Fórum dos Leitores

GESTÃO HADDAD

O Estado de S.Paulo

31 Outubro 2013 | 03h27

Aumento do IPTU

Se para subsidiar 20 centavos da tarifa de ônibus o aumento do IPTU foi de 20% a até mais de 100% em três anos, imaginem se for aprovada a gratuidade do transporte público, como querem alguns. Vamos ter de entregar os nossos imóveis e ainda ficar devendo algum.

JACOB DORF

jdorf@uol.com.br

São Paulo

Protesto e súplica

Os eleitores do nosso prefeito têm de se reunir na frente da Prefeitura, todos levando cartazes com o seguinte escrito: "Fernando Malddad, será impossível pagar tudo isso de IPTU, tenha piedade de nós!".

ARCANGELO SFORCIN FILHO

arcangelosforcin@gmail.com

São Paulo

Pesquisas

Segundo o Datafolha, 89% dos paulistanos desaprovam o aumento extorsivo do IPTU para subsidiar as tarifas de ônibus. Martaxa, Gilberto Taxab e agora Fernando Malddad desdenharam da opinião pública. Este último está certo em dizer que "esta cidade é um cemitério de políticos", mas só daqueles que fazem farra com o dinheiro alheio. Pode encomendar o seu "velório", a farsa da campanha eleitoral foi desmascarada rapidinho.

MÁRIO ISSA

drmarioissa@yahoo.com.br

São Paulo

Inadimplência

Será que o prefeito já se perguntou ou tem ideia do aumento da inadimplência no IPTU com esses aumentos desproporcionais e injustos que estão sendo prometidos para os próximos anos? Seria interessante um estudo da Prefeitura para dimensionar isso. Não se pode taxar a população além de certo limite, que é o do aumento de renda, não do valor venal dos imóveis. E quando esse valor cair, virá a redução na planta genérica?

JOSÉ TADEU PICOLO ZANONI

tzanoni@gmail.com

São Paulo

Expedientes condenáveis

Vergonhoso o que foi feito nesse episódio do aumento do IPTU: votação antecipada e feita tarde da noite, negociação de cargos e emendas para vereadores, ex-secretário reassumindo cadeira na Câmara só para votar a favor do aumento... Por sinal, tudo o que o PT condena nos outros. Imaginem se um prefeito de outro partido quisesse aumentar o IPTU nesse porcentual a gritaria e a histeria da bancada do PT. Mas eles podem. Qual vai ser o retorno que será dado ao cidadão?

ALEXANDRE FONTANA

alexfontana70@yahoo.com.br

São Paulo

É dando que se recebe...

Fico curioso para saber que favores o prefeito espertalhão Fernando Haddad prometeu aos vereadores desavergonhados - sobretudo os de partidos de "oposição" - para que votassem a favor do imoral e escandaloso aumento do IPTU.

PAULO RIBEIRO DE CARVALHO JR.

paulorcc@uol.com.br

São Paulo

Banimento

Que esses políticos traidores da boa-fé do povão sejam banidos da Câmara Municipal na próxima eleição. Não podemos deixar cair no esquecimento o nome de vereadores de má-fé, oportunistas de plantão, do tipo Marquito, eleito à custa de suas ridículas aparições na televisão, dr. Calvo, cujo pai, sim, era gente do povo, Ari Friedenbach e esse político de profissão Wadih Mutran, que traíram a confiança dos que ainda votaram nessa corja.

JOÃO DEVITTE FERREIRA

j.devitte@devitteseguros.com.br

São Paulo

Embargos

Após a Câmara Municipal ter autorizado o aumento do IPTU pela apertada margem de 29 votos a favor e 26 contra, será que não é o caso de aplicar os "embargos infringentes" nessa votação?

ANTONIO CARLOS MARTINS

acmartins@uol.com.br

São Paulo

Trem da alegria

O alcaide de São Paulo, que provavelmente não se elegeria síndico do prédio onde mora, bem ao estilo Marta Suplicy, afirmou sobre o IPTU: "É um tributo que pago com toda a alegria". Esqueceu-se de mencionar que a alegria que ele sente se dá pelo sustento do "trem da alegria" petista. Bom administrador enxuga as despesas e gasta melhor, não aumenta impostos sem antes fazer o dever de casa.

EDUARDO BIRAL

elbiral@ig.com.br

São Paulo

Pesadelo

"Ali Baddad e seus quase 40%" é apenas o capítulo inicial da história das 1.001 noites de pesadelo que está vivendo a nossa cidade.

