Fórum dos Leitores

 

O Estado de S.Paulo

24 Junho 2012 | 03h06

ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Muito por nada

Não sei por que tanta celeuma em torno de uma aliança entre o PT e Paulo Maluf (PP-SP) em São Paulo. Depois de o partido ter celebrado alianças com José Sarney, Renan Calheiros, Jader Barbalho e tantos outros tão criticados em passado recente, e depois dos 40 mensaleiros, fica mais do que evidente que não existe diferença perceptível entre PT e qualquer outro P em atividade no País. Maluf é tão somente o cara marcado como corrupto. Fosse o único ou pelo menos o maior... Mais uma vez, Lula mostrou para quem quiser ver que se acha o dono do PT e o rei da cocada. É de perguntar: Por que, afinal, só não pode o Maluf? E todos os demais que infestam e infernizam a vida pública no Brasil há tantos anos, podem? Não sou eleitor de Luiza Erundina (PSB-SP), mas admiro e louvo sua coerência por ter abandonado a chapa petista de Fernando Haddad. Depois de ter deixado o PT por aceitar ocupar um cargo que não contradizia, à época, normas, diretrizes e princípios defendidos pelo PT, juntar-se ao partido, hoje, seria mostrar ser apenas mais uma.

ADILSON LUCCA SABIA

adilsonsabia@gmail.com

São Paulo

Armadilha

Maluf saiu vencedor da velha desavença política que tinha com os petistas. Conseguiu manchar o PT atraindo para si o ícone do partido: levou Lula aos jardins de sua mansão, desgastou a imagem do ex-presidente com um aperto de mão e, com isso, decepcionou os eleitores do PT. Luiza Erundina desistiu de ser vice de Haddad e, agora, é Maluf quem continua a dar palpites na chapa. Fica claro, portanto, que o desgaste ficou com o PT. Uma vingança malufista que deu certo. Logo, logo, a ficha do pessoal do PT cai, nesta que foi uma verdadeira armadilha política.

JOSÉ PIACSEK NETO

bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

O vice

O advogado Luiz Flávio Borges D'Urso, ex-presidente da OAB-SP e pré-candidato do PTB à Prefeitura de São Paulo, revelou na quinta-feira que foi procurado por Maluf para conversar sobre a possibilidade de compor a chapa com Fernando Haddad. Apesar de a coordenação da pré-campanha petista dizer que Maluf não seria protagonista na sucessão municipal, o deputado mostrou-se um articulador ativo. Não seria mais surpresa se Maluf substituísse Lula numa candidatura em 2014, no caso da recidiva do câncer.

CONRADO DE PAULO

conrado.paulo@uol.com.br

Bragança Paulista

'A Revolução dos Bichos'

Sobre a foto de Lula com Maluf, quem já leu A Revolução dos Bichos, de George Orwell, não estranhará nem um pouco. Aos que ainda não leram, façam-no. É a síntese da política brasileira.

RUI CELSO RIBEIRO MARTIN

rc.martin@uol.com.br

Campinas

Café pequeno

Para quem já se deixou fotografar com Fidel, Evo, Kadafi, Ahmadinejad e tantos outros, uma foto ao lado de Maluf é café pequeno!

ANA MARIA CARMELINI

carmelini.ana@terra.com.br

São Paulo

Máscara

Depois do acordo entre Lula e Maluf (sem falar em Sarney e Collor), fica a pergunta: O PT mudou ou só tirou a máscara?

VANDERLEY JORDÃO

vanjord@ig.com.br

São João da Boa Vista

A vingança de Maluf

Há pelo menos um consolo para Fernando Haddad e Lula, que sonham inutilmente com a Prefeitura de São Paulo: seguindo o preceito do recente aliado, essa aliança estupra, mas não mata.

FLAVIO MARCUS JULIANO

opegapulhas@terra.com.br

Santos

Isto é Brasil

Por que Maluf, "procurado" pela Interpol, não é por ela localizado em sua casa na Rua Costa Rica? Será porque Lula estabeleceu o Brasil como refúgio seguro para ladrões e assassinos?

GILBERTO B. SCHLITTLER

gschlittler2@mac.com

São Paulo

Encontrado

Lula chegou na frente da Interpol e conseguiu encontrar o Maluf.

ANTONIO JOSE G. MARQUES

a.jose@uol.com.br

São Paulo

Lula + Maluf

Se, com o resultado desse somatório, não cair a ficha do eleitor brasileiro, então tá na hora de pular do barco. O comandante é um capitão italiano.

ROBERTO CASTIGLIONI

rocastiglioni@hotmail.com

Santo André

Os 'picaretas' de Lula

Vale a pena relembrar: os picaretas eram 301.

EDUARDO HENRY MOREIRA

henrymoreira@terra.com.br

Guarujá

O pedido

"E, se o Pitta não for um bom prefeito, nunca mais votem em mim." Parece que não ouviram, agora aguenta.

