Cartas

CHUVAS DE ABRIL

, O Estado de S.Paulo

07 Abril 2010 | 00h00

Rio debaixo d"água

O então governador de São Paulo, José Serra, e o prefeito Gilberto Kassab foram duramente criticados por ocasião das fortes chuvas que caíram na cidade este ano. Agora, fortes temporais inundaram o Rio de Janeiro. Como ficarão o governador do Rio e o prefeito da cidade que vai sediar a Olimpíada?

Olympio F. A. Cintra Netto

ofacnt@yahoo.com.br

São Paulo

Vendo as imagens das enchentes no Rio, não pude deixar de lembrar medidas opostas de governantes daquela cidade. Carlos Lacerda foi muito criticado por eliminar a favela sobre o Túnel Novo e alojar os seus habitantes num conjunto de casas em bairro mais plano. Anos depois, Leonel Brizola, por demagogia e populismo, iniciou a ideia de urbanização de favelas. Por causa desse conceito absurdo, um grande problema cresce agora nos morros, com muita gente simples e boa vivendo sob o risco de deslizamentos em épocas de chuvas. A essência da questão é que os morros dependem de sua flora para segurar o solo que adere à rocha em camadas relativamente finas. Com o desmatamento necessário para a construção das precárias habitações, e os detritos despejados diariamente pelos seus habitantes, esse solo fica instável e movediço. É um problema natural e elementar. Todas as construções nas encostas de morros estão ou estarão um dia em área de risco. A urbanização de favelas só está maquiando e protelando um crescente e cada vez mais insolúvel problema. Mas, infelizmente, no Brasil da politicagem irresponsável e da demagogia, os ganhos imobiliários e o voto valem mais do que a vida de inocentes.

Silvano Corrêa

scorrea@uol.com.br

São Paulo

Centenas de mortes País afora no fim de semana prolongado; chuvas castigando o Rio de Janeiro, causando até o momento 95 mortes (e podem ser muitas mais); e Lula, leve e solto, dando entrevista água-com-açúcar a uma emissora de TV. Nós merecemos ou não merecemos?

Geraldo Alaécio Galo

ggalo10@terra.com.br

Guarulhos

_____________________

RODOVIAS FEDERAIS

Falta de proteção

Embora o número de mortes nas BRs que atravessam Minas Gerais esteja dobrando a cada feriado, nenhum plano de emergência é apresentado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) ou pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Ambos sabem onde os acidentes acontecem, curva por curva, mas o discurso de que o culpado é o motorista imprudente continua de forma repetitiva e inútil, já que os números só pioram a cada feriado. Foram 502 acidentes e 27 mortes entre 1.º e 4 de abril. Dessas, 23 foram por colisões frontais. Se é a imprudência a causa, e não a falta de barreiras físicas entre uma pista e outra, que evitariam as mortes, pela lógica, com todo o respeito que tenho pela PRF, o seu trabalho está falhando na fiscalização. Será que existem metas de redução de acidentes nos feriados para os "guardiães" das estradas e para o Dnit? Ou as mortes devem ser debitadas na conta do acaso e da imprudência, apenas? Cabe ao Estado proteger os motoristas pela via da fiscalização ou da construção e manutenção de rodovias minimamente seguras, com pistas independentes e separadas por barreiras físicas de concreto ou aço.

José Aparecido Ribeiro

jaribeirobh@gmail.com

Belo Horizonte

Mais uma vez se comprovou a falência das rodovias federais. O número de acidentes e mortos pelas deficiências das BRs - esburacadas, mal sinalizadas e mal policiadas - foi 30% maior do que em 2009, e a cada ano a porcentagem é maior. Esse é o trabalho do presidente cuja única preocupação é fazer sua sucessora.