LEONARDO GIANNINI

leogann930@terra.com.br

São Paulo

Burrada

Tudo o que tenho a dizer aos paulistanos a respeito do aumento do IPTU é: bem feito! Depois de tantas e comprovadas falcatruas e de assalto aos cofres públicos, puseram a cidade de São Paulo na mão desse ParTido. Espero que não façam a mesma burrada com o nosso Estado.

HELOISA A. MARTINEZ

heloisa_martinez@hotmail.com

Mogi das Cruzes

CASO ALSTOM

Esclarecimento

Com referência ao noticiário do Estado de 28/10, que cita meu nome no contexto do chamado caso Alstom, é importante esclarecer que o inquérito específico sobre minhas atividades profissionais foi aberto na Suíça em 2008, e não recentemente, como dão a entender o título (Suíça indicia suspeito de lobby no caso Alstom) e a própria reportagem. Mais importante: a investigação foi arquivada por absoluta ausência de fatos penalmente imputáveis, e não por falta de ação do Ministério Público (MP) brasileiro, como diz a matéria. Todas as informações solicitadas foram prestadas diretamente por mim ao MP suíço, no intuito de deixar clara a licitude de minhas atividades de acompanhamento de créditos de longo prazo para projetos de bens de capital. E o MP suíço arquivou o inquérito ao considerar satisfatórios os elementos que obteve diretamente de mim e que supriram todas as informações solicitadas aos órgãos de investigação brasileiros. Acrescento que, pela legislação suíça, o arquivamento representa absolvição. A recente emissão de certidão de "nada consta" pelo Judiciário da Suíça comprova que, no que se refere a mim, a investigação está encerrada. Lamento que, apesar de ter recebido essas informações de meu advogado, o jornal tenha optado por destacar uma informação imprecisa e descontextualizada, que gerou danos à minha reputação profissional e pessoal.

JOSÉ AMARO PINTO RAMOS

São Paulo

*

IPTU MAIS CARO

Os jovens foram para a rua contra os R$ 0,20 nas passagens do transporte público. Que tal irmos para as ruas contra os 20% a 35% de aumentos do IPTU em São Paulo? Espero que o povo paulistano se lembre nas próximas eleições dos partidos que apoiam o prefeito Fernando Haddad, que é do PT, e votaram o aumento abusivo do IPTU. O que será que o PT, partido do prefeito Haddad e dito "dos trabalhadores", considera que seja um trabalhador, para aumentar abusivamente o IPTU dessa forma?

Tania Tavares

taniatma@hotmail.com

São Paulo

*

REVOLTA

Depois do que os políticos do PT e apoiadores participantes do conluio que fizeram na terça-feira à noite, em São Paulo, só resta à população partir para uma desobediência civil e ninguém pagar imposto algum. Eles insistem em não ouvir e entender a população, que diz não querer mais este sistema político de bandidagem e canalhices, embora os boçais finjam descaradamente na televisão que estão com o povo.

Nelson Pereira Bizerra

nepebizerra@hotmail.com

São Paulo

*

PARA LEMBRAR

Como todo assaltante que se preze, agiram na calada da noite. Sou assinante desde o início do "Jornal da Tarde" e espero, sinceramente, que o "Estadão" nos lembre, se possível em várias edições e perto das próximas eleições, dos malfeitores que nos impuseram essa extorsão.

José Roberto L. De Vita

jrldevita@hotmail.com

São Paulo

*

MUITO IMPOSTO PARA POUCO SERVIÇO

Vergonhoso o aumento abusivo do IPTU muito acima da inflação! Mais uma vez os nossos governantes optaram pelo que é mais fácil - sacrificar ainda mais a população que já paga impostos extorsivos, sem ter NADA EM TROCA! Quando é que os contribuintes brasileiros terão o prazer de ver eficiência no uso dos recursos públicos, o fim dos desperdícios e um combate sem tréguas, com a exemplar punição dos entes públicos envolvidos em casos de corrupção?

Fábio Zatz

fzatz@uol.com.br

São Paulo

*

REPROVAÇÃO

Na aprovação do imposto, a reprovação do contribuinte...