ANGELO ANTONIO MAGLIO

angelo@rancholarimoveis.com.br

Cotia

O PT chegou primeiro

A foto do aperto de mão entre Lula e Maluf diz tudo: PT = Perda Total. Infelizmente, a oposição também gostaria de estar ali.

CARLOS DRANGER

carlosdranger@gmail.com

São Paulo

Engano

Lula foi enganado. O estrago da aliança do PT com Maluf foi tão grande que a verdadeira aliança de Maluf foi com o Serra.

VICTOR GERMANO PEREIRA

victorgermano@uol.com.br

São Paulo

PT-PSDB

Por míseros 95 segundos a mais de tempo no horário eleitoral, o PT "malufou" e o PSDB se aliou ao PR de Valdemar Costa Neto. Estão vendendo a alma ao diabo por míseros trocados.

J. S. DECOL

decoljs@globo.com

São Paulo

'Puro-sangue'

Serra se livrou do mico Maluf graças a Geraldo Alckmin. Agora, sr. governador, ouça os aliados de Serra e complete a chapa do PSDB apoiando para vice Andrea Matarazzo. Pelo menos os paulistanos terão a oportunidade de votar numa chapa "puro-sangue".

JOÃO RICARDO SILVEIRA JALUKS

jr.jaluks@estadao.com.br

São José dos Campos

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

AS VIAGENS DE MARCO POLO

Com a CPI do Cachoeira em recesso forçado pela realização da Rio+20 que terminou na sexta-feira, da mesma forma como começou, ou seja, sem nada de importante que possa sugerir a salvação do Planeta, sem embargo dos US$150 milhões, que foram torrados na preparação do evento. Parlamentares do PMDB e do PDT receberam um convite um tanto inusitado do Partido Comunista da China. Os chineses querem um intercâmbio com os políticos brasileiros do Congresso. Para isso peemedebistas e pedetistas organizariam uma comitiva para conhecer o funcionamento do partido na China. Posteriormente, os chineses mandariam um grupo para aprender (?) com os parlamentares daqui.O funcionamento do Parlamento chinês é desconhecido por nós e os nossos parlamentares, a exemplo do mercador veneziano, Marco Polo,voltariam encantados com o que poderiam absorver. Quanto aos chineses, pouco ou nada receberiam com esse intercâmbio, principalmente nessa fase da CPI do Cachoeira e a aproximação do julgamento do mensalão. A sabedoria confuciana ensina que "a política é igual ao carvão aceso queima, apagado suja".

Jair Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

*

ESTÁ TUDO DOMINADO

Segundo noticiário, a mãe do Presidente da CPI do Cachoeira, Vital do Rego, que por acaso é Deputa Federal, teria recebido doações de campanha da Famigerada Construtora Delta. Tá tudo dominado. Assim já é demais!

 

José Marques seuqram.esoj@bol.com.br

São Paulo

*

SAINDO FORA

A ministra Eliane Calmon, disse que o juiz federal Paulo Augusto M.Lima, responsável pelas investigações do bicheiro Carlinhos Cachoeira, afastou-se das investigações, não por medo, e, sim, por estar cansado. Gostaria de dizer a ministra que quem está cansado mesmo é a sociedade brasileira de ver essa novela !

 

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

INSEGURANÇA E INJUSTIÇA.

 

Em um país verdadeiramente democrático, não se pode pretender a realização da Justiça satisfatória sem que os magistrados, integrantes de um dos Poderes da República, o Judiciário, tenham segurança e garantia de realização plena e livre de seu nobre mister de julgar. É inadmissível o que ocorreu com o ilustre magistrado Paulo Moreira Lima, ex-juiz do Caso Carlinhos Cachoeira, ameaçado ele e sua família por asseclas da máfia investigada. E, da mesma forma que o juiz Leão Aparecido Alves, em decorrência do vazamento da operação da PF, tendente a apurar fatos relativos ao corretor zoológico Carlinhos Cachoeira, por parte de sua mulher, não merecia mesmo exercitar, no caso, a judicatura, o magistrado, agora incumbido do julgamento, Alderico Rocha Santos, deve ter todo o apoio e segurança possíveis, porque a sua tarefa é árdua e difícil, sujeita a pressões e mais ameaças. Como ocorre em outras democracias mais antigas e aperfeiçoadas, quem ameaça um magistrado, felizmente, se sujeita a penalidades adequadas ao procedimento. Não estaria na hora de a OAB nacional, também, apoiar os magistrados ameaçados? O Estatuto da OAB não obriga a entidade a prestigiar o bom desenvolvimento da Justiça, comparecendo até em atos públicos, por fatos de importância social (art. 44)?

