Fórum dos Leitores

Cartas de Leitores selecionadas pelo jornal O Estado de S. Paulo

Fórum dos leitores, O Estado de S.Paulo

16 de dezembro de 2021 | 03h00

O Brasil na pandemia

Por que a displicência?

Erra a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ao abordar passageiros nos aeroportos para verificação da comprovação de vacinação contra covid-19 apenas por amostragem. Todos os viajantes, sem exceção, deveriam ser verificados e o motivo é simples e de amplo conhecimento da agência: basta uma pessoa não vacinada e contaminada que escape da abordagem, para contaminar exponencialmente várias outras. Enquanto não existe ainda demonstração clara de como a variante Ômicron vai se comportar no Brasil, não se justifica tamanha displicência. 

Luciano Harary lharary@hotmail.com 

São Paulo

*

Marcha da estupidez

Cumprimento o ministro Luís Roberto Barroso, do STF, que, a pedido do partido Rede Sustentabilidade, determinou que o governo brasileiro exigisse a apresentação dos comprovantes de vacinação para entrada no País, o mesmo que os países organizados exigem em suas fronteiras. Porém, o que vimos foi um jogo de empurra dos ministérios e o site da pasta da Saúde invadido por hackers, ficando fora do ar e do combate ao vírus, mais uma vez. Pior: a Advocacia-Geral da União (AGU) entrou com pedido no STF para revogar o passaporte vacinal. Segue a marcha da insensatez e da estupidez dos supostos donos do Brasil.

José Pedro Naisser jpnaisser@hotmail.com 

Curitiba 

*

Reza

Só nos resta rezar para que a variante Ômicron tenha um efeito leve na população, porque, se depender do governo, a tragédia de muitas mortes voltará. Nunca vi tanta incompetência!

Luiz Frid fridluiz@gmail.com 

São Paulo 

*  

Butanvac

Alguém poderia informar como está a situação da nossa vacina nacional? Parece que a famosa Butanvac caiu no esquecimento depois de tanta divulgação.

Carlos Alberto Duarte carlosadu@yahoo.com.br 

São Paulo

*

Corrupção

Brasil, país do presente

Magistral e brilhante o artigo de Luciano Benetti Timm (Custos econômicos do combate à corrupção, Estado, 15/12, A4). Com tanto vaivém da Justiça e tanta anulação de sentenças, os malandros devem estar dizendo para os seus comparsas: “A hora é agora; o risco de ir em cana é zero; precisamos aproveitar as novas janelas de oportunidades”. Isso, somado à nova lei da impunidade, tornou o Brasil um país do presente – para os corruptos. Muito triste.

José Pastore j.pastore@uol.com.br 

São Paulo 

*

Justiça

Nulidades processuais

É incrível como, no Brasil, a Justiça cumpre seu papel reconhecendo as nulidades somente em processos de deputados, senadores, governadores, empreiteiros e afins. Este afinco em reconhecer nulidades processuais não se vê quando os réus são os Josés da Silva e os Joões, que formam a grande massa carcerária do País.

Antonio Simini Jr. siminijr@icloud.com 

Tupi Paulista

*

Eleição 2022

Geraldo Alckmin

Sair do PSDB não é tão grave, mas filiar-se ao PT para ocupar uma eventual candidatura a vice do sr. Lula é trair seus eleitores. Políticos são, mesmo, capazes de vender a mãe para alcançar seus objetivos.

Roberto Luiz Pinto e Silva robertolpsilva@hotmail.com 

São Paulo

*

Salário de vereadores

Reajuste de 50%

Vou usar a cidade de Serrana (SP) só para exemplificar o que ocorre em todo o País. A população da cidade é de cerca de 46 mil habitantes; o salário médio lá é estimado em 2,9 salários mínimos; o PIB per capita (2018) é de R$ 20.600,00; e até este ano o salário dos vereadores era de R$ 5.070,00, mas a partir de 2022 será de R$ 7.595,00. Alegação: o salário anual era o mesmo desde 2012. Minha pergunta: qual vereador conseguiria tal salário na iniciativa privada? Quantas horas por mês um vereador dedica ao trabalho legislativo? Não sei se, com o exemplo, eu consegui demonstrar um dos motivos do subdesenvolvimento do Brasil. Sou ousado o suficiente para pedir aos leitores que abram o cérebro para ver que isso acontece de mamando a caducando.