A.Fernandes

standyball@hotmail.com

São Paulo

*

NOS PASSOS DE ‘MARTAXA’

Fica difícil conformar-se com o aumento do IPTU "imposto" pelo prefeito Fernando Haddad ao povo paulistano. Afinal, já somos escorchados com impostos demais, sem retorno em benefícios. O povo mais humilde é um eleitor fácil de ser induzido a pensar que a classe que pagará mais é uma elite que sempre terá de ser penalizada, como se viver com dignidade à custa de muito esforço fosse um pecado, e não um mérito a ser valorizado. Explorando esse viés ideológico bem típico do PT, o prefeito está pouco se lixando para aqueles que vivem com orçamento apertado para dar conta de seus gastos, contanto que "saia bem na fita". Mas o que o povo desconhece é que, se o prefeito usasse bem os recursos que tem a seu dispor, impedindo a corrupção, o empreguismo, o desperdício e o populismo, tudo às nossas expensas, certamente sobraria dinheiro para fazer uma excelente gestão e o beneficiado seria especialmente esse povo que é levado pelo marketing ilusionista a ver tudo de forma invertida. Ignoram também que só gestores incompetentes precisam ser tão vorazes com nosso dinheiro, pois bons administradores sabem utilizar tão bem os recursos que poderiam fazer uma excelente gestão sem pesar para aqueles que tanto lutam para progredir. Assim, Haddad segue os passos de sua antecessora, que foi apelidada de "Martaxa". Para o Haddad, o apelido mais adequado seria "malddad", porque foi mesmo uma maldade o que ele fez inclusive a milhares de aposentados com seus parcos vencimentos.

Eliana França Leme

efleme@terra.com.br

São Paulo

*

PARA COLAR NA GELADEIRA

O "Estadão" precisa urgentemente publicar com grande destaque dos vereadores que votaram a favor do aumento absurdo do IPTU. Este destaque deve ser marginado (com uma tesourinha) para que os leitores do jornal possam recortá-lo para que nas próximas eleições municipais se lembrem daqueles seus representantes que votaram contra o povo.

José Carlos de Castro Rios

jc.rios@globo.com

São Paulo

*

OLHAI POR NÓS, SENHOR!

Fiquei muito preocupado com carta do sr. José Luiz Martin, no "Fórum dos Leitores" de 26/10, sobre sua vontade de partir desta vida para outra, por não poder mais comprar coisas necessárias para sua casa se tiver de pagar a taxa do IPTU cobrada pelo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. Não pense assim, meu caro amigo Martin, Deus olhará por nós, aposentados, e logo haverá uma saída. Esta cambada de políticos petistas e coligados vai estar fora poder em 2014. E nós temos de estar vivos para poder comemorar juntos com todos os aposentados que ajudaram com muito trabalho e esforço o progresso da Nação, e não serão esses corruptos que vão nos tirar esse direito.

Valdy Callado

valdypinto@hotmail.com

São Paulo

*

TAXAR É FÁCIL

Muito simplista a forma encontrada pelo prefeito Fernando Haddad para encher os cofres públicos. Basta aumentar os impostos. O aumento do IPTU, com a ajuda dos vereadores, que são eleitos para legislar a favor da população, é uma prova de que os serviços públicos nunca vão melhorar, pois em nome deles se assalta o bolso do contribuinte que segue sufocado quando se avizinha um novo ano. Governar dessa forma qualquer um governa. O País precisa eleger homens dispostos a melhorar a vida do cidadão com coragem e eficiência, reduzindo gastos, fiscalizando o uso de verbas públicas, cortando cabeças que estão nos cargos apenas para inchar a máquina garantindo reeleições. Quando for às urnas, é bom o eleitor lembrar-se das tungadas que seu bolso vem sofrendo.

Izabel Avallone

izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

NA CALADA DA NOITE

Sendo um legítimo filho da, digo, do PT, não esperávamos grandes vislumbres cognitivos do prefeito Haddad, que demonstra não fugir às qualificações típicas da espécie: arrogância, incompetência, voracidade arrecadatória e covardia, pois, para impor o seu escorchante imposto, antecipou a votação para não ter de enfrentar as manifestações anti-IPTU que estavam sendo programadas nas redes sociais para hoje. Comportamento próprio de um desqualificado para o cargo que ocupa, já que não há a contrapartida em serviços públicos, com a cidade esburacada e com péssimos serviços nos transportes, na saúde, na educação e na segurança. Que todos os vis vereadores que se posicionaram ao lado do prefeito e contra o povo, tenham os seus nomes divulgados ao máximo pela imprensa e pela mídia, já que muitos eleitores que votam nesses postes, à semelhança do criador de todos eles, não leem jornais.

Carmela Tassi Chaves

tassichaves@yahoo.com.br

São Paulo

*

QUANTO MAIS VERBA, MELHOR

Já entendi a obstinação dos governantes. Obras públicas são a galinha de ovos de ouro de todos eles. Então construir vias binárias, demolir elevados e outras sandices fazem parte dos "planos de governo" de todos eles. Como conseguir manter-se no poder por tanto tempo - só com muita grana. E sempre tem um inovando barbaridades. Vejam São Paulo, com o aumento abusivo do IPTU. Meu medo é de que a moda pegue. E é muito mais fácil desviar dinheiro público. Então, quanto mais verba, melhor.