Mário A. Dente

dente28@gmail.com

São Paulo

_____________________

TRÂNSITO EM SP

Alívio paulistano

Para milhões de pessoas, o Estadão trouxe a manchete dos sonhos dos paulistanos: "Rodoanel deixa Bandeirantes vazia às 17 horas" (6/4, C3). A matéria destaca que a Avenida dos Bandeirantes registrou, segunda-feira, trânsito 75% abaixo da média ao longo do dia e, em alguns momentos, as pistas chegaram a ficar desertas. A abertura do Trecho Sul do Rodoanel melhorou a vida de quem mora e trabalha nos 38 municípios da Grande São Paulo. Aquela antes sempre congestionada avenida não tem mais o pesado tráfego de caminhões que entupia a cidade em direção às Rodovias Anchieta e Imigrantes, rumo ao Porto de Santos. Com certeza, foi o melhor presente que São Paulo poderia receber.

Sergio Tannuri

sergio@tannuri.com.br

São Caetano do Sul

Está provado que não existe excesso de veículos, mas falta de vias. Foi inaugurar o Trecho Sul do Rodoanel para ser resolvida boa parte dos congestionamentos de São Paulo. Fim da máquina de fazer dinheiro chamada rodízio já.

Bob Sharp

bobsharp@uol.com.br

São Paulo

_____________________

CENSURA

250 dias

Há 250 dias a espada cega da censura paira ameaçadora sobre O Estado de S. Paulo. É inacreditável! Na verdade, ela paira sobre a cabeça de todos os democratas.

Fausto Camunha, conselheiro da Representação da Associação Brasileira de Imprensa São Paulo

abi.sp@abi.org.br

São Paulo

É lamentável que ainda paire sobre o Estadão a sombra de uma censura. Lembremos Ruy Barbosa, que acreditava na "imprensa sem restrições" e ensinava: "A imprensa é a vista da Nação. Por ela é que a Nação acompanha o que lhe passa por perto e ao longe, enxerga o que lhe malfazem, devassa o que lhe ocultam e tramam, colhe o que lhe sonegam ou roubam, percebe onde lhe almeja ou nodoam, mede o que lhe cerceiam ou destroem, vela pelo que lhe interessa e se acautela do que a ameaça."

Alberto Raad

raadalberto@yahoo.com.br

Colina

_____________________

ESCLARECIMENTO

Ao contrário do que informamos em edições anteriores, Ricardo Young não é presidente do Instituto Ethos. Ele deixou a presidência da entidade em 17 de março de 2010 para candidatar-se ao Senado pelo Partido Verde. O atual presidente do Instituto Ethos é Oded Grajew.

_____________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.863

TEMA DO DIA

Chuvas provocam caos e mortes no Rio

Só na cidade, choveu em 12 horas o dobro do previsto para o mês de abril, o mais chuvoso em 13 anos

"Como uma cidade que vai sediar Copa e Olimpíada não tem bueiro? Não tem drenagem? É falta de gestão. É falta de obra."

ELIZANIA CALDAS FARIA

"Lamentável, vidas se perderem no temporal. Os que estão agora no governo deviam se mexer. O Rio precisa de reforma."

JAIME PEREIRA

"Alguns países fazem prédios à prova de terremoto. Nossa engenharia tem de prever o volume de chuvas e criar soluções."

MARCOS MANOCCHI

Cartas enviadas ao Fórum dos Leitores, selecionadas para o Estadão.com.br

CASTIGO

São Paulo foi castigada duramente durante janeiro e fevereiro por temporais e chuvas enormes.

Imediatamente vimos os jornais e televisões claramente afirmando que a culpa de tantas enchentes era do Kassab e do Serra, assim como vimos discursos de Lula e de outros petistas onde isso era dito ora explicitamente ora nem tanto. Agora que o Rio está debaixo d''água e que o prefeito já avisou aos seus moradores que é melhor ficar em casa, o que irão dizer ?

Vão anunciar a culpa de Sérgio Cabral e de Eduardo Paes ? O pior é constatar o que se sabe há muito: não temos infraestrutura capaz de enfrentar qualquer mudança de tempo.

E a imprensa vai deixar de politizar as enchentes, Dilma não vai fazer discursos culpando os administradores e nem vai lembrar que o Rio é um dos estados mais bem aquinhoados pelo PAC.

