Fórum dos leitores

TRAGÉDIA HUMANITÁRIA

O Estado de S. Paulo

04 Setembro 2015 | 03h00

Direito à vida

A imagem do menino sírio Aylan, de 3 anos, morto por afogamento numa praia da Grécia, na tentativa de escapar do terrorismo islâmico, juntamente com a família, rumo ao Canadá, chocou o mundo inteiro. Onde está a dignidade humana? Será que o direito à vida não tem mais valor? Afinal, por onde andam a ONU e as ONGs de proteção à vida? O único sobrevivente da tragédia, o pai, voltou para enterrar a família.

ARNALDO LUIZ DE OLIVEIRA FILHO

arluolf@hotmail.com

Itapeva

Tristeza

Estou completando 75 anos de vida e talvez por isso meu coração esteja mais mole, ou por tudo o que já vi ao longo da vida, mas não resisti às lágrimas ao ver a foto Símbolo do drama na primeira página do Estadão de ontem. Será que os dirigentes desses países não têm como administrar tamanho sofrimento? É chocante saber que exploradores ainda se aproveitam desse drama para ganhar dinheiro.

MARIO F. R. PINHO

mnrpinho@gmail.com

São Paulo

Morticínio

Bashar Assad e o maldito Estado Islâmico (EI) estão matando, direta e indiretamente, milhares de pessoas. A chocante imagem da criança síria, encontrada morta por afogamento numa praia grega, é apenas mais uma prova. Além das mortes, o embate sanguinário entre os dois perpetradores do mal está provocando a mais grave crise de migração na História recente da Europa. É preciso acabar com isso. É preciso pararmos de apenas assistir. É necessária uma coalizão global para encarar e destruir – de uma vez por todas – esse tirano sanguinário e o maldito grupo terrorista islâmico.

SÉRGIO ECKERMANN PASSOS

sepassos@yahoo.com.br

Porto Feliz 

Novo dia D, contra o EI

O problema da imigração clandestina na Europa não são os imigrantes ilegais, mas as forças aterrorizantes impulsionadoras do Estado Islâmico e sectários do extremismo religioso sobre a massa de inocentes. Essa demência expansionista dos guerreiros da santidade contestável deve ser detida a todo custo, já. Aí acaba a imigração dos fugitivos amedrontados saindo da selvageria em busca de paz nos países desenvolvidos, tidos como civilizados, que respeitam o ser humano. Um novo dia D (uma invasão militar maciça e devastadora) poria fim a esses monstros do EI e irmãos nessa agourenta e destruidora fé.

JOSÉ PENTEADO NETO

jsopnx@gmail.com

Araraquara

LULOPETISMO 

É o que acontece...

São governos irresponsáveis, incompetentes e corruptos como os do PT que levam países ao drama que vive a Europa.

EUGÊNIO JOSÉ ALATI

eugeniojalati@gmail.com

Campinas

Genocídio

Como nunca antes neste país, o modelo de governança implantado por Lula e Dirceu, cujo DNA é a imoralidade e o vale-tudo pelo poder, tem equivalência a genocídio. Isso se materializa pela apropriação do Brasil, pelo não desenvolvimento e pelo descalabro moral da Nação, causando a quebra do País, o desemprego, a falta de educação, a ignorância, a fome, a falta de saúde e a falta de tudo o que poderia dar dignidade aos cidadãos. Fora, PT.

FELICIO TADEO ZAMBOM

tadeo@transmotor.com.br

São Paulo

Está certo

O leitor sr. Sérgio Barbosa (Arrependimento 3/9) não está enganado. Consta do meu arquivo, anotado na época, a seguinte frase: “Paulo de Tarso Venceslau, um homem de valor expulso do PT por ser honesto”.

