Fórum dos Leitores

.

O Estado de S.Paulo

16 Julho 2017 | 03h00

REFORMA PARTIDÁRIA

Orgia com dinheiro público

O relator da reforma política na Câmara dos Deputados perdeu totalmente o pudor e o bom senso, presumindo que o povo seja otário. O deputado Vicente Cândido (PT-SP) pretende vincular o Fundo Partidário à receita líquida do governo federal, elevando seu valor para quase R$ 6 bilhões! E essa irresponsabilidade tem o apoio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR)! Políticos brasileiros, com raras exceções, não têm o menor escrúpulo com a população, querem tirar dinheiro da saúde, educação, segurança para o Fundo Partidário, ou seja, para o bolso deles. Com a Polícia Rodoviária Federal na penúria, sem verba sequer para combustível das viaturas, e a União sem recursos sequer para a confecção de passaportes, esses políticos persistem na orgia com dinheiro público? Que a população fique alerta contra essa imoralidade e grave o nome de todos os parlamentares que a apoiarem, desconsiderando o sofrimento de toda a Nação.

LAURO FUJIHARA

laurofujihara@gmail.com

Araçatuba

R$ 6 bilhões?!

Não podemos aceitar essa reforma política em que o relator, o petista Vicente Cândido, quer vincular o valor a ser gasto nas campanhas do ano que vem à receita líquida do governo federal. O dinheiro público para bancar candidaturas pode chegar a quase R$ 6 bilhões! É vergonhoso, na situação em que o País se encontra, com quase 14 milhões de desempregados, que os políticos só pensem em se eleger à custa do povo. É preciso mudar o sistema político-eleitoral.

CLEO AIDAR

cleoaidar@hotmail.com

São Paulo

Fundão

Simplesmente nojenta a proposição do deputado Vicente Cândido (PT-SP). Antes ele queria uns R$ 3,5 bilhões para um vergonhoso fundo eleitoral. Agora, candidamente, propõe essa trapaça. Dá para acreditar? Com o País enfrentando tantas crises, vem esse deputadozinho, em conluio com o senadorzinho Jucá, propor uma enormidade dessas? Em que planeta esses políticos vivem? Fundo Partidário, com dinheiro público (o nosso!) para financiar 30 e tantos partidos políticos, entidades privadas? Onde estamos? Realmente, precisamos de uma reforma política de verdade, com urgência.

NELSON PENTEADO DE CASTRO

pentecas@uol.com.br

São Paulo

Fundo Partidário com dinheiro que sai do povo brasileiro? Ora, os partidos que se virem!

HELIO MANFREDINI

helio manfra@gmail.com

São Paulo

CORRUPÇÃO

Chega de retrocesso

Depois de causar a maior crise política, social, moral e econômica da nossa História, Lula da Silva, condenado e réu em outros quatro processos, reúne os baderneiros que ele arregimentou com o nosso dinheiro e, em discurso indecente, tenta desqualificar o juiz Sergio Moro e a Justiça. Em total desprezo pela Justiça, declara-se candidato a presidente em 2018. Esse delinquente tem de ser preso! Não tem o menor sentido admitir que esse condenado venha conturbar com suas mentiras uma eleição tão importante num momento tão delicado da vida nacional.

CARLOS EDUARDO STAMATO

dadostamato@hotmail.com

Guaraci

Falso e surreal

O discurso do sr. Lula após condenado pelo juiz Sergio Moro, além de criminoso, por incitar o ódio e ironizar uma decisão de ilibado magistrado, é tão falso e surreal como todas as mentiras que marcam a sua nefasta carreira política. É de esperar que uma organização criminosa profissional não assine recibo dos delitos cometidos, e é nisso que o condenado e seus fiéis seguidores do PT se apoiam. Mas o robusto conjunto de evidências não deixa dúvidas. Lula agora reivindica o direito de concorrer à Presidência, alegando que só quem tem o direito de decretar o seu fim é o povo brasileiro. Mais uma vez mente, seu fim foi decretado há tempos por ele mesmo, ao manchar sua reputação liderando o maior esquema de corrupção já visto no mundo, cujas consequências são sentidas justamente pela população mais pobre, ao não ter acesso a educação de qualidade, a um sistema de saúde digno, a transporte, segurança e tudo o mais que o Estado deixa de oferecer por causa das mazelas de quem corrompe e se deixa corromper.

