1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Fórum dos Leitores

  • Tags:

MENSALÃO

Prisão imediata

Estamos diante de uma situação nunca antes vista na história deste país: o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), não descarta a hipótese de, se decretada a imediata prisão dos deputados mensaleiros, aquela Casa dar abrigo aos condenados. Eu ainda não sei se o PT está declarando guerra ao Judiciário e afrontado a democracia ou se eles decidiram fazer do Congresso Nacional uma penitenciária. Até que não seria má ideia.

JOSÉ CARLOS COSTA

policaio@gmail.com

São Paulo

O fim do mundo

Num longínquo passado, um certo maia previu, errada ou acertadamente, que o fim do mundo aconteceria em 21/12/2012. Num triste presente, um certo Maia previu, erradamente, que poderia contestar um ato legítimo do mais alto tribunal do País, na tentativa desesperada de salvar os mandatos cassados de três condenados. É o fim do mundo!

FLAVIO MARCUS JULIANO

opegapulhas@terra.com.br

Santos

Os Maias e o Maia

Fim do mundo não é a previsão dos Maias, e, sim, a declaração do Maia.

FRANCISCO AMARANTE

francisco.e.amarante@gmail.com

São Paulo

Chapa quente

Os mensaleiros não querem que a sentença de prisão do Supremo Tribunal Federal (STF) seja posta em prática de imediato. Querem exercer o "direito de espernear" longe das grades, por meio de chicanas processuais protelatórias, até eventual mudança de temperatura da frigideira, com a posse de dois novos ministros na Corte e a substituição do atual procurador-geral. Marcos Valério começou a "piar" para tentar melhorar sua situação. A "turma da Rose" também inicia idêntica estratégia, cantando para tentar amenizar a chapa quente. Será que ela vai "piar"? Já "o cara" e sua claque mudaram de tática: vendo que o silêncio não é boa solução, forçam a barra numa demonstração de que ainda têm o controle da cozinha na mão e podem apagar o fogo. Com todos esses ingredientes, ainda tem muita coisa para vir à mesa...

LUIZ CARLOS S. FERNANDES

soares_advogados@aasp.org.br

São Paulo

Legislativo x Judiciário

Cumprimento o jornal pelo editorial O Poder de joelhos (20/12, A3). Uma vergonha este nosso Legislativo. Além de não acatarem a decisão judicial, ainda atacam o Judiciário. Nem sequer aprovaram o Orçamento de 2013. Para que precisamos desses políticos?

NELSON OSCAR CARONE

nelsoncarone@gmail.com

Campinas

APAGÕES

Insegurança

Perfeitas as conclusões do editorial A inútil irritação de Dilma (19/12, A3). Se o barco está furado, não adianta se irritar ou rezar. Caia fora dele! O próprio governo reconhece, a nossa energia elétrica é uma das piores e mais caras do planeta. Apesar dos altos níveis tarifários, espanta os investidores. Não é só a questão dos impostos absurdos que a torna cara. Tudo está errado. Entre outros motivos está o fato de que o atual modelo setorial brasileiro - como é comum no resto do mundo - impede as empresas de energia elétrica de atuarem em ciclo completo com a integração física e contábil da geração, transmissão e distribuição. Essa separação das atividades, além de exigir a permanente interferência da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na cadeia produtiva, faz surgir empresas atravessadoras para comercializar energia; empresas de geração para venda de eletricidade para o próprio grupo empresarial; controles e mais controles, fazendo tudo ficar, obviamente, mais caro. E ainda: descaracteriza as responsabilidades na hora de apurar as causas de apagões. Se se deseja uma solução duradoura e definitiva, há que se repensar o centralizado e burocrático modelo brasileiro. O País precisa se espelhar em países territorialmente grandes e com as mesmas diversidades socioeconômicas, como os Estados Unidos, onde o poder concedente é regional, por bacias hidrográficas e com autonomia para decidir sobre tarifas e caducidade das concessões sem a interferência federal. Nesse arranjo institucional, vivem pacificamente as empresas públicas e privadas, sem insegurança jurídica. Beneficia-se disso o investidor e, sobretudo, o consumidor, que no Brasil é o último a ser lembrado.

NILSON OTÁVIO DE OLIVEIRA

noo@uol.com.br

São Paulo

Atraso em Belo Monte

A respeito da carta enviada a este jornal pela Norte Energia S.A. (Hidrelétrica Belo Monte, 19/12, A2), comentando artigo de minha autoria, ressalto que em nenhum momento afirmei quando entraria em funcionamento a primeira turbina, ao contrário do que menciona a empresa. Outrossim, conforme dados do Comitê Gestor do PAC divulgados oficialmente no 2.º balanço da primeira etapa do programa (período de janeiro a agosto de 2007), a Hidrelétrica de Belo Monte teria a data de conclusão em janeiro de 2014. Já no 5.º balanço do PAC 2 (período de maio a setembro de 2012) consta a data de conclusão de 30 de janeiro de 2019. Assim, reitero que a obra está atrasada, o que a carta da Norte Energia apenas confirma.

