda estou em tratamento médico. O governo não exige do DPVAT o cumprimento do direito da vítima de receber o seguro e nem fiscaliza o pagamento do serviço, em monopólio econômico somente a empresa ter ceirizada ganha com o sistema, a vítima é tratada como otária. Primeiramente, com propaganda enganosa, eles dizem que é tudo muito simples é que você mesmo pode fazer o processo sem contratar nenhum advogado, bastando levar o boletim de ocorrência e os recibos das dispensas médicas e em 48 horas o dinheiro será depositado em sua conta bancária, basta, também, levar os relatórios médicos e o laudo do IML para que eles paguem em 30 dias o seguro por danos físicos causados no acidente. Tudo mentira! Fui ao PROCON para reclamar do mau atendimento do DPVAT, lá me informaram que eles recebem muitas reclamações, mas que não podem fazer nada porque não se trata de venda e sim de um sistema imposto pelo governo, e me encaminharam para a Justiça Federal que também está ciente das quadrilhas que operam o sistema, e me orientaram a procurar um Juizado de Pequenas Causas para entrar com uma Ação Liminar pedindo o pagamento por necessidade financeira, e outra ação cobrando multa por atraso no pagamento e danos morais. Os cidadãos brasileiros precisam cobrar de seus representantes políticos uma CPI FEDERAL sobre o Seguro Obrigatório e uma orientação de como reclamar do sistema visto que eles orientam a não contratar advogados, eles ficam com todos os documentos originais o que dificulta uma ação criminal e civil contra os próprios. Observo ainda a existência de um grande número de advogados que se alimentam do referido seguro onde só ganham os donos da seguradora.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Francisco Carlos Ferreira Anéas francisco.aneas@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRESAS SEM ASSISTÊNCIA

 

 

 

 

 

 

 

O 'Estadão' fez uma boa reportagem mostrando a ausência da devida assistência judiciária ás mulheres presas, em São Paulo. Mutirão realizado pela Defensoria Pública (DP/SP) em presídios femininos constatou que 36% das presas já haviam cumprido suas penas e já deveriam estar soltas. Centenas de habeas corpus e pedidos de progressão de regime foram feitos pela DP/SP ás Varas das Execuções Criminais, após o mutirão. Apesar da abnegação e do enorme esforço realizado pela DP/SP, o fato é que há um número ínfimo de defensores públicos no Estado : apenas 500 para uma população de mais de 40 milhões de pessoas. Para dar conta da demanda, precisaríamos do tripo de defensores, sendo que hoje a maioria das cidades paulistas não conta com nenhum. O governador do Estado e a Alesp deveriam terminar com o convênio da DP/SP com a OAB/SP, que consome milhões de reais aos cofres públicos, com resultados pouco satisfatórios, como se viu no mutirão. Somen te com uma DP/SP forte e bem estruturada, é que teremos assegurada a assistência judiciária de qualidade para todos, assim como a cidadania, inclusão social e a defesa dos direitos humanos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Renato Khair, defensor público renatokhair@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

PREJUÍZO DO POVO

 

 

 

 

 

 

 

Mais uma prefeitura que os vereadores dão a si próprios um aumento de 100%, agora foram os políticos da Cidade de Jacareí, já perdemos as contas, quantas vezes isso já aconteceu. Enquanto isso os funcionários públicos, que realmente servem ao público como o Bombeiros, Professores, Enfermeiros, Policias, Delegados e Servidores etc.,são humilhados com salários baixos. Nem a lei federal da isonomia, onde os salários não devem ser diferentes dentro do pais, entre as mesmas classes profissionais, direitos iguais de salários para o mesmo serviços. Muitos políticos costumam dizer, o que a população tem que ver com as greves, que isto só prejudica o povo, o que não é verdade basta ver os erros nos órgão públicos, com baixos salários. Os mais qualificados estão pedindo demissão, principalmente nas universidades, e procurando empresas particulares, professores, médicos, enfermeiras e servidores concursados, com isso estão abrindo uma lacuna com serviços de funcionários improvisados ou seja" terceirizados" e com isso aumentam os administradores corruptos, sem responsabilidade. Basta verificar o quanto aumentaram os erros nos órgão públicos, alguns até com mortes outros com milhões de prejuízo como nas gráficas das provas do Enem. A nação anseia por um decreto, da Presidenta Dilma será que é a única esperança.

