Fórum dos Leitores

MERCOSUL

O Estado de S.Paulo

14 Julho 2013 | 02h04

Resposta paraguaia

A fim de integrar ao Mercosul a Venezuela chavista, que não contava com a aprovação de Assunção, o Paraguai foi expulso, numa manobra ilegal liderada por Dilma Rousseff, Antonio Patriota, Marco Aurélio "top-top" Garcia e apoiada pelos presidentes dos demais países do bloco. Mas se achavam que ia ficar por isso mesmo... O que a soberba deles não podia prever é que agora o bravo Paraguai - país amigo que abriga mais de 500 mil brasileiros - reage, não desejando reingressar no grupo, sob o comando de Caracas, por ter sido insultado, desprezado, diminuído pelos vizinhos mais ricos e poderosos. Parabéns a Horacio Cartes, presidente eleito que assume em 15 de agosto, pela iniciativa de não voltar ao Mercosul!

FABIO FIGUEIREDO

fafig3@terra.com.br

São Paulo

Retorno

Para admitir a Venezuela demitiram o Paraguai, amigo de primeira hora. Pergunto: qual a vantagem para o Paraguai do retorno? O Mercosul hermético (não negocia com países fora do bloco) só é vantajoso para um de seus membros, a Argentina.

J. PERIN GARCIA

jperin@uol.com.br

São Paulo

Foro ideológico

Há muito o Mercosul se afastou de seu objetivo maior, que era econômico, para se tornar um foro ideológico, principalmente depois da atabalhoada entrada da Venezuela. No encontro de cúpula do bloco no Uruguai, Dilma manifestou repúdio à ação dos países europeus que vetaram o sobrevoo do presidente do Bolívia, Evo Morales, e convidou os demais a defenderem essa posição como ofendidos e atingidos. Com essa mudança de foco o Mercosul se encontra em total decadência. Perdem todos, mas quem mais perde é o Brasil.

LEILA E. LEITÃO

São Paulo

Velório

Serão mera coincidência as roupas pretas dos cinco presidentes na reunião do Mercosul ou é luto antecipado pelo enterro de um bloco que já morreu e ainda não se deu conta disso?

RONALDO GOMES FERRAZ

ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

Sob nova direção

Mais ou menos de acordo com as regras do Mercosul, Nicolás Maduro, presidente democraticamente eleito da Venezuela, foi conduzido à presidência da organização do Sul. Agora o futuro do Mercosul está assegurado.

MARIO HELVIO MIOTTO

mhmiotto@ig.com.br

Piracicaba

Que fria!

Com o ornitólogo espiritual, Nicolás Maduro, sucessor do coronel Hugo Chávez na Presidência da Venezuela, comandando o Mercosul, até os pardais brasileiros migrarão para outras plagas.

SERGIO S. DE OLIVEIRA

ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

Mistério...

O que estaria fazendo um avião Hércules C-130 da Forca Aérea venezuelana no aeroporto de Campo Grande? Onde estão o nosso chanceler e o ministro da Defesa, para nos darem as devidas explicações? Será que os 6 mil médicos cubanos estão chegando na calada da noite brasileira? Ou isso não passa de mais um boato da internet?

JOÃO CAMARGO

democracia.com@estadao.com.br

São Paulo

POLÍTICA ECONÔMICA

Ilusionismo contábil

Capa do Estadão de 12/7: Após mudança contábil, Petrobrás eleva lucro. O pior: "O resultado é a elevação do pagamento de dividendo aos acionistas, sendo o principal deles a União". De fazer inveja ao grande ilusionista escapista Harry Houdini!

ARNALDO RAVACCI

arnaldoravacci@terra.com.br

Sorocaba

Cadê o meu dinheiro?

Enquanto a "contabilidade criativa", que se tem disseminado nas estatais mais do que gripe no inverno, ajuda a pagar aos acionistas da Petrobrás, seus fornecedores continuam sem receber (alguns há mais de um ano). O que dizer aos acionistas dessas empresas e a seus funcionários? Sinto muito? Sinto muito mesmo!

