Fórum dos Leitores

.

O Estado de S.Paulo

17 Abril 2018 | 03h00

CORRUPÇÃO

O olhar de um Nobel

No artigo Lula atrás das grades (16/4, A8) o escritor peruano Prêmio Nobel Mario Vargas Llosa faz sucinta e precisa avaliação da prisão do ex-presidente, relacionando os decisivos fatores – as relações espúrias com a Odebrecht e a OAS – que o levaram à atual situação, após minucioso processo democrático, que lhe concedeu todo o direito de defesa, como já comprovado à exaustão. E exalta a importância da figura do juiz Sergio Moro para esse desfecho. “Existem muitas pessoas admiráveis no Brasil”, diz Llosa, e cita várias personalidades. “Mas se eu tivesse que escolher um deles como um modelo exemplar para o resto do planeta”, pondera, “não hesitaria um segundo para escolher Sergio Moro, esse modesto advogado natural do Paraná que, após sua formatura, entrou na magistratura por concurso em 1996 (...). Mas lá está ele, fazendo parte de uma verdadeira – embora ninguém a tenha chamado disso – revolução silenciosa: o retorno ao império da lei.” E termina enfatizando a importância do feito de Moro e sua equipe para a manutenção do regime democrático no País e para a igualdade de direitos entre ricos e pobres: “É a única maneira pela qual uma sociedade acredita em instituições, rejeita o apocalipse e as fantasias utópicas, sustenta a democracia e vive o sentimento de que as leis existem para protegê-la e humanizá-la mais a cada dia”. É crucial ler na íntegra o texto de Llosa, que tão bem conhece os meandros obscuros da política latino-americana.

NEIVA PITTA KADOTA

npkadota@terra.com.br

São Paulo

Fanáticos petistas e demais ideólogos do atraso têm na insuspeita opinião do Nobel de Literatura Mario Vargas Llosa isenta análise do exercício criminoso do poder daquele que hoje se julga “a ideia”. No artigo Lula atrás das grades Llosa recrimina o petista por atuar como emissário e cúmplice para corromper até presidentes de outros países. A grande diferença, a meu ver, foi a atitude do ex-presidente do Peru Pedro Pablo Kuczynski, que renunciou, abrindo uma avenida para serenar os ânimos de seus compatriotas, enquanto aqui o encarcerado ex-presidente, além de se julgar apto a pleitear de novo a Presidência da República, não se cansa de insuflar seus inebriados seguidores para promoverem agitação social e divisão entre os brasileiros.

ANTONIO CARLOS GOMES DA SILVA

acarlosgs@uol.com.br

São Paulo

E o cordão dos puxa...

É sensível a enorme pressão que um contingente numeroso de corruptos, atrelados a bancas advocatícias famosas que defendem clientes ilustres no critério pilantragem, está fazendo para livrar o ex-presidente encarcerado dos dissabores do xilindró. A impressão inicial que fica é de que esse é o único objetivo, quando, na verdade, o que eles esperam é se livrar posteriormente, na esteira do demiurgo de Garanhuns. É o “cordão dos puxa-Lula”. Vergonhosa a ação de advogados, sindicalistas e estafetas de partidos políticos visitando ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A pergunta imediata é: para quê? Para tomarem um cafezinho não deve ser... É legal esse tipo de tentativa de influenciar o Supremo? Em contraponto, é de destacar o artigo de Vargas Llosa rasgando elogios à Operação Lava Jato, que encontrou juízes como Sergio Moro para levar a cabo a transformação que está ocorrendo no Brasil. Quero ver agora o que tem a dizer a imprensa internacional simpatizante do lulopetismo. Vai se fingir de morta?

JOSÉ CLAUDIO MARMO RIZZO

jcmrizzo@uol.com.br

São Paulo

Cadeia sem mordomias

Já que Lula gosta tanto de se equiparar a Nelson Mandela, por que ele não pede para ir para uma cela igual àquela em que o grande líder foi confinado: colchão no chão, caneca e prato?!

RAUL VENTIMIGLIA

raulventimiglia@gmail.com

São Paulo

ELEIÇÕES

Pesquisa Datafolha

A última pesquisa Datafolha confirma o que era previsível, a perda de apoio a Lula após sua prisão. De nada adiantaram o showmissa, a resistência à prisão do demiurgo e a campanha de certa imprensa insistindo em sua inocência. Demora, mas o povo enxerga. Oxalá esteja tudo muito claro até outubro. O jus sperneandi vai continuar, porque para o PT as decisões da Justiça só valem se forem para beneficiá-lo.

IZABEL AVALLONE

izabelavallone@gmail.com

São Paulo

INVASÃO DO TRIPLEX

Estratégia perfeita

Então, um grupo de sem-teto, liderado pelo candidato ao Palácio do Planalto Guilherme Boulos (PSOL-SP), invadiu o triplex no Guarujá, é isso? Estratégia para ninguém botar defeito, uma vez que apartamentos do edifício pertencem a petistas, ex-filiados à Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop). Depois dessa empreitada, sugiro que se voltem agora para o sítio em Atibaia e o Instituto Lula. Que tal?

