Fórum dos Leitores

.

Entrevista com

O Estado de S.Paulo

12 Abril 2018 | 03h00

ECONOMIA

Inflação quase zerada

Mesmo com um produto interno bruto (PIB) com previsão de crescer até 3% este ano, a inflação continua surpreendendo. Conforme o IBGE, o IPCA de março foi de apenas 0,09%, o menor resultado para o mês em toda a série histórica. E no acumulado dos últimos 12 meses o índice ficou em reduzidos 2,68%. O que favorece a queda dos juros, com o que sobra mais dinheiro para alavancar o consumo. Porém, para alguns analistas, a inflação baixa pode estar prejudicando a retomada econômica. Não concordo. Na realidade, o que está prejudicando a nossa economia, que poderia estar mais vigorosa, é a posição de alguns ministros do Supremo Tribunal, que insistem em derrubar a prisão em segunda instância e fomentar a impunidade. Esse clima de insegurança jurídica é que prejudica a economia e perturba o mercado e a Nação.

PAULO PANOSSIAN

paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

Enfim, nossa inflação chegou a quase zero! Exceto para quem consome combustíveis, água, luz, telefone, gás de cozinha...

VIRGÍLIO MELHADO PASSONI

mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

ELETROBRÁS

Privatização

Entende-se perfeitamente o desconforto e a frustração do leitor sr. Joaquim de Carvalho (11/4), que deve ter vivido épocas em que as estatais – atuando supletivamente à iniciativa privada – eram grandes agentes do desenvolvimento e, como tal, protegidas da ação predadora de políticos e governantes inescrupulosos. Hoje, entretanto, a privatização, pelos motivos que o leitor apresentou, se impõe como tática de guerra no combate à corrupção. Mas para ser solução verdadeira e duradoura no Brasil ela tem de vir acompanhada por uma reforma do Estado em que suas instituições, como as agências reguladoras, sejam profissionalizadas. É verdadeiramente impossível vislumbrar serviços monopolísticos dessa magnitude nas mãos de particulares, sabendo que os resultados da empresa dependerão menos da eficácia gerencial e mais da relação que seus dirigentes terão com os apadrinhados diretores de agências que, em última análise, definirão, pela via tarifária, o dinheiro que entrará no caixa dessas companhias.

NILSON OTÁVIO DE OLIVEIRA

noo@uol.com.br

Valinhos

Termoelétricas

Então, térmicas do Ceará custam R$ 81 milhões na conta de luz?! Ora, se as usinas térmicas estão usando água potável para resfriar suas turbinas, será que não podem reutilizar essa mesma água após seu resfriamento? Ou é mais fácil cobrar do consumidor? Quem é o culpado por tanta irresponsabilidade e pela sangria de nossos bolsos?

ROBERTO CARDIERI FERREIRA

roberto1283@terra.com.br

Ilha Solteira

SAÚDE PÚBLICA

Em perigo

O Estadão publicou em 8/4 duas más notícias sobre saúde. A primeira, no editorial Outro lado da crise da saúde (A3), que comenta vários aspectos de levantamento da Federação Brasileira de Hospitais sobre esse cenário. Além da grande perda de leitos de hospitais públicos de 2010 a 2017, os privados tiveram uma perda líquida de 10% de seus leitos, ou 31,4 mil unidades. As perdas mais significativas foram no Nordeste e Norte. Nesse período encerraram as atividades 1.797 pequenos hospitais e se iniciou o atendimento em cerca de 1.367 outros – uma redução líquida de 430 hospitais. Estudos indicam que para ser economicamente viável um hospital tem de ter ao menos 150 leitos. Mas grandes hospitais que prestam serviços ao SUS questionam os valores de remuneração, o que mantém instituições como as Santas Casas em déficit – que se resolve momentaneamente recorrendo à rede bancária, mas os déficits vão se acumulando. O mesmo se dá em hospitais filantrópicos. O dinheiro destinado à saúde é insuficiente. Já a reportagem Quando o remédio chega tarde demais (A22) trata do drama de pessoas com as chamadas doenças raras, que dependem de medicamentos de alto custo e importados. O suprimento é falho e a matéria cita casos de morte por falta de oportuno suprimento, motivado, entre outras razões, por insuficiência de recursos. Na proposta de reforma da Previdência procurava-se uma moderação de certos “penduricalhos” e benefícios de servidores, que os têm como direitos adquiridos, e não cessam de crescer. Mesmo com a situação fiscal desequilibrada, não se pode tocar nesses direitos! Resta recorrer a verbas menos vigiadas por corporações influentes.

