Fórum dos Leitores

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do jornal O Estado de S. Paulo

Fórum dos Leitores, O Estado de S.Paulo

17 de dezembro de 2021 | 03h00

Geraldo Alckmin

Relação de perde-perde

Em sua longa e bem-sucedida carreira política, Geraldo Alckmin (sem partido) já foi vereador e prefeito de Pindamonhangaba, deputado estadual e federal, vice-governador e governador de São Paulo por quatro vezes. Com a sua anunciada saída do ninho tucano após 33 longos anos, o PSDB, partido do qual Alckmin é um dos membros fundadores (o de número 7), sem dúvida ficará menor. Se confirmar nos próximos dias que aceita ser vice na chapa do candidato ficha-suja Lula em 2022, Geraldo também ficará menor, por trair seus inúmeros eleitores ao longo de tantos anos de vida pública. O partido e ele perderão e sairão menores em razão de uma descabida, despropositada e infeliz decisão. Em vez de ganha-ganha, perde-perde. Triste.

J. S. Decol decoljs@gmail.com 

São Paulo

*

Aceitável ou não

Geraldo Alckmin deixar o PSDB, que ele ajudou a formar, por falta de espaço é até aceitável no meio político, mas ir se juntar a um candidato inimigo eterno do ex-partido é esquecer e negar tudo o que disse.

Paulo Tarso J. Santos ptjsantos@yahoo.com.br 

São Paulo

*

Eleição 2022

Aliando-se a Lula, Alckmin estará cometendo suicídio político ou será o cavalo de Troia do partido do ex-presidente?

Alvaro Salvi alvarosalvi@hotmail.com 

Santo André

*

Chapa Lula-Alckmin?

Marcada a degustação, caberá ao eleitor brasileiro correr o risco do cardápio. Buchada de bode e, para sobremesa, picolé de chuchu têm tudo para ser uma gororoba indigesta.

A.Fernandes standyball@hotmail.com 

São Paulo

*

15 de dezembro

Dia dos absurdos

Quarta-feira, 15/12, foi o dia dos absurdos. Vi o senador Fernando Bezerra, de coração e família petistas, mas que mostrou as vísceras na defesa do governo Bolsonaro na CPI da Covid, ser jogado do barco, sem boia, na eleição para o Tribunal de Contas da União; o tucano de berço Geraldo Alckmin bater asas em direção ao ninho petista, sem nem saber se o deixarão pousar; a Polícia Federal fazer operação de busca e apreensão contra o candidato Ciro Gomes por suspeita de falcatruas na obra da Arena Castelão, quase duas Copas do Mundo depois; e o maior de todos, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, em cima de um palco, humilhar funcionários da instituição obrigando-os a fazer flexão muscular. Só faltou a presença de Bolsonaro.

Abel Pires Rodrigues abel@knn.com.br 

Rio de Janeiro

*

Operação Colosseum

A mim, parece que esta ação fora de época da Polícia Federal é disparatada, visa a atingir o Ciro Gomes candidato mais do que o Ciro Gomes corrupto ou não (isso não interessa a quem deseja destruir mais uma candidatura “inconveniente”), e tem, diretamente, as digitais do inescrupuloso presidente que quer se beneficiar do aparelhamento que vem promovendo, descarada e despudoradamente, desde a saída de Sergio Moro (seu breque inconveniente a este seu desejo) do Ministério da Justiça. Esta polícia desfigurada pelo aparelhamento tendencioso e indevido não tem nada que ver com a usualmente competente Polícia Federal (apesar de eventuais falhas ou excessos que, pontualmente, possa ter cometido). Enfim, é mais uma ação de quem não veio para esclarecer nem governar, mas para confundir. Como um macaco na cristaleira.

Hélio Alves Ferreira hafstruct@hotmail.com 

Osasco

*

Será o Benedito?

A corrida eleitoral já foi iniciada: falar mal dos oponentes e buscar por malfeitos tornaram-se prática comum do processo. Depois, uma panela de bruxarias, mágicas e torpedos para comprometer o oponente. Quem confiaria em políticos envolvidos em obras superfaturadas? Quem duvidaria de compras sem licitação favorecendo amigos do peito ou patrocinadores de campanha? Da prática de rachadinha disseminada nas esferas federal, estadual e municipal? Todos se escoram na palavra do Supremo garantista do status quo para bradar a honestidade duvidosa. Estamos apenas no preâmbulo de um reality show que promete ser dos mais sujos de nossa história. Isso quando temos em contrapartida tantas oportunidades de realizações que, afinal, não são implementadas. Será o Benedito? Não muda? É só assim que se faz política neste país?

Sergio Holl Lara jrmholl.idt@terra.com.br 

Indaiatuba

*  

________________________________________________________

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

*

IMUNIZAÇÃO DE REBANHO

Quando a rejeição ao presidente Jair Messias Bolsonaro alcançar 75%, teremos atingido a imunização de rebanho. Não correremos mais riscos.

