Cartas

ROYALTIES DO PRÉ-SAL

, O Estadao de S.Paulo

21 Março 2010 | 00h00

O presidente Lula, referindo-se à questão dos royalties, disse que em ano de eleições "todo mundo faz gracinhas" e jogou o "pepino" nas mãos do Congresso. Em outras palavras, ele quis dizer: "Cabral, segura o pincel que eu vou tirar a escada..."

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

__________________________________________________________________________________________________________________________

Quando o grande "mestre" disse que em ano de eleição todos querem fazer gracinhas, pelo visto estava se olhando no espelho. É o que mais faz, há mais de 20 anos. O pior é que o pobre, humilde e sofrido povo brasileiro acha graça. Como é mesmo chamado aquele que só faz gracinhas?

M. Teresa Amaral mteresa0409@estadao.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

A declaração de Dilma de que o governo não trabalha com a hipótese de vetar o projeto dos royalties, caso passe no Senado, pois seria um desrespeito aos senadores e ao Congresso discutir uma questão dessas a esta altura, é uma desculpa esfarrapada que o governo dá aos Estados prejudicados por permanecer em cima do muro. Isso depois de ele próprio ter criado e fomentado o problema com a enorme campanha publicitária feita com a descoberta do petróleo do pré-sal, unicamente com fins eleitoreiros, pois ainda não sabemos se a exploração dessa reserva será viável. Dizer que Lula sugeriu que a questão dos royalties não fosse discutida este ano é outra gracinha da ministra. Lula não sugere nada, Lula manda e desmanda no Congresso. Apenas deixou correr o projeto para que governadores e prefeitos Brasil adentro falem da riqueza descoberta por seu governo e isso lhe renda muitos e bons votos.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

__________________________________________________________________________________________________________________________

COMÍCIO

O povo do Rio de Janeiro está sendo manipulado por seus políticos. Com a desculpa do pré-sal, o governador do Estado e o prefeito do município resolveram fazer uma passeata a fim de divulgarem a imagem de políticos preocupados com a população, o que não é verdade. O que foi feito, na realidade, foi um comício político-partidário fora de época, com direito à participação de grandes artistas. Pergunta para eles: quando vai ser extraído esse petróleo? E por que essa preocupação agora, se em 2009 o governo gastou milhões de reais em viagens e propaganda política? Os hospitais, estão em estado de total abandono, faltam médicos, medicamentos, ambulâncias e tudo o mais. Como querem tapar os olhos do povo com algo que só vai ocorrer em 2020?

Marinaldo R. De Oliveira marinaldoro@bol.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

PARTILHA

Essa história dos dividendos do pré-sal me parece como a situação de alguém que, tendo algum bem, quando morre, enquanto está sendo velado, a família já parte para a briga pela partilha. Não se sabe o que será o pré-sal e já estão distribuindo os dividendos. Haja paciência...

Mohamed Abdalla Kilsan kilsanabdalla@terra.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

ELEIÇÃO PRESIDENCIAL

Aleluia! Lula terá de pagar R$ 5 mil do próprio bolso porque fez propaganda para Dilma antes da hora. Arruda na cadeia e Lula multado são provas de que o Brasil está mudando. Quero ver agora Lula dizer que o País melhorou por mérito dele, quando ele é o primeiro a cometer o ilícito!

Gilberto Dib gilberto@dib.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

CAMPANHAS ANTECIPADAS

As ações por campanha antecipada tramitando no TSE, e outras ações que virão, não vão dar em nada. Esse é o país do faz de conta. Eles fazem de conta que cumprem as leis e nós fazemos de conta que acreditamos, lógico, pagando sempre as contas deles!

Francisco José Sidoti fransidoti@terra.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

POLÍTICA EXTERNA

O presidente Lula deveria ter sido contaminado pelo vírus da modéstia e, antes de meter a colher na casa dos outros, enxergar os problemas do Brasil, que não são poucos. Faltam educação, hospitais, estradas, portos, escolas, segurança, emprego. Mas ele só tem olhos para os problemas dos outros porque os dele... Vão se passar oito anos e vamos continuar na mesma.

Helenir Roberta José jmadmimoveis@uol.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

GURU DA PAZ

Sugiro ao nosso grande guru da paz acabar com a violência nos estádios brasileiros, que a cada fim de semana tira a vida de vários jovens, assim como a violência generalizada em todas as nossas capitais. Acredito que morram muito mais pessoas em decorrência da violência urbana no Brasil do que nos conflitos entre árabes e israelenses. Ou os problemas brasileiros não interessam ao grande defensor da paz mundial, pois não o promovem internacionalmente?

Vagner Ricciardi vbricci@estadao.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

"VETO" DE GARCIA

O sr. Marco Aurélio Garcia pode viver ainda no tempo da guerra fria, mas, ao menos, não faz média como o presidente Lula e seu ministro Amorim. Ele confirma que o atual governo não é pró-paz ou pró-dois Estados democráticos e fraternos no Oriente Médio. Ele é só pró-palestinos. Daí apoiar a política assassina do presidente do Irã, que prega a destruição de Israel e dos judeus.