Sérgio Barbosa sergiobarbosa19@gmail.com 

Batatais

*

 

________________________________________________________

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

*

CANDIDATOS AO SUPREMO

Quem sabe um dia a gente vote também para eleger os membros do Supremo Tribunal Federal (STF), nada mais justo. 

Ricardo C. Siqueira

ricardocsiqueira@lwmail.com.br

Niterói (RJ)

 *

POLÍTICOS E JUSTIÇA

Gilmar Mendes, Lewandowski e Nunes Marques deitando e rolando a favor do crime, usando firulas, e não os méritos para conseguir liberar todos os poderosos criminosos (Cabral), principalmente quando esses crimes podem prescrever por causa da idade (Lula).

Cecilia Centurion

ceciliacenturion.g@gmail.com

São Paulo

*

SEPARAÇÃO ENTRE OS 3 PODERES

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, afirmou que rezará todos os dias, em 2022, para que ninguém assassine o presidente Jair Bolsonaro.  Afirmou ainda que toma remédios psiquiátricos para não levar o presidente a agir de forma mais drástica contra o STF, que, em sua opinião, assumiu uma hegemonia que não lhe pertence. É isso que dá misturar Forças Armadas e política, é como brincar com fogo em rodinha de patotas de bairro, mistura-se tudo, inclusive realidades com fantasias, e a própria história sucumbe em meio a suas reinterpretações e versões fantasiosas e ridículas. Não se preocupe, general, ninguém quer matar o presidente Bolsonaro, pois, a cada dia, sua importância política diminui a olhos vistos, aliás, na mesma medida em que crescem seus crimes a serem investigados e punidos. O presidente Bolsonaro periga ser  preso, não morto. O senhor, ministro, periga parar em charges e em quadrinhos, não em livros de história sérios. E nós, cidadãos, perigamos abrir nossos olhos para este cenário nacional em que pululam falsificações de líderes e fantoches de oportunistas. Sinceramente, general! Por que não te calas?

Marcelo Gomes Jorge Feres

marcelo.gomes.jorge.feres@gmail.com

Rio de Janeiro

*

JUSTIÇA BRASILEIRA, CARA E INEFICIENTE

Como explicar que a nossa Justiça, sendo a mais cara que em muitos países de Primeiro Mundo, peca por uma ineficiência absurda de país de Terceiro Mundo?

Laércio Zanini

spettro@uol.com.br

Garça

*

ENGANO

- Alô! É da Polícia Federal?

- Não. Aqui é da Gestapo. 

- Ah, desculpe. Foi engano.

Túllio Marco Soares Carvalho

tulliocarvalho.advocacia@gmail.com

São Paulo

*

PRESIDENTE DO TCU

Parece que a única alegria que o Congresso Nacional nos deu este ano foi a escolha de Antônio Anastasia para o Tribunal de Contas da União (TCU). Culto, preparado, digno, um homem bom, Anastasia é uma verdadeira flor num lamaçal que a cada dia mais nos decepciona e entristece. 

Jane Araújo

janeandrade48@gmail.co

São Paulo

*

VICE DE LULA

Dizem que o ex-governador Geraldo Alckmin pode aceitar virar poste decorativo de Lula como vice em sua chapa às eleições de 2022, por se sentir traído pelo governador João Doria, a quem apadrinhou em 2016, na campanha à Prefeitura de São Paulo. Se tomar a descabida, despropositada e absurda atitude influenciada apenas pelo fígado, e não pela razão, manchará para sempre sua rica biografia, traindo milhões de votos recebidos ao longo da sua exitosa carreira política. A melhor decisão será concorrer novamente ao governo do Estado de São Paulo, com grandes chances de voltar ao Palácio dos Bandeirantes, ainda que por um outro partido que não o PSDB, do qual é um dos fundadores. A conferir na próxima semana.

J.S. Decol 

decoljs@gmail.com

São Paulo

*

PROMESSA DE CAMPANHA

João Doria, em baixa nas pesquisas eleitorais  e, em busca de apoio, promete 73% de aumento para os professores da rede de ensino oficial do Estado de São Paulo. Se isso se confirmar, o professor passará a ganhar R$ 5 mil mensais.É mais uma promessa demagógica de campanha.

José Alcides Muller

josealcidesmuller@hotmail.com

Avaré

*

ÔMICRON

Com a nova cepa Ômicron e a baixa efetividade das vacinas para nos proteger dessa variante, se as programações de Réveillon e Carnaval, com aglomerações, se mantiverem em pé, isso poderá sim derrubar muitos em leitos hospitalares, UTIs, levando muitos à morte. Acredito não ser esse o desejo do prefeito, portanto, esperamos uma decisão coerente, voltada para a vida e o bem-estar da população!

