Cartas - 01/10/2010

ELEIÇÕES

, O Estado de S.Paulo

01 Outubro 2010 | 00h00

A polêmica do aborto

Mais uma vez, a polêmica do aborto faz a candidata do PT mudar de ideia convenientemente, como, aliás, tem feito sistematicamente nos assuntos que lhe conferem dividendos eleitorais e/ou ameaçam seu desempenho nas urnas. Será que nós, eleitores e pagadores de impostos, vamos permitir um governo maria-vai-com-as-outras?

Zario Divino Gonçalves zario.repet@ig.com.br

São Paulo

________________________

DILMA E O BISPO

Edir Macedo, da Igreja Universal, em vídeo postado no YouTube (denominado Bispo Edir Macedo fala sobre aborto) faz uma defesa peremptória do aborto como forma de conter mazelas sociais, tratando-o como uma questão de inteligência, e não de fé. Chega a citar o exemplo da própria mãe, que fez 16 abortos. Sendo assim, não causou nenhuma surpresa a defesa pública que ele fez de Dilma Rousseff, acerca das ideias da presidenciável petista sobre esse assunto. Só resta saber se os eventuais votos dos fiéis da Igreja Universal a favor de Dilma compensarão os que ela deixará de receber dos católicos e evangélicos históricos, para os quais o aborto é uma abominação.

Túllio M. Soares Carvalho

http://www.tulhadotullio.blogspot.com/

Belo Horizonte

________________________

TÍTULO DE ELEITOR

O STF determinou que não é necessária a apresentação do Título de Eleitor nestas eleições. Realmente, para eleger um poste o título é mesmo desnecessário.

Henrique Massarelli hermassa@uol.com.br

São Paulo

________________________

HERANÇA MALDITA

Tenho a certeza de que os problemas econômicos, de infraestrutura, saúde, educação e, principalmente, de segurança estão represados e estourarão no próximo governo. Será que a Dillma reconhecerá que recebeu uma verdadeira herança maldita e vai se virar contra o seu criador? Já vimos esse filme antes.

Victor Hugo renard-46@hotmail.com

São Paulo

________________________

SEJAMOS PATRIOTAS

Estamos na reta final das eleições. É provável a vitória de Lula e a derrota do Brasil. Vencerão a arrogância, a prepotência, o autoritarismo, as violações dos direitos humanos e a censura à imprensa, como está acontecendo contra o Estadão, somente para agradar ao aliado de Lula, o dono do Maranhão. O presidente vem bradando nos palanques que o Brasil é um país de todos. Pura mentira. Mas é verdade dizer que é o país da petezada, como se vê pelo aparelhamento do Estado. Não há um setor sequer da administração pública que não esteja recheado de petistas. Sabem por quê? Simplesmente para levantar fundos para o partido. Vejam bem como isso é verdade: hoje está em curso a greve dos bancários, e não é para reivindicações, não, mas para o PT fazer campanha na reta final a fim de eleger Dilma. Não duvido que vão fazer a maior boca de urna como "nunca antes na história deste país". Por isso lembro ao eleitor a nossa vitória contra a campanha do desarmamento e contra a CPMF. Vamos ganhar mais essa, sejamos patriotas, como o foram os paulistas constitucionalistas em 1932. Nós, paulistas, temos o dever de salvar o Brasil!

Vicente Muniz Barreto dabmunizbarreto@hotmail.com

Cruzeiro

________________________

REPÚBLICA SINDICALISTA

Como sempre, em cada greve, quem sofre é a população. Desempregados não fazem greve, os que dormem na rua, sem casa, sem teto, também não fazem greve. Os trabalhadores, de modo geral, estão preocupados em manter o seu emprego e cuidar de sua família. Quem decide e inicia uma greve num determinado setor são os sindicalistas, pertencentes à República sindicalista que a partir do governo Lulla formaram uma nova casta. O povo? Ora, o povo...

Alvaro Salvi alvarosalvi@gmail.com

Santo André

________________________

"O MAL A EVITAR"

Chover no molhado

Falar da qualidade e do alto nível das matérias do Estadão é chover no molhado. De qualquer maneira, parabéns pela coragem que sempre tem ao abordar os mais diversos assuntos. O editorial O mal a evitar (26/9, A3) é mais um exemplo. Como leitor brasileiro, sinto-me orgulhoso por ter escolhido há muitos anos O Estado de S. Paulo. Grato!

Sérgio L. Vargas de Figueiredo sscatbike@gmail.com

São Paulo

________________________

PARABÉNS

Parabéns pelo excelente trabalho e, principalmente, por não se curvar aos nossos governantes que "fingiam" lutar contra a ditadura militar e, por fim, querem impor uma ditadura não militar. Só no Brasil... Ou, pode-se dizer, até no Brasil! Parabéns também pelo editorial O mal a evitar.

