Fórum dos Leitores

CORRUPÇÃO

O Estado de S.Paulo

23 Setembro 2012 | 03h06

Jus sperniandi

Seis partidos da base "alugada" do governo federal emitiram nota de desagravo a Luiz Inácio Lula da Silva após a oposição ameaçar pedir apuração sobre a relação do ex-presidente com o mensalão. A esta altura, espero que a oposição não se acovarde, como de costume, e realmente o faça. Porém o que mais admira é o presidente do PSB - partido que vem crescendo, tem maiores pretensões e já mostrava certa independência do poder central - pôr sua assinatura nessa tamanha porcaria, que agride a inteligência do cidadão, agride a democracia e, pelo conteúdo, denunciando "práticas golpistas", não deixa dúvidas quanto à sua origem. Petistas, saibam que golpismo é formar quadrilha e instalar-se no terceiro e no quarto andar do Palácio do Planalto com a finalidade de roubar os cofres públicos, usar o dinheiro para comprar apoio de políticos corruptos, perpetuar-se no poder e, de quebra, enriquecer bandidos.

HUMBERTO DE L. FREIRE FILHO

hlffilho@gmail.com

São Paulo

Ignorância histórica

A nota divulgada por partidos aliados do PT em favor de Lula começa pela falta de conhecimento da História do Brasil. O que atualmente acontece no País nada tem que ver com o que se passou em 1954 e muito menos em 1964, quando as instituições da República foram atingidas. Basta uma leitura rasa sobre tais episódios para entender isso. O Supremo Tribunal Federal (STF) foi grandemente desrespeitado nesse comunicado, sendo confundido com um mero partido político. Desconfio que os que assinaram essa nota ainda não perceberam que há muito vivemos em ampla democracia, na qual os Poderes são distintos e independentes e não devem vassalagem a ninguém. Se ao menos a oposição fosse atuante, talvez se pudesse considerar a hipótese de ter havido alguma pressão, mas jamais se poderia pôr em dúvida a atuação dos ministros do STF, que é o que está implícito no texto. O blá-blá-blá sobre a excelência de Lula se dissipa quando se leem os fatos que originaram o mensalão. E quando se vê e ouve o que foi dito na época, então, não se tem nenhuma dúvida do que realmente ocorreu. Parece que os signatários não se deram conta de que estão não só apoiando Lula, mas também afrontando e constrangendo a imprensa e a Justiça.

MARIA TEREZA MURRAY

terezamurray@hotmail.com

São Paulo

Comparações perigosas

No PT - e Lula em particular - o pessoal anda muito nervoso com a maneira como o STF está julgando o que eles fizeram de errado: o mensalão. A ponto de porem a culpa na pequena e pouco expressiva oposição que restou no País. Comparar esse caso com o episódio covarde do suicídio de Getúlio Vargas, a coisa não pega bem. E fica pior comparar com o que houve em 1964. Afinal, João Goulart só tinha desarticulado o País com greves e inflação fora de controle. Comparações perigosas, não é mesmo?

FRANCISCO DA COSTA OLIVEIRA

fco.paco@uol.com.br

São Paulo

Medo do povo

Os presidentes de partidos que apoiam o governo Dilma Rousseff acusam a oposição e a imprensa de práticas golpistas, de denúncias sem provas, etc... Sempre é bom lembrar que o "cara" declarou que a denúncia do escândalo do mensalão foi um momento em que tentaram dar um golpe neste país e que a oposição, as elites e a mídia só desistiram de destituí-lo por medo de "enfrentarem o povo nas ruas". Como a verdade sempre vem à tona, não serão o PT e os partidos aliados que agora estão com medo de enfrentar o povo nas ruas?

EDGARD GOBBI

edgardgobbi@gmail.com

Campinas

Dúvida

Se a imprensa é "golpista" e a transmissão pela TV Justiça é um "risco à democracia", como é que os petistas querem que os brasileiros acompanhem o julgamento do mensalão? Pelo jornal O Trabalho, do PT, ou pelo Granma, dos irmãos Castro?

LEÃO MACHADO NETO

lneto@uol.com.br

São Paulo

Pedido de socorro

A oposição não está pressionando o STF, como Lulla tentou fazer com o ministro Gilmar Mendes. A oposição tampouco está tentando confundir a opinião pública, numa tentativa de golpear a democracia. Ao contrário, a maneira como o julgamento do mensalão está em curso, com transmissão ao vivo pela TV, é uma demonstração clara de que vivemos um verdadeiro momento democrático. Com relação à nota de desagravo, foi o próprio Lulla que articulou a divulgação do texto, como informa o Estadão (21/9, A8). Quando as coisas não funcionam de acordo com o que deseja o partido no poder, o PT fala em mentiras, calúnias e até em tentativa de golpe. Difícil é apagar tudo o que já foi divulgado e é por demais conhecido da população. Mais difícil ainda será o PT fazer a imprensa estrangeira não falar da corrupção que grassa em nosso país. Tudo isso que a base aliada está fazendo, sob a liderança do PT e coordenado por Lulla, é nitidamente um SOS.

