Fórum dos Leitores

Cartas de leitores selecionadas pelo jornal O Estado de S. Paulo

Fórum dos Leitores, O Estado de S.Paulo

20 de janeiro de 2022 | 03h00

Judiciário

Liberação de verbas

A reportagem Aras libera pagamento ‘extra’ de quase meio milhão a procuradores (19/1, A10) expõe com detalhes mais um escárnio produzido pelo Judiciário. Este custa à sociedade dez vezes mais que o dos EUA em termos de PIB e é terrivelmente moroso e ineficiente. Os abnegados servidores que não gozam de suas merecidas férias anuais de 60 dias e licenças-prêmio (mais 90 dias de descanso, a cada 5 anos) estão sendo recompensados com contracheques milionários. A chave do cofre público, nesse caso, é a canetada do procurador-geral da República, Augusto Aras! A indignação geral com atos dessa natureza mais cedo ou mais tarde vai gerar severas cobranças.

José Elias Laier

joseeliaslaier@gmail.com

São Carlos

*

País descarrilhado

Ainda sob os espinhos da pandemia, sem testes suficientes para a variante Ômicron, que se espalha de modo avassalador, num dos países líderes da desigualdade social (como adotar o necessário isolamento numa favela?), o procurador-geral da República dos insensatos libera o pagamento de penduricalhos a procuradores. Pode até mesmo ser juridicamente correto, mas, no momento, é impulso a um grande expresso ferroviário descarrilhado em ladeira íngreme, em direção ao precipício mortal.

Amadeu R. Garrido de Paula

amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

*

Descompasso

O número de cidadãos brasileiros que passam fome tem aumentado visivelmente. Enquanto isso, pagamentos milionários são transferidos generosamente a quem deveria mostrar um comportamento ético. Lamentável!

Vera Bertolucci

veravailati@uol.com.br

São Paulo

*

Política

Eleições e corrupção

A entrevista de Fabrício Queiroz (19/1, A13) é, no mínimo, patética. Como pode um sujeito que está no centro das famosas “rachadinhas” querer ser candidato a deputado federal? O pior é ler que ele faz questão de um partido “conservador” e tem apoio de vários grupos de direita. Vivemos no Gran Circus Brasilis.

Carlos Henrique Oliveira Dias

chdias.chdias@gmaiul.com

São Paulo

*

Candidatos

Lula, candidatíssimo a presidente, Queiroz provável candidato a deputado federal. Será que Fernandinho Beira-Mar e Marcola teriam chances?

Jorge Spunberg

jspunberg@gmail.com

São Paulo

*

Omissão proposital

Lamento que mais uma vez o jornalista José Nêumanne deturpe minhas palavras. Há muitos anos agiu da mesma maneira e depois se retratou. Agora, em seu artigo Corrupção pega, vicia e arruína (19/1, A4), insinuou que eu faço apologia da impunidade. Não esclareceu o espírito das minhas reiteradas afirmações: a punição é pós-crime, portanto não a combate, pois não a evita. Mas sempre esclareço, a punição é devida, mas para evitar o delito é necessário atacar as suas causas.

Antônio Cláudio Mariz de Oliveira

mariz@advocaciamarizdeoliveira.com.br

São Paulo

*

Fronteiras

Crise na Ucrânia

Assistir às reportagens sobre o que ocorre na fronteira da Rússia com a Ucrânia é preocupante. Basta riscar um fósforo para ter início a uma guerra que pode descambar para o uso de armas atômicas. Tal ameaça está centrada em Vladimir Putin, presidente da Rússia. Estranho, diante de tamanho risco, a Organização das Nações Unidas (ONU) ainda não ter convocado seu Conselho de Segurança para buscar uma solução pacífica.

Laércio Zanini

spettro@uol.com.br

Garça

*

Esporte

Condenação de Robinho

Parabéns à Justiça italiana, pois lá não há embargos nem “pixulecos”. Já no Brasil mulheres são dopadas, violentadas e nada acontece. Ou melhor, são humilhadas nos julgamentos. Lá, a gravação é usada como prova. Aqui é ilegal se for para prejudicar o bandido, mas legal para prejudicar quem defende a lei e combate a corrupção. Enfim, Robinho terá de se contentar em viver na nossa republiqueta de bananas para não ir para a cadeia e, quem sabe, ainda vai jogar para algum clube da primeira divisão, para alegria geral dos machistas.