ANA RITA MEIRELLES

anarita.meirelles@gmail.com

São Paulo

Maquiagem

Primeira lição de contabilidade que tive: não há débito sem crédito e vice-versa. Portanto srs. economistas do governo, fabricar números e manusear balanços só postergam problemas. No caso da Petrobrás, está muito claro o "empurrar com a barriga".

ARNALDO DE ALMEIDA DOTOLI

arnaldodotoli@hotmail.com

São Paulo

Índices em queda

Ridículo o que está acontecendo com a economia brasileira, cada dia se deteriorando mais e nenhuma efetiva providência tomada. O sr. Mantega dá entrevistas com frases de falso otimismo e a presidenta aceita suas explicações com passividade muito estranha, tentando levar-nos a crer que está tudo sob controle.

VALDIR SAYEG

valdirsayeg@uol.com.br

São Paulo

Nau sem rumo

A cada dia que passa é assustadora a percepção do tamanho da incompetência, do despreparo e da irresponsabilidade de dona Dilma. Aonde isso nos vai levar, se a nau está sem rumo?

ELIANA FRANÇA LEME

efleme@terra.com.br

São Paulo

'VOLTA LULA'

Explicações

Resolvi aderir à campanha "Volta Lula". Volta para explicar a ruína da Petrobrás, a compra em Pasadena, a transposição do Rio São Francisco, os empréstimos do BNDES às empresas X, a função de Rose, a evolução patrimonial de sua família, o porquê de os estádios que serão elefantes brancos após a Copa do Mundo e outras coisinhas mais. E para evitar que eu tenha de escutar a toda hora "cadê você?".

JOSÉ ROBERTO PALMA

palmapai@ig.com.br

São Paulo

PEREGRINOS DE OCASIÃO

Haja penitência

Agora nossos parlamentares "pecadores" são quase todos católicos praticantes ferrenhos. Tudo para pegar uma caroninha nos aviões da FAB para irem ao Rio de Janeiro ver o papa. Tá bom... Pra cima de moi?!

ALESSANDRO LUCCHESI

timtim.lucchesi@hotmail.com

Casa Branca

MERCOSUL X ALIANÇA DO PACÍFICO

Mercosul: marcando passo.

Aliança do Pacífico (Chile, Peru, Colômbia, México, EUA): comercio bilateral com países asiáticos, em franco desenvolvimento.

Será que o governo não vê o que está acontecendo há dez anos (nas mãos do PT) ou prefere o comércio bilateral com Venezuela e demais componentes do Mercosul? Tenho 88 anos, mas continuo em perfeitas condições mentais.

José Alves de Vasconcellos javc1925@terra.com.br

Rio de Janeiro

*

CÚPULA DO FAZ-DE-CONTA

Circo armado! A cúpula do Mercosul (ou dos inconsequentes) formada por Cristina Kirchner, José Mujica e Dilma Rousseff, além homologar a entrada da Venezuela no bloco, anunciam para agosto deste ano a volta do Paraguai, que em meados de 2012 autoritariamente foi suspenso do bloco. Na época, a desculpa colocada na mesa para essa decisão nada convencional foi o impeachment do ex-presidente paraguaio Fernando Lugo, muito amigo dos citados acima, diga-se, soberanamente votado pelo Congresso no limite das regras constitucionais deste país. Mas na verdade o buraco era mais fundo. Acontece que faltava o voto do Paraguai, que seria inclusive contrário, e determinaria a não admissão da Venezuela de Chávez no Mercosul. Aproveitaram o justo impeachment de Lugo e, numa ação corporativa desprezível, consagraram a entrada do País do hoje presidente Nicolás Maduro e deram o golpe fatal no Paraguai. Coisa de governos de terceiro mundo...