FRANCISCO GIL C. BRANCO NETO

gil@contasabertas.org.br

Brasília

SUS

Propaganda enganosa

O Estadão publicou esta semana o artigo Defendendo o indefensável (19/12, A2), do sr. André Meloni Nassar, que chama a atenção para a propaganda enganosa do governo federal sobre a prestação de serviços públicos de saúde. Tenho visto na TV, por exemplo, uma propaganda do SUS em que um senhor humilde depõe sobre o pronto atendimento, dizendo ter passado por uma "máquina" (um tomógrafo) e resolvido seu problema de saúde. Isso é um acinte à sofrida população que depende desses serviços. Cito só um exemplo: uma senhora de meu conhecimento foi ao SUS, em outubro, para marcar uma consulta com o oftalmologista. Data da consulta: 13 de fevereiro de 2013.

ROBERTO PEREIRA DA FONSECA

roberfon@uol.com.br

São Paulo

BOAS-FESTAS

O Estado agradece e retribui os votos de feliz Natal e próspero ano-novo de Adriano Pires; Antonio Brandileone; Argeu de Almeida Ferraz Filho; Cláudio Moschella; Eduardo Arnaut - Edge Life Sports; Equipe MB Seguros; FSB Comunicações; Grupo Pão de Açúcar - Enéas; Hyundai Motor Brasil; Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec); Mac Dowell Leite de Castro Advogados; Miguel Reale Júnior; Paulo Paiva; Ruy Martins Altenfelder Silva; Signi e Ambiente-se; e União de Defesa da Propriedade Rural - Aurélio Franco Guimarães.

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

LULA ATACA NOVAMENTE

O ex-presidente Lula, discursando no ABC, disse uma verdade: "Vagabundo nenhum me derrotará". Mas os homens dignos, honrados e patriotas podem e devem acabar com esta praga petista.

Antonio Brandileone abrandileone@uol.com.br

Assis

*

INVENCÍVEL

O ex-presidente Lula disse que, para ser vencido, "vagabundos" terão que trabalhar mais do que ele. Quem são os "vagabundos"? Que eu saiba, são os parasitas sindicalistas que ele empregou no governo, são titulares dos cargos comissionados que ele criou para empregar os "cumpanheros" e até ele próprio, que perdeu o dedo mindinho na prensa e requereu aposentadoria por invalidez. Será que foi acidente mesmo? E para finalizar seu arsenal de baboseiras num discurso em São Bernardo do Campo (SP), confundiu Titanic com Romeu e Julieta. Muito culto o ex-presidente. Deve se reeleger, sim, pois a maioria da população mal tem o 2.º grau, não lê e não enxerga um palmo adiante do nariz.

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

*

SE O AR CONDICIONADO FALASSE

Lula disse que só existe uma possibilidade de seus adversários o derrotarem: trabalhar mais que ele. Em primeiro lugar Lula precisa dizer a que trabalho ele se refere. Se for aquele registrado em carteira, mais da metade dos brasileiros trabalharam mais que ele e só por isso ele já é um homem derrotado, pois não tem cacife para se comprar aos trabalhadores de verdade. Interessante observar que o "vagabundo" a que Lula se refere que fica em ar condicionado falando mal dele, deve ser o mesmo que nos bons tempos em que o sonho de o mensalão passava batido, o ar condicionado servia para testemunhar bons negócios. Ah, se o ar condicionado falasse!

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

VAGABUNDOS

Se os torcedores do Corinthians se consideram um bando de loucos, eu, que torço contra o Lula, por ver nele a maior praga que aconteceu ao Brasil em toda a sua história, sinto-me orgulhoso de pertencer a esse bando de "vagabundos" que usa o seu direito constitucional de emitir críticas a respeito dele. A bem da verdade, críticas que são respaldadas por fatos reais e de amplo conhecimento público, e que estão longe de se constituir em meros ataques pessoais. Não me sinto machucado pelo sucesso de Lula, mas apenas desolado de ver o meu país descendo a ladeira durante todos esses anos nas mãos de gente incompetente e desonesta, desde o seu primeiro mandato.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

*

QUEM É VAGABUNDO?