MARIO HELVIO MIOTTO

mariohmiotto@gmail.com

Piracicaba

VANDALISMO

Pichações

Revoltante e vergonhoso o que vândalos e pichadores fazem em nossa cidade! Infelizmente, a fachada histórica do Pátio do Colégio amanheceu ontem toda pichada. E a Guarda Municipal não viu nada? Pobre São Paulo...

SIDNEY CANTILENA

sidneycantilena@bol.com.br

São Paulo

CORRUPÇÃO

A ficha do condenado

Ficha n.º 700004553820 (11/4, A3) – o Estadão me confundiu. Não seriam R$ 7.000.045.538,20 (sete bilhões, quarenta e cinco mil, quinhentos e trinta e oito reais e vinte centavos), total da grana surrupiada pelos seus sucessivos governos?

CLAUDIO A. S. BAPTISTA

clabap45@gmail.com

São Paulo

Profissão (?)

Examinando a ficha de execução penal do demiurgo de Garanhuns publicada em 10/4 na página A6, notei a existência de um erro no preenchimento do item 1.9, relativo à profissão. Creio que deveria ser político ou talvez até ex-metalúrgico, pois, “ex-presidente”, como constou, trata-se de cargo, e não de profissão. A regra é clara!

MARCOS MARTINS AQUINO

marcosmartinsaquino@hotmail.com

São Paulo

Carpideiras do Lula

Ao ler a notícia sobre os nove governadores e três senadores que se deslocaram até Curitiba a fim de dar apoio ao condenado Luiz Inácio Lula da Silva, lembrei-me da figura das carpideiras, profissionais que em troca de dinheiro rezam e choram por defuntos com o objetivo de abrandar sua alma e facilitar-lhe a entrada no mundo do além. O que difere neste caso é quem está pagando. As carpideiras profissionais são pagas pela família do falecido e as carpideiras do Lula são custeadas por milhões de brasileiros que arcam com pesados impostos e diariamente assistem, inertes, a espetáculos de degradação moral dos políticos.

JOSÉ VARLESE FILHO

jvarlese@uol.com.br

Mairiporã

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

 

A HORA DA VERDADE E A SEGURANÇA JURÍDICA

 

Preso o ex-presidente Lula, tem início, na prática, a cobrança aos políticos de diferentes partidos pelos malfeitos cometidos. Os amigos do presidente Temer já se tornaram réus, o rumoroso caso do senador Aécio Neves será analisado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no próximo dia 17 e muitos outros dos 24 denunciados e 230 investigados com foro privilegiado virão a seguir. Até a Câmara já se prepara para cassar Maluf e outros parlamentares presos na Papuda. O andamento nos processos em que têm envolvidos políticos, empresários e altas figuras deve ser encarado como prova de vitalidade das instituições. Para a preservação e manutenção da democracia, há que se garantir a segurança jurídica. Existe toda uma estrutura jurídica e jurisprudencial norteadoras dos julgadores, que devem ser imunes a clamores para, com isso, serem o mais justo possível. Importante: não há razão para de mudar o procedimento padrão para beneficiar este ou aquele réu. Todos têm de ser exatamente iguais perante as leis.

 

 

Dirceu Cardoso Gonçalves aspomilpm@terra.com.br

São Paulo

 

*

PERGUNTAS PÓS-PRISÃO

 

 

Agora que Lula está preso, duas perguntas se impõem. Primeira: quanto foi pago a seus incansáveis advogados? Segunda: quem pagou?

 

Ronaldo Gabeira Ferreira rgabeira@terra.com.br

Rio de Janeiro

 

*

LULA EM PRISÃO MILITAR

 

Advogados de Lula pensam pedir para que ele fique prisioneiro em instalações militares, pois, como ex-presidente teria direito a isto. Bem, não sei se tem direito a essa condição ou não, mas a mim cheira mais uma jogada da tigrada petista. Para o caso dele ficar um bom tempo detido, não venham jogar para o exterior que ele é prisioneiro das Forças Armadas (FFAA). Melhor transferir ele para alguma penitenciária perdida nos confins da Amazônia, onde duvido que Gleise’s, Manuela’s, Boulos, Dilma’s e iguais iriam fazer turismo.

