Fórum dos Leitores

Cartas de leitores selecionadas pelo jornal O Estado de S. Paulo

Fórum dos Leitores, O Estado de S.Paulo

17 de setembro de 2021 | 03h00

Covid-19

Incompetência

Queiroga diz que Brasil tem ‘excesso de vacinas’ e elogia Pazuello (Estado, 15/9). Vacina em excesso ou excesso de incompetência, sr. ministro?!

ELISA ANDRADE ELISAMPCANDRADE@GMAIL.COM

SÃO PAULO

*

‘Excesso de vacinas’

Pela fala inoportuna do ministro da Saúde, o médico Marcelo Queiroga, quem entende de vacinação no Brasil é o presidente Bolsonaro. Vivemos um caos neste país. Socorro!

LUIZ FRID FRIDLUIZ@GMAIL.COM

SÃO PAULO

*

Crise política

‘Democracia x demagogia’

Moreira Franco discutiu sobre democracia e demagogia em artigo no Estado (Democracia X Demagogia,15/9, A2). Eu penso que a democracia sobrevive, no Brasil, a despeito dos aventureiros que detêm os Poderes e de seus apoiadores insensatos, porque sua alma é similar à do sofrido povo brasileiro: em constante crise e um eterno vir-a-ser. A cada dois anos vamos às urnas, democraticamente esperançosos. Seguidamente nos deixamos enganar pelo demagogo de plantão, mas ressurgimos das cinzas, corrigimos rumos e vamos em frente. Algum dia acertaremos e seremos o eleitor de que o Brasil precisa. Quem sabe não será em 2022? A oportunidade para a terceira via está aberta, pois, como escreveu Franco, “o País quer paz para trabalhar e voltar a crescer”.

SANDRA MARIA GONÇALVES SANDGON46@GMAIL.COM

SÃO PAULO

*

Justiça

Não nos esqueçamos

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu as ações contra Lula que investigam doações da Odebrecht ao seu instituto, a compra do terreno para sediar a mesma instituição e de um apartamento em São Bernardo do Campo. Esta semana foi público também que a juíza Maria Carolina Akel Ayoub, da 9ª Vara Federal de São Paulo, determinou o arquivamento do inquérito que apurava tráfico de influência internacional de Lula para favorecer a OAS, aquela que construiu o Edifício Solaris, do famoso triplex, no Guarujá. Conclui-se daí, e de outras apreciações recentes da Suprema Corte, que a Justiça está firmemente empenhada em limpar a imagem de Lula para torná-lo o candidato ideal à Presidência. Com a popularidade do demiurgo de Garanhuns disparando, pode-se concluir também que a população brasileira e os magistrados padecem de amnésia, porque as condenações relativamente recentes impostas pela Lava Jato e confirmadas em dois tribunais superiores não podem ter sido esquecidas. Por outro lado, a CPI que investiga a gestão da pandemia de covid e as suas vacinas está consultando juristas para avaliar os crimes de Jair Bolsonaro e abalizar um eventual pedido de impeachment ou uma denúncia no Supremo. O grupo, coordenado pelo ex-ministro Miguel Reale Júnior, em parecer de mais de 200 páginas, já listou crimes de responsabilidade, de prevaricação, ações contra a saúde pública e corrupção passiva. Além disso, a sua liderança em atos antidemocráticos, o “tratoraço” – que é nova versão do mensalão – e o novo programa Habite Seguro, para compra de apoio eleitoral de policiais, caracterizam o presidente Bolsonaro como um dos piores da nossa história. Ambos, Lula e Bolsonaro, portanto, já tiveram a oportunidade de demonstrar capacidade para presidir uma nação. Lula, mais de uma vez. Ambos falharam, decepcionaram os seus eleitores e nos envergonharam perante o mundo. Então, basta! Nem um nem outro. Vamos procurar outra alternativa.

RAUL MARIO RIBEIRO RAUL-MARIO@UOL.COM.BR

CURITIBA

*

São Paulo

Caminhada em Pinheiros

Em consonância com a nota publicada na coluna Direto da Fonte, de Sonia Racy (16/9, H2), sobre o protesto contra a “verticalização desenfreada e inadequada” do bairro de Pinheiros, agradeço, como leitora, pela visibilidade do assunto e sigo em apoio ao Movimento Pró-Pinheiros, na luta por uma cidade que possa preservar a sua memória, com melhor utilização coletiva dos espaços públicos.

