Cartas

Lei da AnistiaMinistro pede ações em massa para mudar Lei de Anistia (28/2, A12). Em 25/7/1966, a organização terrorista Ação Popular (AP) cometeu um atentado no Aeroporto de Guararapes, no Recife, que ocasionou duas mortes e 13 feridos graves, entre os quais uma criança de 6 anos. Esse atentado é considerado o marco inicial da luta armada no Brasil. Foi de 1970 a 1974 que as organizações terroristas, de que fizeram parte inúmeros integrantes do atual governo - podemos citar Dilma Rousseff, Franklin Martins e Paulo Vanucchi, entre outros -, atuaram com maior intensidade. Na luta armada, as Forças Armadas, as Polícias Civil e Militar e civis tiveram de lastimar a morte de mais de 500 vítimas. E os familiares dessas vítimas não receberam um mísero centavo de indenização, ao contrário dos que queriam tornar o Brasil um país miserável, como são os que adotam o comunismo. Tentar ações judiciais em massa para questionar a Lei de Anistia, que completa 30 anos em agosto, é contrariar uma decisão já tomada pelo STF, sendo, portanto, inquestionável sob o aspecto jurídico. Sem dúvida, é uma ação demagógica do sr. Vanucchi, atual ministro-chefe da Secretaria Especial de Direitos Humanos do governo Lula.CARLOS ALBERTO DE MACEDO GARCIAmccgarcia@terra.com.brSão PauloJá que o ministro dos Direitos Humanos quer que as vítimas dos torturadores entrem com ação contra eles, devemos também pedir ao povo brasileiro que mova ação contra os guerrilheiros (torturadores, sequestradores, assassinos, arrombadores de cofres...) e estes sejam banidos dos Ministérios da republiqueta do PT.DELCIO DA SILVAdelcio796@terra.com.brTaubatéConcordo com o ministro Vanucchi quando pede movimentação da sociedade para mudar a Lei de Anistia. Nós, brasileiros, povo pacato e avesso a qualquer tipo de agressão, também pedimos que seja aberta a caixa-preta e se punam todos os terroristas e guerrilheiros que assombraram a Nação à época. Queremos que a história seja contada tal como aconteceu, não apenas pela ótica daqueles que comandam hoje este país e, em nome da "liberdade", mataram, assaltaram e queriam nos levar a uma ditadura de esquerda. Que sejam punidos com a mesma severidade exigida para os torturadores a assaltante de bancos e guerrilheira presidenciável Dilma, Dirceu, Genoino, Tarso Genro e o próprio Vanucchi, que assombraram a população com suas ações terroristas. Que a justiça seja feita de forma irrestrita!BEATRIZ CAMPOSbeatriz.campos@uol.com.brSão PauloAcredito que o ministro Vanucchi está correto na sua avaliação no tocante à sugestão de que o povo brasileiro deveria agir coletivamente para expurgar da vida pública os torturadores. Acho que deveríamos começar pelos que estão hoje no governo federal, principalmente pelo ministro da Justiça, que oferece asilo político a condenados por assassinatos na Itália. Não esqueçamos também os mensalões e outros que tais, que são protegidos pelo governo federal. Quer terrorismo maior que o do MST, financiado pelo PT e pelo governo federal, com nosso dinheiro?EDUARDO K. YASUDAekyasuda@gmail.comSão PauloMangaçãoO ministro do Desenvolvimento Agrário nega a ostensiva ligação entre MST, Anca e Concrab. Ele não deve mesmo ser curioso e, verdadeiramente, nada sabe sobre a fonte de renda do MST. No mesmo embalo, o advogado-geral da União afirma que a famosa fotomontagem foi feita sem a anuência de Lula e Dilma. Vai mais longe: declara que o estúdio funcionou sem autorização dos responsáveis pelo evento. O quarteto, sem dúvida, parte do princípio de que os eleitores deste país são incapazes de formular perguntas óbvias. Por que o presidente e a