Fórum dos Leitores

PIXULECO & DILMENTIRA

O Estado de S.Paulo

19 Março 2016 | 03h00

Ainda mais enrolados

Durou pouco a versão de que a entrada de Lula no Ministério de Dilma teve caráter “republicano” e visaria unicamente a “reforçar” o time do governo. Com efeito, a interceptação de conversa entre Rui Falcão, presidente do PT, e Jaques Wagner, então ministro da Casa Civil, em 10 de março (pouco depois da divulgação do pedido de prisão de Lula pelo Ministério Público paulista), não deixa dúvida de que a verdadeira motivação para Lula assumir o posto foi assegurar-lhe foro especial por prerrogativa de função (foro privilegiado) e, assim, “garantir” sua liberdade. Nunca antes na História deste país se viu escancarada tramoia tão antirrepublicana quanto essa. E Dilma fez a nomeação na forma das “tratativas”, com o claro objetivo de obstruir a ação da Justiça e apostar na impunidade do companheiro. Só isso já seria motivo mais que claro para o impeachment da presidente.

SILVIO NATAL

silvionatal49@gmail.com

São Paulo

Mais uma mentira

“Eu o chamei para ajudar o povo brasileiro”, disse Dilma sobre Lula. Age igual ao seu criador: mente, dissimula é arrogante e incomPeTente! Fez isso para ajudar a si mesma, tentando se livrar do impeachment e livrar o criador do juiz Sergio Moro. Modus operandi do PT: para nós, tudo; para eles, (povo brasileiro) mentiras, bravatas e corrupção!

JOSÉ ROBERTO NIERO

jrniero@yahoo.com.br

São Caetano do Sul

Patético... quem?

“Hipótese patética” foi a expressão utilizada por José Eduardo Cardozo para os que acreditam que Dilma nomeou Lula como ministro da Casa Civil para protegê-lo de eventual prisão pela Operação Lava Jato. Patético é ver um senhor inteligente fazer o papel de ingênuo quando sabemos e ele sabe que está faltando com a verdade. Lamentável!

LEILA E. LEITÃO

São Paulo

Grampos

Dilma: “Em outros países quem grampeia presidente vai preso.” A Nação responde: em outros países presidentes não protegem investigados nomeando-os ministros para fugirem da prisão.

JOSÉ CARLOS ALVES

jcalves@jcalves.net

São Paulo

Se, na forma da lei, com autorização judicial, a polícia grampeia o telefone de um investigado, pessoa comum, sem nenhum tipo de privilégio processual (aliás, os privilégios são inconstitucionais, para aqueles que vislumbram “inconstitucionalidade de normas constitucionais”, aspecto do Direito Constitucional pós-moderno), e alguém forrado de privilégio entra em contato com o vigiado, é óbvio que não há quebra do sigilo da autoridade que ingressou por sua vontade na alcova da víbora, nem houve atentado ao Estado de Direito Democrático, como sofismam os moribundos do lulopetismo.

AMADEU R. GARRIDO DE PAULA

amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

Lava Jato

Com a gravação das conversas de Lula, a Polícia Federal em breve vai iniciar uma nova fase da Lava Jato, a Operação “Consummatum Est”.

ROBERTO A. KIRSCHNER

kir.robertoa@gmail.com

São Paulo

Fim da era petista

Agradeço aos três promotores “loucos” do Ministério Público de São Paulo. O pedido de prisão de Lula, destemidamente apresentado por S. Exas., e o não menos corajoso ato do juiz Sérgio Moro de permitir a divulgação do sórdido conteúdo das escutas telefônicas foram cruciais para descortinar, de uma vez por todas, a podridão da quadrilha petista que comanda o País. Espero assistir em breve ao fim da obscura era petista, com a implacável responsabilização de todos os que dela participaram.

