Cartas - 01/12/2010

CÓDIGO FLORESTAL

, O Estado de S.Paulo

01 Dezembro 2010 | 00h00

Os intocáveis

Oportuno o artigo da senadora Kátia Abreu (DEM-TO) sobre os problemas surgidos com a possibilidade de nova Lei de Reflorestamento, ou Código Florestal (30/11, A2). Eis que o diploma legal pretendido pela maioria dos legisladores e produtores rurais não possibilita nem incentiva o desmatamento ou a agressão ambiental, apenas corrige falhas gritantes numa legislação superada, feita há décadas, quando o País era pequeno produtor de alimentos e commodities para o mercado internacional. Entretanto, embora seja verdade que o produtor rural não desmata nem ofende o ambiente, porquanto, além de seus comedimentos, está sob o jugo de uma legislação penal rigorosa, os integrantes de movimentos rurais, como se estivessem imunes aos dispositivos legais de penalização, foram, neste país, grandes agentes desmatadores e de desrespeito ao verde. E assim agiram e agem porque nunca sofrem as consequências de seus atos. São intocáveis. Só faltou esse pormenor para o artigo ficar ainda mais verdadeiro e real.

JOSÉ CARLOS DE C. CARNEIRO

carneiro@claretianas.com.br

Rio Claro

_______________________________

ABSURDOS URBANOS

Brilhante o artigo da senadora Kátia Abreu sobre a necessidade urgente da aprovação da reforma do Código Florestal. Não é só no campo que as aberrações criadas por ambientalistas causam problemas. Nas áreas urbanas, alterações estabelecidas no código ao longo dos últimos anos, somadas à Resolução Conama 303/2002, também têm causado inúmeros problemas. No caso das áreas de preservação de mananciais do Estado, por exemplo, a Secretaria do Meio Ambiente passou a aplicar o Código Florestal e a citada resolução na análise de projetos de licenciamento ambiental de residências em lotes urbanos existentes e regulares. Aliando o despreparo dos técnicos responsáveis pela análise dos processos de aprovação no que tange a questões urbanísticas ao desrespeito a preceitos constitucionais, como irretroatividade da lei e direito adquirido, centenas de processos de licenciamento ambiental de simples residências têm sido indeferidos, sob a alegação de que estariam localizados em áreas de preservação permanente de "topo de morro". Em nossa região temos visto casos absurdos e completamente injustos. Enquanto cidadãos de bem que adquiriram seus lotes em loteamentos regulares, pagam seus impostos e buscam fazer o correto licenciamento ambiental de suas residências são desrespeitados pelo Estado, o desmatamento, o loteamento e a ocupação clandestinos de nossa região continuam a correr soltos, à margem da lei. É hora de darmos um basta à aplicação de normas descabidas ao licenciamento de construções em lotes urbanos. Se o Estado quer proibir a ocupação dos mananciais, que desaproprie e indenize todo mundo, em vez de ficar desrespeitando o contribuinte.

RODRIGO ARANTES DO AMARAL

rodrigoamaral@terra.com.br

Mairiporã

_______________________________

WIKILEAKS

Diferenças

Os documentos vazados pelo WikiLeaks revelam que o presidente do Irã afirmou não estar fazendo nada de diferente do Brasil em pesquisas nucleares. Só que o Brasil, apesar do apoio incômodo e incoerente ao governo iraniano, não afirma que o Holocausto não existiu, não deseja a destruição de Israel, não defende a pena de apedrejamento público nem faz lançamento de mísseis de longo alcance. Pequenas diferenças...

LUCIANO HARARY

lharary@hotmail.com

São Paulo

_______________________________

ALHURES E AQUI

Se até na França já sabem que "nem o Brasil aguenta mais Hugo Chávez" (29/11, A17), aqui parece que só a presidente eleita não o conhece, pois aceitou o grande admirador dele como assessor para Assuntos Internacionais.

JAIRO P. GUSMAN

jairogusman@gmail.com

São Paulo

_______________________________

CORRUPÇÃO

A informação publicada pelo WikiLeaks de que no governo Lula houve corrupção pode ser novidade para os EUA e outros países, mas não para nós, brasileiros. Essa informação está defasada, pois já se vão quase seis anos desde os acontecimentos e até o momento nada foi julgado - aliás, os corruptos já foram até premiados com cargos no governo.

WALTER FRANCISCO BARROS

walterfbarros@yahoo.com.br

Araçatuba

_______________________________

GASTOS PÚBLICOS

Cortes em 2011

O governo quer mesmo cortar seus gastos? Que tal começar pela redução dos 37 Ministérios (!) aos tradicionais cinco ou seis? E que tal restringir viagens internacionais de presidente e ministros? E ainda controlar os tais cartões corporativos? É por esse ralo que a grana escapa. Sem falar na corrupção endêmica que solapa as finanças públicas! Bem, mas aí já seria pedir de mais, não?

PAULO DE CAMPOS BORGES

pacborges@uol.com.br

São Paulo

_______________________________

DERRAMA

Solução para melhorar os serviços públicos: CPMF para a saúde, CPMF para a segurança, CPMF para a educação, CPMF para os transportes, CPMF para infraestrutura viária, CPMF para promoção social, CPMF para combate ao tráfico de drogas...

VAGNER RICCIARDI

vbricci@estadao.com.br

São Paulo

_______________________________

NO RIO DE JANEIRO

Nossa casa, nossa guerra

Não existe poder paralelo, e sim concorrentes e inimigos. De um lado, os delinquentes do governo, de outro, os marginais sem governo, e ambos utilizando seus meios com uma única finalidade: poder, riqueza fácil e laissez-faire. São os meios e os fins que iluminam as trevas do começo.

