Fórum dos Leitores

PAPA FRANCISCO

O Estado de S.Paulo

22 Julho 2013 | 02h03

Nas pegadas do Pescador

Dos vícios públicos, os dois maiores, corrupção e egoísmo, andam muito válidos e marcam os nossos políticos. Tais vícios têm séquito, ganham aplausos, ninguém lhes consegue estancar a gula pantagruélica. Vestem-se de cordeiros a esconder-lhes a rapacidade; põem-se aos vícios e pecados públicos, pura "roubalheira" - nomes cortesãos: vale-paletó, vale-moradia, etc.; e se lhes transplanta sangue azul. A vinda de Francisco, o papa, já se percebe que vem destrocar essas bolas. Ele faz o que os outros só prometem. "Fecit enim mirabitur in vita sua" - fez-se admirável no seu modo de ser, no exemplo de vida. Mais vale um bom exemplo que montanhas de promessas. Minha não mal fundada admiração pelo lado humanitário desse estadista do Evangelho, que arrebata multidões pelo seu exemplo de vida. O certo é que nunca a barca de Pedro navegou com tão prósperos vento e maré, velas enfunadas pelo entusiasmo contagiante dos jovens, a nos lembrar que a virtude vale a pena e nela se ativa a esperança de um mundo melhor. As pegadas do Pescador apontam para esse rumo.

ANTONIO BONIVAL CAMARGO

bonival@camargoecamargo.adv.br

São Paulo

*

Emulação

Que a visita do papa sirva de exemplo, como modelo de humildade e renúncia, e prenuncie o fim de um ciclo de egoísmo que alimenta nossa famigerada classe política. Enquanto houver tanto distanciamento entre o planalto e a planície, a população continuará clamando nas ruas e a sociedade ficará indignada por não poder participar das principais decisões, em tempos de crise. Que o raio de luz da esperança se espalhe pelo Brasil com a vinda do papa Francisco.

YVETTE KFOURI ABRÃO

abraoc@uol.com.br

São Paulo

*

VANDALISMO NO RIO

Complô internacional

Eu esperava tudo, menos que o governador fluminense, Sérgio Cabral, culpasse "forças internacionais" pelo vandalismo ocorrido durante os protestos na cidade do Rio de Janeiro. Não foram os abusos, os sinais de enriquecimento ilícito, os desmandos, a enganação, a impropriedade administrativa, o desvio de dinheiro público e outras mazelas detectadas pela população nestes sete anos de governo peemedebista, lullista e cabralista! Pelo menos não culpou os extraterrestres... Aí seria caso de internação, apesar de ter chegado quase lá quando culpou forças internacionais encomendadas por "EUA e Irlanda". Só pode ser falta de sono, uma vez que os acampados não o deixam dormir há mais de mês!

BEATRIZ CAMPOS

beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

Célula terrorista

As depredações nos protestos no Rio são infinitamente menores do que as provocadas pela 'Al-Guardanapo'...

A. FERNANDES

standyball@hotmail.com

São Paulo

*

SAÚDE PÚBLICA

Luta inglória

Médicos declaram guerra ao governo por terem sua atividade regulada por burocratas de duvidosa competência - com seus régios planos de saúde bancados por todos nós. Aí vem a presidente do Conselho Nacional de Saúde, Maria do Socorro, e declara que as medidas na área da saúde tomadas pela presidente da República têm o apoio dos movimentos sociais. Quais movimentos? Representam quem? Socorre-me o Google: dona Maria do Socorro é membro do Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) e não tem currículo na Plataforma Lattes... Ou isso é brincadeira ou terrorismo à cubana!

RICARDO MELLO SANTOS

pramar681@hotmail.com

Salvador

*

A nossa Catarina

A czarina russa exercitou o poder absoluto no século 18. Hoje uma déspota tardia precisa enfrentar a Federação Nacional dos Médicos, o Conselho Federal de Medicina, a Associação Médica Brasileira, a Associação Nacional dos Médicos Residentes... e o povo na rua!

HELENA RODARTE C. VALENTE

helenacv@uol.com.br

Rio de Janeiro

*

Mais Médicos e o agente 007

Quando recebe seu CRM, o médico brasileiro passa a responder, até com a suspensão definitiva do exercício profissional, ao artigo 1.º do Código de Ética Médica: "É vedado ao médico causar dano ao paciente, por ação ou omissão, caracterizável como imperícia, imprudência ou negligência". Muito além de tudo o que já foi ventilado por entidades médicas e demais segmentos da sociedade, esse preceito parece não ser de conhecimento do governo - mas creio que Padilha, Mercadante e Patriota possam alegar desconhecimento. Ao insistirem na importação de estrangeiros sem revalidação de diploma e proficiência na língua portuguesa, bem como em pôr jovens ainda sem CRM por dois anos a serviço do SUS, afrontam não só a classe médica, mas todo o ordenamento jurídico e legal da atividade médica no País. O Conselho Federal de Medicina não poderá expedir registro para médicos nessas circunstâncias nem títulos provisórios, pois não estão previstos em lei. Assim, essas duas categorias de "meio médicos" não responderão por seus atos, eis que não terão registro a ser "cassado", uns por não terem diploma de graduação do Brasil e outros por ainda serem estudantes. Trabalhar como médico sem registro nos conselhos tem nome: charlatanismo, exercício ilegal da medicina. Com a palavra o Ministério Público e as Secretarias da Segurança Pública. Isso nada mais é do que resgatar o bordão de James Bond, criado por Ian Fleming: licença para matar!

JOSÉ WILSON G. COSTA

jwilsonlencois@hotmail.com

Lençóis Paulista

*

GOVERNO DILMA

Sem noção

A sensação que passa é que a sra. Dilma não tem a menor noção do que acontece à volta dela!

Francisco José Sidoti

fransidoti@gmail.com

São Paulo

*

CORREIOS

Esclarecimento

Com relação à matéria Bancos ignoram regra do BC para contas (19/7), esclarecemos que as agências dos Correios que operam os serviços do Banco Postal, em parceria com o Banco do Brasil, põem à disposição da população todos os pacotes de serviços determinados pelo Banco Central, além de outro de preço mais acessível (R$ 7,50). Os Correios disseminaram as informações na sua rede de atendimento (mais de 6 mil agências), mas em razão do fato registrado pelo Estado intensificarão a comunicação esta semana.

