Fórum dos Leitores

GOVERNO DILMA

O Estado de S.Paulo

27 Junho 2014 | 02h05

Apoio ao calote

Só faltava essa: o governo do Brasil toma posição, tal qual advogado dativo dos interesses argentinos, na defesa do não pagamento de dívidas. Nosso representante na ONU, o ex-chanceler Antônio Patriota, excedendo na patriotada bolivariana em favor dos maus pagadores diante da decisão judicial da Corte nos EUA, considera irracional o fato de o Judiciário americano obrigar los hermanos a pagar o que devem! Para o diplomata brasileiro, trata-se de "comportamento irresponsável, especulativo e moralmente questionável dos fundos de investimentos", mostrando além-mares a continuidade do vício petista de sempre culpar os outros. No caso, pela má gestão kirchnerista de recursos financeiros - bem-vindos quando chegados e demonizados quando vencidos -, exigindo que os tribunais sirvam a seus "louváveis" interesses políticos, senão se rebelam, absurdamente pervertendo o sentido de responsabilidade e moral a justificar o calote nos pagamentos.

MARIO COBUCCI JUNIOR

maritocobucci@uol.com.br

São Paulo

Ao defender o calote argentino, será que o governo petista está preparando o nosso?

EDGARD MOURÃO FILHO

edgardmourao@hotmail.com

Santos

Cigarras x formigas

Só num subcontinente como o nosso poderiam dirigentes, como os que temos, trocar alhos por bugalhos e chamar de irresponsáveis os investidores que têm créditos com países pouco confiáveis e caloteiros. Ora, irresponsáveis são os países "cigarras", que dependem das "formigas" para financiar seus (des)governos. Nosso embaixador Patriota, o ministro Kicillof (argentino) e o coro das cigarras louvam os inadimplentes e censuram seus credores, tachando estes de irresponsáveis e seus países, de vítimas. Certamente as cigarras são vítimas de seu pouco apreço ao trabalho e à poupança. São vítimas de sua irresponsabilidade, e não da dos outros.

MÁRIO RUBENS COSTA

costamar31@terra.com.br

Campinas

'Investimento' perdido

Estarrecido, leio no Estadão que o fundo de pensão dos Correios "aplicou" mais de US$ 370 milhões em letras da dívida da Argentina e - pasmem! - da Venezuela. Tudo perdido, estão agora descontando do salário dos funcionários para tapar o rombo. Quem terá sido o brilhante estrategista financeiro que ordenou essas aplicações bizarras e estapafúrdias? Alguém com uma estrela vermelha na lapela? Privatizem os Correios, é só corrupção!

LUIZ HENRIQUE PENCHIARI

luiz_penchiari@hotmail.com

Vinhedo

ALIANÇAS ELEITORAIS

Hilário

A piada do ano está aos pés da foto estampada no Estadão de ontem (A4), de Dilma Rousseff com Gilberto Kassab na convenção do PSD: ...Dilma defende relações 'baseadas não em conveniências, mas em convicções". Não é hilariante? Formidável!

MAURO LACERDA DE ÁVILA

lacerdaavila@uol.com.br

São Paulo

De esperteza

Ao contrário do que declarou a presidente Dilma Rousseff em discurso na convenção do PSD - que confirmou o apoio do partido à sua reeleição -, que a "esperteza tem vida curta", essa manha tem vida muito longa - a não ser que o período de 12 anos no poder seja considerado curto prazo. E dizer que a construção de relações implica não conveniências, mas convicções é querer nos dar atestado de ignorantes, ainda mais vindo de quem veio essa "pérola", segundo a presidente: do vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos, que traiu 30 milhões de eleitores, 22% do Estado, ao aceitar ser ministro da Micro e Pequena Empresa do governo petista, por puro interesse. Quem quiser maiores detalhes sobre o que é "conveniência" basta ler o Estadão de 26/6, à página A4.