Paulo H. Coimbra de Oliveira

ph.coimbraoliveira@gmail.com

Rio de Janeiro

*

HAVERÁ COPA NO BRASIL?

Será que teremos Copa do Mundo no Brasil? Dados os últimos acontecimentos, não sei... Vejamos: há vândalos por todo lado, todos os dias vemos manifestações que terminam em tumulto, que chegaram a ferir um coronel e vários policiais; com o aumento do IPTU de 30% para residências e 45%, para estabelecimentos comerciais, parece que esse pessoal da Prefeitura não pensa na inflação; o poder público gasta diárias de hotéis de 3, 4, 5 estrelas a preços altíssimos; e isso sem falar na infraestrutura deficiente de um modo geral, desde portos, aeroportos até rodovias; além da inflação galopante. Veremos a Copa pela TV, e olhe lá, pois alguns jogos veremos só depois que a Copa terminar, como replay.

Maria de Mello

nina.7mello@uol.com.br

São Paulo

*

PREFEITOS TUTELADOS

A propósito da manchete do "Estadão" de 29/10 ("Prefeitos terão tutela da Caixa em projetos"), acredito que os tutores a serem indicados pela Caixa para orientar os projetos de mobilidade urbana dos Estados e municípios pelos quais é possível obter a liberação de dinheiro da União (PAC, etc.) sairão dos quadros técnicos da própria Caixa, que tem elementos capacitados para tal mister. Vergonhoso (se é que "elles" têm vergonha) será se os tais tutores saírem dos quadros ou subquadros do partido do governo (PT), "técnicos" estes que com certeza não sabem traçar uma reta com o auxílio de uma simples régua escolar, mas são craques em "subtração" matemática, para calcular quanto representa um terço ou uma porcentagem qualquer. A meu ver, os tais mentores são mais uma farsa (provavelmente inventada pelo ministro Extraordinário da Propaganda Oficial e Afins) que teremos que engolir. Deus salve o Brasil, se é que Ele conseguirá.

Antonio M. G. Sotello

tomsotello@uol.com.br

São José do Rio Preto

*

SÓ PROJETOS

A "presidenta" Dilma Rousseff anunciou que em 2014 a sociedade brasileira irá começar a colher os frutos do seu governo. Pelo que entendi, em breve ela irá lançar o PAC 3.

Virgílio Melhado Passoni

mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

LULA EM BRASÍLIA

O ex-presidente passou a terça-feira em Brasília, recebendo medalhas, diplomas abraços. Voltou ao seu ambiente preferido, cercado de pessoas de boa índole, honestidade, sinceridade, e aproveitou a visita para abraçar velhos amigos como os ex-presidentes Collor e Sarney. Foi um dia inesquecível para a democracia brasileira.

Luiz Ress Erdei

gzero@zipmail.com.br

Osasco

*

LUIZ INÁCIO E A CONSTITUIÇÃO

O ex-presidente deus Lula I recebeu homenagem no Congresso, por causa dos 25 anos da Constituição. Ora, O PT de Lula (com ele) votou contra a Constituição de 1988. Para que a homenagem? Deve ser como no caso da mudança da denominação do campo petrolífero conhecido tradicional e nacionalmente como "Campo Tupi", que na maior cara de pau teve seu nome mudado para "Campo Lula". Só no Brasil mesmo!

Éllis A. Oliveira

elliscnh@hotmail.com

Cunha

*

CARA DE PAU

Esse Lula não tem princípios e, na maior cara de pau, recebe homenagem pelos 25 anos da Constituição. Além de não ter votado a favor, eu, sinceramente não me lembro de vê-lo no palanque, em especial ao lado do Ulysses Guimarães. E confirmando sua costumeira falta de caráter ainda criticou os concorrentes à Presidência em 2014 e, para acabar, prometeu voltar em 2018, "se me encherem o saco". Até parece que ele se afastou, eu não vi, ele nunca deixou de comandar o PT e de mamar na teta desse (des)governo.

Laert Pinto Barbosa

laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

*

A VOLTA DE ROSE

Segundo Lula, "se me encherem o saco eu volto em 2018". Tudo bem, apenas pergunto: nesse caso a Rose voltará também?

Mario Cobucci Junior

maritocobucci@uol.com.br

São Paulo

*

SACO CHEIO

Lula diz: "Se encherem muito o meu saco, vou voltar em 2018". Mas o saco já não está lotado?