FELIPE DE ANGELIS, assessor de Comunicação dos Correios

imprensa@correios.com.br

Brasília

*

CRIMINALIDADE

Nunca antes neste país a violência foi ampla, total e irrestrita. Não podemos nem mais comer em restaurantes, sob pena de sermos assaltados e ainda, de brinde, levarmos um tiro! Não podemos parar os carros na rua sem molhar a mão dos canalhas, bandidos travestidos de flanelinhas, que ninguém controla. Se formos parar num estacionamento, o assalto é oficializado e se deixarmos os carros nos famigerados vallets eles param até em vagas preferenciais para cadeirantes e deficientes, como ocorre em frente à minha casa. Então, fazer o quê? Ficar vendo o PT dizer que já está preparado para dirigir São Paulo? Será que o tal Edinho do PT não tem mais o que fazer? Será que o Haddad, poste do Lula, já fez 1% do que prometeu? Como andam as creches? E a cracolândia (esqueceram dela)? E a imundice e a sujeira (e não é apenas na periferia, não, é só passar pela Rua Augusta)? Então, senhores, as passeatas foram o início, mas isso tem de continuar, senão vai ficar tudo como antes neste país do Sarney, do Renan & Cia., usando e abusando de aviões da Força Aérea Brasileira como se estivessem a trabalho.

 

Mustafa Baruki mustafa-baruki@bol.com.br

São Paulo

*

SEM ESPERANÇAS

A presidenta deveria consultar o povo sobre: 1) Se quer ser  autorizado a portar armas,  já que os bandidos as portam. 2) Acabar com a proteção aos bandidos “di menor”, diminuindo a maioridade penal para 12 anos. 3) Construir mais presídios em vez de mais estádios. 4) Alterar as  leis, aumentando a permanência de bandidos nas cadeias, instituindo a prisão perpétua e, em casos de mais de dois assassinatos, pena de morte (quem acha que a vida nada vale deve ter uma vida que nada vale). Chegamos a um ponto em que os cidadãos vivem em casas cheias de grades, como presidiários, e os que podem, em carros blindados. Viajando (ou  vendo filmes) por países onde as leis são mais racionais,  vemos que as casas nem muro têm. Mas como nossos poderes em Brasília estão cheios de bandidos, não tenho muitas esperanças.

Mário Alves Dente dente28@gmail.com

São Paulo

*

... E O PAPA REZA

 

Um telejornal mostrou no sábado o papa recolhido numa capela do Vaticano em profunda prece, pedindo proteção para os jovens que estarão no Rio para irem ao seu encontro. Certamente o pedido deve incluir também a proteção contra os arrastões, assaltos e latrocínios da vida cotidiana brasileira. O papa percebeu que só com reza mesmo, porque os governantes deste país, pela total falta de ações contra o crime, parecem achar normal os vergonhosos índices de criminalidade. Parecem achar normal o domínio do narcotráfico que já conquistou 90% dos municípios brasileiros com o crack.  Parecem achar normal jovens de 16 anos assassinando pessoas.  Também parecem achar normal criminosos soltos e já com várias passagens pela polícia. Reze, sim, papa Francisco, estamos todos aqui precisando da proteção divina.

 

Ari Giorgi arigiorgi@hotmail.com

São Paulo

*

OVELHAS PROCURAM

Dados oficiais da Igreja mostram que a região mais católica do Brasil, o Nordeste, com 72,2% da população professando essa religião, é a que menos tem padres em relação ao tamanho da sua população. Por que não importam de Cuba? Quem sabe eles sejam tão bons quanto os médicos?

Flavio Marcus Juliano opegapulhasterra.com.br

Santos

*

MAIS PADRES

Já que faltam padres no Brasil, principalmente no Nordeste, reduto lulista, por que não um programa Mais Padres? O momento é este e a Igreja agradece.

José Piacsek Neto bubanetopiacsek@gmail.com

Avanhandava

*

RECEPÇÃO PARA FRANCISCO

A recepção para o papa Francisco no Palácio Guanabara vai custar R$ 850 mil. De acordo com o Palácio Guanabara, 650 pessoas estão na lista de convidados, o que significa que cada um deles custará em torno de R$ 1.300. A empresa responsável pela recepção foi escolhida por licitação, segundo o governo estadual. Perguntas: 1) a imprensa não investigou o caso antes? 2) a Assembleia Legislativa não investigou o caso antes? 3) O Vaticano não foi avisado do absurdo do preço? 4) O papa vai à recepção assim mesmo? 5) Ninguém vai propor uma CPI na Alerj?

Luiz Roberto Da Costa Jr. lrcostajr@uol.com.br

Campinas

*

GUARATIBA, O OUTRO LADO DA JMJ

Localizada na zona oeste do Rio de Janeiro,  a Região Administrativa de Guaratiba abrange os bairros de Pedra de Guaratiba, Barra de Guaratiba e Ilha de Guaratiba e é caracterizada por ter ares interioranos dentro da capital fluminense. É um lugar marcado predominantemente por suas belezas naturais e restaurantes de especializado em frutos do mar. Está localizada entre a Serra da Grota Funda e a Baía de Sepetiba. Guaratiba, Barra de Guaratiba e Pedra de Guaratiba, segundo dados do Censo do IBGE no ano de 2000, está na 118.ª posição no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) entre os bairros da cidade do Rio de Janeiro, tendo em vista que a renda per capita é de R$ 234,37 e a expectativa de vida é de 66 anos. Com a construção do Túnel da Grota Funda, o seu ar de cidade do interior pode estar com os dias contatos, já que o acesso foi facilitado e a especulação imobiliária toma conta da região, principalmente em bairros de Ilha de Guaratiba e Barra de Guaratiba. A vinda do papa Francisco a Guaratiba o porá em destaque não só no Rio e no Brasil, como também no mundo. Porém nem tudo são flores para quem lá vive. Ao mesmo tempo que a região se pode se consolidar no cenário imobiliário carioca, ela sofre com problemas estruturais, como um sistema de transporte ineficaz, apesar do BRT (e suas linhas alimentadoras), e um grande problema ambiental, por causa do despejo imediato de esgoto nos mangues da região e nas praias. Vale lembrar que o local que abrigará a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), conhecido pelos católicos como Campus Fidei é uma propriedade particular e receberá o investimento público de cerca de R$ 20 milhões. Por fim, quero deixar uma pergunta para reflexão de todos: será que vale a pena investir R$ 20 milhões em terreno particular para receber pessoas de todo o mundo durante dois dias ou melhor seria investir na infraestrutura básica paro povo do local, que resiste em meio a problemas que assolam o seu cotidiano? Ou será que há outros interesses guardados por trás disso, como a comercialização de lotes  no local a partir de 2014?