 

 

 

 

 

 

 

 

Anderson Aparecido dandersonaparecido@yahoo.com

Hortolândia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FALTA DO QUE FAZER

 

 

 

 

Sem que tivesse havido consulta popular a Câmara Minicipal de São Paulo , por 33 votos a favor, 4 contrários e mais 4 abstenções, mudou o nome do viaduto da Marginal Tietê, intitulado Milton Tavares de Souza, general que durante o governo militar comandou o centro de Informações do Exército, e que agora passou a se chamar Domingos Franciulli Netto. Quanta relevância... Espanta-me com que facilidade estes edís passam uma borracha na História...aliás, este é um país que acabará sem História, pois quando estes que aí estão não escondem documentos atraves de sigilo eterno, passam um borrachão em tudo que lhes incomoda . Eu pergunto se tais mudanças de fundo meramente ideológico podem ser feita numa cidade que não pertence aos vereadores - que simplesmente estão de passagem - à revelia da população... Além do mais, ao tratar com tanta urgência este assunto, mais parece que a cidade está tinindo de perfeição. Que falta do que fazer...

 

 

 

 

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

COLAPSO EM SÃO PAULO

 

 

 

A cidade de São Paulo está à beira de um colapso nos setores de transporte, saúde, segurança, habitação, desenvolvimento e outros mais. As pessoas que aqui vivem também estão sofrendo por demais com tudo isto: stress, angústia, doenças respiratórias, do coração, pânico, depressão, cansaço e outras causadas pelos desconfortos que a cidade vem apresentando. Alguma medida em caráter de URGÊNCIA tem que ser tomada.

Por que então não mudar a capital para o interior do estado? Pensem nisso. São Paulo precisa descentralizar. imaginem se a capital federal ainda estivesse no Rio de Janeiro. A construção de Brasília gerou muitas e muitas polêmicas. Hoje se conclui que foi a solução correta tomada. São Paulo também precisa de uma solução semelhante. Precisamos lutar e fazer algo por uma São Paulo melhor e com muita, muita urgência. A solução pode estar na mudança da capital para o interior do Estado. Ajudem a construir esta ideia e torná-la concreta. São Paulo precisa de nós.

 

 

 

 

Marta Lucia Dias martaluciadias@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AEROPORTO DE CUMBICA

 

 

 

 

 

 

Se pelo menos UMA das promessas para Cumbica fosse cumprida, estaria feliz. O estacionamento - prometido para dezembro de 2010 - continua um caos. Do "aeropuxadinho" nem sinal de reforma. Não há sequer bancos suficientes nas áreas de embarque ou de checkin. Os banheiros continuam entupidos e os serviços da InfraERRO continuam um lixo. Por fim, os pelegos da CUT preparam uma greve CONTRA a "privatização" do aeroporto. É a política do "quanto pior, melhor".

 

 

 

 

 

 

 

 

Hermann Wecke

São Paulo

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RUMO À DITADURA

 

 

 

 

 

Mais uma do PT: na surdina e no último minuto, inclui um texto que impoe sigilo absoluto aos orçamentos da Copa e da Olimpíada. Qual a razão disso? Essa manobra vil é um prato cheio para políticos, lobbystas, empresários acostumados com a corrupção. E a ministra Ideli Salvatti diz ainda que faz isso em nome da sociedade... Discordo. Para o povo a transparência com o dinheiro público é o mínimo que o governo deveria demonstrar. Temos apenas que pagar os impostos e abaixar a cabeça?