SERGIO BIALSKI

sbialski@espm.br

São Paulo

Se depender do povo...

... o fim está próximo. O povo está cansado de tanta mentira e demagogia!

ROBERT HALLER

robelisa1@terra.com.br

São Paulo

Messianismo

A condenação de Lula é considerada alvissareira, porém o povo, na eventual impossibilidade da reeleição do condenado, achará um semelhante para alçá-lo a salvador dos pobres.

OTTFRIED KELBERT

okelbert@outlook.com

Capão Bonito

Sem medo de ser feliz

Em 12/2/2015 este humilde escriba manifestava neste Fórum que o impeachment da então presidente Dilma Rousseff, ainda no poder, de forma alguma podia ser considerado uma aventura, sua concretização incendiaria o País e em prol da governabilidade se devia desistir dele. Hoje vemos que a decisão tomada foi a correta. Embora tardia. Se em 2005 tivesse sido aberto processo contra Lula pelo mensalão, Dilma e Temer não seriam parte da triste história que o País está vivendo. O mesmo erro está sendo cometido hoje ao não ter sido decretada a prisão imediata do chefe máximo da quadrilha no momento da condenação em primeira instância. Não podem ser dadas novas chances a reincidentes (mensalão, petrolão). Caberá agora ao TRF-4 dobrar a pena e decretar a prisão em regime fechado, o mais breve possível.

HUMBERTO BOH

hubose@gmail.com

São Paulo

RESUMO DA SEMANA

E que semana!

Foi uma semana fantástica a que passou, com Lula condenado e o presidente Michel Temer ganhando no Congresso. Perderam as “farofeiras” e seus partidos, uma certa imprensa e outros incompetentes. Subestimaram a habilidade política de Temer. Felizmente, ele nos salvou de um novo governo medíocre com acordos estranhos, talvez com o PT, e a necessidade de “ajustes” no atual plano de recuperação da economia. O STF continua perdendo prestígio e confiabilidade. No plenário da Câmara, Temer ganha!

FABIO FIGUEIREDO

fafig3@terra.com.br

São Paulo

O IMPÉRIO DO CRIME

A condenação do ex-presidente Lula, somada à conduta do presidente Temer não deixam dúvidas de que o Brasil vive no Império do crime. O tímido início de algumas punições aos criminosos que governam o País deixa claro que a luta será longa e difícil. Michel Temer deu uma Aula Magna de como usar o poder para obstruir a Justiça: mudou os ministros no Supremo Tribunal Eleitoral (STE), no Supremo Tribunal Federal (STF), refez a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), comprou o voto de deputados por meio de aprovações de emendas e nomeações, vai se mantendo no poder, custe o que custar. Enquanto o Brasil não agir contra as organizações criminosas disfarçadas de partidos políticos, a guerra estará perdida. Lula, Temer, Aécio e seus comparsas nada mais são do que peões que podem ser sacrificados e substituídos pelos partidos políticos, esses sim os verdadeiros responsáveis e os maiores beneficiários dos roubos sistemáticos do dinheiro público e por arruinar o Brasil! 

Mário Barilá Filho mariobarila@yahoo.com.br 

São Paulo

*

A TRINCA DA ESPERANÇA

A 8ª turma do Tribunal Regional Federal da 4ª região de Porto Alegre, formada pelos desembargadores João Pedro Gebran Neto, Leandro Paulsen e Victor Luis dos Santos Laus, passou a ser a esperança dos brasileiros honestos, conscientes, trabalhadores e cansados de tanta roubalheira capitaneada pelo homem mais honesto do Brasil. Fora, Lula!

José Alcides Muller josealcidesmuller@hotmail.com

Avaré

*

...E O OSCAR VAI PARA LULA

Impressionante assistir à manifestação do Lula, após a condenação. Foi um show de interpretação como poucos atores conseguem fazer. Encarnou um personagem da pureza, da honestidade e da vítima injustiçada. Parabéns, merece um Oscar!