ELIANA PACE

pacecon@uol.com.br

São Paulo

Mais espaçoso

O mais razoável seria os sem-teto invadirem o sítio em Atibaia, onde caberiam mais famílias e não importunariam outros condôminos. Ou será que o “cara” ainda não desistiu do sítio, como “desistiu” do triplex?

M. MENDES DE BRITO

mdebritovoni@gmail.com

Bertioga

IMIGRAÇÃO

Fuga do paraíso

Não seria ingratidão dos “retirantes” cubanos e venezuelanos deixarem seus países em direção ao Brasil? Afinal, os artistas e intelectuais da esquerda dizem que Cuba e Venezuela são paraísos na terra. Bom, dizer eles dizem, mas morar lá ninguém quer. Acorda, Brasil!

SERGIO CORTEZ

cortez@lavoremoveis.com

São Paulo

Sinais trocados

Para Lula, preso político em Cuba não passava de criminoso comum, conforme atestou em visita ao paraíso castrista. Aqui, os lulopetistas chamam um criminoso comum de preso político.

NELSON PEREIRA BIZERRA

nepebizerra@hotmail.com

São Paulo

PENDURICALHOS

Os eternos marajás

A repórter Andreza Matais informa que juízes do Rio Grande do Norte pretendiam receber, por autoconcessão, auxílio (licença-prêmio) retroativo a 1996 (!). E que os familiares dos magistrados já falecidos também poderiam requisitar a benesse. Não sou potiguar, mas sou brasileiro. O que faço, sento e choro?

LUIZ LEITÃO DA CUNHA

luizmleitao@gmail.com

São Paulo

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

 

TRIPLEX

 

O triplex no Guarujá, atribuído ao ex-presidente Lula, motivo de sua condenação e prisão, foi ocupado por manifestantes da Frente Povo Sem Medo, da qual faz parte o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto. Os invasores estenderam faixas na sacada do apartamento com os dizeres “Povo Sem Medo”, “Se é do Lula, é nosso” e “Se não é, por que prendeu?”. Já que é assim, então precisam explicar: 1) quem é esse “povo”, já que nunca fui parte dele, embora seja brasileiro e tenha medo, sim, desses criminosos que rasgam os códigos de leis e que agem conforme seus delírios; 2) Se ocupam o que é de Lula, deveriam ocupar também os bens de todos os demais condenados e presos por corrupção, pois são vários e também surgidos não se sabe bem como ou de onde e; 3) O “por que prendeu?” já foi demasiadamente esmiuçado por diversos juízes e desembargadores, no entanto, para quem não quer acreditar no que está tão claro, bem mais fácil apagar a luz, tapar os olhos ou ir passar férias de frente ao mar.

 

Marcelo Jorge Feres marcelo.gomes.jorge.feres@gmail.com  

Rio de Janeiro

 

*

ANARQUIA

 

Consta que o triplex do Guarujá, objeto que originou a prisão de Lula, condenado por corrupção, embora ele reitere não ser seu o imóvel, mas presente de amigos foi invadido por militantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), que alegam justificativa em faixa exposta na varanda do apartamento, de que, já que imóvel não pertence ao seu ícone, é deles! Se a iniciativa dos liderados pelo sr. Boulos não for rapidamente reprimida, corremos o risco de ver plantada no País a semente de uma inquietante e perigosa anarquia.

 

Paulo Roberto Gotaç pgotac@gmail.com

Rio de Janeiro

 

*

ATO DE CORAGEM

 

Se o triplex é do Lula é do povo. Esta é a alegação do MTST para ocupar o apartamento que deu inicio a via crúcis do ex-presidente Lula. Agora a próxima cartada é o MST ocupar e destruir, como faz costumeiramente, o sitio Santa Bárbara de Atibaia que, também é de Lula e, portanto, é do povo. Será que o Stédile vai ter coragem para tanto?

 

Jose Alcides Muller josealcidesmuller@hotmail.com

Avaré

 

*

‘SE É DO LULA...’

 

Conforme divulgação nas redes sociais pela Frente Povo Sem Medo e MTST, liderado pelo pré-candidato à Presidência do Brasil Guilherme Boulos, o MTST ocupou o triplex do Guarujá com a alegação de que “se é do Lula, é nosso”. Agora, se ninguém reclamar a invasão é porque, realmente, o triplex é de Lula...

 

Artur Topgian topgian.advogados@terra.com.br  

São Paulo

 

*

PRISÃO DOMICILIAR

 

A permanência de Lula na carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba tem causado grandes transtornos na vizinhança. Seria, portanto, de todo oportuno que o juiz Sérgio Moro lhe concedesse o benefício da prisão domiciliar, dentro de determinadas condições. Lula seria autorizado a sacar R$ 2 milhões dos seus R$ 16 milhões que estão bloqueados, recursos esse que ficariam vinculados à compra de uma confortável propriedade em Fernando de Noronha, com vista para o mar sem fim e para lá seria transferida também a sede do PT. Fica aqui essa sugestão de imediata solução de custo zero, atendendo aos interesses de todas as partes envolvidas.