O "cândido" lulinha, ex-paz e amor, declarou que nenhum "vagabundo vai derrotá-lo". Em mais um arroubo intelectual, nosso ex-presidente demonstra seu enorme apreço pelas pessoas, instituições, num linguajar digno... de botequim. Criticá-lo não significa desonrá-lo. Se ele, em oito anos, teve chances e mais chances de fazer algo decente pela massa de brasileiros que o elegeu, acreditando que o "trabalhador" lutaria pelos seus pares, porém preferiu enveredar por caminhos tortuosos, como fazem os outros, em suas declarações do tipo "fui pego, mais e daí ?", sendo que outrora era o baluarte da ética e do bom-mocismo e hoje está quase no banco dos réus, convocando a tropa de choque em todos os níveis para defendê-lo. Seria mais nobre se tivesse governado e não passeado por 25 países, com a sua, agora nada "secretária", depositando dinheiro em terras ultramarinas. Oxalá a grande massa acorde e entenda todos os mal feitos dos últimos dez anos. O País está à deriva e continuará, caso não haja nenhuma mudança. 6% de inflação é um rastilho de pólvora, para nos fazer reviver algo que parecia sepulto, mas que os petralhas parecem querer reavivar. O mais curioso e triste é que nossa "presidente" e seu ministro da fazenda, que manda, desmanda, arbitra taxa de juros, paridade cambial, etc., são economistas, graduados em universidades de primeira linha. Será que o mundo mudou para pior e nós não percebemos, mas eles sim?! Sinceramente, eu duvido! Com tudo isso, um Feliz Natal e ótimo 2013!

Renato Camargo natuscamargo@yahoo.com.br

São Paulo

*

NEM PRECISA

O ex-presidente Lula, mandante do mensalão, disse que "nenhum vagabundo vai derrotá-lo". Nem precisa. Ele próprio vai se autoderrotar.

Carlos Alberto Ramos Soares de Queiroz soares.queiroz@terra.com.br

São Paulo

*

NUNCA ANTES!

De fato, Lula jamais será derrotado por um vagabundo qualquer, será derrotado, sim, mas pela Justiça, que tarda, mas não falha. Hoje, como nunca

antes na história deste país! Frase dele.

José Marques seuqram.esoj@bol.com.br

São Paulo

*

TRABALHADOR

Concordo com o Grande Manipulador quando ele diz que para derrotá-lo tem que ser alguém que trabalha mais que ele. Se levarmos em consideração os últimos 10 anos o ex-presidente realmente foi quem mais trabalhou no Brasil. Trabalhou para montar a maior quadrilha, nunca antes vista neste País. Trabalhou mais ainda para, cooptar e indicar petistas, amigas mais que íntima e sindicalistas para assumirem cargos em Ministérios, gabinetes da Presidência, sindicatos, UNE, etc., tudo no sentido de assegurar a implantação do projeto de poder de seu partido. Trabalhou intensamente para arregimentar uma base aliada formada quase toda pelos picaretas que ele, quando na oposição, tanto denegria, no intuito de aprovar todas as ações do seu corrupto governo. Ultimamente tem trabalhado diariamente para provar que todos que o acusam ou são mentirosos ou não merecem crédito. Êta homem que trabalha!

Cláudio Grozinski claudio@linterconstrutora.com.br

São Paulo

*

ENTORNANDO O CALDO

O que está se passando pela cabeça do ex-presidente, pelo visto quer implantar em nosso País um movimento armado, guerrilha ou uma guerra civil, só porque começaram a divulgar tudo aquilo que dizia sempre não saber, que não colou mais, ficou muito explícito. A partir da delação premiada do mensaluleiro já condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Marcos Valério, ao Ministério Público, o que grande parte dos cidadãos brasileiros, com alguma cultura, já deduziam e até sabiam. Quer intimidar o Carlos Augusto Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira, também já condenado cuja CPMI terminou em "pizza" e o mais recente Paulo Vieira, indiciado na operação Porto Seguro, os quais já confirmam que se utilizarão da delação premiada e jogarão muito mais "sujeira no ventilador", do que imaginamos. A coisa ficou preta para o ex-presidente que desde a sua existência quando se sente atacado ou ameaçado pelos seus atos ilícitos, parte para a agressão e mentiras deslavadas para tentar livrar a sua pele. Em meio a tantas denúncias que envolvem o seu nome, afirmou em discurso, por ocasião da posse do novo presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, entidade a qual presidiu na década de 1970, que o lançou para a vida política nacional, pasmem: Lula disse que não será derrotado por nenhum "vagabundo", só existe uma possibilidade de o derrotarem, por alguém que trabalhe mais do que ele, será que o PeTista estava sóbrio ou estava brincando? Logo mudou de assunto e passou a elogiar o seu próprio governo e o da presidente Dilma Rousseff, pediu otimismo aos brasileiros diante da crise internacional, que admitiu existir, aquela tão famosa "marolinha", claro! O objetivo era tornar uma manifestação de desagravo a sua pessoa, as faixas deixavam evidente com os dizeres: "Lula é meu amigo, mexeu com ele mexeu comigo", um indicativo das reais intenções do evento. No ato, além da presença de políticos do PT, PC do B, do presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), sindicalistas e integrantes de movimentos sociais, cujos discursos passaram a ser mais inflamados contra os meios de comunicação e o Poder Judiciário, por que será? Teve inclusive quem fizesse acusações que tudo não passava de "perseguição" da elite brasileira que não consegue ganhar as eleições, é inacreditável? Pelo visto querem retroagir a 1964? Não é crível, mas possível. Será que o ex-presidente seria capaz de dizer tudo o que disse sobre as denúncias que lhe fazem, frente a frente do procurador-geral da República e testemunhas, ou entregar a gravação completa desse evento ao Ministério Público? A sabedoria ensina que a moderação e a "boca calada" amenizam os fatos, as atitudes tomadas servem para "entornar o caldo" e a confirmação das tantas ilicitudes cometidas, alguém duvida?