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Paulo

*

DIA NACIONAL DE LUTAS

Em face do fracasso das manifestações orquestradas pelas centrais sindicais, passei a pensar: o Brasil tem oito centrais sindicais, mais de 15.000 sindicatos que recebem mais de R$ 2 bilhões de por ano pelo famigerado imposto sindical, 30 partidos políticos oficializados e pelo menos mais 20 em gestação, 5.770 municípios que mal se sustentam, 39 ministérios e milhares de cargos de confiança de livre provimento. Estaremos certos nós ou o resto do mundo?

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

*

VANGUARDA DO ATRASO

A foto de 1ª página do "Estado" de 12/7 dá a dimensão do fracasso que foi o protesto chapa-branca das centrais sindicais. Enquanto as manifestações de junho rolaram espontâneas e encheram a Avenida Paulista de vozes contra o atual estado de coisas no País, dessa viu-se um número pífio de participantes, muitos dos quais recebendo para "protestar" com suas bandeiras escarlates, pedindo coisas como "redução da jornada de trabalho" e "quetais". É incrível a miopia dessa gente: num mundo em transformação, com a indústria nacional perdendo competitividade e regredindo aos idos de JK, a grande "proposta" da Força Sindical é, justamente, encarecer a mão de obra, onerar a produção e tornar o Brasil ainda menos competitivo no plano industrial. Essa galera é a vanguarda do atraso. São parte do problema, não da solução.

Silvio Natal silvionatal49@gmail.com

São Paulo

*

PLEBISCITO PARA REFORMA POLÍTICA

A voz da rua já foi rouca, hoje é clara, nervosa e impaciente. A voz de hoje não pede, exige. E as excelências dizem que ouvem a voz, porém, com ouvidos de mercador, confundem escola e saúde com plebiscito e referendo. Lembro que por muito menos, nos primórdios da República, cabeças coroadas rolaram por confundir pão com biscoito. Então, para evitar mal entendido, desenhamos: a voz disse que quer escola e saúde e nada disse sobre plebiscito ou referendo. E para que não fique nenhuma dúvida, registre-se que a escola não é de samba e "a saúde" não é brinde à senhora "presidenta".

Stanislaw Cordeiro ratles2@hotmail.com

São Paulo

*

PSEUDO-REFORMA POLÍTICA

D. Dilma, por favor, dedique-se a coisas mais importantes. Perguntar aos milhões de eleitores o que querem - além de dinheiro e saúde - é caro, improdutivo e de resultado questionável. Talvez fosse mais objetivo perguntar o que o povo não quer! Mas isso é o que os movimentos de protesto já disseram. O governo não entende sua própria função, que é melhorar o País em todas as métricas, dando melhor qualidade de vida ao povo em geral. O que mais? Não é o que vem acontecendo desde 2003... É incrível ter de perguntar, ainda mais começando com uma pseudo-reforma política!

Gilberto Dib gilberto@dib.com.br

São Paulo

*

VOTO OBRIGATÓRIO

Que tal começar a reforma política por onde realmente interessa? Acabar com o voto obrigatório melhoraria com certeza a qualidade dos políticos. Teriam coragem para tanto?

Giampaolo Brendolan papalobr@gmail.com

São Paulo

*

'VOX POPULI'

Há 25 anos elegemos nossos representantes pelo voto direto. O clamor popular nas ruas está colocando esse modelo em xeque. Constitucionalmente, o voto é um direito do cidadão, mas no Brasil é um dever, porque é obrigatório. O fim do voto obrigatório e da reeleição (para todos os cargos e níveis) são medidas que, se adotadas em concomitância com a recorrência mais frequente aos mecanismos de representação popular (plebiscito/referendo), reforçariam a democracia participativa e a colocariam em um patamar de igualdade com a democracia representativa.