 

Hélio de Lima Carvalho hlc.consult@uol.com.br

São Paulo

 

*

COLÔNIA DE FÉRIAS

 

Li que o ex-presidente Lula reclama do isolamento a que está sendo submetido pela PF de Curitiba. É muita cara de pau. Reclama por não poder receber o volume de visitas que acha que teria direito e com isto ficar em constante evidência. Acho que está tendo muito mais do que merece: advogados cinco dias por semana e familiares por um dia e sem se exporem aos familiares de outros detentos. Já está mais do que na hora de esclarecer que ele se trata de um criminoso condenado, não tendo, portanto, direito de cumprir sua pena em um spa. Este protesto está mais como uma crise de abstinência.

 

Antônio C. Guimarães acguima36@hotmail.com 

Curitiba

 

*

MANIFESTANTES EM CURITIBA

 

Essa gente não trabalha? Perturbador da ordem pública tornou-se profissão? Quem financia?

 

José Olinto Olivotto Soares jolintoos@gmail.com 

Bragança Paulista

 

*

LULA PRESIDIÁRIO

 

Constata-se que “militontos” e militantes do PT estão causando transtornos para a população de Curitiba. O que fazer? Para onde for levado o molusco, certamente, pelos motivos que todos conhecemos, o mesmo ocorrerá, então o melhor para a sociedade brasileira será trancafiar o problemático presidiário num quartel do Exército Brasileiro, logicamente com todos os direitos do preso sendo observados, mas sem encher o saco de ninguém. Que me desculpem os soldados do exército, mas este é um pepino que não temos melhor solução.

 

Sérgio Barbosa sergiobarbosa19@gmail.com 

Batatais

 

*

BOLIVARIANOS

 

Senhores, por que os nove governadores mais os senadores Gleisi e Lindbergh não vão a Caracas pedir auxílio aos milhares de venezuelanos que estão fugindo do grande líder Maduro? Aliás, poderiam pedir ao seu grande líder “injustiçado” ora em Curitiba, que fizesse alguma manifestação sobre o assunto?

 

Marcelo Cabral mfalsetti2012@gmail.com

São Paulo

 

*

CONVESCOTE NA PF

 

A Polícia Federal não tem mesmo que permitir a visita de grupos de políticos que querem ver o ex-presidente Lula. Se esses políticos não têm mais o que fazer em seus Estados ou em Brasília, os agentes têm as suas obrigações a cumprir. Se esses políticos sem juízo pensam que os funcionários da PF estão lá para prestar-lhes vassalagem, estão muito enganados. Hoje, a população está muito mais informada do que antigamente. Se continuarem com esse comportamento irracional, correm o risco de serem admoestados toda vez que deixarem seus gabinetes confortáveis e saírem às ruas. Aliás, como já tem acontecido com alguns que pensam que são donos do mundo. Atenção, um pouco de desconfiômetro faz bem a qualquer um.

 

Alvaro Salvi alvarosalvi@hotmail.com

Santo André

 

*

LULA E A MÍDIA

 

Lula amaldiçoa a mídia por falar só mentiras. Acho que a mídia deveria nesse momento deixar de promover seu inimigo. Deitar falação sobre tudo que está acontecendo na prisão é continuar dando matéria para sua eterna peroração. Esquecê-lo agora é o que deve ser feito em nome da recuperação da moralidade no País.

 

Geraldo de Paula e Silva siffert18140@uol.com.br

Rio de Janeiro

 

*

GERALDO ALCKMIN

 

A prisão do ex-presidente Lula como que desviou parte da atenção dos meios de comunicação para novos fatos, desta feita envolvendo alguns ex-governadores que renunciaram ao mandato para concorrer inclusive à Presidência da República. Um deles é o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin. Afinal em quem poderemos votar com a certeza de que o eleito não sofrerá o impeachment?

 

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

 

*

CUSTOS ADVOCATÍCIOS

Alguém pode me dizer quem é que esta custeando os advogados de Lula? Barato eu sei que não é. Quero saber (e tenho certeza que não apenas eu), de onde está saindo essa dinheirama toda, já que os magnânimos ganham por hora (quanto mesmo?).

 

Antônio Sérgio Isnidarsi aiisnidarsi1@hotmail.com 

São Paulo

 

*

DOS SACRIFÍCIOS ‘LULLOPETISTAS’

 

Depois do acréscimo do nome, ninguém precisa cortar um dedo, mas falta fazer uma “vaquinha” para devolver a grana desviada...

 

Ademir Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

*

CÚMPLICES?

 

É um absurdo a conduta de alguns políticos no sentido de alterarem o seu nome parlamentar, com a inclusão de “Lula”. São cúmplices do condenado em um processo, lembrando que ainda existem outros seis processos – maiores que o primeiro?

 

Milton C. Jr. Lula Destruiu o Brasil milton.cordova@gmail.com 

Vicente Pires (DF)

 

*

PRESCRIÇÃO DE CALMANTE

 

Para aplacar os ânimos de todos aqueles que estão no velório petista, só há um jeito: coloquem o senhor José Dirceu incomunicável numa confortável solitária até as próximas eleições.

