Fórum dos Leitores

CORRUPÇÃO

O Estado de S.Paulo

05 Julho 2016 | 03h00

Operação Abismo

Lendo o despacho do juiz federal Sergio Moro sobre a 31.ª fase da Lava Jato, a chamada Operação Abismo, fica claro que só a sua coragem e sua determinação poderão limpar o Brasil da lama que cobre o País, produzida principalmente pelo PT. É estarrecedor ver como e até onde se chegou para dilapidar o patrimônio nacional, desviando o que pertence ao povo e o direcionando diretamente para os bolsos desses pseudocomunistas travestidos de esquerdistas que só querem usurpar o que é de todos. Sergio Moro, hoje, representa todos os brasileiros que clamam por justiça!

ELISABETH MIGLIAVACCA

São Paulo

O juiz Moro disse que, “se não houver reação institucional, há risco concreto do progressivo predomínio dos criminosos nas instituições públicas”. Ele deve saber que as instituições públicas, com raríssimas exceções, estão dominadas há muito tempo.

ELY WEINSTEIN

elyw@terra.com.br

São Paulo

Fraudes em penca

Todos os dias surge uma nova fraude em empresas direta ou indiretamente sob gestão ou com participação pública. Do jeito que a coisa vai, deveríamos ser informados por exclusão, isto é, acerca daquelas onde ainda não foram descobertos surrupios. Será possível? Uma pelo menos!

MARIO COBUCCI JUNIOR

maritocobucci@gmail.com

São Paulo

Misericórdia, PT!

O Partido dos Trabalhadores (PT) promoveu o sequestro dos sonhos e das esperanças do Brasil, por meio de uma roubalheira de dinheiro público tão avassaladora e desumana – como prova mais uma fase da Lava Jato – que a sociedade brasileira talvez devesse considerar, por mais absurdo e indigno que isso seja, o pagamento de vultoso resgate que sossegue a sanha criminosa dessa nefasta corriola e, ao mesmo tempo, liberte o futuro do País desse cárcere aterrador. Considerando o “abismo vermelho” que engoliu o Brasil, é melhor negociar de joelhos do que ter as pernas amputadas e ficar impossibilitado de caminhar para a frente. Misericórdia, PT!

TÚLLIO MARCO S. CARVALHO

tulliocarvalho.advocacia@gmail.com

Belo Horizonte

Artigo 312 do CPP

Todo o árduo trabalho da força-tarefa da Operação Lava Jato corre sério risco de ineficácia diante da decisão de Dias Toffoli de – suprimindo instâncias e agindo com “suspeição” – rasgar o importante instituto da prisão preventiva, previsto no artigo 312 do Código de Processo Penal (CPP). Para o referido ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), o roubo escancarado e torpe de milhões não é fato tão grave que justifique uma prisão antecipada. Se para esses “garantistas” o roubo de milhões não significa atentado à “ordem pública”, e se não há risco de destruição de provas ou ocultação de bens desviados, o que, então, justificaria a prisão preventiva? Somente os crimes violentos praticados por delinquentes pobres?

EDENILSON MEIRA

merojudas@hotmail.com

Itapetininga

‘Do que o País vai se livrar’

O Brasil caminha para se livrar da presidente afastada, Dilma Rousseff, e do PT. Esse será um duro golpe em uma das três causas do desastre brasileiro: corrupção generalizada, incompetência completa e ideologia equivocada no governo – as quais levaram o Brasil para o fundo do poço, juntamente com os demais países que trilharam o mesmo caminho do bolivarianismo comunista tosco, na América do Sul. O afastamento definitivo de Dilma do poder é o primeiro passo de uma longa jornada do Brasil rumo ao Primeiro Mundo. Se o País quiser de fato seguir o caminho dos países mais desenvolvidos, terá ainda de acabar com a corrupção como ferramenta de governo e criar mecanismo para que haja competência na gestão da coisa pública. Há muito que comemorar com a saída do PT do poder, mais há ainda muito a fazer para que o País deixe de ser uma eterna promessa que nunca se cumpre.