Luiz Dias lfd.silva@2me.com.br

São Paulo

*

JOGANDO PARA A TORCIDA

Tanta fanfarrice. Tanta demagogia e hipocrisia. É Lula, dos velhos tempos, frente a uma plateia dócil, bradando que não será derrotado por nenhum "vagabundo". Espero que seja pela justiça.

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

*

VAGABUNDOS, NÃO

O ex-presidente Lula disse que nenhum vagabundo vai derrubá-lo. É claro que não, ninguém de seu grupo irá fazer isso, eles ganham muito com o poder. Algum dia ele poderá ser "derrubado" ou descobrirem suas falcatruas por alguém idôneo do STF ou do Tribunal de Contas da União, ou da Polícia Federal. Com vagabundos o ex-presidente não precisa se preocupar.

Roberto Moreira Da Silva rrobertoms@uol.com.br

São Paulo

*

DERROTADO

O Lula disse que não será derrotado por nenhum vagabundo, também creio nisso. Ele será derrotado por pessoas probas, honestas e incorruptíveis.

João Menon joaomenon42@gmail.com

São Paulo

*

ZÉ DIRCEU, MARCOS VALÉRIO E...

Corre a boca pequena que a marchinha "Zum Zum", composta em 1950 por Paulo Soledade e Fernando Lobo, cantada por Dalva de Oliveira, fará o maior sucesso no próximo carnaval. Oi! Zum, zum, zum, zum, zum, zum! Está faltando um!

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

*

PESADELO

O esquema mensalão, Ação Penal, 470, cujo julgamento histórico, terminado recentemente que condenou 25 dos 38 réus inicialmente indiciados, ao que me parece foi apenas um aperitivo do que poderá vir pela frente. As denúncias de Marcos Valério, agora comprometem o publicitário, Nizan Guanaes e a dupla Zezé Di Camargo e Luciano que teriam sido beneficiados pelo esquema e, sabe Deus, quantos ainda estarão envolvidos. Estas revelações vão tirar o sono de muita gente neste final de ano, principalmente do ex-presidente Lula, que já tem sobre seus ombros, gravíssimas acusações e segundo o procurador-geral Roberto Gurgel, os documentos entregues por Valério serão detalhadamente analisados. E a julgar pelo consistente, brilhante e irretocável relatório que condenou os mensaleiros, se confirmadas as novas denúncias, coisa boa para eles não vai sobrar.

Sérgio Dafré Sergio_dafre@hotmail.com

Jundiaí

*

PRISÃO IMEDIATA

Joaquim Barbosa está com a faca e o queijo nas mãos. Sozinho determinará a prisão imediata dos condenados do mensalão. É isso que o povo espera ansiosamente. Caso seja feita a vontade do povo, Joaquim terá sua biografia gravada para sempre na historia do Brasil.

Mário Negrão Borgonovi marionegrao.borgonovi@gmail.com

Rio de Janeiro

*

DECLARAÇÕES PROMISSORAS

Bastante promissoras as primeiras manifestações do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, sobre o depoimento dado por Marcos Valério ao Ministério Público, cujo conteúdo foi recentemente divulgado pelo Estadão. Ao que parece, todas as denúncias de Valério serão, sim, objeto de extensa análise. Após o fim do julgamento do mensalão, isso é que esperam todos os brasileiros que querem um País mais justo e rigoroso com tramoias de políticos – que explodiram após a ascendência do PT ao poder, em 2003. Torçamos para que as sementes do fim da impunidade, lançadas com sucesso pela maioria dos ministros do STF na apreciação do mais escandaloso esquema de corrupção da História republicana, rendam frutos perenes e sirvam para dar um sopro de ar fresco à nossa excessivamente achacada gestão pública.