 

Laércio Zanini spettro@uol.com.br

São Paulo

 

 

*

PRISÃO DO MAIS HONESTO

 

Após a prisão do mais honesto, vimos flagrantes de puro terrorismo – praticados pelo PT e outros partidos de esquerda – se espalharem pelo País: bloqueio de estradas, ataque à casa de Cármen Lúcia e outros patrimônios, tentativa de assassinato de um indivíduo contrário aos seus dogmas, agressão a jornalistas e à imprensa livre, desrespeito à ordem de prisão e até um bispo contratado para rezar uma missa “comunista”. Democracia uma ova, isso é ditadura! Lula foi condenado com todas as provas por um juiz, desembargadores e ministros, num total de 15 magistrados! E ainda temos de ficar apreensivos com a meleca que o STF pode aprontar? Tenham apenas o vislumbre de que Lula não é uma ideia, é um escárnio! Não nos igualem a ele.

 

Carmela Tassi Chaves tassichaves@gmail.com

São Paulo

 

*

COMPANHEIRO LULA

 

Não é fácil puxar cadeia, companheiro ex-presidente. Quase nada de útil se faz no xadrez porque trabalho e produção não são exatamente o forte desse local. Liberdade de ir e vir nem pensar. Comida insossa, cardápio sofrível: é o que te derem para comer! Churrasco (que vossa senhoria tanto gosta) esquece! Cervejinha, nem gelada, nem quente... Vai poder tomar banho de sol – que é de graça –, mas terá seus passos vigiados. E, caso faça algo fora das regras terá que se explicar à direção do lugar. Também os que te visitarem terão seus passos monitorados e falarão contigo em voz baixa. Por segurança, sabe como é... Viverá num cubículo desprovido de luxos e não poderá usufruir os milhões que aqueles “bons contatos” te renderam. Nada de smartphone, Netflix, Now, Spotify, vídeo game, TV a cabo ou internet – esses vícios paridos do odioso capitalismo burguês. Caso malogrem suas chicanas, vossa senhoria vai ter de se conformar em viver uma vida limitada, opaca e sem horizontes. Que coisa, hein, Lula? Mas companheiro, tudo tem seu lado bom: na cadeia você saberá exatamente o que é viver sob as regras e privações do socialismo. Seria como um “test-drive” para experimentar, na prática, o que é viver sob o regime que tanto encanta você e sua gente. Sendo assim, meu irmão, faça do limão uma limonada e tente extrair algo de útil dessa encrenca em que se meteu. Marx falava em “novo homem”. Quem sabe ao sair desse lugar você não se torne também um, despido dos vícios da cobiça e da febre pelo alheio? Como diz o dito, para alguma coisa a desgraça serve.

 

 

Silvio Natal silvionatal49@gmail.com

São Paulo

 

 

*

DELAÇÃO PREMIADA

 

O povo está querendo saber, querendo não, está ansioso para saber se Lula irá fazer a tão prometida delação premiada. Se levará o “acovardado” para junto dele, atrás das grades. Estamos aguardando!

 

Arthur de Lucca arthurcaiolucca@gmail.com

Goiânia

 

 

*LIMPEZA DO PAÍS

 

 

Com o sangue que corre nas minhas veias, sou trineta do brigadeiro Tobias de Aguiar, fundador da Polícia Militar de São Paulo, parabenizo as Polícias Federal (PF) e Militar de São Paulo e agradeço ao juiz Sérgio Moro e a todos que depois de tanto tempo, eu possa sentir orgulho de ser brasileira! Obrigada e, por favor, continuem seu trabalho para limpar nosso país! Precisamos de homens com os senhores.

 

Marina Maya marina.maya1930@gmail.com

São Paulo

 

 

*

GRANDE SERVIÇO AO BRASIL

 

Agora que Lula está preso e em segurança garantida pela PF, ele poderia fazer um grande serviço ao Brasil e aos brasileiros e sair dessa situação de maneira exemplar. Poderia explicar quem é a tal elite nociva do País (pessoas, empresas); Quais os conchavos com partidos e políticos para garantir a tal “governabilidade”; Como são escolhidos os membros do STF e Supremo Tribunal de Justiça (STJ); O que aconteceu no caso Celso Daniel; Como são mantidos o MST e o MTST; Os financiamentos escusos do BNDES; As verbas para as universidades federais para doutrinar alunos, etc., etc., etc. Tenho certeza que Lula viraria a mesa.

 

 

André Luis Coutinho arcouti@uol.com.br 

Campinas

 

 

*

A PRISÃO DE LULA

 

 

A prisão de Lula deixa o País livre do lulopetismo e pronto para ofertar confiança e credibilidade aos investidores. E Lula deveria lembrar-se de que “não há mal que nunca acabe e nem bem que sempre dure”, segundo o dito popular. Mas que aproveitou bastante aproveitou!