Ari Giorgi arigiorgi@hotmail.com

São Paulo

*

EPITÁFIO DE LULA

Nasceu pobre e analfabeto. Iludiu e traiu seus conterrâneos. Morreu rico e abandonado na cadeia.

Ely Weinstein elyw@terra.com.br

São Paulo

*

POLÍTICO PRESO

Se Lula se diz "preso político", que peça asilo aos países que têm ideologias iguais e que ele admira: Cuba, Venezuela, Equador e Coreia do Norte!

Tania Tavares taniatma@hotmail.com

São Paulo

*

LULA O CONDENADO

Engana-se quem pensa que Lula está preocupado com a condenação que o juiz Moro lhe aplicou. Há muito Lula não tem nada a perder. Ele está se lixando, a muvuca que patrocinou nos últimos 14 anos por si só explica suas atitudes. O que Lula procura agora é ser um mártir beatificado pela corja que o acompanha

José Roberto Iglesias rzeiglesias@gmail.com

São Paulo

*

PELA MORALIZAÇÃO

Comprei meu apartamento, que não é triplex, tampouco duplex, somente um “monoplex”, que permaneceu por algum tempo em nome da construtora, por não dispor de recursos para tal regularização. Fiz investimentos em instalações de móveis e algumas adaptações às nossas necessidades, situação absolutamente normal. No caso do meu sogro, foram mais de trinta anos para conseguir o registro do imóvel, pelo mesmo motivo, nem por isso deixou de ser dele. Agora, têm políticos que não podem oficializar a transferência de bens para o seu nome, produto de corrupção, até a sua aposentadoria na vida pública. Será o fim dessa maracutaia, no caso de confirmação da prisão, do número 1 da corrupção brasileira, pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre. Que seja breve!

José Carlos Alves jcalves@jcalves.net

São Paulo

*

LAVA JATO & LULLA

No deplorável monólogo de vitimização, o cinismo hipócrita da pseudo humildade compõe e comprova a visível megalomania.

Ademir Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

*

COMEÇOU A PROPAGANDA POLÍTICA

Durante seu pronunciamento na sede do PT em São Paulo, após Lula dizer tudo que queria, afirmou que: "Quem pode decretar meu fim é o povo". Sem dúvida, o mesmo povo que o elegeu, desinformado, iludido e enganado com suas falsas promessas para comprar voto. Além da máquina corrupta implantada, né não?

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

*

ROUBOU A PETROBRÁS

Quem poderia supor que um presidente da República poderia roubar a Petrobrás? Pois é, o Lula fez isso!

Eugênio José Alati eugenioalati13@gmail.com

Campinas

*

CINISMO OU ESQUIZOFRENIA?

A cena da senadora Gleisi Hoffmann, ré em processo da Lava Jato, acariciando, sorridente, o condenado e também sorridente ex-presidente Lula, durante coletiva à imprensa - sem direito a perguntas por sinal - remete a duas possíveis conclusões: ou é esquizofrenia ou cinismo. A primeira ainda é passível de tratamento. Já a segunda é manifestação de caráter. Não tem cura. 

Luciano Harary lharary@hotmail.com

São Paulo 

*

MENTIROSO CONTUMAZ

Lula não para de afirmar que foi condenado sem provas. Se ele deixar de ser preguiçoso e ler a sentença de Sergio Moro que o condenou, terá vergonha de mentir para todo povo brasileiro. Acabou, Lula!

Luiz Frid luiz.frid@globomail.com

São Paulo

*

DECRETO DO FIM

Lula afirmou que apenas o povo pode decretar seu fim (Estadão, A8, 14/7). Bom, lá vai: "Nós decretamos vosso fim, Luiz Inácio. ASS: O POVO".

Sérgio Eckermann Passos sepassos@yahoo.com.br

Porto Feliz

*

SERGIO MORO

Sr. Lula e amigos, o dr. Sergio Moro, homem de caráter Ilibado, jamais condenaria um inocente!

Lourdes Migliavacca  lourdesmigliavacca@yahoo.com

São Paulo

*

MATANDO COBRA

Na condenação do Lula, o juiz Sergio Moro utilizou a tática do homem do campo para matar cobra: primeiro dá uma bordoada na espinha para imobilizá-la de dar o bote, depois acerta a cabeça. 

