Cartas

APOSENTADOS

, O Estado de S.Paulo

16 Abril 2010 | 00h00

Reajuste

O presidente Lula deve vetar aumento acima de 7% para as aposentadorias maiores que um salário mínimo. Isso porque, na concepção dele, só sofrem com os absurdos reajustes de IPTU, água, telefone, energia elétrica, alimentos, etc., os que ganham até um salário mínimo.

ANGELO TONELLI

angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

_______________________________________________

"Não"

Quando se trata de reajustes de servidores dos Três Poderes, o governo não se lembra de perguntar de onde sairão os recursos nem da Lei de Responsabilidade Fiscal. Mas, quando se fala no reajuste dos aposentados e pensionistas, esse mesmo governo mostra uma eficiência para dizer "não" de fazer inveja.

GUSTAVO GUIMARÃES DA VEIGA

gjgveiga@hotmail.com

São Paulo

_______________________________________________

Incoerência

Nós, aposentados, não podemos receber mais de 7% de aumento para não agravar o déficit da Previdência. Todavia, li na coluna de Clayton Netz de 13/4 (Vendas de US$ 5 bilhões) que o governo federal, para que as empresas brasileiras de Tecnologia da Informação (TI) alcancem a meta de exportação de US$ 5 bilhões anuais, "reduziu em 50% a contribuição ao INSS na folha de pagamento das exportadoras de serviços de TI". Quem pode explicar essa incoerência, um esbulho aos aposentados?

ALDO CASTELLI

aldocastelli@uol.com.br

Santos

_______________________________________________

ELEIÇÕES 2010

Guerra na internet

A campanha eleitoral nem começou, mas a guerra na internet está aí. Passei a receber e-mails desagradáveis - com palavras pouco apropriadas - de quem não concorda com o que escrevo para o jornal. Até aí, dá para entender. Mas, ao saber que invadiram o site do PT e que o Twitter de Dilma Rousseff não para de agredir José Serra, percebo que essa disputa vai ser acirrada, e não só o PT usará de artifícios pouco éticos. Pelo visto, vai ser um toma-lá, dá-cá.

CARLOS E. BARROS RODRIGUES

carlosedleiloes@terra.com.br

São Paulo

_______________________________________________

Sucupira

Essa conversa de ataque ao site do PT, que o partido disse que teria sido feito pelo PSDB, me fez lembrar o final da novela O Bem Amado, quando Odorico Paraguaçu encomenda um atentado contra si mesmo para pôr a culpa na oposição e, com isso, recuperar seu prestígio político. Com o Brasil tão parecido com Sucupira, as chances de o PT ter invadido o seu próprio site são imensas.

RONALDO GOMES FERRAZ

ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

_______________________________________________

O BRASIL PODE MAIS

Slogan ironizado

Lula reivindica para seu governo o mérito de ter criado as condições básicas para o avanço do País, responsáveis pelo "momento de ouro" que atravessamos. Utiliza essa argumentação com o intuito de criticar e menosprezar o slogan de José Serra ("O Brasil pode mais"). Segundo Lula, "quando tudo está pronto, fica fácil não querer dizer quem fez". Critica no outro aquilo que ele próprio fez com relação à "herança maldita" deixada por FHC... Agora, do alto de sua popularidade e arrogância, cospe no prato em que comeu. Será que ele acredita que colheria os mesmos resultados que hoje colhe, se o governo anterior não houvesse preparado o terreno para ele?

MARIA CECILIA LUCARELLI

lucarellicecilia@hotmail.com

São Paulo

_______________________________________________

"Prato feito"

É difícil entender as palavras de Lula sobre o "prato feito" e que "quando tudo está pronto, fica fácil não querer dizer quem fez", pois quem mais se fartou do prato foi ele. É fácil falar, difícil é ouvir e, pior, admitir.