Yvette Kfouri Abrão m.abrao@terra.com.br

São Paulo

*

INVENCIONICES

São invencionices do governo plebiscito, importação de médicos estrangeiros, CPI dos transportes e a nova "espionagem americana". O verdadeiro clamor do povo brasileiro, em curtíssimo prazo, é: saúde, melhores condições de trabalho para nossos profissionais, com hospitais bem aparelhados para a população; educação; e escolas em condições de funcionamento digno para os alunos e para os professores coitados que trabalham nesse país por puro amor à profissão! Sem falar na segurança, um dos fatores que assusta todo o povo brasileiro. Isso tudo só será possível conseguir com o respeito, a dedicação e a honestidade dos políticos que estão nos Três Poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. Nada vai adiantar desviar o foco da população, que finalmente acordou e saiu às ruas para lutar pelos seus direitos de cidadãos. Respeite-os!

Valdy Callado valdypinto@hotmail.com

São Paulo

*

BATALHA NAVAL

Afrontada pelo povo das ruas, a senhora presidente calibrou os canhões da armada e gritou: "Constituinte-Exclusiva!", água; "Plebiscito-múltipla-escolha!", água; "Cubanos!", água; "Convocação-SUS", água; "Dinheiro do pré-sal!", água; "Desoneração-Kamikaze!", água. O contra-ataque foi elementar: "Poste é poste". E a Frota Real a pique.

Helena Rodarte Costa Valente helenacv@uol.com.br

Rio de Janeiro

*

HOMENS CORDIAIS

Abro o jornal e:

Mantega continua...

39(40) ministérios continuam...

Ações da Petrobrás despencam...

Presidentes do Congresso e da Câmara, mais ministro da Previdência, devolvem trocados aos cofres públicos pelo uso dos jatinhos da FAB...

Três aviões usados pelos cara de pau...

PT, CUT e centrais sindicais vão às ruas pelo plebiscito...

Dinheiro do pré-sal que nem se sabe quando vai existir...

E nós aqui paradinhos...

Começo a pensar que realmente só o pessoal do passe livre é que conseguiu que saíssem às ruas por causa dos 20 centavos...

Somos mansos...

Cecilia Centurion www.ceciliacenturion.com.br.

São Paulo

*

O SÁBIO IGNORANTE

A contra-revolução de 1964 teve como seu principal líder o controvertido general Mourão Filho. O militar não conheceu Lula. Mas, ao que tudo indica, além de seu destemor pessoal, era um profeta. Basta ler o que o militar escreveu no início dos agitados anos 1970: "Ponha-se na presidência qualquer medíocre, louco ou semi-analfabeto, e vinte e quatro horas depois a horda de aduladores estará à sua volta, brandindo o elogio como arma, convencendo-o de que é um gênio político e um grande homem e de que tudo o que faz está certo. Em pouco tempo transforma-se um ignorante num sábio, um louco em um gênio equilibrado, um primário em um estadista. E um homem nessa posição, empunhando as rédeas de um poder praticamente sem limites, embriagado pela bajulação, transforma-se num monstro perigoso". Cabe agora aos eleitores que não acreditaram nas palavras do general a responsabilidade de descascar o gigantesco abacaxi deixado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Isto só vai ser possível se continuarmos nas ruas, exigindo entre outras coisas:

Maioridade penal aos 14 anos

Redução para um terço dos Senadores,deputados federais e estaduais e vereadores

Redução dos 39 Ministérios para 13

Fim do recesso e férias de 30 dias

Fim das imunidades parlamentares

Fim do voto secreto em todas as circunstâncias

Fim da movimentação dos candidatos eleitos para abrir vagas para suplentes

Fim da indicação dos ministros do STF pelo presidente da República

Prisão para todos os políticos corruptos e corruptores já

Leônidas Marques leo_vr@terra.com.br

Volta Redonda (RJ)

*

BOLSA MINISTÉRIO

A maior Bolsa Família de Dilma compõe-se de 39+1 ministérios e 22.000 cargos ocupados por aspones (confiança?), onde tudo pode. E que se dane o País.

Jose Roberto Borsari jrborsari@terra.com.br

Bariri

*

LULA OU DILMA EM 2014?