Walter Menezes wm-menezes@uol.com.br

São Roque 

*

CONDENAÇÃO DE LULA

Deve haver um erro na interpretação do "inocente até prova em contrário" ou "presunção de inocência": a sentença de um juiz  deve ser imparcial, levando em consideração as tais premissas? A sentença de um juiz deveria ser inquestionável, a não ser que houvesse um erro material, mas não por presunção de inocência.

Minoru Takahashi minorinhotakahashi@hotmail.com

Maringá (PR)

*

CADEIA

Ainda faltam quatro ações para serem julgadas, mas se a Justiça não for tão lerda e mandá-lo logo para a cadeia, a maior parte da sociedade consciente sentirá um mínimo de orgulho quanto à honestidade dos Poderes.

Guto Pacheco jam.pacheco@uol.com.br

São Paulo

*

CONDENAÇÃO INDISCUTÍVEL

Nunca antes na história deste país, um juiz juntou tantas provas para condenar alguém.  O processo começou em 14/9/2016. Petistas, sindicalistas e advogados, parem de falar besteiras, seus argumentos têm a consistência de uma paçoquinha!

Roberto Hungria cardosohungria@gmail.com

Itapetininga

*

PRISÃO DO ‘NINE’

E chavão? Está batido? Mas vamos  repetir :" Somos todos Sergio Moro!

Celita Rodrigues celitar@icloud.com

Avaré

*

HERÓI SEM CARÁTER

Perfeita a definição de José Nêumane: “Um herói sem caráter nenhum” (A10. 13/7).

Arnaldo Ravacci arnaldoravacci05@gmail.com

Sorocaba

*

TRAUMAS?

E quanto aos traumas causados por um desgoverno de treze anos ao povo que hoje vive às minguas e desempregado? E quanto aos traumas causados por um aparelhamento macabro e diabólico? E quanto aos traumas de ser governado por ladrões de gravatas? E quanto aos traumas de ser governado por pseudos-empresas?

Leandra Ferreira leandroferreoradasolva@gmail.com

Guarulhos

*

O DEUS PETISTA ESTÁ MORTO

A corajosa sentença do impoluto juiz Sergio Moro, que condenou Lula à prisão por quase uma década por corrupção e lavagem de dinheiro, em uma paráfrase do filósofo Friedrich Nietzsche pode ser assim resumida: “O deus petista está morto”. E somente os idiotizados chorarão por isso.

 

Túllio Marco Soares Carvalho tulliocarvalho.advocacia@gmail.com

Belo Horizonte

*

UM MERCADO PERSA NO PLANALTO

Em meados do século V a.C, os gregos criaram  a democracia que designa a vontade do povo pelo povo. Platão, na sua obra A República, define o que seria um governo estritamente democrático. Entretanto, na votação na CCJ sobre a admissibilidade da denúncia do procurador-geral, Rodrigo Janot, o que se viu pode ser considerado uma vitória vergonhosa diante da explícita, escancarada e vergonhosa compra de deputados com dinheiro à vontade e cargos no governo que barrassem a Procuradoria-Geral da República (PGR). Meia vitória, porque quem vai decidir mesmo é o plenário da Câmara e essa vitória do governo, mais parecendo um mercado persa político, poderá repercutir sobre a decisão. Toda essa mano é vista por Temer como "uma vitória da democracia". Sólon e Platão devem estar de bruços no túmulo. Como o relatório do deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ) defendia a abertura de processo, foi levado à votação um segundo relatório, do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), e que será levado a julgamento pelo plenário da Câmara, em 2 de agosto. Temer corajosamente afirmou que "foi uma vitória da democracia e do Direito".

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

*

RECESSO PARLAMENTAR 

Quão ciosos de seus direitos são os nossos parlamentares! O Brasil, caindo aos pedaços, tenta emergir do pantanal onde foi abandonado, e há matérias importantes para serem decididas (nelas incluída a possibilidade de o presidente da República ser processado e afastado do cargo, se tal processo for aceito). Mesmo assim eles entram em “recesso”, ou seja, em férias! “Deixa os problemas pra lá!”. Dá para acreditar num negócio desses?!  O patrão, o Brasil, deveria merecer um pouco mais de consideração deles!

