Fórum dos leitores

LULOPETISMO

O Estado de S. Paulo

30 Junho 2015 | 03h00

A República do pixuleco

Após a devastadora reportagem da Veja em que várias partes da delação premiada de Ricardo Pessoa, dono da UTC e um dos grandes amigos de Lula, foram publicadas, ficou claro que todas as campanhas do PT levaram dinheiro de propina – e as de outros partidos também (até as do PSDB). Espera-se que as explicações venham convincentes. Ficou muito claro ainda que essa história de cartel é balela. Seria cartel se todas as construtoras se reunissem e combinassem um preço só para extorquir o cliente, no caso, a Petrobrás. Mas não foi o que aconteceu. A Petrobrás, via diretores corruptos, é que dava preço e sobrepreço, de acordo com o presidente da Odebrecht. Era o pixuleco, termo usado por João Vaccari Neto. Este dizer que de nada sabia porque as finanças das campanhas eram entregues a outros não convence ninguém. Como observou um radialista, a população não está mais aguentando tantas mentiras e tramoias. Ou lavamos logo essa sujeira que tomou conta do País com o advento do modo petista de governar, ou não teremos esperança de que nosso país possa tomar o rumo certo. A situação econômica nada mais é do que o resultado de muitos anos de desgoverno e de aventuras sem precedentes. Não é apenas um ministro da Fazenda que conseguirá arrumar a nossa economia, nem fará a credibilidade reaparecer. Precisamos de muito mais, a começar por termos uma equipe de governo com claras pretensões de boa governança, e não essa aí que temos agora, composta por acertos e conchavos. Para deixarmos de ser um país governado por sindicalistas que só querem receber pixulecos precisamos é de uma grande revolução.

MARIA TEREZA MURRAY

terezamurray@hotmail.com 

São Paulo

*

Certeza

Nenhum brasileiro medianamente informado duvida dos repasses a políticos e seus partidos. Nenhum.

M. DO CARMO Z. LEME CARDOSO

mdokrmo@hotmail.com

Bauru

*

Clube no Planalto

O chefe do clube das empreiteiras, Ricardo Pessoa, com a delação premiada e com sua planilha autoexplicativa dos pagamentos ao PT, via caixa 2, transferiu a delegacia da Lava Jato para dentro do Palácio do Planalto.

ARCANGELO SFORCIN FILHO

arcangelosforcin@gmail.com

São Paulo

*

Delação premiada

Dilma não respeita o delator, mas respeita o dinheiro que o delator deu pra campanha dela, né?

RICARDO SANAZARO MARIN

s1estudio@ig.com.br

Osasco

*

Por que o PT?

O ministro de Comunicação Social, Edinho Silva, alega não entender por que as doações ao PT são postas sob suspeita e outras, não. Muito simples: a Lava Jato investiga as falcatruas na Petrobrás, que estava e ainda está devidamente aparelhada pelo governo petista, nomeando diretores responsáveis pelos contratos firmados com as empreiteiras e que permitem o superfaturamento em benefício deles próprios e do partido. As doações declaradas pelo PT e as “não declaradas” têm origem na Petrobrás. A facilidade foi tamanha que o resultado está aí: a falência da maior empresa do País.

JOSÉ OLINTO OLIVOTTO SOARES

jolintoos@gmail.com

São Paulo

*

Corrupção e poder

O corruptor tem o dinheiro e o corrupto, o poder. Essa é a fórmula mágica da corrupção, que cresce quando o poder é fácil, delegado e exercido sem controle, como foi no mensalão e no petrolão. Felizmente, as delações premiadas da Operação Lava Jato vão desmascarando os agentes da corrupção e o excesso de dinheiro envolvido se ajusta perfeitamente, pela fórmula mágica, ao excesso de poder. Assustadas e pressionadas, as forças petistas de defesa se empenham em enfraquecer o significado dessas delações e tentam envolver figuras da oposição, mas é fácil provar que nas ocorrências da Lava Jato quem tinha o poder não era ninguém da oposição, que não o tinha para nada, mas sim Lula e seus comparsas, que o tinham para tudo!

GILBERTO DIB

gilberto@dib.com.br

São Paulo

*

‘Elles’ foram a causa

E o efeito, primeiro, recaiu sobre os doleiros, que, com toda a razão, malvistos pela sociedade, foram parar na prisão. Depois, diretores e gerentes da Petrobrás também. Em seguida vieram os dirigentes de empresas (empreiteiras), que acabaram quase que falindo. Todos, até aqui, seriam o câncer do País e, doa a quem doer, deveriam pagar por seus erros, porque, afinal de contas, a Petrobrás, nosso orgulho, era uma grande vítima que jamais poderia quebrar. Agora que essa sujeirada toda está chegando às nascentes, procuram desqualificar a todos os que possam atingi-los, fazendo-se de vítimas e insistindo numa mensagem enganosa. A Nação toda está cansada de tantas mentiras. E pior: do sofrimento por tanta incapacidade de governar.