Maria Carmen Del Bel Tunes

carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

*

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

NOVIDADES E DESAFIOS DO PÓS-PANDEMIA

 As vendas do comércio eletrônico cresceram de R$ 100 bilhões em 2019 para R$ 260 bilhões em 2021, enquanto os 600 shopping centers do País baixaram de R$ 190 bilhões em 2019 para R$ 175 bilhões em 2021 (Estadão – 17/01 – B1). Resultado da pandemia, que restringiu o funcionamento dos negócios, a circulação de pessoas e as atividades diversas. Para enfrentar a crise, as empresas instalaram ou reforçaram seus sites de venda online. As prestadoras de serviços de e-commerce ampliaram suas frotas de entrega, agregaram parceiros e conseguiram abreviar o tempo entre o fechamento da transação e a chegada da mercadoria ao endereço do cliente. Comerciantes buscam a hibridez das lojas de rua e shoppings, que também passam a ser vitrine à disposição de quem vai comparar eletronicamente. Jornal, rádio e TV continuam importantes ao setor, para a apresentação em massa dos produtos. Mas o cliente não precisará mais percorrer as lojas, como fazia no passado, em pesquisa de preços, pois a realizará eletronicamente e, pelo próprio meio, fará a compra sem sair de casa. É uma grande mudança que todos – governo, parlamentares, empresários e até o cidadão – precisam compreender para tirar proveito dela. Sem a necessária compreensão, ninguém se beneficiará.

Dirceu Cardoso Gonçalves

aspomilpm@terra.com.br

São Paulo

*

IMPACTO DAS PANDEMIAS

Impressionante como essas pandemias de covid-19 e influenza estão impactando o mercado de trabalho aqui entre nós. Ao ligarmos para vários setores do comércio, pedindo qualquer tipo de serviço ou mercadorias, já constatamos que a falta de mão de obra disponível para atendimento não nos permite ser atendido como até pouco tempo atrás era corriqueiro. Essa triste realidade mostra como essa pandemia pode ainda nos afetar com mais virulência. E ainda há os ainda negacionistas de plantão contra as vacinas. Oremos.

José de Anchieta Nobre de Almeida

josenobredalmeida@gmail.com

Rio de Janeiro

*

CONTAMINAÇÕES

O dr. Rivaldo Monteiro, da Fiocruz, disse que as chances de contágio na Sapucaí são 50% menores que nos ônibus. Não tenho conhecimento técnico-científico ou de medicina para discutir, mas há 2 anos um médico também disse que era uma gripezinha e num programa de TV de grande audiência apareceu também um médico para dizer que o coronavírus não era pra se preocupar. E tudo isso foi antes do carnaval. Tirem suas conclusões.

Panayotis Poulis

ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

ENVAIDECIDO

Jair Bolsonaro já conseguiu o seu primeiro título para 2022. Envaidecido, comemora o crescimento de 29% do desmatamento da Amazônia, o maior nos últimos 10 anos. Agradecendo a honraria, disse que as coisas vão piorar se não puder falar mais a palavra “lepra”, pois hanseníase ele tem muita dificuldade para dizer. É o que temos para hoje!

Júlio Roberto Ayres Brisola

jrobrisola@uol.com.br

São Paulo

*

AVISEM O GENERAL

Alguém precisa avisar o general Mourão que o Rio Tapajós está sendo destruído pelo garimpo ilegal, atividade que ele deveria coibir. Alguém precisa avisar a general Mourão que a água do Rio Tapajós é a melhor água da Amazônia, os navios sempre que possível desviam do caminho para abastecer com as águas cristalinas do Tapajós, água muito melhor que do próprio Rio Amazonas, que tem águas barrentas. Alguém precisa avisar a general Mourão que as águas maravilhosas do Rio Tapajós estão sendo contaminadas com mercúrio da mineração que ele deveria combater. O Brasil espera que o general Mourão acorde e cumpra o seu dever de proteger a Amazônia.    

Mário Barilá Filho

mariobarila@yahoo.com.br

São Paulo

*

INTERESSES

Se nas próximas pesquisas Bolsonaro não  se recuperar, o Centrão vai deixá-lo só com os filhos.

Luiz Frid

fridluiz@gmail.com

São Paulo

*

PETROBRAS ENTREGUISTA

Todos ficam discutindo os aumentos exagerados nos preços dos combustíveis e gás, quando na verdade a Petrobras precisa gerar grandes lucros para pagar os investidores com ações em suas mãos nos EUA.           

Moacyr Forte

coronelforte@gmail.com

São Paulo

*

DIA DO PASSISTA 

O dia 19 de janeiro é dedicado a vários profissionais liberais de nosso dia a dia. Entre eles cabeleireiro, barbeiro, esteticista, depilador, etc. É também o Dia do Passista. Com os desfiles de carnaval excepcionalmente autorizados no sambódromo da Marquês de Sapucaí, no Rio, ciência à parte e dindin na mão, diante de sua conhecida e descompassada evolução na avenida como mestre-sala oficial do carnaval, será que os passistas e sambistas planejam alguma homenagem surpresa ao “sambeiro” Eduardo Paes, prefeito do Rio, na abertura dos desfiles do Grupo Especial em 27 de fevereiro?

