Cartas - 02/07/2011

STRAUSS-KAHN

, O Estado de S.Paulo

02 Julho 2011 | 00h00

Camareira

Nessa história escabrosa e mentirosa, quem deveria estar na prisão é a camareira do hotel de Nova York, não o ex-diretor do FMI, que, por causa de um sujo trabalho adversário, se viu constrangido, teve de renunciar ao cargo e sofreu abalo em sua trajetória na disputa eleitoral francesa.

YVETTE KFOURI ABRÃO

abraoc@terra.com.br

São Paulo

_______________________________

Truculência

É ponto pacífico que a polícia de Nova York agiu com precipitação e truculência ao efetuar a prisão de Dominique Strauss-Kahn, acusado de assédio sexual por uma camareira de hotel. As novas investigações sobre o caso confirmam a inocência do ex-presidente do FMI, em razão dos depoimentos contraditórios da camareira. Se a inocência de Strauss-Kahn se confirmar definitivamente, o que é muito plausível, a truculência e a brutalidade da maneira de agir da polícia nova-iorquina certamente exigirão reparos de monta pelos danos morais causados a esse cidadão.

FRANCISCO ZARDETTO

fzardetto@uol.com.br

São Paulo

_______________________________

CASO DOS ALOPRADOS

Orestes Quércia

Em referência ao editorial A "missão heroica" dos aloprados (30/6, A3), informo que é infundada a acusação de Expedito Veloso a meu marido, Orestes Quércia, falecido no ano passado, sobre sua participação na suposta compra por outro candidato de um documento falso, durante a eleição de 2006. Expedito Veloso, que envolveu levianamente o nome do Orestes, será instado pela nossa família a provar a sua acusação.

ALAÍDE QUÉRCIA

eduardo.simoes@solpanamby.com

São Paulo

_______________________________

CORRUPÇÃO

Glorificação da mentira

O que o Brasil pode esperar, se desembargadores - Hélcio Valentim de Andrade Filho, Paulo Medina e tantos outros - vendem sentenças e habeas corpus a traficantes; o prefeito de Campinas, Dr. Hélio, diz não saber que sua mulher era a chefe de uma quadrilha que desviava recursos públicos; um ministro, Aloizio Mercadante, diz não saber da compra de um dossiê; e Lula disse que não sabia do mensalão? Resposta: a glorificação da mentira!

EUGÊNIO JOSÉ ALATI

eugeniojosealati@yahoo.com.br

Campinas

_______________________________

POLÍTICA ECONÔMICA

Reindexação

Banda larga a R$ 35 terá reajuste anual, diz Telefônica (30/6). E eu que pensava que era só eu... Impressionante como este país é burro! Voltar à reindexação (que nunca funcionou!)... Errar é humano, persistir no erro é burrice.

JOSÉ F. SOUZA

frnc2@hotmail.com

São Paulo

_______________________________

ESTRADAS E PEDÁGIOS

Fim de linha

Pedágios no Estado de São Paulo são reajustados em até 12%. Sr. Geraldo Alckmin, não foi isso que nos foi prometido em sua campanha. O PSDB estaria sendo dizimado?

ANGELO TONELLI

angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

_______________________________

Promessas...

O aumento dos pedágios mostra que o poder não tem preço. Parabéns, governador, o povo deve sempre se lembrar de suas promessas de campanha. Anulei o meu voto, pois sempre duvidei do caráter dos políticos, e o senhor não me decepcionou.

ANGELO ANTONIO MAGLIO

angelo@rancholarimoveis.com.br

Cotia

_______________________________

Esclarecimentos

Em resposta ao leitor sr. Valter Banhara Guisard (Buracos e ondulações, 29/6), a Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) esclarece que o reajuste nos pedágios do Corredor Ayrton Senna-Carvalho Pinto é de 6,55%, que corresponde ao IPCA dos últimos 12 meses, e não de 9,77%. A concessão do corredor trouxe para os usuários pedágios mais baixos, além da garantia de investimentos em obras e serviços que totalizam R$ 740 milhões. Em junho de 2009, quando passou para concessão, as tarifas de pedágio tiveram redução de 40%. Depois disso as praças passaram a cobrar metade do valor na ida e a outra metade na volta, o que beneficia os usuários que usam a via em um único sentido. Sobre as condições do asfalto citadas pelo leitor, informamos que a via está em fase de recapeamento entre o km 11 e o km 61, intervenção profunda que deixará a pista em excelente condição por pelo menos quatro anos. Outros trechos receberão recape até junho de 2012. A Artesp realiza vistorias quinzenais nas rodovias estaduais e qualquer buraco ou imperfeição que apareça deve ser coberto em 24 horas e sanado definitivamente em 30 dias. A Artesp põe-se à disposição do leitor, que também pode utilizar a Ouvidoria para se comunicar, pelo telefone 0800 7278377. A SP-070 já recebeu R$ 271 milhões em obras e serviços somente nos primeiros 24 meses de concessão. Além de obras, esses investimentos incluíram operação tapa-buracos em toda a via, revestimento asfáltico, correção de depressões e selagem de trincas.

