Cartas

Olga, de novo?!A Polícia Federal (PF) diz que os atletas cubanos desertores querem voltar para Cuba. Por que, então, eles próprios não procuraram os órgãos responsáveis? Por que a PF teve de caçá-los? Será que eles não sabem o destino que terão, se devolvidos a Cuba? Segundo o Estadão, "os pugilistas estavam sendo monitorados, a pedido de Cuba, pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), que determinou a procura dos atletas". As autoridades vão promover essa deportação? Será uma reedição da história de Olga Prestes!M. CRISTINA ROCHA AZEVEDOcrisrochazevedo@hotmail.comFlorianópolisAgora está completa a identificação de Lula com Getúlio Vargas, como ele gosta de propalar. Getúlio mandou Olga Benário Prestes para a morte nos campos de extermínio nazistas, para agradar a Hitler. Lula vai mandar os atletas cubanos certamente para a morte no paredón castrista, para agradar ao tiranete da ilha. Sem falar no que vão sofrer suas famílias. O que mais falta para manchar de vez a biografia lulista? Depois do pior consumado, ele não venha dizer que não sabia... Um horror!MARCELA SILVA BATISTAItaquaquecetubaLado obscuroSob pressão não há quem consiga esconder aquele lado obscuro de si mesmo. Uns gritam, outros choram, outros fazem chantagem e outros ainda vão mais além: deixam escapar a verdade! Assim fez o Lula ao deixar o ditadorzinho que mora em seu coração aflorar num momento em que se sentiu, digamos, acuado.RUTE ENDOruteendo@gmail.comSão PauloIncomPeTênciaSou um dos milhões de brasileiros revoltados com a incompetência do governo Lula. Com esse governo do PT o nosso país parou. Não temos transporte aéreo seguro por causa das sucatas dos equipamento de segurança nos aeroportos. Não temos transporte rodoviário, dadas as péssimas condições das estradas. Os portos estão capengando na sua capacidade: navios de grande calado não podem atracar pois os portos estão assoreados e sem infra-estrutura. A energia está à beira do colapso. A agricultura, falida, com os agricultores endividados até o pescoço e sem condições de produzir. Nossas indústrias, sem condições de competir com a China, que joga milhões de produtos de má qualidades em nosso país aos olhos do Lula, que não tem coragem de proteger nosso parque industrial. O governo do Lula se preocupou em maquiar os aeroportos só pra inglês ver e poder usurpar o dinheiro público; com a segurança nada fizeram, tivemos dois graves acidentes aéreos por culpa desse governo, que tenta de toda forma tirar sua responsabilidade de forma covarde e responsabilizar o piloto do avião da TAM, que não pode se defender - o piloto tinha mais de 20 anos de profissão e jamais cometeria um erro tão primário como o governo quer que seja. Dias antes do acidente, o superintendente regional do Infraero disse na TV que a pista não oferecia perigo e as ranhuras da pista... O acidente de Congonha é culpa do governo, sim. Chegou a hora de irmos para a rua exigir a saída do Lula e do PT. Não agüento mais.PAULO FRANCISCO SIQUEIRA SANTOSpaulosiqueirasantos@hotmail.comPiracicabaCreio na democracia e na liberdade de idéias, como penso que posições partidárias legitimam as bases políticas de nosso país. Contudo devemos ser coerentes e justos perante os fatos. Dizer que o presidente Lula esteve ausente no acidente da TAM?! O que almejavam os "intelectuais" brasileiros, uma inserção de pêsames às famílias no horário nobre da televisão? O fechamento completo dos aeroportos? A prisão do presidente da TAM? Acidentes acontecem, infelizmente, e as investigações provam o fato. Perdoe-me a "elite gabaritada" de minha Pátria, mas querer culpar o presidente Lula pelo acidente é, no mínimo, medíocre!ALEXANDRE GILSOGAMOeducalexandre@yahoo.com.brSão PauloFalta de vergonhaPolíticos da base governamental "vazaram" informações das caixas-pretas do Airbus da TAM só para livrar o governo federal da culpa desta