Cartas - 17/12/2010

FIM DE GOVERNO

, O Estado de S.Paulo

17 Dezembro 2010 | 00h00

Julgamento da História

Num ato de defesa, o presidente Lulla registrou em cartório os feitos de oito anos de governo - papel aceita tudo. Poderá passar mais oito anos em cima de um palanque divulgando aos quatro cantos do Brasil o que fez e o que não fez. Poderá até, se quiser, escrever um livro sobre tais feitos, quem sabe transformados em outro filme. Entretanto, nada poderá impedir o incontestável julgamento da História.

JOSÉ CARLOS DEGASPARE

degaspare@uol.com.br

São Paulo

_____________________

Feitos de Lula

Terá o presidente Lula registrado como suas realizações a corrupção, o mensalão, as empresas fantasmas e as gafes internacionais? Na "fotografia para a sociedade" deveriam constar a saúde, a educação, as rodovias federais, os aeroportos, os portos, e mostrar as condições reais em que ele deixa o Brasil, até o recente aumento dos salários para presidente, vice, ministros, deputados e senadores. Depois de oito anos continuamos sem rodovias para escoar as safras, portos e aeroportos sem condições de atender à demanda. No entanto, com mais de 80% de aprovação, ele deve estar indo embora com a sensação do dever cumprido. O povo contenta-se com migalhas. Viva, o salário mínimo subiu para R$ 540!

HELENIR ROBERTA JOSÉ

hrjose@uol.com.br

São Paulo

_____________________

Brasil endividado

Vejam só qual foi a maior façanha de Lula, de 2002 a 2010. Em 2002, somadas as dívidas interna e externa, devíamos R$ 852 bilhões. Oito anos depois, em 2010, devemos R$ 1,89 trilhão. Ou seja, o milagre de Lula foi aumentar as nossas dívidas em R$ 1 trilhão. Quando Lula declarou que tínhamos pago a dívida externa em 2007, talvez fosse até verdade. Só que em 2010 voltamos a ter uma dívida externa de R$ 240 bilhões. Então, o milagre econômico de Lula foi mais que dobrar nossas dívidas. Coitada da Dilma e dos que vierem depois dela!

IRACEMA PALOMBELLO

cepalombello@yahoo.com.br

Bragança Paulista

_____________________

Só ele

O sr. Lula consegue registrar em cartório obras que não existem e obras inacabadas. Realmente, ele é "o cara".

MARCOS OLIVEIRA

mate3266@gmail.com

São Paulo

_____________________

AUMENTO DE SALÁRIOS

Excrescências

Em 2001, nossos parlamentares tentaram igualar seu salário ao dos ministros do STF, mas um forte clamor popular os impediu. Para compensar criaram a verba indenizatória, cujo valor original era R$ 7 mil. Hoje a tal verba pode chegar a R$ 34 mil e suas excelências conseguiram finalmente, em regime de urgência, obter o mesmo salário dos ministros do Supremo. Quer dizer, legislando sempre em causa própria, conquistaram dois importantes ganhos financeiros. Sou capaz de prever o próximo passo: em, no máximo, um ano os vencimentos dos ministros do STF irão para R$ 35 mil, R$ 40 mil ou R$ 50 mil e os dos parlamentares, naturalmente, seguirão indexados a esses valores. Não há cidadão decente no País que suporte as excrescências de suas excelências.

LEÃO MACHADO NETO

lneto@uol.com.br

São Paulo

_____________________

Escândalo e vergonha

É, legislando em causa própria, os srs. parlamentares aprovam aumento vergonhoso e escandaloso do próprio salário! Isso quando se fala na necessidade de contenção de despesas... Que Brasil é esse, afinal? E nós ficamos sem ação, só vendo "a banda passar".

RUTH DE S. LIMA E HELLMEISTER

rutellme@terra.com.br

São Paulo

_____________________

Prêmio

Depois da eleição vem o prêmio para os eleitores. Os parlamentares, que nem ao menos trabalharam em 2010 por causa da campanha, já cuidaram do que lhes é mais precioso: seu salário. Os aumentos passaram sem objeção. Para o contribuinte sobraram os aumentos de IPTU, DPVAT, água, luz, telefonia, TV a cabo, convênios, taxas bancárias, alimentos e o acerto com o Leão, que ruge cada vez mais alto. Em contrapartida, os governos arrecadaram até agora R$ 1,2 trilhão. Com toda essa fortuna os parlamentares têm dinheiro de sobra para fazer a sua festa. É bom que se diga que a festa será custeada com o dinheiro suado do contribuinte, o grande culpado, mas também o bobo da corte que não sabe exigir seus direitos e se deixa seduzir por qualquer centavo.