EDUARDO REINA, Assessoria de Imprensa da Artesp

eduardo.reina@artesp.sp.gov.br

São Paulo

Sobre o Corredor Ayrton Senna-Carvalho Pinto, a concessionária Ecopistas informa ao leitor sr. Valter B. Guisard que tem um programa de obras de recuperação especial do pavimento e atende aos prazos nele estipulados. As obras são realizadas em etapas. Primeiro, os serviços foram realizados nos trechos mais deteriorados: sentido interior, entre o km 11 e 19 (entre São Paulo e Guarulhos) e do km 44 ao 61 (entre Itaquaquecetuba e Guararema); sentido São Paulo, do km 61 ao 55 (entre Guararema e Mogi das Cruzes) e do km 45 ao 25 (entre Mogi das Cruzes e Guarulhos). No segundo semestre, os trechos do km 25 ao 11, sentido São Paulo, e entre o km 20 e 44, sentido interior, passarão por intervenções. A previsão é de que toda a malha viária do corredor seja recuperada até junho de 2013. A Ecopistas realiza a operação tapa-buraco constantemente ao longo das rodovias que administra, atendendo às exigências do contrato de concessão. Desde que assumiu a operação do corredor, em 18/6/2009, a Ecopistas recuperou cerca de 280 km de faixas de rolamento. Ao final deste ano, 400 km terão sido recuperados.

TATIANNE SOUZA, Assessoria de Comunicação Empresarial

tatianne.souza@ecopistas.com.br

São Paulo

_______________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.362

TEMA DO DIA

Lei deve tirar milhares de presos da cadeia

Medidas para suspeitos vão de pulseira eletrônica a veto a viagens e entram em vigor na segunda-feira

"Os prisioneiros irão gostar. O povo que se cuide."

JOSÉ MARTIN

"O Estado admite sua incapacidade em manter bandidos presos em vez de buscar uma solução satisfatória, como a concessão de serviços carcerários à iniciativa privada."

ALEX DUARTE

"Agora só falta rasgar o Código Penal e transformar presídios em escolas. Finalmente a utopia chegou para nós brasileiros."

ERNESTO POSSONI BÉJAR

_______________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

COMO EXPLICAR?

 

 

Sou professor para estrangeiros e utilizo jornal e blogs para ensinar língua portuguesa e cultura brasileira. Esta semana fiquei absolutamente sem ação quando um aluno me perguntou como pode um homem público, como o filho do Sr. Bolsonaro, escrever "Chupa Viadada!" em seu blog. Não soube o que responder e calei-me na vergonha de morar em um país em que liberdade de expressão se confunde com ser chulo, baixo e ofensivo. No país desse meu aluno, esse senhor teria sido expulso do cargo. Permitir isso de uma figura pública abre portas para se escrever "negraiada", "judeuzada", "putaiada", "baianada" etc. Pode-se não concordar com as pessoas, mas respeito é essencial. Ele, sim, faz mal aos nossos filhos. Deprimente.

 

 

 

Sérgio Duarte Julião da Silva sdjuliao@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

__________________________

 

 

 

 

 

 

 

DIREITO DE EXPRESSÃO

 

 

Ainda bem que o Conselho de Ética parlamentar rejeitou o processo contra o deputado Jair Bolsonaro. O pedido apresentado pelo PSOL pedia a cassação do mandado do deputado, um partido que apóia e defende um tal de kit gay, absolutamente não tem condição nenhuma de representar nada no congresso nacional. Enfim, foi rejeitado o processo contra o deputado, valeu á ética, os bons costumes e o bom censo "parabéns" aos parlamentares que votaram contra ao pedido, isso também é "direito expressão e opinião"...