FLÁVIO CESAR PIGARI

flavio.pigari@gmail.com

Jales

_______________________________________________

BELO MONTE

Fugiu à receita

Ninguém faz milagres para construir usinas hidrelétricas. O receituário é um só e os ingredientes são sempre os mesmos: um rio, um desnível, uma queda-d"água, uma barragem. Foi graças a esses ingredientes que surgiram Paulo Afonso, no Rio São Francisco, todas as hidrelétricas do Rio Grande - uma verdadeira escada fluvial -, as usinas do Rio Pardo no Estado de São Paulo, as do Rio Tietê, as do Rio Paranaíba e as do Rio Paraná. Umas com maiores dificuldades para a localização das barragens e o estabelecimento de quota, como Itaipu, outras com menores dificuldades, como Furnas. Algumas, como a Henry Borden (SP) e a Gov. Parigot de Souza (PR), mudaram cursos naturais de águas de bacias de rios no planalto, para lançá-las, através de tubulações, no pé da Serra do Mar, respectivamente na baixada santista e na baixada de Antonina. Nenhuma delas saiu fora do receituário. Nem as Usinas de Jirau e Santo Antônio, em construção no Rio Madeira. A exceção fica por conta da planejada Usina de Belo Monte, no Rio Xingu, onde serão necessárias obras de terraplenagem inimagináveis, com escavações equiparadas ao tamanho do Canal do Panamá e duas barragens responsáveis por uma área alagada completamente desproporcional ao total de geração de energia elétrica prevista durante um ano.

SERGIO S. DE OLIVEIRA

ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

_______________________________________________

Adoção da causa

Onde está o Partido Verde (PV)? Onde está a candidata à Presidência pelo PV, Marina Silva, que não abraça essa causa contra a sandice da construção da Usina de Belo Monte, em defesa do povo brasileiro? Precisa vir um gringo para lutar pela segurança da natureza no Brasil?

VAGNER RICCIARDI

vbricci@estadao.com.br

São Paulo

_______________________________________________

CHUVAS

Agora, a Bahia

Aonde será que foram parar as vultosas verbas antienchente que o ex-ministro Geddel Vieira Lima destinou à sua terra natal, se a Bahia sofre agora com enchentes, desmoronamentos e mortes? Caberá a Lula cobrar de seu ex-ministro e prestar contas aos demais Estados que receberam verbas muito menores para impedir catástrofes. Onde estão os alegados projetos da Bahia que fizeram jus à dinheirama toda?

LEILA E. LEITÃO

São Paulo

_______________________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.667

TEMA DO DIA

Dunga deve convocar Neymar para a Copa?

No dia em que jornais espanhóis comparam santista a Messi, time faz 8 a 1 com 5 gols do garoto

"Gostaria de vê-lo convocado para a Copa, como Ronaldo em 1994. Faz tempo que não aparece um garoto tão habilidoso."

ANTONIO LEMOS

"Para amadurecer, Neymar e Paulo Ganso deveriam ser convocados. Acho que Dunga está com a pulga atrás da orelha."

JOSÉ CARLOS BARBOSA

"Neymar ainda precisa melhorar a eficiência dos dribles. Se ficar imitando as pedaladas do Robinho não vai a lugar algum."

DANILO DA SILVA

_______________________________________________

Cartas enviadas ao Fórum dos Leitores, selecionadas para o estadão.com.br

ESTAVA NA CARA

A notícia da revisão da fusão, que na verdade foi uma aquisição, das Casas Bahia pelo Grupo Pão de Açúcar, não surpreendeu ninguém. O negócio foi feito às pressas, com Abílio Diniz supostamente forçando o negócio sob argumento de que estava prestes a ocorrer um vazamento da informação para a imprensa, o que seria péssimo para as Casas Bahia. Nunca se entendeu que os Klein, fundadores e proprietários isolados das Casas Bahia, iriam simplesmente entregar o controle ao Pão de Açúcar. Para os consumidores a notícia do desfazimento do negócio seria ótima.

Paulo Serodio pserodio@uol.com.br

São Paulo

_______________________________________________

FUSÃO PÃO DE AÇUCAR E CASAS BAHIA

São surpreendentes as notícias que dão conta de um possível fracasso da fusão dos Grupos Pão de Açúcar e Casas Bahia.

