Fórum dos Leitores

Cartas de leitores selecionadas pelo jornal O Estado de S. Paulo

Fórum dos Leitores, O Estado de S.Paulo

13 de janeiro de 2022 | 03h00

Congresso Nacional

CPI da covid - 2

É nítida a impressão de que o senador Randolfe Rodrigues (Rede - AP) vive em um outro planeta e passa ao largo das graves necessidades da sociedade, tão ansiosa por debater reformas essenciais, mesmo num ano que certamente será tumultuado e paralisante para a economia, na medida em que terá eleições gerais bastantes polarizadas. É, portanto, de pasmar que o nobre senador tenha solicitado a abertura de uma nova CPI da covid visando a esclarecer, segundo suas próprias palavras, “ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia da covid-19 no Brasil, a partir de novembro de 2021”, com ênfase, desta vez, na investigação da controversa vacinação infantil. Lembrando que o jovem homem público foi vice-presidente de outra comissão de inquérito com propósito semelhante, que atraiu as atenções durante boa parte do mesmo ano, é aconselhável que ele divulgue as razões pelas quais não coloca agora sua parcela de poder para influir em outras áreas que justifiquem sua atuação. Tudo leva a crer que a presente iniciativa se prende a um tratamento de choque destinado a diminuir os efeitos de uma provável agonia política ou para o estabelecimento de uma oposição irresponsável e mal-intencionada.

Paulo Roberto Gotaç

pgotac@gmail.com

Rio de Janeiro

*

Decisões coletivas

A pandemia de covid-19 só vai terminar quando medidas importantes forem tomadas, por mais países ou regiões, como fizeram o presidente da França, ao propor o passaporte vacinal para viajar e frequentar espaços públicos fechados; e o primeiro-ministro da província de Quebec, no Canadá, ao apresentar projeto para cobrar um imposto de saúde de pessoas não vacinadas, porque elas estão onerando desproporcionalmente o sistema de saúde. Decisões coletivas em prol do bem comum se sobrepõem ao egoísmo, individualista e negacionista que prejudica todos.

Luiz Roberto da Costa Jr.

lrcostajr@uol.com.br

Campinas

*

Governo

Verbas para a saúde

Na realidade, as Santas Casas não pedem a Bolsonaro que as ajudem, mas pedem que a remuneração do SUS a elas paga seja integral, e não pela metade, ou seja: somente 50% do valor/custo de uma internação, arcando a entidade com a outra metade, o que, obviamente, tem ensejado o fechamento de várias unidades no Brasil e, em especial, no Estado de São Paulo. Como ex-provedor e atual conselheiro e membro da Mesa Administrativa da Santa Casa de Rio Claro, posso dizer que as dificuldades são imensas e que o hospital local recebe dinheiro de complementação do hospital particular, que também é de propriedade da Irmandade da Santa Casa, situação inaceitável que é uma entidade particular financiar órgão público. Chega de política! Mais consciência com as necessidades das Santas Casas.

José Carlos de C. Carneiro

carneirojcc@uol.com.br

Rio Claro

*

Supersalários

Enquanto o teto salarial do funcionalismo público for uma peça de ficção e não abranger todo e qualquer penduricalho, subsídio ou verba recebida por um servidor público a qualquer pretexto, o Estado brasileiro continuará sendo um promotor ativo da desigualdade social, enquanto milhões de brasileiros experimentam a penúria da pobreza em todos os sentidos: educacional, cultural, no saneamento básico, etc. Além disso, é preciso refletir com urgência sobre o tamanho do Estado em todas as esferas de poder. As enchentes que colocaram centenas de municípios em estado de calamidade pública fazem refletir se esses locais teriam condições para existir como municípios autônomos ou será que as enchentes não são apenas uma das consequências da falta de condições de prover as cidades atingidas da infraestrutura necessária pelas respectivas municipalidades.

Airton Reis Júnior

areisjr@uol.com.br

Guarulhos

*

Economia

Inflação

O pior governo de todos os tempos não só pela ineficácia total, mas pela sanha por golpe, não poderia deixar de entregar uma inflação de dois dígitos, situação que o brasileiro faz tempo não sabia o que era.

Marcos Barbosa

micabarbosa@gmail.com

São Paulo

*

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

GLORIFICAÇÃO DA BURRICE

Na hipótese remota da reeleição do atual presidente eu passaria a acreditar na glória da burrice. Não é possível alguém com o mínimo de inteligência entender as ações dessa pessoa.

Ricardo Fioravante Lorenzi

ricardo.lorenzi@gmail.com

São Paulo

*

SEM DATA DE ALTA

Pesquisas indicam que o presidente Jair Bolsonaro está caindo vertiginosamente nas intenções de voto, todavia, reabilitou-se um pouco com a sua recente internação para providenciar o “desenfezamento”. Pensando com a sua cabeça, a única chance que ele tem é ficar internado indefinidamente e sem data de alta médica. Será?

Júlio Roberto Ayres Brisola

jrobrisola@uol.com.br

São Paulo

*

INFANTICÍDIO

Que se diga ao famigerado pastor e bolsonarista Silas Malafaia que use corretamente as palavras, para que sua pregação não seja em vão. Infanticídio é justamente não vacinar crianças contra a covid-19, deixando-as expostas e desprotegidas ao maléfico vírus letal. Xô, Satanás!