Antonio Boer

toboer@uol.com.br

Americana

*

MAIS FEBEAPÁ

Nesta terça-feira, em Brasília, o ex-presidente Lula voltou a dar imensa contribuição ao bestialógico político, uma de suas especialidades. Começou advertindo: "Eu já fui sombra (de Dilma) mas não sou mais. E se encherem meu saco, vou voltar em 2018". É duvidosa a assertiva, já que a presidenta não dá um único passo sem ouvir o marqueteiro João Santana e consultar Lula, o oráculo do ABC. Depois, antecipar, hoje, que "volta em 2018" sugere não só empáfia e arrogância, como uma capacidade quase divinatória. Na sequência, esse homem que sempre assumiu de público ter "preguiça" de ler sentenciou que, se a juventude lesse as biografias de Getúlio Vargas e Juscelino Kubitscheck, (...) "a imprensa não iria avacalhar a política como avacalha", sem explicar qual seria, em sua lógica, a relação de causa e efeito entre uma coisa e outra. Sobre os protestos de junho, pontuou que não ocorreram por que o povo estivesse - como está - saturado de promessas populistas, demagogia do "pão e circo" e engodo dos políticos, mas porque "alcançou um nível melhor de vida". Sobre o toma lá, dá cá, assinalou: "Nada contribui tanto para desmoralizar a política do que ver partidos atuando como reles balcões de negócios, alugando prerrogativas, como o tempo de propaganda", esquecendo-se, certamente, do acordo no melhor estilo "balcão de negócios" que selou nos jardins da mansão de Paulo Maluf, em troca de tempo na TV para a campanha de Fernando Haddad em São Paulo. Coerência não é, definitivamente, o forte do "ex". Para não me alongar, a cereja do bolo: "Como toda instituição formada por seres humanos" - pontificou -, o Congresso comete erros. Faltou esclarecer se, acaso, contempla a hipótese da existência de outras instituições "formadas" por plantas, peixes, animais ou seres de outros planetas ou dimensões. Acredite quem quiser, esse indivíduo foi presidente do Brasil e - pior - "ameaça" voltar!

Silvio Natal

silvionatal49@gmail.com

São Paulo

*

LINGUAGEM DE BOTECO

Quem está de saco cheio é quem está pagando a conta desse desgoverno do PT. Vocês estão de saco cheio é de dinheiro dos nossos impostos, ou melhor, confisco.

Airton Moreira Sanches

moreira.sanches@uol.com.br

São Paulo

*

‘SOMBRA’

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, na terça-feira, em Brasília, que a ex-ministra Marina Silva é "sombra" do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), assim como o ex-governador José Serra é a "sombra" do senador Aécio Neves (PSDB) na disputa pelo Palácio do Planalto, em 2014. "Eu já fui essa sombra (da presidente Dilma Rousseff), mas não sou mais. Hoje ele é o mandante de todos os atos e decisões absurdas, estapafúrdias e incoerentes da presidenta Dilma. E disse: "Se encherem muito o meu saco, vou voltar em 2018", disse o petista trambiqueiro petralha em encontro com aliados. Não comentou se trará Rose de volta ou não. Rose, hoje, é a "sombra, confidente daquele jeito e a dor de cabeça" de Lula. Por favor, não encham o saco dele, porque senão ele volta e, o pior, vai ter de trazer a Rose de volta para dar continuidade às confidências.

Carlos A. Ramos Soares de Queiroz

soares.queiroz@terra.com.br

São Paulo

*

INSÔNIA

Realmente, a dupla Marina Silva e Eduardo Campos está tirando Lula do sério. Numa entrevista após a solenidade de dez anos do Bolsa Família, em vez de falar sobre o programa que é o carro-chefe dos governos seu e de Dilma, ele aproveitou para descarregar a sua irritação com a dupla de outrora aliados e que, agora, estão lhe tirando o sono. Se era para mudar de assunto, por que ele não falou do Rosegate?

Ronaldo Gomes Ferraz

ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

*

DESTINO DO PT

Os petistas devem estar se comportando como baratas tontas frente às declarações do Lula de que, "se encherem o saco", será candidato! Esse é o destino de um partido sem personalidade que obedece a uma só liderança ignorante. As viúvas ridículas de Dilma sairão correndo do enterro para glorificarem o novo rei.

Eugênio José Alati

alatieugenio@gmail.com

Campinas

*

VOLTE, LULA

Gostaria de lembrar àquele ilustre cidadão que o povo brasileiro, com certeza, está de saco cheio dele, de dona Dilma e de todos os petralhas. O seu Lula ainda reclama da imprensa. Ele tem razão. Eu também reclamo da imprensa, inclusive do "Estadão", que diariamente prestigia este cidadão ingrato e reclamão, publicando até suas fotos. Se fosse eu, não o faria, mas este prestigioso veículo jornalístico e social merece todo meu respeito, agradecimento e consideração pelo que faz, inclusive publicando e dessa forma mostrando ao Brasil escândalos e maracutaias de inúmeros cidadãos e políticos. Por isso, seu Lula, por favor, volte em 2018, mas para a sua terra, Guaranhuns (PE).