IZABEL AVALLONE

izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

_____________________

SEGURO DPVAT

E as indenizações?

É de perguntar quais foram os participantes do dito "estudo" que serviu de base para o aumento do IPVA, 7,83% e 15,04% para carros e motos e para ônibus e micro-ônibus, respectivamente, conforme divulgado pela Susep. E se não foram tão benevolentes com o pool de seguradoras e tão distantes dos interesses da sociedade a ponto de não realizarem nenhum reajuste nas indenizações por acidentes. A argumentação para esse aumento "exala" parcialidade e o contribuinte, sozinho, é que paga - obrigado!

CARLOS EDSON F. VIEIRA

calevieira@uol.com.br

São Paulo

_____________________

RUTH CARDOSO

"Uma flor de pessoa"

O artigo com o título acima, de Xico Graziano (14/12, A2) descreve Ruth Cardoso, comparando-a a uma orquídea, exemplar mais belo da flora. Com razão o lindo texto. Ruth Cardoso não foi, mas é o maior exemplo que as mulheres devem ter como norte. Inteligente, batalhadora, independente, leal, honesta, pessoa simples. É o maior orgulho podermos proclamar que a tivemos como parceira do presidente Fernando Henrique quando governou o País. Pena que seu legado não tenha sido perpetuado pelo atual governo, que não teve capacidade intelectual nem humildade para prosseguir com ele.

M. HELENA BORGES MARTINS

m.helena.martins@uol.com.br

São Paulo

_____________________

BOAS-FESTAS

O Estado agradece e retribui os votos de feliz Natal e próspero ano-novo de Almir Pazzianotto Pinto, Braz Juliano, Cultura Artística, Edinho Araújo, Elenita Fogaça Comunicação, Jorge Alves e família, Maurício Lima, Virgílio Melhado Passoni e Zeca Dirceu.

_____________________

"Oitenta anos em oito? Só se a conta for regressiva"

ADRIANA IRIGOYEN / SÃO PAULO, SOBRE O GOVERNO LULA

adrianairigoyen@terra.com.br

""Cheguei com sorte", disse Tiririca. Palhaço é quem trabalha para lhe pagar"

A. FERNANDES / SÃO PAULO, SOBRE O AUMENTO DO SALÁRIO DOS PARLAMENTARES

standyball@hotmail.com

"Com esse astronômico aumento, o deputado Tiririca será o palhaço mais bem pago do mundo!"

JOÃO COELHO VÍTOLA / BRASÍLIA, IDEM

j.vitola@terra.com.br

_____________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.943

TEMA DO DIA

Fundador do Wikileaks é solto em Londres

Em liberdade condicional, Julian Assange terá de usar pulseira de identificação e confiar passaporte

"Caso clássico de contraespionagem e contrainformação. Para dar credibilidade às informações, criam esse circo todo."

CLOVIS FREITAS

"Que mais Assanges apareçam e mostrem ao mundo os subterrâneos da política norte-americana e também da nossa."

HERTZ GENNARI

"A liberdade de informação tem de ser respeitada. Quem cometeu crime foram os Estados Unidos. O cara é inocente."

CARLOS ROBERTO PEREIRA ALMEIDA

_____________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

O BOBO DA CORTE

Quarta-feira nossos parlamentares ajustaram seu próprio salário. No ano que vem vão passar a ganhar R$ 26.729,13 para trabalhar três vezes por semana, fora os demais privilégios, que ultrapassam R$ 100 mil por mês. Nem políticos de países avançados e civilizados, como Suécia e Noruega, têm políticos ganhando tal valor, não condizente com a realidade.

O curioso de tudo isso foi o palhaço Tiririca, que, prontamente, parabenizou o aumento salarial deles - e dele. Não quero repetir as críticas e a revolta camuflada de parte da mídia, mas acho que chegamos ao fundo do poço. Eles zombam da nossa cara. Dão-nos pão e circo e nos contentamos com isso. Eles falam, mas não dizem nada. Expelem vômito corrupto, imoralidade, cinismo. A quem se deve recorrer quando os meios pacíficos em prol da moralidade e dos limites a uma jovem democracia falham? O que fazer com aquele ninho em Brasília senão transformá-lo numa pira?

 

 

Luiz Fabiano Alves fabiano_agt@hotmail.com

Curitiba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

O SORRISO DO PALHAÇO

O sr. Francisco Everardo Oliveira Silva, conhecido como palhaço Tiririca, é que está rindo, e bastante. Rindo dos mais de 1 milhão de eleitores que votaram nele nesta última eleição.