JOSÉ SERGIO TRABBOLD

jsergiotrabbold@hotmail.com

São Paulo

*

Cardozo intimado

O sr. Brahma da Silva e a cúpula do PT exigem que o ministro da Justiça defenda o PT, e não o País. Como é mesmo aquela bravata da dona Dilma “mulher sapiens” sobre investigar toda a corrupção, doa a quem doer? Ou o efeito da mandioca mudou a falação da campanha de 2014?

ANTÔNIO CARELLI FILHO

palestrino1949@hotmail.com

Taubaté

*

É isso aí, sr. ministro Cardozo. Onde já se viu polícia prender ladrão graúdo no Brasil, principalmente ligado ao partido do Lula?

ARIOVALDO BATISTA

arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

*

Caso o ministro Cardozo aceite o convite do PT, todos os outros partidos adquirirão esse direito!

EUGÊNIO JOSÉ ALATI

eugeniojalati@gmail.com

Campinas

*

APOSENTADORIAS

Quebradeira

Pior que a roubalheira na Petrobrás é ter de ouvir de alguns políticos que o aumento na folha de pagamento dos aposentados do INSS quebraria a Previdência...

VIRGÍLIO MELHADO PASSONI

mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

CICLOVIAS

Por que não?

Gostaria de ver o nosso prefeito, Fernando Haddad, elegante de terno e gravata, montado numa bicicleta em direção à Prefeitura numa manhã de inverno.

ROGÉRIO RIBEIRO DA LUZ

rrluzengenheiro@gmail.com

São Paulo

*

ATAQUE DE IDIOTICE

Jornais noticiam que, em face as revelações da delação premiada de Ricardo Pessoa, da construtora UTC, alas do Partido dos Trabalhadores (PT) e membros do Instituto Lula pedem a saída do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Até aí, tudo bem, é problema interno do PT em face da revelação de que propinas e desvios de dinheiro do petrolão abasteceram as campanhas políticas de 2010 e 2014. O que causa espanto mesmo é o motivo do pedido: estariam os petistas insatisfeitos com seu colega de partido e ministro da Justiça por este não ter controle sobre a Polícia Federal quanto às investigações da Operação Lava Jato. Ora, direis, perdeste o senso? Desde quando a Polícia Federal tem de tomar partido ou defender um partido? Creio que o ataque de idiotice, expresso no discurso sobre a "mulher sapiens" de Dilma Rousseff, contaminou todo o partido.

Claudio Juchem

cjuchem@gmail.com 

São Paulo 

*

'PERDIDOS NUMA NOITE SUJA'

Após a delação do réu-empresário da UTC, a presidente Dilma convocou reunião de emergência na sexta-feira à noite, no Palácio da Alvorada, com seus ministros, para preparar a estratégia de defesa para o agravamento da crise. Cobrou respostas rápidas de seus ministros José Eduardo Cardozo (Justiça), Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Edinho Silva (Comunicação Social). E os convocou com razão, pois no depoimento do réu em questão ele afirma ter contribuído para o caixa 2 das campanhas do PT e de políticos de outros partidos, o que pode ressuscitar a bandeira do impeachment. O governo entende que perdeu totalmente o controle sobre a Operação Lava Jato, da Polícia Federal, e que guarda como munição os nomes de adversários também citados pelo réu. Ora, não é possível que a cúpula dirigente do País ainda entenda que estar na companhia de políticos igualmente corruptos da oposição possa servir de defesa para eles. Para a população, não interessa saber se fulano ou sicrano é da situação ou da oposição atualmente. Para todos nós, que estamos pagando a conta da maior e mais vergonhosa gatunagem sofrida pelos cofres públicos desde a nossa independência, todos, indistintamente, devem ir para a cadeia de uma vez por todas, sem benesses e sem alívio nenhum. Essa banda podre da politicagem nacional precisa ser enquadrada de uma vez por todas, como réus de crimes hediondos, pois todo o dinheiro roubado do Tesouro Nacional, assim como dos Tesouros estaduais e municipais, fez muita falta ao povo e com certeza muitos morreram nas filas dos hospitais e prontos-socorros por falta de um atendimento minimamente decente, assim como outros decorrentes das condições deficientes em toda a nossa infraestrutura, nossa segurança, etc. Só pegando emprestado o título da peça do saudoso Plínio Marcos para o título.

Gilberto Pacini

benetazzos@bol.com.br 

São Paulo

*

SÓ RESTA JULGAR E PUNIR

O sr. Ricardo Pessoa, da UTC, denunciou as pessoas que receberam dinheiro sujo: Dilma, Lula, Edinho Silva, Aloizio Mercadante, Fernando Collor, Edison Lobão, Gim Argello, Ciro Nogueira, Aloysio Nunes, Benedito de Lira, José de Fillipi, Arthur Lira, Júlio Delgado, Dudu da Fonte, Fernando Haddad, João Vaccari Neto, José Dirceu e Sérgio Machado. Agora é só julgar e punir, de acordo com a lei.