MARIA STELLA WELKER ANTONI  STELLAWELKER@GMAIL.COM

SÃO PAULO

*

Urbanismo destrutivo

O que acontece em Pinheiros tem nome: urbanismo destrutivo. E é isso que não queremos onde moramos. Nem em Pinheiros nem em lugar nenhum. Não há quem viva ou passe por Pinheiros que não fique desnorteado, angustiado, indignado com o que está acontecendo no bairro. Na floresta, derrubam-se árvores. Nas cidades, derrubam-se bairros inteiros. A boiada passa e os meios de comunicação não abrem espaço para o debate sobre uma cidade mais humana que garanta qualidade de vida aos moradores. Está na hora de abrir! Vamos discutir o que está ocorrendo em Pinheiros, Vila Madalena, Pompeia e em tantos outros bairros de São Paulo?

MÔNICA SOUTELO MSPRESS@TERRA.COM.BR

SÃO PAULO

*

Sociedade

Boas iniciativas

Foi um alento ler as matérias de Gonçalo Júnior (Carrefour põe diretor negro na segurança) e José Maria Tomazela (Artistas refugiados cobrem tapumes de cores) no Estado de ontem, dia 16/9, trazendo de volta os dramas do racismo estrutural e dos refugiados com outras cores de esperança. Emocionada com a iniciativa reparadora do Carrefour e da maravilhosa ONG Estou Refugiado, por intermédio de sua presidente Luciana Capobianco, além da adesão da fábrica de chocolates Dengo. Bravo!

MARIA HELOISA ALVES LEANDRO HELOLEAN@GMAIL.COM

SÃO PAULO

*

Crise hídrica

Horário de verão

É interessante que, nestes momentos de grave crise hidroenergética, ninguém mencione a volta do horário de verão. Com certeza, alguns kilowatts seriam economizados.

ANTONIO JOSÉ MAGALDI BIOMAG@USP.BR

SÃO PAULO

*

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

ISSO PODE

O ministro do Supremo Tribunal Federal Nunes Marques (indicado pelo presidente Bolsonaro) resolveu não colocar na pauta da Corte a discussão do foro do senador Flávio Bolsonaro. Será que os bolsonaristas vão às ruas se manifestar contra o Supremo Tribunal Federal?

Luiz Frid fridluiz@gmail.com

São Paulo

*

O QUE VIRÁ AGORA?

O que Bolsonaro vai inventar agora para se manter nas manchetes da mídia e no coração de seus fiéis seguidores? Cloroquina, voto impresso, armas em vez de vacinas, fechar Congresso e Supremo, impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal e a favor das fake news já eram, agora será a vez da...?!

Paulo Arisi paulo.arisi@gmail.com

Porto Alegre

*

BODE NA SALA

O presidente Bolsonaro promete calmaria e em seguida volta a colocar um bode na sala. É como diz o velho ditado: “O castigo doma a fera, porém seu instinto continua”.

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

O LADO ESCURO DO 7 DE SETEMBRO

A caminho de Brasília, via Congonhas, foi detido o prefeito de uma pequena cidade do Rio Grande do Sul que levava R$ 500 mil em espécie. Em seguida, embarcou em um voo fretado para Brasília. De onde saiu o dinheiro dele? Quem pagou o frete daquele avião? A suspeita é que fomos nós e que foi dinheiro público que pagou o transporte de milhares de manifestantes e que o “triunfo” de Jair Bolsonaro foi mais uma das milhares de mentiras desse indivíduo que já deveria ter sido impedido há muito tempo.