Fernando Souza campos525@hotmail.com

Campos do Jordão

________________________

ESCLARECIMENTO

Energia elétrica

Sobre o editorial Energia mais cara (25/9, A3), que aborda o uso preventivo da geração térmica no período seco de 2010 para garantir o abastecimento de energia elétrica em 2011, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) gostaria de corrigir duas informações imprecisas. Ao contrário do divulgado, o ONS não acionou termoelétricas que produzem energia a R$ 500/MWh nem tem perspectiva de acionar geração ainda mais cara, com custo de R$ 1.000/MWh. Atualmente, no Sistema Interligado Nacional, conforme os procedimentos operativos de curto prazo e com o objetivo de atingir o nível-meta de armazenamento no final da estação seca, as termoelétricas a gás estão sendo despachadas nas Regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste, sendo o custo de operação mais elevado da ordem de R$ 260

/MWh. Só no Acre e em Rondônia, para aumentar a segurança do suprimento, de vez que o sistema elétrico de alimentação a esses Estados vem sendo continuamente afetado por queimadas, está sendo necessário acionar as usinas de Termo Norte 1 e 2, cujos custos são respectivamente de R$ 610/MWh e R$ 487/MWh, procedimento operativo usual. Os consumidores podem ter a certeza de que o atendimento ao mercado em 2011 está equacionado, dentro dos padrões técnicos de segurança recomendados.

Tristão Araripe, Assessoria de Planejamento e Comunicação

tararipe@ons.org.br

Rio de Janeiro

________________________

"Até tu, Edir, viraste cabo eleitoral da enviada?"

JOSÉ G. OLIVEIRA / PRAIA GRANDE, SOBRE A CAMPANHA DA CANDIDATA DO PT A PRESIDENTE

mandarino-oliveira@uol.com.br

"A Dilma da campanha é ilusória. Votar nela é eleger a real, codinome Wanda,

ou Estela, ou Luiza, ou..."

GILBERTO DIB / SÃO PAULO, IDEM

gilberto@dib.com.br

"Felizmente, chegou ao fim, mas será que na próxima vez não poderiam ao menos colocá-la sob fiscalização

do Conar ou algo assim?"

LUIZ HENRIQUE PENCHIARI JR. / VINHEDO, SOBRE A PROPAGANDA ELEITORAL GRATUITA

luiz.penchiari@bericap.com

________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 3.476

TEMA DO DIA

Governo põe Equador sob estado de exceção

Rebelião militar contra perda de benefícios faz presidente intervir em todos os canais de rádio e TV

"Que legal, agora a população do Equador só terá a versão oficial dos fatos. Bela democracia!"

OSCAR TORALES

"Correa usa a rebelião como tentativa de golpe de Estado para minar a frágil democracia e implantar o projeto bolivariano."

MAURÍCIO BENACCHIO

"O que ocorreu foi a insubordinação de uma força armada por motivos salariais e a oposição oportunista quer aproveitar."

JORGE KALIL

________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

MAIS UM NEFANDO GOLPE MILITAR

A democracia, planta tênue e frágil na América Latina, volta a ser ameaçada de morte no Equador, tornando-se imperativo de todo o mundo que preza o regime das liberdades, e principalmente do Brasil, dada sua posição destacada no continente, oferecer resistência tenaz ao golpe policial-militar que se desenvolve naquela República, para imediata reposição do presidente Rafael Correa a seu posto de direito e devidamente guarnecido por todas as salvaguardas necessárias ao exercício irrestrito de suas prerrogativas legais. Basta de regimes ilegítimos e ditatoriais no sofrido continente latino-americano.

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

________________________

BONS VENTOS!

Domingo foi na Venezuela, o resultado das eleições mostrou ao tiranete Hugo Chávez que a maré não está para peixe. Chávez viu que não tem mais a maioria para governar. É o primeiro passo para a derrocada desse blefador, que está levando a Venezuela à bancarrota. Se o Brasil não lhe desse uma mãozinha, Chávez não estaria mais no poder, pois os supermercados estão desabastecidos, os alimentos sumiram de suas prateleiras, e com a ajuda do mui amigo Lulla ele ainda consegue enganar por algum tempo seus concidadãos. Não sabemos por quanto tempo ainda, mas esperemos que seja em breve.

E, ontem, recebemos a auspiciosa notícia de que o governo de Rafael Correa está balançando. É a onda de indignação que está tomando conta da América do Sul. Tomara que os equatorianos ponham para correr este outro tiranete de meia tigela.

Os ventos chegaram ao Equador, tomara que sejam bem fortes para varrer outros tiranetes e, quem sabe, consigam entrar também em território brasileiro, não sei não...

Que venham os bons ventos!!! Pois os daqui estão muito mal parados.

Agnes Eckermann agneseck@yahoo.com.br

Porto Feliz

________________________

FIM DA ANESTESIA

Tal como alguns países sul-americanos, com sua população anestesiada por seus governos, o pessoal lá do Equador parece que está com a anestesia ''quase passando''.

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

________________________

DILMA E O ABORTO

Muito se falou em conspiração, golpe da oposição, imprensa malandra. Mas apareceu outra prova de que a candidata à Presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff, é a favor da legalização do aborto por considerá-lo um direito humano. A petista negou as declarações que deu em entrevistas ao perceber que elas lhe tiravam votos de cristãos, como o pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus do Rio de Janeiro, que não perdeu tempo e declarou apoio aos concorrentes da candidata petista Marina Silva e José Serra. A estratégia do PT para limpar a barra da afilhada de Lula não deu certo. Em sites na internet, mais de 60 mil pessoas já assistiram ao vídeo em que ela se entrega e declara a sua simpatia pelo o fim da vida de seres humanos durante a gestação. Além disso, está na rede, num site de um grande veículo de comunicação, uma segunda entrevista, na qual a candidata reforça o seu pensamento. Intrigante a mudança de ideia repentina de Dilma, cujo único objetivo é dar continuidade ao projeto de perpetuação de poder lulista. Será que vai ser assim caso ela chegue ao Palácio do Planalto?