ALVARO SALVI

alvarosalvi@hotmail.com

Santo André

Narciso

Somente a megalomania é capaz do autodesagravo.

A. FERNANDES

standyball@hotmail.com

São Paulo

Petulância

Estou estarrecido com a desfaçatez do seu Lula, convocando discípulos e apaniguados a assinar documento de desagravo e apoio a ele próprio, tal é o medo de vir a ser investigado pelo Ministério Público sobre ser o chefão do chamado mensalão! O velho ditado diz que "Deus põe no mundo, o diabo esparrama e eles por si sós se juntam". Assim se juntaram o roto (PT), o descosido (PRB da Universal e Russomanno) e o remendo (Lula). Admira-me a petulância do seu Lula e de seus submissos. Políticos e politiqueiros querem com isso passar a todos nós, brasileiros, um verdadeiro atestado de incapacidade mental, fazendo-nos crer nas mentiras que eles, seu Lula e o PT procuram empurrar goela abaixo do povo. Começa a chegar ao fim o período das "trevas políticas no Brasil"? Esperemos que sim.

UBIRATAN DE OLIVEIRA

uboss20@yahoo.com.br

São Paulo

Quem se habilita?

Tal como o abaixo-assinado utilizado pelo povo para que fosse aprovada a Lei da Ficha Limpa no Congresso Nacional, por que não fazer o mesmo para solicitar a convocação do ex-presidente pelo procurador-geral da República, para que elle tenha a chance de se "defender" das acusações do sr. Marcos Valério? Quem teria a coragem de iniciar um abaixo-assinado a ser encaminhado ao sr. Roberto Gurgel?

LUIZ CARLOS LOMBARDO

luizclombardo@gmail.com

Santos

MOBILIZAÇÃO

A ordem foi dada por nada menos que Lula e Dilma juntos, e emitida pela Executiva Nacional do Partido da Tramóia: “mobilização geral e batalha contra mentiras!”. Que fiquem claras as entrelinhas da incendiária ordem, e nos preparemos para desordem de todo o tipo. Revoltas em presídios e na Fundação Casa, MST e CUT a infernizar a vida dos cidadãos de bem. A presidente Dilma repete Lula no seu pior: descer da cadeira presidencial para dedicar-se, de corpo e alma, ao partido. Ignora, voluntária e conscientemente, que governa também os 43% que não votaram nela. Isso está errado, presidenta!

Julius Boros

Cotia

*

A RIDÍCULA BATALHA

A convocação do PT para uma “batalha” contra o mensalão significa que o partido político não sabe mesmo conviver em regime democrático. Tanto que não sabe que foi dito por alguns petistas que a democracia corre perigo com a divulgação televisiva do julgamento da ação penal 470. Conclui-se, então, que o PT tinha certeza da absolvição de seus chefetes e, ainda, achava que ninguém se atreveria a optar pela condenação. Os ministros de nossa Suprema Corte seriam meros serviçais da decadente entidade política, que possui um peculiar e exclusivo conceito de democracia. Ressalte-se que um verdadeiro democrata nunca poderá comungar com as ideias petistas, porque elas, antes de tudo, pregam uma hegemonia absurda e que não mais pode existir no atual mundo globalizado, o que deverá impulsionar o povo brasileiro a travar uma outra batalha, para sepultar, de vez, não só o partido, como, também, suas chefias, maiores e menores, inclusive o Lula.

José Carlos de C. Carneiro carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

*

TREMENDO NAS BASES

A verdade é que a cúpula do PT está tremendo nas bases pelas verdades que afloram no julgamento do mensalão. Não são mentirosas as provas e os indícios do maior escândalo de corrupção e lavagem de dinheiro ocorrido no País. Não adianta o senhor Rui Falcão, presidente do partido, indignar-se diante dos fatos e provas. De nada adiantará a convocação geral da militância do partido para batalhar contra um julgamento que transcorre segundo os ditames da lei. Como presidente de um partido político, sua postura deveria ser bem outra, mais digna. Aguardar o julgamento dos fatos com serenidade e deixar de lado a espúria estratégia que apregoa “a melhor defesa é o ataque”.