José Carlos de Carvalho Carneiro carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

*

CACHOEIRA E A CRISE DAS EMPRESAS

Carlos Cachoeira é o patrocinador do Atlético Clube Goianiense (ACG), que esta na 1.ª divisão. Após a prisão de seu patrocinador, o ACG está sem pagar salários aos jogadores. O clube está em crise. Será por isso a pressa do advogado M.T. Bastos em ver seu cliente livre? Se o clube está em crise pode-se imaginar as demais empresas que Cachoeira comanda em Anápolis. Deve ser muito triste mesmo ter um chefe tão poderoso atrás das grades por tanto tempo. A demora da CPI em abrir investigação contra Cachoeira põe em xeque a credibilidade de deputados e senadores que a essas alturas devem estar com os joelhos cheios de calos de tanto fazer promessas para que as coisas não venham a público. Cachoeira não é homem de esperar muito, se ele começar a falar o que sabe a casa pode cair.

Izabel Avallone Izabel izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

QUEM SEGUE QUEM?

"Dize-me com quem andas e dir-te-ei quem és." Será que é o Carlinhos Cachoeira que anda com o dr. Márcio Thomaz Bastos ou é o dr. que usufrui da companhia do Carlinhos?

Olímpio Areias Bicalho olimpio@lpnet.com.br

Botucatu

*

BRASIL VELHO DE GUERRA

Dora Kramer, em sua coluna de 20/06, supõe que o caso Cachoeira possa acabar em impunidade tendo em vista uma CPMI "bamba", juiz e procuradoria de Goiás ameaçados, o juiz Tourinho Neto pendendo para o lado" light" no tratamento a Cachoeira, enfim, por se tratar de uma máfia que envolve o Estado, contraventores e agentes públicos e privados, uma rede sólida. Tal possibilidade de impunidade remete a outro caso, o do mensalão, valendo usar palavras de outro jornalista: "... talvez os brasileiros tenham de se contentar com a existência de um crime sem criminosos!" Com esta frase, Reinaldo Azevedo, fazendo coro com Dora Kramer, põe o dedo em uma ferida que muito dói em nós, brasileiros. São crimes e mais crimes em cima de crimes sem que haja transgressores. A secular impunidade perdoa a todos, mesmo com colossais prejuízos à sociedade. Se o mensaleiros forem simplesmente absolvidos, se nossa mais alta corte entender que todo o desvio de dinheiro público e que a compra de nosso Legislativo pelo PT - como forma de aniquilação da democracia - não representam crimes passíveis de punição severa, e se a CPMI do Cachoeira também resultar em nada, realmente, amigos meus com a mala pronta para abandonar o barco Brasil por indignação com a forma desajustada, desonesta e pútrida que este é desgovernado, peguem suas malas e boa viagem. Isso aqui, como qualquer lugar onde a justiça não é feita, nunca será digno, seguro e bom de se viver. Levem seus filhos para bem longe... Que triste!

Myrian Macedo myrian.macedo@uol.com.br

São Paulo

*

OPERAÇÃO MONTE CARLO

Não há como negar a sensatez da decisão do juiz Moreira Lima por solicitar seu afastamento do processo Cachoeira, onde sua vida e a dos seus familiares estão sob ameaça real. Seguramente o competente juiz sabe bem avaliar as semelhanças com o que ocorreu no ABC paulista, onde o prefeito e inúmeras testemunhas foram assassinados, e familiares também tiveram até que deixar temporariamente o País, por falta de segurança, o que o dr. Moreira Lima também julga conveniente, no seu caso. Realmente, um circo de horrores, como aparece no texto da matéria na edição de quinta-feira (A3, 21/06).

Nelson Carvalho nscarv@gmail.com

São Paulo

*

NOVO? NÃO! VERDADEIRO? SIM... CONFIRA

Pobre Brasil: Um Executivo corrupto de posse da chave do cofre público. Um Legislativo submisso, valhacouto de bandidos da pior espécie. Um Judiciário composto por paus mandados escolhidos pelo Executivo. Uma sociedade composta por analfabetos, semianalfabetos, bolsa-família, bolsa ditadura, beneficiários do sistema e uma minoria impotente. O Cidadão que trabalha duro e paga altos impostos para sustentar essa "mega quadrilha". Até quando?

 

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

*

MIOPIA

O desembargador Tourinho Neto afirmou que jogo de azar é contravenção e não um crime, tendo o apoio da população, pois muitos setores da sociedade defendem a sua legalização, visto que a prática é largamente aceita pela sociedade, ainda que seja ilegal. Interessante saber, como a sociedade espera gerar recursos para saúde e educação por meio de uma contravenção. Há uma parcela da sociedade, que gosta de comprar sem nota, adquirir mercadoria contrabandeada, jogar lixo na rua, fazer ligação elétrica clandestina, dirigir alcoolizada, ainda que seja ilegal e indefensável.

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

Santos

*

‘COMPANHEIROS PATIFES IRRECUPERÁVEIS’

E as relações tão evidentes e comentadas na mídia em geral de Sérgio Cabral com Cavendish não serão apuradas? Será que todos os membros da CPI aderiram ao clichê "você é nosso e nós somos teu"? Essa CPI está mais para um grupo de "Companheiros Patifes Irrecuperáveis". Salvo algumas poucas exceções.

Leila E. Leitão

São Paulo

*

PARA QUÊ SERVEM?