PAULA LATORRE N. VIANNA

plnvianna@terra.com.br

Campinas

Mais um golpe

O Brasil passa mais uma vez por um golpe de Estado, 52 anos após o começo da ditadura militar. Mas, para alento da Nação, não levará 20 anos para terminar o regime ilegítimo que entrou em vigor nesta quinta-feira, com o início do terceiro mandato de Lula – sim, aquele que agiu com a então presidente Dilma Rousseff para obstruir a Justiça a fim de escapar da cadeia e foi apanhado por interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça tramando manobras para destruir a Operação Lava Jato e mostrando seu mais abjeto desprezo pelas instituições da nossa República. O que os brasileiros acompanham nos últimos dias, enojados – afinal, é de embrulhar o estômago a sordidez com que os petistas tratam a coisa pública, como atestam as gravações, felizmente, tornadas públicas pelo juiz Sergio Moro –, são os últimos suspiros de um regime que, está demonstrado, só chegou ao poder para nele permanecer até o fim dos dias, e não para tornar melhor a vida da população. Até o impeachment ser votado no Congresso, porém, cumpre destacar a importância de que os brasileiros se mantenham engajados e firmes na sua posição de pressionar, pacificamente, os parlamentares responsáveis pela condução do processo. Falta pouco, mas até que o pesadelo acabe precisamos seguir mobilizados. Só assim nos veremos livres da república do pixuleco. E claro, seremos eternamente gratos à República de Curitiba.

HENRIQUE BRIGATTE

hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

Freud explica

No discurso de posse de Lula como ministro, Dilma chamou-o várias vezes de presidente Lula. Foi traída pelo subconsciente!

EDUARDO NASCIMBENI

eduardo@nascimbeni.com.br

São Paulo

Quadrilha na Presidência

Os acontecimentos desta semana, as degravações, as conversas em termos de baixo calão, chulos, me deram a certeza, agora absoluta: eles fraudaram as eleições de 2014.

JOSÉ EDUARDO VICTOR

victorjoseeduardo@gmail.com

Jaú

Culpa do Obama

Obama disse que Lula era o cara. E Lula acreditou. Hoje só a Dilma ainda acredita.

JORGE ALBERTO NURKIN

jorge.nurkin@gmail.com

São Paulo

Pago pelos coxinhas

Digam ao presidente Barack Obama que vá a Cuba num cruzeiro. Nós, brasileiros, pagamos um porto hipermoderno para recebê-lo em Havana.

PAULO CÉSAR ZORZENON

ipecampos@uol.com.br

Ipeúna

 

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

AS ARCADAS DE JOELHOS

Outrora trincheira de grandes lutas contra o autoritarismo e a corrupção, a Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) se transformou num reduto de pelegos e defensores de pessoas que estão sendo alvo de investigações por prática de corrupção. Vi, com tristeza, professores e alunos da minha querida São Francisco fazendo um manifesto a favor da “democracia”, ou seja, do Partido dos Trabalhadores (PT), proclamando que “não vai ter golpe”. Ora, o processo de impeachment é previsto na Constituição federal e, quando atingiu o presidente Fernando Collor, teve o apoio decisivo do PT. Por que agora eventual impedimento da presidente da República, por meio do mesmo processo, é golpe? Mudaram os valores ou os interesses? É difícil de constatar que uma faculdade de Direito tradicional tornou-se um apêndice do PT. É decadência temporária ou o princípio do fim? Trata-se do desabafo de um ex-aluno (turma de 1979) que teme que o motivo de orgulho de muitos seja transformado, por uma minoria desorientada, em vergonha e decepção.

Eraldo Bartolomeu Cidreira Rebouças real742@yahoo.com.br 

Poços de Caldas (MG)

*

PAPELÃO

A Faculdade de Direito da USP, que já foi palco de manifestações históricas e orgulho dos paulistas e brasileiros, agora, se presta a defender um bandido que dilapidou o patrimônio nacional, transformou o Estado numa organização criminosa e, para não prestar contas à Justiça, ameaça incendiar o País. Para tanto, se insurge contra a Operação Lava Jato, que despertou o Brasil. Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, mais uma joia brasileira que Lula jogou no lixo. O Brasil decente está com o juiz federal Sérgio Moro, com o Ministério Público e com a Polícia Federal. 

Carlos Eduardo Stamato dadostamato@hotmail.com 

Bebedouro

*

MANIFESTAÇÕES NA ACADEMIA

Como pagadora de altos impostos, pergunto à Faculdade de Direito do Largo do São Francisco (USP), faculdade pública, se os alunos que querem o impeachment do governo Dilma Rousseff terão garantido o mesmo uso do salão nobre da faculdade para defender suas posições.

             

Tania Tavares taniatma@hotmail.com 

São Paulo

*

SUPERAMOS A PIZZA

A posição das faculdades de Direito da USP e da PUC-SP é retrógrada, ainda ligada às passadas decisões em que tudo acabava em pizza. 

