Fórum dos Leitores

BENESSES E PRIVILÉGIOS

O Estado de S.Paulo

04 Fevereiro 2018 | 05h00

Linhas tortas 

No mesmo dia em que a ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), fez um discurso eloquente na reabertura dos trabalhos, pós-recesso, evocando a nobreza do Judiciário, paradoxalmente dezenas de juízes e procuradores se aglomeraram no STF e na Câmara dos Deputados para protestar contra a reforma da Previdência e reivindicar aumento de salário e a manutenção do desnecessário auxílio-moradia, em clara atitude de quem ignora a grave crise econômica que o País atravessa e só pensa no próprio umbigo. Enquanto isso, no Reino Unido, um ministro dá exemplo de retidão, excessiva até, ao pedir demissão por chegar dois minutos atrasado a uma sessão do Parlamento. Se a retidão lá é excessiva, por aqui a tortuosidade de alguns extrapola os limites da moralidade. 

LUCIANO HARARY

lharary@hotmail.com

São Paulo

A moral e o Judiciário

A mesma moral que rege a corretíssima inadmissibilidade de afrontar, agredir, ofender o Judiciário também está presente quando juízes fazem passeatas pedindo regalias do tipo auxílio-moradia e outros extras absurdos, acima do já significativo salário mensal? Se todo e qualquer assalariado paga suas despesas sem essas criativas benesses corporativas, sua concessão é afrontar qualquer um que não seja “do time”. Ou seja, praticamente toda a população! Além de pesar em nossos bolsos algo tão estapafúrdio e completamente indevido. Pedimos à ministra Cármen Lúcia que, por favor, reflita sobre o exposto acima.

ANTONIO C. S. QUEIROZ CARDOSO

acardoso@acardoso.com

São Paulo

Legal, mas imoral

Como filho de ex-desembargador, fiquei envergonhado com a foto publicada na primeira página do Estadão de sexta-feira em que juízes e procuradores, tal qual sindicalistas, se opõem à reforma da Previdência e reivindicam benefícios. Além de não se vexarem com o imoral auxílio-moradia, saem a público para pedir aumento salarial e outras benesses. Onde estão a ética, o patriotismo, o senso de justiça social e a discrição, atributos inerentes a quem vai julgar os seus semelhantes?

JOSÉ ED. BANDEIRA DE MELLO

josedumello@gmail.com

Itu

Corporativismo togado

Procuradores e juízes, servidores públicos togados, ao realizarem manifestações públicas em defesa de causas questionáveis, destacando-se o auxílio-moradia, estão abandonando o habitual e esperado comportamento recatado. Esse corporativismo togado está apequenando o Poder Judiciário, já desgastado pela histórica morosidade processual e por seu elevado custo – o mais alto dentre os três Poderes. A continuarem tais comportamentos, é grande o risco de perderem o respeito da população, como já vem acontecendo pontualmente. O momento exige sacrifícios, não privilégios.

HONYLDO R. PEREIRA PINTO

honyldo@gmail.com

Ribeirão Preto

Voracidade

Além dos altos salários, vantagens, benefícios e mordomias que já recebem, juízes, procuradores, etc., manifestam-se vergonhosamente no STF e na Câmara pedindo aumento salarial de... 40%!!! E, ainda, adicional por tempo de serviço! Para agravar a situação, eles são totalmente contra a reforma da Previdência, para poderem se aposentar com o mesmo valor do último salário na ativa. E nessas atitudes se vão equiparando e nivelando aos nossos políticos desonestos e aproveitadores, que só pensam e se empenham em defender os próprios interesses e os de seus parceiros. Será que eles sabem que o salário mínimo aumentou miseráveis R$ 17, depois de um ano?

ANGELO TONELLI

angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

Avidez

No Brasil, 44,5 milhões ganham menos de um salário mínimo! Dá para acreditar que representantes de associações de juízes afrontem a pobreza e façam esse ato espúrio pedindo reajuste salarial? Só de auxílio-moradia recebem mais de quatro salários mínimos! Que vergonha...