Segundo informa o jornal''O Estado de S.Paulo'' de 14.4.10-pg.B-15-,as empresas teriam firmado um acordo,com uma avaliação que agora a família Klein,da Casas Bahia,afirma ter sido inferior ao desejado.Inclusive já se fala em soluções via arbitragem e até revogação,podendo isto resultar em multa para uma das partes. O mais surpreendente é que as duas potências comerciais tenham estabelecido um acordo,já com avaliação que poderia não ser aceita e ainda dúvidas tenham agora surgido quanto à governança,tudo isto resultando em queda brusca no valor das ações do Pão de Açúcar na BOVESPA. Diz a notícia que o tal acordo tem características de compromisso de compra e venda,deduzindo-se então pela firmeza do estabelecimento de direitos e obrigações para as partes.

É muito curioso, pelo menos para nós que acompanhamos a empreitada dentro dos limites que a mídia nos oferece,que os dois grupos não tenham firmado um contrato preliminar ou pré-contrato,no qual cláusulas de desistência fossem estabelecidas.Estando todas as pendências solucionadas por meio de acordos assessórios ao contrato preliminar, daí sim fosse firmado o contrato de fusão, este que não tem características de compra e venda.

Roberto Cursino Benitez benitez.gimenez@hotmail.com

São José dos Campos

_______________________________________________

A NATUREZA REAGE VIOLENTA

O uso indiscriminado dos recursos naturais tem provocado fortes reações da natureza. O ser humano não é cupim e nem João de Barro para construir suas moradas sobre montes íngremes, encostas de montanhas e vulcões. Diante do que está acontecendo, dá para imaginar quão grande é a negligência das autoridades constituídas na fiscalização no que tange a urbanização. As cidades e áreas de risco estão tomadas de casas e prédios irregulares. A função dos órgãos públicos é fiscalizar e coibir as construções ao léu. Ao longo de décadas, as autoridades deixaram que as colinas e encostas fossem tomadas por construções sem nenhum acompanhamento ou permissão de órgãos das prefeituras. É humanamente impossível remover todos os moradores das áreas de risco, encostas e também das ribeirinhas. As construções em áreas de riscos somam milhares e, em nível de Brasil, certamente chegará a milhões de construções irregulares em zonas de risco. O alerta está dado. A natureza não perdoa as agressões e, se alguma coisa não for feita para acabar com o uso inadequado nas áreas tido como de risco, muitas mortes poderão continuar acontecendo. É preciso que as autoridades fiquem atentas sempre que há indícios de novas construções sem a permissão dos órgãos competentes. O ditado popular tem passado de boca em boca, através de séculos dizendo que: depois do leite derramado não há nada ou quase nada a fazer. Das pequenas coisas, é que a humanidade pode tirar proveito e construir uma sociedade sadia e sem riscos. O homem nasceu com inteligência e sabedoria, mas via de regras não tem usado adequadamente, por isso, as consequências são amargas e chegam com impactos catastróficos. Nos últimos tempos, os fenômenos naturais têm intensificado de modo bombástico causando danos gigantescos. Contudo, ainda há campo para construir uma nova sociedade inteligente, segura e próspera.

Paul Morin paulmorin2002@terra.com.br

Curitiba

_______________________________________________

QUEM TE VIU

Lembro do atual Ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge, quando ele ainda atuava no Estadão; aliás minha primeira assinatura foi vendida por ele, isso há três décadas, um ótimo negociador, não estou sendo irônico. Pena que agora o vejo ''vendendo'' camisa da seleção brasileira para Mahmoud Ahmadinejad e fazendo parte de um governo que censura jornais além de manter na política internacional um alinhamento com o que há de mais podre no mundo. Espero que em seu retorno ao Brasil, não comece a distribuir camisetas e bonés do MST na tentativa de criar a guarda revolucionária. A base já existe e é vergonhosamente financiada pelo governo Federal com o dinheiro de nossos impostos. A escória se chama ''Movimento dos sem-terra''

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

_______________________________________________

CAMALEÃO

Parece que o presidente camaleão Lulla da Silva, foi enquadrado pelo Barack Obama, na reunião dos assuntos nucleares nos Estados Unidos; já não é mais "o cara" - pediu para o Brasil, Lulla e Celso Amorim se reequilibrarem no caso do Irã. O presidente camaleão fala muito e o mundo já percebeu que 95% é só conversa. Sua possibilidade de cargo na ONU em 2011 está caminhando "pro brejo".