Francisco Zardetto fzardetto@uol.com.br

São Paulo

*

DEMOCRACIA?

Na democracia do PT, os julgamentos devem ser feitos às escondidas! Que bela “democracia” essa, hein?

Ricardo Marin s1estudio@ig.com.br

Osasco

*

A CONSTRUÇÃO DO MENSALÃO

Quando Lula elegeu-se presidente do Brasil tinha a faca e o queijo nas mãos. Estava no poder pelas mãos do povo e como tal, tinha carta branca para governar e fazer as mudanças que havia prometido em campanha. Sonhou acabar com os picaretas, mas ao chegar perto dos caciques (Sarney, Renan, Jucá, Maluf, Collor, Temer etc.) viu ninguém era normal. Foi confrontado e com a faca no pescoço teve de decidir ou governava ou desistia. Foi ousado, pois sabia que perder o posto depois de tantas derrotas não lhe ficaria bem. Então o que fez Lula? Criou o mensalão, artimanha por meio da qual, as consciências dos deputados e senadores foram compradas. O resto o Brasil está sabendo com o julgamento do mensalão. Lula queria ser o quarto poder, pois com o respaldo da população seria fácil calar 513 deputados, 81 senadores. Lula buscou outro caminho e hoje é refém dos votos de 11 homens e mulheres que sentam nas cadeiras do STF. Seus nomeados ministros mostrarão ao Brasil de que lado está a Justiça.

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

BREJO

É ridículo o argumento do Sr. Lula e do PT, de que o ex-presidente nem conhece o Sr. Marcos Valério. É óbvio que não se exporia pessoalmente e ordenou a seus comandados a efetivação do esquema. O sagaz ex só não contou com o imprevisto desabafo do Sr. Jefferson, dando troco ao Sr. Dirceu, e parece que, finalmente, a vaca está indo para o brejo, para o bem do Brasil.

André C. Frohnknecht anchar.fro@hotmail.com

São Paulo

*

O RATO QUE RUGE

Como todo aquele que não tem luz própria e um cérebro só seu, a "cópula" do PT convoca os militantes para brigar em turma, como as torcidas organizadas nos estádios, como as gangs dos morros. Uma reunião dos "sem razão", defendendo o indefensável, pois o Brasil todo – e o mundo – sabe que não se podem desfazer verdades.

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

Santos

*

GOLPE

O senador petista Jorge Viana classifica de “golpe” as decisões do STF. E dá ênfase ameaçadora: “Golpe, não!”. As decisões do STF importam num “golpe” contra os réus condenados, porém num dos sentidos enunciados por Houaiss ao termo: “acontecimento infausto, desgraça, choque, abalo”, acontecimento que todos os criminosos deveriam prever antes de praticar atos atentatórios a bens da coletividade e tutelados pelo direito.

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

*

A QUEM NÃO GOSTA DA DEMOCRACIA

A tentativa de políticos e dirigentes petistas de intimidar os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) mostra o grau de desespero que está se multiplicando dentro de suas hostes. Agora querem tentar proibir que o julgamento dos mensaleiros seja divulgado pela TV Justiça numa clara demonstração da sua alergia a qualquer ato democrático. Isso ficaria muito bem em Cuba ou na Venezuela onde os melhores amigos de Lula não deixam que a população saiba de nada, só do que lhes interessa.

Os últimos fatos estão indicando que ainda temos imprensa livre e que o Judiciário, à revelia deles, ainda é independente. Não se conformam com um julgamento que tenha condenado seus aliados por crimes antes admitidos e depois negados, tudo isso em rede nacional, pelo ex-presidente. Aquele que um pouco antes de sair do Palácio do Planalto disse que iria investigar o mensalão, logo depois o negou veementemente. Tentou de todas as maneiras postergar o julgamento para que este se transformasse em nada mais para a frente e prometeu isto a seus aliados réus. Nada disso deu certo e contra todos os seus prognósticos não só o julgamento está acontecendo como eles estão sendo condenados culpados. Não há mais o que fazer, senhores, ainda temos juízes e democracia. Felizmente!

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

*

A INSEGURANÇA DOS ‘INOCENTES’

Ao contrário de demonstrar a tranquilidade dos inocentes, Lula mostra sua insegurança e junto com o comando do partido dos trabalhadores convoca seus militantes para uma “batalha” contra as “mentiras” desvendadas no julgamento do STF; chegam às raias da parvoíce; a não ser que toda a sua companheirada esteja sob efeito de uma lavagem cerebral, estarão metendo os pés pelas mãos numa demonstração de total desespero.