 

Sergio Salgado de Oliveira ssoliveiramsm@gmail.com

Monte Santo de Minas (MG)

*

DOM ANGÉLICO

 

Dom Angélico, em entrevista para a revista Veja desta semana, declara que não é comunista. Eu digo que ele é sim, desde a sua época de manifestações para os estudantes de Ribeirão Preto, na década de 60. Religioso que é mentiroso deveria largar a batina.

 

Gilberto Lima Junqueira gibaljunqueira@gmail.com

Ribeirão Preto

 

*

A IGREJA UNIVERSAL E OS PRESÍDIOS DO BRASIL

 

Em cada presídio do Brasil a Igreja Universal vai abrir uma igreja dentro para evangelizar e recuperar os presos. Que vergonha para a ministra Cármen Lúcia, que vergonha para o presidente Michel Temer. Ter que uma igreja fazer o que eles dois deveriam fazer. Cármen Lúcia e Michel Temer precisam é resolver os problemas dos presídios no Brasil. Tratar e cuidar dos presos de forma digna e justa.

 

Carleones Fonseca carleonesfonseca@bol.com.br

São Paulo

 

*

PUXÃO DE ORELHA PARA LULA?

 

Invariavelmente fico perplexo com levantamentos de opinião pública e tal sentimento foi, agora, renovado pela última pesquisa do Instituto Ipsos sobre a prisão de Lula e as investigações da Lava Jato. Segundo apurou-se, 95% querem a continuação da operação que tem combatido a corrupção no País e 69% concordam que o ex-presidente teve, sim, participação “em esquemas de corrupção”. A partir daí começam os paradoxos: mais de 2/3 dos entrevistados consideram Lula corrupto, mas apenas 57% (12% a menos!) o veem “culpado”, algo que faz pouco sentido: se Lula é corrupto, culpado é – existe um nexo claro entre as duas asserções. Depois, Lula foi condenado, de forma categórica, em primeira e segunda instâncias (por unanimidade no Tribunal Regional da 4.ª Região), sem direito a habeas corpus, negado à unanimidade no Supremo Tribunal de Justiça (STJ) e por maioria no Supremo Tribunal Federal (STF). Os magistrados, profissionais da área, leram tudinho, tintim por tintim... As pessoas, afinal, não acreditam no Judiciário? Boquiaberto também fiquei ao constatar que um número ainda menor de entrevistados (50%) “aprova” a prisão do ex-presidente – diga-se de passagem, unidade privativa, 5 estrelas, negada a mais de 99% da população carcerária. Talvez, preferissem os que desaprovaram a prisão do “mais honesto” que Sérgio Moro ignorasse as prescrições do Código Penal Brasileiro e sua sentença se limitasse a admoestar o ex-presidente pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, com a exortação “vá, meu filho, e não peques mais”. Ora, faz favor!

 

Silvio Natal silvionatal49@gmail.com

São Paulo

 

*

PESQUISAS SOBRE LULA

 

Quanto mais vejo pesquisas menos as entendo, até porque nunca participei de alguma e o mesmo vale para parentes e amigos meus. No dia 14 de abril, o “Estadão” publicou uma pesquisa feita pelo Ipsos abordando a Operação Lava Jato e Lula. Comparando os dados desta pesquisa, estranho é 57% dos participantes considerarem o Lula culpado e 69% dele ter participação nos esquemas de corrupção investigados pela Operação Lava Jato. Na questão seguinte, já estranhei uma diferença de 19% da inicial quanto aos 50% é favor da prisão dele e 46% contrários, quase um empate, mas a diferença de 23% favorável a ele significa 1/3 a menos dos 69% de culpabilidade mostrada antes! A pergunta que fica: todos os entrevistados responderam as mesmas questões das pesquisas ou não? Não sou matemático, mas se confirmado que sim, parece-me um descompasso quem considera o Lula culpado e ao mesmo tempo ser contrário a sua prisão!

 

Laércio Zanini spettro@uol.com.br

Garça

 

*

DATAFOLHA

 

Vivemos tempos estranhos. O candidato favorito que poderia ganhar a eleição presidencial, com até 48% dos votos no segundo turno, está preso. Diante de sua ausência, mais de 25% não indica candidato. O volátil cenário com cinco candidatos, na faixa entre 7% e 17% de votos, indica alta imprevisibilidade no primeiro turno. Há alta probabilidade de dois candidatos somarem menos de 40% dos votos, mas disputarem o segundo turno contra a intenção de mais 60%. A soma da abstenção com os votos nulos e em branco, em patamar acima de 50% do eleitorado nacional, poderia provocar o questionamento da legitimidade do vencedor, após acirrada e polarizada disputa eleitoral em outubro.