Evelina Holender eveholender@hotmail.com

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

CAÇAS PARA A FAB

O sr. Luiz Marinho, sindicalista de profissão e político de ocasião, fazendo lobby na Suécia para a compra de jatos destinados à Força Aérea Brasileira (FAB)? Parem com isso, senhores, que não há clima para esse tipo de piada. Mas uma coisa também é verdade, esses suecos são bem fraquinhos na escolha do lobista. Desfecho: duas piadas de humor negro numa mesma trama.

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

__________________________________________________________________________________________________________________________

Cartas enviadas especialmente ao Estadão.com.br

HOLOCAUSTO

O presidente Lula em Israel, ao depositar flores no memorial do Holocausto dos judeus, declarou peremptoriamente: ''Holocausto nunca mais, nunca mais, nunca mais!'' E no holocausto das vítimas da Bancoop (Cooperativa Habitacional dos Bancários), cujas economias foram queimadas por nefanda corrupção praticada pelo seu ex-presidente João Vaccari Neto, elas também não merecem o mesmo tratamento?

Antonio Brandileone abrandileone@uol.com.br

Assis

__________________________________________________________________________________________________________________________

O REI ESTÁ NU...

Balanço da viagem do mensageiro da paz, do negociador, interlocutor novo e confiável, do ''cara'', o apologista do diálogo, também conhecido como presidente Lula, ao Oriente Médio. Nada de novo. Absolutamente nada de prático e concreto, nada que pudesse contribuir para a paz na região. A não ser algumas gafes diplomáticas, mais pontos para o programa de milhagem do presidente e mais uma inflada artificial no ego presidencial.

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

CIRCUNSTÂNCIAS

Essa viagem que Lula faz ao Oriente Médio não será em vão se antes de seu retorno fizer uma visita ao Muro das Lamentações...

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

__________________________________________________________________________________________________________________________

LULA EM ISRAEL

Com a pretensão megalomaníaca de ser o mais novo protagonista das negociações do Oriente Médio, não me surpreenderia em ler que Lulla tem a solução eficaz para pôr fim no conflito: que tal chamar a construção das 1.600 casas em Jerusalem de projeto Minha Casa, Minha Morte?

Eduardo Biral elbiral@ig.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

VÍRUS DA HIPOCRISIA

Vírus da paz?!Tenha dó Lula, tem é o vírus da hipocrisia, uma pessoa que só chegou ao poder através de greves violentas e badernas não pode fazer uma afirmação absurda dessas. Ou pensa que todo mundo é idiota? Nós o conhecemos muito bem... Outra coisa é ficar escandalizado com o Museu do Holocausto. Holocausto é o que o seu governo está fazendo com os aposentados, um verdadeiro massacre, é extermínio mesmo!

José Mendes josemendesca@ig.com.br

Votorantim

__________________________________________________________________________________________________________________________

CLUBE DA MALDADE

Ao mesmo tempo que achei péssima idéia a Chancelaria israelense concordar com a ida de Lula a Israel, por outro lado achei ótimo que ele tenha sido encarado pessoalmente por Netanyahu e Tzipi Livni, que cobraram explicações sobre as ligações com o sr. Ahmadinejad.

Achei ruim mesmo foi o fato de o líder Avigdor Liebermann não ter ido pessoalmente encarar Lula, que insiste em fazer amigos do ''lado negro da força''. Pelo andar da carruagem da diplomacia brasileira, agora só resta a Lula se aprochegar a Kim Jong-Il e Muamar Al-Kadhafi, para assim completar o ''quadro social'' do clube da maldade, o qual ele e seus pelegos diplomáticos (Marco Aurélio ''top-top'' Garcia e Celso ''faço o que MAG manda'' Amorim) fazem questão de sustentar.

Lula não tem noção do que é o conflito árabe-israelense. Para ele, é como se aquilo fosse a rixa da torcida do Palmeiras com a do Corinthians, ou ainda relembrando seus tempos de sindicalista, da Fiesp com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC durante uma negociação salarial.

Lula fica dando ouvidos a esses pseudodiplomatas, que, na verdade, querem se destacar diante do ''clube da maldade'' escorados na aceitação internacional de Lula, que acredita piamente que pode ser um baluarte na intermediação de uma negociação árabe-israelense.

O primeiro-ministro inglês Neville Chamberlain entrou na mesma conversa diplomática com Hitler e logo depois acabou dando com os burros n''água.

Abra o olho, comunidade judaica brasileira!

Frederico d''Avila fredericobdavila@hotmail.com

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

FAUNA SILVESTRE

''Em briga de jacu, nhambu não entra'', disse o nosso chanceler; mas cacarejando em briga alheia terminará depenado.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

PARÁFRASE

''Imagine se todos os presos doentes de São Paulo pedirem liberdade alegando problemas de saúde?'' (por respeito aos detentos, não se usou a palavra bandido)

Joaquim Quintino Filho jqf@terra.com.br

Pirassununga

__________________________________________________________________________________________________________________________

QUE BICHO DEU?