Celso de Carvalho Mello celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

_______________________________________________

O POVO NÃO APROVA

Que fique muito claro ,se os terroristas vierem a usar as armas atômicas os responsáveis não seremos nós brasileiros que tivemos a imprecação de ver eleito um presidente irresponsável. Lulla faz qualquer coisa para chamar a atenção do mundo sobre ele sem medir as consequências de seus atos. O povo brasileiro não aprova e nunca aprovará sua atitudes de afagar ditadores assassinos.

Leila E. leitão

São Paulo

_______________________________________________

ALENCAR E A BOMBA

Parafraseando Shakespeare na Tragédia de Júlio Cesar: "Et tu" (até tu), Josephus Alencar?

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

_______________________________________________

CONTROVERSAS

O objetivo do Irã é destruir Israel...Provavelmente o enriquecimento de urânio que Mahmoud Ahmadinejad tanto deseja, seja para fins pacíficos...!

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

_______________________________________________

JOSÉ ALENCAR E O IRÃ

O nosso vice-presidente da República se valeu de um antigo dito popular das alterosas, modernizado para o século XXI, que afirma: o mineiro dá uma bomba atômica para não entrar numa briga, mas um montão delas para não sair.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

_______________________________________________

CARTA LOUCA NO BARALHO

O leitor Júlio Ferreira do Recife afirma na sua carta ao Fórum dos Leitores (14/4) que a dupla Ciro Gomes Eduardo Campos está fazendo jogo de cena, criando dificuldades para vender facilidades e que na hora azada o governador de Pernambuco fará um apelo a que o primeiro renuncie e lhe oferecerá uma saída honrosa e pergunta ao final se alguém duvida. Eu duvido. Que saída honrosa poderá ser oferecida ao Ciro Gomes? Seu desejo sempre foi e é a Presidência da República. Sabendo que sua base eleitoral no Ceará era insuficiente para catapultá-lo ao cargo de primeiro magistrado do País, tratou de cair nas graças do Lula com o intuito, como hipótese principal, de que fizesse dele o candidato à sua sucessão, sobretudo depois que o escândalo do mensalão levou a cabo uma razia nas hostes petistas e seus possíveis pretendentes a candidatos e, como hipótese secundária, candidato a vice que é sempre um trampolim poderoso para uma candidatura posterior à presidência. É moço, poderia esperar. No cumprimento deste roteiro e em meio a juras frequentes de amizade e lealdade ao presidente que prodigalizava a três por dois, submeteu-se a todos os pedidos de Lula, inclusive à mudança de seu domicílio eleitoral para SP mirando uma candidatura à governança deste Estado, um projeto artificial e destituído de qualquer viabilidade eleitoral. O resultado está agora à mostra, Ciro Gomes está numa encalacrada, com a possibilidade de ser forçado a abandonar a carreira política pelo menos por uma temporada. Que futuro se lhe depara? Nem candidato a presidente nem a vice da forma que imaginava, nem a governador de SP, o Legislativo não o atrai, ministro já foi e de um ministério rendoso eleitoralmente, de forma que não há saída honrosa que lhe possa ser oferecida. Meu palpite é que o Ciro Gomes é mais uma carta louca no baralho da sucessão, pode sair candidato pelo PSB do jeito que der ou então não sair a nada, em qualquer caso causando muita preocupação e dando trabalho ao esquema Dilma com seu estilo espalha-brasas e não é por outra razão que a candidata situacionista se desmancha em afagos e palavras doces para com ele que não condizem com o seu perfil de mulher durona.