CPMI, Cavendish, Cabral, Pagot, muita discussão. Eu ainda não entendi para o quê servem a Policia Federal e o Ministério Público.

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

*

STF

O ministro Dias Toffoli adiou a decisão sobre a cassação de Demóstenes Torres. Como pode ainda alguém achar que ele não veio encomendado?

Conrado de Paulo conrado.paulo@uol.com.br

Bragança Paulista

*

ALOPRADOS E MENSALEIROS

Denúncia contra aloprados do PT é aceita depois de decorridos 6 longos anos. O grupo amealhou R$ 1,7 milhão para obter um dossiê com informações falsas sobre o então candidato José Serra nas eleições de São Paulo na tentativa de desestabilizá-lo durante a campanha. Entre os oito do grupo estão Hamilton Lacerda, que na época era coordenador de campanha do então candidato Mercadante (hoje Ministro da Educação) e que foi flagrado no Hotel Ibis com uma mala de dinheiro, e Carlos Padilha, ex-diretor do Banco do Estado de Santa Catarina, amigo pessoal e churrasqueiro-mor de Lula da Silva. A defesa dos aloprados acha estranho a denúncia ter sido aceita só agora, em ano eleitoral e coincidindo com o julgamento do mensalão do PT. Estranho é perceber como demandas relevantes como essas duas puderam se arrastar por tantos anos sem que as denúncias fossem apresentadas à Justiça. Agora, de afogadilho, antes das eleições, tudo resolveu caminhar. De duas, uma: ou a Justiça se prepara para julgar com isenção baseada em provas robustas que indicam culpabilidade dos réus em ambos os casos... ou a Justiça vai declarar que todos são inocentados e desta forma o PT redimido fincará âncora no poder por mais várias décadas. Que Deus não permita tamanha desdita!

Mara Montezuma Assaf montezuma.scriba@gmail.com

São Paulo

*

PODEM EXPLICAR ISSO DIREITINHO!

Eita, Ministério Púbico! Levaram "só" 5 anos e 9 meses apenas para oferecer denúncia contra os "Aloprados"! Dá para explicar o porquê de tanta demora? Por falta de bons salários é que não foi. Queremos uma boa resposta, muito convincente mesmo, para isso. Ou poderemos pensar que os senhores deram um "empurrãozinho" para que haja a prescrição dos crimes cometidos. Com a palavra, os muito bem pagos promotores!

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

*

ENTREVISTA DE DENISE MADUEÑO

A nota de Denise Madueño, veiculada no Estadão de 22/6, diz muito a respeito da alienação dos políticos de Brasília. A nota refere-se a uma entrevista realizada com o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), o qual defende que "um funcionário público que se aposentou pelo teto e, como foi recontratado, precisa receber". A lógica do deputado é simplista, mas, nas entrelinhas, o que está subentendido é o desrespeito à lei pelo órgão de origem desse servidor, que precisa ser combatido e não incentivado. Ora, o teto salarial refere-se à remuneração máxima permitida para o funcionalismo público, incluindo todas as vantagens pessoais que um servidor possa acumular; o teto salarial deve englobar poucos servidores que equivaleriam aos "principais executivos" do estado, em uma analogia livre com o setor privado, ou seja, uma ínfima minoria composta pelos presidentes dos respectivos poderes republicanos; é uma distorção que servidores do segundo ou, como tem ocorrido, do primeiro escalão atinjam facilmente o teto salarial, pois esse fato é sintomático da desorganização administrativa do Estado no que tange à remuneração das carreiras dos servidores públicos. Assim, retomando o exemplo do laborioso servidor hipotético mencionado por Maia, ou ele se submete à lei, pois, afinal já foi beneficiado certamente por distorções na incorporação indevida de vantagens pessoais, ou então usufrui a sua aposentadoria, prestando se quiser consultoria ao estado submetendo-se ao regime geral de licitações. O que o nobre deputado Marco Maia deveria capitanear, na condição de presidente da Câmara dos Deputados, é a remoção de entraves à aplicação do teto, de modo a impedir o crescimento desordenado das despesas de custeio, já que, este sim, pode colocar em risco não apenas um indivíduo, mas toda a sociedade, com gastos descontrolados e o desvio de foco do governo.

Airton Reis Júnior areisjr@uol.com.br

Guarulhos

*

SEM DÓ DOS BRASILEIROS

Os deputados aprovam uma emenda para que o céu seja o limite de seus salários. Sem dó dos brasileiros que pagam o salário deles. O governo já concordou que vai aumentar o combustível depois das eleições para que seus partidos não sejam prejudicados

Pois bem, se elles ganharem irão aumentar mesmo! E se perderem então . . . Sai de baixo

Flávio Cesar Pigari flavio.pigari@gmail.com

Jales

*

FIM DO TETO SALARIAL

Quando um grupo, ou melhor, uma quadrilha, ou corja ou outro coletivo que os identifique melhor, de deputados reúnem-se e em meia hora mandam ao espaço a LRF, chegamos à conclusão de que os mesmos devem ter um novo tratamento: "Suas Excrescências".

