Fórum dos leitores

LULOPETISMO

O Estado de S.Paulo

08 Março 2016 | 04h10

A âncora vermelha

Diante das notícias dos últimos dias, de que diante da simples ameaça de queda deste governo a bolsa sobe e o dólar cai, a conclusão a que chego é que o PT é uma verdadeira âncora para o País. Removendo a âncora vermelha, o País voltará a navegar com força total.

ELISABETE DARIM PARISOTTO

beteparisotto@gmail.com

São Paulo

‘Procura-se um presidente’

Ótimo editorial (7/3, A3), retrata a situação real da nossa presidente. Mesmo porque em seus discursos, achando que fala somente para o PT, ela só se refere a Lula como “presidente”. Presidente de quem, de quê? Ela está tão acostumada a vê-lo assim, como súdita submissa, que nem liga para quem a escuta.

SYLVIA A. TEIXEIRA

sylviateixeira@hotmail.com

São Paulo

Malversação do erário

Na semana passada a presidente dizia que não governa para o PT, mas para 204 milhões de brasileiros. Cinco dias depois usou avião da Presidência, mais helicópteros e todo o aparato de segurança para uma visita de caráter estritamente particular e partidário. Onde está a coerência? Onde está a decência? Já que a CGU não age, cabe ao Ministério Público apurar esse caso de malversação do dinheiro público, pois não havia nenhum interesse do País em jogo.

AVELINO SCHMITT

abschmitt@uol.com.br

São Paulo

Os ricos também choram

O Brasil pode se gabar de ter o pobre metalúrgico mais rico do mundo. E o mais sensível. Quando a Justiça se aproxima, ele abre o choro. Merece piedade. Para enxugar suas lágrimas a presidente da República – repito, presidente – toma um avião, faz transbordo para um helicóptero e dele para um carro preto, a fim de levar um lenço para consolar esse desvalido da Justiça. Uma pergunta à parte: quem pagou toda essa movimentação? Foram recursos próprios ou enfiou a mão no bolso do contribuinte? Perguntem a uma empresa de turismo quanto custa essa caridosa viagem. Quem fez viagem aérea pagando a prestação pode ter uma ideia. Mas para tudo há explicação, a primeira drama, digo, dama, sofre com o pesadelo do impeachment, é preciso, portanto, gozar os últimos momentos da vida palaciana. Pedalar pode ser uma forma de descontração, com a vantagem de não levar a lugar nenhum, à semelhança do que acontece com esse governo. E o povo? Ao povo resta assistir a tudo isso pela televisão. Afinal, quem mandou ser pobre?

BENEDITO LIMA DE TOLEDO

bltoledo@uol.com.br

São Paulo

Pátria deseducadora

Muito interessante a foto de Lurian, filha do Lulla, sinalizando à reportagem do Estado (7/3, A1). Essa é a verdadeira cara da “pátria educadora” do Lulla, da Dilma, do PT et caterva, do que é ensinado às suas crias. Já crescem arrogantes, como se nota. Se Lurian não tem respeito dentro de casa, porque não aprendeu, respeite os outros! PT saudações.

RICIOTI COVESI FILHO

ricioti@uol.com.br

Americana

Incitação ao confronto

A ofensiva imagem da filha do “todo-poderoso” com o dedo médio em riste, além de zombar e escarnecer da sociedade, não deixa margem de dúvida sobre como se dará o embate das ruas daqui para diante. Como a tropa lulista não tem mais nada a perder, resta a estratégia de reforçar o discurso de vitimização de Lula e conclamar incautos, oportunistas e aqueles que se deram bem nestes 13 anos de incúria, mau gerenciamento e roubalheira de toda espécie para tentar criar um clima de instabilidade no País. Às vésperas de uma mobilização que tudo indica poderá ser histórica pelo número de pessoas que estão assumindo o compromisso de sair às ruas no próximo domingo, todo cuidado é pouco. Importante não cair na provocação e que os serviços de inteligência das Polícias Federal, estaduais e até das Forças Armadas estejam mobilizados para detectar e impedir eventuais atos extremistas que possam estar sendo urdidos para espalhar o pânico e a desordem. O Estado de Direito e os verdadeiros democratas agradecem.

FERNANDO CESAR GASPARINI

phernando.g@bol.com.br

Mogi-Mirim

Manifestações

Convocar a militância petista para uma manifestação na Avenida Paulista no próximo dia 13 não é apenas um ato irresponsável e provocativo. Tem clara intenção intimidatória perante os milhares de pessoas que pretendem comparecer pacificamente ao evento, marcado há meses, para protestar contra o governo. É atitude desesperada de um partido em frangalhos que não tem mais o que falar e apela para a ameaça. Deplorável.

LUCIANO HARARY

lharary@hotmail.com

São Paulo

Este 13 de março será um dia emblemático para todos: a luta dos que querem trabalhar x os que não querem saber de trabalho. Essa é a real polarização pretendida pelo sr. Lula e seu partido. Que o vencedor seja o Brasil!