SÉRGIO DAFRÉ

sergio_dafre@hotmail.com

Jundiaí

Bom conselho rejeitado

Fiquei surpreso ao ler no Estadão (26/6) que nossa presidente recebeu ordens do presidiário Valdemar Costa Neto para substituir um ministro de Estado e obedeceu, depois de consultar Lula, seu patrão! São esses os seus aliados? Na mesma edição do Estadão se lê que Angela Merkel é a verdadeira líder da Europa: quando ela fala, todos os outros líderes europeus se calam. Pois bem, há algum tempo dona Dilma desdenhou quando alguém sugeriu que aprendesse a governar como a chancelar alemã. Pois Angela Merkel é excelente governante de seu brilhante país, além de liderar a Europa, como citado, enquanto a dona Dilma só conseguiu, com a ajuda do seu mestre, derrubar o Brasil até o nível do chão, usando mentiras para justificar as suas incompetências, o que certamente será desaprovado nas próximas eleições. Ademais, Angela Merkel emagreceu bastante...

FABIO FIGUEIREDO

fafig3@terra.com.br

São Paulo

Campanha presidencial

Dilma Rousseff abriu o balcão de negócios!

ROBERT HALLER

robelisa1@terra.com.br

São Paulo

MUNDIAL DA FIFA

Vitríolo desperdiçado

O jornalista Eugênio Bucci (A imprensa de chuteiras, 26/6, A2) ao focar a patriotada ufanista que visa a transformar a Copa do Mundo em comunhão compulsiva e inconteste do povo brasileiro, infelizmente focou mais a semântica desse discurso, isto é, seu conteúdo possessivo, e apenas resvalou na sua sintaxe, isto é, a indústria que move o espetáculo. Com efeito, o futebol é, na verdade, periférico à Copa. Sua base são a indústria publicitária e seus anunciantes - bancos, refrigerantes, automóveis et caterva -, aliados ao oportunismo dos políticos e à corrupção generalizada das empreiteiras. Todos nos induzindo a sucumbir "ao bailado dos gramados". Devemos, portanto, agradecer infinitamente a Gana, que ao enviar um avião recheado de milhões de dólares aos seus jogadores escancarou a face que a Fifa quer manter oculta ao armar o seu circo mundo afora.

LUIZ MEYER

luimeyer@uol.com.br

São Paulo

Torcida contra

Brilhante, como sempre, Eugênio Bucci escreve o que pensa grande parte dos brasileiros. Esse time da CBF passa muito longe de ser uma seleção do país Brasil, por isso muitos, como eu, infelizmente se veem obrigados a torcer contra. Tudo isso para agradar aos patrocinadores.