Obs: Quero deixar claro que não sou contra a vinda do papa a Guaratiba e ao Rio de Janeiro, mas acredito que temos muitos problemas para resolver antes de o governo gastar cerca de R$ 20 milhões em terreno particular numa região como a de Guaratiba.

Renan Joe Rocha da Silva, estudante de Geografia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro renan_ffc@hotmail.com

Rio de Janeiro

*

CORTINA DE FUMAÇA

A "presidenta" Dilma diz estar preocupada com a segurança do papa. Trata-se de cortina de fumaça para não permitir manifestações legítimas do povo contra esse governo, que continua cercado de aproveitadores, oportunistas, corruptos, etc.

Alberto Bastos Cardoso de Carvalho albcc@ig.com.br

São Paulo

*

HERODES ROUSSEFF

      

O Congresso Nacional, sob pressão do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, aprovou por manobras regimentares um projeto de lei que tornará legal o aborto no Brasil. Essa prática, na maioria dos casos desumana, covarde e assassina, impede que um ser humano dê início à sua caminhada determinada por Deus. Essa ideia hedionda está sendo cimentada a reboque do pretexto de defender as mulheres da violência sexual. Instalada e em funcionamento a Comissão da Verdade, que anda de braços dados com o Ministério dos Direitos Humanos, da sra. Maria do Rosário poderia, com o argumento da verdade e dos direitos humanos, convencer a presidente Dilma a não sancionar essa lei, que escancara à legalidade ao infanticídio, sugerindo-lhe o título de Herodes Rousseff. Imite Jesus Cristo: "Deixai vir a mim a criancinhas e não as embaraceis porque o reino de Deus é dos que se parecem com eles” (Lucas 18:15 ).

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

*

CEROL ASSASSINO

Qual será o segredo do privilégio desses verdadeiros criminosos que continuam, impunemente, “brincando” com essa fatídica linha com cerol? Porque ninguém toma providências e eles não são severamente punidos? A maioria desses facínoras é de marmanjos, maiores de idade, que, ainda por cima, iniciam crianças nessa “brincadeira criminosa”. Recentemente, em Goiânia, num domingo, uma jovem senhora, de 20 anos, que voltava para casa na garupa da moto do marido, morreu, literalmente decapitada por uma linha com cerol.

João de Braz joão@cto.com.br

São Paulo

*

CRIMINOSOS NO COMANDO

Assim como é intolerável que bandidos continuem a controlar suas quadrilhas e comandar ações criminosas de dentro da cadeia, também é inconcebível que Dirceu, condenado, mas em liberdade, dê as cartas em encontro partidário, ainda que esse partido seja o PT. Quando certo senador goiano foi apanhado em ato desonesto, o seu partido afastou-se dele publicamente. Isso não tem nada que ver com falta de solidariedade, mas sim com compromisso com a ética e respeito ao eleitor.

Roberto Viana Santos rovisa681@gmail.com

Salvador

*

BOLO INDIGESTO

A revolução de 2013 mostra, de forma surpreendente, como o projeto petista de 20 anos de poder saiu controle e permitiu o aflorar do descontentamento do rebanho, quietinho e pastando há dez anos. Corrupção, mensalão indefinido, o absurdo superfaturamento de obras para as Copas e a Olimpíada, o prostíbulo que é o nosso Congresso, a impunidade, a insegurança nas ruas, a incompetência dos governantes, as pesquisas fajutas de popularidade e a aprovação de quem, ao primeiro sinal de problema pede ajuda ao chefinho, responsável maior por esse descalabro. A omissão da presidente e dos ministros quanto à saúde e à educação, a inflação corroendo salários, a destruição da indústria nacional – a Petrobrás vale hoje metade do seu patrimônio – são ingredientes demais para o povo engolir o bolo indigesto.  Hilariante foi a declaração da presidente “tentando entender o motivo das manifestações”. Quer que desenhe?

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

Santos

 

*

AGORA É TARDE

Pensei que depois de tantos reveses seguidos sofridos por Dilma – a vaia apoteótica em rede nacional, as gigantescas e seguidas manifestações de rua, a consequente queda de prestígio nas pesquisas – o Congresso se visse obrigado agora a dar um refresco à presidente, recebendo sua proposta de plebiscito com alguma boa vontade. Mas ela sofre novo revés. Cada vez mais míngua a figura construída pelo marqueteiro João Santana da supergerente, solidificando agora a imagem de uma presidente perdida, atônita e sem saber para onde apelar. Dilma talvez esteja atordoada pelas queixas do povo, que ainda ecoam. Afinal, o povo não pediu Copa do Mundo, muito menos reforma política. O povo gritou por saúde, educação, segurança, habitação, transporte e, pelo visto, em mais de uma década em que o PT está no poder, não deu tempo de este governo cuidar de nada disso. Agora... É tarde!

Mara Montezuma Assaf montezuma.scriba@gmail.com

São Paulo

*

PERUS DE NATAL

 

Quando eu era menino, costumava passar o Natal na casa de minha avó numa cidadezinha do interior mineiro, Bias Fortes (um paraíso na Terra). Na véspera de Natal, escolhia-se no aviário o peru que iria ser assado. Por incrível que pareça, o bichinho demonstrava saber que estava destinado à degola e era dificílimo pôr-lhe às mãos. Então, colocava-se uma vasilha com cachaça perto dele – o bicho bicava uns goles e era mais fácil pegá-lo para o abate. Até existe uma expressão para definir alguém que se encontra meio perdido: mais bêbado que peru em véspera de Natal. É assim que vejo Lula, Dilma e petistas em geral, “mais perdidos que cego em tiroteio”. Mas diante da porcariada que fizeram, não podiam estar diferentes.

 

Nei Silveira de Almeida neizao1@yahoo.com.br

Belo Horizonte

*

SEMELHANÇAS

Conforme registra a História, no ano 453 a.C. travou-se terrível batalha entre os aguerridos exércitos da Pérsia e de Creta. Segundo relatam as crônicas, venceram os cretinos... Que até agora se encontram no governo. Qualquer semelhança não é mera coincidência.