José Carlos Saraiva da Costa

jcsdc@uol.com.br

Rio de Janeiro

*

A DELAÇÃO DE RICARDO PESSOA

Depois da divulgação, pela revista "Veja" (aquela que Lula diz ser "a mais sórdida deste país"), da delação premiada de Ricardo Pessoa, dono da construtora UTC, dando nome, capim e água aos bois da República Bananeira, só podemos cantar: "Ai, ai, ai, ai, está chegando a hora! O dia já vem raiando, Brasil, o PT já vai embora!". E que levem junto o mentor.

Beatriz Campos

beatriz.campos@uol.com.br  

São Paulo

*

NITROGLICERINA PURA

A confissão de Ricardo Pessoa, da empreiteira UTC, em depoimento de delação premiada, de que repassou R$ 3,6 milhões às campanhas de Dilma Rousseff de 2010 e de 2014 para abastecer seu caixa 2, é nitroglicerina pura, mormente pelo detalhamento das planilhas que o empresário apresentou, o que torna fácil a identificação dos valores pelos investigadores. Resta saber se, desta vez, nossa "mulher sapiens" no Planalto vai continuar tocando a vida como se nada estivesse acontecendo, dizendo - como seu padrinho - que não sabia de nada, ou se vai, finalmente, descascar esta mandioca e pagar pelo pacto espúrio que fez, com "o diabo" e as empreiteiras da Lava Jato, para manter a si e ao seu partido no poder ao arrepio das leis de nosso país.

Silvio Natal

silvionatal49@gmail.com    

São Paulo

*

ATÉ TU, MERCADANTE?!

Virgindade no quesito ética entre a cúpula petista não existe mais! É o caso, também, de Aloizio Mercadante, ministro da Casa Civil de Dilma, que, como político, é uma figura decorativa, porém até aqui ostentava a aura de que não havia ainda utilizado recursos ilícitos em sua campanha eleitoral. Ledo engano. Se o delator Ricardo Pessoa, presidente da UTC, de forma bombástica, afirma que repassou como caixa dois R$ 3,6 milhões a tesoureiros de Dilma e do PT, entre 2010 a 2014, agora também diz que Mercadante recebeu em 2010 R$ 250 mil para sua campanha ao governo de São Paulo. Lógico que o teor da delação de Pessoa, como líder do cartel das empreiteiras nesta roubalheira na Petrobrás (e outras estatais), deve ser bem mais extenso e, provavelmente, envolver muito mais gente da nossa Republica, a mesma esculhambada pelo PT. O cerco se fecha sobre o Planalto.

Paulo Panossian

paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

*

UTC E UTI

Ricardo Pessoa, presidente da UTC, agravou o estado terminal de Lula, Dilma e do PT, que agora estão na UTI. Entretanto, a morte política desses custosos e infectos pacientes é inevitável (e necessária). Que seja desligada logo a aparelhagem que os sustenta, através do acionamento das teclas "cadeia, ostracismo e impeachment".

Túllio Marco Soares Carvalho

tulliocarvalho.advocacia@gmail.com  

Belo Horizonte

*

SIGILO PARA AS DELAÇÕES

A cada delação de um acusado no processo Lava Jato com a finalidade de obter redução de uma pena, quando for julgado, suscita pelo menos duas questões. A primeira, por certo, é até onde essas pessoas têm moral ou credibilidade para fazer acusações. E mais, os acusados por eles têm o desgaste no seu conceito, ainda mais se ocupam cargos públicos. Mas como afirmar que são efetivamente culpados sem que as investigações tenham sido encerradas? A delação premiada não pode ser divulgada, como está acontecendo.

Uriel Villas Boas

urielvillasboas@yahoo.com.br 

Santos

*

HOLLYWOOD FICA NO BRASIL

A todo instante somos surpreendidos com um novo acontecimento na maior trama que já acompanhamos no Brasil: a Operação Lava Jato. A cada momento, um novo personagem, uma nova revelação. Um juiz, a Polícia Federal, repórteres 24 horas e o interesse crescente de toda a população atônita ante os fatos revelados se revezam para desbaratar a maior organização criminosa, até então desconhecida, que, na busca pelo poder, arruinou todo um país. O alvo deixa de ser pessoal para ser coletivo. Há envolvimento de políticos, empresários, doleiros, lobistas, bancos, empreiteiras, enfim, toda uma conspiração contendo todos os ingredientes para o enredo de uma intrigante e grande produção hollywoodiana, baseada em fatos reais, mas "made in Brazil".

Glória Anaruma

gloria.anaruma@gmail.com  

Jundiaí

*

REFORMA POLÍTICA

As graves denúncias a respeito do repasse de recursos ilícitos para políticos e partidos deve ser objeto de profunda análise do modelo eleitoral e contribuições de campanha. Se mantivermos as mesmas regras do jogo, sacrificaremos o erário com troca de favores e vantagens espúrias para grandes obras e serviços. Sem definição sobre a reforma político-partidária, de verdade, o Brasil caminha de lado e com o sério risco da estagflação.