BECHARA AZIZ IBRAHIM

bibrahim@terra.com.br

São Paulo

Vítima

Está chegando ao fim e às barras da Justiça a carreira do homem que mais se aproveitou do poder público, farsante, explorador, mitomaníaco, prepotente e demagogo. Até um dos apartamentos em que mora em São Bernardo do Campo não está no nome dele, foi comprado por um parente de José Carlos Bumlai. O dinheiro dele não aparece, é como “perna de cobra”. Esse homem vive de favores, mutretas e empréstimos de residências. Tentou e convocou sua militância na sexta-feira, queria até sair algemado. A CUT, sua parceira, está em evento esta semana em Porto de Galinhas (PE), no maior hotel do lugar, chamado Summer Ville – dizem que representam os trabalhadores e estão ricos esses aproveitadores! Enquanto isso, o povo não tem segurança, educação e está morrendo na porta dos hospitais.

CELSO DE CARVALHO MELLO

celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

Na Bahia

Falando em apartamento, gostaria de saber de onde vieram os recursos do sr. Jaques Wagner que lhe permitiram comprar seu apartamento no edifício Victory Tower em Salvador, que conta com píer privativo e teleférico particular para a praia. O preço: R$ 17 mil/m2; a área: na faixa de 250 m2. Pelas minhas contas, salário de sindicalista, deputado e ministro não paga isso.

FREDERICO D’AVILA

fredericobdavila@hotmail.com

São Paulo

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

LUTA FRATRICIDA

Revoltado por ter sido conduzido coercitivamente a depor à Polícia Federal, no âmbito da Operação Lava Jato, o ex-presidente Lula fez vários pronunciamentos públicos nos últimos dias incitando a população petista a uma verdadeira guerra fratricida, perdendo a noção de civilidade e de responsabilidade. O que causa espanto é o silêncio das demais autoridades políticas do País, sem condenação de um ato que concorre para a morte ou a ruína de compatriotas que deveriam ser estimados e considerados como irmãos. Apenas o juiz Sérgio Moro afirmou que repudia qualquer ato de violência, bem como a incitação à prática de violência, ofensas ou ameaças a quem quer que seja. Em verdade, estamos vivendo momentos turbulentos e tormentosos, que põem em perigo a democracia brasileira.

Jorge Onoda jorge@onoda.com.br

São Paulo

*

AQUI NÃO É A VENEZUELA

Grupos de aliados petistas, correligionários e amigos do ex-presidente Lula têm se manifestado de um modo ameaçador. O sr. Gilberto Carvalho, um dos braços direitos de Lula, deu entrevista expressando claramente que, se ameaçado com a lei, poderá haver situação semelhante à da Venezuela, onde há derramamento de sangue nas ruas. A tática destes grupos é mais que evidente: querem amedrontar as pessoas e famílias que pretendem ir à manifestação do dia 13 de março que pedirá o impeachment de Dilma Rousseff. O PT está arreganhando os dentes. Enquanto mandavam e abusavam por aqui, eles destruíram quem quiseram. Agora, que o partido e seus dirigentes estão sendo submetidos à lei e que os seus desmandos estão vindo à tona, eles estão querendo disseminar a bagunça e o quebra-quebra. Porque é disso que o sr. Carvalho fala, é essa a sua ameaça. Faço lembrar a quem interessar possa que haverá passeata para clamar o impedimento de Dilma Rousseff e a prisão dos ladrões da Pátria. Não adianta ameaçar, o povo já não aguenta mais tanta sujeira, tanta falta de vergonha. Não há mais como conviver com gente tão incompetente, tão mal intencionada, tão sem ética. Todas as manifestações a favor do impeachment foram pacíficas, e a de domingo também será. Petistas raivosos que vão ladrar em outro quintal!

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

*

VIOLÊNCIA ANUNCIADA

Estejamos todos alertas e preparados. Os bandidos do Partido dos Trabalhadores (PT) já avisaram: faixas com os dizeres “vai ter luta”, o líder dizendo que guerra é guerra e – quem se lembra? – o “cara” dizendo “os outros que sifu”. Atenção, governadores, Polícias Civil e Militar e, em especial, Forças Armadas, preparem-se para o que vem por aí, de violência, com certeza.

José Luiz Tedesco wpalha@terra.com.br 

Presidente Epitácio 

*

GUERRA, COMO NUNCA ANTES

Enquanto dura a guerra entre os bandidos de Brasília (Palácio do Planalto, PT, PMDB, PSDB, TCU, STF, etc.) e todo este lixo político e nazismo que vemos hoje, quem toma tiro é o trabalhador, a dona de casa e o estudante, cada vez mais assustados com o desemprego, com os preços altos e com a falta de perspectiva. De forma irresponsável e idiota, Lula quer dividir e tumultuar o País. Nossa oposição é formada por micos de circo e nosso Legislativo continua cada vez mais mercenário. Resta-nos acreditar que o Poder Judiciário, pelo qual não tenho nenhuma admiração, faça finalmente um trabalho de limpar o País da corrupção em que estamos completamente mergulhados. Nunca estivemos tão perto de uma situação de ruptura social e caótica, como estamos hoje.