SANDRA MARIA GONÇALVES

sandgon@terra.com.br

São Paulo

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Falando francamente

Sou funcionário público de nível médio aposentado há 15 anos e recebo R$ 15.841,78, conforme meu holerite. Sou favorável à reforma da Previdência desde que não mexam nos meus direitos adquiridos e não joguem a mim e aos demais servidores púbicos na vala comum do INSS, cujo teto de benefícios está no ínfimo valor de R$ 5.300.

ROBERTO MONTEIRO

maria.elizabeth63@hotmail.com

Birigui

CORRUPÇÃO

Cartas marcadas?

Noticia o Estadão que Lula recorreu ao STF para evitar ser preso. E desta vez os advogados do condenado nem disfarçaram o que esperam do Supremo, ao solicitarem a “direta submissão” do pedido de medida liminar à Segunda Turma, composta pelos ministros Edson Fachin, Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. No mínimo impertinente, essa solicitação visa a deixar Fachin, que é o relator dos casos da Operação Lava Jato no Supremo, em situação constrangedora e mostra a confiança que os defensores do réu têm no julgamento de pelo menos três componentes desse colegiado. É muita ousadia querer ditar regras à mais alta Corte do País! A sociedade espera que, como em todos os outros pedidos de liminar relativos à Lava Jato, a decisão respeite o que já foi definido pelo pleno do próprio STF na questão do cumprimento da pena após a confirmação da condenação em segunda instância. 

FRANCISCO PAULO URAS

francisco.uras@uras.com.br

São Paulo

Seriedade à prova

Se o STF mudar de opinião e não confirmar a prisão após a condenação em segunda instância, anulando o acórdão do TRF-4, fica confirmado que o Brasil não é mesmo um país sério. Pior ainda será apequenar-se (palavra de sua presidente) diante da pressão dos petistas e salvar o “padrinho” da prisão.

TOSHIO ICIZUCA

toshioicizuca@terra.com.br

Piracicaba

Por que rever a prisão em segunda instância? Já não foi decidida? Não há um parâmetro para fazer uma lei? Ou isso muda no vai da valsa, de acordo com a vontade do juiz? Ou conforme quem está sendo julgado ou poderá beneficiar-se da mudança?

MARISA BODENSTORFER

baica53@googlemail.com

Lenting, Alemanha

“Aumento para o Judiciário? Que tal dar aumento de trabalho? Vamos acelerar todos os processos e extinguir férias de 60 dias, recessos, auxílio-moradia e demais penduricalhos!”

JONAS DE MATOS / SÃO PAULO, SOBRE PRIVILÉGIOS E BENESSES

jonas@jonasdematos.com.br

“A Justiça não tem assuntos mais relevantes para julgar? Fica parecendo cachorro correndo atrás do rabo”

VITAL R. PENHA / JACAREÍ, SOBRE OS INTERMINÁVEIS RECURSOS 

DA DEFESA DO MAIS HONESTO

vitalromaneli@gmail.com

APEQUENAMENTO

Está certa a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, quando afirmou que rever, na esteira dos resultados recentes do processo envolvendo Lula, a questão relativa ao início de prisão após a condenação em segunda instância, seria apequenar "muito" o Supremo. A declaração da ministra, no entanto, dá margem à interpretação segundo a qual a Corte talvez já esteja apequenada, pois, além de não ter até hoje condenado um só réu protegido pelo foro privilegiado, exibe decisões unilaterais esdrúxulas como, por exemplo, a firmada por um de seus membros concedendo habeas corpus repetidas vezes a um corrupto do ramo de transportes no Rio de Janeiro e a chancelada pelo então presidente do órgão máximo da Justiça, o Supremo, guardião da constituição, ao fatiar, contrariamente ao estabelecido na lei magna, a pena de cassação imposta à ex-presidente Dilma, permitindo-lhe assumir cargo público. A presente revisão de prisão faria somente apequená-la "muito".