Lembrar agora, como faz Lula e Cabral, que as populações ocupam áreas de risco é inócuo. Por que deixam que isso aconteça ? Por que não impedem essas ocupações ? Certamente os vigaristas que se aproveitaram da situação em São Paulo culpando o governador que ia ser candidato à Presidência não farão o mesmo agora, afinal o Rio é governado por apoiadores de Lula.

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

__________________________

SOFRIMENTO NO RIO

No apagar das luzes da temporada de chuvas,vitima-se o Rio de Janeiro,uma cidade sem planejamento urbano,cercada por favelas em encostas e morros.Escolhida para ser a sede da Olimpíada,ela submerge não só perante as águas,mas principalmente ao descaso,a corrupção e a falta de seriedade em investimentos de infraestrutura.No nosso país,basta algum ''stress''para que aeroportos,malha viária, portos ou telecomunicações parem de funcionar,mesmo sem os terremotos que muitos dos nossos vizinhos possuem.Mas ainda temos políticos que teimam em querer estatizar serviços que a iniciativa privada poderia muito bem assumir.Se concentrassem recursos na saúde,educação ,infraestrutura sanitária(com boas redes de água,esgoto e drenagem pluvial) e coleta seletiva de lixo,talvez as populações das nossas grandes cidades não sofreriam tanto como sofrem atualmente no seu dia a dia.

José Eduardo Zambon Elias zambonelias@estadao.com.br

Marília

__________________________

CAOS

Lula disse que a cidade do Rio de Janeiro está preparada para receber a Copa do Mundo e as Olimpíadas, ustamente no momento em que mais de 80 pessoas morreram castigadas pela chuva. Reparou eleitor qual é a preocupação do presidente Lula? Não é com sua vida e sim com os eventos que a cidade vai sediar. Lula não lamentou as mortes e se quer ficou preocupado com elas. Aquele que diz que amassa barro para governar esse país tinha um evento no Rio de Janeiro, mas em função da chuva que inundou a cidade, o presidente simplesmente, cancelou a viagem. Que no dia da eleição chova muito para que os cariocas ao se dirigirem às urnas possam se lembrar dos políticos que os governam e dar-lhes o devido castigo.

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________

TRAGÉDIAS FLUMINENSES

As mortes provocadas pela enchentes em Angra e agora no Rio, segundo o governador Serginho Cabral, foram causadas pelas ocupações irregulares. Então tá. Simples assim.

Guto Pacheco daniguto@uol.com.br

São Paulo

__________________________

DUAS UTOPIAS, UMA REALIDADE

Em vez de mostrar o Brasil ao mundo, por que, antes, não nos convencermos de repensar o Brasil ? Caos urbano, educação falida,saúde publica em crise, instituições sem credibilidade ... O que nos autoriza, moralmente, perante a nossa população de investir em Copa do Mundo e Olimpiadas ? O México patrocinou duas Copas (70 e 86) e uma Olimpiada em 1968, há 42 anos. O que mudou no México ? O que irá melhorar no Brasil, além dos depósitos particulares no exterior ? Haja berço esplendido para esparrarmos toda incompetencia e passividade das nossas elites e autoridades publicas.

Roberto Castro roberto458@gmail.com

São Paulo

__________________________

DILÚVIO

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando se referiu ao '' dilúvio '' que caiu hoje no Rio de Janeiro, disse: ''O que eu não entendo são as pessoas que moram em áreas de risco, quando percebem que estão correndo risco não saiam ? '' Presidente, isso seria possível se em vez de politicagem,tivesse-mos uma política seria que não permitisse as roubalheiras que há em nosso país, tais como mensalão,mensalinho ,construções de castelos e outras coisinhas mais.Com as riquezas que nosso país,não seria necessário que pessoas vivessem em encosta de serras. Para que isso ocorra,será necessário de políticos que governe com mais seriedade,até porquê, se não houver mudanças na política, há probalilidade de vivermos dias piores e muito grande. Obs. Para onde estão indo os bilhões que a sociedade paga em impostos ?