Thiago C. Andrade thiagocandrade@gmail.com

Recife

________________________

"VILANIA" TEM ENDEREÇO

Dilma não só defende o aborto, a mordaça à imprensa, a união de homossexuais, a remoção de símbolos religiosos de áreas publicas, a prioridade do invasor sobre o invadido e a "comissão da verdade" somente para os militares, e não para os terroristas, como apoiou o Decreto n.º 7.037, de 21/12/09, que institui legalmente o monstrengo ideológico intitulado PNDH-3, cujas leis serão regulamentadas na próxima legislatura. Assim a "vilania" e "o jogo do diabo" têm um endereço, o Ministério dos Direitos Humanos do atual governo.

Edvaldo Ângelo Milano e_milano@msn.com

Limeira

________________________

DISTÂNCIA DELLES

Dilma declarou à revista Marie Claire (abril 2009) que é a favor do aborto, agora o maior 171 do Brasil, Edir Macedo, defende a petista dizendo que é ''jogo do diabo''. Mentira, a verdade é uma só, nem o satanás quer saber de Dilma e muito menos de Lula, com medo de que seja desmoralizado com uma possível canonização.

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

________________________

ROLANDO O LERO

Diante das novas declarações da ''cara'', alegando ser contrária ao aborto, com certeza no próximo

discurso ela irá se oferecer para realizar partos.

É esperar e ouvir.

Iracema M Oliveira mandarino-oliveira@uol.com.br

Praia Grande

________________________

ESTATÍSTICA

Dona Dilma convocou a mídia para dizer que não é a favor do aborto. Quanto cinismo! Alguém tem a estatística do número de ''dito por não dito'' dessa senhora?

Sizuo Matsuoka sizuo.matsuoka@gmail.com

Araras

________________________

AOS PASTORES DILMISTAS

Vergonha para nós, evangélicos, um bando de hipócritas que se dizem pastores (mas não falam em nome do povo evangélico) acreditar nas palavras da candidata Dilma. Se ela for eleita e tiver a maioria no Congresso, quero ver o PNDH-3, o aborto e outras aberrações serem aprovadas e estes pastores terem de oficializar o casamento de pessoas do mesmo sexo, fazer milagres com uma mulher que estará com uma infecção provocada por um aborto e outros casos que hoje estes se dizem contra. Pastores ou lobos, pois se são pastores devem cuidar do rebanho que Deus lhes confiou, e não ficar apoiando o que sempre recriminaram em seus pulpítos.

Walter Francisco Barros walterfbarros@yahoo.com.br

Araçatuba

________________________

A VERDADE SEMPRE

Sem entrar no mérito de ser favorável ou não à liberação do aborto, mas sim na sinceridade que se espera de alguém que almeja a Presidência. Dilma nega de pés juntos não ter dito o que disse, que não pensa o que pensa, a respeito do aborto, apesar de todas as evidências. Está nas resoluções do 3.º Congresso do PT, de dezembro de 2009, à página 82, sob o título "Por um Brasil de mulheres e homens livres e iguais", a defesa da autodeterminação das mulheres, da descriminalização do aborto e regulamentação do atendimento a todos os casos no serviço público. Seu aliado José Dirceu afirmou que sua eleição dará mais poder ao PT. Então, Dilma, o que realmente valerá? Sua posição, ainda um tanto nebulosa, ou a determinação do partido?

Luiz Nusbaum, médico lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

________________________

COTINUA A SER LIXO

Dilma foi, voltou, foi de novo e não saiu do lugar. Dizer que o aborto é ''uma violência para a mulher'' é continuar a considerar que o feto, uma vida, ainda é, para ela, lixo que pode ser descartado.

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

________________________

PARECENÇAS

Dilma comporta-se como os ditadores árabes: frente ao mundo, falando em inglês, pregam a paz; já para seus patrícios, em árabe, pregam a guerra contra os infiéis. Dilma e ditadores árabes comportam-se ao gosto de sua plateia, tornam-se assim cada vez mais parecidos.

Ariel Krok arielkrok@gmail.com

São Paulo

________________________

QUEM COM VOTO FERE...

Controle social da mídia, a volta da CPMF, apoio ao MST, fim da propriedade privada, violação do sigilo fiscal, aborto liberado. A dois dias das eleições e preocupada com a possibilidade de um segundo turno, Dilma negará tudo o que defendia até há bem pouco tempo. Nessa corrida em que os fins justificam os meios, a verdade será sempre a primeira vítima. Mas é bom nunca esquecermos uma outra verdade. Existe excesso de liberdade no Brasil e assim será se fizermos a escolha certa. O povo em breve poderá escolher por quem quer ser comandado, e se não escolher bem, pelo menos poderá se solidarizar com os venezuelanos. Quem com voto fere om voto será ferido.

Peter Cazale pcazale@uol.com.br

São Paulo

________________________

DECIFRA-ME OU TE DEVORO

À CNBB e a quem quiser ler, a Dillma é só uma candidata que veio para ganhar, o compromisso della é arrecadar votos. O que, diga se de passagem, nunca antes o fez com nobre causa. Por isso nunca pediu um voto, para tanto depende do Lulla. E se essas instituições querem acordar, não que a oposição seja o melhor dos mundos mas olhem para todo tipo de candidato que se associa à imagem do Lulla e ao que elle está se sujeitando.