Paulo Roberto Gotaç pgotac@gmail.com

Rio de Janeiro

*

QUEIXA À ONU

O sr. Lula, já julgado e condenado a mais de 12 anos de prisão pelo processo movido pela Lava Jato sobre o triplex do Guarujá, em que ficou mais do que provado que o mesmo é sim do  sr. Lula, fruto de propina da OAS. E em cima disso e de outros processos já instaurados contra o mesmo, este sr. jararáca de Garanhuns fez uma petição à ONU dizendo-se perseguido pela Justiça brasileira e tendo seus direitos violados. Para julgar este pedido do sr. ex-presidente, a ONU deveria sim enviar ao Brasil uma comissão para levantar todos arroubos da administração petista ao longo de 13 anos, em que conseguiram quebrar a Petrobrás , BNDES, Caixa, Previ, Postais, Eletrobrás, fundo de garantia e outros órgãos à custa da corrupção institucionalizada, levando o País a mais séria crise financeira com mais de 12 milhões de desempregados, além de elevar a taxa de 41% para mais de 60% de pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza.  Após estas constatação seria muito bem vinda a ajuda da ONU, para colocarmos este incapaz e corrupto, que um dia foi presidente do Brasil atrás das grades.

Urias Borrasca urias@mercosulrefratarios.com.br

São Paulo

*

LULA NO STF...

Ao lembrarmo-nos do julgamento no STF da atrapalhada, assecla e apedeuta, quando Lewandowski rasgou a Constituição e a jogou na nossa cara, cassando o mandato dela, mas não os direitos políticos, o que não se fará agora quando o demiurgo de Garanhuns recorrer?

Paulo Sérgio Pecchio Gonçalves ppecchio@terra.com.br

São Paulo      

*

VOTO CASSADO

Eleição sem Lula é fraude. Eleição sem Lula é golpe. Eleição sem Lula é cassar o direito da maioria da população e, por aí vai o mantra do PT. Em 2026, Lula estará apto a concorrer nas eleições presidenciais, portanto, petistas, tenham um pouco de paciência porque "quem espera alcança".

Jose Alcides Muller josealcidesmuller@hotmail.com

Avaré

*

SURREAL

Definitivamente vivemos tempos estanhos e bizarros. Enquanto leis brasileiras determinam que condenados em segunda instância tornam-se inelegíveis a cargo público e podem ser presos, inúmeras brechas nestas mesmas leis ainda podem permitir a Lula concorrer às próximas eleições e, mesmo preso, ser eleito presidente da República! Nem o mestre italiano do surrealismo, Federico Fellini, acreditaria em tamanho disparate.

Luciano Harary lharary@hotmail.com

São Paulo

*

MESMO CRITÉRIO

Baseado na pesquisa do “Datafolha”, em que Lula lidera com 30% das intenções de voto, o PT diz que deve ser respeitada a vontade da maioria e Lula deve ser candidato a presidente da República. O mesmo        “Datafolha” levantou em outra pesquisa que 53% dos pesquisados, ou seja, maioria absoluta, afirmam que Lula deve ser preso, pelo mesmo critério do PT, deve ser respeitada a vontade da maioria!

Walter Sant'Anna Zebinden Walter zebinden@terra.com.br

Campinas

*

CANDIDATOS ‘WALKING DEADS’!

2018 já conta com dois candidatos "mortos vivos": Lula e Collor. Sarney, Dilma e Fernando Henrique devem aproveitar a onda de candidatos vintage! Abriram as portas do museu da História.       Morrer ou renovar? Então vamos renovar! Renovar!

Paulo Sérgio Arisi paulo.arisi@gmail.com   

Porto Alegre

*

ESQUIZOFRENIA

Para não dizer esquizofrênica, é no mínimo curioso o comportamento do líder do RenovaBR, Eduardo Mufarej. Em seguidas entrevistas, insistiu que é impossível encontrar um político experiente e honesto ao mesmo tempo. Exige transparência dos bolsistas do seu programa e não exerce enquanto instituição, tampouco faz ou cobra autocrítica histórica dos poucos empresários autodeclarados apoiadores do fundo cívico eleitoral. E ontem, no encontro do Credit-Suisse, conforme reportagem do “Estadão”, revelou receio com as dúvidas e a insegurança na sociedade, emendando pregação por convergência. Eduardo, que tal começar cuidando da sua cozinha? Fica a dica.

Léo Coutinho leo.coutinho@uol.com.br

São Paulo

*

TRAGÉDIA BRASILEIRA

Em Brasília, doentes continuam jogados pelos corredores dos hospitais, enquanto isso, mais de R$ 1 bilhão serão gastos em  campanhas políticas na próxima eleição.