CARLOS NORBERTO VETORAZZI

cnorbertovetorazzi@yahoo.com.br

São José do Rio Preto

*

PLANO DIRETOR

Três reportagens do “Estadão” de 25/6, sobre o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), devem causar profunda aflição na população paulistana, por envolver a aprovação do Plano Diretor da cidade de São Paulo. A mais grotesca é a que narra o “sítio” à Câmara Municipal pelos membros do citado movimento, que ameaçam ficar acampados ali até a aprovação de parte do Plano Diretor que os beneficie, ainda que em alguns casos prejudique a população como um todo. Uma das áreas ocupadas por participantes do movimento é próxima ao estádio do Corinthians em Itaquera e pertence a uma construtora. Poderia até ser eventualmente objeto de desapropriação pela Prefeitura e destinada à construção de habitações populares, aproveitando projeto do vereador Police Neto, mas jamais ser invadida, ao arrepio da lei. Pois um ator mais importante que os interesses dos invasores é o expressivo número de 1 milhão de moradores da cidade que aguardam a sua vez para adquirir a sua casa. Se acampar diante da Câmara Municipal e pressionar e afrontar os vereadores fosse normal, 11 milhões de paulistanos poderiam fazer a mesma coisa, por inúmeros motivos, tão válidos quanto os dos invasores. É evidente que o MTST está fazendo toda essa pressão indevida porque tem costas quentes. O fato de o coordenador do movimento ter sido recebido pela presidente da República, pelo governador do Estado e pelo prefeito comprova isso. Aliás, na reunião com o governador, o líder do MTST, agora com o moral elevado, além de tratar do problema de moradias, entendeu ser seu mister tratar dos futuros projetos do Metrô, da CPTM, das integrações dos transportes públicos na região metropolitana e da identificação dos policiais militares em seu uniforme, além de reclamar da falta de água à noite nas regiões sul e norte e do excesso de cloro em algumas delas. Só faltou reivindicar um cargo de secretário. E uma terceira notícia nos deu certo consolo, pois nos informou que promotores da Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo já analisam a situação das invasões. Como declarou o promotor Marcus Vinicius Monteiro dos Santos, “parece que a sensação atual é de que só receberá moradia quem invadir. Isso não é verdade. O cadastro será observado de qualquer forma”. Assim, os vereadores não podem se submeter a pressões indevidas e ilegais, nem do MTST nem das construtoras e muito menos de seus mesquinhos interesses políticos. A cidade está ficando sufocada pela falta de espaços para a população contar com áreas para o lazer e as imprescindíveis áreas verdes que nos forneçam o oxigênio necessário. Quanto às áreas localizadas em zonas de preservação ambiental e, principalmente, de mananciais, não poderão jamais ser objeto de construções de qualquer tipo e as transgressões devem ter tolerância zero. A começar daquela localizada na Estrada de M’Boi Mirim.

Gilberto Pacini

benetazzos@bol.com.br

São Paulo

*

‘TRISTE ESPETÁCULO’

É lamentável que um projeto tão importante para a nossa cidade (Plano Diretor) seja votado sob ameaças e pressões de um grupo, ainda que com reivindicações legítimas. Sugiro aos nossos nobres vereadores que se utilizem da mesma moeda e só votem o novo Plano Diretor quando o MTST desocupar a Câmara e suas redondezas, parar com as invasões e respeitar eventuais ordens de reintegração de posse, pois ainda vivemos num país onde a Constituição assegura o direito à propriedade e a lei e a ordem devem ser respeitadas por todos. Se cederem à chantagem deste grupo, qualquer um se achará no direito de fazer o que bem entender em nome de qualquer problema social.  

Celso Neves Dacca

celsodacca@gmail.com

São Paulo

*

APELO AOS VEREADORES

Vote não ao Plano Diretor, um estelionato tecnocrático, um conceito e um discurso acadêmico para a mídia, e, na hora da lei, um mapa completamente diferente!

Frederic Stiebler Couto fred@programma.com.br

São Paulo

*

DESORDEM

É um absurdo o que está acontecendo em frente à Câmara Municipal de São Paulo. A ação de acampar na rua, fechar uma importante via de trânsito e impedir e o ir e vir das pessoas, inclusive de funcionários, é antidemocrático. Sabemos que essa medida é uma tentativa de pressionar o governo. Mas não é na marra e no grito que esse tipo de objetivo será alcançado. Não podemos votar o Plano Diretor enquanto existir essa pressão, que na minha opinião caminha para uma verdadeira desordem urbana na cidade.

Coronel Camilo, vereador

camillahaddad7@gmail.com

São Paulo

*

TRABALHADORES QUE NÃO TRABALHAM

Assisto a noticiários televisivos, leio jornais impressos sobre a ação coordenada por jovem de classe média, de formação superior, ou seja, a “elite branca”, na classificação de Lula. Vejo um grande número de pessoas, que seriam os trabalhadores sem-teto, que podem ficar dias a fio acampados em diferentes pontos da cidade. Gostaria de saber em que hora conseguem trabalhar?

Ana Lúcia Amaral

anamaral@uol.com.br

São Paulo

*

NÃO RESOLVEU

Depois de 12 anos de governo do PT, ou de poder, melhor dizendo, ainda é necessário fazer invasões de terrenos e prédios para solucionar o problema de falta de moradias? Há algo de estranho no reino tupiniquim!