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

__________________________

CHUVAS LÁ E CÁ

Neste ano de 2010 a chuva castigou algumas cidades brasileiras de forma incomum. São Paulo já amargou 45 dias seguidos de chuva, com todos as consequências esperadas de um fato como esse, como enchentes, destruição e morte . Setenta vidas se perderam aqui nestes 45 dias de caos. Agora a cidade do Rio de Janeiro está também sofrendo fortes chuvas há 24 horas e a cidade está , como o esperado, com bairros sem luz e debaixo d´agua, e com 66 mortes computadas. A única diferença: aqui em São Paulo as enchentes foram imputadas à falhas na administração municipal e estadual. No Rio de Janeiro, o culpado é São Pedro. Será que dava para o governo Lula ser menos tendencioso nesta hora de amargura e tratar com imparcialidade os brasileiros de diferentes estados, independentemente de seus governantes serem seus aliados políticos ou não? Meu desejo é que os nossos irmãos do Rio de Janeiro superem esta situação o mais rápido possível, pois o que dói hoje aí, já nos doeu muito aqui e sabemos muito bem pelo que eles estão passado.

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

__________________________

GRACINHAS, NÃO

Quando São Paulo, sofreu com enchentes em virtudes das fortes chuvas, o presidente com seu estilo ''jocoso'' e nao respeitando o povo paulistano, insinuou que os culpados seriam o prefeito Kassab e o governador José Serra. Com a tragedia das chuvas assolando agora a cidade do Rio de Janeiro, quem o sr. sabe tudo vai culpar? Com certeza não serão os dirigentes, pois afinal com aliados o tratamento é outro.Esperamos respeito com todos sr. presidente, e não ficar fazendo ''gracinhas'' com o sofrimento alheio.

Irma Dutra irmadutra@ajato.com.br

São Paulo

__________________________

CULPA DO ATLÂNTICO

No último alagamento havido em São Paulo o Lula disse que foi por conta do "trabalho inacabado no Rio Tietê, que faz vinte anos que estão fazendo". Será que agora vai culpar o Oceano Atlântico pelo alagamento no Rio? Tem gente que perde a oportunidade de ficar calado.

João Menon joaomenon@terra.com.br

São Paulo

__________________________

MORTE NAS BRS

A incompetência do governo do presidente Lula é a culpada pelas centenas de pessoas que morreram nas rodovias federais na Páscoa, especialmente em Minas Gerais. A candidata dele a presidência da República, Dilma Rousseff, responsável pela péssima gestora das obras das rodovias que deviam ter sido feitas só sabe culpar terceiros. As famílias que perdem pessoas devem ir à Justiça com uma ação popular contra os dois. Quem sabe assim a dupla petista acorda.

Tiago Vinícius Matos matostv@hotmail.com

São Paulo

__________________________

VANTAGEM ZERO

Dilma tem razão quando diz que nunca houve tantas denúncias de casos de corrupção como agora. Porém, punição aos infratores que é bom, nada, como antes sempre foi. Então, eu pergunto que diferencial o governo Lula tem sobre outros governos para que ela se gabe tanto da ética petista? A começar por seus mensaleiros, passando por Sarney, que balançou mas não caiu, e os aloprados dos falsos dossiês contra Serra e D. Ruth Cardoso, todos protegidos de Lula, cadê a supremacia ética do atual governo?

Myrian Macedo myrian.macedo@uol.com.br

São Paulo

__________________________

QUEM MENTE PERDE A RAZÃO

Respeito todas as besteira que a dona Dilma, por opção própria e por livre espontânea vontade, fizera no passado. Não perdôo, entretanto, que, durante anos, tenha mentido, em seu currículo, que tinha concluído os dois cursos de mestrado e doutorado, na UNICAMP, sendo que na verdade, mal cursou os créditos que representam quando muito 10% de um verdadeiro título acadêmico.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

__________________________

TERRORISMO

A verborragia acintosa e leviana da candidata Dilma Rousseff, que tenta insuflar no eleitorado o medo de um hipotético caos, caso ela não seja eleita presidente da República, só está fazendo crer que, uma vez terrorista, sempre terrorista.