Flávio Cesar Pigari flavio.pigari@gmail.com

Jales

________________________

VALE O Q.I.

Até na política passou a valer o Q.I, aquele famoso ''quem indica''.

No setor privado, sempre o indicado levou vantagem e no setor público, quando não há concurso, é uma regra.

Nos últimos anos pipocam casos de fraudes em concursos e vestibulares, que, salvo os crédulos, já perderam a credibilidade.

Mas, na política, já é demais. No lugar da competência, da decência e da honestidade de propósitos, ganha o mais mentiroso, o mais safado, o mais vendido, o de menos caráter, o puxador de votos ou o que tem mais dinheiro. Tchau.

Sérgio Barbosa sergiobarbosa@megasinal.com.br

Batatais

________________________

TITANIC

A Dilma teria dito, numa de suas andanças eleitoreiras, que nem Deus irá impedir sua vitória nesta eleição. Ocorre que o construtor do Titanic também profetizou a mesma coisa, afirmando que o navio era considerado insubmersível. Viram o que aconteceu na viagem inaugural?

João Rochael jrochael@ibest.com.br

São Paulo

________________________

O PIOR CEGO...

Vendo que alguns eleitores do Estadão votam em Dilma, busco consolo num velho adágio: ''O pior cego é aquele que não quer ver''...

Carlos Roberto Gomes Fernandes crgfernandes@uol.com.br

Ourinhos

________________________

DILMA: UM PROJETO DE (VOLTA AO) PODER

O poder afaga o ego e vicia. Sobretudo quanto é exercido de forma a chamar a si apenas a responsabilidade pelos bons atos, enquanto "descola" e afasta de si os atos irresponsáveis próprios e de seus subordinados.

Quando Lula assumiu a Presidência em 2003, ele próprio e seu partido começaram a demonstrar que não tinham um projeto de governo, mas sim um projeto de poder. Manter as bases econômicas do governo anterior através da gestão responsável de Antônio Palocci à frente do Ministério da Fazenda e de Henrique Meirelles à frente do Banco Central foi o melhor que conseguiu fazer. Com a economia mundial vivendo um dos períodos de maior prosperidade, o Brasil, com toda a sua riqueza, fez apenas seguir na corrente.

Mas, não sendo suficiente a estabilidade econômica, foi necessário investir em algo bastante populista que atingisse a massa politicamente alienada e, por isso, facilmente manipulada pelos discursos contra "a elite" e a favor do trabalhador e do indivíduo desfavorecido. Não tendo vingado a tacada do Fome Zero no primeiro mandato, o projeto de poder começou a ficar mais claro com o alvo tendo sido atingido em cheio com a tacada do Bolsa-Família.

Estava criado o ambiente favorável com o público necessário para fazer dar certo o projeto de poder ad eternum de Lula e do PT. O contratempo passou a ser o limite de "apenas uma reeleição". Não que não se tenha tentado contornar esse contratempo, tendo, de um lado, parlamentares do PT e, do outro, o próprio presidente, com sua desfaçatez de declarar coisas como "não penso em terceiro mandato".

Sem a possibilidade da mudança de regras, a saída foi escolher a sucessora mais conveniente. Alguém sem brilho próprio, que não tenha existência política quando apartada dele mesmo, Lula. Assim como José Sarney e Itamar Franco, que apenas cumpriram o papel de ocupar temporariamente um posto que ficou vago, a sucessora apenas cumprirá o papel de manter quente a cadeira da Presidência até a volta triunfante daquele que afirma e reitera repetidas vezes ter trazido esse país "à luz".

Com seu deslumbramento pelo poder e a necessidade de um palanque permanente, não apenas nacional, como também internacional - afinal, um ego gigantesco não pode ter fronteiras -, o que seria melhor que o posto de presidente da República?

Felizmente para Lula e para o PT, o projeto de poder tem sido bem-sucedido, como foi comprovado pela sua reeleição em 2006 e a perspectiva de vitória de sua sucessora agora. Com sua marionete no poder, o caminho para a continuidade do projeto maior continuará sendo trilhado. Se nestes oito anos de poder não lhe foi possível se igualar ainda ao tiranete Hugo Chávez e muito menos ao tirano-mor Fidel Castro, isso não se deveu ao Congresso (em parte, participante do projeto de poder e, em parte, comprado com o mensalão), mas sim aos olhos atentos da imprensa.

Mas não tenham dúvidas de que ao longo da trilha do projeto de poder haverá investidas cada vez mais contundentes contra a liberdade de imprensa e a democracia.

Aguardem Lula 2014.

Jair R. Garcia Junior jgjunior44@hotmail.com

Presidente Prudente

________________________

PESSOALMENTE...

Toda vez que responde a indagações, a candidata Dilma

começa: "Eu, PESSOALMENTE, acho isto ou aquilo." Seria

para contradizer os que a apoiam sem criticá-los. Caso

eleita, irá governar sem o PESSOALMENTE.

Vidal dos Santos vidal.santos@yahoo.com.br

São Paulo

________________________

QUEM CONTA UM CONTO...