Arlete Pacheco

arlpach@uol.com.br  

Itanhaém

*

MERA CURIOSIDADE

Se para uma manifestação de rua pagam-se R$ 30,00 mais um lanche, quanto será que ganha cada “sem-teto” plantado diante da Câmara Municipal?

Hermínio Silva Júnior

hsilvajr@terra.com.br

São Paulo

*

COPA DO MUNDO

Na fase de classificação da Copa do Mundo, as seleções privilegiaram o ataque, ao invés de toques de lado, despontando os emergentes da bola, que eliminaram campeãs, com times baratos e sem estrelas. Quanto ao técnico da Alemanha Joachin Löw, que continua limpando o nariz diante do público, e Luis Suárez, do Uruguai, mordendo os adversários, não mudaram o perfil. Se o Brasil vencer a Copa, quem vai dar cambalhotas na rampa do palácio será a “presidenta”, pois pretende faturar politicamente com a tão esperada vitória, uma espécie de “Dilmaço” que deixaria o povão anestesiado, pelo menos até as eleições.

Alberto Bastos Cardoso de Carvalho

albcc@ig.com.br

São Paulo

*

PORTUGAL ELIMINADO

O gajo Cristiano Ronaldo é tão vaidoso que veio ao Brasil somente para cortar o cabelo.

Ariovaldo Jorge Geraissate

ari.bebidas@terra.com.br

São Paulo

*

FRASE DO DIA

Bem feito para o Japão, fica investindo em saúde e educação, tá aí o resultado: fora da Copa!

Euclides Souza

eucsneto@gmail.com

São Paulo

*

CENAS INUSITADAS

Esta “Copa das Copas” ainda está na metade e já apresentou duas cenas inusitadas que nada têm que ver com a bola na rede ou com jogadas que merecem replays repetidos à exaustão. A primeira foi a estrepitosa vaia endereçada à presidente Dilma Rousseff, que mal conseguiu disfarçar a sua carantonha e dividiu-a com o presidente da Fifa, Joseph Blatter. A segunda cena concedeu, pelo seu ineditismo, o título de clone de Hannibal canibal ao jogador da seleção do Uruguai Luis Suárez, artilheiro internacional que se dedica à prática do vampirismo com instintos caninos: mordeu o ombro de um jogador rival durante a partida contra a Itália. Foi julgado e condenado a 9 jogos de suspensão e 4 meses sem participar de jogos. O excelente atleta é useiro e vezeiro da prática de canibalismo, pois já havia sido punido anteriormente duas vezes pela mesma prática. Uma aposta insólita aconteceu na Suécia: mais de cem ganhadores acertaram um bolão: se Suárez iria ou não morder alguém nesta Copa do Mundo. Barcelona e Real Madrid, da Espanha, cogitam de contratar o atleta, mas já sabem que deverão incluir no uniforme um componente novo, ou seja, uma focinheira. Ou seus adversários um armadura medieval?

Jair Gomes Coelho

jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

*

FICOU BARATO

Acredito que tenha ficado “barato” para Luiz Suárez a suspensão de 9 jogos (mais 40 dias e multa) que lhe aplicou a Fifa pela absurda mordida que deu no ombro do craque Chiellini no jogo Itália - Uruguai, da Copa do Mundo. Reincidente que é e já tendo sido punido antes - por duas vezes! - por idêntica razão, deveria a entidade máxima do futebol considerar os “antecedentes do réu” e dar ao aprendiz de vampiro da celeste a pena dura que merecia.  Lastimável, sob todos os pontos de vista, as opiniões do craque uruguaio Lugano, que tentou - felizmente sem êxito - minimizar o ato bárbaro do colega, comparando-o a uma falta dura, porém comum, e devidamente punida com cartão amarelo, praticada por Neymar em disputa de bola. O “Hannibal” uruguaio é craque indiscutível, o melhor jogador do Uruguai, mas isso não o torna imune a sanções disciplinares. Precisa de um bom analista para tentar conter seus impulsos vampirescos, poupar os adversários de seus caninos e concentrar-se mais no jogo.