 

 

 

 

 

 

Sérgio Aparecido Nardelli sergio9@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

FARRA OFICIALIZADA

 

 

 

 

 

 

Escancararam a porteira. Agora a farra com o dinheiro público está oficializada. Foi aprovada pela Câmara, de madrugada, a MP que flexibiliza as regras para as obras da Copa de 2014 e para as Olimpíadas de 2016. Como sempre, estas manobras contra o bolso do povo são aprovadas de madrugada. O pior é que pela MP que criou o RDC - Regime Diferenciado de Contratação Pública - não exige mais da empresa a apresentação de projeto detalhado para participar da licitação. O projeto terá que ser feito após se declarar o vencedor. Isto permite a contratação "no escuro", sem um projeto detalhado. Bem, era o que as empresas de engenharia queriam, e conseguiram. Atrasam-se deliberadamente as obras, o projeto, para depois, vendo que o atraso só poderá ser recuperado com contratação sem licitação ou sem muitas exigências, imporem as condições. É assim há anos. Para mim isto já é ser conivente com a situação, pois se ocorre sempre e ninguém faz nada é o quê? Falam dos governos militares. Não sou saudosista, nem os apoiei. Pode até ser que ocorresse o pior, mas não me lembro de escândalos e corrupções com o dinheiro público como estou vendo com os governos civis.

 

 

 

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

SIGILO DIFERENCIADO

 

 

 

 

 

 

 

Essa companheirada perdeu o pêlo mas não o vício. Eleitos democraticamente vão implantando o seu regime preferido: o de exceção. Sigilo eterno de documentos oficiais e a aprovação de uma MP pela Câmara regulamentando o projeto e execução de obras públicas dispensando licitação para Copa e Olimpíadas e implantando o sigilo de seus valores à opinião pública, lei flagrante inconstitucional. Com a palavra a oposição inerte e agora também anestesiado pela aclamada carta seu único político de expressão atuante, o vaidoso ex-presidente FHC que caiu na esparrela de acreditar piamente nas palavras ali contidas.

 

 

 

 

 

Nelson Gomes Affonseca Jr. nelsonaffonseca@uol.com.br

Cordeirópolis

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

APROVEITADORES DE OCASIÃO

 

 

 

 

 

 

 

O governo ao acenar com o "Regime Diferenciado de Contratação", por cima, via MP, para resolver seus problemas de notória incompetência na infraestrutura, incentiva a falta de parcimônia com o dinheiro público embaixo. Nenhum empresário sério vai entrar na ingênua pretensão da Secretaria de Aviação Civil de ter os aeroportos de Guarulhos, Campinas e Brasília até 2014, restando assim a vala comum dos aproveitadores de ocasião que estão fazendo história nesses anos de PT no governo.

 

 

 

 

 

 

 

Francisco José Sidoti fransidoti@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

AGORA É OFICIAL

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Medida Provisória - MP 527 - que altera e flexibiliza dispositivos da Lei de Licitações (8.666/1993) para as obras da Copa e Olímpiadas, oficializa tudo, que bom, que bom! Agora o roubo, assalto aos cofres públicos, a improbidade, a corrupção estarão institucionalizados? O governo quer manter SIGILO dos orçamentos, a mídia e o povo ficam IMPEDIDOS de saber, só os orgãos de controle...Que controle? As "torneiras" estarão abertas para os "super ou hiper" faturamentos, como somos nós - os "trouxas" - que pagamos, o que fazer? É imposição? É legal? Temos que aceitar passivamente? Pelo visto desta vez a multiplicação do patrimônio, em curto prazo, não será exclusividade do Palocci, agora é oficial.

 

 

 

 

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

SIGILO ORÇAMENTÁRIO

 

 

 

 

 

 

 

 

O governo federal, em última hora incluiu um novo testo na (MP) Medida Provisória número 527 e rsolveu mater em sigilo ente os próprios órgãs federais, estaduais e municipais os orçamentos da Copa de 2014 e para a Olimpíada de 2016. Com isso, os contribuintes estão proibidos de acompanhar e conferir os possíveis super-fatramentos que pinta nessas grandes e várias obras, um tentativo filé mignon para os políticos e suas grandes amigas empreiteiras que arruinam a economia nacional. Só estava faltando essa para completar o governo petista.