Ubiratan de Oliveira

uboss20@yahoo.com.br

São Paulo

*

O GOVERNO E OS BLACK BLOCS

Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência da República, precisa pensar um pouco antes de falar que o governo busca "dialogar" com os black blocs. O que ele disse a respeito dos sistemáticos atos de vandalismo e perturbação da ordem pública perpetrados por esse grupo - que "a repressão é necessária", mas que "só reprimir não resolve a profundidade do problema" - é um verdadeiro escândalo. Não há que se ter a menor dúvida a respeito do significado do que essa gente vem aprontando Brasil afora, nem tampouco defender que o governo faça uma reflexão sobre o "diagnóstico" das ações de bandidos que espalham o terror nas maiores cidades brasileiras - principalmente Rio e São Paulo - há quase cinco meses de forma ininterrupta. O que o governo tem de fazer é simples: 1) combater com veemência os black blocs por meio de punição exemplar, para que eles não sintam que podem sair por aí quebrando tudo e colocando em risco a vida de inocentes a cada nova "manifestação"; 2) condenar certas visões distorcidas de alguns juízes que, insanamente, vêm emitindo pareceres favoráveis a quem resolve defender suas causas partindo para a violência, em vez de argumentação. Eventuais abusos policiais têm também de ser punidos, mas não justificam em nenhuma hipótese esse inferno provocado por algumas centenas de marginais. Caso não saiba, sr. Gilberto Carvalho, vandalismo e Estado de Direito são mutuamente excludentes. Entendeu ou precisa de desenho?

Henrique Brigatte

hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

*

‘FENÔMENO SOCIAL’

Engana-se o secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, quando define os facínoras, moleques e covardes black blocs de "fenômeno social". Desde quando vandalismo, arruaça e depredação de patrimônio público e privado podem e merecem ser chamados de fenômeno social? A meu ver, é uma colossal sandice, demagogia, hipocrisia e, sobretudo, demonstração de falta de firmeza e autoridade um graduado assessor de Dilma vir a público passar a mão na cabeça desses delinquentes e desajustados. Em países desenvolvidos, sérios e respeitados, essa corja de canalhas já estaria na cadeia. O governo precisa, isso, sim, ter a humildade e a sensatez de admitir que não tem pulso para conter esses maus elementos.

Vicente Limongi Netto

limonginetto@hotmail.com

Brasília

*

NOS TERMOS DA LEI?

A presidente Dilma pede que os vândalos criminosos sejam punidos nos termos da lei. Isso é interessante. Por que ela não demonstrou a mesma indignação quando o STF "absolveu" seus companheiros, réus do mensalão? Se a gente analisar com cuidado, vai perceber que essa violência aumentou depois que o julgamento do mensalão acabou em pizza, o que já era previsto. Outra coisa: dá pra perceber que os "mascarados" só atuam nos Estados onde o PT tem interesse em ganhar as eleições. Será mera coincidência? A TV mostrou o pessoal que foi detido após destruir bens públicos e particulares, além de paralisar uma das mais importantes rodovias do País, sair da delegacia sorrindo e fazendo o "V" da vitória, zombando da polícia, da lei e da "Justiça". É como se diz na gíria: liberou geral, mano! Pobre país que vive em função de eleições, festas, Copa do Mundo, Olimpíada e por aí afora. O pior está por vir!

José Milton Galindo

galindo52@hotmail.com

Eldorado

*

CORAGEM, GOVERNADOR!

Neste ano anunciado como aquele em que "o bicho vai pegar" e "vão fazer o diabo", o governador Geraldo Alckmin está sem saída. Se manda a Polícia Militar agir com rigor contra os baderneiros profissionais, sofre pesadas críticas de amplos setores da imprensa escrita e televisiva. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a ministra dos Direitos Humanos gritam centra a "brutalidade da PM" e correm para mandar soltar os meliantes presos. Se o governador ordena que a Polícia Militar só atue mais duramente em último caso e os protestos degeneram para o quebra-quebra, população de bem se revolta e, de novo, a imprensa o critica. De uma forma ou de outra, Geraldo Alckmin recebe manchetes negativas. O jogo é político, e assim está sendo visto pela população. O governador tem de libertar-se do jugo da imprensa e fazer o que é preciso: mandar a PM agir com máximo rigor e tolerância zero e confiar que os cidadãos ordeiros e cumpridores da lei sabem diferenciar a crítica legítima da crítica com fins eleitoreiros. Coragem, governador!