É de bom alvitre que os marqueteiros da candidata do presidente Lula lhe avisem que "os tiros da sua metralhadora verbal sairão todos pela culatra", se ela insistir em agir, em campanha eleitoral, como se estivesse ainda à frente das organizações terroristas Comando de Libertação Nacional (Colina) e Vanguarda Armada Revolucionária Palmares (VAR-Palmares).

Na América do Sul, já basta o terrorismo perpetrado pelos execráveis e covardes membros das anacrônicas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farcs).

Túllio Marco Soares Carvalho

Belo Horizonte

__________________________

DEBATE ÉTICO

Senador Sérgio Guerra, não é preciso ir tão longe para aceitar o desafio feito pela candidata Dilma buscando fatos como Dossiê Aloprados e João Vaccari Neto, pois senão ela ficará em extrema desvantagem. Basta dizer que enquanto ela havia largado os estudos para sair por aí jogando bombas e assaltando bancos, José Serra estava na universidade estudando.

Frederico d"Avila f.davila@fdaagropower.com.br

São Paulo

__________________________

HERANÇAS

Ao assumir o governo, Lula encontrou um país sem reservas, com uma dívida externa monstruosa e uma dívida pública triplicada, com o risco-pais em 2400 pontos, inflação de 23% (IGPDI), dólar a 3,23 e um salário minimo ao redor de 80 dólares.

o PAÍS Vinha de um governo tucano socialista que ''ajudou'', entre aspas porque deu, bancos com bilhões de reais mesmo praticando altíssimas taxas de juros. Pródigo em bilionários escândalos financeiros nunca antes, e nem depois, vistos em tais valores, nesse país!

Entregará o país à sucessora, sem dívida externa, com 230 bilhões em reservas, risco país em 240 pontos, dólar a 1,75 e um salário minimo ao redor de 290 doláres. E com inflação ao redor de 5%.

Dizem seus detratores, ter governado numa época tranquila, como se o barril de petróleo não tivesse saído de 26 para 130 dólares, ou não tivesse havido duas guerras e a crise financeira americana e mundial.

Mas o interessante é a convicção de alguns analistas que ele teria continuado a politica econômica de FHC, Malan et caterva. Como chegam a essa conclusão, é realmente um obra prima do tortuoso pensamento da inteligência tupiniquim.

A mesma inteligência que produziu uma ditadura de direita, monopolista estatizante aos moldes da antiga economia soviética. A mesma que produziu um capitalismo oligopolista, concentrador e pouco competitivo implantado por FHC.

O mais engraçado, para aqueles que podem se dar o luxo de rir disso, é ver a mídia e a classe média apoiar os socialismo tucano em vez do trabalhismo pragmático de Lula. Anos de masoquismo explicariam esse apoio?

J. Franco Souza frnc2@hotmail.com

São Paulo

__________________________

ARTIGO WSJ

A máscara caiu, demorou. Artigo publicado no Wall Street Journal, assinado pela editora e colunista Mary Anastasia O''Grady com o título, ''Contenha seu entusiasmo pelo Brasil'', realça o seguinte pensamento: O que Luiz Inácio Lula da Silva (o cara) fez de melhor pelo país foi não ter feito nada. Antes tarde do que nunca.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

__________________________

PERSEGUIÇÃO

O The Wall Street Journal, em um editorial dedicado ao Brasil, diz que o melhor que Lula fez, como executivo-chefe do pas, foi no fazer nada, ou seja, foi no desfazer as conquistas monetrias e fiscais do governo de Fernando Henrique Cardoso.