Lula foi sacudir sua rica cauda de pavão no Oriente Médio, mas parece que o jogo do bicho de lá tem bolas marcadas. É claro que ele sabe que essa disputa secular é praticamente insolúvel, um duro jogo entre opressores e oprimidos, mas e daí? O que importa é abrir o vistoso leque de sua cauda à custa do nosso dinheiro.

Nestor Rodrigues Pereira Filho rodrigues-nestor@ig.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

ISRAELENSES E PALESTINOS

Enquanto prevalecer o radicalismo entre israelenses e palestinos, a paz naquela região será apenas e tão somente uma figura de retórica.

Ernesto Almeida ernestojmalmeida@hotmail.com

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

O ''EXPRESSO ORIENTE'' DE LULA!

Enquanto Dilma Rousseff, espécie de Lenin do neossocialismo tupiniquim, promete desembarcar eleita em Brasília, do Expresso Oriente financiado pelos banqueiros e empresários de esquerda (?!), Lula, em pleno Oriente -- mas desorientado! --, fala abobrinhas para gregos e troianos (perdão, para judeus e muçulmanos)! Meu Deus! Não existe assessor que o oriente no Oriente?!

Sagrado Lamir David david@powerline.com.br

Juiz de Fora (MG)

__________________________________________________________________________________________________________________________

E ELE NÃO SE METE...

Lula critica o muro entre Israel e Cisjordânia. Lula critica assentamentos. Não era Lula que dizia não se meter na política de outros países? Ou isso só vale para ''países democráticos'' como Venezuela, Irã e Cuba?

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

__________________________________________________________________________________________________________________________

CRISE EUA X ISRAEL

O mundo aguarda ansiosamente o próximo lance na crise entre Israel e os Estados Unidos. Se o presidente Barack Obama não tomar nenhuma medida concreta diante da clara confrontação de Israel à posição americana na mediação do processo de paz no Oriente Médio, o governo Obama mostrará sua irrelevância nesse tema crucial e ficará evidente que quem dá as cartas por lá, de forma inteiramente unilateral, é Israel, contra tudo e contra todos, contra o menor senso de humanidade e sem nenhum interesse na busca da paz. Ao contrário, fica agora mais evidente o que já se sabia: não interessam a Israel - pelo menos ao atual governo - a paz e a criação de um Estado palestino soberano, pois a manutenção do conflito lhe dá a oportunidade de, com força desproporcional e com perdas mínimas materiais e humanas de seu lado, avançar territorialmente na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, ampliando por quanto tempo lhe for possível o fato consumado dos assentamentos e mantendo seu expansionismo, ao mesmo tempo que reduz o futuro Estado palestino - se e quando surgir - ao mínimo possível. Mas pouca gente concorda com isso por lá. Faltou combinar com os russ... digo, os palestinos, os sírios, o Hezbollah, o Irã, ou seja, o mundo islâmico. E agora também com o governo Obama. O aguardado lance, se houver, poderá mostrar se é ou não possível ver algum sorriso no futuro para aquela parte do mundo.

Jorge Manuel de Oliveira jmoliv11@hotmail.com

Guarulhos

__________________________________________________________________________________________________________________________

LULA LÁ... NO ORIENTE MÉDIO

Lula é um indivíduo sem estudo, primário, embora seja muito inteligente e dotado de incrível sensibilidade política. Sua primariedade o leva a ser invariavelmente maniqueísta. É o ''nós'' contra ''eles'', o nordestino contra o sulista, o negro contra o branco, o pobre contra o rico, o PT contra o PSDB. É assim que pensa e simplifica as coisas para que possa alcançá-las.

Como será agora, em sua aventura megalomaníaca no Oriente Médio? Quem estará incluido no seu ''nós''? Amahdinejad, Fidel, Chávez e outros tiranos do mundo? Você, brasileiro como eu, sente-se à vontade nesse grupo? Quer essas companhias? Afinal, ele fala em nosso nome... Eu não aceito. Digo a todo mundo, aqui e lá fora, que ele é um Chávez frustrado, pois ainda não conseguiu fazer aqui o que o Chávez fez na Venezuela. Está tentando.

Ruy Nepomuceno Filho ruine@terra.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

EXTERMÍNIO DAS AMÉRICAS

Culpado: dr. Lulla. Apoio ao Irã representa o holocausto das Américas. Somente tu não sabes, porque não lês (por azia ou por outro motivo?)? Não esqueças, quem sobe encontrará na descida aquele que está subindo. Dar um tiro no dedão do pé (popular grotesco), caso não saiba, temos somente dois halux. O excesso pecaniza: o ótimo é inimigo do bom. Por acaso há algum problema com os judeus? No Brasil, nós não temos nenhum problema - cuide do Brasil, não fomente, que já está fomentando os europeus.