Henrique Brigatte hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

*

MAIAS

Na semana do Apocalipse, segundo o calendário maia, Marco Maia, presidente da Câmara dos Deputados (PT-RS), põe em xeque o Estado Democrático de Direito no Brasil ao adotar postura inconstitucional de enfrentamento e desacato à decisão do Supremo Tribunal Federal que cassou o mandato dos mensaleiros João Paulo Cunha (PT-SP), Valdemar Costa Neto (PR-SP), Pedro Henry (PP-MT) e José Genoino (PT-SP). Sentença transitada em julgado pelo STF, a mais alta Corte do País, guardiã e intérprete da Carta Magna, deve ser respeitada e acatada. Cumpra-se, pois!

J. S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

*

PODERES HARMÔNICOS E INDEPENDENTES

O ano político está terminando de maneira inconveniente. O presidente da Câmara dos Deputados confronta o Supremo Tribunal Federal, que cassa o mandato de três deputados condenados no mensalão. O presidente do Senado também enfrenta a suprema corte ao convocar uma sessão para votar mais de 3 mil vetos que dormem na Casa desde os tempos de FHC e, com isso, poder também votar o veto presidencial as royalties do petróleo. É temerário quando há o confronto entre os poderes que, segundo a Constituição, deve ser harmônicos e independentes. A história está cheia de desfechos trágicos que ninguém, em sã consciência, quer para o Brasil. Como o tribunal não faz lei (apenas as interpreta), a única forma que a Câmara dos Deputados teria para impedir a cassação dos seus apenados, seria propor e votar uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que exclua da Justiça e atribua exclusivamente à casa legislativa, em qualquer circunstância, o direito de cassar seus membros. Mas teria de fazer tudo com grande rapidez, antes da execução das penas impostas pelo STF. Mas isso é impraticável, todos sabemos, inclusive o deputado Marco Maia que, parece apenas buscar os holofotes, pois não será mais presidente quando a Câmara tiver de jubilar os condenados. José Sarney tira sua casquinha na dificuldade de relacionamento Judiciário-Legislativo. Dificilmente conseguirá votar, numa só penada, os três mil vetos, mas restará credor das lideranças dos estados que querem o veto de Dilma rejeitado. Como não conseguirá votar a matéria, também não ficará mal com o governo. Mas expõe à nação a inércia do Poder Legislativo, que deixa as matérias apodrecerem para não ter de tomar posição. Decisão judicial não se discute. Cumpre-se e, quando é possível, recorre-se na instância adequada. Todos os envolvidos nessa trapalhada político-criminal sabem muito bem disso. É pena que, em vez de discutir as questões no tempo certo, preferem fazê-lo só quando isso possa lhes render algum dividendo político. Assim é difícil entender e impossível aceitar. Tem de mudar!

Dirceu Cardoso Gonçalves aspomilpm@terra.com.br

São Paulo

*

LIÇÃO NÃO APRENDIDA

A atitude da Camara dos Deputados de inconformidade com a decisão do Supremo Tribunal Federal de cassar os mandatos dos parlamentares condenados no mensalão deixa claro que a lição não foi aprendida. Parece que serão necessárias ações ainda mais contundentes do judiciário para que o executivo e o legislativo se deem conta que não será mais tolerado roubar dinheiro público no Brasil. O judiciário tem que entender que não será fácil acabar com uma tradição de 500 anos de impunidade.

Mário Barilá Filho mariobarila@yahoo.com.br

São Paulo

*

O FIM DO PT

Acho pouco provável que o mundo acabe hoje, conforme supostamente previram os maias. Mas, para o Partido dos Trabalhadores (PT) – que sofreu o maior revés de sua história, através da condenação de seus dirigentes no julgamento do mensalão, encerrado na última segunda-feira no Supremo Tribunal Federal (STF) –, o mundo certamente começou a acabar. Somente o "oráculo" Marcos Valério poderá precisar a data fatídica do fim do PT (e do lulismo). Os cidadãos de bem que estão cansados de tanta corrupção clamam em uníssono: Fala, "oráculo"!

Túllio Marco Soares Carvalho tulliocarvalho.advocacia@gmail.com

Belo Horizonte

*

CPI DO CACHOEIRA

Agora certeza! É o STF quem deve julgar os mandatos dos parlamentares condenados para que o Mensalão não virar "Cachoeirense".