Mario Miguel mmlimpeza@terra.com.br

Jundiaí

*

ÂNCORAS ABANDONADAS

A salvação de uma nação se encontra no pensamento que Ruy Barbosa escreveu. “Três âncoras deixou Deus ao homem: o amor à Pátria, o amor à liberdade e o amor à verdade”. Porém, pelo que estamos vendo, muitos dos nossos políticos abandonaram as três âncoras faz tempo...

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

A CORRUPÇÃO E O IBOPE

Tendo em vista a abordagem sobre a pesquisa Ibope constatando uma triste realidade dos índices de corrupção, cabe ressalvar que a corrupção é um crime moral e é necessário considerar a influência externa que tenha por objetivo corromper o agente público. Talvez com essa nova mobilização os cidadãos identifiquem melhor a origem da corrupção.

Marlúcia Rocha marlucia.csrocha@hotmail.com

São Paulo

*

O NEFASTO VOLTOU

Após várias hipóteses para seu sumiço, das quais só faltou a que o nefasto teria morrido e sido sepultado em lugar secreto para não haver romaria e bagunça no local, ele reapareceu na TV, como sempre, esbravejando por saber que não haverá contestação, pois aqui o que se diz oposição é apenas um bando de políticos bunda-mole, com medo de encarar aquele que fez a proeza de criar um período de governo tido como o mais corrupto da História. Também desancou os boateiros que falam de sua doença, e concordo com ele, pois desejo que tenha saúde para viver tempo suficiente para ser investigado e, se culpado, julgado e condenado a curtir cadeia dura. De resto, ele faria um bem enorme ao País se, em vez de teimar em governar o Brasil via sua marionete Dilma, curtisse sua bela aposentadoria pescando no Riacho Grande uns lambaris de 20 gramas e arrotasse papo que são carpas de 2 quilos.

Laércio Zannini zanini.edna@hotmail.com

São Paulo

*

MANIFESTAÇÕES

Lula é pródigo em metáforas. Lembro-me da que dizia que de poste em poste o Brasil se tornaria um País iluminado. Agora surge outra: de manifestação em manifestação serão tapados os buracos do telhado. Juntando as duas, digo que se os postes fossem iluminados os buracos do telhado apareceriam e seriam tapados, sem manifestações. Um exemplo disso é a atitude iluminada do ex-poste, hoje prefeito Haddad, de postergar a construção bilionária de dois túneis, social e economicamente inúteis, que ligariam a Avenida Jornalista Roberto Marinho à Rodovia dos Imigrantes. Lula, com seu carisma, simpatia e inteligência, deveria deixar a política e transformar o Instituto Lula em Instituto Lula de Seleção e Desenvolvimento de Crianças Superdotadas,  com o objetivo de ajudá-las na sua formação física e de caráter, abrindo-lhes oportunidades de acesso ao conhecimento e à cultura nas melhores escolas do País e do exterior.

Eduardo José http://ejdaros.blogspot.com

São Paulo

*

NOVO SIGNIFICADO DAS PALAVRAS

Movimento: anseios de uma multidão. Constituinte: cortina de fumaça. Referendo: oferecer migalhas. Reforma administrativa: bora, continua a roubalheira.

José Carlos Alves jcalves@jcalves.net

São Paulo

*

CRISE DE CONFIANÇA

Li com atenção o editorial de 17/7 (A3) e permitam-me acrescentar que o governo do PT nunca pretendeu obter confiança do povo por meio da gestão decente do patrimônio público, mas sim somente pela mentira, pelo engano e pela desfaçatez. Lula é o rei dos ardilosos, com discursos feitos para cada tipo de público. Desde seu tempo de sindicalista dirigia seus discursos para resultados à custa da indústria automobilística, que cedia a tudo e repassava os custos ao consumidor final. Lula viciou-se nessa prática, que continuou durante todo seu governo. Lobo em pele de cordeiro que convenceu facilmente o nosso povo ignorante. O PT hoje não tem a menor intenção de mudar seus métodos e adotar princípios decentes e éticos de gestão, o que quer é a perpetuação no poder, custe o que custar. Vão se fingir de mortos por algum tempo, até que esta onda popular passe e tudo volte ao “normal”.

 

Jorge Eduardo Gonella jorgegonella@hotmail.com

São Paulo

*

O VERDADEIRO MOTIVO DA ESPIONAGEM AMERICANA

 

Circula na internet a notícia de que o governo americano enviou ao Senado brasileiro um dossiê confidencial chamando a atenção  para os próximos movimentos políticos do ex-presidente Lula, rumo a um “populismo socialista” . O documento é baseado em estudo de um  organismo que monitora a realidade da América Latina. O estudo adverte que Lula pretende lançar medidas populares de impacto, incentivando o consumo para seus eleitores de baixa renda. Segundo o dossiê, a intenção de Lula é consolidar seu poder de voto para uma futura reforma política que vai autorizar a reeleição para um mandato de mais seis anos. O documento assinala que Lula prepara um dos maiores movimentos de reestruturação econômica, voltado para as classes populares, dentro do projeto de longevidade no poder. Segundo o estudo, os EUA estariam muito preocupados com este tipo de populismo no Brasil.  O plano de Lula é comparado ao do venezuelano Hugo Chávez e conta com o apoio de grandes investidores europeus. O estudo norte-americano adverte para a possibilidade de um confisco tributário em fundos e em poupanças acima de R$ 50 mil a R$ 60 mil. Nos dois casos, o dinheiro só poderia ser movimentado de seis em seis meses, sob risco de remuneração quase nula. Os fundos seriam tributados em 35% dos ganhos. Um dos pontos mais polêmicos revelados pelos norte-americanos é que o governo Lula quer patrocinar um projeto de segurança voltado para a organização de milícias de bairros - ideia copiada da Venezuela. Na terra de Hugo Chávez, o síndico de bairro tem poderes de xerife. O modelo lembra os velhos “comissariados do povo” da extinta (porém mais viva que nunca na cabeça dos petistas) União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. O estudo também adverte que o ex-presidente estaria comprando a oposição com ameaças de denunciar as mazelas dos opositores. Ao que tudo indica, grandes (e péssimas) surpresas nos aguardam...