JOSÉ PAULO LUCATO

jplucato@gmail.com

Ribeirão Bonito

GOVERNO DILMA

Pros bolsos ‘cumpanheiros’

Dilma prepara novo tributo e promete rever Orçamento (3/9, A1). Eta, “cumpanheira” arretada, é só devolver o dinheiro que vocês roubaram e o Orçamento se fecha sem débito! Esqueça, Dilminha, apesar de ser um povo desavisado, que um dia acreditou em seu partidinho e suas promessas, nenhum brasileiro mais vai querer jogar um centavo sequer nos bolsos dos “cumpanheiros”.

LEONIDAS RONCONI

ronconileonidas@gmail.com

São Paulo

O governo decide engordar impostos de eletrônicos e bebidas a partir de dezembro, sob a descarada alegação de que precisa atenuar o rombo nos cofres. Dona Dilma não descarta ressuscitar a CPMF; gás de cozinha é reajustado em 15%, mesmo porcentual de aumento na tarifa da Sanasa para este mês, sem contar a ladroagem na conta da CPFL e o dólar goleando o real. Alguém precisa urgentemente banir do poder essa maquiavélica senhora. Do contrário, dias apocalípticos nos esperam.

EDINEI MELO

edinei.melo@hotmail.com

Campinas

Dilma é muito engraçada... Em seu pronunciamento no dia 2/9 disse que “todos” precisam colaborar para cobrir o rombo que ela mesma causou ao Tesouro Nacional, com sua ímproba administração, a desbragada corrupção, empréstimos a países que têm uma tirânica ou bolivariana condução, e por aí vai. Ela e o PT estouraram não só o Orçamento, mas perderam toda a confiança nacional e internacional. E nós é que teremos de pagar pelos nocivos atos deles?

CARLOS E. BARROS RODRIGUES

ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

Traduzindo o confuso discurso da presidente sobre a proposta orçamentária de 2016: a responsabilidade do rombo é minha, mas quem vai pagar é o povo.

EUCLIDES SOUZA

eucsneto@gmail.com

São Paulo

Dona Dilma é realmente um espanto. Agora espalha que não gosta de impostos, mas pode criar novos quando bem entender. Deus do céu, livrai-nos dessa praga.

ELIANA PACE

pacecon@uol.com.br

São Paulo

A nossa “presidenta” não serve nem para administrar uma casa. Até o mais tapado em economia sabe que se não cortar gastos vai morrer de fome. Aliás, as famílias já estão cortando o necessário para o sustento faz tempo.

JOSÉ SERGIO TRABBOLD

jsergiotrabbold@hotmail.com

São Paulo

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

A IMAGEM QUE COMOVEU O MUNDO 

Foi de doer na alma ver aquele garotinho morto por afogamento e o seu corpinho jogado pelas ondas numa praia grega. É uma imagem que cala fundo e torna obrigatória a tomada imediata de atitudes por dirigentes mundiais em buscar formas para conter os assassinos do chamado exército islâmico que estão barbarizando na Síria e em regiões limítrofes. Esses desesperados povos tentam entrar em países que nem sempre os querem abrigar ou não têm condições econômicas de bancar tal operação, como a Grécia. Segundo a mídia, o garotinho morto era de uma família que já havia  algum tempo tentava migrar para o Canadá, onde tem parentes, e  buscava  autorização para ir. Mas a burocracia e a má vontade de seus governantes impediram a viagem. Esse governo tem indiretamente sua parcela de culpa na morte do garotinho, de seu irmão e da mãe deles! Justo um país de território imenso e situação econômica capaz receber refugiados! Será que os burocratas que tiveram nas mãos o pedido de asilo desse garotinho e de sua família, ao ver sua imagem na praia não sentiram uma ponta de dor no coração? 

Laércio Zanini spettro@uol.com.br

Garça    

*

MIGRAÇÕES NA EUROPA

Imagem do bebê morto na areia - nem todas as palavras que forem ditas ou escritas irão falar mais do que ela! 