Carlos Henrique Abrao

abraoc@uol.com.br 

São Paulo

*

VAMOS MUDAR DE ASSUNTO 

Quanto às contribuições às campanhas políticas, o pensamento é um só: mesmo que legais, por favor, não toquem nesse assunto. Além do evidente: "Todas as doações são legais e devidamente contabilizadas". Só esqueceram mesmo é do "me engana que eu gosto!".

José Piacsek Neto

bubanetopiacsek@gmail.com 

Avanhandava

*

O PT EM DEFESA DAS EMPREITEIRAS

Faz todo o sentido a preocupação de petistas e do ex-presidente da República Lula com as empresas investigadas no âmbito da Operação Lava Jato: ao menos, demonstram que não são ingratos! Pelo jeito, a água já molhou os fundilhos de certas pessoas...

Ana Lúcia Amaral

anamaral@uol.com.br 

São Paulo

*

PRESSA

O ex-presidente Lula deve estar mesmo com pressa nos acordos de leniência, que permitam o desbloqueio dos recursos das empresas envolvidas na Operação Lava Jato, afinal, com os recursos presos, ele e seus camaradas ficam sem suas mesadas, ou "petroladas".

Silvio Leis

silvioleis@hotmail.com 

São Paulo

*

HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS

Eu bem que gostaria de saber se todos estes famosos advogados de defesa da bandidagem toda da Lava Jato recebem seus "honorários" de contas no exterior e/ou por conta do 1%, ou 2%, ou 3% das diversas propinas da Petrobrás, e se eles se sentem bem com isso.

Jorge Mincherian

jorminch@hotmail.com 

Campo Grande 

*

PEIXES GRAÚDOS   

Fecha-se o cerco. É hora dos peixes graúdos. A Lava Jato descortina os casos mais absurdos. Nunca vi tanto cinismo. São caras deslavadas. Enfrentam os holofotes como se não tivesse acontecido nada. Os eleitores dessas quadrilhas talvez não saibam de onde saíam as propinas. Elas não vinham dos caixas das empreiteiras, mas, sim, dos impostos que pagamos, para o deleite dessas rapinas. Delator não pode mentir. Mentindo, será incriminado. De uma coisa podemos estar certos: não há empreiteiro abestado. Doa a quem doer, a busca da verdade deve ser incessante. Condenar estes politiqueiros é salvar o nosso gigante. Presidente, ex-presidente, ministro, senador, deputado... ninguém está acima da lei. Todo aquele que pratica crime deve ser condenado.   "As doações foram legais e declaradas", dizem os matreiros a todo instante. Caso queiram confirmar, perguntem ao Mercadante. Não podemos ficar quietos, meus caros compatriotas. Saiamos desta apatia e mostremos que não somos idiotas. Unamo-nos todos contra esses usurpadores da Pátria. Por favor, não convidem a Marieta. Ela pensa diferente. O Brasil em que ela vive não é o Brasil da gente.

Jeovah Ferreira

jeovahbf@yahoo.com.br 

Taquari (DF)

*

TSUNAMI É FICHINHA

O povo brasileiro sempre deu graças por não termos tsunamis, terremotos, tornados e outros fenômenos destruidores no País. Ultimamente, esses fenômenos nem são necessários para destruir o País, porque o próprio governo o está destruindo. E, pior, nem ajuda humanitária vamos receber. Nós, pobres brasileiros, vamos ter de pagar a conta dessa destruição sozinhos.

Angela Maria de Souza Bichi

angela_bichi@hotmail.com 

Santo André

*

A COMPLEXIDADE DO PODER

A propósito das razões do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Ayres Britto ("Estado", 28/6, A2), é necessário destacar que seria insano contestar que o financiamento empresarial das campanhas eleitorais gera o Estado-empresário. Não obstante, trata-se, apenas, da ponta visível dessa trombose da democracia. Empresários podem não adiantar dinheiro de campanha e pactuar com o partido detentor da máquina estatal, é dizer, máquina de votos. O pagamento vem depois,ainda mais generoso. Não por outro motivo o paradoxal Partido Revolucionário Institucional do México manteve-se no poder por décadas, graças ao uso da máquina pública. Não é de admirar que o PT defenda a mesma posição. Vários e diferentes expedientes mantiveram o Império Romano, até seu declínio e queda.

Amadeu R. Garrido de Paula

amadeugarridoadv@uol.com.br 

São Paulo

*

VONTADE DE FALAR

Após delação do dono da UTC, o ministro da Casa Civil disse que Dilma está com muita vontade de falar. Será que ela vai saudar a mandioca outra vez? Nunca um ditado popular foi tão verdadeiro: cada povo tem o governo que merece.