Silvio Natal

silvionatal49@gmail.com

São Paulo

*

INOCENTE

O genioso e herói centro-avante do Uruguai Luiz Suárez foi punido “injustamente”. O zagueiro italiano Giorgio Chiellini colocou seu ombro dentro da boca do centro-avante! Foi o zagueiro quem deu causa para o incidente, certo?

Arcangelo Sforcin Filho

arcangelosforcin@gmail.com

São Paulo

*

‘MORDIDAZO’

No Brasil, a “celeste” uruguaia não faz por menos: em 1950, o Maracanazo calou o País na final; nesta Copa, o insólito “mordidazo” do artilheiro Luisito Suárez chocou o mundo. É craque com os pés e insano com os dentes. Que seja mesmo expulso do Mundial.

J. S. Decol  

decoljs@globo.com

São Paulo

*

SUSPENSO PELA FIFA

Será que Luisito Suárez não sabe que no futebol moderno não se morde, “chuuupa!”?

Marcos Catap

marcoscatap@uol.com.br

São Paulo

*

PARADOXAL

Deu uma “mordida” e ainda terá de pagar. Mordida esquisita essa, não?

José Piacsek Neto

bubanetopiacsek@gmail.com

Avanhandava

*

REFORÇO ESTRATÉGICO

Petistas eufóricos acabam de receber dois grandes reforços, e, diga-se, dignos do partido para alavancar a campanha eleitoral visando à reeleição de Dilma Rousseff: Delúbio Soares e José Dirceu, recém-liberados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para trabalhar fora da prisão durante o dia, certamente vão poder por 12 horas diárias ajudar o partido a arrecadar recursos para esta eleição e atender também os famintos aliados, assim como muito bem fizeram quando criaram o mensalão, que beneficiou diretamente a reeleição de Lula. Agora, genuinamente, é um PT com seu time completo para enfrentar esta corrida presidencial. E, sob a orientação e incentivo de Lula e Dilma, prometem fazer “o diabo” para permanecer no poder e provar que o exercício da ética é apenas um palavrão. Ou seja, triste e fiel retrato de que a impunidade no País realmente é a mãe da desgraça das nossas instituições. Porque quem rouba o erário recebe apenas uma pena leve, ou de pai para filho, como o que ocorreu com Delúbio, José Dirceu, Genoino, entre outros, deixando em frangalhos, e sem perspectivas de melhoras, o futuro da nossa Nação.

Paulo Panossian

paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

*

ALIVIANDO

Nem bem o ministro Joaquim Barbosa deixou o STF (por motivos que todos os brasileiros gostariam de saber), o STF começou a aliviar para os condenados do mensalão. Contrariando a lei, a Corte Suprema autorizou, por 9 votos a 1, que o ex-ministro José Dirceu possa trabalhar fora da cadeia. Sabe como é: as eleições estão chegando... Todos os processos deverão ser revistos e, em breve, todos estarão livres. A nossa Constituição não diz que todos são iguais perante a lei? E os presos comuns que estão presos na mesma situação, vão sair também?

José Milton Galindo

galindo52@hotmail.com

Eldorado

*

FESTA

Afastado do cargo o presidente comandante, ético e independente, ministro Joaquim Barbosa, o STF fica livre para a festa de continuar o vício da impunidade, que favorece os condenados do mensalão. Não vejo outra alternativa à extinção deste tribunal.

Antonio de Souza D’Agrella

antoniodagrella@yahoo.com.br

São Paulo

*

DE VIRAR

Ver o ministro Barroso elogiando José Genoino e o pleno do STF soltando Dirceu foi de revirar o estômago! Isto aqui não tem jeito, não. Quem puder, caia fora, enquanto ainda é possível.