Yoshio Asanuma yasanuma2002@terra.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

É MUITA PRETENSÃO

Lula acha que vai resolver o histórico conflito entre judeus e palestinos, com o seu discursinho para analfabetos e ignorantes ou suas performances de palanque que não enganam mais ninguém. O nosso pretensioso ''estadista'' deveria descer do pedestal, olhar para o seu umbigo e dar uma voltinha aqui mesmo, nas cidades brasileiras, para constatar a legião de moradores de rua, de crianças abandonadas, de famílias desesperadas que perambulam pelas nossas ruas, sem emprego, sem destino e sem esperança, tal como que participando do ''Thriller'' de Michael Jackson, e parar de desperdiçar o nosso rico dinheirinho em utópicas investidas internacionais. Lula tem que pôr definitivamente o pé no chão e entender que as ridículas e eleitoreiras ações sociais de seu governo não lhe dão cacife para tamanha pretensão!

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

CULTURA DO ÓDIO

Lula transforma-se agora no arauto da cultura do ódio. O apoio ao Irã de Ahmadinejad é, no mínimo, vergonha nacional. Não contribui em nada para as soluções de paz entre judeus e palestinos. Diplomacia faraônica, sede de liderança forçada, ignorância histórica, ausência de cultura sociológica. A cultura de paz requer outros argumentos e posicionamentos.

Edgard de Assis Carvalho coordenador do Núcleo de Estudos da Complexidade, PUC-SP edgardcarvalho@terra.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

QUE FALTA DE ÉTICA!

O sr. Lulla visita Israel, deposita flores às vítimas do Holocausto, abraça os governantes israelenses e depois vai à Palestina e mete o pau em Israel. Que desastre a nossa politica externa, não podemos permitir que esse senhor fale em nosso nome, não poderia esperar outra coisa de um presidente que apoia Cuba, Venezuela, Irã e governos tidos como ditatoriais. Esse senhor vai passar para a História como o mais demagogo, antiético e fanfarrão, quer ser estadista, mas não passa de um turista.

Ricarte Sandoval ricartesandoval@terra.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

MAIS UM FORA

Quando de passagem por Jerusalém, Lulla e sua comitiva petista fizeram questão de ignorar a importância de uma visita ao túmulo de Theodor Herzl, fundador do sionismo e um dos símbolos máximos do judaísmo mundial! Porém fez questão de visitar o túmulo de Yasser Arafat, terrorista internacional. É por estas e por outras que Lulla e sua trupe vão tropeçando na própria língua e dando nós nas próprias pernas em nível mundial, somente enganado os incautos do Nordeste do Bolsa-Família!

Boris Becker borisbecker@uol.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

O PRESIDENTE CONTAMINADO...

Creio ter matado a charada sobre a origem do nosso presidente Lula. Antes de ele ter declarado ter o ''vírus da paz'' desde o ''útero de sua mãe'', e muito antes de se reconhecer nele ''O Filho do Brasil'', o ''vírus do Ipiranga às margens plácidas...'' deve tê-lo contaminado. Ou seria o contrário? Esperamos que outros vírus mais perigosos não o contaminem.

José Jorge Ribeiro da Silva jjribeiros@yahoo.com.br

__________________________________________________________________________________________________________________________

O PACIFICADOR

Em sua estréia como moderador no explosivo Oriente Médio, Lula visitou o Museu do Holocausto, em Jerusalém, e lá rendeu sua homenagem, depositando flores aos que sucumbiram ao maior assassinato em massa que a humanidade conheceu. Diferentemente de seu colega iraniano, que nega o Holocausto, Lula pareceu demonstrar credibilidade a esse fato hediondo.Minha pergunta: em nome de quem, ou do quê, Lula aceita ter relações com Ahmadinejad, uma figura sombria que isenta o maior assassino da humanidade de seu ato insano, Adolf Hitler?.Como se sentiria Lula se a ditadura militar que combateu negasse o assassinato de uma pessoa que lhe tivesse sido cara? Se Lula almeja algum sucesso em sua investida pacificadora, é melhor colocar-se sempre do lado oposto.

Paulo R. Kherlakian paulokherlakian@uol.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

MAIS GAFES

O presidente Lula que, em sete anos de governo nunca se dignou a visitar Israel, resolveu fazê-lo no momento mais inoportuno. Devido ao seu apoio ao desequilibrado presidente iraniano, aquele que não reconhece o Holocausto e prega a destruição de Israel, foi recebido com reservas, e criticado asperamente pelas autoridades israelenses. Cometeu ainda, duas gafes: 1) Ter-se recusado a depositar flores no mausoléu de Herzl; 2) Num ato de insolência, ter subido à tribuna do Knesset (Parlamento) para criticar Israel por expandir assentamentos em Jerusalém, o que tornou o clima ainda mais tenso. Melhor teria feito Lula se permanecesse no Brasil.