Conversando com um profissional da construção civil que vai votar em Dilma, fiquei sabendo que, na sua opinião, o mensalão não foi uma invenção de Lula. O que aconteceu é que o mensalão sempre existiu e Lula simplesmente acabou com ele. É uma total inversão dos fatos, mas foi assim que Lula conseguiu os seus 80% de aprovação, foi contando essa mentira que ele vai eleger um poste e é por não provar o contrário que o PSDB vai perder a eleição mais ganha da história política deste país.

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

________________________

HORA DA VERDADE

Aproximamos-nos da hora da verdade.

No domingo nós, brasileiros, devemos escolher o rumo que nosso país tomará pelos próximos quatro anos. Porém o que nós nunca devemos esquecer é que as atitudes que serão tomadas nesses próximos quatro anos serão sentidas por muito mais tempo do que apenas um mandato.

E é lógico que não podemos esquecer o que está em jogo, neste cenário chamado de democracia.

Cerceamento da liberdade de expressão, corrupção, manipulação da máquina pública e tantos outros.

Vamos votar em nome do progresso deste país, e não em nome de um partido.

O BRASIL, AO CONTRÁRIO DO QUE O PT PENSA, É UM PAÍS DE TODOS, E NÃO SÓ DELES.

Flávio E. Passos f_e_passos@hotmail.com

São Paulo

________________________

CULTURA

Não adianta grande parcela dos brasileiros ainda utilizar os mesmos princípios entre política e futebol, ou seja, partidos seriam iguais a times. A situação piorou ainda mais com o comportamento do Lula, que dentro de sua ''capacidade'' empurrou a massa para esse lado. O maior exemplo é o novo estádio do Corinthians, que deve ter captado inúmeros eleitores para a sua candidata. Enquanto essa situação não ficar devidamente esclarecida, estaremos sujeitos a eleições como a do próximo dia 3. Pobre Brasil!

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

________________________

AÉCIO

Alguém precisa dizer a esse tal de Aécio ''Never'', cujo patriotismo leva muitos zeros à direita da vírgula, que deveria, sim, colocar o projeto Brasil em primeiro lugar, e não o projeto Minas.

Em relação a seu otimismo sobre o segundo turno, ele que

vá dizer isso para as "negas" dele. Li no Estadão de ontem que em nenhum momento ele e o tal de Anastasia citam a candidatura presidencial de Serra. Querem mesmo entregar o País para a Dilmasia. Será que pelo menos os tucanos paulistas não aprenderam nada com a Revolução de 32?

Antonio Aparecido Bianco aapbianco@bol.com.br

São Paulo

________________________

HIPOCRISIA

Dá nojo constatar, ao vivo, pela TV, as falsas afirmações, na maior cara de pau, às vésperas das eleições, dos nossos políticos em evidência (Dilma, José Eduardo Dutra e Luiz Inácio) quanto à quebra da privacidade propiciada por elementos da Receita. Até os analfabetos viram e ouviram na TV, repetidamente, "vamos apurar e punir doa a quem doer", enquanto os aloprados, mensaleiros, cuequeiros, etc., pegos com a boca na botija, não foram punidos, nem sequer banidos do partidão.

Humberto Schuwartz Soares hs-soares@uol.com.br

Vila Velha (ES)

________________________

DEFININDO MEU VOTO

Ao ler a reportagem, publicada no caderno Metrópole (29/9, C3), sobre orçamento municipal, venho agradecer ao sr. prefeito por me ajudar a definir em quem votar nestas eleições e em qual partido. Li que o prefeito não tem o menor compromisso de honrar os precatórios, graças ao veto do Senado (mas, pelo que me lembro, ''veto'', ainda mais do Senado, não quer dizer que uma lei foi sancionada ou está valendo). Ou ainda vale o que é decidido pela Justiça? Destinar R$ 3 bilhões à Câmara Municipal e zero para precatórios é absurdo. Fora isso, transporte de ônibus sendo subsidiado por R$ 600 milhões, e ainda com elevação da tarifa para R$ 2,90, e do jeito que estão (sujos, lotados, sem cumprimento de horários, as reclamações de nada adiantam, ausência de sensibilidade nos trajetos, fazendo com que usuários tenham de descer em terminais lotados, perdendo mais tempo, etc.). O resultado disso, infelizmente, será o que a arrogância fará neste dia 3/10.

Mauricio Avellar de Azevedo Marques mzlmauricio@yahoo.com.br

São Paulo

________________________

VOCAÇÃO

Com raras excessões, vale muito a pena ser político neste país, basta ver o absurdo que se gasta em campanhas para atingir os objetivos. Agora pergunto: tudo isso para quê? Não venham dizer que é ''vocação'' política.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

________________________

SOBRE AS ELEIÇÕES

No Brasil, ganhar eleição é como ganhar na loteria, o cara fica milionário.

José Eduardo Victor je.victor@estadao.com.br

Jaú

________________________

HORÁRIO ELEITORAL

A única, repito, única coisa boa desse horário eleitoral é que ele acaba.

E foi ontem!

Guto Pacheco daniguto@uol.com.br

São Paulo

________________________

DEMOCRACIA PARA BOCÓS

Que liberdade democrática temos, se não podemos ouvir as proposições dos candidatos, uma vez que a Justiça Eleitoral trata de calá-los, dando-lhes um exíguo tempo para os pequenos e largo tempo para os bem situados? Que liberdade temos, se o próprio Judiciário censura a imprensa, desprezando a Constituição? Por que não existem leis para regular o vício da mentira, punindo candidatos com a perda de mandato quando não realizam o prometido? Por que os candidatos não são iguais perante a lei? Por que a Justiça não segue a Constituição? Por tudo isso e muito mais é que vivemos numa democracia para bocós.