Leila E. Leitão

São Paulo

*

‘CALÚNIA’

A “calúnia” verdadeira é uma só: Lula não apenas sabia, como comandava e operava diretamente o mensalão cujo rosto era o de Zé Dirceu entres outros! Não há calúnia alguma, mas, sim, só um deplorável ex-presidente da República e um "office-boy" japonês mortos de medo em responderem por seus crimes diante do STF.

Paulo Boccato pofboccato@yahoo.com.br

São Carlos

*

TRUCULÊNCIA, A ARMA CONTRA O MENSALÃO

Lula exige dos políticos petistas e sua militância igual ou maior truculência com que ele, nos velhos tempos em que era apenas um agitador sindicalista, mobilizava os metalúrgicos na porta das fábricas. Exige essa truculência nas tribunas do Senado e da Câmara para defender o partido, acuado pelo julgamento do mensalão que está colocando suas entranhas à mostra de todos os brasileiros. Realmente não é um espetáculo agradável de ver. Mas o que quer Lula? Que o STF feche os olhos para os autos do processo e inocente toda a sua patota criminosa? Vai continuar negando a existência do mensalão mesmo diante das provas incontestes? Ou quer que o STF se curve à sua vontade, seja aviltado e diminuído para ombrear-se ao tamanho da ética petista? Se assim for, que Lula tenha ao menos a coragem de oficialmente rasgar a Constituição, implantando a ditadura do PT, porque cuspir em cima da Constituição ele já cospe desde que conseguiu a permanência do assassino Battisti no Brasil. Que Lula se dê por satisfeito de seu nome não ter sido incluído neste processo, mas tenho fé que o MP, depois de ouvir as gravações de Valério, abra um processo contra o ex-presidente, um suposto e previsível capo di tutti capi.

Mara Montezuma Assaf montezuma.scriba@gmail.com

São Paulo

*

BATALHA

Assim como Hitler convocava Himmler e as suas SS contra os adversários, o PT convoca militantes para uma "batalha" eleitoral.

José Gilberto Silvestrini jsilvestrini@hotmail.com

Pirassununga

*

A HORA DO ESPANTO

O império está abalado e ameaça ruína a cada instante em que se aproxima a voz estridente das urnas e o final do julgamento dos mensaleiros no Supremo Tribunal Federal (STF). O grande perigo que ronda os alicerces da Justiça é a presença no Supremo de ministros, em número de cinco, que foram indicados por Lula, enquanto a presidente Dilma indicou dois. O ministro Gilmar Mendes teria sido procurado por Lula, interessado em adiar o julgamento do mensalão para depois da eleição de outubro. A força do governo nas indicações se manifestou até agora no voto de Dias Toffoli, e de forma acintosa, de Ricardo Lewandowski, que na qualidade de revisor do processo procura discordar do relator Joaquim Barbosa, numa competição extra-autos. O silêncio de Lula diante da publicação da revista Veja, a voz das urnas em outubro e o julgamento do mensalão estão a indicar que chegou a hora do Armagedom do PT, e que o império de pés de barro se desmorona, tal e qual uma profecia bíblica. Mene tekel “tudo tem seu tempo determinado” (Eclesiastes, 3).

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

*

ATUAL CONJUNTURA POLÍTICA

“Pode-se enganar a todos por algum tempo, mas não se pode enganar a todos todo o tempo” (Abraham Lincoln).

Marisa Cardamone mcardam@terra.com.br

São Paulo

*

BONS VENTOS

Quem não acreditava na condenação dos réus do Mensalão, ante as últimas sessões deve ter mudado de ideia. Essas pessoas devem estar percebendo que o País não suporta mais tantos desmandos e tanta corrupção. Talvez ainda seja cedo para comemoração, mas tudo indica que haverá punições exemplares. Algum réu que tenha ficado fora do julgamento talvez não perca por esperar. Quem não tenha mais foro privilegiado poderá ter de se haver com algum tribunal de 1º grau. O País está voltando a ser sério e a merecer respeito. Assim seja!

Mário Rubens Costa costamar31@terra.com.br

Campinas

*

HÁ JUÍZES EM BRASÍLIA

Enquanto é disponibilizada a transmissão do julgamento do mensalão ao vivo pela TV numa clara atitude de respeito aos princípios democráticos, parlamentares petistas usando a tribuna do congresso se insurgiram contra a mais alta corte do país “STF” contra ministro Joaquim Barbosa e contra a revista Veja, na tentativa de desqualificar qualquer ameaça que comprometa o projeto de poder orquestrado por lula e seus comandados. Acham que por estar na presidência do país, podem ditar regras e cobrar submissão e lealdade de todos os poderes constituídos. Imaginam que a Venezuela é aqui, mas esquecem-se de que em Brasília há juízes, embora alguns...