Décio Antônio Damin deciodamin@terra.com.br

São Paulo

*

RESPEITO À LEI

Se o presidente Temer realmente cumprisse o que diz (respeitarei resultados), renunciaria de imediato, pois, 93% da população rejeita seu governo.  Para o governo estar conectado com o século XXI, precisa trocar os políticos e o jeito de "politicar" do século passado.

Marco Dulgheroff Novais marcodnovais@hotmail.com

São Paulo

*

TROCA-TROCA NO CCJ

O CCJ muda a comissão, após relatório final não favorecer Temer. Democracia não é isto que está mais para ditadura dos 3 Poderes da República. Uma comissão parlamentar, formada por indicados na forma da Lei. O relator apresenta o relatório que é aprovado pelos seus pares, mas cúmplices do acusado, por sinal indiciados, mudam os membros da comissão por alguns concubinatos, para inverter o resultado. A presidente do STF diz ser um processo que blinda o Temer e é normal do Legislativo. O povo vai ter de pagar sempre os sacrifícios pelas manobras para punir ainda mais o povo, voltando para uma Legislação de 1930. 

Luiz Fernando Pegorer eng.pegorer@gmail.com

Santos

*

DEBOCHE

A denúncia contra Temer é rejeitada: o deboche dos golpistas não tem limites! 

Tibor Rabóczkay trabocka@hotmail.com

São Paulo

*

PARAVRAS NEBULOSAS

O advogado de defesa do presidente Michel Temer Antonio Cláudio Mariz de Oliveira disse: “Pau que mata Chico mata Francisco, e o pau que matou Lula mata Michel". Como perguntar não é ofensa: o que será que o nobre advogado Mariz quis dizer?

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

VENDA LIVRE

Que celeuma ridícula! Além de Temer, Lula e Dilma também já compraram o apoio do Congresso. FHC também fez isso diversas vezes. A mais cara foi a que garantiu a emenda da reeleição. Eles são vendáveis e sempre serão.

Elisabeth Migliavacca elisabeth448@gmail.com

São Paulo

*

DELAÇÃO

Por mais eficiente que seja uma delação (no caso da JBS), ninguém me fará engolir goela abaixo a imunidade penal concedida aos irmãos  Joesley  e  Wesley  Batista , os  maiores  ladrões  e  bandidos  do  Brasil,  os verdadeiros  responsáveis  pelo caos político/econômico, que hoje reina no País. Jogo meu diploma fora se nesse  angu não tiver mosquito.

Arnaldo de Almeida Dotoli arnaldodotoli@uol.com.br

São Paulo

*

ABATEDOURO

A história dos irmãos "esley" é incrível... Mas tem explicação: desde pequenos se acostumaram a ganhar dinheiro vendendo carne. Com o tempo se associaram a outro açougueiro, que tem nome de molusco, e combinaram de ganhar dinheiro juntos, tratando o povo como gado. Nada mais natural. Agora os "esley" estão saindo do abatedouro, mas o molusco pretende continuar tocando o povo como gado! Triste história... 

Gilberto Dib gilberto@dib.com.br

São Paulo

*

FALTAM TORNOZELEIRAS

Hoje temos falta de tornozeleira, passaporte, empregos,  mas o que não falta é ladrão, corrupto e políticos mentirosos. 

Ariovaldo J. Geraissate ari.bebidas@terra.com.br

São Paulo

*

FALTA O SANEAMENTO, AUMENTAM AS MORTES

Triste é saber que o dinheiro investido na Copa do Mundo no Brasil e nas Olimpíadas do Rio daria para resolver o problema do saneamento básico no Brasil. Triste é saber que o dinheiro que se esvai pelo ralo da corrupção não só resolveria o saneamento básico, mas também a saúde do Brasil. Triste é ver o povo brasileiro deitado em berço esplêndido e nada fazer para a mudança do País. Quanto ao velho Chico, será que ainda não perceberam que o rio está doente e que a sua transposição não passa de uma utopia? Quanto dinheiro jogado fora!