E agora, Lula? A imprensa estrangeira tambm est lhe perseguindo? A sorte que o seu eleitorado não lê o Wall Street.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

__________________________

MENOS ENTUSIASMO

Mary Anastasia O´Grady escreve que o Sr. Luiz Inácio da Silva e o Sr. Henrique Meirelles nada fizeram em 8 anos de mandato para o Brasil, a não ser seguir a política de Fernando Henrique Cardoso e Armínio Fraga. Realmente, além de falácias e de PAC´s 47% concluídos em 2 anos, segurar a inflação aumentando taxas de juros, é de uma engenhosidade que só agrada a bancos, que pagam ao investidor 0,6% de juros na poupança e cobram 10 % de juros em empréstimos,além de claro, pagar tarifas a um banco que tem a responsabilidade de guardar nosso dinheiro.

Gilson Moreto gilson-moreto@uol.com.br

Santana do Parnaíba

__________________________

NADA

Jornalista bem informada é outra coisa.Veja como a Jorn.Mary Anastacia O''Grady do Wall Street Journal, acertou - e bem, o que o Sr.Luiz Inácio Lula da Silva, fez em 7 anos de (des)governo, NADA!Penso ser em termos, pois este NADA para os pares ou aloprados, do pres.Lula, foi uma ótima, visto estarem com os bolsos - e contas bancárias, cheiasJá o pres.Obama, diz que Lula é o cara, de que?

Edivelton Tadeu Mendes etm_mblm@ig.com.br

São Paulo

__________________________

CHAPÉU ALHEIO

Ninguém consegue enganar o outro o tempo todo, há um momento em que as pessoas acordam. O jornal Wall Street assinalou que o entusiasmo pelo Brasil deve ser contido e que o crédito por controlar preços deve ir ao ex-presidente FHC, cujo governo implantou o Plano Real, mas a falta de ética petista ultrapassa os limites do bom-senso. Pelo visto o PSDB terá de inventar coisas novas para mostrar, porque o PT se apropriou das idéias dos tucanos (Bolsa-escola, estabilidade da moeda, graças ao sucesso do Plano real e ao sucesso da privatização). Pegaram os filhos que receberam e os registraram em seu nome. Isso só tem um nome roubo. Dar o devido crédito às medidas implantadas no governo anterior, nem pensar. Petista gosta mesmo é de fazer cortesia com chapéu alheio. Ô raça!

Lígia Bittencourt ligialbc@uol.com.br

São Bernardo do Campo

__________________________

WALL STREET E OS EXCESSOS

Apesar do artigo conter muito da realidade brasileira, principalmente quanto a nossa política populista, sem sair do lugar, houve algum excesso. O governo atual do Sr. Lulla, teve uma herança bendita, e deu continuidade na poltica econômica que estava que estava em andamento no Brasil. Mas, assim vale a pena ler e entender as entrelinhas da matéria. Não deixa de esclarecer, alguns olhos fechados, pelo discurso de que tudo que esta sendo feito agora, não tem precedentes na famosa fala que diz: NUNCA NA HISTORIA DESTE PAÍS"

Claudio Szulcsewski claudio@trainnet.com.br

São Paulo

__________________________

ATRASADO

O texto do sr. Fernando Henrique Cardoso - ''Hora da União'' - edição de 04/04/2010, peca por ter sido redigido com oito anos de atraso.

Do alto de seu mandato enquanto presidente da República em 2002, este senhor deveria ter deixado de lado sua pérfida ética discursiva de ''estadista'' para, por ser integrante do PSDB, apoiar efetivamente o então candidato tucano José Serra.

Após Lula ter sido eleito e reeleito com seu apoio indireto, vem essa figura postular que seja promovida uma união em torno das candidaturas de José Serra e Aécio Neves. Se ''a visão de futuro mostra quem é verdadeiramente líder'', os atos do passado nos mostram quão interesseiro pode ser um político.

Sr. Estadista FHC, sua postura há oito anos me faz recomendar: cale a boca e saia do cenário eleitoral, já que, como diz o sábio ditado popular: ''mais ajuda quem não atrapalha'' e, José Serra e Aécio Neves não precisam e não merecem qualquer ''leal ajuda'' de sua parte, a qual poderá significar a eleição da guerrilheira Dilma Roussef.