Toda a agitação junina com manifestações mil está murchando enrolada pela presidente criatura (não é) que, em mais de dois anos de (des)governo, nada soube fazer em benefício do País. Bastou inventar algumas bobagens somadas ao gancho da grita contra os EUA "espionar" o Brasil e é quase certo seu índice de popularidade se recuperará, enganando o povão incauto e ainda com a possibilidade de se reeleger em 2014. Mesmo assim, se a criatura continuar caindo nas pesquisas, Lula pedirá desculpas por sua escolha de sucessora e sairá candidato. Lula, saindo como candidato, será eleito, afinal ele é dono da maior parte de um eleitorado formada de analfabetos ou quase, o que significa algo mais de 60%.

Laércio Zanini arsene@uol.com.br

Garça

*

VIDENTE

Alguns amigos andam questionando insistentemente se Chico Buarque é um vidente. Curioso, perguntei por que pensavam isso. Aí me disseram: "Lembra-se daquela música 'Vai passar'? Em que ele dizia: 'Dormia a nossa pátria mãe tão distraída/ Sem perceber que era subtraída/ Em tenebrosas transações'? Sim, sim, o pobre coitado tentou nos alertar sobre estes dez infelizes anos de Lula, Dilma, enfim, de PT.

Nei Silveira de Almeida neizao1@yahoo.com.br

Belo Horizonte

*

FRALDAS

Político é igual a fralda, deve ser trocado sempre e pela mesma razão.

Arcangelo Sforcin Filho arcangelosforcin@gmail.com

São Paulo

*

PROGRAMA MAIS MÉDICOS

Agora, para atender à população mais carente, além de locais sem a mínima condição de higiene e equipamentos adequados, o governo brasileiro vai oferecer médicos sem experiência e preparo. Será nesse sentido que o governo quer cumprir seu slogan ("País rico é país sem pobreza")? As ideias desse desgoverno vão realmente acabar com os pobres... Mas por falta de atendimento médico decente.

José Wilson de Lima Costa jwlcosta@bol.com.br

São Paulo

*

'SEU ÚLTIMO SUSPIRO'

Dizem que é Sistema Único de Saúde (SUS para não confundir com SOS (antigo código de Socorro). Na avaliação e voz do povo a sigla é: "Seu Último Suspiro". Será que só precisam de médicos? Precisam de tudo, principalmente de vergonha!

Maria Teresa Amaral mteresa0409@2ne.com.br

São Paulo

*

IMPORTAÇÃO DE MÉDICOS

Continua a miopia no governo Dilma. Não querem enxergar a realidade. Não há falta de médicos no Brasil. Não precisamos de médicos estrangeiros. Precisamos é de salários decentes, seriedade dos prefeitos, governadores e do governo federal de cumprirem o que prometem na contratação. Não pagam e querem que o médico trabalhe, ainda sem as condições mínimas. Nem gaze e algodão há nos hospitais. Vão mudar tudo isso com a vinda dos estrangeiros num estalar de dedos? Teremos hospitais padrão Fifa?

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

*

'SIR NEY'

Qual é pior Estado brasileiro em todos os quesitos? Maranhão, terra de "Sir Ney", ops, Sarney e companhia. Vejamos se algum médico de outro país (Portugal ou Espanha) iria clinicar em condições tão ou piores que o pior da África. Com a palavra, a corja que comanda o Maranhão, Sarney e...

Hans Dieter Grandberg h.d.grandberg@terra.com.br

Guarujá

*

'VOOS DA ALEGRIA'

Alves, Renan, Garibaldi. Não demora, a FAB será acusada de overbooking...

A.Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

*

14 DE JULHO

 

A data lembra liberdade, igualdade e fraternidade. As duas torres do Congresso Nacional nos remetem a Bastilha e a Versalhes. Afrontam a sociedade brasileira. Corruptos e criminosos de um lado. Famosos da mordomia do outro. Os congressistas odeiam o Brasil e os brasileiros. Tiram nossa liberdade, rejeitam a igualdade, semeiam a discórdia. Debocham, enfrentam e afrontam a opinião pública. Como fazer reformas sérias com Renan e Henrique Alves no leme?