Maurício Del Álamo mdalamo@gmail.com

São Paulo

*

SENHOR TEMER SABE NADA DE CLT!

Senhor Temer, como advogado eu não sei, mas como presidente o senhor é péssimo e como analista de questões econômicas, pior ainda. Em sua opinião, no artigo Nenhum direito a menos, muitos empregos a mais (A2, 13/7), saiba que estas alterações na nossa absurda CLT não trarão nenhum emprego a mais e muito menos serão motivadoras de novos investimentos.  Pouco melhora na insegurança jurídica e afora o extermínio do maldito imposto sindical, que o senhor continua vacilão, nada melhora para ninguém.  O que traria benefícios para todos seria simplesmente rasgar e jogar no lixo toda esta ridícula CLT da época do Mussolini.  Em tempo: não sou empresário, nem emprego ninguém, sou empregado!  

Paulo Sérgio Pecchio Gonçalves  ppecchio@terra.com.br

São Paulo

*

COMEMORAÇÃO

O ex-governador Alberto Goldman (PSDB), ex filiado ao PCB e quase sempre escondido, demonstrou estar incomodado. Afirmou alguns dias atrás, "Dória é uma desgraça para o PSDB". Ontem, criticou com veemência, a euforia do prefeito Dória, ao manifestar, como cidadão brasileiro, sua euforia pela condenação do ex-presidente Lula. A meu ver perdeu grande oportunidade de acompanhar o prefeito e grande parte, do povo brasileiro. Parodiando o ilustre Don Juan Carlos, rei de Espanha: "Por que não te calas"!

José Perin Garcia jperin@uol.com.br

Santo André

*

GOLDMAN X DORIA 

Não vejo nenhum problema nas manifestações do prefeito João Doria em relação à condenação do ex-presidente Lula.  É uma manifestação absolutamente legítima, que reverbera o sentimento de milhões de brasileiros. Já o ex-governador Alberto Goldman, que declaradamente não gosta do governador Geraldo Alckmin, a quem em âmbito particular, rodas sociais e "offs" com jornalistas comumente o qualifica como "caipira" e "provinciano", tem mais pavor ainda em relação a João Doria, a quem agora qualifica como "papagaio". Bem, Goldman é a personificação da velharia do antigo PCB que se instalou no então MDB e que, por sua vez, SE enxertou no PSDB na década de 1990, quando, na verdade, por seu histórico político e linha doutrinária, deveria estar agremiado no PT ou no PSOL. Mas como Goldman gosta de vinhos do Velho Mundo,  pianos Steinway, o espaço generoso dos apartamentos de Higienópolis, charutos cubanos de R$ 60/unidade e outras coisas mais que só o dinheiro pode comprar, nada melhor do que ficar no PSDB, onde ainda se aceitam admiradores de Marx, que vivem como Rockefeller. Melhor ser um caipira legítimo ou um papagaio falante de penas verdes e amarelas, do que um esquerdista enrustido, que precisa atacar os outros para emergir da insignificância. 

Frederico d'Avila frederico@fda.agr.br

São Paulo

*

REFIS LAICO

Há algum tempo, como derradeiro recurso para me livrar da pressão irresistível do setor de Recuperação de Crédito do Banco do Brasil, que estava de "olho gordo" na minha propriedade agrícola, resolvi recorrer a Deus em fervorosas orações. Não deu certo. Não fui atendido. Fui obrigado a vender um bem de raiz, há décadas em mãos de minha família, para liquidar as dívidas. Se, na ocasião, já houvesse esse tal de Refis "religioso-esportivo-educacional", quem sabe eu teria podido reclamar, com algum bispo de plantão, para obter até 99% de desconto em multas e juros ou até um perdão em troca de algum ato penitencial.

Sergio S. de Oliveira ssoliveiramsm@gmail.com

Monte Santo de Minas (MG)

.

*

NADA A VER

Refis x futebol e igreja?!! O que isso tudo tem a ver com o que os caras devem?

Ricardo Luiz Ruivo Muniz ricmuniz45@icloud.com

São Paulo

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.