J. A. Muller

josealcidesmuller@hotmail.com  

Avaré

*

SEIS MESES

A segunda gestão de Dilma Rousseff completará no dia 1.º de julho seis meses, sem nenhum motivo para comemoração, visto que neste longo período de 180 dias nada foi realizado, nenhuma grande obra foi inaugurada, nada foi discutido que de fato interessasse a nossa sociedade. A única coisa que vem sendo falada à exaustão pelo governo moribundo de Dilma é o tal ajuste fiscal, que se traveste de nova e efetiva ameaça de aumento de carga tributária para que a classe média carregue em suas costas até que não tenha mais forças de pagar tributos que não se revestem de serviços para a própria sociedade brasileira. Esta gestão morreu em 1/1/2015, assim que Dilma nomeou ministros fracos, sem conteúdo, sem projetos e sem ambição de fazer o bem comum para o Brasil e sua gente pobre, sofrida e cuja única alegria está num programa assistencialista cuja verdadeira intenção de quem os administra eles mesmos desconhecem. 

Rafael Moia Filho

rmoiaf@uol.com.br 

Bauru

*

'MULHER SAPIENS'

Nossa classe política está mais para Neanderthal. Que vergonha!

Luiz Henrique Penchiari

luiz_penchiari@hotmail.com 

Vinhedo

*

INCOMPETÊNCIA

A presidente Dilma Rousseff diz que há "preconceito sexual" sobre sua forma de governar. Agora ela quer culpar todas as mulheres do Brasil pela sua incompetência?

Luiz Frid

luiz.frid@globomail.com 

São Paulo

*

VIÉS DE GÊNERO

A presidente Dilma Rousseff tem paranoia com a questão da feminilidade. Nota-se sua atitude ao afirmar no jornal norte-americano "Washington Post" que sentia um viés de gênero nas críticas negativas que faziam a ela. Desde sua posse para exercer o primeiro mandato, Dilma deu ênfase à palavra "presidenta", como que querendo mostrar ao mundo que as mulheres também podem exercer cargos importantes. A insistência em usar uma palavra em desuso já demonstrava naquela época o preconceito invertido da presidente com o gênero masculino. 

Mário Negrão Borgonovi

marionegrao.borgonovi@gmail.com 

Rio de Janeiro 

*

NÃO É PRECONCEITO

A sra. Dilma declarou em entrevista que seu governo sofre preconceito por ela ser mulher. Não é verdade. Não se trata de preconceito, trata-se, isso sim, de rejeição a um governo incompetente, que tem ministérios inoperantes, cuja maioria dos titulares não sabe a que veio; igualmente é rejeitado porque constantemente há novas denúncias de corrupção. Pecam, também por terem descaradamente mentido na última campanha, demonizando os adversários e, depois, adotando as práticas que diziam condenar. São rejeitados porque financiam, a fundo perdido, os amigos bolivarianos e castristas, enquanto aqui, no Brasil, as necessidades se acumulam. A rejeição também é pela política externa ridícula, que adula republiquetas de ditadores medíocres, chegando até a pretender dialogar com o Estado Islâmico. Coroando todas as mazelas ainda temos de conviver com seus discursos sem sentido, com o vernáculo ferido, começando pela insistência em ser tratada de "presidenta", e, quando pensamos que já atingiu todos os limites, ela "saúda a mandioca". Não é preconceito, "mulher sapiens"!

Sergio Cortez

cortez@lavoremoveis.com.br 

São Paulo

*

ANTIPATIA

Sim, o preconceito existe, mas o preconceito midiático precisa ser analisado para ser separado como deve ser o joio do trigo. Existe a cultura do politicamente correto e nem sempre é correto tomar tudo pelo valor de face. A sra. Dilma diz ser vítima do preconceito de gênero. Na minha opinião, trata-se de um escapismo chulo e midiático. Pela incompetência, arrogância e desvio de caráter, ela apenas conquistou antipatia, e não preconceito. Ela ficou confortável em ser chamada de mãe do PAC, gerentona, especialista em energia, economista e outras coisas. A conta chegou e ela não comprovou nada do que foi dito. Ela não é objeto de preconceito, e, sim, de desalento e desencanto, assim como seu padrinho, e muito mais do partido que a acolheu.

Sérgio Barbosa

sergiobarbosa@megasinal.com.br 

Batatais 

*

OBAMA E ROUSSEFF

Barack Obama cantando "Amazing Grace", e afinado! Amazing president! Enquanto isso, na latitude -15.7801, longitude: -47.9292, o povo é brindado pela "mullher sapiens" com a "Ode à Mandioca"! Disgusting!

Olimpio Alvares

olimpioa@uol.com.br  

Cotia

*

FIM DO CICLO

Em entrevista ao jornal americano "The Washington Post", a presidente Dilma explicou as medidas de ajuste que ela tomou para driblar a economia. Dilma veio com seu discurso mentiroso dizendo que o governo relutou durante sete anos em adotar medidas que causassem o desemprego. Durante sua campanha, Dilma não relutou um instante em pintar um país cor de rosa para os brasileiros. Enganou os eleitores, cometeu o maior estelionato eleitoral, cortou benefícios da população e, agora, quando amarga sua pior taxa de popularidade, ela coloca a culpa na crise internacional. Quem acredita em tantas mentiras? O período das vacas gordas de seu governo acabou. Ela usou e abusou do cofre brasileiro. Ao tomar posse, viu seu castelo de campanha desmoronar. Somente quem está pagando a conta de sua incompetência sabe o quanto está difícil de viver com juros altos, inflação corroendo os salários, desemprego e falta de perspectivas. De fato, o País está experimentando o fim do ciclo do "boom" não das commodities, mas da "cumpanheirada". O governo Dilma acabou, o PT acabou e Lula, idem. Será preciso nascer um novo Brasil. 