Maria Cristina Rocha Azevedo

crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

*

UM POR TODOS E TODOS POR UM

Luis Roberto Barroso, indicado pelo quinto da OAB do Estado do Rio de Janeiro para ministro do Supremo Tribunal Federal para preencher uma vaga que se deu naquela corte com a aposentadoria de um dos seus membros, e nomeado depois das exigências legais pela presidente Dilma, foi “casualmente” sorteado relator da Ação Penal 470 (mensalão), em substituição ao ministro Joaquim Barbosa, que renunciou ao cargo. Um dia após ser sorteado, o novel relator disse que “quem está preso tem pressa”. Só pode ser para sair! Não deu outra. Com o voto do novo relator e baseado em jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça e em várias instâncias judiciárias, e escolhendo como primeiro exemplo o caso do medalhão do PT ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, posto em pauta imediata também pelo novo presidente do STF, Ricardo Lewandowski, os ministros desta corte, em maioria quase absoluta, por 9 a 1 (voto contrário do decano Celso Mello), começando a julgar recursos de condenados no mensalão, autorizaram o mencionado José Dirceu, que está preso desde novembro no Complexo da Papuda, a trabalhar na biblioteca do escritório de um advogado, e a prisão servindo obrigatoriamente só para dormir. Com essa decisão do STF, criou-se uma nova jurisprudência pondo por terra todos os argumentos e legislação pertinente do antigo relator Barbosa, que não compareceu à sessão e que indeferiu todos os recursos dos condenados mensaleiros. Ainda, com fundamento na decisão em tela, o novo relator Barroso poderá sozinho dar provimento a todos os recursos dos nove condenados relacionados pelo “Estadão” em 26/6. Tem razão a jornalista Eloisa Machado de Almeida: “Um por todos, todos por um”.

Antonio Brandileone

abrandileone@uol.com.br

Assis

*

MENSALEIROS

Sem JB no STF, vem mais molezinha para a quadrilha. É questão de tempo.

Jose Roberto Iglesias

rzeiglesias@gmail.com

Sao Paulo

*

BENESSES

Como já era esperado, as benesses aos mensaleiros presos já começaram a chegar. Dirceu já está autorizado pela Suprema Corte a trabalhar fora. Sem sombra de dúvidas, o ministro Joaquim Barbosa deixará muitas saudades.

Francisco Zardetto

fzardetto@uol.com.br

São Paulo

*

PROGRAMA DE APLAUSO AO TRABALHADOR

Quem nunca trabalhou agora pode! E graças ao “noço” STF. Aplaudam...

A.Fernandes

standyball@hotmail.com

São Paulo

*

PIZZA

Sai Barbosa, entram a pizza e o samba. (Sobre a permissão do STF para José Dirceu trabalhar fora.

Luciano Harary

lharary@hotmail.com

São Paulo

*

MANIPULAÇÕES

Nossa Justiça, cada vez mais desacreditada, teve mais um desfecho lamentável, repugnante e vergonhoso mediante atitude do Supremo Tribunal Federal, que por 9 votos a 1 autorizou o ex-ministro José Dirceu a trabalhar na biblioteca de um escritório de advocacia em Brasília antes de completar 1/6 da pena, como determinava a tese do presidente Joaquim Barbosa, que estava ausente na Corte na ocasião. Ou seja, mais uma vez nos deparamos com uma decisão manipulada e totalmente parcial em conluio total com o governo petelulista. Vergonhoso!

Angelo Tonelli

angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

*

JOSÉ DIRCEU

Quem diria que um dia ele ainda iria trabalhar.

Luiz Frid

luiz.frid@globomail.com

São Paulo

*

RANGO QUENTE

Agora que o ex-ministro José Dirceu está liberado para trabalhar, será que ele irá almoçar em restaurantes ou levará marmita da Papuda?