 

 

José Carlos de Carvalho Carneiro carneiro.jcc@uol.com.br

Rio Claro

 

*

 

‘NÃO É ESSE O BRASIL QUE QUEREMOS’

 

Ao comentar a decretação da prisão de Lula, a sra. Dilma afirmou categoricamente: “Não é esse o Brasil que queremos”. Óbvio. O Brasil que vocês querem é o do aparelhamento do Estado, do assalto aos cofres da Petrobrás, das propinas das empreiteiras, das contas secretas nos paraísos fiscais, dos apartamentos com salas abarrotadas de malas e pacotes de dinheiro de origem escusa, da “compra” de joias para “lavar dinheiro”, da prescrição das ações penais promovidas contra “celebridades endinheiradas”, etc. O seu Brasil, querida, já era...

 

Ulisses Nutti Moreira ulissesnutti@uol.com.br

Jundiaí

 

*

 

ELEIÇÃO DE LULA

 

Ainda não caiu a ficha da cúpula petista e do ex-presidente. Condenado em duas instâncias, Lula é ficha-suja, impedido a concorrer a qualquer cargo eletivo, mas como teima em apregoar inocência e quer, a todo custo, retornar a Brasília, quem sabe Sérgio Moro, numa atitude complacente, o transfira para a Papuda e “elle”, com sua habitual verborragia, inove e seja eleito síndico dos presidiários.

 

 

Humberto Schuwartz Soares hs-soares@uol.com.br 

Vila Velha (ES)

 

*

LIDERANÇA

 

Pois é, o nobre senador Roberto Requião, ultimamente, só entra em roubada. Nesta semana, liderou comitiva de nove governadores para uma visita ao apenado Luiz Inácio da Silva, em Curitiba. Não sabemos de quem partiu a ideia. Pensam que são podem tudo. Senador, desculpe a franqueza, mas o senhor mais uma vez, foi ridículo!

 

José Perin Garcia jperin@uol.com.br

Santo André

 

*

QUEM PAGA?

 

Governadores, senadores, deputados, etc. viajaram pensando que a PF de Curitiba era a casa da mãe Joana? E viajaram com o nossos impostos!

 

Tania Tavares taniatma@hotmail.com

São Paulo

 

*

E AÍ?

 

O brasileiro trabalhador e pagador de impostos pergunta: Os congressistas alocados em Curitiba em pleno expediente terão suas faltas e diárias em hotéis de luxo cortadas?

 

Arnaldo Ravacci arnaldoravacci05@gmail.com

São Paulo

 

*

ORDEM

 

Alguém tem que colocar ordem neste galinheiro. Sem ordem, a sede da PF vai se transformar numa casa da mãe Joana.

 

Moises Goldstein mg2448@icloud.com

São Paulo

 

*

SERÁ DEUS BRASILEIRO?

 

O arrogante senador Lindbergh Farias, afirmou em alto e bom tom que, com a prisão de Lula da Silva, o PT vai sabotar as próximas eleições, ou seja, não participará em 2018. Ora, não fará a mínima falta, mas será verdade? O povo de bem pode acreditar? Será Deus brasileiro?

 

 

Júlio Roberto Ayres Brisola jrobrisola@uol.com.br

São Paulo

 

*

AÉCIO NEVES

 

A primeira turma do STF decidirá no próximo dia 17 se Aécio Neves será ou não réu por corrupção e obstrução de Justiça. Quem sabe esta notícia acalme um pouco os ânimos petistas, exaltados com a prisão de seu líder maior. O PT sofre de dois males emocionais marcantes desde o início de sua existência: mania de perseguição, por se considerar sempre vítima do poder das “elites”, e isenção total de responsabilidade pelos seus erros, pois a culpa é sempre dos “outros”. O partido precisa aproveitar esta sua crise para, não só se reconstruir, mas amadurecer.

 

Luciano Harary lharary@hotmail.com

São Paulo

 

*

LULA X LINCOLN

 

Confesso que votei em Lula contrapondo a eleição de nossos ex-presidentes que sempre fluíram de uma elite composta por doutores e altas patentes espelhado-me na vida de Abraham Lincoln. Da mesma forma que Lula, Lincoln foi de origem humilde, deixou o trabalho rudimentar e foi para a cidade se ilustrar. Sua ética, patriotismo e inteligência fez com que se tornasse um grande estadista americano. Lula também migrou para a grande cidade, pouco estudou, mas devido ao seu carisma e inteligência tornou-se um influente líder sindicalista chegando à Presidência do Brasil por meio de eleições livres. A grande diferença entre Lincoln e Lula é que: enquanto Lincoln trilhou o caminha da luz e se tonou um estadista, Lula, infelizmente, enveredou-se pelas sombras e tornou-se um réu. Lamentável, para sua história e para o Brasil!