tragédia! Outro pseudopolítico do PMDB, depois de ver aprovada a indicação de Conde para Furnas, agilizará o processo da CPMF, que era para ser provisória e está se tornando definitiva, lesando os contribuintes.LAURO FUJIHARAlaurofujihara@terra.com.brCarapicuíbaLula e FHCO presidente Lula, apesar de viver criticando o ex-presidente FHC, está cada vez mais parecido com ele. Segue a mesma política econômica, tem os mesmos aliados políticos e até nomeia ex-ministros de seu antecessor. Para ficar ainda mais parecido só lhe falta um diploma universitário.JOSÉ ROBERTO DE JESUSzerobertodejesus@gmail.comCapão Bonito Greve dos metroviáriosO Tribunal Regional do Trabalho (TRT) considerou abusiva a greve dos funcionários do Metrô. O Sindicato dos Metroviários foi obrigado a pagar R$ 100 mil por dia de greve - R$ 200 mil de multa após paralisar a maior cidade da América Latina por dois dias seguidos. E os empregos perdidos? E os descontos nos salários? E os negócios cancelados? E as reuniões adiadas? E os enfermos não atendidos? E a dinheirama desperdiçada com óleo diesel, gasolina, álcool, tempo e sola de sapato? Quem vai pagar por isso? É claro que é o nosso pobre povo sofrido. O mentor de uma greve dessas, motivada por reivindicações absurdas, deveria, além de perder o emprego imediatamente, ir para a cadeia por tempo indeterminado, antes que se candidate a presidente!VICTOR GERMANO PEREIRAvictorgermano@uol.com.brSão PauloOs juízes do TRT-SP consideraram abusiva e ilegal a greve em São Paulo e condenaram o Sindicato dos Metroviários a pagar uma multa de R$ 200 mil pelos dois dias de paralisação, por descumprimento de decisão judicial. Os anais da História revelam que vários sindicatos já foram multados por motivos idênticos. Resta saber se algum deles pagou a multa. Por outro lado, sabe-se que dirigentes e sócios de empresas privadas respondem com seus bens pessoais quando a empresa não quita o débito. Esse mesmo rigor da lei se aplica também aos dirigentes sindicais quando o sindicato não paga as multas?MARIO PALLAZINImpallazini@hotmail.comSão PauloToda pessoa que se disponha a trabalhar no funcionalismo público ou em empresas concessionárias de serviços públicos tem obrigação de se conscientizar de sua importância na sociedade e de sua responsabilidade perante a população, que paga seus salários com a altíssima carga tributária. As greves em órgãos públicos - como INSS, Justiça, Receita e essa, absurda, do Metrô de São Paulo - prejudicam exclusivamente a população, pois o presidente da República, ministros, governadores, secretários, presidentes de estatais e políticos em geral não freqüentam as filas desses órgãos públicos e jamais andaram de metrô ou ônibus. Ademais, a esmagadora maioria dos usuários desses serviços estaria felicíssima em ganhar os "salários de fome" pagos por esses órgãos.LUIZ ANTONIO ALVES DE SOUZAzam@uol.com.brSão PauloO motivo da greve dos metroviários chega a ser um acinte, entre os muitos a que o povo brasileiro diariamente está sujeito por parte do governo e de suas estatais. Uma greve de um grupo de privilegiados com salário médio de R$ 3.600 querelando sobre mais R$ 2.800, por baixo, de "participação nos lucros", é um luxo que a grande maioria dos milhões de prejudicados pela greve irresponsável desses "marajás" e que ganha um bruto de R$ 380 nunca chegará nem a saber o que significa. Enquanto isso, o salário de um médico no Estado fica muito abaixo disso - sem participar de lucro algum... É uma inversão total de valores. Bem faz o governador em puni-los todos. Devia falar em rede de rádio e televisão, explicando didaticamente os "motivos" da greve desse bando de irresponsáveis. Ah, se o Metrô fosse uma empresa privada... HOMERO GUSTAVO DE CAMPOS GUIDIhguidi@attglobal.netSão Paulo

O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2005 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.