José de Freitas Guimarães josefguimaraes@uol.com.br

Paulínia

__________________________

COMPETENTES PÉS FRIOS

Ah, se os competentes "pés frios" não tivessem governado o país antes de Lula e não tivessem criado o plano real que dominou a inflação; o proer que saneou os bancos; a Lei de Responsabilidade Social que deu mais transparência à administração pública; os programas de transferência de renda; de erradicação do trabalho infantil; de colocação de todas as crianças na escola; se não tivessem renegociado as dívidas dos Estados brasileiros; realizado privatizações (as estatais certamente seriam cabides de emprego para os companheiros petistas), como, por exemplo, as da comunicação, que beneficiou diretamente aos cidadãos que passaram a ter o direito a um aparelho telefônico, certamente não haveria "sorte" que ajudasse o atual presidente a fazer um bom governo. Por isso causa estranheza quando um candidato a presidência (Estadão A4)da república dá muito ênfase ao acaso ao invés da competência.

Eni Maria Martin de Carvalho enimartin@uol.com.br

Botucatu

__________________________

PLANEJAMENTO

"Ele não foi só ministro da saúde, mas também do planejamento Planejou o que?". Sabe, dona empacada manequim de shopping, a função era planejar, apenas isso! Você o que fez a não ser estar empacada, na vitrine para ser vendida?

Luiz Gonzaga Mezzalira lmezzalira@terra.com.br

São Paulo

__________________________

SAMBA DO CRIOULO DOIDO

É "simplesmente ridícula", a maneira de fazer política no meu país. Vejam o que acontece no Rio de Janeiro: Enquanto, em reportagem, vejo afagos da candidata à Presidência da República, Dilma, à garotinho - PR, deixando entender que haverá apoio de sua parte para o dito-cujo, na corrida ao Governo da Cidade Maravilhosa, o atual Presidente da República já se declarou apoio ao PMDB. O caso é que os dois deverão vão entrar no ringue para brigar pelo mesmo posto. O pai do PAC apóia um e a Mãe do PAC apóia o Adversário, e os dois apóiam Dilma. Está parecendo o samba do crioulo doido.

José Carlos Alves jc_alves@uol.com.br

São Paulo

__________________________

PAC HABITAÇÃO - VILA VICENTINA

Com relação à segunda carta do leitor Weliano Pires Neto, publicada no dia 1º de abril, a respeito de inauguração de obras do PAC Habitação na Vila Vicentina, em Osasco, asseguramos que não foram distorções as afirmações apresentadas pela Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano da cidade. A moradora à qual Weliano se refere, sem citar seu nome, nem mesmo é a autora da "denúncia" do fato ao qual ele diz que ela teria sido supostamente afetada. A autoria da "denúncia" por parte de terceiros, a falta de dados a respeito do funcionário da prefeitura que teria, hipoteticamente, entrado em contato com a moradora e a ausência de identificação da referida cidadã, são fatos que desqualificam a acusação feita por ele.

Porém, o principal ponto a ser esclarecido é que a inauguração da qual participou o presidente Lula foi de entrega de unidades habitacionais, devidamente concluídas, na Vila Vicentina, onde ficava a antiga área livre AA, e não no Morro do Socó, local de origem da suposta moradora. Tudo o que afirmamos a respeito das obras de Vila Vicentina é verdadeiro e pode ser comprovado por uma simples visita ao local. Inclusive, temos os nomes das cinco pessoas que receberam as chaves de seus apartamentos das mãos das autoridades na inauguração (incluindo do presidente da república) e colocamos o contato com elas à disposição para desfazer quaisquer dúvidas a respeito do processo de entrega das chaves.

Quanto ao Morro do Socó, há cerca de 120 famílias no Bolsa Aluguel, que foram retiradas de lá em 2005 e 2006, por estarem em área de risco, que serão incluídas em projeto que já está em fase final de aprovação na Caixa Econômica Federal, do programa Minha Casa, Minha Vida. Além delas, há aproximadamente 360 famílias vivendo de aluguel por meio de outro programa de auxílio da prefeitura, que foram removidas do local para dar espaço ao projeto de urbanização e construção de moradias. Estas voltarão para o local, para ocuparem suas respectivas unidades habitacionais, que estão em construção.