Virgílio Melhado Passoni

mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

ABANDONADOS

O ministro Joaquim Barbosa encheu-nos de esperanças. Com ele voltamos a acreditar na Justiça. O ministro sabia dos altos encargos que enfrentaria e aceitou o desafio, mesmo indo contra aqueles aos quais devia o cargo. Homem certo para o cargo certo. Porém, não demorou para pedir  aposentadoria, frustrando-nos. Sob alegação de problemas de saúde, está se afastando do STF. Isso nos coloca à mercê das quadrilhas e o ministro sabe muito bem disso. Mesmo assim, abandonou as nossas esperanças. Ficaremos na mesma, como antes: tudo igual no quartel dos Abrantes. Por que fez isso conosco? Por que nos abandonou? Se se afastasse para se candidatar à Presidência da República, seria amplamente votado. Mas declarou que não queria ser presidente. Fica a dúvida: por que pediu aposentadoria do STF por motivos de saúde, e, convidado, aceitou ser o ministro da Justiça numa provável vitória de Aécio Neves? Se o ministro está doente, não deve aceitar cargo algum! Então que permanecesse no STF, sendo de grande utilidade ao País.

Alberto Nunes

albertonunes77@hotmail.com

São Paulo

*

KNOW HOW

Foi só Barbosa sair que abriram as porteiras. Dirceu está atrás de emprego. Você precisa de um tesoureiro? Ele é expert.

Silvio Leis

silvioleis@hotmail.com

São Paulo

*

CONSELHO CONSULTIVO INTERINSTITUCIONAL

Oportuna a entrevista com o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador dr. José Renato Nalini (“Estadão”, 22/6). Já se fazia indispensável um canal de estreita comunicação com a sociedade civil, órgãos públicos e entidades representativas. Alvissareira a criação do Conselho Consultivo Interinstitucional, que, seguramente, alicerçará as decisões administrativas daquele tribunal. Parabéns ao desembargador dr. José Renato Nalini pela brilhante ideia!

Justo Penteado Chacon

justopchacon@gmail.com

Sorocaba

*

PROTESTOS DO MOVIMENTO PASSE LIVRE

Os dois manifestantes presos, um funcionário e estudante da USP o outro ex-PM de São Paulo e Pará, ou seja, “mamaram e mamam” ainda nas tetas do governo e agora fazem manifestação contra o governo. É muita cara de pau! Processo e cadeia neles, sim! Corja de desocupados que nada agregam na sociedade, não contribuem para o desenvolvimento dela e ainda nos prejudicam e depredam o bem público, disse público pois o que destroem não pertence somente ao governo, e, sim, ao povo de São Paulo. Parabéns ao governo de São Paulo! Chega de falso moralismo e atos politicamente corretos para com aqueles que prejudicam a maioria dos cidadãos.

Antonio Almeida

paxludux@terra.com.br

São Paulo

*

INSATISFEITOS

Felizmente, o secretário de Segurança Pública, em matéria publicada neste jornal, pode perceber que nem a Polícia Civil, leia-se Polícia Judiciária, está satisfeita com o número baixo de esclarecimentos de crimes de roubo. Todavia ele não percebe - ou, se percebe, continua com política equivocada de Segurança Pública desenvolvida ao longo desses 20 anos com o perigoso esfacelamento da Polícia Civil. Por isso é preciso investir pesada e adequadamente nesta polícia, estimulando-a a estar bem preparada e com isso recrutar novo integrantes que poderão criar a possibilidade da descoberta e punição efetiva dos marginais. São Paulo que já teve a melhor Polícia Judiciária do País, não pode continuar a ser este péssimo exemplo de ineficiência e ineficácia, em razão da miopia administrativa de seus governantes.