Izabel Avallone  

izabelavallone@gmail.com 

São Paulo

*

CRISE ECONÔMICA

A "marolinha" do sr. "Lulla" virou um "tsunami" no governo de dona "Dillma".

Luís Afonso P. Offa

offa@uol.com.br 

Jundiaí

*

EM ESPANHOL E EM PORTUGUÊS

Na minha opinião, por incrível que pareça, crise por crise, a Argentina tem mais chance de sair da sua do que o Brasil. O kirchnerismo argentino se mostrou um predador desdentado e desmotivado em comparação com o lulismo brasileiro. 

Sergio S. de Oliveira

ssoliveira@netsite.com.br 

Monte Santo de Minas (MG)

*

O BRASIL DO PT

Quase metade da renda das famílias brasileiras está comprometida com dívidas, pois, em abril, o endividamento chegou a 46,3%, o maior porcentual desde o início da pesquisa, em 2005. No meio desse vendaval, a presidente - pasmem - conclama os brasileiros a consumirem! Quanta desfaçatez e desrespeito! Este é o retrato do Brasil do desgovernado PT: contas maquiadas, mentiras deslavadas, realidade adulterada, corruptos aplaudidos, saúde sucateada, segurança abalada, FAT fatiado, indústria recuada, comércio amedrontado, programas paralisados, obras postergadas, recursos desperdiçados, empregos rareados, tarifas públicas infladas, inflação agigantada, PIB negativado, presidente descompromissada, passeando de bicicleta, promessas esbulhadas, esperanças malogradas, presente andrajoso, futuro desesperançoso...    Pobre País.

Luiz Sérgio Silveira Costa

lsergio22@gmail.com 

Rio de Janeiro

*

META INFLACIONÁRIA

Para Celso Ming (27/6), neste momento, mais importante do que estreitar as bandas da meta é obter a derrubada da inflação. Para mim, o mais importante é fazer com que ela pare de aumentar, para, depois, derrubá-la, e aí estabelecer uma meta real. Acho que Joaquim Levy, Nelson Barbosa e Alexandre Tombini foram contaminados pelo vírus Mantega. Para resolvermos esse caso, precisamos cortar o mal pela raiz: fora Dilma.

Maria Carmen Del Bel Tunes

carmen_tunes@yahoo.com.br 

Americana

*

AJUSTE FISCAL

Todo mundo sabe que o ajuste tem de ser feito pelo lado da despesa. O mais lógico é cortar cargos, e não admitir mais ninguém. O mais fácil é cortar as despesas de propaganda do governo central, ministérios, autarquias, estatais, etc., bem como seus patrocínios. A combinação dos dois resolverá boa parte do problema. A ideia vale para o governo de São Paulo, que pode seguir o exemplo de Mário Covas em seu primeiro ano de governo.

Décio Ortiz

decio.ortiz@uol.com.br 

São Paulo

*

ATAQUES TERRORISTAS

Novos atentados terroristas praticados pelo covarde e brutal Estado Islâmico (EI) mataram e mutilaram dezenas de pessoas na Tunísia, na França e no Kuwait. Pessoas inocentes foram assassinadas friamente e de forma gratuita. Até quando? A comunidade internacional precisa reagir, combater e exterminar este grupo de sádicos, covardes e assassinos e impedir que continuem destruindo vidas pelo mundo afora. É triste que, em pleno século 21, ainda vivamos num mundo dominado pela barbárie e pela insanidade.

Renato Khair

renatokhair@uol.com.br 

São Paulo

*

É PRECISO RESPONDER

Mais uma vez o mundo civilizado e democrático é assombrado com uma série de atentados perpetrados por terroristas que se dizem mensageiros de Deus e que assumem como dogma religioso a missão de "eliminar os infiéis", ou seja, aqueles que não comungam de suas crenças. São na verdade sádicos que têm no ódio a única força que os move, pois não se contentam em matar, mas, sim, torturar, violentar e humilhar suas vítima, e não em seu fervor religioso. Que "Deus" sentiria orgulho e alegria com estes atos? Que o mundo livre saiba responder a estes ataques e afaste do convívio social estes bárbaros sanguinários.

Luiz Nusbaum

lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

*

O BRASIL FORA DA COPA AMÉRICA

A seleção brasileira de futebol, que há anos não convence ninguém, foi eliminada nas quartas de finais da Copa América, derrotada pelos paraguaios nos pênaltis. Assistir à seleção é, hoje, um desprazer. Com o status, as vaidades, os interesses diversos, agrupados a muito dinheiro (vide as falcatruas na CBF, Fifa e transações de jogadores, etc.), o foco no futebol ficou em segundo plano.