Adolfo Zatz dolfizatz@terra.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

BOCA GRANDE

O ''Cara'' ainda não aprendeu que quem fala o que quer escuta o que não quer.

Eduardo Henry Moreira henrymoreira@terra.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

JOSÉ NÊUMANNE

Parabéns a José Nêumanne pelo seu artigo ''Lula joga no lixo a própria história'' (17/3, A2). A morte de Orlando Zapata não só reiterou a crueldade da tirania cubana, como também desmascarou para o mundo o viés autoritário marxista-leninista que está enraizado no seio do governo brasileiro. Para quem deseja a Secretaria-Geral da ONU ou o Nobel da Paz, que obrigam qualquer postulante a ser um aguerrido defensor dos direitos humanos, foi muito mal o sr. Lula, uma vez que quem defende realmente os direitos humanos jamais vacila.

José Eduardo Zambon Elias zambonelias@estadao.com.br

Marília

__________________________________________________________________________________________________________________________

VIRALULATA

Ótimo o artigo do Nêumanne. Além de Lulla jogar sua história no lixo, vai ao exterior revirar a lata de lixo dos ditadores de plantão, tentando aproveitar toda a sujeira daqueles incompeten(vide PNDH-3).

Carlos Vollet aincarnado@terra.com.br

Lins

__________________________________________________________________________________________________________________________

IMPÉRIO

Notável, para não dizer memorável, o artigo de José Nêumanne sobre o império de Lula. E para ficar mais triste o cenário, além de um presidente que impera, temos um Judiciário que legisla e um Legislativo que não diz a que veio. Não é o pior Legislativo de nossa geração, pois precisaria melhor muito pra ficar péssimo.

James Akel (conselheiro da ABI-SP) jamesakel@estadao.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

SR. REDATOR

Notável, pra não dizer memorável, artigo de José Nêumanne Pinto sobre o império de Lula, e pra ficar mais triste o cenário, além de um presidente que impera, temos um judiciário que legisla e um legislativo que não diz a que veio. não é o pior legislativo de nossa geração, pois precisaria melhor muito pra ficar péssimo.

James Akel (conselheiro da ABI-SP)

__________________________________________________________________________________________________________________________

VOCAÇÃO DO ''CARA''

Depois do tiroteio que o ''cara'' vem dando ultimamente no próprio pé, colocando à mostra sua vocação ao ditatorialismo comunista, confirma-se após sete anos que quem estava com toda razão era Regina Duarte.

Dorival José Alves dori__@hotmail.com

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

BODE NA SALA

A anunciada intenção do governo Lulla de rever os pontos polêmicos do Plano Nacional dos Direitos Humanos - PNDH-3 (17/03 - A7) lembra a conhecida história do bode, retirado pelo dono da casa após a celeuma criada acerca de sua incômoda presença na sala e fazendo os descontentes com o animal darem-se por satisfeitos com o fim do suplício e se resignarem com todo o resto. Segundo o Secretário Paulo Vannuchi - que minimizou a derrota após a grita que se sucedeu ao lançamento do plano - ''apenas 21 (propostas) sofrem algum tipo de contestação''. Ora, que cara de pau desse senhor ! A República Soviética do Brasil poderia perfeitamente bem ser instituída no País com muito menos que isso, bastando que meia dúzia desses desatinos passassem incólumes pelo crivo do Parlamento. A questão não é de número é de conteúdo...! E, por falar em número, que a sociedade permaneça muito vigilante em relação às cerca de 500 propostas restantes contidas no bojo do famigerado plano. Um governo cujo representante maior equipara presos políticos a criminosos comuns perdeu completamente a moral para falar em direitos humanos.

Silvio Natal silvionatal49@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

CENSURA DE FATO

Diz Vannuchi que será retirado do PNDH-3, entre outras propostas polêmicas, qualquer vestígio que signifique risco de censura à imprensa...Ele pode retirar o que quiser do PNDH3, porque o que importa para ele, e infelizmente para nós também, é que na prática e de fato a censura prévia já existe, mesmo que o plano nem tenha sido votado. Vide Estadão há 229 dias sob censura. Vide também o programa CQC impedido de reapresentar o quadro Proteste Já - por ordem judicial à pedido da Prefeitura de Barueri - e tudo porque o programa mostrava como um aparelho de TV munido de um chip e doado à uma escola municipal foi rastreado até a residencia de uma diretora da escola. O prefeito alegou que não lhe foi dado direito de resposta, mas resposta como...se ele conseguiu impedir o programa de ir ao ar?Concluo que no Brasil de Lula existem leis que funcionam bem mormente quando interessa às autoridades constituidas e outras que , embora sejam cláusulas pétreas na nossa Constituição, simplesmente são afrontadas com o apoio da própria Justiça que se coloca assim à serviço de um governo e não do Estado brasileiro e da população como um todo. Portanto Vannuchi dizer que vai adequar o PNDH-3...não significa mais nada...pois a realidade é o que conta.