 

 

 

 

 

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

NÓS JÁ SABEMOS, SENADOR

 

 

 

 

 

 

 

Assim como todos nós temos nossos segredos, os governos também precisam ter os seus sigilos preservados. Isso já vem sendo discutido à exaustão deste as primeiras revelações do site "Wikileaks". Concordo plenamente com o senador Sarney, em manter sigilo eterno para documentos ultrassecretos do governo brasileiro. De mais a mais, não será a quebra de sigilo de alguns documentos que revelará as falcatruas e maracutaias praticadas pelos maus governantes. Esses, todos nós já estamos cansados de saber quem são, não é senador?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

FALAM DEMAIS, AGEM DE MENOS

 

 

 

 

Há uma profunda restrição aos políticos com razões de toda espécie! Mas os que criticam, deviam ao mesmo tempo, apresentar uma alternativa aos políticos! Se não forem eles, quem seriam os governantes? Qual seria o processo de escolha? Quais outras instituições teriam que ser formalizadas? E o papel do cidadão nesta nova conjuntura? Os que tentam ser simplistas nestas questões não colaboram em nada para resolver os problemas - falam demais e agem de menos!

 

 

 

 

Eugênio José Alati eugeniojosealati@yahoo.com.br

Campinas

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

LUZ NO FIM DO TÚNEL

 

 

 

 

 

 

Os fatos escancaram que Dilma Roussef pretende não sómente criar um novo estilo de governo, mas libertar-se de amarrras ideológicas estereotipadas e da pretensão angélica dos petistas e de seu líder máximo, de cuja altivez vitupérica sempre emanou o delírio descalabroso de que a história do Brasil começou com a ascenção de um bravo metalúrgico ao cargo mais elevado. Dilma, com sua carta correta e amável ao Presidente Fernando Henrique, liquidou com um insconsciente coletivo partidário, cheiro de ira e ódio dessarazoados, que fez muito mal ao País.

 

 

 

 

 

 

 

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GOVERNO X BASE ALIADA

 

 

 

 

Por trás de todo esse descontentamento dos políticos de Brasília com a articulação governamental está o interesse próprio e paroquial de cada um na liberação de verbas para suas emendas orçamentárias. E não vai aí, pois, nenhum interesse republicano. Assim se vê como lhes incomoda quando o governo lhes atrasa o "soldo". Quanta indignação! Estranho, contudo, que quando se propõe emenda Constitucional para aumentar o calote dos precatórios, ou seja, quando se posterga "ad infinitum" o pagamento daquilo que é devido pela administração ao cidadão comum, não há sequer pruridos por parte desses mesmos senhores que, segundo a lenda, lá estão investidos do mandato parlamentar para NOS representar.

 

 

 

 

 

 

 

Xisto Rangel xalbarelli@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ASSINATURAS

 

 

 

 

Como sempre faz, Gilberto Kassab na Prefeitura só trabalha em prol de benefícios próprios. Agora utiliza a máquina da Prefeitura para colher assinaturas que garantam a criação de seu partido. É uma vergonha, Sr. Kassab!

 

 

 

 

 

 

 

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MISTÉRIO NO PSD

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Até eleitor morto está dando assinatura ao PSD?

 

 

 

 

 

 

Cícero Sonsim c-sonsim@bol.com.br

Nova Londrina (PR)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A COISA PÚBLICA

 

 

 

 

 

 

 

Sem dúvida que as leis já existentes precisam ser aplicadas àqueles administradores públicos que usam os bens de todos os contribuintes em benefício próprio. Centenas de homens públicos, neste país, têm confundido a coisa pública com bens de seu domínio particular, utilizando servidores para realizar tarefas particulares, inclusive, como é o caso noticiado de coleta de interessados no ingresso do Partido do Kassab. Partidos políticos sem nenhuma filosofia, com integrantes que usam a coisa pública em seu benefício, não poderão nunca levar o Brasil a bom e satisfatório futuro. Na verdade, não se pode brincar com ideais e com a ética que sempre deve presidir os atos do administrador da coisa pública.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

José Carlos de Carvalho Carneiro carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

USA AND BREZIL

 

 

 

 

 

 

 