Oscar Stabel Neto ostabel@terra.com.br 

São Paulo

*

INSULTO AO JUDICIÁRIO

As diversas gravações das conversas de Lula confirmam o que todos já sabem: o ex-presidente é totalitário, autoritário, considera-se acima de tudo e de todos e despreza acintosamente a Constituição federal. São inadmissíveis o insulto e o desrespeito que demonstrou pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Por ocasião da decisão que culminou com a prisão do senador Delcídio Amaral, a ministra Cármen Lúcia, ao justificar seu voto, declarou que “o crime não vencerá a Justiça”, que “(criminosos) não passarão sobre os juízes e as juízas do Brasil” e que “não passarão sobre a Constituição do Brasil”. Nem sobre a Constituição nem sobre o povo brasileiro. 

Luciano Harary lharary@hotmail.com 

São Paulo

*

ACOVARDADOS

Depois de tanto desacatar o Poder Judiciário e os brasileiros, Lula agride a todos dizendo estarem “acovardados”. Por que deveriam estar acovardados? Acovardado está o ex-presidente, e em busca de subterfúgios para tentar se esquivar e fugir dos crimes cometidos e das suas responsabilidades. Caiu na real? É a certeza da condenação... Quantos pagarão penas pela cumplicidade?

 

Fernando Silva lfd.dasilva@uol.com.br 

São Paulo

*

CARTA DE DESCULPAS?

A carta aberta divulgada por Lula depois da divulgação dos áudios que teve interceptados é uma boa obra de ficção escrita por uma analfabeto, portanto, um quase milagre. Mas não vejo nenhuma ligação com fatos reais ocorridos no Brasil.

M. Mendes de Brito voni.brito@gmail.com  

Bertioga

*

VIVA A IMPUNIDADE!

 

O primeiro passo de um golpe foi dado por este governo asqueroso, nomeando uma “jararaca” para um ministério, na tentativa de salvá-lo da verdadeira Justiça. Ele terá, agora, foro privilegiado (seus crimes serão investigados e julgados pelo Supremo Tribunal Federal), o que quer dizer que, com palavras elegantes do jargão jurídico, nossos ministros em sua maioria decidirão que não houve crime e que o sr. da Silva não possui bens ocultos, que sua fortuna foi honestamente ganha com interessantes e caras palestras e que os crimes praticados em seu governo e no posterior foram cometidos pelo presidente FHC. Renúncia já.

Jose Carlos Amaral jc-amaral@bol.com.br 

São Paulo

*

A LISTA DE LULA

Ricardo Lewandowski, Luis Roberto Barroso, Rosa Weber, Cármen Lúcia, Luiz Fux, Marco Aurélio Mello, Teori Zavascki e o decano Celso de Mello, além de Aragão, Cardozo e Janot, todos os senhores estão na lista, e não é a de Schindler, é a de “Lulla”...

A.Fernandes standyball@hotmail.com 

São Paulo

*

CONVERSA DE BOTEQUIM

 

Eis alguns trechos dos diálogos de Lula com diversos interlocutores, publicados pelo “Estadão” de quarta-feira. Lula para Dilma: “É um espetáculo de pirotecnia sem precedentes, querida. É o seguintes: eles estão convencidos de que com a imprensa chefiando o processo investigatório eles conseguem refundar a República. Nós temos uma Suprema Corte totalmente acovardada, um Superior Tribunal de Justiça totalmente acovardado, um Parlamento totalmente acovardado, somente nos últimos tempos o PT e o PCdoB começaram a acordar, um presidente da Câmara fudido, um presidente do Senado fudido, não sei quantos parlamentares ameaçados e fica todo mundo no compasso de que vai acontecer um milagre. Eu estou assustado é com a República de Curitiba porque a partir de um juiz de primeira instância tudo pode acontecer neste país”. Lula para Jaques Wagner: “Você viu, querido, ela está falando dessa reunião. Ô, Wagner, eu queria que você viesse agora, falar com ela, já que ela está aí, falar o negócio da Rosa Weber. Está na mão dela para decidir. Se homem não tem saco, quem sabe uma mulher corajosa possa fazer o que os homens não fizeram”. Lula para Nelson Barbosa: “Eu acho que eles estão sendo filhos da puta demais. Estão procurando pelo em ovo. Vou pedir para o Paulo Okamotto tudo no papel porque era preciso você chamar o responsável e falar ‘que porra que é esta? Vocês estão fazendo o mesmo com a Globo, o mesmo com o Instituo Fernando Henrique Cardoso, o mesmo com a Gerdau, o mesmo com o SBT, o mesmo com a Record, ou só com o Lula, caralho?”. Lula para Eduardo Paes: “É lógico, por que agora toda obra? Esses caras têm 500 obras neste país. Todas elas estão criminalizadas. Ah, vão tomar no cu”. Palavrões do ex-presidente. Palavrões do agora ministro da Casa Civil.