Maria Cecilia Lucarelli lucarellicecilia@hotmail.com

São Paulo

*

A VERDADEIRA RESPOSTA

O PMDB, aliado do governo do PT, tem 5 ministérios, enquanto o PT tem 18. O presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves, sugeriu à presidente Dilma uma reforma ministerial, com corte de 14 ministérios. Dos 39 ministros, 31 são políticos indicados pelos partidos que ajudaram a elegê-la em 2010. Diminuir ministérios juntando 3 ou 4 em apenas um não vai diminuir gastos, servirá apenas para jogar para a plateia uma farsa. Melhor seria Dilma ouvir o presidente da Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade, Jorge Gerdau Johanpeter, a quem ela recorreu para propor redução de gastos e aperfeiçoar os serviços públicos e que em recente entrevista disse que o governo funcionaria com meia dúzia de pastas. Essa seria uma verdadeira resposta ao grito das ruas.   

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com

São Paulo  

*

‘EXTREMA POBREZA’

Era só o que faltava: no recadastramento do Bolsa Família, os beneficiários deverão informar o número do celular para ficarem blindados de boatos, caso aconteçam, e o Estado possa entrar em contato de forma imediata no sentido de impedir tumultos como os ocorridos em maio passado. Mas, como vivem na “extrema pobreza”, certamente estão desprovidos de aparelhos e é de supor que onde moram não exista sinal de celular. Bom, de qualquer maneira, como onde o PT governa dá certo, é crível que venha mais uma bolsa por aí. Aguardem!

José Eduardo Victor je.victor@estadao.com.br  

Jaú

*

BOLSA CELULAR

Quanto custa um aparelho celular? Depende, não é verdade? Algumas operadoras até o fornecem gratuitamente, dependendo do plano que o cliente contrata! E quanto é que um beneficiário do programa Bolsa Família recebe? Também depende, não é verdade? Existe uma tabela com diferentes variáveis! Imagino que o controle não seja simples, mesmo com os meios tecnológicos hoje disponíveis! Agora, em sã consciência, me respondam: um beneficiário do Bolsa Família deve privilegiar a compra e a manutenção de um aparelho celular? Para o governo federal não só deve, como, a partir do mal explicado boato de que o programa iria acabar, será exigência, pois é por ele que o governo pretende se comunicar com os usuários do programa, diretamente, para que não haja ruídos. Vem cá, não seria o caso de criar então um programa bolsa-celular?

Marco Antonio Esteves Balbi mbalbi69@globo.com

Rio de Janeiro

*

ECONOMIA

Está na hora de dona Dilma fazer o que 99% dos brasileiros estão fazendo: apertar o cinto. Nós todos deixamos de comprar o supérfluo e até alguns itens essenciais. Mudamos para marcas mais baratas e racionamos o uso dos produtos em nossa casa. Promovemos até mesmo “corte de pessoal”, depois que decidiram subir a carga de encargos trabalhistas das empregadas domésticas, e passamos nós mesmos a fazer o serviço. Baixamos de plano do pacote de internet e TV a cabo, cortamos a ida ao cabeleireiro, cozinhamos nossas refeições, evitando gastar com restaurantes. Em tempos de vacas magras e inflação em alta, evitamos nos endividar mais e economizamos no que é possível. Não é gostoso nem engraçado. Não é fácil, dona Dilma, mas precisa ser feito. Não temos BNDES, Tesouro nem como aumentar a nossa “arrecadação” com uma penada. Muitos brasileiros maiores de 40 anos têm ainda a lembrança de viver com a inflação e o aumento de custos. Tente, dona Dilma! Cada centavo a mais gasto pela senhora é um centavo a mais tirado do nosso já sacrificado bolso.

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com  

Florianópolis

*

CRIATIVIDADE ECONÔMICA

“Contabilidade criativa”, a oficialização da bandalheira lulopetista.

 

Francisco José Sidoti fransidoti@gmail.com

São Paulo

*

IRRESPONSABILIDADE FISCAL

Ao esgotarem as possíveis manobras fiscais, restará ao governo ressuscitar a antiga “Conta Movimento”, do Banco do Brasil. Viva a irresponsabilidade fiscal.

Claudio Juchem cjuchem@gmail.com

São Paulo

*

CRESCIMENTO DO PIB

Aposto que tem economista governista brasileiro dizendo assim: a China, que é a China, está prevendo crescimento de 7% para baixo, por que nossa economia não pode crescer 1,5%? Tudo é uma questão de proporcionalidade... “Né” não?

Arnaldo de Almeia Dotoli arnaldodotoli@hotmail.com

São Paulo

*

PROGNÓSTICOS DE MANTEGA

O cara falar e um boi mugir é a mesma coisa. Na realidade, é apenas ventríloquo de alguém.

 

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

*

UM, DOIS, TRÊS

Na semana passada, na Europa houve uma promoção: compre um carro e ganhe outro. Aqui, no Brasil, é um pouco diferente: compre um carro e pague três. Sim, um é o custo, dois são os impostos e três, os juros. Somos muito felizes.

Ivan Bertazzo ivan.bertazzo@gmail.com

São Paulo

*

O AGRONEGÓCIO FUNCIONA

Apesar do déficit US$ 3 bilhões no primeiro  semestre deste ano na balança comercial do País, a eficiência do agronegócio  com exportações, de US$ 49,6 bilhões no período, dá uma esperança  ao cidadão brasileiro, nesse cenário de tantas  notícias ruins  sobre nossa economia. O agronegócio é um oásis, nesse deserto de tanta incompetência e irresponsabilidade do nosso governo.

Edgard Gobbi edgardgobbi@gmail.com    

Campinas

*

HERANÇA MALDITA

Após dez anos de governo petista, começamos a colher a herança maldita do Lula: produção industrial em queda, nível de estoques em alta, as condições financeiras das empresas estão ruins, o emprego está recuando e, para piorar, ainda mais, o Banco Central, para conter a inflação causada pelo aumento excessivo dos gastos públicos, vem aumentando a taxa básica de juros. Com todos esses dados negativos, não restará alternativa para os empresários senão demitir empregados, o que vai prejudicar ainda mais as condições financeiras das empresas, que terão de arcar com os encargos trabalhistas dos funcionários demitidos - e as demissões também vão prejudicar ainda mais a economia, com a redução do consumo e o aumento da inadimplência. Uma bola de neve. Meu conselho: apertem o cinto, pois a crise está só começando e vai ficar muito pior em breve.