É gritante a diferença entre um país civilizado de Primeiro Mundo e o país do Faz de Conta. Num a lei é ágil e funciona, é para todos e noutro a lei é lerda, cega e não funciona, os rigores são só para alguns. Num o mais poderoso chairman do FMI, potencial presidenciável da França, devido à denúncia sexual de uma camareira de hotel, quando abandonava o país, já na aeronave, foi algemado e preso; teve seu passaporte confiscado e pagou milionária fiança para se manter em prisão domiciliar. Noutro, o amigo do rei, ocupante do principal ministério do Faz de Conta, o caseiro foi defenestrado por informar à mídia da participação do tal ministro a encontros fortuitos numa bela casa no lago; em represália o ministro quebrou o sigilo bancário do caseiro e, devido a grita da imprensa/opinião pública, pediu demissão do cargo, livre e solto, mas o banco pagou o pato: penalizado com multa pela quebra de sigilo; em seguida, o amigo do rei foi eleito deputado, reintegrado a outro importante ministério, mas aprontou novamente e, sem saída, teve que renunciar - outra vez, agora mais rico, vai ficar impune Em tempo: o caseiro está há cinco anos desempregado.

 

 

 

 

 

 

Humberto Schuwartz Soares hs-soares@uol.com.br

Vila Velha (ES)

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CARTÃO VERMELHO

 

 

 

 

 

 

 

Bem dado o "cartão vermelho" pelo Estadão ao primeiro ministro italiano, Silvio Berlusconi, pelas suas peripécias, quer no setor político, quer no setor de conquistador feminino. Pelo resultado já previsto antes da contagem dos votos do último pleito eleitoral italiano e, também, por ter perdido o referendo de domingo e de segunda-feira sobre quatro leis por ele promulgadas, tudo bem comentado e comprovado pelo editorial do Estadão, leva a crer que desta vez Berlusconi será posto de escanteio. Reforça a concessão do cartão vermelho o caso da menor marroquina Ruby Rouba-Coração. Será que este caso não concorrerá para que o cargo também seja "roubado"? O nome vermelho da desejada (Ruby) justifica a cor do cartão. Como diz o editorial já referido, dificilmente o mandato de Berlusconi irá até abril de 2013, uma vez que é duvidoso que lhe seja mantido o apoio que a direitista liga norte lhe vem dando e também o recente caso com a marroquina. O que é um fato inédito é que Berlusconi sofreu um beliscão político que jamais esperava!

 

 

 

 

 

 

 

 

Antonio Brandileone abrandileone@uol.com.br

Assis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

PRENDE E SOLTA

 

 

 

 

Está mais do que na cara que os picaretas que se dizem defensores dos "sem-terra" só andam atrás de dinheiro público. A verba destinada à Reforma Agrária sempre esteve nas mãos dos espertalhões. Agora foi a vez de José Rainha ser preso pela Polícia Federal. Não é a primeira vez que o sujeito é preso. Como se vê, a justiça prende e depois solta o meliante. Gostaria de ver se não houvesse dinheiro público sendo esbanjado, se esse cidadão estaria à frente do MST em defesa dos sem terra. Cabe ao governo tomar medidas mais eficazes e fiscalizar bem de perto o que ocorre no campo e punir severamente essa quadrilha. Em quase todas as invasões a propriedades quem sai perdendo são os donos das terras. O grupo de baderneiros age ao arrepio da lei e fica tudo por isso mesmo. Até quando?

 

 

 

 

 

 

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

QUEM TEM PADRINHO...

 

 

 

 

 

 

 

O líder sem-terra José Rainha Jr. foi preso pela Polícia Federal (PF) na manhã de ontem na região de Presidente Prudente sob a acusação de envolvimento em desvios de verbas destinadas a assentados no Pontal do Paranapanema. Vale lembrar que já foi condenado anteriormente por furto em fazenda, apropriação indébita, extorsão contra os assentados, além dos delitos de estelionato, peculato, formação de quadrilha e homicídio. De acordo com a PF, a investigação apontou que o grupo utilizou associações civis, cooperativas e institutos para se apropriar ilegalmente de recursos públicos destinados a manutenção de assentados em áreas desapropriadas para reforma agrária. Como ultimamente o Brasil virou o paraíso de bandidos com o aval de LuLLa, vale recordar o que elle dizia sobre Rainha: "E quero dizer para o Zé Rainha que, muitas vezes, Zé, as pessoas têm... Eu já vi gente com medo de ficar perto do Zé Rainha, porque o Zé Rainha é perseguido, de vez em quando é preso. E eu quero dizer aqui, como presidente da República, Zé, o seguinte: você não é um companheiro de primeira hora, você é um companheiro que eu conheço há muitos anos, há muitos e muitos anos. E eu sei que quando eu deixar de ser presidente da República, muitos que hoje são meus companheiros, não serão mais, mas você, certamente, continuará sendo meu companheiro."Será mais um que, quando sair da cadeia, encontrará abrigo em algum imóvel do "cumpanheru LuLLa", igualzinho ao Battisti, que hoje vive luxuosamente num imóvel do "cumpanheru Grenghald".