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

PESQUISAS ELEITORAIS

Cada pesquisa sobre as próximas eleições que mostram a subida constante da ministra Dilma, já definida como candidata à Presidência da República, provoca manifestações que em alguns casos beiram o ridiculo. Ainda mais quando partem de determinados nomes, ocupantes de cargos de realce nas hostes oposicionistas. Como no caso do senador Tasso Jeressaiti, que, ao ser indagado por uma jornalista sobre como ele via o resultado de uma pesquisa divulgada recentemente, limitou-se a dizer que o candidato Serra ''ainda não entrou em campo, enquanto a ministra Dilma está fazendo campanha direta''. Pelo visto, o senador cearense não vê a propaganda deslavada de obras e projetos de seu governo. E que já foram colocadas até em veículos de comunicação do Norte e Nordeste do País. Sem falar que ele chegou ao ponto de estar presente até na ''inauguração'' da foto de uma maquete de uma ponte, na Baixada Santista.

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

______________________________________________________________________________________________________________________________

PESQUISA, CACHAÇA DO PT

CNI/Ibope confirma manutenção do segundo lugar para candidata do PT, Dilma Rousseff, usando e abusando da máquina governamental sob a batuta do Lula e infringindo, e muito, as regras eleitorais nas barbas do TSE.Mesmo assim, o possível candidato do PSDB, José Serra, fazendo a sua parte como governador, ou seja, trabalhando e entregando obras, sem expor sua candidatura, mantém o primeiro lugar na preferência dos eleitores. Isso é que é ter crédito...

E o petismo lulístico, no seu ''rebolation'', diverte-se com as pesquisas e se embriaga com a cachaça do sonho de continuar no poder! É a tal história de que cachorro que late não morde...

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

__________________________________________________________________________________________________________________________

CAMPANHA

No último ano de seu mandato, e com vista a favorecer a candidatura de Dilma Rousseff, Lula está inaugurando obras inacabadas ou nem sequer iniciadas, além de prometer mundos e fundos até o fim de seu governo. Se é para fazer tudo no último ano, as eleições poderiam ser anuais.

Cláudio Moschella arquiteto@claudiomoschella.net

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

SÓ VISIBILIDADE ELEITORAL

As mortes nas linhas de trem são uma constante em todas as cidades brasileiras onde as linhas ferroviárias não são bloqueadas. Os jornais e a internet mostram que a população não sabe observar sua própria segurança e que, mesmo vedando a passagem, tem gente atravessando os trilhos. O governador José Serra está certo: é uma obra importante que não rende votos. É como obra de rede de saneamento básico: cano enterrado não rende voto, no entanto, é muito importante. O governador paulista é coerente e continua o trabalho, independentemente de visibilidade.

José Carlos Cruz cruz.jc02@gmail.com

Osasco

__________________________________________________________________________________________________________________________

RECICLAGEM DE PLACAS INAUGURAIS

Se Deus tiver piedade dos brasileiros e permitir que José Serra seja o novo presidente, ressurgirá uma atividade há algum tempo extinta no Brasil: a reciclagem de placas inaugurais. O Lulla e a Dilma estão inaugurando adoidado obras inacabadas do (em)PAC(ado). Serão terminadas no governo Serra, se Deus quiser

Ronald Martins da Cunha ronald.cunha@netsite.com.br

Monte Santo de Minas, MG

__________________________________________________________________________________________________________________________

CAMPANHA ELEITORAL

A AGU avisa: ''Não há uma lei que faça ressalvas à presença de um pré-candidato do governo nas solenidades oficiais''. Assim como não há uma lei que obrigue o sujeito a ter compostura e vergonha na cara.

Euclides Rossignoli euros@ig.com.br

Itatinga

__________________________________________________________________________________________________________________________

AGU

O parecer favorável à senhora Dilma, de já estando afastada do cargo pode comparecer aos eventos oficiais do Planalto, nos mostra o quanto vale o ''pudê''.A AGU deveria mudar de sigla, deveria ser AGLU - Advocacia Geral do Lula.

Antonio Fernando Ferreira rdseg@terra.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

REINHOLD STEPHANES

Isso é que dá ensinar o filho a não mentir.

Eduardo Santalucia Junior santaluc@uol.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

PROPAGANDA DA CAIXA ECONÔMICA

Assisti ontem à mais recente propaganda da CEF, na qual um ator global diz que ''há cada vez mais brasileiros clientes porque eles confiam na Caixa''. Consultaram o Francenildo?