J. S. Decol

decoljs@gmail.com

São Paulo

*

OBRIGADO, BARRA TORRES

As crianças brasileiras, suas mães e pais, agradecem ao contra-almirante e médico Antonio Barra Torres, diretor-presidente da Anvisa, por sua decisiva atuação para garantir a vacinação de todos os menores de idade entre 5 e 14 anos, há mais de um mês, apesar de toda a ação do presidente da República do Brasil para que não fossem vacinados, insinuando interesses escusos na decisão altamente benéfica e benemérita da Anvisa pela saúde de nossas crianças.

Paulo Sergio Arisi

paulo.arisi@gmail.com

Porto Alegre

*

QUEDA DE BRAÇO

Chamem o Temer! Nessa queda de braço entre Bolsonaro e Barra Torres, já é de esperar que o presidente não se retratará, tampouco mandará investigar insinuada corrupção na Anvisa, como quer o contra-almirante. Por via das dúvidas, por que não recorrer ao Temer, especialista em panos quentes?

Joaquim Quintino filho

jqf@terra.com.br

Pirassununga

*

PRÊMIO DE LOGÍSTICA

As vacinas insuficientes para as crianças chegam a Viracopos, aeroporto localizado perto da cidade de Campinas, que fica a 90 quilômetros de Guarulhos. Que faz o Ministério da Saúde? Transfere as vacinas para Guarulhos para que sejam distribuídas aos Estados! Não devemos afirmar que é burrice, certamente alguém está ganhando. A burrice é nossa que elegemos esse governo que está aí.

Aldo Bertolucci

aldobertolucci@gmail.com

*

ATRASO

O índice de 10,06% de inflação, a maior desde 2015, segundo Bolsonaro foi causado pela pandemia e pela “política do fique em casa”. Enquanto o Brasil de Bolsonaro enfrenta tormenta em mar agitado, o PT discute os rumos da economia para 2023. Os intelectuais da Fundação Perseu Abramo enxergam a chance de  socializar a pobreza  com a volta de Lula ao poder.

J. A. Muller

josealcidesmuller@hotmail.com

Avaré

*

INFLAÇÃO IMPORTADA

As críticas do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, com relação à inflação são pertinentes e precisam ser mais bem discutidas, por exemplo sobre o que ele chamou de inflação importada pelas commodities. Ora, importamos gasolina da Petrobras? Importamos óleo de soja do Agro? Importamos aço da Vale? Os salários dos trabalhadores ligados às commodities subiram? A conclusão é que o nacionalismo pregado por este governo só existe na campanha eleitoral.

Franz Josef Hildinger

frzjsf@yahoo.com.br

Praia Grande

*

TOMADA DO ESTADO

A matéria TJ-MG paga mais de 10 vezes o teto a desembargadores (Estado, 11/1, A9) evidencia o que a tal Constituição “Cidadã” (não sei qual epíteto me irrita mais, este ou o “facultativo” do ponto facultativo, como se algum servidor público trabalhasse nos dias em que é decretado) nos legou: a tomada do Estado por poderosos grupos de interesse.

Zandor Ferreira

zandorferriera@bol.com.br

Goiânia

*

SALÁRIOS DO TJ-MG

O Poder Judiciário é a maior caixa-preta que existe no Brasil. Não entendo este pagamento de férias não usufruídas: todos sabem que o Poder Judiciário entre em recesso duas vezes por ano, os tribunais fazem até sessão solene para comemorar o fim das férias!

Aproveito a oportunidade para perguntar: quando vão começar a pagar 

“direitos eventuais” para os aposentados?

Renato Maia

casaviaterra@hotmail.com

Prados (MG)

*

LULÃO

Quem diria que “o homem mais honesto do Brasil” um dia também teria de recorrer aos advogados das castas privilegiadas, conhecedores que são das filigranas e dos artifícios jurídicos, para se safar  do inevitável xadrez onde iria mofar o resto da vida. Povinho mesmo, de quem ele se acha  paizão, não tem direito nem a advogado de porta de cadeia pelos fundos.

Marcelo de Lima Araújo

marcelodelimaaraujo@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

*

ADEUS MINAS GERAIS

As mineradoras estão destruindo Minas Gerais. Ver suas montanhas e serras sendo cortadas, rasgadas impiedosamente, levadas em caminhões para atravessar mares e enriquecer outras nações dói na alma. As cicatrizes na terra gritam pedindo que parem, basta! Mas não param! As barragens de rejeitos se rompem emporcalhando encostas e rios, matando bichos e homens, e ninguém faz nada! Agora, as chuvas castigam impiedosamente sua população. Contra a natureza não há o que fazer. Caberia aos homens edificarem suas cidades de forma mais inteligente e justa para todos.  Mas as mineradoras a quem servem? Os mineiros têm obrigação de exigir o fim dessa exploração predatória que está transformando Minas em um deserto plano. 

Jane Araújo 

janeandrade48@gmail.com

Brasília

*

IPTU NA CIDADE DE SÃO PAULO

Considerando que estamos enfrentando uma pandemia que jogou 70% do povo na inadimplência, enquanto a Prefeitura de São Paulo exibe recorde na arrecadação de tributos como nunca visto, pergunto aos  vereadores qual o objetivo de manter o IPTU tão caro?

Será que desejam exterminar ou expulsar a população?

José Carlos Costa 

policaio@gmail.com 

São Paulo- SP

*








 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.