Segundo o palhaço, "pior do que tá não fica". Pois o sr. Tiririca acabou de nos provar que pode ficar bem pior.

 

 

 

Fábio Miguel Diniz fmd.2008@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

JUSTO?

Quem ousou dizer que o Tiririca não iria abrir a boca? Pois ele começou muito bem, falando que o reajuste foi justo. E não foi, caros infelizes aposentados, categoria em que me incluo.

Ariovaldo J. Geraissate ari.bebidas@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O QUE UM DEPUTADO FAZ

Está aí o que você queria, Tiririca: descobrir o que um deputado faz. O palhaço agora já pode dizer aos seus eleitores que um deputado pode assaltar os cofres públicos em cinco minutos. O Tiririca soube ao vivo. Deve estar boquiaberto. Seu cérebro deve estar em estado de choque. Logicamente, os seus assessores desenharam muito bem a situação que se iria passar na Câmara dos Deputados. Afinal de contas, por mais malandro que o cara possa ser, não é fácil entender a audácia de um assalto desses, praticado a céu aberto, à vista de todo mundo. Em cinco minutos estava tudo feito. Para aprovar R$ 30 de aumento do salário mínimo, ou 6% de aumento para os aposentados, os deputados levam mais ou menos um ano discutindo o valor do aumento. Contrastando com essa morosidade, em cinco minutos os deputados deram um aumento de 61,83% para eles mesmos, de 133,96% para a Dilma e de 148,63% para os oportunistas do Executivo. O último aumento dessa turma toda foi em 2007, quando se aproveitaram da visita do papa para esconder a votação e aprovação do aumento. O Brasil rezava enquanto os parlamentares arrombavam os cofres públicos. Agora, em 2010, usaram o elemento surpresa. Tudo foi combinado e treinado na calada da noite. Em cinco minutos o assalto foi feito. Todos deveriam ter sido presos em flagrante.

 

 

 

Wilson Gordon Parker wgparker@oi.com.br

Nova Friburgo (RJ)

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

BOM ALUNO

O aumento de 62% para os parlamentares, com a ironia do recém-eleito semianalfabeto Tiririca, é só o começo do que os eleitores que não usam o cérebro neste país verão nesses próximos quatro anos de legislatura em causa própria. Aliás, o Tiririca tende a ser uma dos melhores alunos do Lula em esperteza e dissimulação.

Roberto Castiglioni rocastiglioni@hotmail.com

Santo André

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

TIRIRICA E O CONGRESSO NACIONAL

O deputado eleito com mais votos no Brasil, Tiririca, conheceu nesta quarta-feira seu endereço fixo até 2014, o Congresso Nacional.

Segundo informações, S. Exa. adorou as instalações, ficou eufórico com a notícia do novo salário a que terá direito a partir de 2012 e, o mais importante, ficou totalmente à vontade, sentindo-se em casa ou no seu habitual ambiente de trabalho.

Roberto Aranha rcao@globo.com

São Paulo

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

DE PALHAÇO DECADENTE A CIDADÃO INCOMUM

Em visita à Câmara dos Deputados no dia em que foi votado o polpudo aumento para os nobres e incomuns mortais, o palhaço Tiririca festejou o aumento: "Estou com sorte!" O nobilíssimo deputado mais votado do Brasil, aquele que propagava "pior do que tá não fica" ou "vote em mim que eu te conto" (o que faz um deputado federal), já demonstra claramente a que veio: encher o bolso sem esforço ou trabalho sério a que estão sujeitos os brasileiros comuns, pois tendo se tornado um congressista e/ou um cidadão incomum (como o incomum do Maranhão) está a garantir um polpudo salário para ajudar os "mais pobres", ou seja, a si próprio e aos seus. Bem feito para quem votou nesse indivíduo!

Aparecida Dileide Gaziolla rubishara@uol.com.br

São Bernardo do Campo

 

 

 

_____________________

 

 

COMEÇOU MAL

O deputado Francisco Everardo Oliveira Silva, o mais votado do País, em visita à Câmara pela primeira vez, defendeu o aumento de 61,83% para os deputados dizendo: "Acho justo." Começou muito mal o vulgo Tiririca.

Olympio F. A. Cintra Netto ofacnt@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FESTA

Tiririca chegou a Brasília festejando reajuste. Para uma festa completa faltou o aplauso dos palhaços-eleitores.