 

Luiz Roberto da Costa Jr lrcostajr@uol.com.br

Campinas

 

*

WADIH DAMOUS

 

“Deputado do PT ataca ministros e diz que Supremo tem de ‘fechar’” (14/4, A8). O deputado do PT, Wadih Damous afirmou em vídeo publicado nas redes sociais dia 13, último, dentre outras impropriedades que “Barroso (ministro Luís Roberto Barroso) é seguramente o pior ministro do Supremo Tribunal Federal dos últimos tempos. É um mal para a democracia, é um mal para o direito, é um mal para o Supremo, é um mal para o povo brasileiro”. Para Damous, Barroso só fala “idiotices”. Que autoridade moral tem esse deputado do PT, provavelmente o pior presidente a frente da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro de todos os tempos, para denegrir o ministro Barroso, um dos advogados mais conceituado e respeitado do Rio de Janeiro (quiçá do País) e atualmente se destacando com ministro do Supremo Tribunal Federal. As críticas acerbas proferidas pelo deputado do PT se devem ao notório e aplaudidíssimo voto do ministro Barroso a favor de manter Lula preso após condenação em segunda instância. O insolente, raivoso e aleivoso deputado do PT não reúne credenciais sequer para se comportar como deputado federal, pois, nunca recebeu, sequer, um voto de eleitor. É um eterno suplente que as circunstâncias o têm favorecido: Assumiu como suplente, o mandato de deputado federal, na legislatura 2015-2019, a partir de 19 de maio de 2015. Afastou-se em 16 de outubro de 2015. Reassumiu, como Suplente, o mandato de Deputado Federal, na Legislatura 2015-2019, a partir de 20 de outubro de 2015. Afastou-se em 4 de maio de 2016. Reassumiu como suplente o mandato de deputado federal na legislatura 2015-2019, a partir de 19 de maio de 2016. Afastou-se em 16 de setembro de 2016. Reassumiu e foi efetivado no mandato de deputado federal na legislatura 2015-2019, em 28 de dezembro de 2016, em virtude da renúncia do titular. Wadih Damous, por que não te calas?

 

Junios Paes Leme junios.paesleme@outlook.com

Santos

 

*

PT QUER FECHAR O SUPREMO

 

O Partido dos Trabalhadores (PT) sinceramente está mais para um circo de horrores! Enquanto o chefe desta tigrada, o detento Lula da Silva, diz que não é um ser humano, mas uma “ideia” e sob a suas ordens esse partido tenta incendiar o País, agora, o deputado federal Wadih Damous (PT) ao atacar ministros que se negaram a conceder habeas corpus para Lula, diz que, o Supremo, precisa ser “fechado”. E este medíocre Wadih Damous, infelizmente, como jurista, já foi até presidente da Ordem dos Advogados (OAB) do Rio de Janeiro... E se a OAB nacional tiver o devido respeito ao nosso País, deveria com urgência cassar o registro deste advogado porque lhe falta cumplicidade e respeito à democracia... E que junto com seu PT, vá para Venezuela...

 

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com  

São Carlos

 

*

WADIH ‘HELOUS’

 

O notório e boquirroto deputado Wadih Damous (PT-RJ) disse, com todas as letras, sem corar, que “o Supremo Tribunal Federal deve ser fechado”. Com efeito, diante de tal disparate, seria muito melhor que o ex-presidente da OAB do Rio de Janeiro fechasse a boca, pois não?

 

J.S. Decol decoljs@gmail.com 

São Paulo

 

*

CANSOU!

 

Alguém precisa dizer ao deputado Wadih Damous que democracia é quando os políticos respeitam a vontade de quem os elegeu e quando aprovam leis e projetos que beneficiam a população e não quando se legisla em causa própria, não quando se formam cartéis, quadrilhas, quando se rouba o povo, quando mentem e quando querem “fechar” o Supremo para manter os privilégios, foro privilegiado e poder roubar sem punição! Acorda o povo já cansou!

 

Luiz Claudio Zabatiero zabasim@outlook.com 

São Paulo

 

*

HC DE PALOCCI

 

Em sua tese para justificar seu voto contra a prisão preventiva do ex-ministro Antônio Palocci, Gilmar Mendes, ministro do STF, disse que a prisão de Palocci é uma verdadeira “tortura”. Sr. ministro, tortura é a consequência causada à população brasileira por conta da corrupção instalada no País a qual o “ministro” fez contribuir. Tortura é ver milhares de pessoas dormindo em filas nas portas de hospitais Brasil afora mendigando uma consulta medica. Tortura é a falta de segurança, saneamento básico, e educação para a população carente discernir o joio do trigo e nunca mais votar em ladrões. Tortura é ver o desespero de um pai de família desempregado por conta desse governo que só aniquilou a Nação. Isso sim é tortura!

 

Valdy Callado valdypinto@hotmail.com

São Paulo

 

*

GILMAR E PALOCCI

 

A única coisa que o ministro Gilmar Mendes quer deixar presa é a língua do Palocci.

 

Paulo Celso Biasioli pcbiasioli@yahoo.com.br 

Limeira

 

*

OS QUATRO CAVALEIROS DO APOCALIPSE

 

Os quatro cavaleiros do apocalipse: Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e Marco Aurélio Mello são cartas marcadas que não surpreendem ninguém.