 

Cláudio Moschella arquiteto@claudiomoschella.net 

São Paulo

*

BOCA DE ESGOTO

Fossa. Sarjeta. Boca de esgoto. O Brasil ouviu – com menosprezo e náusea – a voz de Luiz Inácio Lula da Silva, vulgo ex-presidente, nos cenário e clima de promiscuidade moral e banditismo político instalados em Brasília, onde ratos e vermes se alternam em declarações, discursos e delações. A baba raivosa de Lula fez do achincalhe das instituições a linha de defesa do indefensável caráter delituoso ou delitivo do arrivista que não se contém nem se conforma com a própria pequenez. Lula é um vômito, a vergonha brasileira exposta à náusea internacional. Fede. Nauseia. Polui.       

José Maria Leal Paes josemarialealpaes@gmail.com 

Belém

      

*

PALESTRAS

Com este linguajar, ele dava palestras?

Moises Goldstein mgoldstein@bol.com.br 

São Paulo

 

*

A VERGONHA DE EDUARDO PAES

Em conversa com Lula, o prefeito do Rio de Janeiro diz: “O senhor me para com essa vida de pobre, com essa tua alma de pobre, comprando esses barco de m..., sitiozinho vagabundo. O senhor é uma alma de pobre. Eu, todo mundo que fala aqui no meio, eu falo o seguinte: imagina se fosse aqui, no Rio, esse sítio dele, não é em Petrópolis, não é em Itaipava. É como se fosse em Maricá. É uma m... de lugar p...!” Realmente, aqui em São Paulo só tem pobre mesmo! Porque nós trabalhamos para sustentar um bando de vagabundos do Rio de Janeiro e ainda ouvir deboches do amigo de Lula.

Marisa Veiga de Medeiros marisaveigademedeiros@gmail.com 

Campinas

*

EDUCAÇÃO

Em áudio, dona Marisa Letícia mandou adeptos dos panelaços enfiarem as panelas no c... Atualizando um comentário sobre a educação da família Lula da Silva: tal pai, tal filha, tal marido, tal esposa. E, refazendo um antigo ditado popular: “Educação vem de casa, tríplex ou sítio”. PT saudações.

José Roberto Niero jrniero@yahoo.com.br

São Caetano do Sul 

*

NÃO HÁ MAIS DÚVIDAS

Não há mais dúvidas, depois do grampo telefônico em que uma conhecida figura política aparece atacando todos os poderes constituídos, ofendendo grosseiramente o STF, zombando do povo brasileiro com um palavreado obsceno e baixo, ficou claramente explícito que o PT, esta organização criminosa, quer se perpetuar a qualquer custo no poder. Agora, está nas mãos do Congresso Nacional dar um basta em tudo isso, junto com os homens de bem deste país, transformando o Brasil na República de Curitiba, que defende a ética, os bons costumes e o sonho do povo brasileiro de expulsar e colocar na cadeia os corruptos que se apoderam do poder.

 

Arnaldo Luiz de Oliveira Filho arluolf@hotmail.com 

Itapeva

*

‘VERGONHA! VERGONHA!’

Sob o título “Vergonha! Vergonha!” (18/3, A3), editorial deste jornal tratou da cerimônia de posse do sr. Lula da Silva no ministério da sra. Dilma Rousseff, que discursou de forma inflamada contra os responsáveis pela divulgação da sua republicana conversa com Lula a respeito do envio de um documento (termo de posse) ao ex-presidente, para uso “em caso de necessidade”. Como prova cabal de suas justificativas, apresentou o tal documento sem sua assinatura, que não seria válido para evitar uma eventual prisão do ex-presidente e futuro ministro. Na minha ingenuidade, pergunto: supondo que o tal documento tivesse sido entregue pelo assessor ao sr. Lula já com a assinatura da presidente, para que ele o completasse com a sua, mas, após todo o rolo com a divulgação do diálogo, fosse esse documento destruído e gerado um novo só com a assinatura do futuro ministro, que seria apresentado na cerimônia de posse como prova? Além disso, se o sr. Lula não comparecesse à sua posse formal, no dia seguinte, o documento de posse pré-assinado teria validade?