JOSÉ MOACYR BRUNHEK

moabek@hotmail.com

Santos

_______________________________

TRAFICANTES

Agora que os traficantes estão sendo caçados no Rio e os chefões não foram presos, será que os governantes de São Paulo e também o governo federal estão em alerta e preparados para que eles não se mudem para Sampa? Pois aqui a droga rola solta, sem nenhuma repressão da polícia, muito menos do governo. É só ver a Cracolândia, no centro velho, a Avenida Jornalista Roberto Marinho, etc. Acorda, São Paulo!

CELSO NASCIMENTO

celso@directasa.com.br

São Paulo

_______________________________

"O anúncio dos primeiros nomes do futuro Ministério confirma: um poste é um poste é um poste..."

MARIO CAVAGNA / SÃO PAULO, SOBRE O GOVERNO DILMA

mariocavagna@yahoo.it

"Pelos indicados até agora, tudo leva a crer que Dilma será a presidente de direito e Lula seguirá como o presidente de fato. Lamentável"

DAVID NETO / SÃO PAULO, IDEM

dzneto@uol.com.br

"A herança que Lula vai deixar não será maldita, mas de "bodes"!"

EDUARDO HENRY MOREIRA / SÃO PAULO, IDEM

henrymoreira@terra.com.br

_______________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.763

TEMA DO DIA

Paulo Bernardo vai para as Comunicações

"Estadão" apurou que Mercadante é forte candidato para assumir a Pasta da Ciência e Tecnologia

"Foi Dilma quem escolheu? Duvido. Ela deve ter sido orientada por Lula e José Dirceu para anunciar isso."

EZIO SPARDA

"Mercadante merece um ministério com maior visibilidade, já que não passaram o Banco Central, pelo menos a Saúde."

JOÃO BORTOLAN

"Mercadante é doutor? Tem ao menos um projeto acadêmico divulgado? Por isso, o Brasil continuará no Terceiro Mundo."

IGOR MÁXIMO

_______________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

DE ESCUDEIROS

Ferrari quer Felipe Massa como escudeiro de Fernando Alonso em 2011. O box da escuderia escolheu a pessoa certa. A exemplo de Barrichello, ele se presta muito bem a esse papel.

Gilberto Martins Costa Filho marcophil@uol.com.br

Santos

_______________________________

CLÁSSICO ESPANHOL

Deu o maior prazer assistir o Barcelona golear por 5 X 0 o Real de Madri, em jogo que sumiu o Cristiano Ronaldo e o Messi jogou o fino da bola para confirmar porque é considerado o melhor do mundo. Vendo este jogo, é difícil entender um cronista esportivo paulista menosprezando o campeonato espanhol por achar sem graça porque só lá duas equipes ganham e o nosso é que dá emoção porque vários chegam ao final. A diferença é que na Espanha as duas equipe que geralmente vencem é graças a qualidade de seus elencos, como também é na Inglaterra, Itália e Alemanha. Aqui, nossos campeonatos são decididos pelo grau de mediocridade e provando isso, basta ver meu Corinthians que apenas em meia dúzia de partidas mostrou um futebol tipo ''Barça'' e o Fluminense que só será o campeão, porque conseguiu ser um pouquinho menos pior.

Laércio Zannini arsene@uol.com.br

São Paulo

_______________________________

CADÊ OS OUTROS?

Um marciano que aterrissou ontem na terra ia pensar que é só o Palmeiras que dá vexame. E o São Paulo, que levou de 3 do mesmo Goiás, em pleno Morumbi? E o Coringão, que levou de 4 do quase rebaixado Atlético Goianiense no mesmo Pacaembu lotado? E o Santos, decantado pelos cronistas em verso e prosa, em plena arrancada para o título, levou de 3 do rebaixado Gremio Prudente! E o virtual campeão Fluminense, que escapou de perder em casa para o mesmo Goiás, graças a um penalty duvidoso? Depois de saber dessas informações, o marciano vai achar que os times goianos estão no G4 !!

Luiz Henrique Penchiari Jr luiz.penchiari@hotmail.com

Vinhedo

_______________________________

" TIME DO SÉCULO "

Fez me rir quando li que o São Paulo FC foi eleito o time brasileiro do século. Que eu saiba, o São Paulo nunca teve Garrincha, Amarildo, Quarentinha, Zagalo, Didi, Nilton Santos, Manga, Jairzinho, Paulo Cesar, entre tantos outros craques que o meu BOTAFOGO teve. Trata-se de mais uma impostura, grande marmelada para agradar os paulistas. Infelizmente a mídia está dominada por eles. Saudações Alvinegras.

Fernando Faruk Hamza botafogorio@bol.com.br

Rio de Janeiro

_______________________________

BOLA PRA FRENTE, TIMÃO

Não da para ficar chorando o leite derramado, nesse brasileirão o Corinthians andou vacilando muito, perdeu quando tinha tudo para ganhar e são justamente esses pontinhos que estão faltando agora. Agora e contar com a sorte grande, ganhar do Goiás e torcer para que o Guarani não perca para o Fluminense no próximo domingo. E não adianta continuar com esse lenga, lenga que nossos rivais entregaram o ouro, o jogo que o timão deveria ter ganho foi contra o Vitória. Porém esses dois pontos não são a razão da segunda colocação do timão. O que fez com que a equipe de parque São Jorge não chegasse a uma situação confortável foram os pontos perdidos entre Agosto e Setembro num vacilo sem explicação ate agora. Nessa ocasião, Adilsom Batista era o técnico do time. Porém apesar de reconhecer que deixou a defesa desguarnecida, não estou colocando a responsabilidade dessa derrocada sobre o comandante a época. O problema foi ter jogadores lesionados em um numero impressionante mais do que isso, foi não ter elenco a altura. Poucos jogadores deram resposta positiva ao time que jogam. Os mais utilizados: Moacir, Paulo André, Thiago, Heleno, Leandro Castan, Paulinho, Defederico, Danilo e Iarley. Não tenho duvidas de que como eu, a torcida do coringao não tenha adoração por nenhum destes. Quem se saiu um pouquinho melhor foi Paulinho, que atuava quando qualquer um do meio campo estava fora. Certo mesmo é que não se ganha campeonato de pontos corridos apenas com um time forte. É preciso mais. Como corinthiano não quero que o Corinthians tenha um elenco europeu, mas é preciso mais peca de reposição a altura. O Corinthians tem uma base. Com todos a disposição do técnico, talvez seja o melhor do país, muito a frente do fluminense e cruzeiro. Mas são necessárias reposições em 2011, para não deixar a fiel uma vez mais chorar no fim do ano. O primeiro reforço vem aí, o Adriano, mais é preciso mais e melhor para ganhar a libertadores. Sou bugre desde criancinha no domingo no engenhao com ou sem mala preta!!!