 

 

 

 

Benedito Raimundo Moreira br_moreira@terra.com.br

Guarulhos

 

 

 

 

 

__________________________

 

 

 

 

 

 

O CULTO AO ÓDIO

 

 

 

 

 

Dando asas para cobras, o Conselho de Ética da Câmara não surpreendeu aos mais esclarecidos ao apostar pela "absolvição" do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), o que se comprova com a atitude infantiloide por parte do filho do parlamentar (Carlos Bolsonaro , vereador pelo PP-RJ), que perdeu a oportunidade de ficar calado, ao invés de inutilmente promover a discórdia e a desarmonia social. Quanto a liberdade de expressão que tanto o vereador da capital fluminense, quanto os demais simpatizantes optaram por citar, tenho a informar que suas respectivas cabeças do tamanho de alfinetes parecem ter lhes concedido limites bem peculiares de quem ao invés de compactuar com o bem-estar social, optam pela proliferação de atitudes bem medievais, fazendo jus ao desprezo que seguramente não poucos heterossexuais como eu possui pelos senhores. Quanto as asas gratuitamente dadas aos senhores pelo CEC, sugiro que façam delas o melhor proveito possível, mas saibam que até isto também possui suas limitações, uma vez que não poucos setores da sociedade, assim como a própria opinião pública abominam o culto ao ódio, como também qualquer hostilidade desta grandeza.

 

 

 

Pierre Magalhães pierre.magalhaes@ibest.com.br

São Bernardo do Campo

 

 

__________________________

 

 

 

 

 

DIA DO ORGULHO HETERO

 

 

É isso mesmo, senhor Carlos Apolinário, falta muito pouco para estarmos sob uma ditadura gay, a qual, infelizmente, é incentivada pela imprensa, que despreza e distorce nossos valores morais, e finge ignorar as causas do homossexualismo. Já se descobriu que os vícios da bebida e do jogo são congênitos. Sabe-se que o mongolismo é resultante de um cromossomo quebrado, etc.. Quando conheceremos o gene responsável pela tara de usar o ânus como órgão sexual? De um gay não querer ser homem nem conseguir ser mulher? Eu também respeito os homossexuais como seres humanos e não admito que sejam maltratados. Mas, pelo amor de Deus, que eles não me irritem com a desfaçatez de afirmar que praticam um ato natural, de amor, de orientação sexual, opção de vida, e outros eufemismos, ou baboseiras, que depõem contra a lógica e os conceitos do que é ser macho e fêmea! Que sejam humildes, admitam que são portadores de uma anomalia congênita, da qual não são culpados e sim vítimas. E que sejam discretos, porque uma cena dantesca e grotesca é ver duas pessoas vestidas de homem beijarem-se na boca. É melhor ser cego, francamente!

 

 

Jaime Manuel da Costa Ferreira jaimemcferreira@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

__________________________

 

 

 

EXPLICAÇÕES DA CÂMARA MUNICIPAL

 

 

Neste espaço democrático que o Estado nos reserva para um franco debate, o vereador Carlos Apolinário explica dos por quês que inúmeros projetos estão com votação pendente na Câmara Municipal de São Paulo (Fórum dos Leitores, 1/7), tal qual o proposto Dia do Orgulho Hetero. O que nos sensibiliza é que num texto de 355 palavras pouco diz das reais causas numa Casa que pouco trabalha, tal qual se o horário de Brasília fosse de fato oficial trabalharíamos três dias por semana, e nem a capital federal teria o formato de um avião com suas asas sul e norte, mas sim de um grande camburão. Eu apreciaria que o vereador, que já foi deputado federal, estadual e está na sua terceira vereança demostrasse neste painel como poderá a transferência de recursos públicos ao patrimônio privado, auxiliar aos necessitados pelos mesmos recursos públicos em suas carências. Falo do Itaquerão Trata-se do efeito bola de neve que sobe o morro, onde estão os melhores alojados, e que afronta a lei da gravidade, ou melhor, a lógica econômica. Como economista, quero que se explicite, aos representados e pelos representantes destes na Câmara quais as contrapartidas sociais e econômicas; mas projetadas, apontadas numericamente posto que não haja evento esportivo do porte das Olímpiadas e das copas de futebol que tenha sido estudado e acompanhado pelo meio acadêmico que tenha propiciado legado social condizente para com o ônus financeiro que trás a uma nação. África do Sul e Grécia são exemplos incontestes, o Pan nem vale citar, pois foi grotesco. Estes eventos produzem um simples razonete onde a débito estão os custos a pagar em longo prazo pela nação com estádios, e demais instalações e luxos requeridos que fatalmente ficarão ociosos. A crédito, e em curto prazo serão contabilizados para fora do país os lucros extraordinários de empreiteiras, lucros dos comitês esportivos organizadores, mídias e publicidade além da corrupção que reinará na bagunça da pressa previamente arregimentadas. Até hoje não houve total pagamento ou retorno dosa US$ 16 bilhões gastos pelo Japão e Coréia; nem mesmo na Alemanha que recebeu 2,6 milhões de visitantes durante o evento. Seria ótimo que os vereadores explicassem detalhadamente o que embasou a decisão deles para doar o nosso dinheiro, afinal as eleições se aproximam.