Darci Prado darci.ops@terra.com.br 

Guarujá

*

LULA E O PAPEL

A presidente Dilma Rousseff ofereceu um papel para ser usado por Lula só em caso de necessidade. Será que ele o “usou” nas mesmas condições em que ele está habituado, conforme se expressou, pelo telefone, com seu partidário ao comentar as diretrizes dos tribunais de Justiça, tendo em seguida uma tremenda disenteria?

Modesto Laruccia modesto.laruccia@hotmail.com 

São Paulo

*

PAPEL EM BRANCO

Como sempre, desprezando a inteligência do povo brasileiro, a presidente Dilma mostrou um documento alegando que foi enviado para o Lula sem assinatura, em branco! Mas disse a Lula para usá-lo em caso de necessidade. Só conheço um tipo de necessidade para usar papel em branco.

Victório Canteruccio vicv@terra.com.br 

São Paulo

*

NOMEAÇÃO PRÓDIGA

A nomeação do sr. Luiz Inácio Lula da Silva ocorreu, como previsto em lei, por meio de ato publicado na “edição extraordinária” do “Diário Oficial” da União (DOU) divulgada no final da tarde de 16 de março. No dia seguinte (17/3), pouco depois das 10 horas, a presidente Dilma Rousseff apresentou em público o documento que deveria ter originado tal nomeação e consequente publicação para que o ato tivesse efetiva validade e legalidade. O documento então apresentado, e segundo palavras dela, apenas continha a assinatura do sr. Luiz Inácio. Ora, como então considerar a publicação no DOU como um ato lícito, se a Presidência nem sequer tinha assinado a nomeação? Quem, afinal, infringiu a lei, dando foro privilegiado a alguém que nem sequer tinha sido empossado e nomeado dentro da legalidade?          

Oswaldo Colombo Filho colomboconsult@gmail.com 

São Paulo

*

MENTIRA

Assistam ao vídeo da posse dos novos ministros e digam por que o termo de posse do sr. Jaques Wagner não estava assinado por ele, por não estar presente na cerimônia de posse! Mentira costuma ter perna curta, sra. presidente e sr. José Eduardo Cardozo.

Roberto Votta Falcão roberto.v.falcao@gmail.com  

Curitiba

*

LULA MINISTRO

Como cidadão, sinto-me enojado pela atitude ditatorial de nossa “governanta” e de seu partido. Mas, pergunto, como cidadão, o que fazer? Embora exista uma força em manifestações como as de domingo 13/3, que fim elas podem ter ou a que podem levar com esta corja de políticos e autoridades que, em sua maioria, estão comprometidos com esse sistema governamental em que o que menos interessa é o atendimento desse sofrido povo brasileiro? É lamentável, decepcionante, frustrante e desesperançoso.

Edair  Ghirello  Corrêa edaircorrea@hotmail.com 

Barueri

*

MINISTRO DA CASA CIVIL

Luiz Inácio da Silva, vulgo Lula, não se acanha de se esconder debaixo da saia de dona Dilma. Garanto que na Papuda os ares serão mais amenos.

Celia H. Guercio Rodrigues celitar@hotmail.com  

Avaré

*

RENÚNCIA BRANCA

Dilma, em conluio com Lula e o PT, afundaram o Brasil e agora querem continuar se locupletando sem dar chance de o País se recuperar. Ela afirmou que jamais iria renunciar, e agora faz uma renúncia branca, deixando seu criador, Lula, como virtual presidente e assumindo o posto de “menina de recados” dele. O pior é que, ao assumir o posto, o “valentão Lula”, que se esconde sob o guarda-chuva de cargo privilegiado, rotula todos os poderes da República de “acovardados”, mas quem foge à responsabilidade de responder pelos seus malfeitos é ele, que atribui muita coisa à mulher, dona Marisa, que faz tudo e ele nunca sabe de nada. 