Fernão Dias de Lima fernaodiaslima@gmail.com

São Paulo

*

ASSALTO AO TREM PAGADOR

A UNE, os sindicalistas e os intelectuais das universidades, ou seja, toda essa turma ligada ao PT e à CUT, não vão se movimentar contra essa proposta pornográfica de se acabar o teto salarial dos servidores?

Sérgio Luiz Corrêa seluco@uol.com.br

Santos

*

JULGAMENTO DO MENSALÃO

O Estadão acompanhará diariamente o julgamento do mensalão com a ajuda de advogados da GV, que traduzirão em tempo integral termos jurídicos que a maioria da população desconhece. Pelo menos a liberdade de imprensa não nos impede de acompanhar o julgamento dessa quadrilha que tentou atropelar nossa democracia. Com certeza o Brasil será visto como o de "antes e depois do julgamento do mensalão", porque dele dependerá o fortalecimento de nossa democracia e essa sensação de impunidade que hoje nos acompanha desde que esse governo subiu ao poder. Parabéns Estadão por mais essa excelente iniciativa que proporciona aos seus leitores.

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

O IMPERADOR HADDAD E MALUF, JUNTOS: É UMA MIRAGEM?

No mês passado, ao ver o ex-ministro da justiça, Marcio Thomaz Bastos orientar o contraventor Carlinhos Cachoeira a ficar calado debaixo do queixo de um Parlamento impotente e de uma nação atônita, tive a sensação que estava delirando. A cena parecia filme de gângster em que o mafioso usava as prerrogativas da lei para tentar se safar das acusações comprovadas de crime. O imperativo do dinheiro em detrimento da justiça, que se diz cega, e que no Brasil também é surda, muda e por vezes conivente. Isso é passado, quase ninguém se lembra e o assunto já foi varrido para debaixo do tapete da pizzaria na Esplanada dos Ministérios da Capital Federal, como sempre. Esta semana a sensação foi um pouco pior e eu preferia não ter visto. Mas já que ainda é permitido enxergar, pergunto se estou surtando, ou se a cena por acaso não é uma montagem. Foi miragem, delírio, brincadeira, gozação ou o "Imperador" Lula estava mesmo ao lado de Paulo Maluf e Fernando Haddad, com a proposta de uma aliança política para a Prefeitura de São Paulo? Não sei mais o que pensar sobre a canalhice dos políticos, em especial os do PT, com raras e honrosas exceções e uma delas é Luiza Erundina... A sensação que fica depois de ouvir que vale tudo no jogo político é a de que realmente o mundo só pode estar acabando, tamanha a falta de coerência e vergonha na cara dessa corja que comanda o "modus operandi" das alianças partidárias. Confesso a minha incapacidade de assimilar esse jogo e jogo a toalha, vou ser um alienado, pois não dá mais para assistir a isso tudo sem me indignar e sem sentir vergonha de ser brasileiro. Convido os intelectuais, a Academia e os que ainda conseguem usar a palavra para traduzir essa pouca vergonha em teoria, pois não sei o que dizer para os meus filhos, que mesmo sem saber profundamente a história de Lula e Maluf, conhecem as diferenças ideológicas de ambos.

José Aparecido Ribeiro jaribeirobh@gmail.com

Belo Horizonte

*

QUAL PARTIDO?

A aliança do PT com o Maluf em São Paulo causou muita repercussão. E como não poderia ser diferente, o articulador do fato, o ex-presidente, Lula, mais uma vez ocupou por vários dias o noticiário dos principais órgãos de imprensa, colocando manifestações de quem efetivamente é contra sua atuação política Aliás, isto acontece constantemente, pois ele não pode circular por este vasto país, discutindo a situação de candidaturas em lugares os mais diversos. Mas algo chamou a atenção, ou seja, Lula foi criticado por se aliar ao "ex-inimigo" Maluf. E não fosse o PT, qual Partido estava na busca dessa aliança? Nem a imprensa deu destaque a este fato. Por quê?

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

São Paulo

*

PENSANDO BEM

Essa renúncia de Luiza Erundina em não mais ser vice de Fernando Haddad, no pleito de outubro para prefeitura de São Paulo, não foi um ato a serviço da ética, porque rejeitou o apoio do Paulo Maluf, ao candidato petista. Num primeiro momento, confesso que aplaudi esta decisão. Mas, pensando bem, a ex-prefeita da Capital, que escorraçada foi do partido do Lula, se tivesse mesmo preocupada com ética na política, não teria aceitado ser vice de Haddad antes de ser anunciado o apoio do Maluf, porque nestes últimos 10 anos, membros do alto escalão do PT, e sob a literal complacência do Lula, praticaram ilícitos e rapinaram os cofres do erário muito mais que o Paulo Maluf, porque o orçamento da União é gigantesco para felicidade das excrescências petistas. Então, que não venha agora a Luiza Erundina dar uma de moralista, porque se aliar ao partido do Lula, como inicialmente fez, é o mesmo que apoiar a imoralidade institucional. Ou, entre tantos outros absurdos praticados pelo petismo, será que ela também acham que o mensalão é uma farsa, e que fabricar dossiês fajutos contra adversários políticos é uma atitude republicana de alto nível?! Pensando bem mesmo, a atitude da deputada foi um verdadeiro blefe.