Aldo Bertolucci aldobertolucci@gmail.com

*

FAB – FORÇAS ARMADAS BOLSONARISTAS

Com efeito, pode-se acusar o presidente Bolsonaro de inúmeros crimes e defeitos, mas de hipocrisia, não. O sofrível mandatário da Nação não é dissimulado, como Capitu, e não esconde de ninguém suas claras intenções fascistoides, liberticidas e autoritárias. Acaba de ser apresentado à Câmara dos Deputados projeto de lei que altera a Lei Antiterrorismo, de 2016, de autoria do deputado bolsonarista Major Vitor Hugo (PSL-GO), propondo a criação da Autoridade Nacional Contraterrorista (ANC), que deverá ser comandada por um policial e um militar diretamente subordinados ao presidente da República, tendo acesso irrestrito a informações sobre qualquer cidadão ou empresa suspeitos de envolvimento em “ato que, embora não tipificado como terrorismo, seja perigoso para a vida humana”. Os agentes da ANC terão prévia autorização para matar no exercício da função – o chamado excludente de ilicitude. Tal qual os mais sangrentos ditadores da História, como Mussolini, Hitler, Stalin, Fidel Castro, Chávez, entre outros facínoras de triste e lamentável memória. Caso o Congresso não vete e impeça tamanho despautério, Bolsonaro poderá ter a sua própria polícia política, transformando seu exército de fiéis milicianos em FAB – Forças Armadas Bolsonaristas. A que ponto chegamos!

J. S. Decol decoljs@gmail.com

São Paulo

*

OMISSÃO DE RODRIGO PACHECO

Aplaudi o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, há dias, no Fórum do Estadão, por pretender devolver, àquela altura, ao Palácio do Planalto, a medonha medida provisória alterando o marco da internet. Pacheco obrou bem, devolvendo o monstrengo dia 14. Nessa linha, como um assunto puxa outro, lamento que Pacheco não tenha mostrado semelhante firmeza e sensibilidade política por ocasião das discussões envolvendo alterações no Plano de Saúde dos servidores da Câmara Alta. Lavou as mãos. Omitiu-se completamente. Deplorável que, como presidente do Senado, Rodrigo Pacheco não tenha se posicionado contrário às alterações que sabujos engravatados fizeram no plano. Alterações que trouxeram profundos prejuízos financeiros aos servidores, especialmente para os aposentados e idosos, que frequentemente precisam de atendimento médico. O duro golpe causou grande impacto no orçamento da valorosa categoria. Servidores já sem aumento salarial há 4 anos e que tiveram suas vidas abaladas com a pandemia. Enquanto isso, senadores e senadoras continuam desfrutando de plano de saúde vitalício e com todas as mordomias. Inclusive UTI aérea. Céu de brigadeiro para os impolutos representantes do povo. Para os servidores e familiares, as profundezas do inferno. Por fim, percebo que o Pacheco anda sonhando com a Presidência da República. Jamais terá meu voto. 

Vicente Limongi Netto limonginetto@hotmail.com

Brasília

*

AS CANETAS E AS GAVETAS

As leis brasileiras colocam muito poder nas mãos dos mandatários, que podem usar e abusar dele praticamente sem consequências. Assim, o capitão Jair “Desordem e Retrocesso” Bolsonaro usa sua caneta para liberar mais de R$ 3 bilhões em emendas para parlamentares picaretas na época de votação das presidências da Câmara e do Senado Federal. Eduardo Pazuello é mantido à frente do Ministério da Saúde, apesar da morte dos amazonenses praticamente “sufocados a seco” por falta de oxigênio. O Ricardo “Passar a Boiada” Salles foi mantido por um bom tempo à frente do Ministério do Meio Ambiente, apesar dos protestos veementes no Brasil e no exterior. Paulo Guedes continua tomando conta da Economia, apesar do dólar a R$ 5,40, gasolina a R$ 6, inflação perto de dois dígitos, e por aí vai. Outros usam as gavetas “institucionais” para jogar água fria em qualquer assunto: Arthur Lira engaveta mais de 130 pedidos de impeachment do capitão, e Augusto Aras precisa ser cobrado pelo STF para abrir sua gaveta. As acusações da CPI da Covid-19 contra o capitão e o pessoal do Ministério da Saúde são gravíssimas. Lira e Aras vão continuar engavetando, para não perturbar a harmonia entre os Poderes da República?

Omar El Seoud elseoud.usp@gmail.com

São Paulo

*

CPI

Não sou contra a CPI, mas ela esta se tornando o maior palanque eleitoral dos últimos tempos e, pasmem, tem como presidente Omar Aziz, processado por desvio de recursos da Saúde quando era governador, e como relator o senador Renan Calheiros ,que responde a nada menos que 17 processos no Supremo Tribunal Federal.