 

Maria Carmen Del Bel Tunes carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

*

INSENSATEZ

É inaceitável que o governo federal insista na insensatez – burrice, na verdade – de aumentar a taxa de juros e a Selic. Com isso, só com juros e Selic o Brasil gasta absurdos 6% de seu PIB por ano, num total de mais de R$ 300 bilhões, dinheiro mais do que suficiente para melhorar – e muito – a saúde, a educação, a segurança, os transportes, as estradas e outros serviços públicos tão carentes do País. A presidente Dilma dá um tiro no próprio pé e sangra os cofres públicos ao manter a taxa de juros como uma das mais altas do planeta. Só os especuladores e rentistas estão felizes, enchendo as burras de dinheiro e fazendo a festa com tamanho absurdo. Até quando continuaremos reféns dessa política econômica burra, insana e equivocada adotada pelo governo federal, em prejuízo do Brasil e de todo o povo brasileiro?

Renato Khair renatokhair@uol.com.br  

São Paulo

*

EXTREMA COMPETÊNCIA

Blogs, revistas e sites que defendem o PT são instrumentos da mídia que foram terceirizados com a função de defender o governo! Que, em pagamento pelos serviços prestados, tem endereçado milionárias verbas da Caixa, do Banco do Brasil e da Petrobrás, entre outras, a eles. Ou seja, o governo manipula as notícias e paga com recursos públicos por meio de publicidade! Tudo à custa do povo. Aliás, só nisso o PT é de extrema competência!

Eugênio José Alati eugeniojosealati@yahoo.com.br

Campinas

*

TRANSPORTE DIFERENCIADO

Na década de 1980 havia no centro de São Paulo uma linha de ônibus conhecida como Circular. Fazia um percurso entre as estações da Sorocabana e Luz, Largo de São Bento, Praças da Sé, Patriarca e República. Era utilissíma. Penso: que tal reativar o Sucatão e colocá-lo à disposição dos “nobres” da capital? Criar-se-ia uma linha “circular” de Norte a Sul do Brasil para os dias úteis, ficando à disposição de S. Exas. e suas famílias também em finais de semana, para grandes eventos (carnavalescos e futebolísticos) dentro  do País. Eles merecem!

J. Perin Garcia jperin@uol.com.br

São Paulo

*

O MEDO DA DESCOBERTA

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) está tão preocupado em salvar o grupo de Eike Batista que ele mesmo está empenhado na busca de investidores. Será que todo esse esforço é por temor de descobrir como e por intermédio de quem ele teve empréstimos de R$ 10,5 bilhões?

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

*

QUEM PAGA A CONTA

 

O sr. Eike Batista, considerado pela presidenta Dilma e pelo ex-presidente Lula “um exemplo de empresário”, parece ter construído mais um imenso castelo de cartas. Será que nenhum dos bancos que participaram dos IPOs das empresas X verificou que todas as projeções estavam otimistas demais? Onde fica a responsabilidade desses senhores? Essa não é a primeira vez que isso ocorre. Quem vai arcar com todos os prejuízos? Serão os acionistas, os investidores de fundos de ações e nós, contribuintes, que vão cobrir o prejuízo dos bancos públicos, que mais uma vez abriram as burras para financiar um grupo fortemente recomendado pelo governo?

Heitor Portugal Procopio de Araujo heitor.portugal@uol.com.br

São Paulo

*

DÚVIDA PERTINENTE

Perguntinha de leigo sobre o assunto: não foi o governo Lula que alardeou anos atrás, com pompa e circunstância, a descoberta do pré-sal? Se os poços de Eike Batista não estão produzindo petróleo algum, o governo não deveria ser responsabilizado e chamado à discussão? E, se chamado, fará cara de paisagem?

Luciano Harary lharary@hotmail.com

São Paulo

*

MENTIRAS

Em 1969 saí da Polícia do Exército, no Andaraí, e fui para a Petrobrás. Sempre mantive os conhecimentos que fiz na caserna. Sempre que podia, eu fazia uma visita de cortesia ao general Geisel, já presidente da Petrobrás em 1973, e ele sempre dizia que  a camada do pré-sal poderia ser descoberta, porém seria de difícil extração. Baseado nas mentiras de Lula e do PT, chego à conclusão de que esse é mais um golpe do partido e do ex-presidente, com seu populismo barato copiado de Getulio Vargas. Caso idêntico ao dessas mentiras é o do também mentiroso Eike Batista, truta de Lula e do PT. Além de difícil extração, o risco de um desastre ambiental é enorme.

Paulo Francisco Siqueira dos Santos paulof.santos@hotmail.com.br   

Santa Rita do Passa Quatro

*

EIKE X LULA

Ambos são megalomaníacos. Ambos enganaram seus investidores/eleitores. Ambos usaram dinheiro público. Um está ficando “pobre”. O outro ficou rico.

 

Carlos Alberto Roxo roxo_7@terra.com.br

São Paulo

*

COM O SUOR ALHEIO

Os bens do sr. Eike Batista, o novo Naji Nahas brasileiro, devem ser bloqueados pela Justiça. Os acionistas minoritários que acreditaram no “sr. X” não poderão ficar a ver navios. Todos os acionistas das empresas que estão quebrando devem ingressar na Justiça – sugiro que individualmente, em Estados diferentes – para dificultar a defesa desses bens que não foram conseguidos com o suor de quem os tem, e sim como suor do povo brasileiro.

 

Sebastião Paschoal s_paschoal@hotmail.com

Rio de Janeiro

*

PACTUAL

Como esse banco tem dinheiro! Todo dia a imprensa noticia que comprou isso por US$ 1 bilhão, que investiu aquilo em alguma empresa. Não seria ele um novo Eike? Pois o original, como noticiava a mesma imprensa, era muito semelhante: tinha  facilidade de dinheiro e  bilhões diários “investidos”.

Vital Romaneli Penha vrpenha@terra.com.br

Jacareí

*

COINCIDÊNCIA?

Lendo sobre as mais recentes proezas de Eike Batista e André Esteves (Pactual), fico na dúvida: seriam esses dois cavalheiros os mesmos tão amigos do Lula ou é só coincidência?

Marly N. Peres lexis@uol.com.br

São Paulo

*

ESPERTA INDIANA

A Índia, espertamente, não quer ficar nem com 10% da principal refinaria do país, a Indian Oil

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

*

ECONOMISTAS, UNI-VOS!