Alex Tanner

alextanner.sss@hotmail.com 

Sumaré

*

TRÍPLICE COROA

A seleção do Brasil está no caminho certo. A primeira coroa foi no ano passado, com a vergonhosa e inesquecível derrota para a Alemanha por 7 a 1. A segunda, sábado passado, com a eliminação pelo Paraguai na Copa América. E a terceira será nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Querem apostar?

Ariovaldo J. Geraissate

ari.bebidas@terra.com.br

São Paulo

*

TÉCNICO

Depois do fiasco da seleção na Copa América, o Dunga vai continuar como técnico para as eliminatórias ou ficará apenas para os jogos amistosos?

Delpino Veríssimo da Costa

dcverissimo@gmail.com  

São Paulo

*

SELEÇÃO 

"Del Nero banca Dunga nas Eliminatórias" ("Estadão", 29/6). Só falta saber quem vai bancar Del Nero na CBF!

Cláudio Moschella

arquiteto@claudiomoschella.net

São Paulo

*

DUNGA FICA?

Abri o jornal nesta segunda-feira brava e o que vejo na primeira página do "Estadão"? "Presidente da CBF diz que Dunga fica." Em primeiro lugar, imaginei que estes desqualificados da CBF teriam o mínimo resquício de hombridade para nem falar mais em público, preocupados com sua provisória liberdade, já que o FBI está em seu encalço. Em segundo, já que o elemento teve a cara de pau de falar, deveria aproveitar a oportunidade para pedir demissão e dizer que vai haver mudança total, tanto de dirigentes quanto deste timeco, que de seleção não tem nada, e que mais uma vez envergonhou o Brasil. E "last, but not least", o povo brasileiro nem está ligando mais para futebol neste momento. Brasil agora é terra de limpeza de corrupção. Futebol é na Europa. Quando limparmos tudo por aqui, aí, sim, poderemos voltar a falar nesse esporte para, quem sabe, fazê-lo ressurgir das cinzas. Vai que é tua, Sergio Moro!

Percy de Mello Castanho Junior

webmaster@clubedoscompositores.com.br 

Santos

*

MISSÃO QUASE IMPOSSÍVEL

Del Nero pretende manter Dunga até 2018. Para realizar essa sua pretensão, ele vai ter de cumprir a missão quase impossível de se manter na presidência da CBF até 2018.

Ronaldo Gomes Ferraz

ronferraz@globo.com 

Rio de Janeiro  

*

BOLA MURCHA

Fora de campo, o País dá vexame com o envolvimento da CBF ("Corrupção" Brasileira de Futebol) no escandaloso imbróglio de propina da Fifa. Dentro de campo, a seleçãozinha bola murcha foi novamente eliminada da Copa América nas quartas de final pelo Paraguai. O futebol pentacampeão mundial não dá uma bola dentro! Quem te viu, quem te vê...

J. S. Decol

decoljs@globo.com 

São Paulo

*

BRASIL X PARAGUAI

Perder pênalti não é azar, mas, sim, falta de categoria!

Robert Haller

robelisa1@terra.com.br 

São Paulo

*

CHANCE PERDIDA

Os atletas brasileiros convocados para a Copa América perderam uma grande oportunidade de mostrar ao povo brasileiro que não compactuam com a CBF de Del Nero, Marin, Teixeira e de diretores empresários como Rinaldi, caso tivessem dito não a tudo o que está aí. Perderam a grande chance de mostrar ao povo brasileiro, formadores de opinião que são, que não são os papagaios de pirata, assim como toda a mídia os classifica, salvo raras exceções. Perderam a chance de não compactuar com convocações de atletas que jamais deveriam estar na seleção, não fosse por influência de seus empresários com os cartolas da CBF. Perderam a chance de se esquecer de seus contratos e marketing pessoal para pensar um pouco no País e no povo brasileiro. Infelizmente, nossos craques perderam de mil a zero, pois teriam de ter dado uma resposta dura a tudo o que está aí. Foi patética a participação da seleção, que não nos representa, em solo chileno. Muito mais bonito seria não terem ido, aí, sim, seriam nossos verdadeiros ídolos.

Armando Favoretto Junior

malhamania@dglnet.com.br 

São José do Rio Pardo

*

NÃO EXISTE SELEÇÃO BRASILEIRA

Não temos técnico de futebol no Brasil, não temos seleção brasileira e, em breve, não teremos CBF... E temos os maiores estádios do Terceiro Mundo, um, em Brasília é o maior criadouro de quero-quero do mundo!