Jorge Carrano

carrano@carrano.adv.br

Niterói (RJ)

*

ESCOLA BOLSONARISTA

O autoritarismo, a imbecilidade, a humilhação bolsonarista fazendo escola, presidente da Caixa Econômica Federal (CEF) faz funcionários fazerem flexão, não podemos esquecer que BolsoDoria também já fez suas flexões.

Marcos Barbosa 

micabarbosa@gmail.com

São Paulo

*

VERGONHA ALHEIA 

A que ponto chegamos! Personagens de escalões inferiores do atual governo se comportam como esse ridículo presidente da Caixa Econômica Federal. Falamos de uma cerimônia de final de ano dessa entidade bancária, na qual o presidente exigiu que alguns de seus pobres funcionários fizessem flexões de braços, para lembrar uma semelhante postura de um guru. Tal acontecimento é de tamanha ridicularidade, que ficará em nossa história política como um jeito de tentar desesperadamente agradar a autoridade maior do País.

José de Anchieta Nobre de Almeida 

josenobredalmeida@gmail.com

Rio de Janeiro

*

OPERAÇÃO DA PF

A Polícia Federal (PF) efetuou uma operação de busca e apreensão na casa de Ciro Gomes no último dia 15, por suposto envolvimento em esquemas ilícitos em obras no Castelão. Ciro foi deputado federal, ministro da Integração Nacional, ministro da Fazenda, governador, prefeito e deputado estadual. No passado, chamou Bolsonaro de irresponsável, frouxo, corrupto e incapaz. Nessa semana, o descontrolado Ciro disse que Bolsonaro "transformou o Brasil num estado policial". Aguardamos o desfecho de mais essa ação policial.

José Carlos Saraiva da Costa

jcsdc@uol.com.br

Belo Horizonte

*

CIRO GOMES NA MIRA DA PF

Após dez anos, a Polícia Federal de Jair Bolsonaro, fez busca e apreensão na residência de Ciro Gomes, candidatíssimo à eleição para Presidência da República. Na verdade, Bolsonaro não gostou de ser chamado de corrupto nem de que seus filhos eram criminosos. Como Bolsonaro manda na PF, diz aquela senhorinha de Taubaté: “Meus filhos, adivinhem quem mandou fazer a

busca e apreensão na casa de Ciro Gomes?”

Júlio Roberto Ayres Brisola

jrobrisola@uol.com.br

São Paulo

*

POLÍTICOS COMO ALVO

A análise do professor Carlos Melo (Temporada de caça a candidatos oposicionistas, 15/12) sobre a operação da Polícia Federal contra Ciro Gomes erra redondamente o alvo. Ao contrário do que Melo afirma, o que o País não se acostumou é com o fato de criminosos de colarinho branco serem punidos, independentemente do calendário eleitoral. A lei não pode valer por conveniência política. Se a Polícia Federal errar, o eleitor será capaz de entender o erro. E tem mais, está mais do que provado que uma parcela significativa da população e da imprensa nem sequer se importa com o fato de políticos criminosos concorrerem para qualquer cargo eletivo, inclusive para a Presidência da República, cargo almejado por Ciro. 

Oscar Thompson

oscarthompson@hotmail.com

Santana de Parnaíba

*

DESCRÉDITO NA JUSTIÇA

O Supremo Tribunal Federal (STF) ultimamente tem tomado muitas decisões estranhas, e essa referente ao caso da boate Kiss é mais um exemplo a acrescentar nessa preocupante tendência, como chama a atenção o editorial Estranha decisão no caso boate Kiss (Estado, 16/12, A3). Ao suspender a liminar concedida pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJ-RS), o STF mais uma vez está sinalizando que as instâncias inferiores não andam trabalhando direito, contribuindo para o descrédito na justiça como um todo.

José Elias Laier

joseeliaslaier@gmail.com>

São Paulo

*

STF 

Com o terrivelmente evangélico André Mendonça no STF até 2047, serão 26 anos de rachadinha garantidos. Que beleza!

Renato Amaral Camargo

natuscamargo@yahoo.com.br

São Paulo

*

ELEIÇÕES 2022

Sempre fui um admirador de Geraldo Alckmin, mas, infelizmente, ele optou por um projeto pessoal a  um projeto para ajudar o Brasil, aceitando compor com o conhecido Lula e seus malfeitos. Ele que fala em lealdade aos princípios, decepciona.

Luiz Frid

fridluiz@gmail.com

São Paulo

*

TERCEIRA VIA

O voto em um nome da terceira via, em 2022, será a única e certeira vacina para o País se imunizar contra os macabros vírus Lulavid e Bolsonavid. Basta de tragédia. Muda, Brasil!

J.S. Decol

decoljs@gmail.com

São Paulo

*

CÁLCULO DO IPTU

Pago o IPTU calculado sobre o valor venal de R$ 2,1 milhões, já o valor de mercado para venda é de R$ 1,5 milhão, ou seja, pago o imposto sobre um valor 40% superior ao valor de mercado. Além do IPTU injusto, o prefeito rouba no cálculo.  Quem protege o povo da ganância da prefeitura?

José Carlos Costa 

policaio@gmail.com 

São Paulo

*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.