Amâncio Lobo Amancio lobo@uol.com.br

São Paulo

*

ALMA LAVADA

O Brasil agradece ao ministro relator do mensalão, Joaquim Barbosa. Ele está lavando a alma do povo brasileiro.

Pedro Mascagni Filho p.mascagni@hotmail.com

Itatiba

*

TEORI ZAVASCKI

Mas, ao que parece o novo Ministro do STF, Teori, deverá ser conhecido como The Flash. Escolhido em uma semana. No dia seguinte visitou os senadores que irão “sabatiná-lo” e na terça-feira próxima, será “sabatinado”. Ou seja, tudo numa inusitada rapidez. Esperamos não colher dissabores e decepções decorrentes dessa escolha.

Carlos Benedito Pereira da Silva advcpereira@ig.com.br

Rio Claro

*

STF URGENTE

Não é de estranhar a "urgência" da presidente Dilma na indicação do novo ministro do STF com sabatinagem do Senado já marcada e posse no primeiro dia de outubro, sete dias antes das eleições. O novo ministro poderá, se quiser, pedir vistas ao processo total para que a decisão final fique para longe com tempo de até mudar as leis. Afinal, no Brasil político tudo é possível.

Plínio Zabeu pzabeu@uol.com.br

Americana

*

LÍCITO, PORÉM IMORAL

O Sr. ministro Teori Zavascki, aos 64 anos e perto de se aposentar, já tem um currículo de grande respeito, como vimos nos jornais. Agora está perto de ser confirmado como ministro do mais alto e responsável cargo na Justiça do País. Sua chegada dá-se em um turbulento e importante momento para nossas futuras gerações. O que se passa hoje será um divisor de águas entre uma corrupção contínua e uma possível virada para um país mais limpo. Essa correria para nomeá-lo e sabatiná-lo está começando a cheirar mal, muito mal. Ele sabe bem a que veio isso. Puseram, subreptíciamente, em seus ombros a obrigação de postergar e com isso ajudar a absolver aqueles que tanto mal fizeram e continuarão fazendo ao País. Por favor, que o ministro não deslustre seu nome e sua carreira para seus filhos, netos e bisnetos. Às vezes fazemos coisas que são lícitas, mas não deixam de ser imorais.

Ruth Penna Moreira ruthmoreira@uol.com.br

São Paulo

*

PERSISTÊNCIA NEFASTA

Se há alguma coisa que chama a atenção na postura do PT e aliados, nesses tempos de julgamento do mensalão, é a sua persistência. Persistência em mascarar os fatos. Persistência em falsear a verdade. Persistência em apoiar os desmandos. Persistência em desnudar seu desprezo pela democracia. Recentemente, eles já fizeram de tudo: pressionaram ministros do STF pela procrastinação do julgamento; respaldaram rompimentos contratuais no Tribunal de Contas da União com base na alteração de dispositivos legais relacionados aos bônus de volume – medida efetuada na surdina pelo petista José Eduardo Cardozo com o objetivo evidente de atenuar a plausibilidade dos argumentos do Ministério Público; tentaram censurar a imprensa, impedindo os veículos de comunicação de citar a palavra "mensalão". Nessa semana, chegaram ao auge da cara de pau: por intermédio do deputado petista André Vargas, disseram, com todas as letras, que as transmissões da apreciação pela TV Justiça constituem uma "ameaça à democracia"! São eles que ameaçam continuamente a democracia, oras! Mas não lograrão seu intento: pensaram que, uma vez instalados no poder, poderiam fazer o que bem entendessem do País. Mas não... encontraram instituições mais sólidas do que supunham, herança bendita do ex-presidente FHC. Parabéns ao STF, que, ao que parece, vai fazê-los pagar pela persistência com que cometeram crimes contra a República.

Henrique Brigatte hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

*

LEI DA ESCRAVATURA

A Princesa Isabel libertou a escravatura do Brasil e agora foi necessário um digníssimo juiz da alta corte do Brasil para libertar o Brasil da corrupção desenfreada do PT e seus políticos.

Francisco L. Maroni franciscomaroni@hotmail.com

Campinas

*

MENSALEIROS E MENSALEIRÕES

Será que os pobres deputados e outros corruptivos mensaleiros que recebiam o rico dinheirinho lavado do brasileiro achavam que estavam levando vantagem em relação ao povo aqui em baixo? Será que eles tinham olhado para cima e visto o montante que o verdadeiro núcleo já tinha levado?