Por que o Conselho Regional de Economia (Corecon) se atribui o direito de dizer até quando sou obrigada a exercer a profissão de economista? Por que tenho de contribuir para sustentar um órgão sabidamente inútil? Venho sendo objeto de intimidações periódicas por parte dos burocratas do Corecon-RJ. Exijo ser respeitada! Exijo meu direito de não ser incomodada por burocratas que tiram seu sustento de uma instituição que quer arrecadar compulsoriamente, como se fosse o Estado. A existência de certos conselhos profissionais precisa ser discutida. Deixem os cidadãos em paz! Contribuí compulsoriamente enquanto tive carteira assinada, não exerço mais a atividade e não aceito a ingerência de um órgão espúrio na minha vida! Economistas e ex-economistas, uni-vos! Meu sentimento é de indignação!

 

Rejane Janowitzer rejanej@gmail.com

Rio de Janeiro

*

FORTE CONCORRÊNCIA

A prática é antiga, mas indecente. O aposentado, quando volta a trabalhar, tem descontada do seu vencimento a contribuição para o INSS. Antigamente esse desconto era devolvido. De uns anos para cá não é mais. Se voltasse a regra antiga ou melhorasse a aposentadoria do trabalhador, tudo bem. Mas não, o governo procede tal qual o trombadinha da rua ou o marginal que te assalta e diz: “Perdeu”. É o que o governo faz. Iguala-se ao marginal. É, os marginais têm um concorrente forte.

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

*

NUNCA ANTES...

Pela primeira vez em dez anos vejo o Congresso ser independente do Executivo. Milhares de emendas estão sendo feitas na MP do Mais Médicos, inclusive a retirada de exigência de que alunos façam dois anos de SUS, o que faria com que levassem oito anos para se formar. Mercadante contestou, dizendo que os “ataques ao projeto partem de uma parcela mais favorecida”, fazendo alusão ao fato de que alunos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) não reclamaram! Claro que não reclamariam, porque dependem totalmente do governo para se formar. Engraçado é que enquanto o governo quer que formados na Bolívia e em Cuba tenham plenos direitos de clinicar no Brasil, quando o curso por lá é de apenas três anos, querem ditatorialmente infligir ao estudante brasileiro oito anos de curso. Dá para entender o que passa pela cabeça desses “ministrecos” pagos a preço de ouro e que têm livre acesso à titubeante presidente Dilma? Só pode sair samba de crioulo doido mesmo!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

MAIS DOIS ANOS NO CURSO DE MEDICINA

A quantidade não diz respeito à qualidade. A precariedade da estrutura brasileira continua a mesma: farsa, corrupção, faz de conta de políticas e leis. É vergonhoso.

Alice  Arruda Câmara de Paula alicearruda@gmail.com

São Paulo

*

JUSTIÇA PARA OS MÉDICOS

Em muitos países, quando os médicos se formam, estes são compulsoriamente incorporados às Forças Armadas, para prestação de serviços à comunidade pobre e distante. Aqui, no Brasil, houve várias tentativas de levar os médicos para o interior e para locais longínquos, nas fronteiras e selvas brasileiras, como o Projeto Rondon (entre 1967 e 1989, quando foi extinto, o projeto envolveu mais de 350 mil estudantes e professores de todas as regiões do País), o qual foi retomado pelo governo federal em 19 de janeiro de 2005, mais de 15 anos depois de sua extinção, em Tabatinga (AM), a pedido da União Nacional dos Estudantes (UNE). O slogan do projeto também foi modificado para "lição de vida e de cidadania". Eis aí a prova de que o projeto é muito bom, pois Ditadura, UNE, esquerda, direita e centro o aprovaram. Esse projeto levou muitos profissionais humanísticos a se fixar por lá. Hoje o governo propõe dois anos de serviços à Pátria e aos pobres desassistidos. Por justiça, quem deveria ir compulsoriamente como médico seriam os formados pelas universidades públicas, visto que o governo gastou com cada médico formado (nas escolas de medicina privadas a mensalidade é de R$ 3.500, no mínimo, ou seja, R$ 1,8 milhão só de mensalidades). Assim, já vi muitas famílias que mantiveram filhos formados em escolas particulares se afundar em dívidas e ficar quase em situação falimentar para formar um filho médico. Então, é justo que esse médico formado por escolas particulares ajude de imediato sua família, que tanto se sacrificou, enquanto o formado pela escola pública, que já ganhou um prêmio de loteria do Estado, reverta um pouco para toda a população brasileira, que pagou seus estudos, retarde um pouco sua entrada no mercado. E pode ter certeza que a escola pública tem mais condições e forma melhor seus médicos do que a privada. Dessa forma, para o elemento formado na escola privada esse trabalho deveria ser voluntário. Bem como a população realmente pobre, carente, nas fronteiras e selvas do País, sem assistência no momento, atendida de vez em quando por missões das Forças Armadas e o que restou do Projeto Rondon, seja assistida por médicos mesmo do exterior, pois é melhor um medico que entenda um pouco de medicina do que não ter nada. Faltam no País, reclamação geral das prefeituras, médicos especializados em pediatria, por exemplo. Assim, esse projeto do médico do exterior deve ser emergencial, até que o Brasil arrume a formação de  uma maior quantidade de médicos.

Ciro Bondesan dos Santos cirobond@hotmail.com

São José dos Campos

*

MÉDICOS IMPORTADOS

O governo deveria importar médicos, em caráter experimental  para trabalharem em Brasília, e os políticos deveriam ser atendidos por eles, evitando assim o uso dos aviões da FAB para correrem a São Paulo, para uso do Hospital Sírio-Libanês. Se der certo, ótimo, implanta-se nas demais regiões. E se morrer algum político, ele poderá ser considerado herói, pois morreu por uma causa justa.

Ary Marino Filho arymarino@gmail.com

Garça

*

CUBANOS IMPORTADOS

Em 2006 o PT abriu seleção de bolsas para estudar medicina em Cuba exclusivamente para membros do partido, seus familiares e amigos. Os  beneficiários dessas bolsas, filhos de senadores, deputados, vereadores  e outros filiados ao PT, formaram-se em 2012. Querem voltar ao Brasil, mas não conseguem ser aprovados no exame Revalida. A solução foi criar a farsa da “importação de médicos cubanos” com a desculpa de suprir postos de trabalho que os médicos brasileiros não querem ocupar. Está aí a licença automática para esses médicos atuarem no Brasil sem a prova de revalidação de diploma. É a corriola voltando com emprego garantido.  Deu para entender o porquê da “importação de médicos cubanos”?

 

Leônidas Marques leo_vr@terra.com.br

Volta Redonda (RJ)

*

MAIS MÉDICOS PARA QUÊ?