Maria C. Rocha Azevedo

crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

*

ATÉ QUANDO?

A foto de mascarados atacando um coronel da Polícia Militar a pauladas, na primeira página do "Estadão" de sábado, foi chocante e inadmissível para uma sociedade que se entenda civilizada. Imaginei o que deve pensar do nosso país um estrangeiro que pretende visitar o Brasil na Copa ou na Olimpíada, ao olhar tamanha barbárie. Estou convencido de que essa atitude às avessas das autoridades de segurança só pode ser programada e pensada para manter a população com medo de se aventurar em novas e justificáveis manifestações de protesto aos desmandos do governo.

Victor Germano Pereira

victorgermano@uol.com.br

São Paulo

*

GRUPO EBX

Se Eike Batista soubesse o "xis" da questão, não teria feito a conta errada. Após o milagre da multiplicação de expectativas frustradas e prejuízos bilionários, com o derretimento de suas ações na Bolsa, o Grupo EBX (em baixa) nada mais é do que um poço sem fundo, sem petróleo e sem saída. Falência à vista, mister ex!

J. S. Deco

decoljs@globo.com

São Paulo

*

VISIONÁRIO DO PLANALTO CAI

Eike Batista, um acumulador de sonhos, conseguiu com a sua lábia enganar o Planalto de que era um visionário. O BNDES e a Caixa Econômica deram também bilhões de reais ao empresário, com juros bem subsidiados, que um pobre cidadão para comprar um simples fogão não tem. E como prova de que tanto Lula como Dilma para os amigos sempre fecham os olhos da responsabilidade quando o assunto é emprestar milionários recursos dos contribuintes (sabe Deus por que), Eike Batista, por não convencer mais seus ludibriados credores, agora está prestes a solicitar recuperação judicial de suas empresas, que estão próximas da insolvência. É de perguntar agora: Será que a presidente Dilma vai reservar o horário nobre de rádio e TV parta pedir desculpas à Nação, por ter emprestado a um empresário praticamente sem tradição no mercado quase R$ 10 bilhões de recursos, que lá atrás já previa que eram de duvidoso ressarcimento?! Aliás, como assim também o governo petista descarregou a mesma irresponsabilidade com outras empresas sem qualificação?! E neste emaranhado grave de erros cometidos, também a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) tem sua culpa, porque permitiu que o esperto vendedor de ilusão Eike Batista captasse outros bilhões de reais dos investidores nas bolsas de valores. Ou seja, essa farsa do empresário citado, com o protagonismo direto do governo petista, macula de forma vergonhosa a imagem do nosso país.

Paulo Panossian

paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

*

AUTONOMIA DO BANCO CENTRAL

Noticia o "Estadão" que Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado, deseja colocar em votação projeto que dá autonomia ao Banco Central (BC), de autoria de Francisco Dornelles (PP-RJ), sem mesmo consultar o líder do governo. É elogiável a atitude do presidente do Senado, porque se trata de providência salutar para a economia do País, impedindo a independência do órgão da interferência política constante, e inclusive de presidentes cujos pensamentos se conformam com o de dona Dilma. Na verdade, interferem e, se dá certo a intervenção, os políticos levam a fama. Em caso contrário, pagam os dirigentes do banco. A autonomia trará mais responsabilidade aos dirigentes do órgão e afastará as ingerências políticas prejudiciais à economia nacional. Nos maiores países do planeta, o BC é autônomo e independente.

José C. de Carvalho Carneiro

carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

*

BUROCRACIA FEDERAL

O editorial de economia do "Estadão" de terça-feira (29/10), sobre a burocracia federal que atravanca os portos e aeroportos brasileiros, é somente parte do problema que se transforma em custos, que são repassados para os consumidores. O que dizer dos 85 tipos de impostos, taxas e contribuições, num país onde as empresas gastam em média 2.600 horas por ano - dados do Banco Mundial - para dar conta de suas obrigações com o Fisco? Com toda essa incompetência administrativa, os produtos manufaturados acabam perdendo a competitividade no comércio exterior, e elevando o déficit na conta corrente do balanço de pagamentos, que em 12 meses superou US$ 80 bilhões.

Edgard Gobbi

edgardgobbi@gmail.com

Campinas

*

BANKLINE DO BANCO DO BRASIL

Os clientes do Banco do Brasil (cujo mote é "ter sua admiração é o que nos inspira") que moram no exterior só podem acessar suas contas correntes pela internet. Desde o início de outubro/2013, o Bankline não tem funcionado corretamente, o que causa inúmeros problemas para os acessos. Os clientes que moram no exterior, muitas vezes, dependem dessas contas para se manterem com tranquilidade. Já foram tentados vários contatos com o SAC do banco, que informa que o "sistema" está em ordem, mas várias pessoas têm tido o mesmo problema, principalmente nos EUA. O site Reclame Aqui tem várias reclamações nesse sentido, mas o Banco do Brasil tampouco as responde. Precisamos de urgência na resolução desse problema. Quem sabe com uma divulgação pela imprensa o banco se digne a colaborar com os clientes.