Virgilio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com 

Jandaia do Sul (PR)

*

A POPULARIDADE DE LULA

Será que Lula se manteria popular se sempre fosse lembrado que ele foi eleito num esquema criminoso, que culminou com a morte de Celso Daniel? E se fosse mencionado que Lula, em seu primeiro mandato, já se enrolou no esquema do mensalão desviando milhões dos cofres públicos? E se fosse alertado que Lula entregou uma refinaria recém-construída para Evo Morales, presidente da Bolívia, por conta de seu plano de poder na América Latina? E se destaque fosse dado que Lula usou dinheiro dos trabalhadores para financiar ditadores facínoras pelo mundo afora? E se recordássemos que Lula deu abrigo a um assassino que matou pais de família, e havia sido condenado num país democrático como a Itália? E se puséssemos em evidência que Lula autorizou que dinheiro do BNDES fosse usado para financiar obras da ODEBRECHT em países que agora dão calote no Brasil como a Venezuela, ignorando a necessidade de obras de infraestrutura em nosso País? E se fosse lembrado que ele tem mais seis processos na Justiça? E se lembrássemos de que Lula nos vendeu Dilma Rousseff, uma guerrilheira que assaltou bancos, e que gastou muito mais do que poderia para esconder a maior crise de todos os tempos, causando três anos de recessão, inflação acima de 10% ao ano e 13 milhões de desempregados? Creio que para toda vez que fosse dado espaço para seu discurso perverso, também fosse lembrado dos males que Lula nos causou, e dos processos que responde na Justiça, a popularidade de Lula ficaria próxima de zero.

Carlos de Oliveira Avila gardjota@gmail.com

São Paulo

*

MOBILIZAÇÃO

Quanto mais demorar em acontecer a prisão de Luiz Inácio, mais tempo haverá para a militância petista se organizar.

José Piacsek bubanetopiacsek@gmail.com

São Paulo

*

CULPADO, EU?

Pelo andar da carruagem, como se usa dizer, as condenações do ex-presidente Lula está seguindo o mesmo roteiro daquelas aplicadas ao ex-governador Sérgio Cabral, que já acumula 87 anos de prisão. Que assim seja!

Eleonora Samara eleonorsamara@bol.com.br

São Paulo

*

A HISTÓRIA SE REPETE?

Os fariseus preferiram Barrabás a Jesus. Os petistas preferem eleger um corrupto! A história se repete?

Eugênio José Alati eugenioalati13@gmail.com

Campinas

*

A LAGARTIXA

Lula e o PT parecem uma lagartixa doméstica após a primeira vassourada: ficam pulando e se debatendo sem rumo. Mas muitas vassouradas ainda virão até que a lagartixa morra.

André Luis Coutinho arcouti@uol.com.br

Campinas SP

*

LULA REAL É DO TAMANHO DE UMA ESTÁTUA

A imagem de Lula é vista ampliada pelos holofotes da mídia como numa tela de cinema. A hora que for para a prisão e as luzes se apagarem, todos os enxergarão em seu tamanho verdadeiro, uma minúscula estatueta.

Ely Weinstein elyw@terra.com.br

São Paulo

*

ESPERANÇA

Realmente o PT é simplesmente absurdo! Imaginem quando a Justiça julgar todos os malefícios gerados pelo Lula (prejuízo na Petrobrás, desvios de todo o mote, aperfeiçoou/ampliou a corrupção...) valores indetermináveis e incalculáveis. Calcule o tempo de prisão que deve pegar se isso tudo o que ele nos prejudicou for a julgamento. Esse apartamento é o menor prejuízo deles, se forem julgados todos eles deveria pegar pena superior ao Eduardo Cunha com certeza. Viveremos para ver!

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@globo.com

São Paulo

*

OS ADVOGADOS E A 2ª INSTANCIA

Advogados caríssimos que existem em penca no Brasil e conseguem livrar da cadeia criminosos que podem pagar custos absurdos graças às nossas leis arcaicas, evidentemente são contra a decisão de segunda instância e até posso concordar com eles, porque contraria a Constituição de 88. Essa turma jamais moverá uma palha para dar nova configuração constitucional que de forma moderna e legal defenda o direto da pessoa, mas dê um caminho para evitar suas eternas enrolações jurídicas que permitem milionários e ladrões contumazes do erário jamais pagarem por seus crimes.