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

*

ERUNDINA

Deputada Erundina, que chance a sra. perdeu de ficar calada! Na verdade, um defunto político está sempre ávido para encontrar uma oportunidade de ressurreição. Ao esnobar o outro defunto Paulo Maluf, a sra. pensou que estaria enganando a todos. Ledo engano! Somente a nova geração com informação incompleta embarcou na sua demagogia. A maioria desses jovens mal informados não percebeu que enquanto a sra. tentou enganar a todos, desconjurando o deputado Paulo Maluf, não se ligaram com quem tu andas freneticamente ligada: os mensaleiros, José Sarney, Collor, Renan Calheiros, Marta Suplicy, José Genuíno e mais tantas outras figurinhas do mesmo naipe. Quem te viu e quem te vê, sabe que a sra. não teve nenhuma melhora. Continua como dantes.

Benone Augusto de Paiva benone2006@bol.com.br

São Paulo

*

‘A REVOLUÇÃO DOS BICHOS’

Sobre a foto do Estadão do ex-presidente com Paulo Maluf,quem já leu A revolução dos bichos, de George Orwell ,não estranhará nem um pouco.Aos que ainda não leram,façam-no.É a síntese da política brasileira.

Rui Celso Ribeiro Martin rc.martin@uol.com.br

Campinas

*

REUNIÃO IMPORTANTE

Durante a Rio+20, o presidente iraniano Ahmadinejad foi recebido em reunião especial com nada menos que 60 intelectuais brasileiros, todos de esquerda, claro, para receber manifestação de apoio ao ilustríssimo cidadão com direito até a premio Nobel. O visitante agradeceu ao grupo da elite brasileira. Entre os aduladores a maioria era do PT, lógico: Emir Sader, Carlos Zaratini, Haroldo Lima, Fernando Pelegrino e João Vicente Goulart. Estranha a ausência de Lula, seu maior admirador.

Algum comentário? Nem precisa...

Plínio Zabeu pzabeu@uol.com.br

Americana

*

AHMADINEJAD

O ditador Ahmadinejad encontrou-se com intelectuais da "elite" brasileira. Serão das "zelites" citadas por Lula como responsáveis pelas mazelas do País? Haveria entre estes intelectuais alguns homossexuais ou adúlteros ou seguidores da religião Bahá’i ou algum religioso convertido ou judeu?

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

*

RALÉ DE INTELECTUAIS SE REÚNE COM AHMADINEJAD!

Não é de admirar que a ralé da intelectualidade brasileira queira se reunir no Rio com Ahmadinejad, presidente do Irã para apoiá-lo no direito de seguir em frente com seu programa nuclear. Justamente quando se discute na Rio+20 a preservação do Planeta, apoiar construção de bomba atômica pelo país que diz querer exterminar Israel do mapa, mostra que por trás dos bastidores esse governo não passa de terrorista. Esses "intelectuais" são tradicionalmente petistas e provavelmente não passam de porta-vozes do "cara", que quando presidente se proclamou amigo de Ahmadinejad. Esse louco, fraudador de eleições, ditador e assassino. Espero que deixem claro ser uma coisa pontual, individual e não a opinião de todos os brasileiros. Mas gostaríamos de saber o que pensa a verdadeira classe de intelectuais do Brasil, porque dessa ralé de intelectuais de lavagens cerebrais e ideologias tortas estamos carecas de saber. É o fim!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

AS VIÚVAS DE STALIN

As viúvas de Stalin, isto é, petistas, comunistas e outras que mantiveram um encontro com Ahmadinejad (um nazista que nega o genocídio dos judeus), são pessoas cujas mentes estão tão deformadas por ideologias e preconceitos, que, se houver um surto de tifo nos Estados Unidos, ficarão ao lado do tifo!

 

Eugênio José Alati eugeniojosealati@yahoo.com.br

Campinas

*

BABA OVO DE PLANTÃO

Ahmadinejad reuniu-se com um grupo de intelectuais brasileiros no Rio de Janeiro. Segundo ele, são pessoas que lutaram por estabelecer a justiça na sociedade e que alguns passaram mais de 20 anos presos a fim de concretizar seus objetivos (?). Quem estava no encontro? Emir Sader, conselheiro para assuntos internacionais do PT, Carlos Zaratini, também do PT-SP, João Vicente Goulart, Haroldo Lima, presidente da ANP no governo Lula, dentre outros. Sob forte esquema de segurança, um dos piores ditadores mundiais, o déspota e sanguinário presidente do Irã, disse que apesar do acirramento das sanções econômicas, o Irã seguirá adiante com seu programa nuclear. Os "baba ovo" que foram ouvi-lo saíram de lá encantados com tamanha prepotência certamente. Pobre Brasil!