Eduardo Augusto Delgado Filho e.delgadofilho@gmail.com

Campinas 

*

ASILO AOS FUGITIVOS DO HORROR 

eu nome é Andressa, tenho 29 anos de idade, sou cidadã brasileira e do planeta terra e tenho um filho de 1 ano e 1 dia. Notícias recentes sobre a imigração na Europa, bem como toda a história conhecida da violência imposta pelo Estado Islâmico, deixou-me muito preocupada com a vida de pessoas e principalmente crianças (se estas não tiverem paz, serão adultos de paz?). Notícias como as daquele casal se jogando nos trilhos com o bebê, para não terem de voltar para seu país que está tomado pelo terror, e do garotinho Aylan, morto afogado na praia, foi como se uma bomba estivesse caindo sob minha cabeça. Esses episódios são muito mais que um grito desesperado de socorro, esses povos estão pedindo o fundamental e o básico. Gostaria que nosso país, mesmo passando por essa crise, pudesse elaborar com urgência uma política de asilo e poder dar paz a esses refugiados, pois  aqui, mesmo com crise conseguimos viver e dar uma boa vida aos nossos filhos.     

Andressa Valverde Paim andressavalverde@hotmail.com

Assis

*

IMAGEM SÍMBOLO DO DRAMA

A foto do menino sírio encontrado morto por afogamento, após naufrágio, choca e leva o mundo à comoção. Francamente a imagem me levou à emoção, pois, sem perceber vi ali meus netos e chorei.

Arnaldo de Almeida Dotoli arnaldodotoli@hotmail.com

São Paulo

*

NOVO HOLOCAUSTO VERGONHOSO

A dramática e trágica imagem de um bebê menino morto, à beira do mar na Turquia, quando refugiados tentavam chegar ao continente europeu, é vergonhosa para toda a humanidade. Esse novo holocausto que as chamadas potências mundiais estão causando, exige que a opinião pública forme um forte corrente no sentido de pressionar os atuais “donos do mundo” a dar um basta a este morticínio que não se via desde a Segunda Grande Guerra.

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

*

A VISIONÁRIA MERKEL

Além de enxergar a atual onda migratória de refugiados como uma histórica “grande migração”, é de vital importância entender os motivos deste fenômeno, consequência das desestruturações sociais em países da Ásia e África, locais de origens dessas migrações.  Os EUA, por interesses próprios, contribuíram com a derrocada das estruturas sociais desses países, causando ainda enormes problemas à Europa, o destino e refúgio deste êxodo histórico. Não há como a suprema potência se furtar à co-responsabilidade pela tragédia. 

Ottfried Kelbert okelbert@outlook.com

Capão Bonito 

*

O ÊXODO DO SÉCULO 21

Comparando situações totalmente desumanas, entre nós brasileiros na crise atual e, depois na pós-crise, chegamos à uma conclusão estarrecedora: a desumanidade que os europeus estão impactando aos imigrantes fugidios do fanatismo religioso e étnico, denigrem o modo de ver, sentir e agir do homem europeu tido como moderno e culto, mas despossuído do "feeling" do amor fraterno e caridoso, da misericórdia, nas atenções aos irmãos  caídos à beira do caminho. Nós aqui na abençoada Terra da Santa Cruz, empregados ou demitidos, com casas ou sem-casa, sãos ou doentes; bem ou mal, temos para onde correr, não abandonamos nossos lares nem a nossa pátria; sofremos, mas sempre vislumbramos uma luz no fim do túnel. A fuga em massa de adultos e crianças, o abandono sem retorno de seus lares e mortes atrozes ficam marcados entre nós como simples estatísticas. Esse povo sofrido só tem uma esperança: a providência divina. 