MÁRIO BARILÁ FILHO

mariobarilafilho@me.com

São Paulo

DIREITOS TRABALHISTAS

Abaixo-assinado

Não me surpreendeu o abaixo-assinado de 1.500 juízes trabalhistas condenando possíveis reformas nessa área. O serviço público está apinhado de corporações que defendem com unhas e dentes os seus interesses. Afinal, e neste caso, uma reforma trabalhista poderia significar redução nos seus quadros. Os concursos públicos estão inundados de pessoas que buscam, antes de tudo, estabilidade e salário garantido. Infelizmente, só uma minoria concorre com a nobre intenção de servir à população com amor e dedicação. Por incrível que pareça, a maioria desses dedicados servidores está entre os mais mal remunerados, como médicos, professores e policiais. Também não me admira que muitos servidores se decepcionem com a função ao perceberem que as chefias são preenchidas pelas portas dos fundos e por indicados políticos. Portanto, e no caso abordado, alegar preocupação com os direitos dos empregados é uma estratégia comum e conveniente. A meu ver, a garantia de emprego está solidamente ligada à importância que o funcionário tem para a sua empresa. Numa lista de dispensas, sempre haverá o primeiro da fila e o último a bater a porta. Direitos demais de nada servirão se o cidadão não tiver emprego.

JOÃO CARLOS A. MELO

jca.melo@yahoo.com.br

São Paulo

LIBERDADE DE IMPRENSA

Credibilidade de juízes

Rosa Weber, ministra do STF, suspendeu, merecidamente, 45 ações e audiências movidas por um conjunto de magistrados paranaenses contra o quase centenário jornal Gazeta do Povo. Parabéns à ministra! Agora a pergunta que não quer calar: seriam esses juízes confiáveis para exercer a plena magistratura?

ARNALDO DE ALMEIDA DOTOLI

arnaldodotoli@uol.com.br

São Paulo

OLIMPÍADA

Ameaça terrorista

Se grupos terroristas estrangeiros nunca agiram no Brasil, agora parecem ter arranjado motivo para atuar no nosso país: aviões Tucanos estão operando contra eles, na terra deles (4/7, A8). Prudente e realista a postura do Brasil, conforme narrou o almirante Ademir Sobrinho, chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, com relação à segurança dos Jogos Olímpicos no Rio. Essa é uma atitude competente e séria que estava faltando na administração púbica brasileira, mas que aos poucos vai tomando rumo. Boa sorte, Brasil!

CARLOS BENEDITO P. DA SILVA

carlosbpsilva@gmail.com

Rio Claro

 

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

DISCURSOS DUVIDOSOS

Gostaria que o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, explicasse o porquê do afastamento de alguns delegados da Lava Jato. Coincidência não vale...

Luíz Frid  luiz.frid@globomail.com

São Paulo

*

CUNHA E O STF

Mais um envolvimento delituoso deste sr. Cunha - agora no FGTS. Quantos mais serão necessários? E aqueles inquéritos e denúncias que lá já estão? Não é chegado o momento de a Suprema Corte por um fim no desrespeito diário submetido por esta sofrida população que paga a conta? Basta de tanto escárnio! Esse senhor precisa ser julgado e tirado de circulação o mais rápido possível!

Jose Antonio S. Bordeira bordeira@compuland.com.br

Petrópolis (RJ)

*

CINISMO

O deputado federal Eduardo Cunha, em desespero por ver sua família envolvida em suas manobras políticas, chorou.    Se há sinceridade nessa amargura, aflição, merece compaixão. Mas se parecem mais com lágrimas de crocodilo! 

Antonio Brandileone abrandileone@uol.com.br

Assis

*

NOVIDADE DE CUNHA

Acabamos de aprender com Eduardo Cunha que “truste” é uma pessoa jurídica conhecida nos Estados Unidos como Santa Claus; no Brasil, como Papai Noel; e na Alemanha, como Kriss Kringle, que, caridosamente dá presentes em dinheiro, sem que seus beneficiários tenham de se preocupar com sua origem. O “truste” é a realização do espírito natalino 365 dias por ano.

Ely Weinstein elyw@terra.com.br

São Paulo

*

PMDB E CUNHA

O partido tucano declarou em alto e bom som sem ruborizar que não vai apoiar a necessária cassação do notório malfeitor Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O afastado presidente da Câmara dos Deputados. PSDB, quem te viu, quem te vê...Vergonha!