Paulo Afonso de Sampaio Amaral drpaulo@uol.com.br

São Paulo

_______________________________________________

GUERRILHEIROS E EXILADOS

Ao apregoar sua coragem que não a fez deixar o país na época da ditadura, Dilma Roussef nos faz lembrar a luta armada da qual participava que, em nome da redemocratização do Brasil, roubou, sequestrou, matou inocentes e até os próprios companheiros quando estes queriam deixar as organizações guerrilheiras. Esqueceu-se que exilados como Miguel Arraes, Leonel Brizola, FHC, José Serra, Betinho e tantos outros políticos, jornalistas, artistas, continuaram no exterior a luta pela democracia e denunciaram a tortura que por aqui acontecia. Enquanto a guerrilha nos remete as Farc, que ainda atua na Colômbia, tão combatida por seus sequestros e crimes, os exilados quando puderam retornar ao Brasil se transformaram em grandes protetores da democracia e Betinho, o irmão do Henfil, foi o primeiro a preocupar-se com a fome zero neste país. A luta armada, segundo muitos historiadores, só fez atrasar mais a volta da democracia brasileira.

Eni Maria Martin de Carvalho enimartin@uol.com.br

Botucatu

_______________________________________________

NOVO MINISTÉRIO

Lula agora está querendo mais ministérios, para dar emprego prometido durante esses longos anos aos petistas que passaram a exigir essa promessa dele. Com esse novo ato incentiva o restante dos petistas que não foram em sua conversa a votarem na pré-candidata Dilma. Só faltava mais essa querer trocar o voto por um novo emprego. O lema agora é a troca do voto prometendo emprego ao eleitor. Com isso se ganha fácil o pleito eleitoral para atender aos petistas e aos interessados no ministério.

Aquino Junior aquino.junior@ig.com.br

São Paulo

_______________________________________________

O CALDEIRÃO DO BRUXO

Lá vem Lula de novo dizendo em discurso inflamado que não havia nada antes de 2003 no Brasil, que se não fosse ele estaríamos à míngua. Incomodado com os discursos de Serra e com o slogan do PSDB Lula não disfarça seu incômodo. E declara imponente que ''estamos vivendo um momento mágico''. Provavelmente ele pode estar mas perguntem aos moradores dos morros do Rio ou aos de Niterói se esse é mesmo um bom momento para eles, perguntem aos gaúchos, aos catarinenses se é mesmo mágico estar sem nada. Discurso não arruma as incompetências de seu governo, as estradas esburacadas que iam ficar uma maravilha com a privatização à la PT ( Fernão Dias e Régis Bitencourt), os aeroportos lotados, os apagões, os portos inaugurados que em 2 semanas despencam e os que não comportam as exportações recordes de grãos, o ''abril vermelho'' do MST, será tudo isso um momento mágico ? Parece é um caldeirão onde o bruxo, ele mesmo, mistura todas essa mazelas e finge que vai tirar um arco íris.

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

_______________________________________________

EMPATADO

Empate técnico entre os candidatos Dilma e Serra foi o que anunciou a última pesquisa eleitoral realizada pelo Instituto Sensus, divulgada pela Força Sindical e realizada sob encomenda misteriosa de duas entidades sindicais de trabalhadores. O Sindicato apontado pelo Superior Tribunal Eleitoral, com base em seus registros, fornecidos obrigatoriamente pelos interessados, como o patrocinador do levantamento de opinião, nega que o tenha feito, enquanto o referido Instituto diz que houve um inverossímil erro no registro do nome do sindicato de trabalhadores solicitante da pesquisa. É o bastante para enevoar o resultado divulgado. O fato é que os sindicatos não podem fazer doações ou contribuições eleitorais, proibição que - registre-se - consideramos inconstitucional, uma vez que os sindicatos, com muita luta, conquistaram liberdade e autonomia, consagradas no artigo 8º da Constituição do Brasil, motivo pelo qual seus respectivos estatutos e sua assembleia geral poderiam disciplinar o tema, observados os limites aplicáveis às demais pessoas jurídicas de direito privado. No jogo atual, porém,uma pesquisa eleitoral poderia ser, eventualmente, desnudada como forma esquematizada e solerte de apoio financeiro a um determinado candidato, é dizer, ilícita. Assim, ninguém quer assumir a responsabilidade, gerando esses contorcionismos. A verdadeira solução, no contexto de uma inadiável reforma política, reside no financiamento público das campanhas e na oficialização das pesquisas, o que acabaria de vez com muitas mazelas, hipocrisias e estratégias de acesso ao poder.