Turíbio Liberatto turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

_______________________________

ATÉ QUANDO?

Por que tanto tanta gente espantada com as mais recentes denúncias envolvendo o imperador do futebol brasileiro, não o jogador Adriano, mas o máximo eterno mandatário Ricardo Teixeira. O que se poderia esperar de alguém que usa de todas as armas para vinganças pessoais ou institucionais, como no caso do Morumbi, ou que dá o sobrenome do sogro ao filho, ou para encurtar, ameaçou cancelar o desfile da seleção campeã de 1994, caso a carga do avião em que a seleção retornava com absurdas 17 toneladas fosse retirada para vistoria da Receita Federal resultando no pedido de demissão do então Secretário da Receita Federal. Este é o homem que é recebido com pompa e circunstância, de quem os políticos têm medo, e que é responsável pela Copa 2014, que certamente ficará na história não do futebol, mas das pág inas policiais.

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

_______________________________

IMPRENSA X CORINTHIANS

A manipulação de resultados no Campeonato Brasileiro de 2010 tem várias semelhanças com a manipulação de 2005: o time mais prejudicado foi o Corinthians; por ser um time perseguido pela maioria da imprensa, nos dois casos a imprensa se mostra conivente com a farsa, na medida em que: 1) em 2005 condenou quase que por unanimidade o combate a fraude, que cancelou os jogos manipulados, tirando o prejuízo do Corinthians; 2) mesmo com os números comprovando a fraude de 2010, conforme o site: http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/brasileiro/serie-a/ultimas-noticias/2010/11/30/numeros-mostram-que-sao-paulo-e-palmeiras-marcaram-menos-contra-o-flu.jhtm a imprensa não faz nenhum movimento para cancelar o prejuízo dos afetados, por envolver mormente o Corinthians. Pela lógica, para invalidar o efeito dessa manipulação, deveria haver o seguinte clamor: caso o Fluminense termine em primeiro, a CBF deveria proclamar campeões os dois primeiros colocados. Mas como isso pode fazer justiça ao Corinthians, a imprensa fica inerte ante esse crime.

Rodnei Mariano acessormc@uol.com.br

São Paulo

_______________________________

BANDO DE TOLOS

A Fifa se diz um entidade sem fins lucrativos, com um superávit (não confudam com lucros) de US$ 658 milhões anuais. Ricardo Teixeira teria acumulado US$ 9,5 milhões em propinas, num período de cinco anos, dinheiro que se encontra no paraíso fiscal de Liechteinstein, segundo denúncias da Rede BBC. No Brasil, os tumultos sobre calendários superpostos, erros comezinhos de arbitragem e outros procedimentos suspeitos dos dirigentes do futebol empanam o brilho do que deveria ser o principal e mais escorreito campeonato nacional entre clubes. Com o devido respeito à fiel torcida, não são um bando de loucos, mas de tolos.

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

_______________________________

FORA, TEIXEIRA!

O presidente da CBF e do Comitê Organizador (COL) da Copa do Mundo do Brasil de 2014, Ricardo Teixeira, foi acusado de corrupção pela BBC e por jornais suíços. Teixeira teria recebido indevidamente US$ 9,5 milhões da ISL, segundo as denúncias feitas. Se no Brasil sempre deram um ''jeitinho'' para que ele ficasse impune e nada fosse apurado ou investigado, ao menos na Europa há seriedade e ele terá que responder a essas sérias acusações. O mínimo que se espera é o seu imediato afastamento da CBF, do COL e que responda aqui também pelo crime de corrupção. O Brasil não pode continuar sendo o país da corrupção e da impunidade para os ricos e poderosos. Fora, Ricardo Teixeira!

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

_______________________________

DEMOROU...

Até que enfim alguém teve a coragem de denunciar o que nós brasileiros já sabíamos de velho, sobre as maracutáia que envolvem Ricardo Teixeira. Denunciado pela BBC no envolvimento de sonegação e recebimento de propina envolvendo a Fifa. Esperamos que seja julgado fora do Brasil, pois aqui figurões e políticos nunca são pilhados pela Receita Federal e muito menos pela Justiça, quando pegos com a boca na botija, sempre têm advogados espertalhões que manobram para isentá-los. Demorou...

Leila E. Leitão

São Paulo

_______________________________

ANTIBIÓTICOS

A resolução da Anvisa proibiu, acertadamente, a venda de antibióticos sem receita médica, mas outros graves problemas continuam e ao que parece, sem solução: Uma pergunta: o que pode ser feito, com os médicos que receitam antibióticos, para uma inflamação virótica? Um lembrete: as crianças são suas principais vítimas.