 

 

Walter Menezes wm-menezes@uol.com.br 

São Roque

 

*

PT ENCANTADO COM GILMAR

 

 

Quem diria, antes visto como inimigo do PT, agora o ministro do STF Gilmar Mendes é elogiado pelos petistas! Principalmente depois que Gilmar votou a favor de conceder habeas corpus para Lula. Assim, como, o ministro tem sido também complacente com corruptos de primeira linhagem, ao conceder-lhes habeas corpus... E como publica a “Coluna do Estadão” (10/4, A4), para confirmar esse encantamento, o governador Tião Viana (PT-AC) telefonou para agradecer a Gilmar Mendes, que voltou especialmente de Lisboa, para tentar salvar Lula da prisão em segunda instância. Agora só falta ao presidiário ex-presidente, convidar o ministro para ser o plano B do PT na corrida presidencial deste ano... Que país é esse!

 

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com 

São Carlos

 

*

 

PICHAÇÃO NO CENTRO DE SP

 

Vergonhosa a cena vista nesta terça-feira no centro de São Paulo. O Pátio do Colégio, referência para estudantes e turistas do mundo todo, teve sua fachada pichada com os dizeres: “Olhai por nós”, puro vandalismo. Um crime a ser apurado. A agressão a um bem público está inserida na lista de casos incluídos na desordem urbana, que transmite uma sensação de abandono e influencia diretamente na segurança. Quando o ambiente aparenta abandono, com pichação, lixo no chão, camelôs irregulares e moradores de rua, a probabilidade de um crime ocorrer é bem maior.

 

Alvaro Batista Camilo contato@coronelcamilo.com.br

São Paulo

 

 

*

FICHA N.º 700.004.553.820

 

Muito bom o editorial “Ficha n.º 700.004.553.820” (11/4, A3). Se me permitirem, gostaria de fazer dois pequenos reparos ao excelente texto. 1) No caso do condenado, sua prisão tem por fim tratá-lo como educando e não como reeducando, pois só se pode reeducar quem foi previamente educado; 2) Não tem cabimento, nem a menor consistência, usar-se “ad nauseam” o adjetivo republicano no sentido oposto ao que é sua verdadeira natureza indica. Fazemos parte do mundo ocidental em que a maioria das repúblicas, inclusive a nossa, é uma vergonha e um descalabro. Para fazer jus a seu exato sentido poderíamos dizer: “Nossos políticos, em sua maioria, são verdadeiramente republicanos”. Com essas duas pequenas alterações o editorial estaria na máxima perfeição que o permite o engenho humano.

 

Mário Rubens Costa costamar31@terra.com.br 

Campinas

 

*

FICHA CRIMINAL

 

700.004.553.820 é o número da ficha criminal do mais ilustre hóspede carcerário nacional. Gilmar Mendes (11/4, A8) cobra sensibilidade daqueles que criticam que esse condenado ladrão tenha um banheiro privativo à sua disposição. Refere-se à dignidade da pessoa humana, inexistente nos atos criminosos do falso demiurgo de Garanhuns quando comandou o País, levando o Brasil à bancarrota. Cara de pau, o demagogo afirma ter acabado com a fome e criado milhões de empregos. Pura e deslavada mentira: trouxe a fome aos lares de milhões de brasileiros que perderam seus empregos. Onde está a sensibilidade desse juiz – que dá a entender ser um vira-lata, ao afirmar que colegas do STF não têm pedigree – já que todos deveriam ser iguais perante a lei (artigo 5.º da Constituição), justo seria que esse mequetrefe ministro pleiteasse um banheiro privativo para todos os presos e não apenas a seu especial cupincha.

 

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

 

*

QUEM DIRIA?

 

Quem diria que Lula, ao cabo e ao fim de sua histórica jornada de retirante pau de arara do agreste nordestino até os píncaros da glória da Presidência da República, acabaria melancolicamente virando um mero número no Cadastro Nacional de Presos (CNP) 700004553820?! Sic transit gloria mundi...

 

J.S. Decol decoljs@gmail.com 

São Paulo

 

*

PIXULECO

 

O inventor do Pixuleco já pode colocar o número no boneco.