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

_______________________________________________

LULA ATACA SERRA

"Quando tudo está pronto, fica fácil."É nesse prato que você, lulla, vem comendo faz mais de 7 anos. o FHC deixou tudo tinindo para você e você, um grande ingrato, ainda fala em " herança maldita".

L.A.B. Moraes labmoraes@uol.com.br

Santos

_______________________________________________

INVASÃO

É muito comum pessoas julgarem as outras por si próprias; assim, quem tem por hábito mentir, desconfia sempre da afirmação de outra. Essa conversa de que o PT teve seu site invadido por internautas da oposição é mais uma comprovação da projeção que faz do seu próprio comportamento. Nós, que costumamos escrever para a seção de leitores dos jornais denunciando o desgoverno petista, é que temos nossas caixas postais entupidas de e-mails lulopetistas, e não são pequenas mensagens, não! São laudas, todas com o mesmo estilo, sugerindo terem sido escritas pala mesma pessoa, quiçá Franklin Martins.

Cléa M. Corrêa cleacorrea@uol.com.br

São Paulo

_______________________________________________

ME ENGANA, QUE EU GOSTO

Deixe ver se entendemos: o site do PT foi atacados por hackers, que praticamente assinaram a invasão fazendo propaganda de Serra. Seriam hacker tucanos ou hacker asnos!? Depois, o PT não aceitou a sugestão de Sergio Guerra, presidente do PSDB, para que a ''invasão'' fosse investigada pela Policia Federal. Ah, por favor! Invasão? Me engana que eu gosto!

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

_______________________________________________

KLEIN X DINIZ

Sociedade entre o tigre e o leão não pode dar certo!

Sérgio Luís Salvador sergiosalva@ibest.com.br

Serra Negra

_______________________________________________

OI FICA COM A BANDA LARGA?

Alguém pode explicar por que depois que as ações da Telebrás tiveram aumento de 35.000% com anúncio do governo em ressuscitá-la para desenvolver a Banda Larga, hoje resolve repassar o projeto a Oi? A desculpa apresentada não convence. Acho que a Oi é mesmo a menina dos olhos do Presidente Lulla e toda a encenação de fazer renascer a Telebrás serviu apenas aos privilegiados especuladores de carteirinha! Não podemos nos esquecer que Lulla mudou a Lei para beneficiar a compra da Brasil Telecom pela Oi e agora pode entregar a ela a banda larga? Se fuçar deve ter dedo de algum consultor/lobista por aí, porque é muito amor por uma empresa só! Fora que a Receita Federal precisa vasculhar quem ganhou com as ações da Telebrás e quem está por trás da Oi só para clarear as ideias. Porque parece haver maracutaia da brava nesse imbróglio e se buscar chegaremos aos grandes caciques!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

_______________________________________________

MINI RODOANEL

Nesta semana já ocorreram duas manifestações sindicalistas na Av. Paulista, e o que se viu foram mais dois dias de caos na cidade. As autoridades que administram a capital limitaram-se a apreciar o congestionamento que se estendeu pela cidade inteira e colocar a culpa nos sindicatos comandados pelo PT. Ou se cria (se já não foi criada) uma lei que proíba de uma vez por todas, qualquer manifestação nos dias úteis nessa avenida, ou a Prefeitura vai ter que providenciar um mini Rodoanel circundando a avenida, e liberar o vão do MASP para que os sindicalistas se manifestem livremente sem que para isso paralisem a cidade toda e irritem milhões de paulistanos.

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.