 

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O SENTIDO DO JUSTO

O palhaço Tiririca, ao visitar o Congresso, não ficou no muro. "Acho justo", disse a respeito do aumento de 62% para os parlamentares. Os profissionais da comédia, que não merecem degradação, e sim enaltecimento por exercerem uma atividade importante para a vida humana (eventualmente mais útil do que a psicanálise), em geral não são indecisos, não ficam no muro. Posicionam-se, mas preferentemente no sentido do insólito, que é o segredo de ouro de seu ofício. Por aí se explica o "sentido do justo", tão buscado pelos filósofos do Direito, na concepção do novo parlamentar, para quem "melhor já ficou".

 

 

 

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

TIRA-TEIMA URGENTE!

Ao ler a reportagem feita com o deputado eleito Tiririca, ocorreu-me perguntar se os jornais se interessaram em fazer os mesmos questionamentos que fizeram a ele a outros novatos. O que tem a dizer o ex-jogador de futebol Romário, por exemplo? Pode-se até adivinhar que Romário, como outras "personalidades" eleitas, não teria respostas muito diferentes das que deu Tiririca. Não custa tirar a teima. Aguardamos.

 

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ENFIM, REPRESENTADOS!

Tenho lido diversas críticas aos grandes aumentos que nossos representantes legislativos se autoconcederam-se. Ora, temos de ser otimistas. Como seus gordos salários e benefícios serão suficientes para bancar suas milionárias campanhas, tenho quase certeza que, com isso, eles

não mais precisarão de emendas parlamentares para entidades fantasmas. Além disso, nossos honrados Sarneys, Collors, Renans, Jucás, Inocêncios, Eunícios, Jeffersons, Maias, Garotinhos, Malufs, etc., não necessitarão utilizar suas escandalosas e corriqueiras indicações políticas para órgãos

públicos que alimentavam o caixa 2 de suas campanhas, tais como agências reguladoras, Petrobrás, Infraero, Banco do Brasil, Funasa, BR Distribuidora, Caixa Econômica, Transpetro, Eletrobrás, Correios, Furnas... Ou seja, finalmente veremos administrações técnicas e sérias voltadas para o bem do povo e, em consequência disso, teremos ganhos infinitamente superiores ao aumento dos

gastos decorrentes desses aumentos. Com a sobra desse dinheiro o governo poderá investir de verdade em saúde, educação e infraestrutura. Ah, e quanto ao Tiririca? Enfim, nós, palhaços, conseguimos um legítimo representante em Brasília. Como ele mesmo disse, "que sorte!"

 

 

 

 

Hermínia Faria Guimarães herminiafaria@hotmail.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

PARA-RAIOS

Eu jamais votaria no Tiririca para ser meu representante no Congresso Nacional. Não por discriminação à sua pessoa, mas porque tenho consciência de que ele não está preparado para assumir tal responsabilidade, apesar de que, mesmo assim, ele merece mais crédito que qualquer outro deputado mensaleiro e muitos outros sabidamente corruptos. Por que escolheram Tiririca para receber toda a descarga de críticas que nossos políticos tentam esconder da opinião pública? E os outros?

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

PAGUE E CALADO

Brasileiras e brasileiros, vamos trabalhar mais, para pagar mais (impostos), porque os parlamentares vão ganhar mais, e isso não significa que eles vão trabalhar mais, somente vão ganhar mais. Trabalhar mais é com você, povo ordeiro brasileiro, cumpridor calado de suas obrigações.

 

 

Fernanda Barollo Sforcin arcangelosforcin@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

SALÁRIO DE POLÍTICO

Os nossos governantes não veem o mau exemplo que eles estão dando aos nossos filhos e à sociedade, ao aumentarem seus próprios salários de forma tão vergonhosa, sem ética, enquanto os verdadeiros funcionários públicos concursados estão recebendo o mínimo de aumento - de, no máximo, 5% ao ano, e isso é quando aprovado. Enquanto isso, o povo fica sem segurança, educação e saúde. Não podemos contar com nenhum órgão público. Parece que todos estão com as mãos amarradas. Parece que não podemos contar nem com o Supremo Tribunal. Alguém já viu um empregado abrir o caixa do patrão e retirar o dinheiro e dizer: "O meu salário subiu, estou pegando o meu salário e não adianta chorar"? Isso não seria roubo, seria anarquia! Eu não me lembro de que na época dos militares acontecesse isso também...

 

 

 

Anderson Aparecido, dandersonaparecido@yahoo.com

Hortolândia

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VERGONHA NACIONAL

Aumento para deputados em percentuais elevado, além de vergonhoso, é um verdadeiro descalabro, ao considerar que a alteração do salário mínimo do trabalhador está atrelada ao índice inflacionário anual. Quem segura essa situação, se os parlamentares legislam em causa própria, sem nenhum impedimento legal? O povão que pague as custas dessa imoralidade e desperdício do dinheiro público descontrolado, além do que o centro do poder usa e abusa do erário, com excesso de mordomias, nunca antes visto neste país.