Omar El Seoud elseoud@iq.usp.br

São Paulo

*

FALEM!

Da reunião de governadores que vieram a São Paulo prestar apoio ao Lula, indignados por ele ter sido citado por Marcos Valério como tendo se beneficiado do esquema do mensalão destaca-se o fato de que Lula hoje precisa do apoio e da voz de todos eles a seu favor não só para acarinhar seu ego sofrido, mas também para dar peso à sua auto-declaração de inocência. Parece que sozinho Lula já não chega lá. Cid Gomes, governador do Ceará, assim se expressou: "Viemos dizer para ele que estamos indignados com essa coisa (denúncia de Marcos Valério), que isso não é respeitoso para com a figura do ex-presidente e com a memória do Brasil", e Cid, pelo visto, inspirou-se na tese de Sarney de que Lula é patrimônio do Brasil, portanto inatacável... Tanto apoio é maravilhoso, mas e as explicações que Lula deve ao povo brasileiro? Apoio de amigos não esclarece verdade alguma, pelo contrário, deixa um ar de suspeição de que algo de muito podre se esconde por trás desta cortina de amizades! Meus votos para 2013 é que o Novo Ano traga à luz as revelações que nos faltam para elucidar de vez essa onda de corrupção que há 10 anos nos assola. Fala, Lula! Fala, Rose! Fala Valério! Fala, Cachoeira!

Mara Montezuma Assaf montezuma.scriba@gmail.com

São Paulo

*

JUÍZO FINAL

Marcos Valério começou a falar incluindo Lula no mensalão. O caso Rosegate, Vieira diz que não cai sozinho e quer contar o que sabe em delação premiada – quer denunciar gente graúda. Carlinhos Cachoeira disse que abrirá o bico contra o PT – tem muito a dizer, inclusive contra algozes petistas na CPI. O PT já percebeu que o cerco se facha a cada dia e, como última trincheira, conclama militância para tentar salvar a pele acusando delatores de golpistas, elites reacionárias, oposição e até querem trazer FHC ao Congresso para acusá-lo de qualquer coisa – não importa o que seja – querem acusá-lo e pronto, só para desviar o foco. Para o bem, ou para o mal do País, é chegada a hora do Juízo Final. Alguma coisa precisa ser feita.

Ruy Colamarino alternativo: 1945.ruy@gmail.com

São Paulo

*

ENGANAR COM CLA$$E

É de admirar as chamadas propagandas institucionais do (des)governo do PT, que em número exagerado assistimos nas TVs. Exemplos: 1) A propaganda do SUS sobre os novos equipamentos (invisíveis) que dizem ter nos hospitais, semelhantes aos de Primeiro Mundo – onde fica esse hospital, para confirmar? 2) Outra propaganda "mirabolante", uma mentira sobre a mentirosa "redução" da tarifa na conta de luz para 2013, que na realidade não é "redução", é uma devolução do que se apropriaram de todos nós durante a (indi)gestão PeTista, é bom saber. 3) Outra que até nos faz chorar é a do desarmamento das pessoas comuns e de bem, como nós – só podem usar ou portar armas os "bandidos" – e nunca reaja, não temos o direito de nos defender, para facilitar a criminalidade. O volume dessas propagandas inúteis é tão grande que até nos leva a pensar na existência de alguma "vantagem por fora" sobre os valores pagos. Não vimos nenhuma propaganda bem humorada, é claro, para explicar ao povo brasileiro a razão do PIB – 2012, que, se chegar a 1% (um por cento), estará bom demais, quem quer mais? Isso que é enganar com cla$$e, coisa de "gênio", satisfeitos?

Maria Teresa Amaral mteresa0409@2me.com.br

São Paulo

*

ALGUÉM EXPLICA?

A Câmara concede reajuste de até 45% nos salário dos servidores do Tribunal de Contas da União (TCU), e cria 70 cargos de confiança. Medidas justificadas, segundo o texto, para o "desenvolvimento de atividades em equipe de maior complexidade e realização de atividades de grande relevância para incrementar o resultado institucional". O que diabo isso significa? alguém de fora do bando sabe explicar? Eu não domino a novilíngua.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

*

REAJUSTES

Lendo o Estadão, deparo-me com anúncios de reajustes para todos os senhores do poder. Aumento para ministros, juízes, parlamentares, vereadores, prefeito e governador. Faço uma pergunta que me intriga há anos. Sou aposentado da Prefeitura de São Paulo e pasmem, há mais de oito anos que meu holerite apresenta os mesmos valores, até nos centavos. Será que nossos ilustres governantes algum dia irão voltar os olhos aos simples mortais aposentados, que já contribuíram e muito para a permanência dos mesmos no poder. Entra prefeito e sai prefeito e nenhuma satisfação é dada bem como nenhum centavo é concedido. Como otimista que sou espero ainda, que o pão caia com a manteiga virada para cima.