Aloisio De Lucca aloisiodelucca@yahoo.com.br

Limeira 

*

PRIMAVERA LATINO AMERICANA

A Guatemala acaba de assistir à renúncia do presidente, Otto Pérez Molina, após evidências contundentes de corrupção e forte pressão popular. As provas dos desmandos do mandatário guatemalteco e de seu Gabinete vieram à tona graças à uma profunda investigação iniciada pela Fiscalização Especial Contra a Impunidade (Feci), pelo Ministério Público (MP) e pela Comissão Internacional Contra a Impunidade na Guatemala (Cicig). Tais investigações em muito se assemelham, tanto em profundidade como abrangência, à nossa tão noticiada Lava Jato. O contexto político, aliado à inegável e crescente indignação popular vivida naquele país, constitui roteiro muitíssimo parecido com o momento vivido no Brasil hoje! Para completar, estamos literalmente às vésperas da primavera, estação do ano tão adorada por trazer de volta o brilho das paisagens, a luz, as cores e a vivacidade das flores! Além dos seus encantamentos, lembremos que a primavera também foi a estação do ano em que, em 2010, no Oriente Médio e em países do norte da África, assistimos a um movimento homônimo que ficou conhecido no mundo todo como a ‘”Primavera Árabe”. Tal movimento foi um basta, um grito de chega ao autoritarismo, aos desmandos, à corrupção, à violência e a outros comportamentos deploráveis de grupos de poder e mandatários daquela região. Pois bem, além do Brasil, cujas semelhanças com o roteiro que agora atinge seu clímax na Guatemala, são indiscutivelmente nítidas nossa vizinha Venezuela e Argentina também, com as mesmas frustrações do povo brasileiro.  Diante desse quadro, não seria a primavera que se aproxima no Hemisfério Sul o momento e a conjuntura perfeitos para que aconteça a nossa Primavera Latino Americana? Bem, não nos surpreendamos se viralizar nas redes sociais um novo movimento: #primaveralatinoamericana.

Ricardo Braga Neves Leonel Vieira ricardo@pluggo.com.br

São Paulo

*

RENÚNCIA NA GUATEMALA

Dilma poderia se inspirar no presidente da Guatemala e deixar-nos livres dela. Oremos!

Sergio Cortez cortez@lavoremoveis.com

São Paulo

*

DOAÇÃO COM DINHEIRO ALHEIO

Uma pessoa com capital de R$ 100 milhões já pode ser considerada milionária. No entanto, foi essa quantia que a Odebrecht distribuiu aos políticos - Estadão 3/9 - inclusive àqueles que o sabatinaram na CPI. Seguindo um raciocínio lógico e sabendo que essa empreiteira é a favorita do governo com obras superfaturadas no Brasil e em países de ditadores amigos do PT, fica fácil deduzir que esse dinheiro, na verdade, também saiu do nosso bolso. Até quando?

Miguel Pellicciari mptengci@uol.com.br

Jundiaí 

*

SUSERANIA E VASSALAGEM

O texto Suserania e Vassalagem publicado na A3 (3/9) demonstra o nível dos nossos deputados. Foram pedir a benção do capo. Certamente lavaram mimos ao prisioneiro.

Mauro Lacerda de Ávila lacerdaavila@uol.com.br

São Paulo

*

MARCELO ODEBRECHT, DILMA E LULA

Unidos pela identidade de crenças e valores, Dilma e o réu Marcelo Odebrecht, jamais optariam pela delação premiada. Sorte de Lula que os entregaria como aloprados na primeira oportunidade. 

Nilson Otávio de Oliveira noo@uol.com.br

Valinhos 

*

‘SUSERANIA E VASSALAGEM’

Se o torniquete for mais apertado, talvez vamos descobrir que o bilionário Marcelo, dono da Odebrecht, é tão bilionário como era do tal Eike Batista, pendurado no Banco Central, mãe joana dos apaziguados de políticos que não querem fazer nada.

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

*

DECEPÇÃO

O presidente da Odebrecht usando linguajar próprio de gângster faz apologia à Omertá.  Fico imaginando o engenheiro Emilio, seu pai, que construiu a empresa número 1 do mundo em projetos e construção de hidroelétricas, como deve estar sofrendo e decepcionado.

Walter Sant’Anna Zebinden walter@sandraz.com.br

Campinas 

*

ZÉ DIRCEU

Ouço muita gente dizendo: Oh, o Zé Dirceu está abatido, humilhado, acabado, e outras besteiras mais.  Na verdade, ele está com muito ódio, muita raiva de o plano dele com o ex-presidente Lula ter dado errado. Ele era o candidato natural, quando o ex-presidente Lula saiu, mas, graças a Roberto Jefferson, pelo menos este mal o Brasil não viveu, imaginem um homem que seria um Nicolas Maduro aqui no Brasil, ele queria botar todos inimigos políticos no xadrez! Vendo sua imagem verdadeira exposta e seu poder minguando a cada dia, sua expressão na CPI era ódio e não abatimento. 