 

 

 

 

 

 

 

 

Maria Eloiza Rocha Saez m.eloiza@gmail.com

Curitiba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O PROCESSO PENAL E O TEMPO

 

 

 

 

 

 

Duas modalidades de homicídio: de um lado um doloso (do jornalista); e de outro três culposos (do futebolista). Embora diversa a natureza jurídica dos crimes praticados por Pimenta Neves e por Edmundo, eles têm em comum a circunstância tempo: atingir o fim do procedimento penal para se dar início à execução da pena aplicada, ou seja, o responsável vir a sofrer a punição fixada, esse desiderato levou mais de uma década. Realmente, tem coisas erradas na legislação processual penal.

 

 

 

 

 

 

 

 

Pedro Luís de Campos Vergueiro pedrover@matrix.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

JUSTIÇA

 

 

 

 

 

 

Finalmente apareceu um juiz Dr. Carlos Eduardo Carvalho de Figueiredo, da Vara de Execuções Penais do RJ, que faz justiça ao mandar prender o jogador Edmundo, quem sabe que sirva de exemplo a outros juízes que faça justiça, ao mandar prender estes criminosos bêbados no volante, que foi o causador de três morte, quantas famílias estão aguardando, na fila da justiça, não que isto vai trazer o ente querido, mais que vai ser mais confortante espiritualmente em ver o criminoso atrás das grade, lembrando que há vários casos que revoltaram a sociedade brasileira, só para lembrar daquele ex-deputado do Paraná Luiz Ridas Carli Filho, que, bêbado ao volante e a mais de 160 Km/h, matou dois jovens, mas até agora escapou das grades da lei será por ser político. As famílias das vítimas e a população esperam justiça.

 

 

 

 

 

 

 

 

Reginaldo de Paula reg.paula@hotmail.com

Campinas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PIZZA

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando alguma figura de destaque na mídia, algum empresário ou político está envolvido em algum processo e a Justiça pode a qualquer momento solicitar a captura e a sua prisão, em nome do bom senso, e para evitar maior desgaste do Judiciário que é considerado pelas classes menos favorecidas uma instituição que protege os ricos e só prende os pobres e negros. Não seria muito mais prático e econômico entrar em contato com o envolvido, comunicar que será solicitada a sua prisão e que o mesmo deve comparecer a determinada delegacia com o advogado, já com a solicitação do habeas corpus e o juiz responsável também deixar preparado o documento, no caso uma liminar e a troca de papéis de faz de forma que não seja necessário equipe de captura com sirenes ligadas acompanhadas por veículos de emissoras de rádio e TV perturbando o já caótico dia dos paulistas? Se vai acabar em pizza, é só combinar o sabor com antecedência e a hora da entrega... Está na Constituição, muito bem elaborada por quem sabia que iria precisar dos atalhos para nunca ser condenado e preso.

 

 

 

 

 

 

Luiz Ress Erdei gzero@zipmail.com.br

Osasco

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

JOGUETES JUDICIAIS

 

 

 

 

 

 

 

 

No reino de Lulala, a Justiça existe para "inglês ver"! O italiano condenado a prisão perpétua na Itália consegue ficar livre e impune. Já o jogador Edmundo, que foi condenado a míseros quatro anos e meio em regime semiaberto, teve a prisão decretada depois que sua pena foi prescrita, numa demonstração por parte do juiz de que no reino de Lulala as leis são meros joguetes e deixaram de ser um instrumento para fazer a Justiça. Uma aberração.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Marcus L. Villar marcoslvillar@zipmail.com.br

Itapevi

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O CRIME E OS LATINO-AMERICANOS

 

 

 

 

 

 

 

Nós podemos abrigar um criminoso italiano e a Bolívia não pode abrigar nossos carros roubados?