Uma constatação: o próprio ''médico'' que receita errado, diz que estes casos, de simples febre, é que entopem o sistema público. Meus medos: médicos incompetentes e aqueles que receitam drogas perigosas, sem ao menos tocarem no paciente. Se ficar o bicho pega e se correr o bicho come.

Sérgio Barbosa sergiobarbosa@megasinal.com.br

Batatais

_______________________________

RADARES

Como tucano que sempre fui, revolta-me a forma como foram colocados os radares inteligentes nas estradas paulistas (logo após as eleições). Sou a favor de coibir as irregularidades, mas porque então não se colocaram estes radares em funcionamento antes do dia 2 de outubro? E a Rodovia Marechal Rondon, que tem péssima qualidade de pavimentação em vários trechos? Além dos referidos radares, há também um elevado número de pedágios, que deveriam ser colocados, mas que antes a referida rodovia passasse por uma reforma em sua pavimentação.

Walter Francisco Barros walterfbarros@yahoo.com.br

Araçatuba

_______________________________

LÁBIA

O presidente Lula bem que podia usar a sua lábia e lero-lero para convencer os nossos vizinhos presidentes, especialmente o cocaleiro Evo Morales e o Fernando Lugo - que ele tanto paparica, para que estes façam algum esforço para impedir que tanta droga saia de seus países com destino ao Brasil. Afinal de contas, de nada adianta o louvável e hercúleo trabalho que a Polícia do Rio vem fazendo contra o tráfico se as torneiras nas nossas fronteiras não forem fechadas.

Paulo Ribeiro de Carvalho Jr. paulorcc@uol.com.br

São Paulo

_______________________________

PRIMEIRA BATALHA

O comandante do Bope, tenente-coronel Paulo Henrique Azevedo de Morais, foi realista quando disse: as forças policias venceram a primeira batalha, mas a guerra será longa. Concordo plenamente com as declarações do tenente coronel, até por que, além de dominar a área que era mantida pelos traficantes, o governo terá de dar trabalho a milhares de pessoas que viviam do tráfico e que, em sua maioria, além de não terem uma profissão, creio eu, não têm estudo também. O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, pediu que as forças que ele chamou de Forças de Paz permaneçam por mais um ano nos morros do Rio. Minha preocupação é que para manter todo esse contingente será necessário muito dinheiro, e provavelmente criarão medidas para arrecadação, no que provavelmente pessoas de bem de nosso País terão de arcar com todas as despesas, pagando mais impostos.

Virgìlio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

_______________________________

MIGRAÇÃO DO TRÁFICO

A maior decepção da importante e espetacular operação policial no Rio de Janeiro foi a fuga dos traficantes. Todos esperavam a exibição do indispensável troféu emblemático da vitoria: a prisão dos delinquentes. Pena que a Inteligência Policial e o Disque Denuncia não foram tão efetivos para o maior êxito da operação. Não se pode subestimar a inteligência e a mobilidade desses bandidos. Parece que a galeria de águas pluviais foi a rota utilizada. Nesta altura do tempo já devem estar se reorganizando em outros Estados e até em outros países. O Rio já recebeu a ajuda do Governo Federal e abriu as portas para o obrigatório apoio aos outros Estados. Agora, todas as outras unidades da Federação devem se preparar para o processo migratório destes perigosos marginais. Muitos outros lugares, em menor escala, mas não menos perigosa, a presença do tráfico é real e os governantes já devem estar em contato com os Órgãos Federais para este fim. Outras medidas preventivas para proteger a sociedade devem ser tomadas, pois onde houver mercado, ali eles se desenvolverão com a experiência já adquirida no RJ. Esta é a expectativa de toda a sofrida sociedade brasileira.

João Coelho Vítola jvitola4@globo.com

Brasília

_______________________________

BALANÇO FINAL

As Forças Aliadas invadiram o Complexo do Alemão e expulsaram os marginais de lá e a paz se fez presente naquela comunidade. A alegria tomou conta do morro, a bandeira nacional foi hasteada lá no cume. Centenas, talvez milhares de armas foram apreendidas, encontradas, desenterradas e mostradas às câmeras de televisão e aos fotógrafos da mídia escrita. Quarenta toneladas de maconha, isso é o que dizem. Não sei quantos quilos de cocaína, eles também não sabem. Só dez quilos de crack, só dez?

É bom não se iludir com o valor daquilo que foi apreendido, mais ou menos sessenta milhões de reais e imaginar que eles devem ter deixado para trás somente aquilo que podia ser deixado para trás. É bom imaginar que eles têm muito mais em outro lugar. É bom pensar que eles não estão vencido, estão apenas dando um tempo para as coisas acalmarem e aí voltarão à carga.

Bem o que conta é que as Forças Aliadas desbancaram os traficantes e os puseram literalmente, para correr.

Nenhum traficante de importância foi preso, nem mesmo de segundo, ou até mesmo de terceiro escalão, foi preso.

O único preso importante foi detido por acaso e é um dos assassinos do Tim Lopes.

Mas também eu fico pensando: Só fizeram incursões nos morros. Ninguém visitou a Vieira Souto, a Lagoa, Barra, ou até mesmo, ou principalmente, Brasília onde pode residir muita gente de peso.

Na busca de armas, drogas e bandidos a polícia está invadindo casas, até entendo a falta de mandado pela urgência e quantidade de locais a serem visitados, e, segundo algumas notícias, tem agido com exagero, tem destruído bens de pessoas de bem, tem tomado dinheiro de pessoas direitas e tem esbofeteado e humilhado trabalhadores nas frente da esposa e filhos.

Só posso aceitar esta ação como vinda de um dos braços das Forças Aliadas que não está acostumado ao convívio da favela, pois o Bope e a PM sabem perfeitamente que é e quem não é bandido.

Estranho, também é o Brasil todo ter assistido ao vivo a fuga em massa dos traficantes em carreira desabalada e totalmente desnorteados e a polícia não os perseguirem no ato, na hora. Alegaram que o local era de difícil acesso, mas dava para ver claramente que, apesar de não ser asfaltada, a rua era plana, inclusive uma caminhonete passou lotada de traficantes.

Estranho, também, terem estipulado um tempo determinado para que os bandidos escapassem, ou fugissem.

Até no Cazaquistão sabiam que eles fugiriam, como fugiram, à noite. Até na Letônia sabiam da existência dos esgotos pelos quais poderiam escapar. Só no Rio de Janeiro não previram essa possibilidade. Não previram?

Se ninguém foi preso significa que em algum lugar estão se reorganizando e o Bope e a PM do Rio sabem disso.

Confio plenamente nas Forças Armadas: Aeronáutica, Marinha e Exército. Só confio, mas não plenamente no BOPE. Não confio na PM carioca. Pelo sim, pelo não, parabéns pelas conquistas, mas isso é só o começo e será necessário muita luta para que seja o começo do fim

João Menon joaomenon42@gmail.com

São Paulo

_______________________________

E DILMA?

O Brasil acompanha há vários dias todos os desdobramentos da ação conjunta contra o tráfico de drogas articulada pelos governos estadual e federal no Rio de Janeiro. As cenas de tanques blindados, militares e policiais armados até os dentes subindo os morros do Alemão, naturalmente, nos levam a pensar que ''agora vai'' - a despeito do baixo número de criminosos detidos e de armas apreendidas, deve-se reconhecer que a operação configura um tardio, mas fundamental, primeiro passo. E em meio a todo esse clamor popular por lei e ordem, estranho um silêncio: o da presidente eleita Dilma Rousseff. Seu isolamento, a um mês de assumir o cargo, não ajuda na construção de uma imagem de liderança forte, independente e capaz de conduzir o País em área tão sensível como a da segurança pública. Ainda mais nesse instante, em que ficamos sabendo que os traficantes teriam fugido por meio de galerias pluviais incluídas nas obras do PAC realizadas no Alemão em virtude de suposta reivindicação dos próprios traficantes. PAC gerenciado por...Dilma! Onde está a senhora, presidente eleita?

Henrique Brigatte hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

_______________________________

TOLERÂNCIA ZERO

Segundo pesquisa do IBMEC- RJ, realizada pelo professor e economista Sergio Ferreira Guimarães, a cifra do crime revela um dado surpreendente. O gasto com segurança pública anual passa de R$4 bilhões, contra um lucro de R$ 633 milhões, proveniente de 90 toneladas de maconha, 9 toneladas de cocaína e 4 toneladas de craque, empregando 16 mil pessoas. As ações das policias integradas deixaram claro que quando o poder público quer ele ganha sempre. No entanto, é preciso que as ações continuem, as fronteiras sejam vigiadas extirpando de vez o tráfico de drogas, de armas bem como o combate aos barões da criminalidade (polícia, política e judiciário). A grande adesão da população ao Disque- Denúncia mostrou que a tolerância com o crime chegou no seu limite. A tolerância zero também deve ser aplicada aos governantes que têm o dever constitucional de garantir o direito à vida dos cidadãos. Que um dia o dinheiro gasto em segurança possa trazer a verdadeira paz ao cidadão de bem desse país, e que reflita em ganho para a educação deixada de lado por anos e anos de omissão dos poderes públicos. Avante Brasil, que ainda Cabe a presidente Dilma ser implacável com o crime e não dar trégua aos criminosos e corruptos desse país.

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

SÃO Paulo

_______________________________

NOVA FRENTE

O cerco policial ao Complexo do ''Alemão'' estrangula (até quando?) a ponta do tráfico que vende drogas. É preciso empreender esforço equivalente e permanente na ponta contrária,a que compra e justifica a existência e lucratividade da narcobandidagem.Ambas são partes da banda podre da sociedade. Ou o Rio acaba com as drogas ou as drogas acabam com o Rio.Viva Rio!

J.S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

_______________________________

PISO NACIONAL PARA A PM

Proposta indecorosa essa. As PM''s são estaduais. Cada estado que conviva com seu PIB, e leve essa discussão para suas Assembléias Legislativas. Levar essa discussão para a esfera federal não tem nexo! O custo vai recair sobre o contribuinte, que vai pagar segurança de porcaria nenhuma.

Fernando Makoto Fucamizu fernandofucamizu@hotmail.com

Marília

_______________________________

AVANTE!

A bandeira do Brasil tremulando no alto do Complexo do Alemão no Rio de Janeiro mostrou o quão desejosa de paz está a população brasileira, que ao vê-la lá em cima, chorou de emoção. Talvez por sentir um pouco de esperança; talvez porque o Brasil se agigantou quando foi à luta por seus direitos. Talvez pela fragilidade em que todos nos encontramos diante de tanta insegurança, abandonados que estamos pelo poder público nessa guerra desigual. Que a bandeira tremule, com força cada vez maior, e que a determinação mostrada de assegurar-nos a paz não seja apenas mais uma "encenação" do Estado para acalmar os ânimos ou angariar prestígio, mas sua prioridade - mesmo porque é seu dever -, movendo céus e terras se preciso. A guerra apenas começou. Há muito ainda pelo que lutar! Avante, gigante!

Myrian Macedo myrian.macedo@uol.com.br

São Paulo

_______________________________

SALÁRIOS DIGNOS

As UPPs só darão resultados nas favelas cariocas, se o governo do Rio implementar uma política de remunerar bem seus policiais, com salários dignos. Caso contrário, o tráfico voltará aos poucos dominar as favelas e esses policiais serão aliciados para criminalidade.

Filadelfo Barbosa da Cunha fbcunha@petrobras.com.br

São José dos Campos

_______________________________

PAC NO MORRO DO ALEMÃO

Muito interessante as Obras do PAC e a inteligência dos traficantes. 1) No sábado à noite, mandaram o líder comunitário para negociar a rendição deles, que durou 15 horas até o início da invasão; 2) Enquanto a Polícia aguardava a noite toda, os traficantes fugiam (cerca de 500) pelo túnel (ou duto de águas pluviais) feito pelo PAC, a mando dos traficantes (veja-se como essas obras são vistoriadas e fiscalizadas). Logo, o que sobrou para a polícia foram os ''gordos''que não passavam pelo duto e os meninos de bermuda, chinelo havaianas e sem camisa. Como os leitores deste são pessoas inteligentes, o resto não precisa se falar.

Gilson Moreto g-moreto@uol.com.br

Santana de Parnaíba

_______________________________

CAMINHO SEM VOLTA

Esta ação da polícia do Rio contra o tráfico, com o auxílio das Forças Armadas, pressupõe que houve uma mudança na postura da polícia do Rio. Não tem como, nem em sonho, imaginar que esta ação não será permanente de agora em diante, sob pena de a sociedade e os moradores das localidades invadidas sofrerem pesadas represálias. A população, ante o apoio que deu, não aceita nem admite retrocesso neste processo. Agora o governo do Estado tem de manter isto permanentemente, e urge que se instalem nas comunidades invadidas os serviços sociais e assistenciais de que a comunidade precisa. Este é um caminho sem volta.

Panayotis Poulis ppoulis@ig.com.br

Rio de Janeiro

_______________________________

SÓ CRÍTICAS

Que há corrupção nas polícias cariocas, com quase certeza há, como há aqui em São Paulo em Minas ou em qualquer outro canto do Brasil e quem sabe no mundo tôdo.Isso, é um fato e não há como contestar.Mas daí a desclassificar o trabalho feito no Rio de Janeiro nos últimos dias, aí já é demais. As polícias fizeram um ótimo trabalho e aos que acham que não, sugiro irem in loco, consultar os moradores do lugar e depois tirarem suas conclusões. A sugestão, é que os que criticam tudo e tôdos à tôdo o tempo, que pleiteim um cargo público, seja qual for, e arrumem as coisas à seu modo.Aí é que veremos as competências dos críticos de plantão.

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

_______________________________

CIRCO

O pão com o bolsa-família e o circo,ora,o circo...Há tantas versões deste para o povo brasileiro se deleitar,como por exemplo,as prisões cinematográficas da Polícia Federal de estelionatários e políticos miúdos ...Mas agora, a mais recente, com a tomada de alguns morros cariocas por forças federais e estaduais do Rio,foi o gran finale do quesito segurança pública lulística.O interessante é que o trafico de poder e dinheiro públicos está cada vez mais forte.Cadê a mesma coragem da Justiça e das Polícias para por nas grades os tubarões? Capitão Nascimento, socorro...

José Eduardo Zambon Elias zambonelias@estadao.com.br

Marília

_______________________________

VÃO FICAR?

As forças armadas ficarão nas favelas o tempo que for necessário, declarou Lula. Será que ele pretende também alojá-los em quartéis nas favelas, e colocar quaritas blindadas em cada uma de suas entradas? Parece que os morros cariocas, tão cantados em verso e prosa, estão virando praças de guerra civil. Resta saber o que pretende o governo no longo prazo!

Silvano Corrêa scorrea@uol.com.br

São Paulo

_______________________________

OS "REAÇAS"

Após oito (8) anos sob Lulla, o tráfico de drogas deveria ser prioridade nº 1 da Polícia Federal, tal o seu potencial desestabilizador da sociedade. Todavia, o que fez noço guia a respeito em todo o seu período ? Na trilha das sociologias que vêem a "desigualdade" como vilã pela criminalidade no execrado mundo "capitalista", o governo petista enxarcado de ideologias defuntas, demoniza e afrouxa a lei penal, quando o povo - façam qualquer consulta popular que vão apurar o que digo - quer endurecê-la ! Dessa forma, agindo na contramão dos anseios sociais, a atuação de Lulla é marcada pela descriminalização de condutas, visando a colocar em liberdade até os mais incorrigíveis criminosos. Por conta dessa ideologia que aposta na descriminalização do crime e que vai no sentido oposto ao exitoso "tolerância zero" (NY), o tráfico de drogas e de armas, no Brasil, já se estabeleceu nas cidades pequenas, e nas grandes - caso do Rio - chegou ao nível de guerra civil, como estamos testemunhando. Praticamente bola "cantada", mas Lulla segue em frente assistindo do Aerolula os fatos da nação e fazendo que "não é com ele". Ora, convenhamos, se a autoridade suprema da Nação nega-se a admitir o que está a ocorrer em seu país, recusando-se a exercer a força para esmagar o tráfico, é tão culpada pelo drama quanto os próprios criminosos, na medida em que justamente dá, aos traficantes, a paz de que precisam para prosperar, a mesma paz que as comunidades ordeiras do subúrbio dizem que o tráfico lhes subtraiu ! O presidente é pago para dirigir um País cuja divisa é "ordem e progresso". Para tanto, esperava-se que desse paz à sociedade e guerra aos bandidos, mas fez e faz exatamente o oposto. O que vimos nos últimos dias no Rio foi tão-somente um episódio reativo, em que o estado, acintosamente confrontado pela ação das gangues que o dominam, e, tendo em conta que eventos internacionais importantes ali serão sediados, decidiu "reagir", com notável poder de fogo e infligir importante revés aos delinqüentes. Todavia... nada do que ali houve foi premeditado ou planejado; foi tudo reação, não ação ! Tanto que deixaram praticamente todos os chefes do crime escapar, já que não foram capazes sequer de persegui-los, em suas rotas de fuga, as quais, igualmente, ao que tudo indica, eram desconhecidas das forças de segurança, como se estas não fossem "do lugar". E há ainda os que vêem em tudo isso uma grande "vitória do bem contra o mal". Na minha avaliação, apesar do resultado e dos números, ficou mais uma vez demonstrada a incompetência do estado para enfrentar simples delinqüentes, armados, de fato, mas sem treinamento ou experiência militar - que falam muito mais alto que armas. Queria ter esperanças de que "agora vai", mas os fatos, como ocorreram, não me dão motivo para tanto.

Silvio Natal silvionatal49@yahoo.com.br

São Paulo

_______________________________

OUTROS TEMPOS

Quando a Dilma Rousseff era brizolista do PDT e da oposição ao governo federal ela concordava com o então governador do Estado do Rio de Janeiro Leonel de Moura Brizola e com a sua ''política de segurança pública''. Que era a de não ''combater o crime''. Mas, agora que a Dilma Rousseff é lulista do PT e da situação no governo federal ela concorda com o atual governador do Estado do Rio de Janeiro Sergio Cabral Filho e com a sua ''política de segurança''. Que é a de ''combater o crime''. E, então, a Dilma Rousseff é também uma metamorfose ambulante?

Ney José Pereira neyjosepereira@yahoo.com.br

São Paulo

_______________________________

COMBATE AO TRÁFICO NO RIO

Mal começou a ação, já avaliam a operação com total êxito, como sempre a propaganda tem que gerar dividendos políticos. Há três anos já haviam tentado uma ação no combate ao tráfico de drogas que pelo visto nada resolveu. O tráfico de drogas que sempre existiu em níveis menores, cresceu demais e continua aumentando graças as facilitações nas relações com os paises vizinhos Bolívia, Colômbia e outros, que deveriam arcar com as despesas de todo o aparato no combate, pelas polícias Civil, Militar, Federal e das forças armadas Marinha e Exército. Pela mídia nos passam a impressão de problema resolvido, o que não é a verdade, enquanto isso muitos dos traficantes se transferem para outros Estados, até dizem que fugiram por tubulação de obra do PAC paralisada, no complexo do Alemão, cuja tubulação estaria sendo feita com dimensão maior, justamente para facilitar eventuais fugas. Por que essa ação só teve início após as eleições, estranho não? Com a experiência que se está adquirindo, essas operações de combate às drogas devem ser rotineiras, a começar pelo Distrito Federal e demais Estados brasileiros, mais atingidos.

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

_______________________________

CÁLCULO ARITIMÉTICO

Até que enfim a carga tributária baixou. R$1,2 trilhões de impostos arrecadados em 2010 (projeção com base no impostometro), divididos por 190.732.694 habitantes (resultado final do censo 2010) = R$ 5767,23 por habitante. Mais ou menos 11 salários mínimos, médios, per capita.

Sergio S. de Oliveira marisanatali@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

_______________________________

EQUIPARAÇÃO SALARIAL

O Brasil precisa aumentar a produtividade como forma de enfrentar a concorrência internacional. A equiparação salarial tem sido ponto de constante controvérsia na Justiça do Trabalho. Hoje em dia, ao contrário do que aspiram seus idealizadores, em lugar de beneficiar os empregados tem sido, na vida real, um mal para os empregados mais dedicados. Por mais que se procure qualificar o desempenho de um trabalhador (ai incluo os rurais, dos serviços e da indústria), comparando-o com outro ou com outros, tende-se a fazer injustiça com o trabalhador mais dedicado. Isto porque o desempenho de uma tarefa não se prende somente à quantidade produzida. Uma tarefa envolve quantidade, qualidade, presteza, criatividade, produtividade (menos desperdício de tempo e/ou material). Um modelo que se utilizava era o da empreitada. O empregado recebia um salário base, acrescido pela quantidade e qualidade do bem ou serviço produzido. Esse modelo caiu em desuso porque as decisões judiciais passaram a considerar como "direito adquirido" a remuneração conseguida no passado. Em outras palavras, o empregado tinha um nível de produtividade que lhe proporcionava uma remuneração. Por isso ou por aquilo, aos seus proventos diminuíram porque não consegue mais atingir a empreitada anterior. Os juízes trabalhistas foram obrigados a aplicar o princípio da irredutibilidade da remuneração, obrigando o empregador a continuar a pagar ao empregado a remuneração anteriormente atingida. Em outros casos o empregador, reconhecendo o maior mérito de algum empregado, acabava proporcionando-lhe algum adicional na remuneração. Os juízes foram obrigados a reconhecer a princípio da equiparação salarial para os demais trabalhadores. A meu ver esse ponto da legislação trabalhista deverá ser revisto. Irá beneficiar os melhores trabalhadores, além de reduzir de forma fantástica as reclamações trabalhistas, liberando juízes para outras áreas do direito. É necessário convencer a futura presidente Dilma para promover a alteração pontual da CLT.

Hélio Mazzolli mazzolli@terra.com.br

Criciúma (SC)

_______________________________

QUE VERGONHA!

É uma indecência os EUA inundarem o mundo com a emissão de US$ 600 bilhões, sem lastro e sem qualquer controle externo. Tudo isso em nome da ganância insaciável e do puro egoísmo imperial. O império não se preocupa nem um pouco com o risco de criar um caos internacional no mercado financeiro. Só mesmo a China seria capaz de peitar tanta arrogância e abuso de poder.

Conrado de Paulo conrado.paulo@uol.com.br

Bragança Paulista

_______________________________

CRISE FINANCEIRA

Não sou economista, e não entendo muito dos mecanismos da economia com um todo, mas leio analistas e jornalistas que fazem sérias críticas ao sistema que países como a Irlanda, Espanha, e até a França que acabaram por ajudar o sistema financeiro capitalista com dinheiro público para tentar salvar suas economias, que antes estavam dando excelentes resultados, como ocorreu e ainda ocorre na Coréia do Sul. Contudo quando sistemas socialistas mantidos pelo estado, ou seja dinheiro público também, quebraram, como a ex -URSS, entre outros não lembro destes mesmos críticos condenarem os estados que tomavam tudo do cidadão e pouco davam em troca, e faliram, e até hoje não se refizeram como socialistas. Estes analistas e jornalistas tem alguma idéia de qual sistema não precisa da sociedade para se refazer, ou que esteja acima das crises? Só leio criticas, nunca soluções.

Francisco da Costa Oliveira fco.paco@uol.com.br

São Paulo

_______________________________

ANTIAMERICANOS

Pelas informações vazadas pelo site da ONG Wikileaks, o atual governo brasileiro, além de muito corrupto, tem como política internacional o anti- americanismo! Nenhuma novidade até aí, porque, apesar de o Brasil governado por Lulla levantar esta bandeira retrógrada e antiga de colocar todos os males do mundo nos EUA, os brasileiros voam em massa a este país gastando bilhões de dólares. Por incrível que pareça o perfil dos brasileiros que vão gastar seu dinheiro nos EUA está entre as novas classes sociais que subiram na pirâmide social. Apesar do governo Lulla/Dillma, o brasileiro adora os americanos, basta pegar a estatística do número de turistas que se dirigem ao "império americano" contra a "Cuba Ilha da Fantasia" dos Top Top Garcia. Nem eles viajam para a amada ilha. Gastam seu rico dinheirinho na Europa e nos EUA e nem fazem questão de esconder a preferência!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

_______________________________

JADER BARBALHO

Que teve 1,7 milhões de votos, disse que o povo rejeitou decisão do TSE, que o cassou por ser ficha suja. Ora, senhor Jader, o povo não sabe quem o senhor é. O Tribunal sabe. Eu, particularmente, tenho a impressão de que o senhor deveria estar recluso.

Orivaldo Tenorio de Vasconcelos prof.tenorio@uol.com.br

Monte Alto

_______________________________

"RECADO ELEITORAL"

Cumprimento o Sr. Sérgio Fausto, pela brilhante e esclarecedora leitura do que foi o processo eleitoral! Como eleitora do PSDB, endosso suas palavras, e espero que realmente o partido se estruture (fez uma campanha com atraso, enquanto o cabo eleitoral Lula já estava na estrada há um ano, indicou um vice desconhecido e no primeiro turno foi um vexame) para assumir o comando do País em 2014, quem sabe com Aécio Neves, agora, pensando menos no umbigo!

Rosane de Arazão roxanearazao@yahoo.com.br

Campinas

_______________________________

O PALANQUE CONTINUA

Lula em cerimônia no Maranhão disse que: "outros presidentes não tiveram as mesmas condições que eu".

"O Sarney pegou o Brasil em época de crise". Já o "FHC, mesmo que quisesse fazer, não podia, estava atolado em dívida com o FMI". Logicamente que o problema de Lula não reside somente na falta de esmero institucional, como principalmente de conhecimento! Por exemplo: na era FHC, a dívida pública em dezembro de 2002 era de R$ 654 bilhões, e a do petista deverá alcançar neste ano R$ 1,7 trilhão. O custo de remuneração de empréstimos do FMI não chega a 40% da taxa Selic, hoje 10,75%, sobre o qual, o governo de Lula paga juro da sua monumental dívida, que em 2010 vai consumir R$ 190 bilhões... Mesmo com as graves crises internacionais por que passou a gestão do PSDB, FHC, austero e sem demagogia, investiu os mesmos 18% do PIB da gestão petista, que até aqui arrecadou como jamais ocorreu em tempo algum... E FHC, com todos os problemas da época, ainda teve a lucidez e competência de implementar o Real, criar a Lei de Responsabilidade Fiscal e o hoje Bolsa-Família (Bolsa-Escola), etc., etc.! Não fez mais porque o PT de Lula não deixou, só atazanou... O Lula com estes papos de botequim não agrada hoje nem a seus companheiros da Vila Euclides. Coitada da Dilma...

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

_______________________________

HERANÇA

Tudo indica e ruma para a ''continuidade'' no nosso país, com Lula no topo do comando. Basta ver o que está ocorrendo nas nomeações efetuadas por Dilma até agora. Ou seja, teremos de engolir o ''cara'' por mais quatro anos. Que Deus nos ajude e proteja.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

_______________________________

QUAL CARGO?

Depois de ver mais uma vez a Sra. Rousseff ceder ao pedido (ordens?) do Sr. Lula da Silva e confirmar mais um ministro atual em seu futuro governo, não seria mais lógico chamá-la de Sra. secretária, e não de Sra. presidente?

Maurício Lima mapeli@uol.com.br

São Paulo

_______________________________

VIÉS AUTORITÁRIO

Até o último dia de seu mandato, Lula quer se fazer presente na escolha dos ministros que comporão o governo de Dilma. A insistência do presidente em impor o nome de Fernando Haddad para continuar no Ministério da Educação deixa claro o quanto ele interfere nas decisões do futuro governo. Dilma, até o momento, tem se demonstrado passiva ante o autoritarismo do chefe. Lula, em fim de mandato, deveria conter seu viés autoritário e, deixando de lado a presunção que lhe é peculiar, deveria também abster-se de interferir na indicação de nomes que formarão o ministério de Dilma e entender de uma vez por todas que esta é uma prerrogativa exclusiva dela e de mais ninguém.

Francisco Zardetto fzardetto@uol.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.