Roberto Moreira da Silva rrobertoms@uol.com.br

São Paulo

*

O BONECO PIXULECO 

Rui Falcão, presidente do PT, alega que o boneco inflável faz parte da campanha de destruição da imagem do PT e de Lula. Ledo engano, vocês já estão destruídos. E quem tem a Dilma e toda sorte de incompetentes para governar, não precisa se preocupar com a concorrência. Vocês vão implodir! 

Basilio José Bernal bernal@roloflex.com.br

São Paulo

*

PIXULECO

Até é possível entender o prefeito Haddad querer enquadrar o Pixuleco  na lei  da  Cidade Limpa.  Afinal, se o próprio  inspirador  do  tal  boneco  não  mais  aparece  para  os  paulistanos, é provável  que  tenha  se  convencido de que  sua presença  física  é  poluidora.  Ou será medo de  vaias  e  panelaços? 

Fábio Bertoncello fabertoncello@hotmail.com

Jacareí 

*

INTENÇÃO DA FACADA

Qual teria sida a intenção da nobre advogada? Esfaquear o boneco pixuleco (que petistas dizem emporcalhar a cidade) ou esfaquear o cidadão que inspirou a criação do boneco (que emporcalhou o País)?

Walter Duarte walterd@globo.com

São Caetano do Sul

*

O GOVERNO E O PIB NEGATIVO

Cai o PIB no trimestre 1,9%, e no semestre 2,1%. Já estamos em recessão e em uma das maiores das últimas décadas. E o governo quer aprovar mais tributos, mas sem nenhuma providência efetiva para cortar ministérios e reduzir a máquina estatal. Ninguém pode aceitar tamanho disparate. Fala o Planalto em reduzir AS despesas, mas não demonstra onde elas serão cortadas. O lulopetismo continua nadando em berço esplêndido: sem perder cargos, sem perder sinecuras e sem nada sofrer. Fala em tributar o andar de cima, esquecendo-se de que o andar de cima, atualmente, é ocupado pela burguesia lulopetista. O Congresso não pode concordar nem com aumento nem com a criação de tributos. Que o Planalto corte na carne dos seus e não na do povo.

José Carlos de Carvalho Carneiro

carneiro.jcc@uol.com.br

Rio Claro

*

AUMENTO DE IMPOSTO 

Subir imposto da cachaça? Será que o Lula vai permitir?

Adalberto Leme  adaleme@uol.com.br

São Paulo

*

BURACO NEGRO DO ORÇAMENTO

Quem sabe com algumas pás da corrupção da Petrobras é possível amenizar alguns bilhões que faltam no orçamento?  No governo existem mentes brilhantes que poderão sanar o problema criado pelo PT e que poucos acreditavam que isso podia acontecer e aconteceu. E agora fazer o quê? A não ser tirar essa corriola do poder já não sem tempo.