Athos Eichle Cardoso athosec@gmail.com

Brasília

*

ESTRIPULIAS

"Estripulia" é governar no ar, fazendo uso abusivo de helicópteros oficiais pra lá e para cá, lotados de esposas, filhos, amigos, babás, bebês e cachorros. O belo Rio de Janeiro merece um governo com os pés no chão. Basta!

J. S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

*

APUPOS E TABEFES

Todos esses políticos e até mesmo quaisquer dos 39 ministros da "presidenta" (fala sério!) têm de voar escondidos e não nos aviões de carreira, pois estariam sujeitos a sonoros apupos e até a alguns tabefes

Jair Freire assim.soja@gmail.com

São Paulo

*

BOIS FAJUTOS

Quantos bois fajutos deverão ser faturados para viabilizar o ressarcimento de Renan?

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

*

COMITIVA PARA RECEPÇÃO DO PAPA

Agora nossos parlamentares "pecadores" são quase todos "católicos praticantes ferrenhos", tudo para pegar uma "caroninha" nos aviões da FAB para ir ao Rio de Janeiro ver o Papa. "Tá" bom, para cima de "moi".

Alessandro Lucchesi timtim.lucchesi@hotmail.com

Casa Branca

*

ESPIONAGEM AMERICANA

É de uma infantilidade acima de qualquer suspeita o frenesi que o governo esta fazendo com a espionagem americana. Faz-me lembrar quando explodiu o mensalão: a trupe petista e o Lula crucificaram a Daslu e, não bastando, tentaram arrasar a Schincariol, tudo isso para desviar o foco das atenções. Agora repetiram a receita para tentar acalmar os ânimos das manifestações. O caso de espionagem tem que ser discutido a portas fechadas e por via diplomática. Petralhas, procurem outro bode, este não deu.

Ivan Bertazzo ivan.bertazzo@gmail.com

São Paulo

*

DRONE

No começo do ano, de férias na Base Naval de Aratu, em Salvador, dona Dilma não se importou ao ser fotografada, em traje de banho, por um satélite espião, correndo o risco de ser eliminada por míssil disparado de um drone norte-americano.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

*

SÓ BARULHO

Quanto ao assunto espionagem: "Não vai dar nada!". "Só barulho!"

José Piacsek Neto bubanetopiacsek@gmail.com

Avanhandava

*

ECONOMIA

Enquanto as ruas pegam fogo, nossa economia está indo ladeira abaixo e o "sinistro" Mantega continua com complexo de Polyana, a enxergar um céu de brigadeiro no horizonte. Comprometeu-se com meta de 2,1% do PIB, enquanto as ações do desgoverno Dilma não perseguem o déficit nominal zero. A gastança continua até com dinheiro que ainda só existe em orçamentos de um exercício de futurologia. Conta com o ovo dentro da galinha de ouro.

Leila E. Leitão

São Paulo

*

SUGESTÃO À PRESIDENTA

Presidenta Dilma Rousseff, por que a senhora não esquece temporariamente o projeto do trem-bala que ligaria Rio, São Paulo e Campinas a um custo inicialmente estimado em R$ 35 bilhões - especialistas em logística estimam em R$ 80 bilhões ou mais - e aplica esse dinheirão nas reivindicações mais urgentes da população, como a construção de mais escolas e hospitais e na melhoria do transporte público como ônibus e metrô?