 

João Rochael jrochael@ibest.com.br

São Paulo

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

LADRÕES

 

Deputados aprovaram em rápida sessão (como num assalto) seu aumento e passam a ganhar, sem fazer nada de positivo, em um mês o que a maioria dos brasileiros não ganha em um ano de trabalho.

Só existe uma palavra para definir: são ladrões.

Que os jornais tenham a coragem de publicar os nomes de quem aprovou isso.

 

 

 

Andre Coutinho arcouti@uol.com.br

Campinas

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É SÓ ALEGRIA - II

Adeus ano velho

Feliz ano-novo

63,8% de aumento para deputado e senadores

Com o dinheiro do povo

Adeus ano velho

Feliz ano-novo

5% de aumento para os aposentados

Ficarei no sufoco de novo

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

TREM DA ALEGRIA

Srs. deputados e senadores, nossos representantes, já que consideraram correto corrigir os seus $alário$ pelo triplo da inflação do período, que tal agora fazerem o mesmo conosco, os aposentados, embarcando-nos nesse "trem da alegria", já que estão aí com a nossa ajuda?

Paulo Natale Penatti paulopenatti@uol.com.br

Ibiúna

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A JUSTIFICATIVA DO AUMENTO

Os nossos dedicados congressistas têm autoridade para gerir seus próprios salários, mas não têm a responsabilidade de justificar seus aumentos perante seus eleitores. A tentativa de justificar o aumento como ajuste pela inflação não cabe, tendo sido a inflação muito menor que o aumento autoconcedido. Poder-se-ia pensar em aumento por tempo de serviço. Também não cabe: muitos congressistas são recém-chegados. Talvez promoção. Menos ainda: senadores e deputados continuarão exercendo as mesmas e parcas funções. A única justificativa plausível é o aumento por mérito. Mérito pelos relevantes serviços prestados à nossa pobre Pátria a partir de 1o de fevereiro de 2011.

Flavio Bassi flavio-bassi@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O "BOBO ALEGRE" QUE NOS FERRA

O único presente de Natal que peço seria que, a cada vez que ligasse a tevê, não mais ver a cara hipócrita do presidente Burla. Cansei dessa sua eterna egolatria, em que só falta pedir ao povo que faça estátuas dele para romarias futuras do bando de analfabetos crédulos em "cíceros" e "conselheiros" e agora "luláticos". Anteontem ele fazia piadinhas sem graça para um bando de puxa-sacos gargalhar, sobre os absurdos quase R$ 27 mil de salário para os deputados. É pra rir mesmo, ele dá uma de "bobo alegre" porque boa parte da grana para sustentar toda essa cambada de vagais sairá de nós, contribuintes, já que não teremos a tabela do Imposto de Renda atualizada e fará maior ainda a "mão grande" em nossos bolsos.

 

 

Laércio Zannini arsene@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CANTO DO CISNE

Canto do cisne é uma locução metafórica para as últimas realizações de uma pessoa, encerrando, às vezes ainda viva, um ciclo de sua vida. Ao ler os jornais e noticiários da tevê, não tenho como não comparar as últimas falas de Lula ao "canto do cisne". Não tenho nada que ver com a batalha que ele está travando consigo mesmo neste final de mandato, mas, quer queira, quer não, em dezembro ele encerrará um ciclo de sua vida, no qual se cercou de vassalos e puxa-sacos, recebeu aplausos e desfrutou mordomias. Ao ver-se na iminência de perder regalias e pompas, a tendência de nosso presidente, como ser humano (embora se sinta acima do bem e do mal), é abater-se cada vez mais. Salvo melhor comparação, é uma situação um pouco parecida com os estertores da morte, quando o doente se debate em vão. É por isso que ele vem extrapolando em seus pronunciamentos... Até o dia da posse ainda vamos ouvir mais sandices. Fazer o quê? É o canto do cisne. Mas é a lei da vida. Que ele aprenda a lição de Millôr: "Minha mãe, que nasceu uma geração antes da minha, sempre me disse que meus filhos me transformariam em antepassado."

Maria da Glória De Rosa mg-de-rosa@hotmail.com

Agudos

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

FAÇANHAS

O caipira de Garanhuns registra em cartório suas façanhas de oito anos. Ideia para lá de esquisita. A Historia (com H maiúsculo) encarregar-se-á de julgar os feitos desse período.