J. S. Decoldecoljs@gmail.com

São Paulo

*

LAVA JATO

Parlamentares capitaneados por Renan querem tramitar projeto de 2009 que prevê punições a abuso de autoridade (Estado, 1/7, Renan desengaveta projeto que pode dificultar Lava Jato). Essa organização criminosa, cujos tentáculos são enormes, nunca poderia ser desvendada sem que a imprensa livre publicasse essas apurações, obtidas legitimamente. Esse projeto prevê punição para o cumprimento de mandados de busca e apreensão de forma vexatória. O que significa a palavra "vexatória", se não as condutas dolosas e indecentes cometidas por esta classe política desavergonhada, com raríssimas exceções! 

Claudio Baptista clabap45@gmail.com

São Paulo

*

OS SABOTADORES DA DEMOCRACIA

O Editorial de ontem (4/7) do jornal O Estado de S. Paulo mereceria ser lido nos plenários da Câmara e do Senado Federal. Denuncia a falsidade daqueles que ainda sabotam a democracia.

Eugênio José Alati eugeniojalati@gmail.com

Campinas 

*

PROJETO LEI DE RENAN 

Este projeto que o senador Renan quer aprovar com urgência, mostra claramente a vontade de limitar ações como a da Lava Jato. Gostaria de saber por que não fez isto com as normas que limitariam a corrupção?  

Maria Eduarda Pereira mejspereira@icloud.com

Ribeirão Preto

*

PRISÃO DE CAVENDISH

A prisão do empresário Fenando Cavendish deve estar tirando o sono do ex-governador Sérgio Cabral e do prefeito Eduardo Paes.

Marcos Barbosa micabarbosa@gmail.com

São Paulo

*

TORNOZELEIRAS

Senhores, acredito que falte alguma informação, tendo em vista que, no episódio da prisão do sr. Cavendish, tenha a Justiça determinado a prisão domiciliar com uso de tornozeleira. Ora, pelo menos um dos atingidos já se encontrava (segundo a imprensa) em prisão domiciliar e usando tornozeleira (sr. Adir). As tornozeleiras têm validade regional, de tempo, etc.?

Marcelo Falsetti Cabral mfalsetti2002@yahoo.com.br     

São Paulo

*

EDITORIAL

Maravilhoso texto: A lição do STF (2/7, A3). Por todo o texto, pela aula do ministro Luiz Fux e pela vergonha que devem estar sentindo o pessoal da Anamatra. Mas o texto é perfeito também no seu final, quando afirma que os juízes na Justiça do Trabalho privilegiam as mentiras dos empregados, através de seus advogados, sempre julgando em contrariedade absoluta contra os empregadores, sem dó e nem piedade. Em razão desses julgamentos absurdos é que patrões não contratam, não aumentam seus quadros de funcionários e essa também é uma das razões do desemprego. Os julgamentos não são imparciais e não são corretos, e há uma tendência de se encerrar os processos o mais rápido possível. Julgamento perfeito é quando se julga bem pelas duas partes!

 

Arcangelo Sforcin Filho arcangelosforcin@gmail.com

São Paulo

*

DOAÇÃO PARA CAMPANHAS ELEITORAIS

Se de fato a JBS tem tanto dinheiro para doar a campanhas eleitorais (R$ 391 milhões para diversas candidaturas). Isso significa que o Brasil perdeu o controle das investigações e a Odebrecht perto dela virou fichinha.  Quem é punido é o trabalhador que não consegue retirar R$ 100 sem que se saiba sua origem. E como essa gente consegue movimentar tanto dinheiro e o Banco Central, a Receita Federal e outros órgãos de fiscalização não veem? Para que existe CGU, TCU, AGU, TSE, STF, STJ, STE, se nada acontece no andar de cima? O empresário Joesley Batista tentou mascarar a Operação Sépsis dizendo que a JBS não fazia parte da operação, no entanto, a PF realizou buscas na sede do grupo e na casa do empresário em São Paulo. Quem sabe o erro de Joesley foi ter doado somente para campanhas eleitorais. A conferir.   