Silvia  Almeida

silvia_almeida7@hotmail.com

São Paulo

*

BITRIBUTAÇÃO

Toda empresa, além dos impostos normais, periodicamente faz balanço e se na apuração houver lucro, sobre ele é pago imposto de renda, além de parte do lucro distribuído aos acionistas sob a forma de dividendos. O governo, na ânsia arrecadatória, quer cobrar imposto de renda sobre os dividendos, o que é a criação de um novo imposto: é uma bitributação. Isso não pode ser aprovado pelo Senado

Humberto Schuwartz Soares

soares@uol.com.br

Vila Velha (ES)

*

DESTRUIÇÃO EM MINAS

Dezenas de mortes foram registradas em Minas Gerais, em razão das fortes chuvas nos últimos dias. O interior do Estado viveu momentos de um verdadeiro caos. As autoridades mapearam os pontos mais críticos e alertaram os moradores para que evitassem os lugares com maiores probabilidades de alagamentos e deslizamentos de terra. Interessante notar que nada foi feito nos últimos meses para evitar problemas dessa natureza. As cidades do interior têm crescido de forma desordenada e as obras de saneamento e infraestrutura não são executadas há anos. É mais barato prevenir ou remediar? Quanto custa uma vida?

José Carlos Saraiva da Costa

jcsdc@uol.com.br

Belo Horizonte

*

BOATE KISS

O Tribunal do Júri de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, transformou o julgamento dos acusados pelo incêndio na boate Kiss em um novo Coliseu. Culpados, sem dúvida, todos eles são. Bem como a autoridade municipal e o comandante do Corpo de Bombeiros local, que permitiram o funcionamento de um estabelecimento sem as mínimas condições de segurança e não foram julgados. Mas o crime que cometeram os condenados só pode ser considerado culposo, pois ninguém em sã consciência pode dizer que eles tiveram intenção de matar todos os que lá morreram. Foram irresponsáveis, negligentes e tudo o mais que justifica uma condenação exemplar, porém com penas adequadas a um crime dessa natureza. Entretanto, para dar satisfação à sanha vingativa dos pobres parentes das vítimas da tragédia e de parte da indignada sociedade local e nacional, transformaram o Tribunal do Júri de Santa Maria em uma arena romana, em que gladiadores e animais selvagens trucidam cristãos e outros inimigos do imperador de plantão. E o que mais assusta é que, além dos protestos dos condenados e de seus defensores, não se ouviu uma voz sequer denunciando o abuso ocorrido nesse julgamento.

José Claudio Marmo Rizzo

jcmrizzo@uol.com.br

São Paulo

*

PRISÃO 

Ao derrubar o habeas corpus que permitia aos condenados pelo incêndio e mortes na Boate Kiss recorrer em liberdade, o ministro Fux confirma que, no Brasil, prisão após trânsito em julgado, ou seja, após a quarta instância, só se observa para os ricos e poderosos. Para todos os outros, a prisão ocorre após condenação em primeira instância mesmo. Enquanto a imprensa não tiver compromisso com o combate à corrupção, escancarando mais essa ação absurda do STF, continuaremos na espiral negativa moral e econômica das últimas décadas. 

Oscar Thompson

oscarthompson@hotmail.com

Santana de Parnaíba

*

JURISPRUDÊNCIA

Os réus da Boate Kiss foram condenados em segunda instância, iam ficar em liberdade aguardando o trânsito em julgado da última instância, mas foram presos por decisão do Supremo. Porém, “o homem mais honesto do Brasil", condenado em terceira instância no Superior Tribunal de Justiça (STJ), está fora da cadeia sem ter sido absolvido e se prepara para concorrer à presidência deste nosso País infeliz. Eu gostaria muito que alguém do Supremo esclarecesse a opinião pública a respeito dessa jurisprudência esquisita.

Aldo Bertolucci

aldobertolucci@gmail.com

São Paulo

*

COTAS

Acho interessante essa questão das cotas. Mas, em vez de cotas para negros, índios, amarelos ou marcianos, deveríamos ter a seguinte cota para o serviço público e empresas privadas: ser 100% honesto, ético e comprometido no trabalho, no cumprimento das leis e respeito pelo dinheiro da população e do cliente.

André Coutinho

arcouti@uol.com.br

Campinas

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.