Flávio Cesar Pigari flavio.pigari@gmail.com

Jales

*

SERIA O FIM

Se ao final do processo do Mensalão, não virmos nenhum político e empresário efetivamente na cadeia, cumprindo pena junto com os demais delinquentes, podem afundar o Titanic.

Luiz Fabiano Alves Rosa fabiano_agt@hotmail.com

Curitiba

*

PASSANDO A LIMPO

O julgamento pelo Supremo Tribunal Federal dos denunciados no processo denominado de “mensalão” revela aos olhos dos brasileiros e ao resto do mundo um Brasil sendo passado a limpo. Boa é a lei se dela se fizer bom uso (Bona est lex si quis ea legitime utatur).

Mario Pallazini mpallazini@hotmail.com

São Paulo

*

INTERNACIONALIZANDO A PODRIDÃO

A cidadania brasileira, em nome do patriotismo, dos bons costumes, da ética e da moral, faz questão de mostrar aos demais povos do mundo livre que o Brasil, há dez anos, encontra-se nas mãos de uma mega quadrilha, que dia a dia mais se enraíza no poder, adotando os meios mais sujos para esse fim. Nacionalmente a maioria dos veículos de comunicação está a serviço dessa quadrilha que usa o dinheiro público para comprar corações e mentes, enganando e comprando as classes cultural e economicamente menos favorecidas. O governo se alia aos banqueiros e mega empresários esmagando a classe média, que hoje trabalha para pagar impostos e enriquecer bandidos. Milhões foram roubados dos cofres públicos e usados na exportação de uma imagem fantasiosa e mentirosa desse crápula chamado Luiz Inácio Lula da Silva, que nos governou por oito anos e que através de um estelionato eleitoral e compra indiscriminada de votos, através de falsos programas de inclusão social, ainda conseguiu eleger como substituto uma mulher sem personalidade, sem capacidade administrativa e que hoje não passa de um ventríloquo na mão de um partido repleto de corruptos e de corruptores. Sempre achei muito estranho que a imprensa internacional, séria, nunca tivesse desconfiado desse engodo. Isso para não falar da Universidade de Coimbra que concedeu a esse analfabeto o título de doutor honoris causa o que provavelmente fez o grande Luiz de Camões se revirar no túmulo. Aconselho a todos os jornalistas, que se ligam em assuntos internos do Brasil, que acompanhem o julgamento que ora se realiza na suprema corte do país e que já está mostrando com irrefutável clareza todo o podre esquema de corrupção utilizado pelo Partido dos Trabalhadores e dos outros grupelhos que, juntos, formam a maior organização criminosa já surgida na face da terra.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

*

PT

O PT é um partido que começou com presos políticos e vai terminar com políticos presos.

Gileno S. de Paiva G. Pereira gileno49@hotmail.com

Londrina (PR)

*

RECUPERAÇÃO DO ORGULHO

A penalização do PT pelo STF vai ressuscitar o velho “orgulho de ser brasileiro”.

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

*

OS DESMORALIZADOS

Lula, é o político cosmético tupiniquim, vai de porta em porta, e angustiado pede a seus aliados para que assinem uma carta de apoio para tentar confundir a Nação, de que ele não tem nada a ver com o inescrupuloso mensalão do PT, que por ora, e fatiadamente a quadrilha vai sendo felizmente condenada. O ex-presidente, outrora gênio e poderoso (se achava), desce os degraus do inferno astral, e pede até arrego para o nanico partido PRB do Russumanno, que é líder nas pesquisas em São Paulo, para quem sabe até, se esse candidato vencer o pleito na Capital (Cruz Credo, não espero) o PT no seu momento de total decadência consiga para seus camaradinhas algum emprego com o Russu..., mano!

Mas, com o conteúdo, ou farsa, desta mensagem já divulgada é mais provável que até os respeitáveis brasileiros beneficiários do Bolsa-Família deixem de dar crédito para esse demagogo! Num dos trechos tiveram a cara de pau de enfatizar: “o mensalão é um julgamento político para golpear a democracia e reverter as conquistas que marcaram a gestão Lula”. Quais conquistas?! O Bolsa-Escola de FHC, clonado, ou afanado, e transformado em Bolsa-Família pelo PT?! O Banco do Povo que serviu mais para desvios de recursos?! O Fome-Zero que nem saiu do papel?! As PPPs idem?! As prometidas cisternas, que seriam construídas um milhão e abandonaram?! O PAC, que está no seu sexto ano, que alem dos superfaturamentos monstruosos nada se conclui?! A transposição do Rio São Francisco, que iria custar R$ 4,8 bilhões pronto, mas, inconcluso já tem seu orçamento elevado a quase R$ 9 bilhões?! A prometida refinaria de Abreu Lima, que deveria ser entregue em 2010, a um custo de R$ 2,3 bi, está longe de seu final e já custa aos cofres públicos os astronômicos R$ 20 bilhões?! Se esse é o padrão de conquistas do PT, então porque não acreditar que o Lula, era o chefe da quadrilha do mensalão... Como muito bem disse Marcos Valério, a revista Veja!