Edgard Gobbi edgardgobbi@gmail.com

Campinas

*

FIM DE PAPO

Dilma e Lula bateram recordes de arrecadação de impostos. O PT herdou do governo anterior uma economia estabilizada, que foi destruída por uma maquina eleitoral. Com investimento beirando a zero, planejamento zero, infraestrutura abandonada em terra, mar e ar, o PAC ficou entregue a Delta e associados e empacou, a CPI do Cachoeira foi assassinada pelo PT e seus asseclas. Também, pudera. Imagine se ela atingisse seu objetivo. A maquiagem das contas públicas continua em franca expansão. O BNDES se presta ao truque contábil para forjar superávit, assim legalizando a gastança, e é o fiador das empresas X de Eike Batista. Levou um tombo, mas que mal há nisso? O dono do dinheiro está dormindo. Dilma ofereceu o plebiscito, um gasto a mais para o contribuinte pagar. Será que Dilma entendeu o recado das ruas? A presidente disse que terá de aumentar impostos para viabilizar o pacto que ofereceu aos brasileiros. Um deboche. Será que o gigante acordou? Nas ruas, nenhuma palavra sobre essa excrescência. País rico é país com 39 ministérios. E fim de papo.

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

GRUPO X EM APUROS

A tempestade e o maremoto que enfrentam as empresas do grupo X de Eike Batista fizeram com que mais um membro de sua tripulação abandonasse a embarcação em alto mar. Dessa vez, foi seu diretor financeiro de operações e de relações com investidores. Agora, com o agravante de não encontrar substituto, Eike, como presidente e controlador do grupo, assume os cargos. Ou seja, navega sozinho sendo ele simultaneamente capitão, timoneiro, radiotelegrafista, maquinista e etc.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

*

FORO PRIVILEGIADO

Eu acreditarei no fim do "foro privilegiado" se a lei vier acompanhada de prazo para investigação e término do processo investigativo. Por ser julgado por todas as instâncias, como acontece em julgamentos comuns, o político poderá continuar roubando durante décadas, até que o processo chegue à terceira instância, leia-se STF! Tenho certeza de que a população não se incomodará que tais processos sejam "privilegiados de investigação"! Não precisamos de muita imaginação, para prever - se, por acaso, algum "coronel do atraso" estiver sendo investigado em seu Estado de origem - as pressões que sofrerão os Ministérios Públicos e Justiça locais para engavetar investigações. Todo brasileiro que se preza já viu esse filme um dia.

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

BOICOTE

São totalmente inúteis as manifestações contra os enormes gastos com os estádios de futebol depois da farra consumada. O que pode ser uma dura lição do povo brasileiro aos governos populistas de plantão é o boicote à compra de ingressos para os jogos da Copa de 2014. O prejuízo da Fifa ficará por conta da incompetência administrativa de Dilma e cia.

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

*

CIDADE SEGURA

O secretário municipal de Segurança Urbana de São Paulo, Roberto Porto, sofreu uma tentativa de assalto a mão armada nas ruas de São Paulo. Mesmo assim, ele considera a cidade segura... Secretário,o senhor já pensou se a cidade não fosse segura?

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

ANTIGAS ATROCIDADES

As atrocidades da revolução industrial parecem seguir a lei do eterno retorno. Depois de séculos voltaram a São Paulo, aos bairros cantados por Alcântara Machado, onde se instalaram "fábricas" de costuras. O "Estado" denuncia, mas parece que o dantesco não é visto por nossas autoridades e agentes de defesa do trabalho: Ministério do Trabalho e do Emprego, Delegacia Regional do Trabalho, Ministério Público do Trabalho e Sindicato da categoria. Nas profundezas de uma das mais vistosas metrópoles do mundo, o capital selvagem, como o capim-navalha, dilacera a carne de pobres irmãos bolivianos.

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

*

UM AGRADECIMENTO

Como filha, quero agradecer pela bela reportagem sobre a artista, fotógrafa e filósofa Alice Brill, lembrando que por dez anos (1977-1987) ela contribuiu com o suplemento Cultura, do Estadão. Parte desses artigos compõem um de seus livros: "Da Arte e da Linguagem" (Ed. Perspectiva, 1988).

Silvia Czapski

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.