Sexta-feira, dia 18, às 16h45, chamamos o Samu desta São Paulo administrada pelo PT, porque um dos porteiros do condomínio estava passando muito mal.   Às 18 horas ligamos de novo e fomos informados de que estavam em "mudança de turno". Às 20 horas, temendo pela vida do cidadão,  cancelamos o chamado e encaminhamos por conta própria o empregado para o hospital.  Mais uma mostra de que os protestos da classe médica contra essas idéias repentinas do governo não passam de tentativas de apagar o incêndio que consome a popularidade do ParTido que só pensa em se perpetuar no poder a qualquer custo.

Paulo Ruas pstreets@terra.com.br

São Paulo

*

CORTESIA COM O CHAPÉU DOS MÉDICOS

Sou contra passeata de médicos com aventais brancos, que devem ser dignificados e usados em locais apropriados. Devemos usar outros meios (como este) para levar o nosso descontentamento e nossas sugestões. Sra. presidenta, por falha da sua assessoria, e na ânsia de dar resposta ao clamor das ruas, a senhora achou uma solução que não é legal (anticonstitucional), prejudicial a toda categoria. Médico não é mercadoria para ser importada para baixar o preço e concorrer com o produto nacional. Medicina ainda e a profissão mais desejada pelos estudantes. Sugestões: o desmembramento dos municípios em pequenas cidades, economicamente inviáveis, têm de ser agrupadas, e no centro delas construído um hospital regional bem equipado e sem luxo, sem elevadores, construção térrea e com amplas janelas com boa ventilação e boa iluminação, dispensando lâmpadas acesas durante o dia e ar-condicionado, e com remuneração condigna para todos os profissionais de saúde, o que por si sós seriam motivos de atração. Não faltam médicos nem faculdades e já é grande a evasão para outras profissões que oferecem mais atrativos. Outros atrativos: 1) contagem de tempo em dobro para aposentadoria, 2) isenção de impostos e contribuições,  3) uso de aviões da FAB (sem custo) para transporte de médicos e demais e demais funcionários, além de uso de barcos da Marinha e jipes do Exército. A profissão é nobre e exige respeito.

Salomao Fainberg Tessler, médico stessler@uol.com.br

São Paulo

*

PROTESTOS E ILUSÕES

Todo mundo protesta. Todo mundo tem uma justa razão para protestar. Entretanto, o estado tem de fazer as contas com a utilização racional dos recursos disponíveis pela  norma que controla a administração dos bens públicos. O Estado social utilizado como instrumento de política econômica ajuda a resolver problemas com referência especial ao sistema educacional, às políticas do trabalho, à prevenção e à tutela da saúde, ao sustento das famílias mais pobres e a toda a infraestrutura do Estado, serviços que exigem ingentes recursos financeiros disponíveis nos limites definidos pela responsabilidade fiscal. Os motivos para protestar são visíveis, mas a solução não pertence ao curto prazo e exige planos e programas com diretrizes viáveis e livres das ilusões fantasiosas de um bem-estar global em tempos breves exibidas pelo atual governo.

Franco Magrini framagr@ig.com.br

Cachoeira Paulista

*

FALTA CREDIBILIDADE À PRESIDENTE

É difícil aceitar as desculpas da presidente Dilma em seus discursos sobre “tudo está tão maravilhoso no Brasil”. Nossa presidente vive sobre uma nuvem de mentiras que a cegam para os problemas nacionais. Segundo o Portal Transparência, o Bolsa Família recebeu até agora R$ 12,1 bilhões, beneficiando 50 milhões de pessoas que há dez anos recebem uma mesada, mas nenhuma ajuda, como educação, para saírem da pobreza aqueles que ainda estão pobres. Enquanto isso, a saúde para todos os quase 160 milhões que não têm plano de saúde recebeu apenas R$ 9,8 bilhões. É ridículo o governo petista, tendo em vista que o País tem quase 50% das moradias sem água e esgoto e a verba para esse gasto tenha sido somente  inacreditáveis R$ 6,9 milhões. Além de tudo, a presidente mente e tenta iludir o cidadão, como no caso dos estádios da Copa, que, diz ela, não foram pagos pelo governo, foram financiados pelo BNDES. Só que o BNDES já há algum tempo está recebendo recursos do Tesouro Nacional (nossos impostos) para cobrir suas necessidades. Não era preciso mentir, presidente, não estávamos acreditando mesmo.

Fabio Figueiredo fafig3@terra.com.br

São Paulo

*

GOVERNAR É SER SÚDITO

No dia em que os governantes, em vez de grotesca e perniciosamente se enredarem na tola e ególatra vaidade  do poder que efetivamente não lhes pertence, finalmente se compreenderem a si mesmos no importantíssimo papel de importantes súditos do soberano povo que representam, isto é, do povo que provisoriamente lhes outorgou o encargo de estritamente administrar com absoluto esmero os altos interesses da Nação, algo de novo, grandioso e duradouro estará nascendo, em arraigado benefício de ambos.

José Rubens Medeiros jrubensmedeiros@oi.com.br

Conselheiro Lafaiete (MG)

*

EDUCAÇÃO DESQUALIFICADA

Estive no interior do Ceará, onde visitei um grupo escolar com quatro salas de aula e com um número de alunos entre 80 e 100. Com tantos políticos prometendo um piso salarial mínimo para os professores, pensei que tudo estava bem, mas, na verdade, a maioria dos professores é de bolsistas que recebem bem menos que o piso salarial. Existem alunos que na quinta série do antigo primário ainda não sabem ler. A verdade é que os senhores prefeitos estão admitindo bolsistas e estagiários no lugar de professores qualificados e experientes. A qualidade da educação diminui e o piso salarial está sendo razão para os professores formados serem afastados de suas funções. Uma denúncia como esta tem o objetivo de questionar os cidadãos sobre a qualidade da educação que está sendo oferecida e a que queremos para os nossos filhos. Ou fiscalizamos os nossos municípios, ou teremos em alguns anos situações irreparáveis na educação.

 

Paulo Roberto Girão Lessa paulinhogirao@uol.com.br

Fortaleza

*

AUTOCRÍTICA

Gostaria de parabenizar a “cantora” Anitta por sua frase: “Quem quer só ouvir coisa boa, que mude do Brasil”. Sempre admirei pessoas com autocrítica.

Rogério Tófoli Kezerle rogeriokezerle@hotmail.com

São Paulo

Mais conteúdo sobre:
Fórum dos Leitores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.