Izabel Avallone Izabel izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

IRÃ

Esse povo da tal "CONIB" (Confederação Israelita do Brasil) andou publicando em meia página do Estadão, de 20/6, um anúncio tentando jogar o pacífico e acolhedor povo brasileiro contra o Irã e seu dirigente. Sabe o que mais? Eu dou razão a esse povo da CONIB. O Irã tem que ser como o Estado Judeu (portanto, confessional) de Israel: "democraticamente" tratar de maneira distinta judeus e não judeus, bombardear e matar velhos, mulheres e crianças que não são judeus, invadir e colonizar terras que não lhe pertencem, destruir casas, plantações e oliveiras milenares que não são "judias", manter encarcerados sem culpa formada centenas ou milhares de indivíduos (inclusive crianças) porque não são judeus, e, principalmente, ser uma potência nuclear não signatária de tratados de não proliferação nuclear.

Mauro Fadul Kurban fearabsp.mauro@bol.com.br

São Paulo

*

ESQUERDA PERDE

Ao contrário das vezes anteriores, o Paraguai está se desfazendo constitucionalmente do seu presidente, por 76 votos contra 1 e com o apoio da igreja. Será uma grande perda para a esquerda sul-americana, a primeira nos tempos atuais, após grande avanço. Correm riscos semelhantes a Argentina, em situação econômica caótica e cujo controle sua presidente está com dificuldade de manter, e também para a Bolívia que enfrenta dificuldades em manter a polícia satisfeita com salários. Não é tão difícil conquistar o poder quanto mantê-lo.

Fabio Figueiredo fafig3@terra.com.br

São Paulo

*

LIMPEZA DA AMÉRICA LATINA

Parabéns ao povo do Paraguai pela coragem de iniciar a limpeza da América Latina destes falsos profetas.

Vagner Ricciardi vbricci@estadao.com.br

São Paulo

*

FERNANDO LUGO

Rigorosamente de acordo com o rito constitucional paraguaio, Fernando Lugo está sendo afastado do cargo de supremo magistrado do Paraguai. Não há que se falar em golpe de Estado. É ilegítima qualquer interferência de governos estrangeiros. Há de ser respeitado o princípio da autonomia do Estado paraguaio e sua lei constitucional, mas a presidente Dilma Rousseff já manifestou sua vontade de ofendê-lo. É o consórcio ideológico esquerdista-populista da América Latina. Os sírios, menos humanos, podem morrer em profusão. Falta apenas disponibilizarmos nossa embaixada em Assunção e transformá-la no "bunker" da suposta resistência democrática, na esteira da jurisprudência que construímos em Honduras.

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

*

DEMOCRACIAS E DEMOCRACIAS

Vejam que interessante, como existem Democracias e democracias. Os vermelhos comunas para conquistarem o poder e dele fazerem o que ocorre nesta infeliz América Latina, usam como escada a Democracia, porém para deturparem a Democracia usam a democracia deles, senão vejamos os últimos acontecimentos: quando derrubaram o Collor, usaram como argumento que assim exigia a Democracia. Quando é utilizado o impeachment contra um dos vermelhos comunas, então eles usam a democracia para alegarem que é golpe de Estado. Como pode ser golpe se o Congresso Nacional de um país foi quem decidiu sobre tal fato? O nosso Congresso, que hoje se encontra garroteado pelos comunas por meio da corrupção nunca antes feita neste País, obviamente não defenderá o Congresso Paraguaio. Viva a democracia petista, pois ela é usada para seus interesses espúrios.

Cesar Romero Galardo crgalardo@terra.com.br

São Paulo

*

BYE, BYE, RIO+20

Com um final melancólico, chega ao fim a Rio+20, contrariando até mesmo o slogan da ONU. "O futuro que queremos", porém nem mesmo o futuro eles não debateram. O presente onde os governantes e burocratas da ONU o tempo todo se omitiram. O passado que foi desprezado desde a Eco 92 a Rio+20 = 0000.

O grande destaque ficou por conta dos índios, que não enfrentaram balas perdidas, mas com suas flechas certeiras fizeram os burocratas e seguranças do BNDES, voltarem em desabalada carreira para seus suntuosos escritórios da estatal que financia grandes projetos nada sustentáveis. Esse foi uma síntese da Rio+20.

Jose Pedro Naisser @globalecologist

Curitiba

*

BELO EXEMPLO

Os veículos das comitivas da Rio+20 tampam as placas do veículos para não serem multados? Como podemos conviver com gente que se diz preocupada com o Planeta, mas tomam essas medidas ridículas e vergonhosas, dando um belo exemplo de cidadania ao contrário? O mundo está literalmente perdido, muito blá blá blá e muito marketing, mas ninguém está nem aí, até os índios usaram o espaço para venderem produtos, ou seja, estavam preocupados com o bolso e não com o meio ambiente. Vinte anos depois e parece que ninguém acordou do pesadelo da industrialização atazanando o planeta? Vinte anos depois e nada acontece?E ainda há uns idiotas que arrebentam os stands feitos com material reciclável como se a ignorância resolvesse o problema do mundo? Estamos sim num mundo hipócrita, sem interesse em resolver nada a não ser o espaço do seu quintal e jogar entulho no do vizinho.