 

André Coutinho arcouti@uol.com.br 

Campinas

*

SABER AGIR

 

Olho para os próximos dias do Brasil e vislumbro uma cruz. E sangue. É o que pretende o homem mais honesto que o juiz que o julga. Incendeia seus últimos sicários, revestidos de politicamente corretos. Querem o confronto das ruas. Às favas remetem a paz democrática. Devemos nos adaptar diariamente a circunstâncias cambiantes. Posto isso, creio que está correto o senador Aécio Neves: a podridão do lulopetismo é tão expressiva que podemos deixar sua derrocada final para os tribunais, e as ruas para os quixotescos aos quais restará brigar grotescamente contra a Justiça que pune seus crimes. Só a eles interessam os confrontos populares, assim, serão eternos políticos agravados, justos, chorosos, que nunca se apossaram de um único real dos cofres públicos. 

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br 

São Paulo

*

PAPA DOC

Lula e sua milícia: Papa Doc e seus tontons macoutes tupiniquins.

Carlos Alberto Roxo roxo.sete@gmail.com 

São Paulo

*

O DEDO DE LURIAN

Foto publicada na primeira página da edição de ontem do “Estadão”, com a filha de Lula, Lurian, nos mostrando seu dedo médio, mostra bem como a família Lula da Silva se acostumou a tratar os opositores ao des(governo) de nosso ex-presidente. Quero lembrar dona Lurian de que os opositores são hoje a grande maioria do povo brasileiro, e que aquele dedo “em riste” foi dirigido a todos nós, brasileiros honestos, que, democraticamente, querem saber da verdade dos fatos e acabar com a corrupção neste país. Sugiro a dona Lurian arrumar um trabalho de torneiro mecânico e, talvez, assim...

Odair de Carvalho pops-smith@hotmail.com

Santana de Parnaíba 

*

‘MÍDIA GOLPISTA’

Surpreendi-me (se é que algo ainda pode nos surpreender hoje em dia) com a foto de moça muito feia fazendo um gesto muito baixo. Com isso, e por dizer que não fala com “mídia golpista”, demonstrou sua profunda ignorância, má-educação e inclinação para o mal. Enfim, quem sai aos seus não degenera.

Nelson Penteado de Castro pentecas@uol.com.br 

São Paulo

*

PROFUNDO SIGNIFICADO

O gesto da filha de Lula para os jornalistas na manifestação do Rio de Janeiro, embora nada sutil e pouco delicado, é de um profundo significado. Simboliza exatamente a atitude do PT para com os brasileiros nos últimos 14 anos. 

Luciano Harary lharary@hotmail.com  

São Paulo

*

PETISTA DESNATURADA

O gesto e o sorriso de Lurian, filha de Lula, na foto estampada na primeira página do “Estadão” (7/3), dá bem a ideia do que pensam e fazem os petistas. Execram, debocham e desrespeitam a Nação e os brasileiros. Em todo caso, sendo ela filha de quem é, não se podia esperar outra coisa. Atitude ruim que envergonha todas as pessoas de bem.

Alvaro Salvi  alvarosalvi@hotmail.com 

Santo André

*

QUESTÃO DE EDUCAÇÃO

O dedo médio em riste, em gesto obsceno, com sorriso jocoso, debochado e cínico da filha de Lula na capa do “Estadão” de segunda, ilustra perfeitamente para onde o pai dela mandou os brasileiros de bem nestes últimos 14 anos de lulopetismo. Por educação e por respeito aos leitores, prefiro não traduzir o gesto – a educação ela não recebeu do pai, basta ver o vídeo, que circula na internet e foi gravado pela “cumpanheira” Jandira Feghali (PCdoB-RJ), em que o ex-presidente fala ao telefone com a presidente Dilma: “Eles que enfiem no c... todo o processo”. Mais do que a falta de educação e a agressão simbolizada na foto de Lurian, o gesto traduz a prepotência, a arrogância desta família e dos integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT). E, principalmente, a total falta de humildade e de respeito às leis.

Giovani Lima Montenegro giovani.limamontenegro@gmail.com 

São Paulo

*

GESTOS

A mocinha do dedo para cima na capa é a tal Lurian, a filha que quase não existiu e que, logo que Lula tornou-se presidente, criou uma ONG. Para fazer o quê? A ONG acabou rapidinho, depois que descobriram a sua finalidade. Eu, com meus dedos, faço para ela o famoso cruzamento para quem vai ver o sol quadrado.

Tania Tavares taniatma@hotmail.com  

São Paulo

*

FAMÍLIA SILVA

Não me conformo com que o País seja tratado de modo tão vil como o apresentado por uma figura de segunda classe, devedora, inclusive, de explicações sobre o que fez com o nosso dinheiro repassado para sua ONG, que fechou logo em seguida. Só posso imaginar que uma descendente de um ex-presidente sem educação e mal educado, que mandou enfiarem o processo no c..., está no seu ambiente, achando que tem plenos direitos ao dedicar seu dedo em riste para a imprensa livre, que tem todo o direito até de questionar uma figura abjeta como ela, para nos informar do que acontece. Realmente, o ditado é correto: “Filha de peixe peixinho é”. E assim vamos ladeira abaixo.  

