Cartas

Fidel faz escolaNa Cúpula das Américas, vários líderes latinos pleiteiam maior aproximação EUA-Cuba. Não vislumbrei até agora um único líder sequer pleitear eleições democráticas e respeito aos direitos humanos na ilha dos irmãos Castro. Parece-me que o modelo cubano é o grande sonho dos governantes latino-americanos e Fidel, o seu guru, que vem fazendo escola. Se querem tanto a aproximação com os EUA, é só implantar a democracia, e não fugir dela, como alguns tentam fazer.DELPINO VERISSIMO DA COSTAdcverissimo@gmail.comSão PauloNão basta libertar os presos políticos e parar de reter dinheiro das remessas de cubano-americanos, como pede o governo Obama. Cuba precisa deixar de ser uma ilha-prisão, pois seu povo não tem liberdade de ir e vir, em se tratando de viagens internacionais. Já chega a Coreia do Norte.JEFFERSON M. LEITÃOSão PauloMercosulO ingresso da Venezuela no Mercosul deve ser aprovado sem restrições, é a única forma de colocar o caricato ditador bolivarianista em confronto direto com o "nosso guia" e aguardar que da fogueira das vaidades reste um bode expiatório para ser posto fora da sala...CAIO AUGUSTO BASTOS LUCCHESIcblucchesi@yahoo.com.brSão PauloCaso Celso DanielO artigo Até quando Celso Daniel ficará insepulto?, de Bruno Daniel (17/4, A2), exilado na França, é o lamento de um patrício nosso que não encontra eco nas autoridades - policiais e judiciárias - para julgar um crime cometido há sete anos contra o seu irmão, com agravantes que o caracterizam como hediondo. E por que ainda não foi julgado? Aí está o grande segredo: porque envolve os tubarões do PT, que estão à espera de um presente jurídico, a prescrição da pena, livrando os criminosos de onde deveriam estar: a cadeia.ANTONIO BRANDILEONEherbrandi@uol.com.brAssisProfessor Bruno José Daniel Filho, não adianta procurar as pessoas e as instituições que têm interesse na falta de solução do sequestro e da tortura seguidos de morte do ex-prefeito de Santo André Celso Daniel, seu irmão. Tenha a certeza de uma coisa: se o crime for elucidado, vai espirrar nas altas esferas deste (des)governo. É, a coisa vai espirrar no Palácio do Planalto, no Congresso Nacional e na cúpula desse partido que está no poder. A sociedade vai constatar, mais uma vez, que quem está no poder não se importa com os meios, só valem os fins. Absurdo.CLAUDIO DALCENO SPILLAClaudio.Spilla@CSpilla.orgSão Caetano do SulO interesse em esclarecer esse mal resolvido caso deveria ser de todos nós, brasileiros, em solidariedade ao forçadamente exilado irmão de Celso Daniel, Bruno José Daniel Filho. Forças ocultas ainda exercem seu poder, o que nos faz lembrar os tempos da ditadura. Mas o que mais nos chama a atenção é o fato de não haver interesse em esclarecer o assunto por parte de nosso presidente, sr. Luiz Inácio Lula da Silva, supostamente próximo, na época, e amigo pessoal de Celso Daniel. "Há algo de podre no reino da Dinamarca", diria o bom e velho Shakespeare....ARTUR LOVROartlovro@hotmail.comSão PauloAté quando Celso Daniel ficará insepulto? A resposta é simples: enquanto o PT estiver no poder e não abrir os porões de suas campanhas políticas.RONALDO JOSÉ NEVES DE CARVALHOrone@roneadm.com.brSão PauloA indignação do sr. Bruno Daniel, plenamente justificável, certamente é de toda a sociedade bem informada. Nossa Justiça, ao ser conivente com interesses espúrios (evidentes, no caso), presta mais um desserviço à democracia, à paz. O que dirá o CNJ? Nada?ANDRÉ C. FROHNKNECHTanchar.fro@hotmail.comSão PauloSolidezNosso ilustre presidente disse que o Brasil é, hoje, o país mais sólido do mundo. Sou obrigado a concordar: de fato, temos um povo "cabeça-dura", em sua maioria, pois continua a acreditar que este é um governo sério e promotor de verdadeiras reformas sociais. Além disso, temos um Congresso tremendamente "cara de pau". Ora, sr. Lula, nos poupe. Seus ditos só nos fazem rir; sua gestão, só chorar.PEDRO PAULO SANTOS santospedrop@hotmail.comSorocabaMurro em ponta de facaIPI zero para a linha branca, benefício fiscal para frigoríficos, R$ 34 bilhões para um pacote habitacional que já nasceu equivocado, R$ 1 trilhão para o FMI porque é chique e um caixa de R$ 40 bilhões para gastar até o ano eleitoral. O governo Lula está desgovernado. Enquanto isso, estamos preenchendo a Declaração de Imposto de Renda, para encher as burras de Brasília.DIVA MARIANA JUNQUEIRAdiva-junqueira@bol.com.brLinsPoupança em riscoLula vai mexer na poupança! Está cortando os impostos, dando dinheiro aos bancos, emprestando ao FMI, abastecendo o caixa do PAC, distribuindo verbas públicas aos senadores e deputados, enfim, uma farra com o dinheiro público. E quem vai pagar essa conta? A Caderneta de Poupança! Aquele lugar onde os menos privilegiados guardam a economia heroica do que restou dos seus salários. Este pessoal não tem o direito de "investir". Pobre só tem o direito de poupar. A desculpa, mais do que esfarrapada, é de que as multinacionais vão colocar o dinheiro delas na poupança. Agora eu começo a entender a aproximação entre Lula e Collor: os dois adoram meter a mão na poupança dos que trabalham.WILSON GORDON PARKER wgparker@oi.com.brNova Friburgo (RJ)Salve-se quem puder! Agora o homem virou clone da Zélia e vai mexer na poupança. Aquilo que sempre foi motivo de orgulho para os brasileiros vai ser bagunçado. Reduzindo os valores da poupança, ele reduzirá substancialmente os recursos para aquisição da casa própria. Cuidado, gente...ANTONIO RANAURO SOARESantonioranauro@bol.com.brSete Lagoas (MG)Novo achaquePlanos Bresser, Verão, Collor, etc. Os banqueiros cobraram dos mutuários (tomadores de empréstimos para a compra da casa própria) a inflação de quase 85%, índice que se negaram a creditar aos poupadores num dos Planos Collor. A alegação do Banco Central, como terceiro interessado na ação dos banqueiros, de que a declaração judicial de inconstitucionalidade prejudicará futuras determinações governamentais semelhantes, que "dependam da incidência de mecanismos deflatores de transição sobre contratos correntes", traduz-se em que o calote será permitido a todo e qualquer tempo. No tempo do fio de barba, mudar a palavra no meio do jogo era coisa de "tratantes"... Mudou a ética ou a tratantada está oficializada? É bom começarmos a reforçar o forro dos colchões. Novo achaque parece ter sido oficialmente anunciado.LUIZ C. BISSOLItiocaio1@hotmail.comSão PauloAlerta aos aposentadosCuidado com empréstimo consignado do BMG e do BV. Para "fisgar" o aposentado mandam motoboy, cafezinho, água gelada... Para liquidarmos o contrato antecipadamente nos tratam como imbecis: são informações erradas, exigências descabidas, confusas. Tudo para complicar. Um desrespeito ao idoso. Chega a ser cruel.A. A. ALLEGRINIdenis.allegrini@ibest.com.brBragança Paulista

, O Estadao de S.Paulo

18 de abril de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.