João U. Steinberg justeinberg@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

ODE À ESTUPIDEZ

 

Ao invés de se autoendeusar, apesar de ser muito difícil, Lulla I e último, se Deus nos ajudar, deveria não registrar em cartórios as suas "ações" em oito anos de (des)governo. Afinal, quem vai perder tempo de ler, coisa que sua majestade não o faz por ter azia, essa ode à autolouvação? Caberia talvez chamá-lo de ode à estupidez! Desde quando é preciso registrar em cartório ações de um governo? Melhor seria se elle fosse lembrado espontaneamente por feitos e realizações. Como fez discursos, viagens e inaugurou até solda em tubos de aço, carregando a ex-mãe do PAC, agora democraticamente nossa madrasta, melhor faria se vetasse esse aumento "módico" que os ratos, quer dizer, os de-puta-dos, se autoconcederam. Uma atitude como essa soaria melhor que registrar seis livros e 310 páginas de "nunca antes na história deste país". Será que elle vai ter essa coragem? É a chance de salvar seus mandatos.

 

Renato Camargo natuscamargo@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AS OBRAS DE LULA

 

Dilma pode fazer um governo muito, mas muito melhor que o de Lula. Se ele, neste final de governo, registrou em cartório obras que nunca saíram do papel, Dilma pode deixar registradas para a História obras que nem sequer tenha colocado no papel. É mais barato e já que tudo faz parte de um faz de conta... Por que não?

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

FESTA DO MENSALÃO

A cerimônia realizada no Palácio do Planalto para marcar a despedida de Lula, com 700 companheiros, certamente entrará para o livro inglês dos recordes como solenidade festiva com o maior número de protagonistas de escândalos de corrupção, sem que nenhum deles ficasse preso por só um minuto.

 

 

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

EGOLATRIA

Jamais houve na História do Brasil um presidente tão exultante e vaidoso de seus feitos como o presidente Lula. Tamanha é sua compulsão em enaltecer-se que fez questão de registrar em cartório as realizações de seu governo em cinco volumes, fato inédito, nunca antes promovido por outros presidentes na História do nosso país. Desesperado por ter que deixar o poder, Lula torna-se prisioneiro de seu próprio eu. Egocêntrico, parece não assimilar que a temporalidade do poder é um dos pressupostos básicos do sistema democrático.

Francisco Zardetto fzardetto@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

ENTREGA DA FAIXA

 

 

Eu já imagino os cartunistas representando a entrega da faixa para a presidente. O Lula puxando-a como num cabo de força, não querendo largá-la.

 

 

Alberto Bastos Cardoso de Carvalho albcc@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

PALHAÇADA

Os jornais nos dão conta de que se está despedindo o palhaço-mor e está chegando um autêntico palhaço para o ridículo espetáculo continuar.

Luiz Carlos Cunha luiz.cunha@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

INFLUÊNCIA MALÉFICA

 

As fotografias não falam, mas sempre lembram e nos dizem por si sós alguma coisa. É o que o Estadão de ontem (16/12), em seu frontispício, estampando no centro da sua página uma destacada e colorida foto, na qual Lula cumprimenta o autor do mensalão, José Dirceu, no Planalto, e este respondendo vergonhosamente "eu nunca saí daqui", nos leva a crer que sua maléfica influência sempre imperou no governo que está findando, e que tudo continuará como dantes no quartel de Abrantes. Há um ditado popular que diz: o bom filho sempre volta à casa paterna. Mas no caso presente, quem está voltando, para nós, brasileiros, infelizmente, É O MAU FILHO, com toda sua caterva.

Que Deus nos livre!

Antonio Brandileone abrandileone@uol.com.br

Assis

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

SÓ UM DETALHE...

 

 

Simplesmente reveladora a afirmação de Lula, ao apagar das luzes de seu segundo mandato: "A única coisa impossível é Deus pecar. O resto, tudo pode acontecer". Consequentemente, sua aprovação por quase 80% dos brasileiros foi só um mero milagre. Declarar que não sabia nada do mensalão, então, é só um detalhe sem a menor importância...

 

 

 

 

Conrado de Paulo conrado.paulo@uol.com.br

Bragança Paulista

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SÓ NO FIM

Engraçado que o presidente Lulla ousou deixar que José Dirceu aparecesse somente no final do seu mandato. Por quê? E, como não poderia deixar de ser, o Zé adora soltar frases de efeito para aparecer e peitar a sociedade que o repele! Que ele nunca saiu do governo todos nós sabemos, a única coisa é que vive nos subterrâneos dele. Para sair à luz precisa se explicar de muita coisa... Fora que falta responder ao processo do mensalão, que pelo andar da carruagem cairá no esquecimento da "Justiça", porque dos brasileiros, jamais. Essa figura norteia e forja os escândalos que o governo Lulla tenta esconder. Com certeza, para a luz ele nunca mais vai voltar!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SAIU SEM NUNCA TER SAÍDO

O tom do cassado Zé Dirceu descortina a melodia de um governo que acoitou todos os ritmos de lambança, como nunca antes neste país... E agora que, segundo suas palavras, finalmente o partido chega ao poder, o ex-ministro deve se manter no posto de guardião de sua própria máxima: "O PT não rouba nem deixa roubar." Afinal, o mestre do ilusionismo, Lula da Silva, promete desmentir o mensalão. Parabéns, Zé!