Renato Queiroz Telles Arruda rqtarruda@hotmail.com

São Paulo

*

AUMENTO DOS VEREADORES

Um absurdo que só poderia acontecer no Brasil, mais propriamente em São Paulo. Esse aumento absurdo dos vereadores é um acinte para nós, eleitores. Cada vez penso mais e me pergunto: Onde a democracia é boa? Só para esses políticos.

Agostinho Locci legustan@gmail.com

São Paulo

*

PREVISÕES OU AFIRMAÇÕES MENTIROSAS?

Sempre que divulgam o resultado do PIB brasileiro (que de tão pequeno virou pibinho) todo mundo passa a criticar e atacar o ministro Guido Mantega dizendo que suas previsões foram fracassadas, que ele errou feio e etc. e tal. A questão fundamental é: será que são mesmo previsões ou isso não passa de uma estratégia do ministro de fazer afirmações mentirosas para acalmar povo, ludibriando-os? Uma vez que mentir tornou-se uma marca registrada desse governo (mais ainda que o anterior) e que tem dado certo pois tem rendido votos e também garantido altos índices de popularidade para a nossa presidente que por conta disso se sente bem à vontade a ponto de ir à Europa dar lição de moral nos europeus, por exemplo. Quando o ministro diz que quer um crescimento de 4% no PIB (aliás quem não quer?!) coisa que não tem acontecido todo mundo quer saber de que forma, já que a indústria está indo devagar, quase parando. o comércio está perdendo fôlego, as importações não param de crescer, ao contrário das exportações que não param de despencar. Portanto não basta querer, tem correr atrás, se mexer, coisa que eles do governo não fazem. Mas afinal de contas para quê, né? Se o povo está aclamando essa gestão petista, contemplando-os com altíssimos índices de aprovação.

Eduardo Zimantas ezcontatos@zipmail.com.br

São Paulo

*

AS ‘PROFECIAS’ DE MANTEGA

Sempre que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, faz uma declaração ela vem cheia de incertezas e prognósticos que dependem de ocorrências futuras. Tem errado bastante Diz que a gasolina vai subir mas não informa quando, quanto, mas que o governo pode esperar que "o preço internacional do petróleo venha a cair". Não com os atuais distúrbios políticos no Oriente Médio. A prévia para a inflação de 2012 é de 5,78%, sendo que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA 15) é o grande fator que faz subir o custo de vida e obriga a um consumo menor nas famílias. No atual mandato da presidente da empresa Maria da Graça Foster esse seria o terceiro aumento. Enquanto o Palácio do Planalto fala em 10%, a Petrobras pede 15% de aumento.O governo afirma que a receita obtida com a venda de gasolina e diesel no mercado interno, diante da importação principalmente a gasolina é de que até o último dia 18 a estatal acumula uma perda de R$3,9 bilhões.Uma empresa do porte econômico como a Petrobras não deveria ser uma estatal, mas sim privatizada com participação do governo de menos de 50%. Uma empresa que está condenada a jamais acumular lucros porque não passa de cabide de empregos e também de comentadas negociatas como a que gerou um rombo bilionário durante a gestão de Sérgio Gabrielli.

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

*

APAGÕES NÃO ERAM COISA DO PASSADO?