Silvio Leis silvioleis@hotmail.com

São Paulo

*

INTERESSES PESSOAIS EM PRIMEIRO LUGAR

A cada sessão da CPI da Covid-19 no Senado Federal surgem informações sobre o comportamento de quem lida com a saúde pública no governo federal. São servidores públicos e empresários que agem com interesses pessoais. Enquanto isto a população sofre as consequências, como pode ser comprovado pela contaminação de milhares de brasileiros pelo vírus que circula pelo mundo.

Uriel Villas Boas urielvillasboas@hotmail.com

Santos

*

ROTA DO IMPEACHMENT: SETE CRIMES

Para não deixar dúvidas à credibilidade desta CPI da Pandemia, em boa hora essa comissão parlamentar decidiu convidar um grupo de renomados juristas para que fosse elaborado um parecer sobre as graves irregularidades detectadas nesta investigação sobre a atuação do Planalto na pandemia de covid-19. Em poder de robustas provas de graves ilícitos praticados, sob o comando do ex-ministro da Justiça Miguel Reali Junior, o grupo entregou o parecer com 226 páginas, no qual tipificam sete crimes de responsabilidade cometidos por Jair Bolsonaro, como também pedem seu impeachment. Os destaques são para os crimes contra a administração pública, contra a humanidade, infração de medidas sanitárias preventivas, charlatanismo, incitação ao crime, prevaricação, etc. É muito crime para um presidente só. Porém, o que esperar de um Jair Bolsonaro, um péssimo deputado federal e como militar foi até expulso por ato de terrorismo? Como chefe da Nação, infelizmente, somente tem arruinado a nossa economia e afrontado nossas instituições, ameaçando nosso regime democrático?! O Brasil precisa de um presidente, e não de um incendiário idólatra de ditadores.

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

*

BOLSONARO É CULPADO

Com o atraso na vacinação, com o desrespeito às regras sanitárias, com o charlatanismo para uso da cloroquina e outras atrocidades, Jair Bolsonaro é o único culpado pelo enorme desemprego, pela alta da inflação e pelo desarranjo do País. Afinal, se tivesse vacinado os brasileiros, o comércio não estaria com altos índices de inadimplência e desemprego – e ele nem pensa na reedição da MP 1.045/21 que protege empregos. Bolsonaro é o único culpado por essa tragédia brasileira!

Júlio Roberto Ayres Brisola jrobrisola@uol.com.br

São Paulo

*

DEFENDENDO O INDEFENSÁVEL

Lamentável a participação do petista Rogério Carvalho e do bolsonarista Marcos Rogério na CPI falando e defendendo os seus gurus Lula e Bolsonaro, ambos senhores da corrupção das rachadinhas. O que queremos é quebrar esse círculo vicioso secular de aproveitamento do nosso dinheiro, e essa CPI caminha para diminuir muito a atuação desses aproveitadores! A defesa de marginais não cabe nessa CPI.

Cecilia Centurion ceciliacenturion.g@gmail.com

São Paulo

*

BRASIL, UM PAÍS SEM FUTURO

Quando o presidente da República é ruim, mas o Congresso faz um bom trabalho, o país consegue superar as crises e sobreviver até a próxima eleição e trocar o presidente, como aconteceu com os EUA. Mas quando o presidente e o Congresso são ruins, ineficientes, demagogos, o país padece, com aumento do desemprego e da inflação, a economia desmorona e o povo passa fome e fica sem nenhuma expectativa de um futuro melhor. Agora, quando os eleitores também são ruins e escolhem os mesmos políticos que aí estão há décadas, o país não tem salvação. É o caso do Brasil, uma eterna republiqueta de bananas.

Maria Carmen Del Bel Tunes carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

*

CADÊ O STJ?

Há muito tempo não ouço nenhuma notícia do STJ. Ainda existe? 

Minha pergunta se faz necessária nos tempos atuais em que todo e qualquer questionamento jurídico é enviado diretamente para o STF que, a cada dia, afunda cada vez mais em novas demandas que muitas vezes deveriam ser resolvidas em instâncias inferiores.