Laércio Zanini spettro@uol.com.br

Garça

*

JUDICIÁRIO X JUDICIÁRIOS

Já condenado em segunda instância, Lula, como diz a lei deveria estar preso.  Se algum tribunal Superior aceitar rever o caso será prova de que os judiciários não se respeitam, dando razão aos cidadãos.

Mário A. Dente eticototal@gmail.com

São Paulo

*

A ABSOLVIÇÃO DE ROSEANA SARNEY

A ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney foi absolvida por unanimidade.  O placar de 3x 0,  foi dado pelo Tribunal de Justiça daquele Estado. Ela era acusada de ter desviado cerca de R$1,95 milhão de recursos da Saúde. É para rir ou chorar? Um Estado cujo dono é a família Sarney alguém duvida que o resultado fosse outro? O que deveria ser revelado ao povo, já que Roseana foi absolvida é quem desviou o montante?  Já quem vai pagar todos sabem o maltratado povo, como sempre.   

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

PETROBRÁS X PARLAMENTARES DO PT

Senhores, o desplante dos tais parlamentares do PT que fizeram uma representação junto ao Tribunal de Contas da União, pedindo a suspensão do acordo da Petrobrás com acionistas dos EUA é de uma cara de pau sem limites. Ao invés de pleitearem aos seus pares que detonaram os cofres da Petrobrás que indenizassem, também os acionistas brasileiros e responsabilizando seus indicados que por 13 anos a repor as importâncias criminosamente apropriadas querem fazer tal proposta indecorosa?

Marcelo Cabral mfalsetti2012@gmail.com

São Paulo

*

FRANÇA: FUNCIONALISMO NA CORDA BAMBA

O governo de Emmanuel Macron lançou, na França, um programa de demissão voluntária para a função pública. Para cortar gastos, menos funcionários públicos e postos de emprego eterno que estão fadados a acabar, ao que parece. Sarkosy já tinha tentado, mas enfrentou certas resistências (sobretudo da imprensa). Mas agora Júpiter I promete virar a mesa. Uau, se a moda pega...

Marly Peres marly.lexis@gmail.com

São Paulo

*

PROJETO NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA

A violência urbana em nossas grandes cidades como o Rio de Janeiro, onde tiroteios são constantes a qualquer hora, prenuncia como já falam alguns analistas, a predominância das organizações criminosas nas ruas de nossas maiores megalópoles. Urge assim a implantação urgente, de um Projeto Nacional de Segurança Pública, composto por lideranças das Forças Armadas, das Polícias Federais e Estaduais, do Ministério Público, da OAB e do Judiciário, no sentido de dar um basta a este estado de convulsão social, que estamos caminhando face a inoperância dos atuais mecanismos repressores de criminalidade  que hoje possuímos.

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

*

VIOLÊNCIA

A violência só cresce no Brasil, infelizmente, tiroteios infindáveis no Rio de Janeiro, etc.. Faltam leis mais duras, fiscalização de fronteiras, etc.. As drogas estão corroendo famílias, multiplicando vítimas. Se não verticalizarem as “comunidades”, enxugaremos gelo por quanto tempo? Os “Singapura” já não comprovaram a utilidade em segurança e qualidade de vida? Se não há dinheiro para muito hoje, faça-se o possível até chegar ao ideal. A alternativa, a meu ver, são leis similares às chinesas ou indonésias, o que é muito triste.

Andre Frohnknecht caxumba888@gmail.com

São Paulo

*

ERA SÓ O QUE FALTAVA

O vídeo da então deputada Cristiane Brasil, só comprova a falta de capacidade de assumir qualquer que seja ministério do governo. Está na hora do sr. presidente Michel Temer se dar conta que nomeação é catastrófica.

Valdy Callado valdypinto@hotmail.com

São Paulo

*

CUMPRIMENTOS

Apesar de haver enviado uma mensagem para o     “Fórum dos Leitores”, retorno com outra, desta vez para cumprimentar o “Estadão” pelo excelente editorial “A responsabilidade do Judiciário” (2/2, A3).

Cláudio E. Duarte claudio_duarte@hotmail.com

Belo Horizonte

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.