Valor recorde da produção agropecuária

A previsão é da criação de um valor de R$ 616,97 bilhões no ano, meio bilhão de reais acima da cifra de 2017, que marcou o recorde anterior

Editorial Econômico, O Estado de S. Paulo

26 de dezembro de 2019 | 03h00

As últimas estimativas do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) feitas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) dão conta de que está praticamente garantido, em 2019, um novo recorde. A previsão é da criação de um valor de R$ 616,97 bilhões no ano, meio bilhão de reais acima da cifra de 2017, que marcou o recorde anterior. A contribuição das commodities agrícolas, cujas cotações foram muito voláteis, foi menor que a dos itens proteicos, mais demandados no exterior, em especial, pela China.

Os indicadores reforçam a percepção da importância da produção agropecuária para a economia. O porcentual de aumento estimado para o setor pelos técnicos do Mapa – 2,1% entre 2018 e 2019 – é superior aos das previsões para a alta do PIB, de 1,2%.

Em nota técnica do Departamento de Financiamento e Informação, da Secretaria de Política Agrícola do Mapa, as explicações para a alta são claras: “O mercado internacional favorável, onde os preços das carnes, principalmente de frango e de suínos, situaram-se em níveis maiores, e as quantidades exportadas fizeram que os resultados atingissem posições favoráveis ao setor em 2019”. Na pecuária, por exemplo, “apenas o leite teve queda de valor, 2,1%”. 

A demanda interna dos itens proteicos costuma ser forte nos fins de ano e já provocou efeitos colaterais. Os preços da carne foram decisivos para a inflação medida tanto pelo IGP-M da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que superou 2%, como pelo IPCA-15 do IBGE. O Relatório de Inflação do Banco Central prevê níveis mais elevados de IPCA em dezembro e janeiro, sob influência da elevação dos preços das proteínas.

A situação só não é mais grave para os preços porque há oferta de carnes, graças à produção elevada. Porcentualmente, os maiores crescimentos vieram do valor das safras de frangos (+13,1) e de suínos (+12,5%), mas, em termos relativos, o valor da produção de bovinos é mais importante e deverá atingir R$ 96 bilhões (+5,1%).

Entre os produtos agrícolas, o milho foi decisivo para o aumento do VBP de 2019, mas uma grande contribuição também veio da batata inglesa, da banana, do amendoim, do tomate e da mamona. São bons os auspícios para 2020, quando o crescimento do VBP é estimado em 3%, para R$ 635,2 bilhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.