Guto Pacheco daniguto@uol.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

PROTEÇÃO DOS ANIMAIS

O Caderno Metrópole do Estadão de 17/3, em sua página C5, informa-nos que: ''A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou ontem projeto de lei que prevê a esterilização de cães e gatos de rua capturados pelos centros de zoonoses em todo o Brasil. A ideia é acabar com a prática de extermínio, ainda hoje adotada pelas prefeituras do País, segundo entidades de defesa dos animais, como forma de controlar a população de animais de rua.'' E, mais à frente: ''O projeto aprovado ontem, de autoria do deputado Affonso Camargo (PSDB-PR), já passou pela Câmara. No Senado, o parlamentar Wellington Salgado (PMDB-MG) foi seu relator. A proposta teve apenas um voto contrário, do senador Eduardo Suplicy (PT-SP).'' Esse cidadão, que foi apropriadamente chamado de lexotan pelo saudoso Paulo Francis e que não se pejou de andar de tanguinha em público, também não se cansa de protagonizar episódios constrangedores. Ao menos para quem possui bom senso. Sua carência de autocrítica leva-o a pretender ser governador de São Paulo! E agora é o único voto contrario, no Senado, a um projeto que visa tratar animais com mais caridade! Espero que as ONGs dedicadas à proteção dos indefesos animais se manifestem contra essa atitude insana desse cidadão que continua a nos envergonhar como representante de São Paulo no Senado.

Affonso Alberto Carneiro Cardoso affonsocardoso@uol.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

OPINIÕES DIVERGENTES

Gostaria de sugerir a alguns leitores, ante a discordância a textos que não conseguem digerir, que exponham seus pontos de vista, ''mostrando a cara'' através deste jornal, altamente democrático, tornando-os públicos, assinando o texto, sem se valer de e-mails com conteúdo pessoal para demonstrar sua ira à opinião contrária à sua, de forma covarde, como o que recebi particularmente.

Maria Eulalia Meirelles Buzaglo membuzaglo@bol.com.br

São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

''ESTADÃO'' RENOVADO

''Gostei da distribuição gráfica do novo visual, que faz a notícia chegar com mais facilidade ao leitor. O jornal está muito bem, a distribuição segue uma linha no tempo, não quebra a linha visual. O Estadão tem o cuidado de se renovar sem causar trauma, não causar dificuldades ao leitor.''

Raimundo Carrero, escritor pernambucano

__________________________________________________________________________________________________________________________

''Admiro o Estadão pela qualidade. É um jornal que tem evoluído ao longo de seus anos e que, na era da informática, traduz essa novidade para seu leitor. A reforma gráfica é o entrelaçamento com a modernidade deste jornal, que há 40 anos leio diariamente e me sinto gratificado. Seus editoriais sempre contundentes e suas importantes reportagens nos levam a entender melhor o que ocorre nos dias de hoje. Parabéns à direção do jornal O Estado de S. Paulo, aos seus editores e repórteres, que diariamente atuam para que conheçamos melhor os fatos''.

Reinhold Stephanes, ministro da Agricultura

__________________________________________________________________________________________________________________________

''O Estadão inova mais uma vez, oferecendo aos seus leitores ainda mais prazer na leitura. Para mim, ficou ainda mais bonito, mais leve e mais bem dividido. Um grande projeto gráfico, renovando um grande jornal. Parabéns.''

Alfredo Nascimento, ministro dos Transportes

__________________________________________________________________________________________________________________________

''Como leitor de O Estado de S. Paulo, confesso que aguardava com ansiedade as mudanças em uma parte tão importante do meu cotidiano, que é a leitura do jornal. Fiquei muito contente com o que li e vi. Foi uma surpresa muito agradável. Recebi como um presente. Parabéns para todos os profissionais envolvidos neste projeto.''

Guilherme Leal, co-presidente do Conselho de Administração da Natura Cosméticos

__________________________________________________________________________________________________________________________

''Parabenizo o Estadão pela reforma gráfica e editorial. O jornal mais uma vez mostra sintonia com os avanços sociais, valorizando o conteúdo analítico e uma apresentação que facilita a leitura. Ganham os leitores e o jornalismo brasileiro.''

João Henrique Carneiro (PMDB), prefeito de Salvador

__________________________________________________________________________________________________________________________

''O jornal se moderniza, se atualiza, mas mantém a preocupação com o conteúdo mais analítico, explorando a análise e trazendo mais subsídios para o público leitor, inclusive para nós, que somos representantes públicos. Ficou muito bom.''

Senador César Borges, PR-BA

__________________________________________________________________________________________________________________________

''Mais uma vez, o Estadão mostrou que está sintonizado com a modernidade. As reformas deixaram o jornal mais leve, de fácil leitura, mas, principalmente, mantendo o mesmo compromisso com a informação que o torna uma referência na imprensa brasileira.''

Senador ACM Junior, DEM-BA

__________________________________________________________________________________________________________________________

''A reforma gráfica de O Estado de S. Paulo surpreende pela inovação e pela ousadia. A nova diagramação balanceia muito melhor a informação e a análise, tendência futura dos jornais. Seus leitores diários agradecem.''

Cesar Maia, ex-prefeito do Rio de Janeiro

__________________________________________________________________________________________________________________________

''O avanço foi significativo. Deu para perceber que aquilo que já era bom ficou melhor ainda. Ficou uma leitura mais agradável, mais atraente, um visual mais moderno no que diz respeito à diagramação, ao avanço gráfico. É um jornal ainda com mais opinião, mais conteúdo e mais analítico sobre os fatos que são ali divulgados.''