Ruyrillo Pedro de Magalhães

ruyrillo@ig.com.br  

Campinas

*

GOVERNO CÍNICO

O governo não assume seus erros e não deixa a Polícia Militar (PM) trabalhar. Secretário de Segurança de São Paulo diz que não sabia de nada e que PM fez acordo. Essa é a marca de um governo frouxo, que trava o trabalho da PM, governo que já deu inúmeras provas que discrimina a corporação, que a hostiliza com medidas odiosas, embora dela dependa para seu projeto eleitoral. Desculpem a comparação mais uma vez: para quem já disse que o aumento dos roubos foi um ponto fora da curva, tripudiar sobre a corporação é tirar da reta... a responsabilidade. Este é um governo que não assume seus erros, cujo representante dá mostras de absoluta falta de liderança e carisma, que não protege a instituição policial que tem sob suas ordens (pelo menos teoricamente), que procura jogá-la contra a opinião pública, aparecendo perante os leitores como “especialista”, quando na verdade nada entende (todo mundo sabe disso) e que só aparece perante câmeras e microfones para colher dividendos quando a ação da corporação é meritória. Que méritos reúne para concluir que a PM errou? Por que não deixa de fazer centenas de reuniões apenas para diminuir os indicadores criminais e efetivamente emprega a decantada inteligência para combater a criminalidade? Por que não deixa de lado as ONGs que, em parceria com o Estado, executam um comando paralelo na Secretaria de Segurança Pública? Quem pensa que é esse governo para chamar a gloriosa corporação de ingênua? Faltam-lhe autoridade e credibilidade. A PM se mantém em silêncio porque é, acima de tudo, leal, apesar da incompetência daqueles que transitoriamente ocupam o poder. Essa irresponsável declaração, certamente, é a maior traição que se evidencia nesse episódio.

Antonio Ferreria Pinto, ex-secretário de Segurança do Estado de São Paulo

cibele@adcompress.com.br  

São Paulo

*

CAMPANHA ELEITORAL

Que vergonha ver a presidente do País ficar refém dos partidos em busca de apoio. Lula, antes de se eleger, gritou aos quatro cantos do mundo que, se eleito, acabaria com os “picaretas” do Congresso. Ao chegar lá, com a faca no pescoço, instituiu o mensalão e ficou nas mãos dos partidos para poder governar e pagou para i$$o. Nenhuma estranheza sua pupila ir pelo mesmo caminho, apenas uma decepção, pois quem ganha eleição e tem o apoio do povo deveria ter coragem para tomar medidas que beneficiassem o País, e não os bolsos dos aliados. Muito triste ver os rumos da política brasileira, cada vez mais enterrada na vala da corrupção, dos ilícitos e toda ordem de malfeitos. Brasil, você não merecia ser maltratado pela grandeza que tu tens, faltam estadistas para dirigir este barco, cuja picaretagem tomou de assalto o leme.

Izabel Avallone

izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

ÓDIO

Ao ver os discursos do sr. Lula, de rosto apoplético, expressão de raiva evidenciada por sua voz rouca, propondo o “nós” contra “eles”, como se sua criatura tivesse sido eleita por 100% dos votos, minha pergunta é: de quem deveríamos esperar o ódio?

Cesar Araujo

cesar0304araujo@gmail.com

São Paulo

*

BOLIVARIANISMO

O Brasil caminha a passos largos para entrar no projeto chamado bolivarianismo. Ódio aos Estados Unidos, amizade medular aos países de esquerda, corrupção deslavada para fazer caixa de partido, inaugurações eleitoreiras de obras inacabadas, tentativas constantes de cercear a imprensa para agir livremente, demagogia vergonhosa, estímulo à luta de classes, mentiras e manobras constantes para escamotear o déficit público, propaganda enganosa caríssima nos meios de comunicação e muitas outras coisas que a gente nem sabe apontam para esse desastroso caminho. Basta ver a situação dos amigos bolivarianos, Cuba, Venezuela e Argentina, para termos uma ideia do perigo que isso representa.

Geraldo de Paula e Silva

geraldodepaula@ibest.com.br

Teresópolis (RJ)

*

MUDANÇA?

“Suguem o que puderem e venham para nós”, diz Aécio Neves aos dissidentes do barco governista. Com essa postura, dá para acreditar em mudança?

Fernando Moreno

frodg434@hotmail.com

São Paulo

*

CINEMA BELAS ARTES

A reabertura do cinema é um ato de generosidade com a cidade de São Paulo e com o cinema de Andre Sturn, que vem perdendo a cada dia mais salas deste tipo, e migrando para os shoppings com seus ingressos caríssimos.

Marcos Barbosa

micabarbosa@gmail.com

Casa Branca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.