 

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

 

*

NO AGUARDO

 

Depois do editorial “Ficha n.º 700.004.553.820” (11/4, A3) eu aguardo ansiosa o dia em que lerei um editorial, que espero há 40 anos, com título “Fernando Sarney...” e aí recitarei: “Ora direis ouvir estrelas...”.

 

Sandra Gonçalves sandgon@terra.com.br

São Paulo

 

*

 

‘CARTA AOS SOBREVIVENTES’

 

Que obra de arte, que peça literária escrita pelo sociólogo Paulo Delgado e publicada, nesta quarta-feira no “Estadão” (11/4, A2). Com que maestria o autor, que é membro do Conselho da Fecomércio, traça um panorama sobre o atual e caótico quadro político brasileiro, colocando descalabros e acertos lado a lado, verso e anverso da mesma moeda. Porém, longe de qualquer exercício de dualismo, o sociólogo conduz o leitor para o desfecho – que pode não ser ainda “O Desfecho” – marcado pelos cinco votos a seis, atribuídos pelo STF ao pedido de habeas corpus para o ex-presidente Lula. No artigo, intitulado “Carta aos Sobreviventes”, Paulo Delgado nos faz contemplar – isso mesmo, contemplar – o presente momento, lançando luzes para um futuro, positivo e dinâmico em suas raízes, que, esperemos, esteja próximo.

 

Eleni Kronka elenikronka5@gmail.com 

São Paulo

 

*

AÇODAMENTO TEMERÁRIO

 

O “Estadão” (10/4, A3), em seu principal editorial e em notícia publicada no seu interior (10/4, A4) a possibilidade de se voltar a discutir e (o que é pior) decidir no STF a questão da prisão após condenação em segunda instância. Não se sabe lá por que motivos, o ministro relator dessa matéria no tribunal está indócil e ansioso por colocá-la em discussão novamente. O que parece que esse ministro não se dá conta (ou se dá muito bem) são as consequências de uma eventual (e muito provável) reversão na jurisprudência firmada em 2016 que permite o enclausuramento de condenados em segunda instância. Se isso ocorrer, além de propiciar a libertação de uma grande quantidade de presos por estupro, pedofilia, tráfico de drogas, etc. vai fazer com que seja libertado o recém internado ex-presidente. Imagine se novamente, uma semana depois, a repetição daquele espetáculo dantesco que foi a prisão desse meliante. Iríamos novamente presenciar outro show de falta de civilidade, truculência e respeito aos brasileiros de bem, como o que ocorreu durante o último fim de semana. Sem contar os custos astronômicos incorridos pelo governo (vale dizer pela sociedade) para se efetuar essa prisão e que irão novamente ocorrer no futuro com uma nova prisão (um incontável número de viaturas policiais, aeronaves e policiais trabalhando mais de 24 horas contínuas). Ninguém aguenta mais tanta falta de responsabilidade. Por isso, recomenda-se que o ministro citado deixe de lado seu açodamento e atenda a posição prudente de sua presidente, deixando de encaminhar essa questão no momento. Futuramente, a Presidência vai ser ocupada por outro ministro, indicado pelo ex-presidente recém preso, que já foi advogado do PT e que poderá pautar e propiciar o debate dessa matéria com serenidade. Ministro, “não ponha fogo no circo”! É muito perigoso brincar com fogo!

 

Claudio Rizzo jcmrizzo@uol.com.br

São Paulo

 

*

VOLTA DE SÉRGIO CABRAL AO RIO

 

Logo após o juiz federal Sérgio Moro (10/4), determinar que nenhum privilégio nas visitas fosse dado ao ex- presidente Lula, condenado e preso na Polícia Federal em Curitiba, a 1.ª Turma do Supremo Tribunal Federal  através dos ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski votaram a favor (voto contra de Edson Fachin), concedendo habeas corpus e permitindo a volta do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, ao presídio de Benfica, no Rio de Janeiro, após as denúncias de que ele estava recebendo regalias na unidade prisional. Será que para o STF o fim das regalias de Sérgio Cabral, que responde a 22 ações penais por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, é uma violação da “dignidade da pessoa humana”?

 

Edgard Gobbi edgardgobbi@gmail.com

Campinas

 

*

CABRAL ALGEMADO

 

O ministro Gilmar Mendes ordenou uma investigação sobre a colocação de algemas no megacorrupto Sérgio Cabral quando da transferência para Curitiba. O mesmo nobre ministro, que já havia ordenado a soltura de seu querido compadre, Jacob Barata Filho, também corrupto, deve odiar o Brasil e os brasileiros, ou então manter tamanho e excepcional amor pelos devidos processos legais que, repetida e incansavelmente, busca a liberdade e o bem estar de tantos que tanto fizeram para desgraçar o nosso país e o nosso povo.