Alberto Nunes albertonunes77@hotmail.com

Itapevi

________________________

ELEIÇÕES SEM DEBATE REAL

Espero que não se repita esta falta de debate real nas próximas eleições. Não podemos nos dar ao luxo de ver os candidatos tratando de forma "marqueteira" assuntos que são de importância vital para nosso futuro. Desculpem, mas quem não tem condições de acompanhar que aprenda, que se aprofunde, que estude, para conseguir acompanhar um debate de fato, onde números, dados e outros instrumentos da vida real da administração pública possam realmente ser comparados. O que se viu foi de uma superficialidade ridícula para o porte da economia e do futuro que construímos até aqui. Não se enganem, porque qualquer que seja o resultado destas eleições o que se tira é nada, o desconhecimento quase pleno sobre todos os candidatos. Infelizmente, falo só sobre os majoritários, porque inexistiu debate entre federais e estaduais. Aí vira torcida de futebol: ou gosta deste ou daquele time, sem a menor racionalidade e objetividade. Desculpem, mas este processo é de uma falta de maturidade sem tamanho e muito provavelmente não irá continuar dando certo. É absolutamente crucial discutir que país é este e o que queremos. Meus caros, o sonho acabou há muito. E sonho não é uma TV de plasma grande. Ou o pessoal só vai se dar conta quando faltar luz?

Arturo Alcorta arturoalcorta@uol.com.br

São Paulo

________________________

A CARA DA NAÇÃO

O resultado das urnas reflete sempre a "cara" da Nação. O que esperar de um país que desde Cabral e por aproximadamente 200 a 250 anos recebeu a escória e/ou os renegados de Portugal e vizinhos que para cá vieram apenas visando a extração das reservas nativas de madeira e metais preciosos, principalmente ouro e esmeraldas? Se verdadeira a afirmação de historiadores de que uma nação para assim ser considerada deve sê-lo somente a partir de sua sétima geração, onde o tempo se encarregará do refino comportamental, a regra matemática para este país emergir como nação propriamente dita deverá ser a partir de 1808, depois que a Coroa portuguesa fugiu de Napoleão e aqui se fixou. Porisso Lula é o "cara"! E seus sequazes que melhor se caracterizam quando das festas juninas na formação da "quadrilha" palaciana.

Otavio Augusto Gambarini Zen ozen@tce.sp.gov.br

São Paulo

________________________

DIFÍCIL VOTAR

A única coisa aparentemente boa nestas eleições é que nem precisamos comprar ingresso para o circo, ele vem à sua casa, E DE GRAÇA! As eleições no Brasil estão virando uma verdadeira baderna. De um lado, candidatos despreparados, de outros, eleitores irresponsáveis, que procuram definir como protesto o voto em candidatos como Tiririca, que nem campanha política fez, só falou bobagem. Além do mais, hoje temos de outro lado os políticos "manipulados", ou seja, aqueles que recebem treinamento de seus marqueteiros pra enganar a população, com números mentirosos e historinhas pra boi dormir! Acabou aquela sinceridade eleitoral. Hoje já não sabemos mais o que de fato é verdade e o que não é. Fica difícil votar assim.

Só espero que as pessoas acordem a tempo de votar com consciência e escolham com honestidade as pessoas que vão governar este país.

Glauber Menezes tottem.imoveis@hotmail.com

Ourinhos

________________________

TODOS PERDEREMOS

Se as pesquisas de opinião de intenção de voto para presidente se confirmarem na eleição de 3/10 e a candidata da situação, Dilma, vencer no primeiro turno, toda a Nação estará derrotada. A sra. Dilma, que já nas próximas semanas terá de cumprir a agenda do presidente para ser exposta como seu mais novo troféu conquistado e receber a lista dos novos ocupantes do palácio preenchidas por Sarney, Dirceu e Lula... Diante de uma vitória patrocinada não terá a nova presidente condição de arrostar aos anseios dos patrocinadores.

A Nação democraticamente terá de esperar mais quatro anos, aboletada em casa para tentar, novamente, iniciar a reconstrução da ética e moral que após oito anos foram lavadas da vida pública por uma catadupa de maus costumes. Não haverá reforma tributária, tampouco política.

Perde o Poder Legislativo, que terá mais uma temporada mergulhado em acusações de favorecimentos e falcatruas, pois continuará sem um freio nas suas usanças, ao contrário, pela vitória do sistema implantado, com certeza se sentirá mais liberto.

Perde o Poder Judiciário, que não foi objeto de nenhuma proposta, tanto da situação ou oposição, talvez por não lhes faltar em nenhum habeas corpus, e permanecerá, já acostumado, a não praticar uma justiça célere e eficiente, deixando todas as decisões para o amanhã.

Perde o candidato da oposição, que não se postou como tal, saindo deste primeiro round, que pode ser seu nocaute, sem nenhuma virtude. Veio de uma tumultuada escolha do candidato dentro do PSDB. Impôs seu nome por um projeto pessoal contra todas as evidências de nova derrota. Entrou na disputa sem sequer um programa de governo, como se fosse se candidatar a síndico de condomínio. Desorientado, mostra-se ao lado do presidente. Muda seu nome para Zé. Todos os que votariam em seu nome por ser contra o Lula saíram do barco furado. Os 80% que aprovam o governo atual preferem a candidata oficial. Deu no que deu. Serra sai desta campanha como chegou, sem saber o que fazer.