Asseguramos que as obras do Morro do Socó, um projeto de urbanização de grande vulto, estão legitimamente dentro do prazo e evidentemente estão inacabadas, por isso não foi realizada inauguração ali. Mas entendemos que não cabe debatê-las dentro do contexto levantado pelo leitor, já que ele se referia à inauguração ocorrida, repetimos, em outro local: Vila Vicentina.

Emilia Cordeiro, Departamento de Comunicação Social imprensa@osasco.sp.gov.br

Osasco

__________________________

"NÃO DISSE?"

Quem sou eu para polemizar com um Professor de Astronomia da USP! Aguardemos o resultado da experiencia recem efetuada, pra conhecer a verdade cientifica. Pena que, segundo consta, levarão dois anos de analises para se conhecer o resultado.

Aos 88 anos, corro o risco de não conhece-lo para ter que humildemente reconhecer a minha burrice ou, quem sabe, saborear um sorriso de ''não disse?''

Jose Bizarro Ferreira Mendes zecamendes@terra.com.br

Cotia

___________________________

CARLOS ALBERTO DI FRANCO

Isso que é jornalismo. Todos os profissionais da área deveriam se inspirar neste senhor que ,em minha opinião, é um dos melhores do Brasil, pois exerce sua profissão de maneira digna,sem preconceitos, demonstrando os fatos reais, sem números fantasiosos ou tendenciosos buscando sempre a verdade que há por trás de matérias polêmicas como a '' pedofilia na Igreja''(05/04). Parabéns ao Estadão por ter em seu quadro este profissional de tal estatura humana e moral.

Eliane Bordini elianebordini@gmail.com

Curitiba

__________________________

PREVI-RIO

No Rio de Janeiro, a Controladoria Geral do Município, afirma: A partir de 2014 a prefeitura não vai ter dinheiro para pagar as aposentadorias e pensões. O rombo, digo, o roubo na Previ-Rio vai além das aplicações dos 70 milhões em fundos ligados a restaurantes de luxo. Não bastasse o sufoco imposto pelas aposentadorias e pensões do INSS, o aposentado do Rio vai continuar sifu..... mais ainda. É isso que os governantes do Rio querem afirmar com mais esse escândalo ? Dizer que, nos últimos anos os políticos do Rio de Janeiro não sabiam do que estava acontecendo dentro da Previ-Rio, é o mesmo que chamar o povo carioca de idiota. Isso não vamos aceitar jamais. Nós aposentados não estamos aquentando mais a viver subjugado pela inoperância dos políticos e seus apadrinhados. Não usamos antolhos. Estamos sentindo a necessidade de chamar os generais para acabar com essas covardias impostas por ''nossos''governantes.

Leônidas Marques leo_vr@terra.com.br

Volta Redonda (RJ)

__________________________

CONFEITARIA COLOMBO

Peço vênia ao Fórum dos Leitores para hoje (06) ,fugir das costumeiras e modestas críticas para, dado à belíssima reportagem que o Estadão publica nesta data sobre a tradicional CONFEITARIA COLOMBO, pela qual parabenizo este digno Jornal,sobre a reforma que dito estabelecimento sofreu, restaurando seu vitral,iluminando sua tradição.A Confeitaria Colombo,para mim é de um significado imorredouro, ela fez parte da minha lua de mel (casei-me em julho de 1949 aqui em São Paulo) e lá fazia minhas refeições diárias.Além de confeitaria com doces e chás deliciosos, era também restaurante de refeições ligeiras, como o tradicional frango a Mayrilande.Sua clientela sempre foi a nata do Rio. Fico feliz com a reportagem do Estadão que, além de prestigiar os grandes eventos que dizem respeito à população,é também uma porta que se abre nos levando à gostosas recordações!. Ave Estadão!

Antonio Brandileone abrandileone@uol.com.br

Assis

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.