 

 

 

 

 

 

 

 

Nelson Carvalho nscarv@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PAGANDO O PATO

 

 

 

 

 

 

Devido ao ato insano de Lulla em manter Cesare Battisti em território brasileiro, contrariando o pedido de extradição feito pela Itália, assistimos a mais uma manifestação de repúdio contra o Brasil, agora, contra os nossos jogadores de vôlei Alison e Emanuel, que disputam o campeonato mundial de vôlei de praia em Roma. Durante a partida foram atiradas laranjas contra nosso jogadores, que assim pagaram o pato, pela diplomacia insana do governo Lulla, e mantida pela presidente Dilma. Assim, repercute no exterior que nosso país é governado por gente que não cumpre e respeita tratados, acordos e defende facínoras, bandidos, ditadores, mostrando que não somos uma nação, e sim uma republiqueta latino-americana.

 

 

 

 

 

 

 

Agnes Eckermann agneseck@yahoo.com.br

Porto Feliz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REVIDE

 

 

 

 

 

 

Antes de recorrer ao Tribunal de Haia, o governo italiano poderia revidar com um gesto contra o responsável: cancelar os passaportes italianos concedidos, segundo consta, a uma certa "ex-primeira família". Afinal, eles já têm passaportes diplomáticos, que não querem largar, para que querem cidadania italiana?

 

 

 

 

 

 

 

Alberto Futuro carlos_futuro@viscondeitaborai.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

VAIAS AO BRASIL

 

 

 

 

 

 

 

Enquanto a dupla de vôlei de praia é vaiada na Itália, o "corajoso" Lulla da Silva foge de sua viagem àquele país com medo de enfrentar a besteira que cometeu abrigando um assassino em nosso país. Se ele teve coragem para não deixar o Batistti ser deportado, agora chegou a hora de honrar sua responsabilidade não fugindo da raia. Sugiro aos italianos que devolvam a tal cidadania italiana conseguida facilmente pela família Lula da Silva. O povo brasileiro não merece tal pecha.

 

 

 

 

 

 

 

Leila E. Leitão

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BRASIL-ITÁLIA

 

 

 

 

Enquanto o ex-presidente Lulla cancela viagem que faria à Itália, com medo de represália por ter dado asilo a Cesare Batistti, quem sofre somos nós, brasileiros. A dupla de vôlei de praia brasileira que foi competir no mundial dessa categoria naquele país foi estrondosamente vaiada, simplesmente por ser" brasileira". Uma coisa não pode ficar separada da outra. Para os italianos, hoje, todos nós, brasileiros, somos bandidos e ficamos de braços abertos acolhendo-os. É por isso que ideologias praticadas por uma meia dúzia de governantes precisam ser bem pensadas, porque eles estão no comando não para governar pelas suas ideias "revolucionárias", mas sim representando toda uma nação, e seus atos serão eternizados como de todos. Pelo menos se o covarde do ex-presidente Lulla assumisse sua atitude e não fugisse da raia, vá lá. Mas se acovardar, mostra sua verdadeira índole! O presidente do país precisa ser a expressão máxima do povo, e Lulla mostrou ser a mínima! Ele só é valente com a caneta nas mãos.

 

 

 

 

 

 

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

IDEIAS E CASUÍSMO

 

 

 

 

 

 

Trata-se de um evidente casuísmo a abertura de processo administrativo contra o deputado Jair Bolsonaro. No Brasil a liberdade de expressão é válida quando é para ser utilizada em favor da esquerda (se é que ainda há alguém que a defenda por ideologia), mas quando um indivíduo de direita se levanta a tal liberdade de expressão deixa de existir. Até à maconha foi dado direito de ser defendida por seus admiradores, porque o cidadão e deputado Bolsonaro não pode expor suas ideias?

 

 

 

 

 

 

Carlos Fernando Braga cafebraga@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.