Luiz Anelli

anelli.0311@gmail.com

Brockport, NY, EUA

*

QUEM TEM AMIGOS NÃO MORRE PAGÃO

Qual teria sido o interesse em "mexer os pauzinhos" do PT para transferir o pedófilo Eduardo Gaievski, ex-assessor da ministra Gleisi Hoffmann, de uma cadeia de segurança máxima de Curitiba para uma de baixa segurança próxima do Paraguai? Coincidência ou não, esse criminoso sexual ameaçou o seu partido de que, se não fosse atendido em suas exigências, iria "chutar o balde e botar a boca no trombone". Onde está agora, com um pequeno "descuido" planejado, fugirá da prisão e chegará ao país vizinho, onde tem parentes e amigos que são grandes proprietários rurais; e as ameaças de denunciar por meio de documentos que alega ter, devidamente comprovado sobre os "recursos não contabilizados" para as campanhas do PT nos dois mandatos do Lula (2005-2012), parece ter surtido efeito. Vivemos, realmente momentos muito difíceis de nossa mal-ajambrada democracia.

Leila E. Leitão

São Paulo

*

BRASIL X ESPANHA

O diretor jurídico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Carlos Eugênio Lopes, disse que José Maria Marin, presidente da entidade maior do futebol no Brasil, ficou inconformado com a decisão do jogador brasileiro Diego Costa, do Atlético de Madri, da Espanha, de optar pelos atuais campeões do mundo, e não pelo Brasil, para disputar a Copa de 2014. Deixando de lado "a Pátria nas chuteiras" e a "síndrome de cachorro vira-lata", expressões criadas pelo saudoso Nelson Rodrigues, o atleta Diego está certo ao optar pela seleção espanhola. As chances de jogar pelo Brasil na Copa são mínimas, tendo em vista as figuras já carimbadas na seleção. Diego tem mais chances na Espanha do que no Brasil. No atual ataque do Brasil, quem cederia lugar para Diego? Felipão e Parreira estão indignados com a atitude do jogador por um direito de escolha pesando a seu favor a dupla nacionalidade. Diego se fez jogador na Europa, consagrando-se na Espanha. Felipão e Parreira, do comando técnico da seleção, chegam a cometer a idiossincrasia de colocar a Espanha, atual campeão do mundo, num patamar inferior ao Brasil. Felipão está se sentindo o máximo tendo desbancado Mano Menezes, mas não sem antes ter jogado o Palmeiras na série "B" do Brasileirão.

Jair Gomes Coelho

jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

*

DIEGO COSTA

Brasileiro é um povo estranho. Acusam o jogador Diego Costa de falta de patriotismo por recusar a convocação para a seleção brasileira. O cara fez a vida dele na Espanha. O povo nem sabia da existência dele. Se o brasileiro fosse realmente patriota, não estaria preocupado com alguém que tem todo o direito de escolher defender o país que lhe acolheu. Não estaria tão preocupado com o patriotismo no futebol. Estaria preocupado com a falta de patriotismo no dia a dia. Estaria nas ruas, lutando contra a corrupção, contra a falta de educação, saúde, segurança, infraestrutura. Cobrar patriotismo dos outros é fácil, já exercer o patriotismo é muito mais difícil.

Rogério Tófoli Kezerle

M5232@corpr.bradesco.com.br

São Paulo

*

HIPÓCRITA

Felipão, atual técnico da seleção brasileira de futebol, em entrevista patética-patriótica, critica a opção legítima de Diego Costa de jogar pela seleção da Espanha na Copa do Mundo de 2014. Deve ter se esquecido de ter aplaudido, enquanto técnico da seleção portuguesa de futebol, as opções legítimas de Deco e Pepe de jogarem pela seleção de Portugal, na Copa do Mundo de 2006.

Sergio S. de Oliveira

ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

*

MAYA GABEIRA

Quero cumprimentá-los pela matéria "Surfistas vão do céu ao inferno nas ondas de Nazaré", de 29 de outubro, página A18. Só deveriam ter publicado uma foto maior, no momento que Maya Gabeira ainda está surfando, para elucidar melhor o caso.

Gustavo E. de Oliveira Borges

goliveiraborges@gmail.com

Rio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.