Antonio Daud acdaud@terra.com.br

Santana de Parnaíba

________________________

VERDADES/MENTIRAS

Tenho acompanhado tudo o que se refere à Nação brasileira, o povo, as instituições,

os escândalos (exorbitação de poder, corrupção, malversação do erário, entre outras

ações da ''maldita corja de políticos''). São poucas, no entanto, as ''coisas''que de fato

chamam a minha atenção. Recentemente (ano eleitoral!), as notícias dão conta do au-

mento de consumo dos mais variados bens, produtos e serviços, tudo graças aos milhões

de ''empregos'' gerados nos últimos tempos. Sempre leio:''O mercado está bombando"!

Pergunto: será? (Eu sei que os marqueteiros, produtores da mídia política, são

competentes e caríssimos e que quem lhes paga somos nós, O POVO, mas já é um outro

assunto.) Porque, em contrapartida a ''tanta prosperidade'', há notícias do alto endividamen-

to das empresas (Ipea), da população (via cartões e empréstimos), e vejo cada vez maio-

res, os anúncios de leiloeiros (esse, sim, um mercado em franca expansão); mais recente, a

vergonhosa greve nacional dos bancários (movimento gerado por um dos tentáculos governamentais a CUT). Assim sendo, se analisarmos ao pé da letra, notaremos uma enorme

incoerência entre o que é propagado pela mídia aos quatro ventos e a REALIDADE. Afinal

de contas, gente bem alimentada, bem empregada, produzindo bens e serviços não tem

por que fazer greve, contrair dívidas e empréstimos em casas bancárias e comerciais, ter

o seu patrimônio ''leiloado'' e padecer na rede pública de saúde, etc... Meus compatriotas

irmãos brasileiros, PENSEM antes de votar!

Carlos Nelson Horrocks carloshorrocks@yahoo.com.br

São Paulo

________________________

DOAÇÃO DE CAMPANHA

Essa está na imprensa e serve para avaliar a situação do governo junto ao empresariado brasileiro: ''Emissários do PT telefonaram para empresas avisando que sabem quem não está fazendo doações para a campanha nessa eleição, e mais, que sabem inclusive quem fugiu das doações na eleição passada.'' Promessa de castigo? Gesto intimidativo? Ou prenúncio de uma desgraça? O que o Senado, que ainda não está nas mãos do PT, precisa fazer é mandar abrir uma auditoria para esmiuçar os empréstimos do BNDES nesse período do governo Lula. É bem provável que a maioria deles tenha batido nos cofres das empresas que estão ''bancando'' essa campanha trilionária para a eleição de Dilma Rousseff. Empresas essas, fantasmas ou de empresários envolvidos com políticos e sindicalistas corruptos. Certamente uma auditoria também nas contas da Petrobrás, da Eletrobrás e dos Correios vai ajudar no esclarecimento das verdades. Acordem, senadores da República.

Leônidas Marques leo_vr@terra.com.br

Volta Redonda (RJ)

________________________

AI, QUE SAUDADE!

Responsáveis pelo maior êxodo de petistas da história deste país, quando derrotaram candidatos do PT ao governo do Estado do Rio Grande do Sul (2003) e à prefeitura de Porto Alegre (2005), os gaúchos parecem estar sendo vítimas de irresponsável e perigosa recaída, um saudosismo inexplicável que pode lhes custar muito caro.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

________________________

CONTROLE SOCIAL DA MALANDRAGEM

Greve de bancários às vésperas da eleição para liberar o ponto de militantes; suspeito que some e só aparece quando a proximidade da eleição proíbe a prisão a não ser em flagrante; adoção de artista famoso como candidato para ''puxar'' votos que elejam quem não conseguiria se reeleger! Há quem diga que a malandragem faz parte do sangue brasileiro, como o futebol e o carnaval. Como negar, se o exemplo vem de cima? E quem paga pela farra somos nós, contribuintes! Por isso proponho a campanha pelo CONTROLE SOCIAL DA MALANDRAGEM, para pelo menos limitar as maracutaias!

Alberto Futuro carlos_futuro@viscondeitaborai.com.br

São Paulo

________________________

QUADRILHA INSTITUCIONALIZADA

Estou convicto, no alto de meus 75 anos, que uma quadrilha denominada PT (Partido dos Trambiqueiros), liderada pelo sr. Luiz Inácio, domina este país. Não passa um dia sem que os jornais denunciem as tramoias dos petistas. Até o Supremo está contaminado. As instituições estão quase falidas. A incompetência é generalizada. A Casa Civil virou "casa de Irene'', onde se canta, se ri e se assaltam os cofres públicos.

Pobre Brasil.

Dario A. Passarella dario.passarella@uol.com.br

Mairiporã

________________________

UM GRANDE APELO AO DESCONFORTO RACIAL

Em entrevista ao portal Terra, o candidato ao Senado sr. Netinho de Paula credita ao ''desconforto racial'' os ataques que vem recebendo das elites de São Paulo. É patente o fato de ele estar fomentando não só o racismo, como o embate de classes. Esse tipo de gente é que está associada ao PT, Mercadante e Marta. (Até quando?)