 

José Carlos de Castro jc.rios@globo.com

São Paulo

 

*

GILMAR

 

O destemperado ministro Gilmar Mendes atingiu o máximo da sua ira quando atacou o ministro Sérgio Moro em pleno plenário do STF ao dizer, “nós transformamos as prisões provisórias do doutor Moro em prisões definitivas. Esse é o resultado nesses casos. Então é melhor suprimir a Constituição. Já que tem o código penal de Curitiba, que se crie a Constituição de Curitiba. É isso que nós estamos fazendo. As prisões provisórias, as prisões cautelares, elas ganham caráter definitivo. Por que se tratam de decisões bem elaboradas? Esse sujeito fala com Deus? Do que nós estamos falando? Ou nós estamos fazendo populismo judicial?”. Lembrei de pronto das decisões do ministro mandando soltar por três vezes o empresário Jacob Barata, apesar de ter sido o padrinho de casamento da filha do empresário, além de do fato de um dos advogados do empresário, ser advogado do ministro do STF. Também lembrei da máxima de autoria do imperador romano Caio Júlio Cesar: “À mulher de César não basta ser honesta, tem que parecer honesta”. Pois, em minha opinião, essa máxima deveria ser seguida pelos ministros do STF e, se assim fosse, o ministro Mendes deveria ter se declarado impedido nos casos envolvendo aquele empresário. O ministro se defendeu dizendo que padrinho não é relação íntima como diz a lei. O Código Penal fala em amigo íntimo e não relação íntima, ainda bem. O STF vem sofrendo críticas inusitadas e vários dos seus ministros contribuem muito para isso. Exemplos como o do ministro Dias Toffoli, que pediu vista ao processo que tratava do foro privilegiado, quando já se contavam sete votos a favor da restrição e demorou para devolvê-lo, não são mais aceitos passivamente pela nossa sociedade. Alguns ministros estão falando mais na mídia que nos processos.

 

Gilberto Pacini benetazzos@bol.com.br

São Paulo

 

*

QUEM É?

 

Quem é Gilmar Mendes? Político indicado por FHC? O STF do Brasil deveria possuir uma chave antidiplomado em direito desmiolado!

 

Roberto rcfmrf@gmail.com 

São Paulo

 

*

RAQUEL DODGE X BOLSONARO

 

A procuradora-geral da República apresentou ao STF denuncia contra Jair Bolsonaro por racismo contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e LGBTS. Ora, quando Lula falou de certa “cidade exportadora de viados” fica por isso mesmo? Ou quando Lula ofende o Judiciário e seus componentes fica por isso mesmo? Quando certa pessoa falou que odiava pobres fica por isso mesmo? Quando atacou a classe médica importando “médicos” cubanos fica por isso mesmo? Quando expatriou lutadores cubanos fica por isso mesmo? Quando usava o “aerolula” para “outros fins” fica por isso mesmo? Quando a senadora Gleisi e certo deputado usando nosso dinheiro ficam incitando o povo a uma rebelião fica por isso mesmo? Quando certa “primeira dama” manda enfiarem as panelas em determinado lugar fica por isso mesmo? Quando outros senadores ou deputados sejam de que partido for falam sobre cotas, raças, pessoas fica por isso mesmo? Ah, deixa disso! O Brasil tem coisas mais importantes para decidir.

 

Claudio Mazetto cmazetto@ig.com.br

Salto

 

*

RAQUEL DODGE & SUSPEITOS

 

Ao analisar as atitudes da procuradora-geral da República Raquel Dodge em caçar as bruxas é até louvável desde que aja sempre com os critérios iguais doa a quem doer. A observar dela fazer as denúncias contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro por suposta ofensa contra os quilombolas e a seu filho também por supostas ameaças a uma jornalista, algo soa estranho no ar quando há denúncias de corrupção contra o seu “patrão” o presidente Michel Temer e nenhuma denúncia formal se viu até agora contra o presidente por parte da Procuradoria-Geral da República. Terá a procuradora coragem de fazer denúncias de corrupção contra o seu próprio “patrão”?

 

Eugenio de Araújo Silva eugenio-araujo@uol.com.br

Canela (RS)

 

*

BOLSONARO E LULA

 

Após tirarem Lula da corrida presidencial, agora autoridades “apontam as baterias” contra o deputado Jair Bolsonaro, como na denuncia inócua e vazia, da procuradora-geral da República. Total absurdo jurídico, numa verdadeira apelação que visa certamente deixar o caminho livre só para políticos ditos tradicionais concorrerem ao pleito. As mídias sociais se encheram de protestos contra a PGR, notadamente em seu Facebook. Por outro lado, a PGR não toma atitudes para deter a imigração venezuelana, a qual vem mantendo o Estado de Roraima num caos total, tendo o Estado de tomar a iniciativa junto ao STF.

 

Heitor Vianna P. Filho bob@intnet.com.br

Araruama (RJ)

 

*

O PESO DE UM VICE

 

Ao escolher Marcio França do PSB como seu vice para o governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, mais uma vez, pensou nas vantagens de curto prazo e não visualizou que mais à frente, ao sair antecipadamente do cargo para lutar pela Presidência do Brasil iria deixar em seu lugar um socialista que tem como aliado o PCdoB, fora as alianças com outras legendas de esquerda. E pior, não se importou com o fato de que este vice iria concorrer ao governo de São Paulo para garantir, não apenas alguns meses, mas quatro anos no Estado mais pujante da Nação. Tempo de sobra para implantar aqueles conhecidos programas populistas de sabidos resultados. Agora Geraldo tem que se decidir: ou continua a apoiar Marcio França do PSB, ou dá seu aval à candidatura do tucano João Doria. E ainda há os que se deixam levar pela mídia fã de Haddad que repete insistentemente que Doria não tem palavra e o condenam por deixar a prefeitura para participar da campanha. Preferem que São Paulo dê um salto atrás que permita uma nova onda vermelha a nos invadir? Eu não! E tudo porque Alckmin há quatro anos fez uma escolha intempestiva...