Luiz C. B. de Gusmao lcbdegusmao@terra.com.br 

São Paulo

*

BAIXARIA

Filha de peixe peixinho é. Realmente, mais baixa que o umbigo da jararaca rei. Deviam todos estar no Butantã.

Harry Rentel harry@citratus.com.br   

Vinhedo

*

TAL PAI, TAL FILHA

Lurian repetiu simbolicamente, a infeliz frase do seu pai, quando, esbravejando contra a sua condução forçada para depor, mandou “enfiar o processo no c...”. Respeitando a família de Lula, sinto ter de dizer no presente caso o ditado popular: “Tal pai, tal filha”. Que barbaridade!

Antonio Brandileone abrandileone@uol.com.br 

Assis

*

FINÍSSIMA

Sobre a foto de Lurian, filha de Lula: tal pai, tal filha. Finíssima!

Orlando Tsukumo otsukumo@yahoo.com

São Paulo

*

LIVRAI-NOS!

A foto da filha do “Brahma” rindo e fazendo gesto obsceno demonstra claramente o nível da família do messias e o que esta quadrilha dispensa aos brasileiros. Este país não merece isso. Livrai-nos, Senhor, e proteja o juiz Sérgio Moro.

Sergio Cortez cortez@lavoremoveis.com 

São Paulo

*

FOTO REALIDADE

A foto realidade sob o título “Mídia Golpista”: um gesto obsceno de Lurian, filha de Lula, para os jornalistas da TV Globo. Sim, realidade: mostra uma mulher indigna exibindo a feiura da falta de caráter e da mediocridade. Nada lhe falta, de fato, para ter o visual de uma jararaca.

Pedro Luís de Campos Vergueiro pedrover@matrix.com.br

São Paulo

*

DA FAMÍLIA

Pela atitude de Lurian, filha bastarda de Lula, ela mostrou que realmente pertence à família Lula da Silva.

Hamilton Penalva hpenalva@globo.com 

São Paulo

*

MAIS QUE MIL PALAVRAS

A foto da primeira página do “Estadão” (7/3), do gesto que Lurian, a filha de Lula, fez ao identificar no Rio a reportagem deste jornal, vale mais que mil palavras. Deve refletir o que pensa dos “golpistas” que querem aplicar a lei a todos: “Aqui pra vocês”, como diz o punk da preferia de Gilberto Gil! 

Omar El Seoud ElSeoud.USP@gmail.com

São Paulo

*

LULA E A OJERIZA PELA PROPRIEDADE

Nenhuma novidade que a cobertura em São Bernardo do Campo, residência oficial do ex-presidente Lula, não esteja em seu nome, se até o carro, Fusion, da Ford Motor Company Brasil, usado por ele e família pertence à própria montadora. De novembro de 2015 a início de fevereiro de 2016, já computavam oito multas no veículo, por avançar sinal vermelho, estacionar em lugares proibidos, transitar por lugares proibidos, etc., num completo desrespeito às leis de trânsito. Fora que as multas não são imputadas ao motorista, e, sim, à própria Ford, proprietária do automóvel. Por que será que o ex-presidente tem tanta ojeriza em ser proprietário e precisa sempre usar os bens de terceiros? Só a Polícia Federal explicando mesmo!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br 

São Paulo

*

AMIGOS, AMIGOS, E OS NEGÓCIOS?!

As investigações que pairam sobre o ex-presidente Lula têm, acima de tudo, demonstrado que ele tem grandes amizades. Os sócios do filho cederam-lhe majestoso sítio em Atibaia, que por sinal deixaria os jardins da Casa da Dinda parecendo um simples canteiro; empreiteiras arrombaram as portas das residências por ele “frequentadas” para promoverem reformas do melhor tipo; e, agora, veio à tona o fato de que apartamento na cobertura do edifício Hill House, em São Bernardo do Campo, portanto vizinho da moradia oficial dos “da Silva”, pertence a um primo do pecuarista José Carlos Bumlai. Curioso como o mundo dá voltas! De tantos imóveis à venda, o primo do amigo íntimo de Lula (que mora em Campo Grande) compra justamente aquele que era de interesse do ex-presidente. Vale lembrar que tal amigo íntimo executou empréstimos fajutos que aqueceram os cofres do PT. Brahma tem ou não excelentes “companheiros”? Amigos, amigos, e os negócios?! Pelo visto levaram essa ideia de socialismo para o convívio pessoal... 

Elias Menezes elias.natal@hotmail.com 

Nepomuceno (MG)

*

A COBERTURA QUE ERA DA PRESIDÊNCIA

E o homem mais honesto do Brasil, hoje ex-presidente, tem parte do apartamento de São Bernardo paga por nós, demais brasileiros, para segurança dele?

Milton Bulach mbulach@gmail.com 

Campinas

*

LULA, O SEM TETO

 

Ah, quer dizer que, além de pagarmos as despesas dos palácios e toda sorte de mordomia em Brasília, ainda pagávamos também o aluguel de um apartamento em São Bernardo para desfrute do sr. Lula? Pelo exposto na reportagem do “Estadão” de ontem (“Lula usa cobertura em São Bernardo que foi comprada por primo de Bumlai”), concluo que, se não é a ajuda dos amigos e do povo brasileiro, o sr. Lula seria morador de rua, talvez mais um sem-teto. 