No entanto, fica muito claro que é ele, Netinho de Paula, quem carrega um grande desconforto racial e social.

Caio Mario Britto. caiomario.britto@terra.com.br

São Paulo

________________________

É, PELÉ...

Analisando apenas as pesquisas e a intenção de votos dos eleitores de São Paulo, temos uma ex-guerrilheira (apenas para citar o menor de seus ''atos aloprados'') na presidência da república (minúsculas mesmo), um agressor de mulher e a senhora do relaxa e goza como senadores, um representante do PCC para deputado federal e um palhaço.

Imaginando-se a qualidade dos demais candidatos nos outros estados da FEDEração, concluímos que este país caminha célere rumo ao caos total.

E pensar que 30 anos atrás Pelé foi execrado por dizer em público que brasileiro não sabia votar...

Renato Otto Ortlepp renatotto@hotmail.com

São Paulo

________________________

SAFADEZAS E OMISSÕES

Infelizmente, a parte da sociedade brasileira letrada e bem informada, como os leitores do Estadão, está em nítida minoria. As pessoas mais humildes, incultas, que nada leem - mesmo beneficiárias do assistencialismo eleitoral -, só perceberiam o que acontece em torno deles - com repulsa - se políticos como o Serra se mostrassem acutilantes, incisivos e mais virulentos na denúncia da politica de bandalheira do Lula e corifeus (Casa Civil, principalmente). Para o povo que sabe das coisas porque vê TV, essa omissão é interpretada como paciente resignação e/ou teto de vidro em casa. Na ausência de uma autêntica e simbólica vassoura, do tipo Jânio Quadros, só nos resta depositar a nossa indignação e confiança na santa Marina Silva, que não tem nenhum receio de combater as safadezas dos seus antigos companheiros. Por isso ela cresce!

Nilson Otávio de Oliveira - noo@uol.com.br

São Paulo

________________________

AGRADECIMENTO

Quero agradecer imensamente à leitora sra. Carmen Lúcia Nagel Bragança

(Fórum de 30/9) pela sua aula de cidadania, oferecida a todos aqueles que

querem constatar o que é verdade ou manipulação.

A sua carta merecia ser estampada em destaque no Fórum dos Leitores e

que todos os que querem as coisas em pratos limpos a divulgassem por

todos os meios de comunicação. Parabéns!

Esse é um tema para uma luta futura, exigir que as pesquisas sejam

limitadas e de qualidade, não permitindo que sejam feitas pesquisas

com o intuito exclusivo de manipular as intenções de voto do eleitor.

Alberto Bastos Cardoso de Carvalho albcc@ig.com.br

São Paulo

________________________

Ficha imunda

Há muitas ingerências e indefinições da Justiça Eleitoral sobre a Lei da ficha limpa, o que acaba embaralhando a mente dos eleitores não pensantes. É visível a condição de réu da pessoa que obtém o seu registro precário no TRE. Em que pese o tal clamor social, jamais este poderia ser apanágio para afronta do que insculpe o artigo 16 Constituição federal: "A lei que alterar o processo eleitoral entrará em vigor na data de sua publicação, não se aplicando à eleição que ocorra até 1 (um) ano da data de sua vigência." Teria de respeitar o princípio da anualidade da lei eleitoral, bem como o princípio da irretroatividade da lei (art. 5º-XL,). Na realidade, há muita interferência nessas eleições. Independentemente de o candidato ser ficha imunda ou não, compete ao povo decidir nas urnas quem ele quer para representá-lo. Da mesma forma que a Constituição reconheceu a soberania dos veredictos do Tribunal do Júri, insculpida no seu artigo 5º, XXXVIII, assegura o artigo 14 que a soberania popular será exercida pelo sufrágio universal e pelo voto direto e secreto, com valor igual para todos. Se a voz do povo é a voz de Deus, deixa o povo decidir nas urnas e viva a democracia.

Vasco Vasconcelos vasco.vasconcelos@saude.gov.br

Brasília

________________________

ESTÁDIO DO MORUMBI

Neste dia 2 de outubro, estará sendo comemorado (pelo menos pelos torcedores tricolores) o cinquentenário da inauguração do Estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi. É, no mínimo, inexplicável o desprezo com que a atual diretoria do São Paulo F.C. está tratando tão importante data para a sua coletividade. Tive a honra de ser um dos 56.448 espectadores presentes ao jogo de abertura, realizado contra o Sporting de Lisboa, Portugal, e que terminou com o placar de 1 x 0 para o São Paulo F.C., gol assinalado pelo ponteiro direito Peixinho.

Armando Taddei Junior taddei.junior@gmail.com

São Paulo

________________________

CORINTHIANS

O primeiro centenário do Corinthians está sendo comemorado de forma estrondosa. Cruzeiro pelos verdes mares de norte ao sul, show de artistas famosos, vendas de camisas e outras quinquilharias. Mas, e o futebol? Cem anos, sem nada! Do jeito que estamos no atual Campeonato Brasileiro, nem a classificação para a próxima Libertadores alcançaremos. Este ano só sobem os três primeiros colocados. Será que os presidentes do Brasil e do Corinthians sabem disso? O atual falastrão técnico Adilson Batista declarou que veio para ficar cinco anos. Mas, pelo andar da carruagem, não fica nem cinco meses.

Roberto Stavale bobstal@dglnet.com.br

São Paulo

________________________

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.