Beto Richa, prefeito Curitiba

__________________________________________________________________________________________________________________________

''O novo projeto gráfico do jornal O Estado de S.Paulo é inovador e torna a leitura mais agradável e fácil. Trata-se de uma nova roupagem para estampar o tradicional conteúdo de credibilidade e independência editorial tão característico do Estadão, um dos maiores e melhores jornais do Brasil.''

Osmar Dias, senador PDT

__________________________________________________________________________________________________________________________

''O que o Estado fez é se movimentar num cenário em que a mídia deve traçar um novo comportamento com a internet. Esse movimento é muito positivo.''

Cláudio Lottenberg, presidente do Hospital Israelita Albert Einstein

__________________________________________________________________________________________________________________________

''O jornal está mais ágil, mais ''amigável'' no sentido da leitura. Tem uma leveza gráfica muito agradável. E, ao mesmo tempo, manteve o que é mais importante: a densidade do jornal.''

Carlos Vogt, ex-presidente da Fapesp, professor e ex-reitor da Unicamp e secretário de Ensino Superior do Estado de São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

''As duas mudanças, no portal e no jornal, são muito interessantes porque apontam para um design mais moderno, mas mantêm a característica de ter conteúdo e opinião mais aprofundados. O retorno do caderno literário, com o Sabático, e o novo Caderno 2 de música são excelentes e vão deixar o fim de semana mais rico.''

Alexandre Schneider, secretário municipal de Educação de São Paulo

__________________________________________________________________________________________________________________________

''O Estado vem numa evolução contínua, está cada vez melhor. A nova divisão dos cadernos deixou o jornal mais fácil de ler. Tem mais figuras e os títulos estão mais destacados e o conteúdo continua o mesmo: sempre muito bom.''

Ricardo Brentani, diretor-presidente da Fapesp e do Hospital AC Camargo

__________________________________________________________________________________________________________________________

''Ficou evidente que o Estado saiu na frente para ser o grande o jornal brasileiro, para efeitos locais e internacionais. A edição está mais light, mais legível e mais leve.''

Gilberto Câmara, diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

__________________________________________________________________________________________________________________________

''Ficou ótimo! Meus sinceros parabéns a todos os envolvidos no processo''.

Pedro Malan

__________________________________________________________________________________________________________________________

''O aumento da cobertura, com cadernos com mais conteúdo de comportamento, cultura e meio ambiente, ajuda bastante no dia a dia do setor imobiliário. São informações preciosas para tomarmos decisões sobre o que oferecer para as pessoas que procuram um lugar para morar ou trabalhar. Também gostei muito do visual dos editoriais e da página 2 da Economia.''

Ricardo Yazbek, presidente interino do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi) e empresário

__________________________________________________________________________________________________________________________

''O jornal está mais arejado, com um estilo mais prático, mais parecido com a internet. E o mais importante é que o jornal não perde sua história e seu compromisso ético''.

João Guilherme Sabino Ometto, presidente interino da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo e presidente do conselho de administração do Grupo São Martinho

__________________________________________________________________________________________________________________________

''As matérias estão mais fáceis de ler, mais ilustrativas. Agrada tanto ao leitor mais experiente quanto a nova geração.''

Juan Quirós, presidente do Grupo Advento

__________________________________________________________________________________________________________________________

''A tipologia ficou mais agradável, menos cansativa. Ainda mais para mim, que gosto de ler o jornal inteiro. As peças ajudam a entender melhor a notícia e a convergência para a mídia eletrônica vai facilitar bastante. O Estadão é o jornal que me orienta''.

Rafael Cervone, presidente interino do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e do Sindicato da Indústria Têxtil do Estado de São Paulo (SindTêxtil)

__________________________________________________________________________________________________________________________

''O Estadão ganhou mais modernidade e ficou mais fácil de ler''.

Marcos Jank, presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Única)

__________________________________________________________________________________________________________________________

''Parabenizo o Estadão por seu novo portal e projeto gráfico. O www.estadão.com.br é um exemplo perfeito de como as empresas tradicionais de comunicação devem se adaptar ao meio online. A internet não é uma ameaça, mas sim uma aliada dessas empresas -- e dos leitores. Trata-se de um meio único para levar informação de forma ágil e interativa a um público cada vez maior, esteja esse público onde estiver. O Estado de S. Paulo soube compreender isso com inteligência e está usando a web para potencializar seu principal ativo: a credibilidade e a qualidade de seu conteúdo. Já o jornal impresso ganhou um aspecto mais limpo, elegante e moderno. Ficou bonito e permite encontrar as informação com maior agilidade. É muito bom ver uma das mais tradicionais e respeitadas empresas de comunicação do país se modernizar com sabedoria, preservando seus valores e sua qualidade.''

Alexandre Dias, diretor-geral do Google BrasilCCC

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.