Sansão José da Silva sansao@sansaojsilva.com.br

Uberlândia (MG)

*

MUITO ESTRANHO!

Jonas Suassuna, carioca da gema, morador no Rio de Janeiro, diz que é dono do sítio de Atibaia frequentado pela família Lula. Afinal, qual é o interesse deste senhor em ter um sítio em Atibaia, que, aliás, não tem nada de atraente?

Júlio Roberto Ayres Brisola jrobrisola@uol.com.br

São Paulo

*

MINHA CASA, MINHA VIDA

Como o tríplex não é de Lula, o sítio de Atibaia, menos ainda, e parte da moradia de Lula em São Bernardo do Campo é do primo de Bumlai, Dilma Rousseff, preocupada com o lar dos Silva, foi lá a São Bernardo oferecer um plano do Minha Casa, Minha Vida.

Mario Ghellere Filho marinhoghellere@gmail.com  

Mococa

*

ATOR DECADENTE

Da camisa humilde na porta das fábricas em São Bernardo aos ternos elegantes de finíssimos tecidos nos palácios planaltinos, a verve manteve-se inalterada. Embora agredindo impiedosamente a língua pátria, é sempre inconfundível: fluida, grandiloquente, permeada de metáforas bem ao gosto popular, exaltada, combativa, melíflua e chorosa quando convém, digna, enfim, de um grande ator, capaz de convencer e conduzir as massas a seu bel-prazer... Assim é a fala cheia de efeitos de Lula da Silva, sempre pronta a induzir ao erro milhões de seguidores que chegam ao fanatismo. Infelizmente, há uma diferença imensa entre o ator e o estadista: enquanto o primeiro engana por força da profissão, o segundo só se sustenta apegando-se à verdade que pode erguer um povo. A Lula faltou sabedoria para tornar-se um estadista. Abominou os estudos sérios que o teriam elevado para sempre na memória de todos os brasileiros. Preferiu o caminho da esperteza, encarnando o ator. Cabe ao povo cessar os aplausos, porque a atuação perdeu o brilho.

 

Edméa Ramos da Silva paulameia@terra.com.br 

Santos 

*

A URGÊNCIA DO GOVERNO

A presidente Dilma Rousseff sobrevoou a região de Mariana (MG) sete dias depois do desastre do rompimento da barragem da mineradora Samarco; e visitou Lula em São Bernardo do Campo um dia depois de ele ter sido intimado a prestar depoimento à Polícia Federal. Isso demonstra o que de fato mais importa ao governo.

José Sergio Trabbold jsergiotrabbold@hotmail.com 

São Paulo

*

VISITA AO COMPANHEIRO 

 

Quantos dias/semanas demorou para que a presidente Dilma se dignasse a visitar as famílias atingidas pela catástrofe provocada em Mariana por uma empresa controlada indiretamente pelo Estado brasileiro? Agora, para dar suporte ao companheiro e ex-presidente, estava imediatamente em São Bernardo, à nossa custa (helicóptero para base área em Brasília, avião presidencial de Brasília a Congonhas, helicóptero para São Bernardo do Campo e carro até a residência do ex-presidente). Pouso num campo de futebol vizinho da residência do ex-presidente? Onde estão os controles aéreos e suas regras? Somente para nós, do povo?

Werner August Sönksen wsonksen@hotmail.com 

São Paulo

*

SEM PERDER TEMPO

A presidente Dilma não perdeu tempo, em poucas horas viajou para São Bernardo do Campo, em avião e helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB), para se solidarizar com o ex-presidente Lula. No entanto, levou uma semana para visitar a catástrofe de Mariana.

Vanderlei Zanetti zanettiv@gmail.com 

São Paulo

*

A VISITA A LULA

Quer dizer que a “criatura”, para visitar seu “criador” no sábado, utilizou avião exclusivo, helicóptero, carro e funcionários públicos ganhando horas extras? Quem vai pagar essa conta? Será o Instituto Lula ou os brasileiros idiotas pagadores de impostos?

 

Marcelo L. Z. Bernabe zbernabe@hotmail.com 

São Paulo

                 

*

DINHEIRO PÚBLICO

Quanto custou aos cofres públicos essa visitinha da Dilma para o Lula?        

Candida L. Alves de Almeida almeida.candida@gmail.com 

São Paulo

*

O APOIO DA PRESIDENTE

Dilma Rousseff defendeu Lula dizendo não ser necessária a condução coercitiva. Mas Dilma ouviu o que disse Lula ao se deparar com a Polícia Federal na porta de sua casa? Lula disse à PF que só sairia dali se fosse algemado. Ou seja, Lula quis, sim, intimidar a PF, e por isso conheceu o despacho do juiz Sérgio Moro, que já sabia de sua negação, tendo em vista que aqui, em São Paulo, Lula teria de comparecer perante o promotor Cassio Conserino, mas não o fez, alegando que até poderia ir, mas daria depoimento a outro promotor. Como assim? Lula pode escolher quem quer para lhe perguntar? Se ele pode, qualquer brasileiro pode. E a Justiça, infelizmente, não é permeada por pessoas justas. Há sempre aquelas que estão à espera de um benefício. Dona Dilma demorou sete dias para ir a Mariana visitar as vítimas da Samarco que perderam tudo. Para defender Lula, utilizou um avião até Congonhas, um helicóptero até SBC, sem contar que a Aeronáutica fez vistorias aéreas para se certificar de que estava tudo em ordem no céu. Quem pagou essa farra?  