Luiz Lucas Castello Branco whitecastel.castellobranco@gmail.com 

São Paulo 

*

ORGULHO

Como não fui um dos “brasileiros de coragem” presente na posse do ministro da Casa Civil, sinto orgulho de fazer parte dos brasileiros “acovardados”, junto com o Supremo Tribunal Federal (STF), o Superior Tribunal de Justiça (STJ), a Procuradoria-Geral da República (PGR) e outros 200 milhões de cidadãos.

Ely Weinstein elyw@terra.com.br  

São Paulo

*

OMISSÃO E COVARDIA

Fernão Lara Mesquita (18/3, A2) diz o que muitos vêm dizendo desde quinta-feira: o Supremo Tribunal Federal foi cúmplice e padrinho do golpe de Estado dado pelo PT. O que vimos foi um verdadeiro crime de lesa pátria. Juízes da Suprema Corte citados nominalmente como sendo capazes de “quebrar galhos” para o chefe, um procurador-geral da República cobrado por ser “ingrato”; eis a que ponto chegamos depois do tão denunciado aparelhamento feito por Lula da Silva e o PT. Se dúvidas havia quanto à ativa participação do Supremo e da PGR, elas foram rapidamente eliminadas diante do comportamento lhano dos juízes e do procurador, depois de trazidas ao público nas gravações de telefonemas de Luiz Inácio da Silva. Um ou outro ministro de manifestou “pro forma”, o procurador-geral, Rodrigo Janot, limitou-se a dizer que “não deve nada a ninguém”, e esta foi toda a reação que tiveram. Ricardo Lewandowski, presidente do tribunal indicado por Lula a conselho de sua mulher, Marisa, não teve a hombridade de vir a público defender a Corte e a lei. Em qualquer lugar, as condições da nomeação e posse de Lula teria rendido prisão em flagrante para envolvidos. O País ainda esperou desta gente a reação adequada. Em vão! Teori Zavascki, um dos mais citados como “pau para toda obra” em gravações da Lava Jato, deu cinco longos dias para que a Advocacia-Geral da União tente explicar o festival de ilegalidades da nomeação de Lula a ministro, em mais uma demonstração de que pouco importam a lei, a ordem, o bem do País, que estão sempre abaixo dos interesses do partido. Se um dia e com a graça de Deus este golpe for debelado e o Brasil voltar à ordem democrática e ao Estado de Direito, os senhores ministros e o procurador-geral teriam de responder pelos seus atos. É inadmissível que, depois disso, eles permaneçam assentados na Corte. Não têm, a maioria acachapante deles, condições morais nem éticas para isso. Já o provaram além da conta. Pisaram e rasgaram a Constituição do Brasil, conspurcaram a República, por omissão e covardia.  

M.Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com 

Florianópolis

*

S.O.S.

Se o PT se vale de atitude nefasta no anseio de acobertar a série de crimes cometidos, sugiro a este doentio ministro-chefe da Casa Civil que, além da já mencionada intenção de convidar Palloci para integrar este novo velho governo, que aproveite também para convidar o esquecido e brilhante Guido Mantega para dar rumo à nossa economia. S.O.S. Brasil!

Eduardo Foz de Macedo efozmacedo@gmail.com 

São Paulo

*

BLINDAGEM, ESTRATÉGIA ERRADA

Lula é considerado por muitos um grande estrategista. Desta vez, porém, acho que ele pode falhar; e, se falhar, estará correndo sério risco. Isso porque as instalações da Papuda são bem piores que as da República de Curitiba.

  

Sansão José da Silva sansao@sansaojsilva.com.br 

Uberlândia (MG)

*

FUTURAS PEDALADAS

Lula vem alardeando que dará um cavalo de pau na economia. Créditos fáceis para diversos setores, objetivando incrementar a economia. Tudo indica que pensa em gastar além da conta, ignorando os objetivos relativos ao déficit fiscal. Se isso ocorrer, vai ser interessante, pois Dilma é quem pagará o pato. Bem ao estilo dele.

Flavio Perpetuo fperpe@gmail.com

Florianópolis

*

ONDE ESTÃO OS LÍDERES?