 

 

Oswaldo Colombo Filho colomboconsult@gmail.com

São Paulo

 

__________________________

 

 

CÂMERAS NO IBIRAPUERA

 

 

 

Li a reportagem de Luísa Alcalde em Metrópole de 27/6. Li e não acreditei que os "experts" da Prefeitura usem a suposta privacidade dos usuários do parque para justificar a aquisição de um sistema sofisticado (alcance de 2000 m, giro de 360 graus, etc.) , provavelmente caro e que não vai atender à necessidade de vigiar esta enorme área. Talvez estejam se referindo á privacidade daqueles que praticam sexo em locais públicos, à luz do dia; ou talvez, à privacidade da "turma do baseado"; ou ainda à privacidade dos donos de cachorros "perigosos" que não usam nem guias e muito menos focinheiras nos seus animais; ou daqueles, cujos cães emporcalham o parque. Por último, mas não menos importante, fica também protegida a privacidade dos agentes da GCM e os da empresa de segurança terceirizada, que poderão continuar a se esconder de todos esses problemas. Esse prefeito Kassab e sua trupe são mesmo uns fanfarrões....

 

 

 

Saulo Kutner skutner@terra.com.br

São Paulo

 

 

__________________________

 

 

 

MAIS UM ESCÂNDALO

 

 

Agora com a folha de pagamento da Secretaria de Saúde do Estado do Rio, onde havia irregularidades no cadastro, envolvendo um funcionário e uma terceirizada, e é aí que está aberta a porta para isto acontecer. Estão abusando de terceirizados, achando que eles podem ocupar qualquer função ou fazer qualquer serviço. Onde já se viu um terceirizados cuidar da folha de pagamento, tendo senha de acesso? O que é isso? Até secretário terceirizado já tem. Não podem ocupar qualquer cargo não. Neste ritmo vamos ter daqui a pouco terceirizados presidindo a Petrobras, Eletrobras, Eletronuclear, Furnas, Correios. etc. Terceirizado não tem nenhum interesse na empresa onde está. Ele sabe que ali ele é temporário, não tem os mesmos direitos dos concursados ou pertencentes ao quadro efetivo, então ele não está nem aí. Os interesses dele divergem dos outros. Terceirizado é para serviços gerais, mensageiros, recepcionista, e para por aí. Na Petrobras já tem até fiscal terceirizado, que é função exclusiva do concursado.

 

 

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

 

 

__________________________

 

 

 

 

CHAVEZ JÁ ERA

 

 

Pena que Hugo Chávez não é o mexicano Chaves, que pelo menos está em cartaz faz decadas nos fazendo, rir ate ao infeliz povão da Venezuela. Quem sabe Deus vira venezuelano e limpa a área? A hora é esta. A época da queda dos canalhas, crápulas e facínoras está em alta, até no Brasil um ganalha saiu do ar. Todos gostam e querem a democracia ate os venzuelanos,que Deus faça seu melhor lá,os venezuelanos merecem.

 

 

Antonio Jose G.Marques anjogoma@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

__________________________

 

 

 

 

 

PARÂMETRO

 

 

Muito ruim o escritor não vir. Muito pior o terrorista ficar.

 

 

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

__________________________

 

 

 

 

 

ESCLARECIMENTO

 

 

 

Em resposta ao leitor José Roberto Palma, que pergunta quem perde mais com os cancelamentos das viagens do escritor Antonio Trabucchi e do nosso ex-presidente, me parece que temos que separar por áreas: na área acadêmica perde o Brasil, a Itália perde na área circense.

 

 

Alexandre Martini Neto amartini906@gmail.com

Rio Claro

 

 

__________________________

 

 

 

 

EFEITO BATTISTI

 

 

A agilidade demonstrada para a permanência de Battisti no Brasil poderia ser estendida a muitos milhares de imigrantes que se encontram em situação indefinida ou, até mesmo, ilegal. Não quero defender a rapidez na concessão de visto de residência permanente ou concessão de cidadania, mas sim a concessão de um visto de permanência e de trabalho temporário, com duração de 90 dias ou, preferencialmente, 6 meses. Esses milhares de imigrantes são muitas vezes obrigados a permanecer na clandestinidade, sendo explorados até mesmo por alguns de seus patrícios, aceitando subempregos e, até, eventualmente, sendo cooptados por criminosos para que possam ter alguma fonte de subsistência. Com a concessão de visto para trabalho temporário, poderiam ser contratados legalmente pelas empresas, reduzindo os problemas sociais, dando uma vida mais digna a esses imigrantes e familiares. Findo o prazo concedido, poderia haver até mais uma extensão, caso o processo de concessão de visto de permanência tenha sido iniciado em tempo hábil e, devido aos trâmites legais, ainda não tenha sido concluído. Por que o Battisti não poderia deixar ao menos uma herança positiva?