 

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com 

São Paulo

*

SOLIDÁRIA AOS INVESTIGADOS

Parabéns ao Estado por não ter dado destaque de primeira página à visita da sra. Dilma ao sr. Luiz Inácio. Espera-se das autoridades, em situações que tenham repercussão e gerem comoção, que visitem as vítimas e suas famílias, nunca os investigados e suas famílias (ou uma família inteira de investigados). Aliás, quantos dias ela demorou mesmo para ir sobrevoar Mariana (MG)?

Gustavo Ferraz de Campos Monaco gustavofcmonaco@gmail.com 

São Paulo

*

ATO IRRESPONSÁVEL

A condução coercitiva daquele que “nunca sabe de nada” se transformou numa ocasião caída do céu para tergiversar, uma de suas táticas quando está em maus lençóis. Os gravíssimos fatos relacionados às artimanhas do casal Santana e os relatados na delação premiada do senador Delcídio Amaral (PT-MS), que deveriam ocupar as atenções de todo o povo brasileiro para que soubesse quem nos governa, passaram para um segundo plano. Aliás, foram simplesmente ignorados, pois o boquirroto aproveitou para se fazer passar por vítima de uma ação legítima da Justiça, uma vez que já se recusara, por duas vezes, a comparecer para depor à Promotoria paulista. Agora sabemos, pelo relato do delegado que deve ter tomado seu depoimento, que Lula tentou resistir, sendo demovido por seu advogado. Pior ainda porque se serviu do momento para aprofundar a divisão entre os brasileiros, culminando com a convocação de seus asseclas para defendê-lo do indefensável, podendo, com este ato irresponsável, provocar um enfrentamento de consequências imprevisíveis. Entenda-se como uma situação de desespero diante das evidências, pois a comprovada roubalheira na Petrobrás ocorreu também sob suas barbas. Logo, já deveria tê-lo levado à cadeia, pois, no mínimo, prevaricou. E prevaricação é crime.

 

Antonio C. Gomes da Silva acarlosgs@uol.com.br 

São Paulo

*

CONDUÇÃO COERCITIVA

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), dá nó em pingo d’água ao criticar a condução coercitiva de Lula na sexta-feira. Dessa forma, o ministro causa confusão aos menos atentos. Precisa se expressar mais inteligivelmente, faça um favor.

Reinaldo Machado rhppffm@gmail.com 

São Paulo

*

PREOCUPAÇÃO

“Me preocupa um ex-presidente da República ser conduzido debaixo de vara.” Excelentíssimo ministro Marco Aurélio Mello, é verdade que sua filha acabou de ser nomeada desembargadora pela presidente Dilma Rousseff? Perguntar não ofende.

Godofredo Soares godofredocaetanosoares@gmail.com 

São Paulo

*

CONDUÇÃO COERCITIVA E EFEITOS POLÍTICOS

Há enorme dificuldade, em alguns setores da sociedade, em encarar que nem tudo pode ser explicado pelo senso comum e pelo “politicamente correto”. Há anos assistimos ao mensalão, e, agora, assistimos ao petrolão. Graças às colaborações ou delações premiadas, aos acordos de cooperação internacional em matéria penal, o Poder Judiciário está respondendo às demandas do Ministério Público Federal, que, com a Polícia Federal e a Receita Federal, está desvendando uma organização criminosa que se apossou do governo central. Há dois anos acompanhamos pela imprensa as 24 fases da Operação Lava Jato. Em todas elas houve as conduções coercitivas, sempre explicitadas, pela força tarefa de Curitiba, como medida para tomada de depoimentos com mais celeridade, liberando a pessoa conduzida em seguida. As investigações não tramitam mais a passo de cágado, como antigamente. Agora querem politizar a 24.ª fase. Não cabia à força tarefa e ao juízo fazer ponderações sobre os efeitos de ordem política decorrentes da medida judicial, repita-se, que não é novidade. O que se vê é o ataque como forma de defesa, que nem novidade é, muito menos inteligente. E parece que é a defesa feita por alguém que se reconhece como uma cobra peçonhenta. Parece que a legalidade ainda é algo difícil de ser digerida.