 

Mara Montezuma Assaf montezuma.scriba@gmail.com

São Paulo

 

*

FIM PARA O PSDB

 

Num momento crucial ao País no combate à corrupção, sem popularidade na sua própria terra, sem saber como fazer o País encontrar a seu caminho, Alckmin representará para o PSDB o ocaso ou “o fim de uma era” como prevê com lucidez o didático artigo de Vera Magalhães no Estadão de anteontem (15/4, A8). A comparação com o rico, acomodado e morno quatrocentão que já penhorou o que tinha que penhorar “jogando parado” – mas afastando lideranças do caminho como Álvaro Dias, Doria, Artur Virgílio – é perfeita e fatal. Uma lástima para um partido que já representou esperança de renovação de valores na política brasileira.

 

Nilson Otávio de Oliveira noo@uol.com.br  

Valinhos

 

*

AÉCIO NEVES

 

A ladainha de Aécio Neves não sobrevive ao primeiro sopro: ele diz que recebeu o dinheiro de Joesley Batista pela venda de um imóvel. De fato, não é ilegal vender um imóvel e receber o valor em dinheiro vivo, mas no caso de Aécio, o imóvel não foi transferido para o comprador, não há contrato de compra e venda, não há nada, nenhum recibo, nada que documente a venda milionária do tal imóvel. O Brasil inteiro ouviu a tramoia de Aécio e Joesley, Aécio deveria, no mínimo, perder o cargo por falta de decoro parlamentar: um senador da República não manda o primo receber malas de dinheiro, em hipótese alguma. Longe do poder, Aécio poderá se defender na Justiça.

 

Mário Barilá Filho mariobarila@yahoo.com.br

São Paulo

 

*

BOLSONARO E A ECONOMIA

 

A maior vantagem de Jair Bolsonaro em relação à Economia é a de que ele justamente já admitiu não entender dessa pauta e como bom militar preocupado em realizar a “missão” com êxito, busca os melhores quadros para montar a arquitetura do seu plano de governo. Tudo o que Meirelles entende de economia, não supera os 28 anos consecutivos de Bolsonaro na Câmara dos Deputados – o que o faz conhecer cada congressista, como um pecuarista conhece a sua boiada.

 

Frederico Braun d'Avila frederico@fda.agr.br

São Paulo

 

*

FLAGRADOS EM DUBAI

 

Eunício, Anastásia e Viana são hostilizados num hotel em Dubai: pena que Renan Calheiros, Eduardo Cunha, Delcídio Amaral, Romero Jucá, Alexandre José dos Santos e dezenas de outros não estivessem presentes também... Se bem que para quem não tem vergonha na cara o mundo inteiro é dele!

 

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

 

*

‘POPULISMOS E DEMOCRACIA BLOQUEADA’

 

No exuberante artigo “Populismos e democracia bloqueada” (“Estadão” 15/4, A2), faltam algumas informações essenciais, amparadas pela verdade, que normalmente leva ao paroxismo todos aqueles que pugnam pelos “ismos” de qualquer natureza. Senão vejamos. O senhor Berlinger, nominado como “o último grande dirigente do comunismo histórico”, evidentemente está longe de Stalin, Mao, Pol Pot; e por uma razão singular: ele não teve a oportunidade de assassinar como seus antecessores; não porque não tivesse essa tendência (não se trata do indivíduo, da pessoa; e sim da ideia), mas porque as circunstâncias não lhe eram favoráveis. Ademais, esse dirigente – da mesma dimensão de qualquer comunista ou nazista – faz reparos à divisão da sociedade. Ora, ora! Todos os nazi-comunistas pregam o fracionamento da sociedade como metodologia para a concretização de seus objetivos. Incompreensível, pois a argumentação defendida. O artigo segue caracterizando o senhor Berlinger como “um político sofisticado... Com sua generosa estratégia de compromisso entre todos os democratas...”. Sofisticado sim, sem dúvida, generoso, há controvérsia. Hitler, Lenin, Beria, Stalin e Goebbels se achavam generosos e podem ser considerados sofisticados, pela obra que realizaram e pelos seguidores que catalisaram. Agora admitir que um nazista ou um comunista seja democrata, convenhamos, aí a surpresa é total, a distorção é insuperável, a desfaçatez é incrível. É similar à asserção de que o ar pútrido pode substituir o ar limpo para se permitir que o progresso tecnológico e as condições humanas evoluam. Não é fácil entender a “questão moral” estatuída pelos comunistas italianos. Todo autoritário é patológico porquanto agrega silogismos e justificativas baseados em falsidades — geralmente disfarçadas, camufladas — que naturalmente encantam seus seguidores, mas levam à clivagem e à anomia do ambiente, em qualquer realidade, em qualquer tempo, em qualquer espaço geográfico. Enfim, atendo-se ao mundo real, o combate ao câncer se faz no combate às causas subjacentes nas células adoentadas e não na destruição das células saudáveis. Mantendo-se a atenção na linha argumentativa do articulista, chega-se à conveniente condenação do populismo italiano e seu equivalente brasileiro, encarcerado no petismo, para justificar as virtudes do verdadeiro socialismo e, por extensão, do ideário de Engels, Lenin, Marcuse e outros. Já não está na hora de alguém dizer para o patrono brasileiro do senhor Gramsci que os prejuízos causados pela esquerda socializante brasileira serão recuperados, dentro de algumas décadas; e que os transtornos de seus encantados seguidores serão equacionados à medida que cada um perca sua capacidade de praticar a inverdade, a defesa da indecência e a afronta aos bons costumes? O primeiro passo já foi dado: o encarceramento dos malfeitores que agrediram os cidadãos que precisam de escola, hospital, segurança, saneamento e moradia.