Não quero nem falar da corrupção. Minha preocupação é com a destruição da nossa economia, se o plano econômico petista for implantado. Se a situação hoje é ruim, certamente ficará pior. Vai fazer agrados aos mais pobres, enganando-os, porque não serão tirados da pobreza, mas destruirá o pouco que ainda temos. Onde estão os líderes deste país? Economistas, jornalistas, empresários, juízes, professores deveriam parar de apenas falar e agir. Fazer algo equivalente à manifestação de 13/3/2016. A população fez sua parte e não foi ouvida por quem deveria ouvi-la, se estivéssemos numa democracia. É a vez de líderes sérios fazerem algo. Pelo amor ao Brasil, por favor!

Mário Corrêa da Fonseca Filho mario@mariofonseca.com.br

São Paulo

*

A PROPÓSITO

Diz a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) que essa situação não pode continuar, renúncia já, etc. Concordo. Mas é bom lembrar que a corrupção neste país é alimentada pelos que usam CNPJ, e dela tiram proveito. Essa mentalidade precisa mudar.

Antonio Fernando Costa a.fernandocosta@uol.com.br 

Santos

*

RELAÇÕES PERIGOSAS

Dilma Rousseff diz: “Em outros países, quem grampeia o presidente vai preso”. Pelo que entendi, o telefone grampeado era o de um investigado pela Justiça, então, queria perguntar a esta sra. se nestes outros países o presidente da República costuma ligar para criminosos e convidá-los para fazerem parte do seu ministério, como superministro.

Fábio Alexandre F. Pessuto fabio_pessuto@hotmail.com 

Santana de Parnaíba

*

DILMA, O TERMO E O GRAMPO

Muito bom o artigo da jornalista Dora Kramer, ao comentar a insatisfação da presidente Dilma, que não se conforma de ter sido pega no grampo do telefone de Lula, pois é bom que se diga, quem foi grampeado foi Lula, visto que o telefone dele é que estava grampeado. Todos sabem que, quando um telefone está grampeado, todos os que ligam para aquele número são pegos no grampo. Dilma está polemizando esse ato por saber que não é o grampo em si que a incomoda, mas, sim, a sua atitude ilegal, imoral e suspeita ao ligar para Lula avisando-o sobre o papel da posse que ele iria receber. Tudo isso porque a Abin, segundo noticiado, teria monitorado o juiz Sérgio Moro e contou a ela que Lula seria preso. As desculpas esfarrapadas de Dilma em afirmar que o tal papel era para o caso de Lula não poder estar presente na posse não colam. E a competente jornalista levanta uma questão muito importante, que até o momento eu não tinha lido nem ouvido falar: o fato de que, para Jaques Wagner, que faltou na posse, pois era seu aniversário e estava na Bahia, Dilma não teve a mesma preocupação e não mandou o termo de posse. Portanto, senhora presidente, por mais que a senhora queira desviar o assunto, o Brasil sabe, a senhora blindou Lula e deu foro privilegiado a Jaques, que também está na Lava Jato. O Brasil acordou, está vigilante e não vai cair nas suas mentiras. Esses golpes do seu governo vão acabar. Aguarde seu impeachment. 

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com 

São Paulo

*

COMPARAÇÃO INFELIZ

Dilma disse que quem grampear um presidente vai preso em outros países. Vale lembrar que quem roubar e desviar dinheiro em outros países também vai preso – e em alguns é até executado. Pronto, falei.

Ely Berger ely.berger@hotmail.com 

Maringá (PR)

*

FATAL

“Há países em que investigar o presidente é crime.” É verdade. Na Rússia de Putin, na China, na Coreia do Norte e em Cuba, investigar presidente costuma ser fatal para o investigador. A simpatia de Dilma por essas “democracias” fica evidente.

Cloder Rivas  Martos closir@ig.com.br 

São Paulo

*

GRAMPO

É bom esclarecer: a Polícia Federal, com ordem judicial, estava grampeando o telefone usado por Lula, e não o da presidente Dilma.

Sérgio S. de Oliveira ssoliveiramsm@gmail.com  

Monte Santo de Minas (MG)

*

LADAINHA DO BRASIL!