ministra não processaram o fotógrafo? Por que os responsáveis pelo evento não reagiram diante da ilegalidade e a Secretaria de Assuntos Federativos da Presidência declarou não ter "controle sobre o que acontece lá fora"? Qual foi o ponto de luz usado pelo fotógrafo Silvano Vital Mendanha? Ele lucrou de forma indevida ao usar, sem permissão, as imagens do estadista e de sua candidata? Para iniciar o processo de cidadania neste país seria recomendável a leitura diária de livros da rainha do crime, dame Agatha Christie.HELENA RODARTE COSTA VALENTEhelenacv@uol.com.brRio de JaneiroEsses ministros são muito mal informados. Não conseguiram achar nenhuma ligação entre o MST e as ONGs que o governo financia? Bem, eu fiz uma pesquisa de cinco minutos. Entrei no site http://registro.br, acessível a qualquer um, e pesquisei quem é o dono do site do MST (e, consequentemente, da loja virtual lá instalada?). A resposta, óbvia, é uma das ONGs financiadas pelo governo, a Associação Nacional de Cooperação Agrícola (Anca). Parece que não é só o presidente que não sabe nada. Sua candidata à Presidência também já é versada na arte do nada saber.MÁRCIO VERÍSSIMOmarcio.verissimo@mz-ir.comSão PauloO lobo e o cordeiroO ministro das Minas e Energia entrou como lobo no gabinete do presidente e saiu como cordeiro, Para ele não importam o puxão de orelhas presidencial e a humilhação, desde que não lhe seja arrancado o cargo. Coisas do PMDB.AGUINALDO BERNARDES FLEURYaguinaldo.fleury@gmail.comSão Paulo?Real baixeza?A coluna de Dora Kramer de 27/2 (A6) confirma, mais uma vez, que ela é uma das mais brilhantes analistas políticas do Brasil. A começar pelo fantástico achado que é o título: Real baixeza. E depois pela lucidez na forma como torna claras as tentativas do nefasto Edison Lobão e da banda mais podre do PMDB de plantar os seus asseclas na riquíssima Fundação Real Grandeza, de Furnas, com o fito de criar uma fonte de fundos para a campanha presidencial da dona Dilma. Nojo!CLAUDIO JANOWITZERcjano@terra.com.brRio de JaneiroCorrupto e fisiológicoÉ uma frustração ver um partido que já foi presidido pelo digno e ilustre deputado dr. Ulysses Guimarães, que sempre engrandeceu essa agremiação, a qual lutou bravamente para a volta da democracia, contra a ditadura militar, ter hoje em seus quadros dirigentes lideranças e figuras tão corruptas e fisiológicas, interessadas única e exclusivamente em cargos oferecidos por este governo, que também tem a marca da corrupção, sem se preocuparem com os destinos do País. Mas ainda existem pessoas que honram o PMDB, como os senadores Jarbas Vasconcelos e Pedro Simon. Por que o partido, em vez de apoiar a candidata deste governo "corrupto" nas eleições de 2010, não lança Jarbas e Simon para presidente e vice-presidente da República? Teriam grandes chances de vitória. Só que acabaria a mamata do toma-lá-dá-cá.JOSÉ WILSON DE LIMA COSTAjwlcosta@bol.com.brSão PauloVicesPela movimentação e especulação, parece que Aécio quer mesmo ser vice de Dilma. Responda quem levaria vantagem: Dilma com Aécio ou Serra com Jarbas?LUIZ CARLOS TIESSItiessilc@hotmail.comJacarezinho (PR)BonitãoAécio Neves é, como diz Mauro Chaves (Pó pará, governador?, 28/2, A2), "boa pinta". Isso me faz lembrar Fernando Collor de Mello e suas aparições de belo homem atlético, tristemente revelado, enfim, "boa bisca"...DOCA RAMOS MELLOddramosmello@uol.com.brSão SebastiãoFÓRUM DOS LEITORESENDEREÇOAvenida Eng. Caetano Álvares, 55, 6.º andar, CEP 02598-900FAX:(11) 3856-2920E-MAIL:forum@grupoestado.com.br

, O Estadao de S.Paulo

02 de março de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.