Izabel Avallone Izabel izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

OPERAÇÃO SATIAGRAHA

Na edição de anteontem (3/7), fomos informados que o Supremo Tribunal Federal (STF) liberou os R$ 4,5 bilhões de que estavam bloqueados pela Justiça, na Operação Satiagraha, da empresa Opportunity (nome coerente), de Daniel Dantas e Dório Ferman. Um absurdo!

Nelson Carvalho nscarv@gmail.com

São Paulo

*

TOFFOLI

Dias Toffoli, que já prejudicou enormemente os poupadores em seus processos contra os planos econômicos, segurando os processos por quase dois anos para fazer vistas, agora vem soltar um bandido (Paulo Bernardo) que roubou cerca de R$ 100 milhões oriundos dos consignados de servidores públicos aposentados, e ainda ficou com R$ 7 milhões em seu sujo bolso! Toffoli alegou que Paulo Bernardo foi constrangido em sua prisão. Coitadinho dele! Quer dizer que bandido e cara de pau agora fica constrangido, quando é descoberto e levado para a cadeia? Dias Toffoli foi reprovado em duas ocasiões em concursos para a magistratura e foi empurrado goela abaixo por Lula no STF, não tendo a menor condição de lá estar como tem demonstrado de maneira recorrente por suas atitudes nefastas. Não seria o caso de pedirmos o seu impeachment?

Boris Becker borisbecker54@outlook.com

São Paulo

*

BARCAÇA CARCOMIDA DO PT

Uma delação de Celso Daniel em algum lugar do Universo, a prisão de Carlinhos Cachoeira e a volta do escândalo de Waldomiro Diniz entornam ainda mais a barcaça carcomida do PT. 

Eugênio José Alati eugeniojalati@gmail.com

Campinas 

*

OH! DÓ!

Em dois dias a "vaquinha virtual" para viagens de Dilma bate meta de R$ 500 mil. Com essa notícia podemos concluir que há ainda muitos petistas soltos e com muita grana para gastar. Não há nenhum constrangimento da parte de Dilma em retirar dinheiro da petralhada, pois sabe que não lhes fará falta. Mas que essa marca de pobre coitada não gruda para quem sabe que Dilma, como os seus camaradas de partido, tem muito dinheiro “encoberto”. Mais uma vergonha para o Brasil ter uma presidente afastada coitadinha, sem condições de pagar por suas próprias viagens. Oh! Dó!

Leila E. Leitão 

São Paulo 

*

MAÎTRE

Janot é o maître do lulopetismo, primeiro ele apresenta o cardápio para a quadrilha, depois manda tirar os pedidos.

Francisco José Sidoti fransidoti@gmail.com

São Paulo 

*

ENTREVISTA DE LULA

Francamente, não sei qual serviço a revista alemã Der Spiegel presta a seus leitores entrevistando Lula. Eis um político que sabia do Mensalão, que nos brindou com a Dilma Rousseff, que, quando a coisa aperta, desaparece ou declara não saber o que os seus auxiliares e amigos íntimos estão fazendo, além de precisar esclarecer negócios estranhos, como o duplex de Guarujá e o sítio de Atibaia, apenas para citar os exemplos mais recentes!

Omar El Seoud elseoud.usp@gmail.com

São Paulo

*

O NEFELIBATA

Em seu artigo publicado no Estadão (3/7) o ex-presidente FHC mistura em seu caldeirão de alquimia alhos com bugalhos e um monte de retalhos. Vagueia pelo Oriente Médio, cita o Estado Islâmico e a Síria. Lembra dos EUA e do Iraque. Passeia pela Líbia, cita os ingleses e a África e novamente os ingleses e o Brexit. Devaneia com a eventual eleição de Trump. Nefelibata, quer com esse amontoado de razões particulares nos induzir  a ver a atual situação da política e principalmente dos políticos brasileiros como algo absolutamente normal. Que consigamos vislumbrar nesse lixo fétido quem recebeu doação legal de quem recebeu de caixa 2. Que não nos precipitemos com ilações sem fundamento. Que aceitemos essa corja que aí está como absolutamente normal e necessária para o pleno exercício democrático. Que, a exemplo do que ele próprio fez no passado, quando o molusco-boquirroto estava nas cordas e bastava sua anuência para extirpá-lo da vida pública e não o fez, também nos calemos. Sua mensagem final é sub-liminar e sub-reptícia: "Não é hora só para acusações, é hora também para a busca de convergências " .Como se a tigrada petralha fosse dada a convergências , senão as suas próprias. Para mim mais uma vez o ilustre senhor perde a oportunidade de efetivamente ajudar o País.  Seu artigo objetiva tão somente a salvaguarda de seus pares e o fim da Lava Jato. A permanência do status quo. Lamentável, por suas palavras e sua falta de ação (mais uma vez).