STJ, tenha misericórdia de nós. Senado federal, tenha misericórdia de nós. Câmara federal, tenha misericórdia de nós. Nos programas do SUS roubam de nós. Na merenda escolar roubam de nós. Na construção dos aeroportos e viadutos roubam de nós. No asfalto roubam de nós. Na construção das estradas e rodovias roubam de nós. Na construção das ciclovias, do trem e do metrô roubam de nós. Nos contratos da Petrobrás roubam de nós. Em todas as obras públicas roubam de nós. Os impostos recolhidos, roubam de nós. Ministério Público, zele por nós. Polícia Federal, zele por nós. Juiz Sérgio Moro, que Deus te proteja. Senhor, Deus do universo, abençoai o Brasil e afaste do seu comando todo os maus caracteres, os soberbos, os falsos, os manipuladores, os mentirosos e os ladrões. Senhor, Deus do universo, abençoai o Brasil; que surjam homens íntegros, capazes e misericordiosos para conduzi-lo e que suas riquezas não escoem mais para contas físicas de “laranjas” ou “paraísos fiscais”. Amém!  

 

Maria Luisa Giorgi malugiorgi@gmail.com 

São Paulo

*

MANIFESTAÇÕES PRÓ-GOVERNO

O caminhão de som convoca para a marcha do PT dizendo que os adversários do partido querem abolir os programas sociais, distribuindo R$ 30,00 por cabeça, além de condução confortável até o local combinado, ida e volta, e um pequeno lanchinho, fora camisetas e bandeiras. Tudo com o nosso dinheiro. Mas o mais grave é a convocação de funcionários comissionados, inclusive da Prefeitura de São Paulo, com ameaça de que poderão perder os seus cargos. Grampos divulgados pela Lava Jato nos últimos dias confirmam a articulação de Lula para tentar mostrar artificialmente que tem o apoio das ruas. Tudo isso pra depois Dilma vir dizer (como o fez na posse de Lula como ministro) que esses é que são os verdadeiros brasileiros “corajosos”, e, consequentemente, os covardes são os milhões de brasileiros, por todo o País, que saíram às ruas espontaneamente e pacificamente no dia 13/3 para pedir um Brasil limpo de corrupção e de maus administradores, apesar das ameaças de confronto.

Leila E. Leitão

São Paulo

*

QUEM PAGA A MORTADELA?

Gostaria de saber de onde saem os recursos para pagar o transporte, o sanduiche de mortadela e a diária para os manifestantes cujos serviços foram comprados pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e pelo PT.

Waldir Cassapula waldir.cassapula@gmail.com

São Paulo

*

EFEITO SANDUÍCHE

Se fosse possível saber quantos sanduíches de mortadela foram consumidos ontem nas manifestações pró-Lula e Dilma, saberíamos com exatidão quantos foram os participantes. Incrível a história de pedirem aos miliespertos que deem preferência, ao arregimentarem os participantes, aos “pretos” e “pardos”. Não é à toa que o próprio Lula reclamou de que ninguém mais carrega uma bandeira de graça. Ou paga os trintão mais um sanduba ou nada feito.

Sérgio Barbosa sergiobarbosa@megasinal.com.br 

Batatais 

*

BANDEIRAS VERMELHAS

A realidade nua e crua é esta: ainda existe uma grande massa da população que é manipulada, comprada e  engambelada. A falta de educação adequada, alimentação deficiente, péssima assistência médica, falta de segurança e carência de oportunidades geram uma multidão de ressentidos, marginalizados e facilmente conduzidos por governantes inescrupulosos, populistas e dissimulados. Por isso ontem vimos bandeiras vermelhas nas ruas, e não verdes e amarelas. O processo ainda será muito longo.

Elisabeth Migliavacca elisabeth448@gmail.com 

São Paulo

*

ESCLARECIMENTO

Em função de notícias questionáveis publicadas recentemente, a Silverado Gestão e Investimentos refuta qualquer suposição ou suspeita de irregularidade na administração de seus fundos. Sócio e gestor, mantenho inalterados meus endereços comercial e residencial. Como sempre fiz, acompanho e coordeno todas as ações destinadas à rápida e efetiva solução dos problemas enfrentados. Nas últimas semanas, tenho mantido contato diário com as administradoras e custodiantes dos fundos relacionados à Silverado, em sua sede. São invenções os relatos de envio de divisas de origem ilícita ao exterior. Enfatize-se que sou um dos maiores quotistas pessoa física dos fundos em questão. Isso significa que qualquer perda me afetará diretamente – razão pela qual é do meu total interesse que o resultado da liquidação dos fundos seja benéfico a todos os quotistas. As notícias divulgadas ignoram os fatos e desconsideram 35 anos de trabalho zeloso e íntegro.

Manoel Teixeira de Carvalho Neto andre@original123.com.br 

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.