 

Aléssio Ribeiro Souto souto49@yahoo.com

Brasília

 

*

BASTA!            

 

Considerando a gravidade do uso de armas químicas por Assad, a intensidade da reação dos EUA, Inglaterra e França pode ser considerada muito branda. Mas o idioma utilizado para a mensagem de “Basta” enviada pelas potências ocidentais, a fará ser perfeitamente compreendida tanto em Damasco como em Moscou.

 

Jorge Nurkin jorge.nurkin@gmail.com

São Paulo

 

*

BOMBARDEIO NA SÍRIA

 

Estive recentemente no Vietnã e constatei que até hoje há um trabalho intenso de descontaminação por parte dos vietnamitas com ajuda direta dos americanos em regiões que sofreram bombardeios com armas químicas ou eram depósitos desse tipo de arma, como Danang. É irônico que hoje os americanos ataquem inimigos que pretensamente utilizam essas armas bárbaras. Dada a situação político-econômica do Brasil, sugiro que declaremos guerra aos Estados Unidos da América, pois certamente em futuro próximo os americanos nos darão ajuda semelhante a dada ao Vietnã, que está passando por um processo de desenvolvimento, inclusive com produções de café e de arroz em níveis das produções brasileiras. A exemplo daquele país asiático, que criou uma estrutura de turismo bélico propiciando condições para que soldados americanos veteranos possam voltar aos locais onde combateram acompanhados de seus familiares, poderemos, ter “stands” de tiro muito à gosto da “bancada da bala” e seus seguidores. O futuro de nossos filhos e netos estará assegurado.

 

Carlos Gonçalves de Faria sherifffaria@hotmail.com 

São Paulo

 

*

HIPOCRISIA

 

A tensão política polarizada entre os EUA e a Rússia, provocada pelo uso reincidente de armas químicas por parte da Síria e que mataram e feriram dezenas de civis inocentes, é uma das maiores hipocrisias do mundo ocidental. Se estes mesmos civis tivessem sido mortos e feridos pelas chamadas “armas convencionais”, não teria acontecido crise alguma, tampouco a retaliação militar da coalizão liderada pelos EUA. O uso de armas químicas é apenas um detalhe desta absurda e imoral morte de inocentes.

 

Luciano Harary lharary@hotmail.com

São Paulo

 

*

ONU

Ao invés das Nações deliberarem o fim da guerra que já dura há sete anos na Síria com mais de 500 mil mortos e 2 milhões de refugiados, preferem o mais simples, fácil e cômodo: bombardear a região sob escombros. Não tem sentido algum a ONU ficar de braços cruzados e não darem um prazo para que o ditador renuncie e sejam marcadas eleições. Tropas aéreas, marítimas e terrestre deveriam ser deslocadas para a região pondo fim ao genocídio que envergonha o mundo e traz sofrimentos imensos à população civil.

 

Carlos Henrique Abrão abraoc@uol.com.br 

São Paulo

 

*

PIMENTA NO OLHO DO OUTROS...

 

Venezuelanos fugindo da crise do seu país invadem Roraima e têm causado um verdadeiro caos na capital Boa Vista e adjacências. Respondendo a autoridade local, Michel Temer declarou com toda pompa que o fechamento da fronteira é incogitável. É compreensível que sua excelência pense assim, até porque vive muito bem protegido no Palácio do Jaburu e bem longe da confusão lá do norte do País, não é mesmo? Sem ironia, por favor!

 

Maria Elisa Amaral marilisa.amaral@bol.com.br  

São Paulo

 

*

VENEZUELA

 

Os venezuelanos estão sendo expulsos do seu país pela fome e desemprego. Sugiro aos petistas, que até hoje apoiam o governo ditatorial de Nicolás Maduro, que façam uma vaquinha para ajudá-los.

 

Elisabeth Migliavacca

São Paulo

 

*

QUEM MATOU MARIELLE?

Os assassinos de Marielle Franco são os mesmos que mataram a juíza Patrícia Accioly! Ambas denunciaram os crimes de policiais e milicianos do Rio de Janeiro, antiga Cidade Maravilhosa.

 

Paulo Arisi paulo.arisi@gmail.com

Porto Alegre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.