Ana Lúcia Amaral anamaral@uol.com.br 

São Paulo

*

CORTINA DE FUMAÇA

Ainda bem que não faltou bom senso à Polícia Federal, ao juiz Sérgio Moro e aos procuradores quando decidiram pela condução coercitiva do ex-presidente da República Luiz Inácio. Pensaram no óbvio e se utilizaram de uma estratégia adequada ao momento. Tão logo fosse convocado pelos métodos convencionais, é de imaginar como seria o tumulto. Milhares de seus apoiadores, estimulados por ele, ocupariam os locais do depoimento e certamente haveria confronto com os seus opositores. Essa situação seria, sim, uma guerra midiática. Por outro lado, é de nos deixar estupefatos que magistrados, empresários e outros simpáticos ao dito cidadão se aliem a ele na sua proeza de subestimar a inteligência das pessoas, pensando o oposto. Jamais o sr. Luiz Inácio e sua trupe iria de bom grado a uma convocação da Lava Jato. Aí, sim, a vitimização planejada e organizada teria mesmo sensibilizado aos que lhe são simpáticos, desviando as atenções para o que lhe interessa. O que causa espanto nisso tudo é ver os formadores de opinião enaltecerem a crítica ao método de convocação e, ao mesmo tempo, se omitindo em destacar a motivação legal baseada em gravíssimos indícios dos delitos que a justificaram. O método é o mesmo do sr. Luiz, desviar a atenção para o que lhe interessa. Deixou bons discípulos.

Manoel Sebastiao de Araújo Pedrosa link.pedrosa@gmail.com

São Paulo

*

ENQUANTO ISSO

Enquanto as hostes petistas fazem barulho sobre o justo e legal depoimento de Lula à Polícia Federal na sexta-feira, não podemos nos esquecer de que este jornal está sob censura ou proibido há mais de seis anos por decisão do desembargador Dácio Vieira, aliado de um dos mais notórios e corruptos políticos brasileiros, José Sarney, de comentar a Operação Boi Barrica.

Fabio de Araujo fanderaos@gmail.com 

São Paulo

*

‘ENRASCADAS!’

O artigo escrito pelo jurista Miguel Reale Júnior na edição de sábado do “Estadão” (“Enrascadas!”), colocando todos os pingos nos is, e o trabalho da Polícia Federal, do Ministério Público e do juiz Sérgio Moro, mostrando que neste país não existe ninguém acima da lei, lavaram minha alma e fizeram renascer a esperança num futuro melhor e mais justo para nosso país. Vamos todos para as ruas dia 13, de verde e amarelo e com a bandeira do Brasil.

Celso Neves Dacca celsodacca@gmail.com

São Paulo

*

A IDOLATRIA POR LULA

A condução coercitiva da “viva alma mais honesta do Brasil” provou que a idolatria do mesmo até pela militância petista já era... Em vez de milhares protestando, apenas algumas centenas de gatos pingados.

 

Sergio Diamanty Lobo diamanty18@gmail.com

São Paulo

*

QUEM É LULA?

Constatações óbvias sobre Lula: 1) ele é muito inteligente; e 2) ele é muito, muito vaidoso. A frase que Lula mais usa é “nunca na história deste país”, seguida de “existiu um brasileiro tão honesto e competente, tão benfeitor” como ele. Nem Duque de Caxias, nem Rui Barbosa, ninguém... Para Lula, muito mais importante do que tirar o País deste lodaçal de corrupção, desta nossa economia flagelada que destrói empregos, comprometendo a saúde e a educação do povo, é vender a sua imagem de guerreiro do povo. Ele em seus discursos nunca menciona Pasadena, a destruição da Petrobrás, etc. Se José Dirceu era seu assessor mais íntimo, por que Lula não tenta inocentá-lo de sua corrupção? E se José Dirceu resolver numa delação premiada abrir o jogo, contar tudo o que fez em parceria com Lula?

Antônio Penteado Serra apserra@uol.com.br 

Santana de Parnaíba

*

POBRES ESTUDANTES

Quando Lula falava aquele monte de besteiras na sexta-feira, insuflando suas milícias, chamaram a atenção aquelas duas mulheres usando camisetas da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), estrategicamente colocadas uma de cada lado, atrás do apedeuta. Será que a classe estudantil brasileira está apoiando este indivíduo ou está apenas sendo usada, tão vergonhosamente, na defesa do chefe da organização criminosa que está destruindo o Brasil?

Carlos Eduardo Stamato dadostamato@hotmail.com 

Bebedouro

*

O CHORO DO EX-PRESIDENTE

Coitado do sr. Lula, chorou de emoção! Quem também chorou, e continua chorando, foram milhares de pais de família que perderam seu emprego, milhares de mães que perderam seus filhos por falta de atendimento nos hospitais públicos, por falta de vagas nas escolas, por falta de creches – e tudo por causa da infinita ganância e incompetência do lulopetismo. 

Roger Cahen

São Paulo

*

LULA MAGOADO

Lula sempre se safou, resvalou com galhardia de quaisquer acusações aos seus malfeitos. Até que enfim as provas estão chegando perto deste homem que se sente um rei. Sua reação foi a de uma criança mimada, com direito a beicinho e lágrimas. Chega de impunidade. Salve, salve Sérgio Moro! Ninguém aguenta mais, nossa paciência está explodindo. 