Doca Ramos Mello, ddramosmello@uol.com.br

São Sebastião

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LUGAR NA HISTÓRIA

 

 

 

A História colocará Lula em seu devido lugar. Ele reivindica o renascimento do Brasil. Seus aliados o santificam. Sua propaganda enaltece suas realizações e afirma que seu governo reaproximou o Brasil dos brasileiros. Não vejo nada disso. O que vejo são aeroportos defasados, rodovias em frangalhos, portos trágicos, explosão da violência urbana, um Congresso que aprova aumento de salários de deputados e senadores em menos de 30 minutos (o que, em termos práticos, significa uma solene banana para os cidadãos que os elegeram), um Zé Dirceu, "chefe de quadrilha", dizendo que nunca saiu do círculo de poder da República e um Franklin Martins sedento por calar a boca da imprensa livre. Caro presidente Lula, seu governo teve, sim, feitos importantes. Mas infinitamente menos do que o senhor pensa, ou do que gostaria de nos fazer acreditar.

Henrique Brigatte hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PROCON ELEITORAL

Uma foto vale mais do que mil palavras. No caso, a foto de capa do Estadão do dia ontem, do ex-ministro José Dirceu ao lado do presidente Lula.

Não é à toa, que um relatório americano considerou a Justiça como sendo o elo mais fraco das instituições democráticas no Brasil.

Depois das eleições pode aparecer em público?

Mário Issa drmarioissa@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

ÚLTIMA VIAGEM

Como ficou registrada em cartório a realização do trem-bala entre Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro pelo governo Lula, em seus oito anos, gostaria de sugerir que o presidente, seus 37 ministros e demais assessores façam uma viagem de comemoração nesse fantástico trem. Iriam no AeroLula até o Rio de Janeiro para iniciá-la. Lá, pelo menos, já tem uma parte de sua realização: muitas balas correndo soltas entre bandidos, policiais e militares. Nessa ocasião, numa favela em fase de ocupação militar, Lula poderia discursar novamente sobre as realizações que deixa para Dilma. Seria um evento final em alta velocidade e muito imPACtante, digno de um final de reinado (ops, digo, governo!).

 

 

Silvano Corrêa

São Paulo

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

MELHOR QUE JK!

Na cerimônia em que qual voltou a se autoglorificar, Lulla apresentou um balanço de suas "realizações", entre as quais inclui obras como o polêmico trem-bala (cujo leilão foi adiado para 2011), a usina de Belo Monte (início das obras previsto para março de 2011) e outras cuja existência se vê apenas no papel. Há que admitir: como nunca antes, um presidente foi bafejado pela sorte de governar num dos períodos econômicos mais prósperos das últimas décadas, quando se viu a excepcional valorização de nossas commodities e o aumento vigoroso de pedidos, o que muito facilitou sua vida. Apesar de tudo, e tendo condições inauditas para apresentar serviço, exceto pela ajuda dada aos mais pobres via Bolsa-Família (que nem foi elle que criou), tudo o que vimos foram promessas esquecidas da campanha de 2002 (e ratificadas em 2006), como o combate ao narcotráfico, a assistência aos usuários de drogas, a melhoria da segurança pública e do saneamento básico, etc.; as reformas política, fiscal, trabalhista e previdenciária, entre outras. A infraestrutura persiste no desamparo, com portos, aeroportos, rodovias e demais setores fundamentais abandonados, enquanto verbas surgem do nada para viabilizar viagens inúteis, cartões corporativos, patrocínios a ONGs de fachada, subsídios a entidades fora da lei como o MST, festejos juninos, rodeios e a Copa do Mundo - tudo bancado pelo contribuinte. Quem vê esses gastos em pão e circo pode até achar que a saúde e a educação estão 100% no Brasil, mas a saúde permanece na UTI, enquanto o País contabiliza 15 milhões de analfabetos, para não falar dos ditos analfabetos "funcionais", que terão no palhaço Tiririca um digno representante no Congresso Nacional na próxima legislatura. Segundo dados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos, o Brasil situa-se em 53º lugar entre 65 países e a maioria dos estudantes brasileiros sabatinados não passou sequer do primeiro, em seis níveis de conhecimento. Nesse contexto, diz, sobre Lulla, o governador baiano Jaques Wagner (PT): "Os 8 anos de seu mandato valeram 80 anos." Melhor que JK.

 

 

 

Silvio Natal silvionatal49@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

JUSTIÇA A JK (50 ANOS EM 5)

 

Puxa-saco tem em todos os lugares, primeiro precisam ver no dicionário o que é estadista. Segundo, essa é uma maldade e grosseria com a memória de JK, que sem dinheiro algum, porém com criatividade, definitivamente colocou nosso país no contexto mundial, investindo principalmente de forma empreendedora em infraestrutura, base importante para nossa atualidade. Lembrando que há 50 anos nossa economia era menor que a da Bolívia de hoje, ou seja, éramos um Bolivião. Portanto, uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa (80 anos em 8), por favor, não misturem uma coisa com outra coisa. Também não se apoderem do slogan de JK.

 

 

Nelson Pereira Bizerra nepebizerra@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SOCORRO!

Lula disse que a saúde do Brasil está chegando à beira da perfeição. Vide o resultado do último exame do CRM de São Paulo.

Luiz Nusbaum, lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

QUE PAÍS É ESTE?!

Só acontece no Brasil do PT um denunciado por formação de quadrilha no STF, como José Dirceu, ser recebido sem constrangimentos pelo presidente da República no Palácio do Planalto.

E não é indulto de Natal...

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

"NUNCA SAÍ DAQUI..."

A declaração do ex-deputado federal e ex-ministro José Dirceu nem surpreende, pelo que de real ela contém. Será que o atual presidente sabia, ou também vai negar como nega o mensalão?

 

 

Ana Lúcia Amaral anamaral@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

SEMPRE OS BATRÁQUIOS

Diz Dora Kramer (16/12, A6) que, não obtendo o PMDB tudo o que pretendia no novo governo, ficou com "o sapo engasgado para ser expelido em ocasião propícia". E o que farão Lula e Dilma com os sapos que da mesma origem engoliram?

 

 

Jairo P. Gusman jairogusman@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

UMA FLOR DE PESSOA

Meus cumprimentos ao Xico Graziano pelo belo texto de terça-feira no Estadão (A2). Primeiramente, uma aula sobre as orquídeas, depois, uma homenagem mais do que merecida à nossa saudosa Ruth Cardoso. Neste momento em que uma "insípida" primeira-dama se despede é que podemos ver a diferença entre essas duas mulheres, que tiveram tudo para que seu nome se tornasse inesquecível em nossa memória. Ruth foi vigorosa, determinada, defensora dos direitos de todas as camadas sociais, aguerrida, enfim, uma mulher que lutou e trabalhou intensamente, dando brilho ao "cargo" que exercia ao lado do marido. Já Marisa, que tristeza! Alguém já ouviu dizer de algo feito por essa mulher, a não ser acompanhar o marido em viagens e eventos sociais? E aquele sorriso permanente, vislumbrando-se como a mais perfeita primeira-dama que o País já teve? Realmente, não vamos sentir nenhuma falta dela. Vá com Deus, dona Marisa. Felizmente, temos na lembrança Ruth Cardoso, esta, sim, digna de todo o nosso respeito e admiração.

Maíza Costa Neiva famcostaneiva@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

HELICÓPTERO É SEGURO

Situações como a do pouso forçado noticiado na edição de 15/12 no caderno Cidades/Metrópole reforçam a segurança do helicóptero em situações de emergência, em que há necessidade de um pouso forçado numa pequena área, neste caso específico, na Avenida Tiradentes, sem vítimas e sem feridos. A experiência do piloto conta muito, mas é sempre bom lembrar que há muita tecnologia por trás dos helicópteros, os pilotos são treinados hoje no Brasil para saberem operar com extrema habilidade as suas máquinas. O número de acidentes comparado com o número de voos é baixo. Voar de helicóptero é seguro.

Cleber Mansur, abraphe@abraphe.org.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GUERRA A PAPAI NOEL

Parabéns ao bispo argentino, que está empenhado em resgatar o verdadeiro sentido das comemorações do Natal (16/12, A14)!Até que enfim alguém se levanta contra essa injustiça que vem crescendo a cada ano. Afinal, a quem pertence a festa? Quem veio ao mundo há 2010 anos para salvar a humanidade e reconciliá-la com Deus?O Verbo Encarnado, Jesus, O Cristo. A Ele pertencem toda a honra e toda a glória!

Maria Stella de Almeida Gomes Cardim msagcardim@gmail.com

São Paulo

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.