 

Marcelo G. Jorge Feres marcelo.gomes.jorge.feres@gmail.com 

Rio de Janeiro

 

*

PERIGOS À VISTA

 

Governadores e prefeitos investigados pela Lava Jato se lançam candidatos nas eleições 2018. Além do risco de perderem as eleições, sem foro privilegiado acabarão sendo julgados pelo temido juiz Sérgio Moro.

 

Marcos Abrão m.abrao@terra.com.br  

São Paulo

 

*

MAL PAGOS

 

O Supremo vai discutir, e muito, a prisão após condenação em segunda instância, assunto que nem deveria ser discutido porque o réu já foi condenado e a apelação é apenas para ganhar tempo de liberdade, a famosa impunidade de quem tem dinheiro e bons advogados. O dia vai ser longo e os votos mais ainda, reprise de todas as sessões anteriores, que, se chegaram a um acordo, não valeu, o mesmo assunto está de volta e após mais essa sessão, finalmente... Não vai ser agora que vão decidir. Acho que os juízes do Supremo ganham pouco, ouvem durante horas os “adversários” –  é impossível que sejam amigos, nem colegas são – quase sempre interrompem a fala alheia e a explanação que já não vinha bem desanda de vez. Merecem um ganho maior, insalubridade de 500% sobre o salário e ainda é pouco.

 

Luiz Ress Erdei gzero@zipmail.com.br  

São Paulo

 

*

SERÁ?

 

O que nós vemos hoje é que o STF também passou a ser um “nós contra eles”. Infelizmente a ideologia tem pesado muito nas ultimas decisões da Corte, assim também como quem foi indicado por “quem” para fazer parte da Corte mais importante do País. Isto tudo leva à descrença da população que vê claramente as manobras que ali acontecem. Alguns ministros trocam de opinião, outros dão a impressão de que já estão com problemas de memória, mas todos defendem heroicamente suas posições com discursos longos e massacrantes. Será que um dia ainda teremos de volta um STF do qual nos poderemos nos orgulhar e confiar?

 

Károly J. Gombert kjgombert@gmail.com

Vinhedo

 

*

O DIALETO DO STF

 

As eternas reclamações dos leitores sobre dialeto dos ministros do STF ao esclarecer e justificar seus votos não procede. Acredito que seja uma boa oportunidade para se estudar o português culto e se enriquecer o vocabulário sem exageros. A língua-mãe deve ser cultivada por todos os brasileiros. Nada se perde com isto, ao contrário, só se tem a ganhar. Eu respeito e escuto cotidianamente o linguajar chulo, eivado de palavras de baixo calão, gírias, erros de concordância, de regência dentre outros, mas eu não me incomodo de assistir os julgamentos do Supremo e acho muito bom. Não concordo com as afirmações sobre a vaidade dos ministros e sei que o procedimento deles é da liturgia do cargo e deve ser observado, sob pena de tudo virar uma bagunça e ser confundido com um encontro da patuleia em um churrasco de final de semana.

 

Mário Negrão Borgonovi marionegrao.borgonovi@gmail.com

Rio de Janeiro

 

*

PATOLOGIAS

 

Seguinte: se até ontem o deputado Paulo Maluf era vivaz e eloquente membro da Câmara Federal, resta o intrigante questionamento de como ele conseguia fazê-lo acometido das mais de 20 patologias que o hospital Sírio Libanês acaba de diagnosticar. Tais patologias apareceram de roldão ou estaríamos diante de um ser excelso, capaz de sublimar a própria dor?

 

Joaquim Quintino Filho jqf@terra.com.br 

Pirassununga

 

*

 

COMPETÊNCIA PRIVATIVA DO SENADO

 

Quando o Senado descobrirá que existe o artigo 52, inciso II, na Constituição Federal? Para lembrá-los, seque o texto: “Compete privativamente ao Senado Federal processar e julgar os ministros do Supremo Tribunal Federal, os membros do Conselho Nacional de Justiça e do Conselho Nacional do Ministério Público, o procurador-geral da República e o Advogado-geral da União nos crimes de responsabilidade”. Quem pode denunciar? Qualquer pessoa, a teor da Lei 1079/50, artigo 41: “É permitido a todo cidadão denunciar perante o Senado Federal, os ministros do Supremo Tribunal Federal e o procurador-geral da República, pelos crimes de responsabilidade que cometerem”.