Aparecido Paulo aparecido.paulo@yahoo.com.br

São Paulo

*

CONVERSA MOLE PARA BOI DORMIR

O ex-presidente Lula insiste, não desiste e persiste em definir um eventual impeachment da presidente Dilma Rousseff como um golpe contra a democracia, fazendo coro às próprias declarações da interessada. Único culpado pela eleição da presidente em 2010, insistiu no erro em 2014, quando, ao perceber que a reeleição de sua pupila estava periclitante, saiu a campo, espalhando as suas demagógicas afirmações, as quais foram fundamentais para a recondução de uma presidente que estava terminando um mandato decididamente desastroso. Também a então candidata foi muito auxiliada por uma “democrática” propaganda enganosa e imoral.  Recomenda o ex-presidente, que seus oponentes esperem 2018 e pior, nos ameaça com a sua candidatura. Mas toda essa sua falação reflete na verdade o seu desespero em ver que  seu projeto de permanecer no poder até o fim da sua existência está desmoronando inapelavelmente. Chegou agora ao cúmulo de encaminhar ao Congresso um inédito Orçamento com previsão de déficit, procurando transferir aos parlamentares uma obrigação que é sua. Não bastasse o que foi descoberto no processo do mensalão, com as consequentes condenações de líderes petistas, agora a Operação Lava Jato escancara de vez os crimes cometidos pelos seus companheiros e companheiras de tal dimensão como nunca antes se viu em nenhum governo antes do PT. Como bem comentou o ministro Gilmar Mendes em pronunciamento no Tribunal Superior Eleitoral sobre as despesas de campanha do PT citando um interlocutor de elevada estatura e responsabilidade política, ministro, ladrões de sindicatos transformaram o País em sindicatos de ladrões. Este é o panorama atual deste nosso pobre País. O TCU está a decidir se a presidente infringiu a Lei de Responsabilidade Fiscal com as suas pedaladas para fins eleitorais e o TSE igualmente se debruça sobre se a campanha da presidente. E o ex-presidente ainda vem a público falar em golpe? Isso é conversa mole para boi dormir.

Gilberto Pacini benetazzos@bol.com.br

São Paulo

*

ACIDENTES

Acidentes caem com a redução de velocidades em São Paulo, mas só temos os índices oferecidos pela CET! Temos de obter outros índices efetuados por outros institutos para dar mais credibilidade a essas informações. Se não fica só a raposa cuidando do galinheiro.                

Arcangelo Sforcin arcangelosforcin1@gmail.com

São Paulo

*

FIM DA LINHA

Parafraseando o velho ditado “para bom entendedor, meia palavra basta”, depois que Lula divertiu sua claque comentando a ausência de Haddad, ridicularizando a mania do prefeito em limitar a velocidade e ao uso de bicicleta, se já está fazendo chacota é porque o considera carta fora do baralho. O criador voltando-se contra a criatura. Mais um poste que não deu certo! 

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

*

JULGAMENTOS - CPIs

Sabe para o que servem as CPIs? Para nada! Não, servem para mostrar a avacalhação e o ridículo a que chegaram os políticos e as instituições no Brasil.

José Sergio Trabbold  jsergiotrabbold@hotmail.com

São Paulo            

*

A RECUSA DO VICE

O vice-presidente da República, Michel Temer, que antes “não era ouvido nem cheirado pela pela presidente Dilma e aparecia no cargo somente como seu acompanhante em solenidades públicas ou onde ela não podia comparecer, agora mudou completamente seu comportamento político, valorizando a sua função. Com uma ficha limpa, pois seu nome nunca foi envolvido nas corrupções, quer ativas ou passivas, que serviram de base para os chamados mensalão, petrolão e o famoso processo Lava Jato, que enlameiam o petismo. Indicado por Dilma para ser o articulador político entre o seu governo e os partidos da oposição, para que estes apoiassem sua administração e alegando não ser varejista, renunciou à missão que considerou não ser própria de um vice-presidente. Este foi o primeiro enfrentamento à administração da presidente. Na quinta-feira, segundo anunciou o Estadão –, Temer recusou pedido da Dilma para voltar à articulação em tela, declarando que o “assunto  está encerrado”. Mais um enfrentamento à presidente Dilma do vice-presidente Temer, que honra São Paulo. Ela que descasque, sozinha, o abacaxi!

Antonio Brandileone Brandileone@uol.com.br

Assis

*

PODEROSA DILMA       

Dilma conseguiu um fato inédito: desagradar simultaneamente tanto o Bicudo quanto os  tucanos!

Marcos Catap marcoscatap@uol.com.br

São Paulo

*

PIZZA

A Lava Jato caminha, mas não põe a mão em Lula e Dilma, sob as vistas grossas do STF, OAB e do maître do lulopetismo, Sr Janot.

Francisco José Sidoti                        

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.