Antonio Jose G.Marques a.jose@uol.com.br

São Paulo

*

A PERPLEXIDADE PODE EXPLICAR A MODÉSTIA

Nada de novo na Rio+20, uma ONU esclerosada, um IPCC que se contenta em armar circos aqui e ali, um bando de ambientalistas perdidos nas próprias lambanças, e vamos por aí afora. A única novidade foi o "sem Terra" Lugo ter passado da conta e estar com a corda no pescoço. O resto da camarilha comunista latina que se cuide.

 

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

*

RIO+20

Eu Rio muito mais e vou rir mais ainda.

Wilson Brinkmann wsbrink@gmail.com

Atibaia

*

A CONTRADIÇÃO DA RIO+20

 

O maior objetivo da Rio+20 é conscientizar as pessoas da importância de se preservar os recursos naturais do nosso planeta. O automóvel é um predador exemplar na sua formidável capacidade de poluir, consumir combustíveis fósseis e engarrafar o trânsito nas grandes cidades. Não seria uma oportunidade ímpar de estes comboios presidenciais utilizarem carros de baixa cilindrada e consumindo combustíveis renováveis? Na prática, carrões luxuosos, de alta performance e gastões do precioso e nefasto petróleo. Mas, claro, a vaidade humana não permitirá pessoas tão nobres e importantes se deslocarem em carros 1.0 e gastando etanol, por exemplo. Não fica bem. Isto é para o populacho. Não para mim que sou sangue azul. Por estas e outras é que não acredito em resultados práticos. Mas que muitos estão se projetando politicamente e ganhando dinheiro com a ideia verde e a ingenuidade das pessoas, fica notório. E a pobre Terra girando aguardando o homem tomar juízo...

 

Márcio Mourão mmvip007@gmail.com

Rio de Janeiro

*

ALGUÉM DUVIDA DISSO?

Os países não desenvolvidos reclamaram na Rio+20 sobre os países desenvolvidos que não querem contribuir para o fundo de desenvolvimento. Sabem por que não querem contribuir? Simples. Óbvio que é porque nestes países há muita corrupção e o dinheiro deles irá para o ralo. Ou alguém duvida disso? Alguém acha que o países desenvolvidos não sabem disso? Que estão aí para jogar dinheiro pela janela?

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

*

ASSIM NÃO SE AVANÇA

Matriz de desenvolvimento versus matriz de sustentabilidade não avança com protocolos entre Estados com interesses diversos, e sim com objetividade, ciência, comprometimento e humanidade.

Francisco José Sidoti fransidoti@gmail.com

São Paulo

*

DIATRIBES E AÇÃO

Enquanto a Rio+20 se encerra num clima de profundas incertezas quanto à iniciativas efetivas, governos manifestam discordâncias tanto quanto ao conteúdo quanto ao fundo dos temas, intelectuais se revezam em suas eternas conjeturas e perplexidades, ONGs expressam profundo pessimismo quanto ao desenvolvimento sustentável, o Ministério Público de São Paulo age. As severas medidas adotadas em relação ao órgão municipal encarregado de emitir as licenças ambientais para construir, especialmente à pessoa de seu responsável Saab, não obstante o Procurador-Geral tenha sido recentemente nomeado pelo Governador Alckmin, é um exemplo para o sr. Lula. Esses órgãos, pelo sistema brasileiro, infelizmente são de nomeação do Executivo, mas devem ser ciosos de sua autonomia e independência, enquanto a velha parêmia corrente no âmbito administrativo - quem nomeia manda - não tem lugar no Estado de São Paulo.

Amadeu Garrido amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

*

IVO HERZOG

Ivo Herzog, filho do jornalista Vladimir Herzog, assassinado em 1975 numa dependência do II Exército, em São Paulo, tem razão em rejeitar a resposta do governo brasileiro à OEA, que, pediu informações sobre a morte de seu pai. Episódio que levou o presidente Geisel a demitir o general Ednardo da Silva Melo daquele comando. A OEA perguntou uma coisa e o Itamaraty respondeu outra. Disse o MRE: não é possível abrir nova ação criminal para apurar a morte do jornalista Vladimir, por causa da lei de anistia. Nova ação criminal? Não foi aberta nenhuma. E, por meio de Ivo, a família Herzog não falou em reabrir nada. Busca somente a verdade, assunto para o que a presidente Dilma instituiu uma Comissão. O Itamaraty errou. Sobretudo porque o médico Harry Shibata, que na ocasião emitiu o atestado de óbito (falso) já se dispôs a comparecer à Comissão e contar a verdade.

 

Francisco Pedro do Coutto pedrocoutto7@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.