Luiz Ress Erdei

gzero@zipmail.com.br 

Osasco

*

REFLEXOS ATÉ NO FUTEBOL

Vivemos no país do QI (quem indicou). O ex-presidente da CBF atualmente preso no exterior acusado de corrupção na Fifa é muito amigo deste desgoverno petista. Os corruptos se atraem, pois seus interesses escusos têm afinidade. Foi ele quem indicou o Dunga. Qual o currículo deste treinador? Por acaso ele dirigiu algum time que foi campeão estadual ou brasileiro? Há uma gama de treinadores brasileiros bem mais capacitados do que ele. Dunga não tem nem liderança na seleção. Deixou até Neymar esperando o juiz para tomar satisfações após a partida. Ele, como "comandante", deveria tê-lo retirado do local, impedindo que tal fato acontecesse. Agora vem com a desculpa de que vários jogadores tiveram uma virose. Ela se chama "gagaçus tremens amarelus imcompetemtis". Nenhuma seleção respeita mais a temida seleção canarinho. O Brasil fez jogo duro com os antigos fregueses de caderninho: Venezuela, Peru, Colômbia e Paraguai. Deus nos livrou da terrível surra que tomaríamos da Argentina nesta terça-feira. O PT destrói tudo sobre o que tem ingerência. 

Luiz Felipe Schittini

fschittini@gmail.com 

Rio de Janeiro

*

AS DESCULPAS DE DUNGA

O pedido de desculpas de Dunga por ter dito que "acho que sou afrodescendente de tanto que apanho" é notória estultice de conotação politicamente correta: num país racista como este, os afrodescendentes, ou negros, no registro politicamente incorreto, "apanham" por todas as modalidades, e Dunga revelou que se vê apanhando como eles (sempre apanharam). Nada de mais no dito na entrevista. A não ser pelas irrazões de uma épocas de moralidade exacerbada dos direitos idiotizados (na acepção etimológica de idiotizado).

Carlos Alberto Gianotti

catgianotti@gmail.com 

Porto Alegre

*

'HERANÇA MALDITA'

Agora só falta o Dunga, dizer que é herança maldita do 7 a 1 da Alemanha.

Moises Goldstein

mgoldstein@bol.com.br 

São Paulo

*

COPA AMÉRICA - A DESCLASSIFICAÇÃO

A seleção brasileira não foi atrapalhada por uma virose mas sim por uma overdose. Overdose de mau futebol.

Eduardo Augusto Delgado Filho

e.delgadofilho@gmail.com 

Campinas

*

EFEITOS COLATERAIS

A seleção brasileira perdeu vítima de uma virose; a mesma virose que atingiu o governo Dilma.

Marcos Catap  

marcoscatap@uol.com.br

São Paulo

*

NADA DÁ CERTO

Definitivamente, estamos vivendo a "era Lula"! Nada dá certo para o bem, nem no futebol.

Paulo Busko

paulobusko@terra.com.br 

São Paulo

*

MIXURECO

Fuleco, pixuleco, é um país mixureco mesmo!

Tereza Sayeg

tereza.sayeg@gmail.com 

São Paulo

*

ELIMINATÓRIAS PARA A COPA 2018

Depois do fiasco na atual Copa América, recomenda-se que se economizem tristezas e decepções com a nossa seleção brasileira de futebol. Afinal, aproximam-se as eliminatórias para a próxima Copa do Mundo...

Clênio Falcão Lins Caldas

clenio.caldas@gmail.com 

São Paulo

*

FRUSTRAÇÃO

A maior frustração da nossa seleção será a inédita não classificação para disputar a próxima Copa do Mundo, em 2018. Aí, sim, será muito dolorido para o povo brasileiro.

Arcângelo Sforcin Filho

arcangelosforcin1@gmail.com 

São Paulo

*

A CICLOVIA DA AVENIDA PAULISTA

O prefeito Fernando Haddad inaugurou no domingo, com pompa, circunstância e festa, a bela e funcional ciclovia da Avenida Paulista. Por que não faz o mesmo com os demais trechos espalhados pela cidade, muitos deles mal feitos e cheios de buracos e obstáculos que podem causar graves acidentes?

Luciano Harary

lharary@hotmail.com 

São Paulo

*

PARA OS ATLETAS

Parabéns, sr. prefeito "Malddad". Depois de atravancar o trânsito por toda a Avenida Paulista (ao invés de liberar trechos já executados) por mais de cinco meses, atazanando milhares de paulistanos e gastando milhões de reais apenas para adequar seu canteiro central para os ciclistas, inaugura uma ciclovia no coração financeiro do Brasil. Acresce informar que é região de hospitais (6), de centenas de edifícios comerciais, de clínicas e de consultórios, além de 3 shoppings. Para culminar, situa-se a avenida no topo de uma montanha, para a qual convergem ladeiras íngremes, duas das quais são verdadeiros calvários dos maratonistas da São Silvestre. Creio que essas constatações são suficientes para comprovar a inutilidade desta obra devoradora dos parcos recursos públicos. Tudo isso para atender a uma minoria de atletas que, se forem ao meu consultório, exalarão aquele acre "perfume" que certamente inebriará os demais pacientes. Não seria o caso de exigirmos casas de banho?   

Antonio C. Gomes da Silva

acarlosgs@uol.com.br 

São Paulo

*

VIA FECHADA

Se era para fechar a Avenida Paulista para o pessoal andar na avenida, por que fazer a ciclofaixa? Que sem demanda parece feita para fantasmas em toda a cidade?

Nelson Pereira Bizerra

nepebizerra@hotmail.com 

São Paulo

Mais conteúdo sobre:
Fórum dos leitores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.