Renato Ortlepp renatotto@hotmail.com

São Paulo

*

BOM SENSO OU CUMPLICIDADE?

FHC, a volta do "bom senso" seria ideal para os corruptos: “Vamos esquecer o passado, pois prometemos um futuro melhor”. É tudo o que os corruptos querem: que coloquemos um pano quente em seus crimes e acreditemos que não vão mais cometer crimes, mesmo não sendo punidos pelos crimes cometidos. Rir para não chorar. Explique-me, caro FHC, como distinguir o que foi doação eleitoral dentro da lei do que foi caixa 2, pois, segundo o que a Operação Lava Jato está apurando, muito dinheiro extraviado foi "lavado" na lavanderia dos Tribunais Regionais Eleitorais e do Tribunal Superior Eleitoral. E, como manter o bom senso vendo os políticos e apadrinhados denunciados, usufruindo dos pixulecos surrupiados dos cofres públicos com viagens, vinhos caríssimos, lanchas, carrões, etc.? Na minha humilde opinião, não vamos mudar o rumo do nosso país com bom senso. Acredito que mudaremos o rumo do nosso país com o povo nas ruas. Dia 31/7 eu vou pra rua. E você, FHC, vai ficar em casa?

Maria Carmen Del Bel Tunes

carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

*

BOM SENSO

Um pouco de bom senso (3/7, A2). FHC diz bem. Um pouco vale mais do que muita insensatez.

 

Fausto Ferraz Filho faustofefi@ig.com.br

São Paulo

*

BOM SENSO RECLAMADO

FHC e o bom senso.  Poderia reclamar que  corruptos sejam punidos o mais rápido possível. Na mesma edição aparece uma lista de políticos líderes 

do PMDB a serem condenados. Concretização rápida do impeachment; fim do foro privilegiado, voto distrital, cláusula de restrição de partidos nas assembleias, reafirmação da Lei de Responsabilidade Fiscal; fim da nomeação política em cargos públicos com rigorosa profissionalização do funcionalismo.  É o que precisa constar no programa de um partido respeitável, além de um projeto de desflorestamento zero já.

Harald Hellmuth hhellmuth@uol.com.br 

São Paulo 

*

EMISSÃO DE PASSAPORTES

Gostaria de dar os parabéns pelo artigo publicado na edição de sexta-feira (1.º de julho, A16), sobre a emissão de passaportes. Além disso, faço o seguinte comentário. Foi uma coincidência tremenda, pois estou com viagem marcada para o fim de setembro e estava com horário agendado para aquele dia mesmo para ir até o posto da Polícia Federal (PF) em Ribeirão Preto. No entanto, lamentavelmente o que se vê é que o cidadão comum acaba pagando o preço da corrupção dos políticos. Digo isso porque, quando lá cheguei, fui informado que, se não fizesse na modalidade de urgência, provavelmente perderia a viagem, pois não podiam garantir que saísse nem em 60 dias (viajo somente no dia 28/9). Aí lá se vão mais R$ 77,17, mais a sensação de que as coisas aqui no Brasil não são mesmo sérias. Faço uma ponte com a carta ao leitor de sábado (2/7) de que o Brasil seria o país do futuro, para dizer que espero pelo menos que esse dinheiro seja melhor usado pela PF do que pelos nossos políticos.

André Guerreiro andre.guerreiro.1912@gmail.com

Ribeirão Preto 

*

O QUE FAZER COM A GCM? 

Finalmente Haddad inventa tarefa para a inoperante Guarda Civil Metropolitana (GCM): aumentar o faturamento da indústria de multas de trânsito. 

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo    

*

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Nem com lírio se bate em Luiza!

Luiz C. Bissoli lcbissoli46@gmail.com

São Paulo

*

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Quem ama não bate e, em mulher, nem com uma flor. Exceto o lírio...

Ademir Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.