 

Milton Córdova Júnior milton.cordova@gmail.com

Vicente Pires (DF)

 

*

MICHEL TEMER

 

As acusações contra o presidente Michel Temer são infinitamente mais graves do que tudo que há contra Lula. Michel Temer era vice de Dilma, participou da rapinagem na Petrobrás, promoveu o impeachment de Dilma em conjunto com o comparsa preso Eduardo Cunha. Uma vez no posto de chefe da Orcrim, Temer continuou promovendo a roubalheira generalizada do dinheiro público. Michel Temer gastou bilhões do “caixa 1” do governo para subornar escancaradamente os parlamentares e escapar da Justiça. Temer operou junto com seus assessores Geddel Vieira Lima, Rodrigo Rocha Loures, José Yunes e coronel Lima a continuação da arrecadação e distribuição sistemática de propina. É um acinte que Michel Temer continue presidindo a República, o lugar de Temer é na cadeia, basta colocar um beliche na cela de Lula.

 

Mário Barilá mariobarila@yahoo.com.br

São Paulo

 

*

RÉU DE ESTIMAÇÃO, NÃO!

 

Se Aécio virar réu e se ele tiver qualquer esperança de algum dia reconquistar ao menos um pouco do respeito dos eleitores brasileiros, ele tem que renunciar ao seu cargo de senador da República. Nesse sentido, é bom que ele lembre que só os petistas “raiz” tem réu de estimação.

 

Oscar Thompson oscarthompson@hotmail.com

Santana do Parnaíba

 

*

CAIU DO BOI...

 

Deputado defensor de vaquejadas cai de cavalo e é pisoteado por boi. O castigo veio a cavalo, literalmente...

 

José Roberto Niero jrniero@yahoo.com.br

São Caetano do Sul

 

*

ODEBRECHT

 

Li com muita revolta que grandes bancos brasileiros estão prestes a emprestar grande soma de dinheiro a Odebrecht. Esta empresa deveria ter sido liquidada e todo seu patrimônio e ativos deveriam ter sido doados aos cofres públicos, assim como também todo o patrimônio de seus proprietários. Veja o caso Madoff nos Estados Unidos. É simplesmente revoltante a complacência como o segundo maior bandido das Américas permaneça em prisão domiciliar e que bancos ditos sérios ainda pensem em livrar o pescoço deste sujeito.

 

 

Wilson Nunes Hipólito wilsonx56@gmail.com 

Santos

 

*

 

O CABARÉ NA AMÉRICA DO SUL DA ODEBRECHT

 

O sonho frustrado de americanos e soviéticos de conquistar os países latino-americanos para sua órbita, durante as décadas de Guerra Fria, foi realizado pela Odebrecht, que simplesmente comprou os governos dos principais países da América Latina, começando, naturalmente, pela compra dos políticos mais importantes do Brasil. Um continente de políticos prostituídos!

 

Paulo Arisi paulo.arisi@gmail.com 

Porto Alegre

 

*

PALMEIRAS QUER PEDIR ANULAÇÃO DA FINAL

 

Suas lágrimas invejosas e amargas incrementam o fundo musical de nossa festa, Palmeiras, perdedor primário, doença infantil do futebol, campeão de arremesso de lama no ventilador, que porcaria!

 

Nélio Índio do Brasil nelioindiodobrasil@gmail.com 

Campinas

 

*

ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ

 

O milionário Palmeiras foi derrotado pelo operário Corinthians e o presidente verde Maurício Galiotte desdenhou do campeonato Paulista, chamando-o de “paulistinha”. As uvas estão verdes!

 

José Alcides Muller josealcidesmuller@hotmail.com 

Avaré

 

*

MELHOR DIRIGENTE

 

A Federação Paulista de Futebol (FPF) esqueceu-se de nomear o sr. Galiotte como “melhor dirigente”! Ridículo!

 

André Frohnknecht caxumba888@gmail.com

São Paulo

 

*

CAMISA VERMELHA

 

A radicalização política e a polarização ideológica num país extremamente dividido, em plena Copa do Mundo, provoca agora a venda de camisas de esquerda e de direita da seleção brasileira: a cor vermelha comunista (com foice e martelo) e as cores verde e amarelo (acusadas de golpismo). Diante disso, em protesto contra os dois lados, usarei azul (cor do uniforme reserva utilizado na final de 1958) para assistir a todos os jogos.

 

Luiz Roberto da Costa Jr lrcostajr@uol.com.br 

Campinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.