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

*

UM ASSOMBRO

O Sr. Lulla, é realmente o brasileiro que mais prejudicou o Brasil nesses últimos 200 anos, agora quer um desagravo A sua pessoa e ele mesmo e o fascista Rui Falcão redigiram o texto, este senhor arruinou o Banco do Brasil e a Petrobrás entre outras estatais; enganou todos os nordestinos que acreditavam na “transposição do Rio São Francisco”, com gastos de R$ 10 bilhões e nada foi feito, enganou a todos os brasileiros. Está vendo a casa ruir (PT) e agride a todos em seus eternos blá blá blás, foi assim com ACM Neto (BA), com Arthur Vigilio (AM), com Celso Russomano (SP) – ele até tentou explicar neste caso como a raposa late (?) É um assombro! Aposente-se, deixe o Brasil crescer! Seus aliados estão sendo condenados e a sua boa fase acabou.

Celso de Carvalho Mello celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

*

A ‘BATALHA CONTRA MENTIRAS’ DO PT

Mais uma Comissão da Verdade?

Eduardo Henry Moreira henrymoreira@terra.com.br

Guarujá

*

OS TEMPOS SÃO OUTROS

Não existe uma meia-verdade. Existe a verdade e existe a mentira. Essa comissão que só vai apurar um dos lados da história e assim mesmo de maneira facciosa, não merecia ostentar o nome de Comissão da Verdade. Seu nome correto deveria ser Comissão da Mentira e merecia ser dissolvida de imediato. Ninguém aguenta mais empulhação. O julgamento do Mensalão está aí mesmo para mostrar aos nossos governantes que os tempos agora são outros.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

*

COMISSÃO DA VERDADE

Após o julgamento do mensalão pelo STF, a sociedade brasileira nos moldes da lei da ficha limpa, deveria iniciar um movimento para que seja criada a Comissão da Verdade no Congresso Nacional. Assim, sem qualquer espírito de revanchismo ou de vingança, mas apenas para trazer à tona a verdade, essa comissão poderia determinar com precisão, quais foram os projetos que Lula aprovou de verdade, se é que houve algum e quais foram os projetos aprovados através de suborno do Congresso Nacional, durante a sua administração.

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

*

COMISSÃO DA MEIA-VERDADE

Só nós não percebemos que a “seriíssima” Comissão iria investigar apenas os delitos praticados por membros do governo. Estava na cara que a tal Comissão da Meia-Verdade não iria buscar justiça para as famílias que perderam seus pais e filhos assassinados por guerrilheiros financiados por Cuba, que lutavam pela instalação de um regime comunista no Brasil. Mais uma vez fomos enganados pela turma do mensalão.

Osny Silveira Junior osnysilveira@hotmail.com

São Paulo

*

INEFICIÊNCIA DO METRÔ E DO GOVERNO DO ESTADO

O caderno Metrópole de quinta-feira do Estadão (página C3) publicou matéria a respeito da superlotação do metrô, em especial da Linha 4-Amarela, e a iniciativa do governo em fornecer serviço gratuito de ônibus, com o específico intuito de desafogar a malha ferroviária. Trouxe ainda o jornal entrevista com o ex-ombudsman da Companhia de Engenharia de Tráfego – CET, Luiz Célio Bottura, que, a respeito do assunto, alertou para a “falta de planejamento da expansão das linhas de metrô”. Essa “falta de planejamento” do metrô é que preocupa os moradores do bairro do Morumbi, que, é bom que se ressalte, não são contrários ao transporte público de massa, mas que são contrários sim ao absurdo projeto do monotrilho (Linha 17-Ouro), que se justifica, segundo o governo, em razão do menor custo e do número de usuários no bairro. Os moradores do bairro querem metrô subterrâneo, cuja capacidade é, salvo engano, quase cinco vezes maior do que a do monotrilho. Em poucos anos, muito provavelmente, a capacidade do monotrilho (equivalente a um ônibus articulado) será ineficiente para o atendimento da população do bairro e novamente, ao que parece, se constatará o que o ex-ombudsman da CET agora constatou. O povo não aguenta mais tanta ineficiência e tanto dinheiro mal gasto.