Para que Lula fosse eleito em 2002, os petralhas dedicaram-se em dar notória publicidade ao período chamado de "apagão" durante o governo FHC; este por sua vez, em contraposição não soube explicitar nada. O que de fato ocorreu foi uma conjunção de fatores, especialmente motivados por um largo período de estiagem que estatisticamente, até então, se repetia a cada quatro ou cinco décadas. Pois é, Lula veio e junto com ele o maior apagão da moral a gerir a coisa pública, e nunca antes na história deste país se viu tanta canalhice e hipocrisia incrustrada no seio da Instituição Presidência da República, e que, aliás, continua, pois é de Dilma o Gabinete em São Paulo onde operava o Rosegate; são também do seu desnorteado Governo as Agências Reguladoras (cabides de emprego petralhas); Ministérios (farta distribuição de feudos e erário à base aliada). A saga continua com a mãe do PAC, empacado como as seis mil creches prometidas e das quais apenas sete unidades entregues. É uma pena, mas até a memória dos eleitores é digna de ser apagada neste país. Dilma num rompante de sargentão declara baixar o valor nas contas de energia elétrica, e isto por decreto! Ou seja, pisou no acelerador sem olhar para o nível dos reservatórios que estão próximos do mínimo de segurança que FHC enfrentou. Acho que até São Pedro está farto da incompetência dos petralhas; pois se reduzirá mais ainda a capacidade de investir naquilo que está sucateado. Para evitar os apagões-petralhas, que segundo Dilma e o Ministério das Minas e Energias são casos isolados; porém dos seis considerados grandes que ultimamente afligiram o país, dezenas de milhões de pessoas ficaram horas seguidas sem energia, as térmicas (gás natural), deverão ser despachadas. Seu uso produz energia a custos ainda maiores. A infraestrutura geral da ONS caminha a passos largos para a obsolescência, e os petralhas nada ou quase nada investiram em 12 anos, tão apenas colheram daqueles que investiram e lhes deixaram a decretada herança maldita. Dilma sabe disso; afinal, foi Ministra das Minas e Energia. Sabe bem agora quanto nos custa a "doação" da Petrobras ao caudilho Evo Morales; a incapacitação da mesma Petrobras pela politicalha em não investir na Bacia de Santos na extração de gás desassociado de petróleo etc. etc.. Discorre-se muito que o Brasil evoluiu com Lula; discorre-se assim muita besteira e com muito exagero. O que evoluiu emanou daquilo que abiscoitou como herança; além do que a economia aproveitou da conjuntura global e ali caminhou inercialmente arranhando os movimentos e ajustes econômicos globais que nos foram muito favoráveis. Será que aproveitamos o quanto deveríamos ou poderíamos aproveitar? Obviamente não; pois a política externa burra-lulopetista, não permitiu. Esta é elogiosa? Perdemos quanto? Isto é irrecuperável, são janelas de oportunidades que verdadeiros estadistas enxergam, e não será um apedeuta auxiliado por Marco Aurélio Garcia que o faria algo palpável. Não havia e nem há agora competência alguma instalada no Governo Central. Cite para si mesmo três Ministros de competência irrestrita em sua área de atuação! Nem mesmo um de moral ilibada encontrará! Economias como a nossa; aliás, "par e passo" à nossa em inúmeros caracteres comparáveis desde 2002, cresceram proporcionalmente muito mais do que a nossa, seja pela renda per capita seja pelo IDH. O que tanto se louva ao corrupto lulopetismo e que aqui se faz brilhar até em editoriais de jornais de primeira grandeza? Alardeiam-se as façanhas na área social; ora, além do que resultou em efeito do já disposto, o governo, mais se preocupou em corromper mentes inflando o mercado por crédito fácil, e que se fará sentir a médio e longo prazo. À sua "vassala e criada" classe ascendente, nada mais fez do que "vender o jantar para pagar um farto almoço"; na hora do jantar é que veremos como a coisa fica. Estão endividados até a boca e os Bancos ganharam como nunca – Lula mesmo diz isso. Distribuir recursos públicos sem contrapartida social é tirar via carga tributária na base de consumo de quem tem alguma coisa, para doar a quem tem menos sem quebrar o ciclo da miséria. Isto não é investir no futuro, é preservar o passado lúgubre para manter interesses funestos da classe política sobre os miseráveis. O que a modifica esses estado de coisas é a exigência de contrapartida educacional, que aqui a politicalha não quer como existe na China e muito antes dela no Japão e Coreia. O Bolsa Família, neste sentido é o esteio da ignorância e símbolo da mediocridade e amoralidade eleitoral e que Lula bem simboliza.

Oswaldo Colombo Filho colomboconsult@gmail.com

São Paulo

*

O MELHOR NEGÓCIO DO MUNDO

Segundo John Paul Getty, milionário americano do petróleo, já falecido, o melhor negócio do mundo é uma companhia de petróleo "bem administrada". O segundo melhor negócio do mundo é uma companhia de petróleo "mal administrada". Pois os petralhas conseguiram que a Petrobrás desse prejuízo! Esse pessoal do PT realmente é insuperável. Em compensação, tenho certeza de que eles próprios estão "muito bem de vida", para dizer o menos!

Nelson Ferraz nelfer@estadao.com.br

Sumarezinho

*

HOMOFOBIA

Incrível que esse delegado Barazal coloque em dúvida que o caso do rapaz gay atacado na Lapa talvez não seja de homofobia. Alguém ter coragem de se afirmar como gay, numa cidade homofóbica como São Paulo já não seria prova suficiente? E o fato de ele, como aquele da semana passada, ter quase morrido? O delegado deveria procurar os dados e ver a quantidade de gays atacados e assassinados em São Paulo, sem punição! Nos países civilizados homofobia é crime de ódio (hate crime) como crimes por racismo.

Rita Moreira ritascmoreira@gmail.com

São Paulo

  • Tags: