Cartas - 25/10/2010

SEGUNDO TURNO

, O Estado de S.Paulo

25 Outubro 2010 | 00h00

Deslealdade e má-fé

José Serra foi a um quartel participar da entrega de viaturas e armas à Polícia Militar e, brincando, foi fotografado apontando um fuzil. Agora leio que o PT distribuirá 20 milhões de panfletos com essa foto. Isso é desleal, desonesto! E pergunto: é justo, é legal? Não configura crime eleitoral? Fico a pensar no homem simples aqui da periferia, sem leitura, sem o hábito de ler jornais... Que efeito tal foto poderá causar? É muita maldade e má-fé!

MARCIANO VASQUES

marcianovasques@gmail.com

São Paulo

_________________________________

Como caranguejo

Com tantos absurdos, corrupção denunciada, abuso de poder, tráfico de influência e outras tantas barbaridades ocorrendo neste governo, não é possível que a campanha do Serra continue como está, como disseram, parecendo "campanha para bispo". Será que na coordenação da campanha não há ninguém lúcido que perceba que anda como caranguejo?

FÁBIO REIFF BIRAGHI

fr.biraghi@uol.com.br

Jaboticabal

_________________________________

Estratégia baixa

A respeito das alegações de petistas sobre desvio de recursos da campanha tucana: o dinheiro que supostamente foi desviado por Paulo Preto era público? Saiu do bolso da sociedade? Há como comparar esse episódio com o que aconteceu na Casa Civil, em que o dinheiro que foi desviado pertence ao povo?

RITA DE CÁSSIA BIANCO

fogueira2@gmail.com

São Paulo

_________________________________

ERENICEGATE

Especulação...

O "cara", também conhecido como "dono da verdade", continua a afirmar que o tráfico de influência e outras ilicitudes ocorridas na Casa Civil não passam de pura especulação. Disse também que estão dando muito crédito para o assunto! Nós acreditamos...

M. TERESA AMARAL

mteresa0409@gmail.com

São Paulo

_________________________________

Manipulação do Estado

Vejam só que interessante: com a desculpa torta e inacreditável de não interferir no processo eleitoral do segundo turno, a Polícia Federal do governo Lula, a PF do PT, não quer continuar a ouvir os envolvidos no escândalo dos supostos nepotismo e tráfico de influência na Casa Civil, que tem a ex(?)-braço direito de Dilma, a sra. Erenice Guerra, envolvida. No entanto, o IBGE do governo Lula, o IBGE do PT, pode divulgar dados sobre a melhoria da economia no Brasil, a diminuição dos índices de desempregados no País... Este é só mais um exemplo claro de uso da máquina pública em benefício privado - de um partido político, do presidente e de sua candidata. Ou não?

MAURÍCIO MIGUEL

São Paulo

_________________________________

CRIME NA RECEITA

Enroladores

A investigação da PF do governo Lula revelou que partiu de companheiros ligados à pré-campanha de Dilma Rousseff a contratação do jornalista Amaury Ribeiro, que deu origem às quebras de sigilo fiscal de tucanos e seus parentes. Isto posto, a primeira providência dos petralhas de plantão foi acusar o próprio PSDB de ter encomendado a quebra de sigilo de seus partidários. Faz-me rir!

VICTOR GERMANO PEREIRA

victorgermano@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

Punhal nas costas

Há, sim, fortes indícios de que a quebra de sigilo foi perpetrada pelo PSDB mineiro com a anuência do sr. Aécio Neves. Levar um punhal nas costas deve doer muito. Lição para o sr. José Serra...

HILTON LEAL

hl1945@terra.com.br

Rio de Janeiro

_________________________________

DNA do PT

O senador eleito Aécio Neves não precisaria de um jornalista pé de chinelo para ter um dossiê sobre José Serra. Após 25 anos na política, o mineiro já teria denunciado ou caluniado o paulista. O necrochorume da corrupção vaza do Politburo petista.

JOSÉ FRANCISCO PERES FRANÇA

josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

_________________________________

Desfaçatez

Nunca vi tamanha cara de pau. Eles quebram o sigilo fiscal de membros do PSDB e depois acusam o próprio de tê-lo feito... Será que o povo ainda acredita em tamanha desfaçatez?

CARLOS MONTAGNOLI

carlosmontagnoli@uol.com.br

Jundiaí

_________________________________

Ficção policial

Hercule Poirot não conteria o sarcasmo. Um jornalista filiado ao PT é encarregado por Aécio de formar um dossiê contra seu colega de partido Serra, a título de se "proteger" de outro dossiê já montado pelo tucano paulista. Para isso monta seu QG num flat em Brasília pago pelo PT. A PF, que só divulgou o resultado das investigações antes do primeiro turno porque houve vazamento, depois de alguma reflexão divulgou nota oficial em que diz não ter apurado vínculo entre o fato e campanhas políticas. Indaga-se à PF: os aloprados chegaram a tal ponto de alopramento que fazem coisas sem nenhum objetivo? Como disse o senador Sérgio Guerra, o PT acha que o povo brasileiro é um conjunto de tolos.

AMADEU ROBERTO G. DE PAULA

amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

Cuidado

Você pode ser o próximo a ter o seu sigilo quebrado. Diante de tantos escândalos é oportuno lembrar Simón Bolívar: "Um povo ignorante é um instrumento cego de sua própria destruição."

PEDRO PAULO SOUZA

pedrinhop.souza@hotmail.com

São Paulo

_________________________________

CONTROLE DA IMPRENSA

Defesa feroz

Durante o período militar, Lula, o PT e os integrantes do atual governo criticaram a censura à imprensa, motivada por questões ideológicas. Hoje presenciamos forte tendência de todos eles na defesa feroz do controle da imprensa, em decorrência das críticas que estão sofrendo por motivos éticos, comportamentos pouco ortodoxos e até de casos que estão sendo investigados pela polícia. É necessária uma forte reação de toda a imprensa, para não terminarmos como a Venezuela.

MARCO ANTONIO MARTIGNONI

martignoni@indusval.com.br

São Paulo

_________________________________

"Se os EUA abrirem o ralo das verdinhas, não há país emergente que resista"

SERGIO S. DE OLIVEIRA / MONTE SANTO DE MINAS (MG), SOBRE O DÓLAR LADEIRA ABAIXO

ssoliveira@netsite.com.br

"O Brasil não é "um país de todos"? Então, por que Lulla e a corriola do PT se acham donos?"

A. FERNANDES / SÃO PAULO, DÚVIDA SOBRE CIDADANIA

standyball@hotmail.com

"Palhaço por palhaço, prefiro o Tiririca"

MARIA EULÁLIA MEIRELLES BUZAGLO / SÃO PAULO, SOBRE O BURLESCO "CIRCO BRASIL"

membuzaglo@bol.com.br

_________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 8.374

TEMA DO DIA

R$ 126 bi de gastos à espera no Congresso

Próximo presidente já terá de administrar as pressões por aumento das despesas públicas

"Falar em ajuste fiscal federal e esquecer dos Estados é uma ilusão. Os maiores impostos no Brasil são os estaduais."

DELISIA MARIA

"Os assistidos gastaram no consumo. Com a falta de recursos vamos voltar para o ponto de partida."

MARCELO DE MATTOS CARVALHO

"Se o pré-sal ficar nas mãos dos brasileiros, teremos como pagar as contas."

ANNA KLEVE

_________________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

O MÉRITO DE SERRA

Ando tão encantada com o Serra. Um grande opositor, um grande adversário, que está dando a esta eleição tão desigual um toque de dignidade em meio a tantas manifestações de falta de ética.

O partido adversário desmente fatos comprovados, calunia o opositor chamando-o de farsante frente a situações publicamente comprovadas.

Serra ali, elegante, íntegro, inteiro, sem mácula. Eles não estão conseguindo manchar a imagem de Serra, talvez por esse homem estar levando às ultimas consequências as suas verdades, as suas crenças, que não são senão as de salvar o nosso país de um profundo retrocesso.

Serra é coerente com o passado estudantil que vivenciou outrora. Mesmo se perdermos a eleição, é bom que se saiba que ele não decepcionou seus eleitores e que o Brasil saberá, em seu tempo, devolver todo o esforço que Serra fez para libertá-lo.

Sonia Carneiro Leão scarneiroleao@gmail.com

Recife

________________________________

MENSALÃO

O silêncio de Serra sobre o mensalão é ensurdecedor!

Conrado de Paulo depauloconrado@yahoo.com.br

Bragança Paulista

_________________________________

AO SERRA O QUE É DE SERRA!

A política econômica inaugurada por Itamar Franco/Fernando Henrique Cardoso, com o controle da inflação, foi mantida pelo Lula nos oito anos de seu governo e já trouxe todos os frutos que dela se esperavam. Com ela o PIB está crescendo no em torno aos 5% ao ano. Para avançarmos para outro patamar de crescimento econômico é preciso ir além dela. É preciso emular o que a Índia e a China vêm fazendo. Fundamentalmente, é uma política nacionalista em seu conteúdo básico. É o que muitos economistas denominados desenvolvimentistas vêm pregando. Dentre eles, Bresser-Pereira, Luiz Gonzaga Belluzzo e? José Serra. Mantega está sendo mais recentemente um tímido seguidor dessa orientação. Essa timidez advém da correlação de forças que o envolvem. Dilma vem afirmando que não vai mudar a política econômica de Itamar/Fernando Henrique/Lula. Obediente ao seu criador, Lula, garante que não vai mudar. Poderá mesmo recolocar Palocci no lugar de Mantega, como está dando a entender, colocando-o como um dos assessores mais próximos.

Qual a política pública mais importante que deve direcionar a nossa escolha? A política econômica, pois ela é condicionadora de todas as demais. Se o PIB passar a crescer no em torno dos 10% ao ano, como vem acontecendo com a Índia e a China há muitos anos, esse trio dos BRICs não será mais constituído por dois países que crescem à velocidade de 10 % ao ano e por outro, o Brasil, que cresce na metade dessa velocidade.

A Dilma será capaz de fazer o mesmo? Não é o que o seu mentor Lula e ela mesma vêm garantindo. E é o que Serra vem dizendo, embora sem a ênfase que a questão merece. Acho que seus marqueteiros não se deram conta da importância desse argumento. A última pesquisa Ibope deu que a maioria acha que quem melhor garante o crescimento da economia do Brasil é a Dilma! Como o faria se ela vem garantindo que vai manter as condições macroeconômicas que os economistas que as defendem, como Malan, Palocci, e os que criticam, como Bresser, Belluzzo e Serra, afirmam que não permitem superar a casa dos 5%?

Só um presidente convicto da necessidade dessa mudança, como é o Serra, terá a garra e o conhecimento técnico capazes de levar adiante essa ingente e urgente tarefa. A Dilma, com a falta de autonomia que caracteriza sua candidatura, ficará refém da mesma coalizão de forças que elegeu e manteve no poder o governo Lula. Só o Serra tem a liderança intelectual e política para assumir essa virada na política econômica, colocando a política desenvolvida nos últimos 18 anos em outro patamar. A coerência de Serra é impressionante. Mesmo quando a hegemonia da política em vigor parecia incontestável, a ponto de levar o PT, para conseguir a eleição do Lula, a renegar tudo o que havia sido pelo partido defendido até então, na famosa Carta aos Brasileiros, quando passou a defender a política ora em vigor, Serra já apontava para a necessidade da mesma inflexão que agora se tornou urgente frente à rápida desnacionalização em curso da indústria brasileira, devida ao câmbio supervalorizado e aos juros estratosféricos, recordistas mundiais! Quanto aos que, como o Serra, defendem o enxugamento dos gastos do governo, se tivermos um PIB crescendo com o dobro da velocidade hoje possível sem causar inflação, os cortes eliminarão a gordura, mas não atingirão a carne dos programas sociais de educação, saúde, bem-estar, segurança e, especialmente, o de renda mínima ou Bolsa-Família. Obviamente poderão, na verdade, ser muito mais expandidos com a duplicação do crescimento dos recursos públicos propiciados pela duplicação da velocidade de crescimento! Com isso o custeio dos programas sociais não será impeditivo de substancial ampliação da capacidade de investimento público em infraestrutura, outro importante gargalo de nosso crescimento econômico! Constituirá, na verdade, um desenvolvimento socioeconômico, pois virá acompanhado de substancial oferta de empregos, a ponto de possibilitar uma importante porta de saída do Bolsa-Família, evitando sua deletéria perpetuação. Se a essa pauta acrescentarmos, em face da crescente demanda popular e de empresários conscientes, a busca da sustentabilidade ambiental, teremos um avanço nas relações sociais ao reduzirmos o espaço das arcaicas, dos ganhos especulativos e outros tipos da acumulação primitiva, em benefício das modernas ou produtivas, ou seja, um real desenvolvimento econômico-sócio-ambiental. Por isso voto em Serra.

Devemos pedir aos marqueteiros que deixem o Serra ser o Serra. Ao Serra o que é de Serra! Ainda é tempo da virada.

Candido Malta Campos Filho, urbepua@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

PRIVATIZAÇÕES

Lula & Cia. se comportam como se ser contra privatizações fosse a obediência a um dogma. Os menos informados compram a balela de que privatizar é dilapidar o patrimônio da Nação, quando, na realidade, é o contrário: transferindo empresas a grupos que visam o lucro, estes se empenharão na satisfação do consumidor, no crescimento dos seus negócios e, consequentemente, na geração de empregos e de novos consumidores. E o produto da venda da empresa estatal poderá ser empregado em benefício da Nação. A estaticidade ou, pior, a estatização favorece o ''aparelhamento'' da atividade econômica, com o resultado de só beneficiar a máfia dos asseclas do poder, empobrecendo, assim, a Nação. Esta é a tese dos bem-intencionados. Por que, então, Serra não a prega, ao invés de se defender com unhas e dentes da ''pecha'' de privatizador?

Jan Krotoszynski jankroto@gmail.com

Carapicuíba

_________________________________

SERRA ''MOÇO BOM''

Serra perderá esta eleição por causa desse seu equivocado tom eleitoral do tipo ''soo moço bom da Mooca''!

De clichê só está faltando mesmo é uma passeatinha pela ''paizzzz'' na orla da praia da zona sul do Rio...

Quando se lida com fanáticos bandidos partidários que espoliam o povo e as coisas da República com franco desdém pela lei, seja ela qual for, em campanha, há que ter outra atitude, sendo mais viril...

''Como não ganhar uma eleição'', com certeza, será o nome do livro que alguém ainda escreverá sobre tantos erros cometidos por um candidato que errou por demais ao acreditar no politicamente-correto de uma assessoria esquizofrênica que cerca Serra e que, aliás, nunca foi páreo contra a gangue braba da contravenção vermelha (aliás, seus priminhos brutamontes de ideologia socialista), que não hesita em pisar no pescoço de quem quer que seja para se manter no poder.

Bem-feito para Serra e o PSDB "vegetariano", que merecem mesmo perder para a esquerda radical carnívora dos petistas!

Nós é que não merecemos nem mais o PT, tanto quanto agora, ao que parece, a boneca de ventríloquo de Lula, Dilma Rousseff.

Paulo Boccato pofboccato@yahoo.com.br

São Carlos

_________________________________

LINGUAGEM MORTA.

Sem dúvida, a grande falha de Serra é a comunicação com os 72 milhões de eleitores que nem terminaram o primeiro grau, o candidato tem de rebaixar a fala, repetir até a exaustão para ser ouvido. Mas, como Lula faz parte desse contingente de pessoas, a ressonância é automática, nem precisa abrir a boca.

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

_________________________________

CHORAR NÃO VAI ADIANTAR

O cidadão de bem, brasileiro e pagador de impostos ainda não se deu conta da gravidade que é a violação do sigilo fiscal. Trata-se de uma invasão na vida pessoal de todos aqueles que pagam impostos. Como somente 40% da população paga impostos e o restante ou frauda ou não atinge o patamar da renda para fazer a declaração, o fato é que nenhuma pessoa em sã consciência pode permitir que seus dados sejam revelados a terceiros. Mas como confiar num governo que para ganhar uma eleição usa de métodos sujos? Com o depoimento do jornalista Amaury Ribeiro Jr., que encomendou e financiou a violação do sigilo fiscal dos familiares de Serra, sabe-se agora como os petistas fizeram para se chegar aos dados daqueles que atrapalham seu caminho. E ainda temos de ver a candidata, Dilma Rousseff e seu governo dizerem que é mentira! Se fosse a vida do presidente do Brasil que estivesse sendo devassada, como será que reagiria o cabo eleitoral Lula da Silva? Certamente iria culpar a imprensa. Faltando apenas uma semana para a eleição que definirá o futuro dos brasileiros, é muito importante que se vote com responsabilidade, sem se deixar seduzir pelo canto da sereia. Depois não adianta chorar.

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________________

SERRA NÃO SABE SER DEMAGOGO

Se Serra perder esta eleição, o mais provável, segundo nossos ''confiáveis'' institutos de pesquisas, perderá para si mesmo, porque não sabe ser político. Quando discursa, sua fala é mais técnica que popular e não alcança um eleitorado composto em sua maioria de ignorantes, e sua imagem tentando ser demagogo é um desastre. A demagogia é uma arte que poucos exercem com a maestria, como a pratica o maior de todos, o presidente Burla, ''...como nunca se viu neste país...'' outro demagogo igual. A massa ignara adora demagogos, daí a razão de seu sucesso. Estranho é nosso demagogo-mor não ter vencido no primeiro turno, porque, segundo nossos pesquisadores ''infalíveis'', ele tem mais de 80% de popularidade e mesmo agora, com tamanha aprovação, por que sua ''criatura'' não dispara com um porcentual próximo desses números?

Laércio Zannini arsene@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

SERRA x. DILMA

Perguntamos às pessoas que se inclinam a votar a favor de Dilma: se Serra tivesse sido nomeado ministro da Casa civil e recebido o inabalável, sólido e material apoio inédito do presidente Lula - tão popular por seu carisma e sucesso reconhecido por ter decidido continuar a política econômico-social de FHC -, ele teria sido eleito com larga vantagem no primeiro turno, verdade? Isso significa que seu voto por Dilma - antes desconhecida e de comportamento contraditório - está baseado em fatos preconceituosos mais que pragmáticos, ou seja, a comparação da capacidade comprovada de cada candidato para governar este grande e complexo país! Por isso, seu voto certo é tão importante para garantir o futuro aprimorado de nosso país!

Pablo L. Mainzer plmainzer@hotmail.com

São Paulo

_________________________________

NOVILÍNGUA BRASILIANA

O atual governo está criando a Novilíngua Brasiliana. Alguns exemplos (com seus sinônimos):

Taxa de Sucesso = Suborno (no caso da prole de Erenice Guerra).

Grupo de Inteligência = Equipe de arapongas ( caso do sigilo fiscal do PSDB).

Levantamento de dados = Dossiê (Erenice Guerra sobre os gastos pessoais de dona Ruth Cardoso).

Auxílio R$ 5 mil = Cala-a-boca (pago ao despachante que levantou os dados dos tucanos na Receita Federal).

Aloprados = Cumpanheiros que são descobertos quando fazem o ''serviço sujo'' (Lulla toda vez

que algum malfeito é descoberto).

''Repudiamos qualquer tipo de violência'' = ''É isso aí mesmo, tem que baixar o pau'' (José Eduardo Dutra - PT - sobre a agressão a José Serra no Rio de Janeiro).

Pedido de Vistas = Segura isso aí até depois das eleições (solicitação de acesso a qualquer documento na Justiça - caso do inquérito Dilma no STM).

Obs.: Tal como o Wikipédia, contribuições podem ser enviados ao Palácio do Planalto. Novilíngua (novafala) é um idioma fictício criado pelo governo hiperautoritário na obra literária "1984", de George Orwell.

Claudio Juchem cjuchem@gmail.com

São Paulo

_________________________________

GÊNESIS

''No princípio era o Verbo... E o Verbo se fez homem e habitou entre nós.'' E tornou-se presidente, advogado de acusação e defesa, polícia e juiz. Mesmo sem saber de fato o que havia ocorrido, ele investigou, julgou e condenou o José Serra. Quando a Dilma disse que ''nem Jesus Cristo me faz perder essa eleição'', ela estava certa, afinal seu criador é o próprio deus.

João Menon joaomenon42@gmail.com

São Paulo

_________________________________

Questão difícil

É PT acusando PSDB, é PSDB acusando PT, brigas e discussões sem fim, cada um querendo mostrar que é melhor e mais honesto do que o outro, mais capaz e mais competente que o adversário. E nesse rolo, o País fica dividido, sim, entre um lado que vota na Dilma e outro que vota no Serra.

É que a Constituição não permite - nem os brasileiros têm espírito separatista - mas seria muito fácil e simples resolver essa briga: os Estados onde o SERRA tivesse a maioria dos votos se separariam dos Estados onde DILMA fosse a mais votada, criando-se assim dois países distintos e independentes. Pronto, acabariam as brigas. Agora, qual desses dois ''Brasis'' se sairia melhor? O ''Brasil vermelho'', comandado pelos petistas - onde os Estados do Norte e Nordeste seriam a maioria -, ou o "Brasil azul'' comandado pelo PSDB?

Em qual desses dois ''países'' VOCÊ gostaria de viver?

Alguém aí saberia me responder?

João Manuel Faria Simões de Carvalho Maio clinicamaio@terra.com.br

São José dos Campos

_________________________________

SERVIDORES INDIGNADOS

Nós, funcionários públicos, ficamos indignados ao ouvir o candidato Serra se julgar um funcionário público. Queremos lembrar que funcionário público é aquele que prestou concurso público, como o nome diz, fazer um concurso, concorrer com outros e ver quem tem mais capacidade para servir ao público. Ele ofendeu os 200 anos de servidores públicos do Brasil.

Servidor de verdade não se aposentaria sem prestar serviço durante 35 anos, não usa a religião para garantir cargos, não abandona seu posto de serviço, tem responsabilidade com o público, não engana o público. É por causa de pessoas como ele que nós, funcionários públicos, sofremos difamação, aqueles que têm patrimônios incompatíveis com o ganho salarial, não somos ricos, respeitamos os quadros de carreira, por favor, respeite o público para ser respeitado!

Anderson Aparecido, dandersonaparecido@yahoo.com

Hortolândia

_________________________________

VIRADA

Onze pontos de diferença. Há esperança para Serra? Sim. Se os governadores do PSDB eleitos no primeiro turno se dedicarem exclusivamente a angariar votos em seus respectivos Estados.

Especialmente Aécio Neves em Minas e Alckmin em São Paulo. Enquanto Serra faria campanha

nos demais Estados. Quanto ao Nordeste, esqueçam, pois Lula já conquistou os votos do Bolsa-Família e afins. Outrossim, sugerimos a presença ostensiva de Fernando Henrique Cardoso nos programas eleitorais, falando de suas realizações (''herança maldita'') desde o Plano Real.

Bernardo Kocinas arq.roni@ig.com.br

São Paulo

_________________________________

''O EXTERMINADOR DO FUTURO''.

O ''cara'' em comício, como sempre enaltecendo o seu desgoverno, não queria dizer, mas disse que os seus antecessores foram os ''exterminadores do futuro''. Será que se imaginou olhando no ''espelho''? O pior é que há quem acredite nessas atrocidades, leviandades e desrespeito àqueles que prepararam o País para o FUTURO. Será já previam que o ''cara'' seria eleito? Se nos últimos oito anos, tivéssemos um presidente culto, honesto, patriota e verdadeiramente democrata, e o nosso país estaria muito melhor, talvez já fôssemos a 3.ª economia mundial e o povo brasileiro estivesse vivendo muitíssimo melhor. Sabe-se que para ser candidato a presidente do Brasil é obrigatório ser brasileiro ''NATO'', ocorre que circula na internet que a candidata dona Dilma é nascida em Sófia, na Bulgária (antiga URSS), teria havido alguma investigação a respeito? Nós, brasileiros, só podemos votar em brasileiro ''NATO'' e ''FICHA LIMPA'', é preciso confirmar antes do dia 31, data da eleição do segundo turno, para que não haja a anulação de muitos votos. Pelo passado pouco recomendável e desabonador da candidata, indicada pelo seu criador, se eleita, essa, sim. que poderá ser o(a) ''exterminador(a) do futuro'', os antecessores, inclusive o ''cara'' já farão parte do PASSADO.

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

QUEM NÃO CHORA...

Ao observar o sobe e desce nos resultados das pesquisas eleitorais para presidente da República, percebe-se que, a cada denúncia que envolve a "Dupla Candidatura não Dinâmica" Lula e Dilma, estes se colocam como vítimas e cresce a distância a favor dos candidatos do PT, que contam com o apoio do partido sanguessuga PMDB. Conclui-se, então, que quem chorar mais levará a eleição.

José Carlos Alves jc_alves@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

DAMA DE VERMELHO

Estamos na reta final para colocar a boneca Dilma nas mãos dos ventríloquos do PT, principalmente Zé Dirceu. A maioria dos eleitores da dama de vermelho, iludidos por esmolas, votou numa comissão do PT para tomar conta da futura República Sindicalista e Socialista do Brasil. Está claro que Dilma é um projeto petista preparado nestes últimos oito anos. Depois de quatro anos desse nefasto projeto, teremos novamente o Lula para ficar mais oito anos. E, assim, o socialismo tupiniquim, que corre solto em nossas fronteiras, virá para rasgar de vez, com a nossa já falida e combalida Constituição. Muitos que votaram nos vermelhos vão chorar de arrependimento. Mas será tarde de mais. Nem implorando aos militares conseguirão se livrar da máfia petista instalada no poder. Quem viver verá!

Roberto Stavale bobstal@dglnet.com.br

São Paulo

_________________________________

À FORÇA

Deveria existir uma lei, urgente, que proibisse o presidente do País de participar da disputa eleitoral à sua sucessão. Primeiro, porque ele coloca o governo à disposição do seu candidato. Segundo, porque é desleal e desonesto para com os outros candidatos, sabendo que eles não possuem a mesma força que o seu candidato possui. Isso não é democracia. É imposição pela força, que todos sabem como e onde acaba.

Tânia Pinotti tkita@uol.com.br

Pompeia

_________________________________

PROPAGANDA FALSA

A candidata do governo parece com uísque paraguaio. Por fora só tem o rótulo como propaganda e por dentro está cheia de conteúdo falso e de péssima qualidade.

Afonso Aurélio Lemos a.alemos@terra.com.br

Itatiaia

_________________________________

ANIVERSÁRIO DE LULA

É um absurdo o Lula pedir que se consiga mais um voto para a marionete no dia de seu aniversario, deveríamos usar azul nesse dia para mostrar o que pensam os brasileiros!

Cassia Carlin Malteze cassia.carlin@terra.com.br

São Paulo

_________________________________

DESEMPREGO DOS MAIS POBRES

As recentes pesquisas divulgadas pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), órgão ligado diretamente à Presidência da República, demonstram o crescimento do desemprego na faixa dos 20% mais pobres da população. Nesse contingente estão inseridos os trabalhadores menos qualificados e onde campeia o analfabetismo. O cidadão mais bem informado não se deixa levar pelas mentiras desse governo petista, mais a maioria da população é totalmente indefesa diante de uma bem elaborada propaganda oficial fascista. Esse estrato social não tem representatividade para desmentir essa farsa petista e a imprensa domesticada não dá um pio sobre o assunto. Os empregos ofertados são voltados para a classe média e média baixa e também para estrangeiros, que já somam 22.000 profissionais no País. Os candidatos à Presidência, todos da esquerda tupiniquim, ignoram essa preocupante situação e nada fazem para revertê-la. A solução estaria na desoneração tributária e trabalhista da microempresa, que permitiriam a absorção dos trabalhadores desse abandonado estrato social, além de neutralizar as ações predatórias da Justiça Especializada do Trabalho, só existente no Brasil.

Sergio Villaça svillaca@terra.com.br

Recife

_________________________________

UMA QUESTÃO DE CARÁTER

Narciso, beleza pura, palavra derivada de ''narke'', ''entorpecido''. Para os gregos simbolizava a vaidade e a insensibilidade, desqualidades existentes no Narciso que virou presidente.

Beleza pura, não, pois provém do sertão nordestino, carente de encantadora paisagem, ausente de límpidos lagos, de águas claras, para miragem no seu dia a dia.

Caetano Veloso dizia em sua música Sampa: ''É que Narciso acha feio o que não é espelho''. Espelho de atos, fatos, palavras ditas, ações contidas, emitidas em sua gestão de patrão.

Tudo isso...''uma questão de caráter''!

Cacilda Amaral Melo cacilda@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

PAÍS LAICO

Li no Estadão que o Ministério Público Federal anulou o concurso da Aeronáutica para capelães. Sob a alegação que somos um país laico, e a Aeronáutica não deve se meter nas questões da fé. Somos, sim, um país laico, mais com fortes ligações para o cristianismo, e grandes empresários seguem as lições de Jesus Cristo para liderar grandes corporações. O Ministério Público Federal deve discutir e rever seus conceitos.

Ednamerico Minhoto stengetelhado@yahoo.com.br

Campinas

_________________________________

FHC

Excelente o artigo de Alberto Tamer (Economia 21/10) ''FHC recriou a Petrobrás'' - em que ele diz estar sempre disposto a recontar a histórica verdade. Parabéns, Alberto Tamer, reconte muitas vezes mais!

Luiz Antonio P. da Silva laps53@hotmail.com

Pitangueiras

_________________________________

PETROBRÁS

De fato, muito oportuno o que escreve o sr. Alberto Tamer (FHC RECRIOU A PETROBRÁS).

O inconveniente é que nem todos possam tomar conhecimento.

Só se fala e leem críticas muito injustas a FHC, não se reconhecendo seus dois mandatos (também teve falhas, não se pode contentar a todos.)

O governo Lula praticamente seguiu o modelo anterior, e aumentou o valor do Bolsa-Família, fez o pagamento ao FMI, mas, em compensação, a dívida interna foi lá pra cima.

Sergio Lopes P. de Mello slpmello@ig.com.br

São Paulo

_________________________________

AMOR BANDIDO

Pelo andar da carruagem, Marina ainda é apaixonada por Lula. Inocentemente, pensei que seu amor não interferiria com o bem do Brasil. Mais uma decepção. Só não esqueça, cara Marina, daqui a 4 anos seu amado voltará e não terá lugar para você, assim como a maioria de seus eleitores que só querem o melhor para um Brasil, que logo mais verá chafurdado na lama.

Neusa Carmen neusacarmen@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________________

PRAGA

Ou o Brasil acaba com a saúva, ou a saúva acaba com o Brasil !

Muitos repetiam esta frase no passado, acreditando que ela fora cunhada para explicar o atraso do país, prejudicado por uma infestação generalizada da formiga saúva em suas lavouras, sem atinar que era uma metáfora para explicar outra coisa. A saúva, porém, acabou pagando o pato.

Mas o Brasil não acabou com a saúva, como também a saúva não acabou com o Brasil. Todavia, agora existe outra ameaça: É uma espécie urbana, muito mais sorrateira e perniciosa. Infesta os prédios públicos, estatais e, sobretudo, as dependências do governo federal. Compensa

suas deficiências aliando-se a outras espécies deletérias, para melhor saquear, intimidar, perverter e até mesmo matar. Seus operários e soldados andam, para cima e para baixo, carregando folhas verdinhas nos lugares mais bizarros do corpo e a carga é sempre em espécie. Diferentemente das saúvas, este grupo é governado por um molusco-rei que, como a rainha das formigas,também cuida de sua cria, mas quando voa, presume-se, não é para acasalar.

Você, que é inteligente, já sabe do que falo. Sabe também que esta infestação já atrasou o país e, se não despacharmos AGORA esta turma de volta para o lugar de onde vieram, quem vai pagar o pato somos nós.

Ou o Brasil acaba com esta praga, ou esta praga acaba com o Brasil !

Não. Não é metáfora.

Stanislaw Cordeiro ratles2@hotmail.com

São Paulo

_________________________________

DILMA E ITAMAR

Muito interessante a afirmação do ex-presidente Itamar Franco, publicada no Estadão estes dias, sobre Dilma.

Dilma ''possui um discurso decorado, artificial e pedante''. Os três adjetivos refletem um diagnóstico preciso do discurso da candidata. Não quero dizer com isso que seja corrupta ou desonesta.

Roberto Vidal da Silva Martins robertovidal.martins@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

PROCESSO TRANCADO

Vi na internet que há um processo contra a candidata Dilma trancado em cofre no Superior Tribunal Militar. Os próprios ministros do Supremo Tribunal Federal declararam que não há por que não se divulgar o conteúdo do processo. Se não houver nada contra a candidata, ela até se fortalecerá. E se houver, o eleitor que julgue. Como cidadão e eleitor brasileiro, penso ter o direito de conhecer um pouco mais o passado - já um tanto nebuloso - da candidata, para decidir com mais convicção em quem votar. Sem isso esta eleição estará viciada, pois não se trata de um fato isolado, e sim da escolha dos eleitores dos caminhos

que o Brasil trilhará nos próximos 4 anos.

Durval Zanini durzanini@hotmail.com

São Paulo

_________________________________

JÁ CANSOU

Bom seria se as eleições fossem hoje. Acabariam essas baixarias e papagaiadas todas. Já cansou a todos nós!

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.