Fernando Macedo fernando@negrato.adv.br

São Paulo

*

APOSENTADOS

Aposentados, parece-nos que estamos condenados morrer a míngua. Vejam o que disse o senador Paulo Paim em 3/9/2012: “Estamos tentando com todos os meios buscar uma saída para resolver a questão do reajuste dos aposentados que recebem acima do salário mínimo. Participamos de diversos encontros, em inúmeras capitais brasileiras para reivindicar a aprovação das propostas de reajuste dos aposentados e o fim do fator previdenciário. Estamos mantendo encontros com o Ministro Garibaldi e participando do grupo de trabalho para debater o reajuste dos aposentados. Realizamos audiências públicas na CDH para debater o tema e participamos de programas de TV e rádio defendendo essa tese. Realizamos diversos pronunciamentos no Plenário do Senado Federal e participamos de congressos e palestras sobre o tema. Esteja certo de que continuamos na luta, seja através dos nossos projetos ou reivindicando uma solução junto ao Executivo. Para nós é uma questão de Direitos Humanos. Não entendemos os questionamentos que chegam até este gabinete, já que as propostas foram aprovadas por unanimidade no Senado Federal e aguardam votação na Câmara dos Deputados. Nossas propostas que tramitam na Câmara são: PL 4434/08 – Recupera os benefícios com base no número de salários mínimos que os aposentados recebiam no momento da concessão de suas aposentadorias. Foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) e agora será apreciado pelo plenário. Este projeto visa resgatar o poder aquisitivo dos benefícios dos aposentados e pensionistas. Ele prevê a criação do índice de correção previdenciária. Este índice tem como objetivo, restabelecer o valor da aposentadoria em termos do número de salários mínimos correspondentes ao benefício no momento da aposentadoria. A aplicação do índice de correção previdenciária garante que no decorrer de cinco anos (período de transição), o valor dos benefícios seja gradativamente majorado até recuperar seu valor original em salários mínimos. Após o período de transição, vai assegurar que os benefícios preservem seus valores em salários mínimos. Supondo, por exemplo, que um cidadão se aposentou há dez anos e na época seu salário de benefício correspondia a 10 salários mínimos (esse é seu índice de correção previdenciária). No entanto, seu salário de benefício hoje corresponde a 05 salários mínimos. Se o projeto em pauta fosse aprovado em 2012, o benefício desse cidadão seria majorado da seguinte forma (1/5 por ano). Assim, em 2016 o cidadão voltaria a ganhar a mesma quantidade de salários mínimos de quando se aposentou tendo, a partir daí, o valor de seu benefício preservado. Emenda ao PL 1/ 07 – Estende aos aposentados e pensionistas a mesma política de reajuste concedida ao salário mínimo, ou seja, a inflação mais o PIB. O projeto está pronto para a pauta de plenário. No portal www.camara.gov.br link “deputados”, o senhor terá acesso aos e-mails de todos os deputados, portanto, estamos fazendo a nossa parte fomentando o debate e demonstrando que é viável dar o mesmo índice de reajuste do salário mínimo aos aposentados e pensionistas e acabar com o Fator sem impactar as contas da previdência. Por isso, a importância de que cada cidadão pressione seu parlamentar para aprovar as matérias naquela Casa Legislativa.Reiteramos: Compreendemos a situação, mas tenha a certeza que somos incansáveis nesta causa e cobramos diariamente a aprovação dos nossos projetos. A Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas (Cobap) promoveu no dia 15 de agosto um grande ato público com vigília, aqui em Brasília. Eles querem pressionar os líderes partidários e de bancadas a colocar em votação urgente os projetos de maior interesse da categoria. Entre eles, o fim do Fator Previdenciário e o projeto 4.434/08, que recompõe as perdas das aposentadorias e pensões”. A pergunta que não quer calar é esta: Depois de ouvirmos durante o julgamento do mensalão que os deputados venderam os seus votos para aprovar a Reforma da Previdência, conforme queriam Lula e Dilma, como acreditar no que disse o senador Paim? Senador, nós aposentados e pensionistas do INSS não temos o dinheiro que os deputados vão pedir para obrigar a presidente Dilma devolver os nossos direitos conquistados. E tem mais, em 2016 a maioria dos aposentados já foi prá cova. Acorda senador. Já são mais de 10 anos de genocídio.

Leônidas Marques leo_vr@terra.com.br

Volta Redonda (RJ)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.