Celso David de Oliveira

david.celso@gmail.com

Rio de Janeiro

*

O PC CHINÊS ENDEUSOU A ÔMICRON         

Valer-se do depauperamento da saúde e da vida humana para lucrar tem nome: ignomínia. A Ômicron, que a ciência ocidental situou em seu devido lugar – de menor letalidade e hospitalizações – caiu como uma chuvarada benfazeja sobre o deserto grosseiro da política comercial externa da China e das ameaças de enfraquecimento de sua economia. O lockdown  decretado em razão de poucos eventos passageiros, trabalhadores  proibidos de trabalhar, mais de 2 mil pessoas  obrigadas a testar num edifício que teve um único evento do mal, que nossa ciência não negaria em sua gravidade, escancaram a causa: a China exporta menos matérias primárias necessárias à cadeia global de produção e seus preços aumentam, inclusive os fretes navais. Talvez possamos sonhar com uma melhor relação econômica entre Ocidente-Oriente, mas não enquanto a China for um regime de partido único comunista, em que a liberdade de expressão de seu imenso povo não tem uma linha em seus programas de governo.           

Amadeu Roberto Garrido de Paula

amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

*

PRERROGATIVAS  

Marco Aurélio de Carvalho, advogado do grupo Prerrogativas, que defende Lula, mentiroso contumaz e corrupto, tem a desfaçatez de provocar Sérgio Moro, um juiz massacrado por ter prendido notórios corruptos. Aqui a culpa é do juiz. Ele passou do ponto? E os tribunais que o referendaram?

Elisabeth Migliavacca

São Paulo

*

PRIVILÉGIOS

 Li o artigo de Luiz Vassallo (Advogados anti-Lava Jato propõem a Lula reforma dos conselhos da Justiça e do MPA6, 17/01) e me arrepiam as propostas desta turba. A curiosidade me fez procurar sinônimos da palavra prerrogativa, afinal por que um grupo de advogados, muitos criminalistas, defensores de pessoas que cometeram delitos, inclusive o sr. Lula, escolheram este nome? Há as prerrogativas de ofício, próprias de cargos. Os sinônimos falam por si tais como vantagens, honrarias, benefícios, direitos, liberdades, distinções, imunidades, privilégios, regalias... É isto que desejam!

Tania Tavares   

taniatma@hotmail.com  

São Paulo

*

QUEM NÃO DEVE...

Os advogados deste grupo são contra a volta da Lava Jato se Moro for eleito. Por quê? Eles têm algo a esconder e têm medo de ser apanhados pela Justiça? Quem não tem o que esconder não teme e não precisa se defender. Simples assim!

Károly J. Gombert

kjgombert@gmail.com

Vinhedo

*

PRISÃO PARA ROBINHO

Robinho foi condenado a nove anos de prisão por estupro na Itália. Houve o trânsito em julgado após decisão de terceira instância, que confirmou a sentença de instâncias inferiores da justiça italiana. Não há mais discussão jurídica sobre o caso, a Justiça brasileira tem de prender o jogador de futebol e ele deve cumprir a pena em regime fechado no Brasil.

 Luiz Roberto da Costa Jr.

lrcostajr@uol.com.br

Campinas

*

E O TÉCNICO CUCA?

A condenação de Robinho, por estupro coletivo, é exemplar para com um

dos crimes mais bárbaros e devastador para as mulheres. Mesmo sendo

difícil cumprir a pena, ainda assim fico a me perguntar o porquê de a

mídia em geral se calar no caso do técnico Cuca, que tem um estupro em

sua vida, mas parece que foi inocentado pelos títulos no futebol.

Marcos Barbosa

micabarbosa@gmail.com

Casa Branca

*

RIO DO CAOS

A gente viaja pelo País e nem em Porto Alegre nem em São Paulo assistimos a condições urbanas tão deploráveis como no Rio de Janeiro. Claro, Porto Alegre tem áreas degradadas como a Avenida Farrapos e a cidade baixa; São Paulo tem a região da praça da sé, é uma vergonha! Agora nada que se compare ao Rio. O centro do Rio está totalmente falido e deteriorado! O Aterro do Flamengo é intransitável tal a sujeira e a quantidade de moradores de rua e desocupados que tomaram aquele lugar. A Glória é uma vergonha, assim como Catete e adjacências. A Barra da Tijuca está caindo aos pedaços. Túneis e viadutos da cidade não possuem qualquer tipo de fiscalização! Manutenção urbana inexiste no Rio há décadas! Os prefeitos nada fazem em setor algum da cidade! Vias públicas abandonadas, monumentos vandalizados, escolas públicas em estado lastimável e um mar de vagabundos pelas ruas é a história de vida do Rio. Existisse um governo federal sério, o Rio há muito deveria sofrer uma intervenção federal! Prefeitos deveriam igualmente ser presos por incompetência e desídia pública. Infelizmente temos um presidente que não olha sequer para o bairro do Rio onde vive!

Paulo Alves

pauloroberto.s.alves@hotmail.com

Rio de Janeiro

*

CONTA DE LUZ

Nem Deus consegue explicar como é calculado o preço da energia elétrica no Brasil!

Renato Maia

casaviaterra@hotmail.com

Prados (MG)

*





 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.