Luis E. Baibich lbaibich@hotmail.com

*

LEGISLAÇÃO PENAL

Três jovens foram presos em Goiás pela morte de uma colega deles, de 18 anos. Os jovens presos têm 18, 19 e 22 anos. Mais um dos incontáveis reflexos da legislação penal brasileira, criminosa e patética, e que tem nos ministros do Supremo Tribunal Federal, que votaram contra a prisão após a condenação em segunda instância de justiça, os seus maiores incentivadores e patrocinadores. Dizem que o sistema penal brasileiro é péssimo e que não recupera ninguém, e ainda que a nossa Constituição federal garante a liberdade até a condenação em última instância da justiça. Ora, mas não é o que todos dizem, porém, com certeza, é no que acreditam aqueles que ainda não sentiram na própria pele a dor e a agonia das injustiças que fazem do Brasil o paraíso dos despautérios legais, legalistas, tudo aquilo que contraria todo o blá-blá-blá que nos incutem nas faculdades de direito em termos da similaridade do direito com a justiça. Não, nunca foi assim. A teoria do direito é uma e a teoria das ideologias que se consideram justas é completamente outra. Quem mata por motivo fútil teria, primeiro, de atender aos reclamos dos direitos humanos das suas vítimas e dos familiares e amigos destas vítimas e, assim, em primeiro lugar ainda, de toda a sociedade. E não dos diretamente interessados nas impunidades, quer sejam políticos legisladores ou não.

Marcelo Gomes Jorge Feres marcelo.gomes.jorge.feres@gmail.com

Rio de Janeiro

*

LEGALIZAÇÃO DE JOGOS DE AZAR

Não sei por que ser contra a legalização dos jogos de azar. Certamente contra são os que perdem até em inocentes jogos infantis. A legalização deve ser aprovada, sim! Para maior controle, o governo que exija o nº do CPF de quem entrar no cassino. E sabemos que, quanto maior a ilegalidade, maior a sua prática. E, viva o Barão de Drummond.

José Ricardo Bueno Zappa adv.zappa@gmail.com

Bragança Paulista

*

LULA X DORIA-MORO

William Waack ( O Centristão, 16/9, A8) está certíssimo. No dia 7/9, ao demonstrar incapacidade de aplicar um golpe, Bolsonaro, além de se desmoralizar diante dos seus seguidores, se derreteu eleitoralmente ao também demonstrar que não tem nenhum plano para o País. Então a terceira via tem que se preparar para enfrentar apenas Lula. Nisso o governador João Doria e o ex-ministro Sérgio Moro são especialistas, o que tornaria a dupla imbatível!

Nilson Otávio de Oliveira noo@uol.com.br

São Paulo

*

HUMILHAÇÃO E BUROCRACIA

No mês de julho expus que o Detran e o governo paulista são uma vergonha. Paguei indevidamente uma taxa de renovação de CNH, no valor de R$ 40. Para obter estorno do meu dinheiro fui três vezes ao Poupatempo Sumaré. Lá, após longas filas e muita espera, me deram uma “certidão” que comprova o pagamento indevido. Com a “certidão” em mãos fui até o Poupatempo Campinas Shopping, onde fui bem atendido, mas no setor da Secretaria da Fazenda que trata de devolução de taxas me pediram originais e cópias de CPF, RG, CNH, CRV, cópia da taxa de R$ 40 e mais uma declaração. Eu quase chorei de raiva! Após protocolados todos os documentos, a devolução demora de 6 a 12 meses. Quase enfartei com essa informação. Enfim, se o Detran reconhece meu direito via certidão, por que eu tenho de apresentar tantos documentos novamente? Se os sistemas são informatizados, é só cruzar os dados e devolver meu dinheiro! Simples assim! Mas o Estado nos vence pelo sofrimento e cansaço. É humilhante!

Alex Tanner alextanner.sss@hotmail.com

Nova Odessa

*


TAXA DE MARINHA

Só no Brasil e em Portugal existe a Taxa de Marinha. Em Portugal eu não sei, mas no Brasil é bitributação sob a forma de outro IPTU sobre o mesmo imóvel. Já ouvi dizer que a despesa para arrecadar a Taxa de Marinha é superior ao valor arrecadado. Também ouvi dizer que a Taxa de Marinha foi criada objetivando a segurança nacional na época do canhão como principal arma, mas hoje os tempos são outros em se tratando de segurança e o bom senso recomenda a extinção da Taxa de Marinha por ser uma despropositada aberração.

Humberto Schuwartz Soares hs-soares@uol.com.br

Vila Velha (ES)

*













 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.