Ana Prudente ana_prudente@uol.com.br  

São Paulo

*

‘NOTAS & INFORMAÇÕES’

“Os males que Lula faz.” Com esse título e comentários, “O Estado de S. Paulo” de 5 de março de 2016 (página A3) coloca bem essa questão a respeito da conduta deste cidadão brasileiro corroborada pelo grupo de todo tipo que o segue. O povo do Brasil não pode mais deixar impunes todas essas pessoas. É um caso puro de causa e efeito. Fazer “o diabo”, negar tudo, tentar mudar a percepção dos fatos, tentar influenciar nos “decisores” e vender uma imagem positiva visando à perpetuação do interesse próprio não pode ser feito, muito menos desrespeitando nossas instituições. Ameaçar de ir às ruas será que não seria uma forma de desafiar e “cutucar” a reação dos protetores da ordem? A democracia, por sua vez, tem sua cota de deveres, obrigações e fazem parte dela também o respeito à ética, a moral, a honestidade. O que não é aceitável é querer que seja conforme nos convém, principalmente das pessoas que se propõem a representar seu povo. Precisamos nos unir para extirpar do nosso país todos estes malfeitores.

Tacio Bertolini tbbertolini@hotmail.com 

Limeira 

*

NÃO EXISTE ALMOÇO GRÁTIS

Excelente o editorial “Os males que Lula faz”, (5/3, A3).  Eu acrescentaria mais alguns. Ele e todos os seguidores que o têm como ídolo acreditam que existe almoço grátis. Alguém tem de deixar claro que isto não existe: tudo tem seu preço. O uso do sítio de Atibaia com sua reforma, o tríplex do Guarujá, com seu “desconhecido” dono e nababesca reforma (incluindo até elevador privativo), os 11 containers de presentes e bebidas que diz ter recebido “porque viajava muito” durante a presidência, as “muito informativas” (?) palestras proferidas a preço “igual às do Bill Clinton”, ou seja, US$ 200 mil cada, o uso de imóveis de amigos e compadre por ele e filhos, etc., tudo foi pago pelo contribuinte com os impostos de cada um. É muita ingenuidade pensar que todos foram tão dadivosos só porque Lula é simpático e tem uma prosa boa.  Tudo teve um altíssimo retorno para esses “tão bonzinhos”, em seus negócios realizados (superfaturados) através do governo e da “ajuda” dos que se julgam donos do dinheiro público. Outro mal de enorme proporção é a mentalidade sectarista que Lula e o PT estão promovendo. Estão dividindo o Brasil em dois: os ricos contra os pobres, patrões contra empregados, os do Norte contra os do Sul, “nós”, o povo, contra “eles”, as elites, etc. Essa divisão vai demorar muitas gerações para ser resolvida e voltarmos a ser uma nação sob uma bandeira trabalhando todos pelo bem de todos. A luta de classes só interessa aos aproveitadores, corruptos, especuladores e aos que sempre querem levar vantagens sobre um povo desunido e em brigas entre si. A união faz a força. E o Brasil do lulopetismo está ficando cada vez mais desunido e vítima fácil para os que querem lucrar à nossa custa. O Brasil tem tudo para ser uma nação de sonhos.  Infelizmente, os males que Lula e sua gangue petista estão nos fazendo trazem só muito atraso e muitos pesadelos! 

 

Silvano Corrêa scorrea@uol.com.br

São Paulo

*

ESQUECE 2018, LULA!

 

“Não sei se serei candidato em 2018, mas essas coisas (a condução coercitiva para depor na Lava Jato) aumentam o tesão da gente”. Com esse palavreado, digno de lupanar de cais do porto, Lula sugere que está na pista para disputar as próximas eleições presidenciais. Ao deixar o Planalto em 31 de dezembro de 2010, o “mais onesto” do Brasil prometeu que acompanharia as “reformas políticas” no País e, no exterior, envidaria esforços para “ajudar a África”. O tempo passou e, pelo que se vê, nem uma coisa nem outra. Reformas no Brasil só no plano das intenções e, quanto à África, Lula a deixou às voltas com seu costumeiro drama humanitário.  Ao invés do prometido, o “ex” resolveu atacar de eminência-parda no governo do poste que não dá um passo sem ouvir o oráculo de SBC. Lula “se acha”. Compara o custo de suas “palestras” (aspas necessárias) às de Bill Clinton e ameaça virar novamente presidente em 2018, malgrado o rumo desastroso da economia brasileira, o calhamaço de provas que já se avolumam contra si e com Sérgio Moro em seus calcanhares e nos de seus correligionários e amigos, vários deles já presos. Esquece 2018, Lula. Se até lá você ainda estiver solto, já terá motivos de sobra para comemorar.

 

Silvio Natal silvionatal49@gmail.com

São Paulo

*

TRAGÉDIA BRASILEIRA

Para reparar os danos causados às localidades de Mariana (MG) e Colatina (ES), com o rompimento da barragem da mineradora Samarco, que pode ser comparado a uma espécie de tsunami, foram previstos gastos de R$ 20 bilhões em 15 anos. Os especialistas acham o valor insuficiente, mas a presidente Dilma Rousseff diz que, com o acordo, estamos fazendo história. Lembrando que só na reforma do Maracanã para a Copa foram gastos R$ 2 bilhões, fica fácil saber quem fala a verdade e quem está fazendo bravata.

Abel Pires Rodrigues abel@knn.com.br 

Rio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.