 

 

 

Edison Roberto Morais ermorais@uol.com.br

São Paulo

 

 

__________________________

 

 

 

AINDA O CASO BATTISTI

 

 

 

Esse ainda vigorará "ad eternum" se as Instituições Jurídicas brasileiras não encontrarem uma saída honrosa desse verdadeiro "imbróglio", resultante das sucessivas decisões absurdas (obviamente ressalvadas as honrosas exceções que abrangem os poucos votos contrários dos juristas que merecem o nosso apreço e o nosso respeito), que foram detalhadamente analisadas de forma clara e objetiva na matéria referente ao Setor de Notas e Informações transcritas na página 3A desse importante periódico, em 25/0611. De fato, essa fluente e polida análise crítica, totalmente desvinculada de qualquer conotação política, merece os mais efusivos cumprimentos. Dentre todos esses procedimentos inadequados, ressalta a do atual Governador do Rio Grande do Sul, o senhor Tarso Genro, na época ocupando o honroso cargo de Ministro da Justiça (cargo da maior responsabilidade não só em relação aos seus conterrâneos, mas envolvendo também as relações internacionais, principalmente na vigência de Tratados plenamente estabelecidos com outros paises) o senhor Tarso Genro, parafraseando o autor da matéria, "surpreendentemente desprezou as decisões da Procuradoria Geral da República e do Conselho Nacional para os Refugiados" e, pasmem, concedeu o "status" de Refugiado Político ao senhor Cesare Battisti, não considerando que a Itália é representada por uma democracia estável, consubstanciada por sucessivos governos Parlamentaristas, nos quais, ao contrário dos Presidencialistas, o 1º. Ministro está permanentemente sujeito a ser substituído na vigência de exercer atividades inadequadas (principalmente de natureza política) ao desenvolvimento do país. O pior é que na mesma época o Sr. Tarso Genro enviou imediatamente de volta à Cuba, dois boxeadores daquele país onde, reconhecidamente, impera uma "democracia" de extrema esquerda que absolutamente não se diferencia dos totalitarismos de extrema direita, sendo ambos nefastos) também por motivos totalmente políticos, porém conflitantes com o de Cesare Battisti, pois os dois pugilistas nunca haviam sido presos e muito menos, participado de crimes de qualquer natureza. Portanto, através deste importante órgão de divulgação nacional, DESAFIO o Sr. Tarso Genro a justificar publicamente essas duas decisões que, além de absurdas, são conflitantes. Na eventualidade de não ocorrer este esclarecimento, então permitam-me antecipar algo que eu venho divulgando aos meus amigos, isto é, que no Brasil, diferentemente de todos os demais paises deste planeta, o problema envolvendo a família, que é considerada a unidade fundamental de um povo, não é a sogra mas o genro.

 

 

 

 

Alexandre Pinto-Corrado apcorrad@fmrp.usp.br

Ribeirão Preto

 

 

__________________________

 

 

 

 

LULA

 

 

No livro de memórias do ex-presidente francês, Jacques Chirac, Lula foi mais elogiado que Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul, prêmio Nobel de 1993. Ele diz que, a princípio, achou que Lula não passava de mais um revolucionário inspirado em Fidel Castro. Pouco tempo depois, viu em Lula "um líder de envergadura excepcional, portador não de uma ideologia, mas da alma, da memória e das grandes esperanças do povo". Certamente, Chirac não foi informado de que Lula foi mais um acólito do famigerado mensalão, aposentando-se bilionário.

 

 

Conrado de Paulo conrado.paulo@uol.com.br

Bragança Paulista

 

 

__________________________

 

 

 

A DIGNIDADE DOS BRASILEIROS

 

Recebo um vídeo de Lula, que não é montagem, nas comemorações dos 50 anos da revolução cubana que, a meu ver, envergonha até os petistas. No seu discurso empolgado, recheados de bravatas diz , taxativamente, que " Cuba não tem as terras do Brasil, a indústria, o desenvolvimento" e aí vai até declarar - "mas Cuba tem o que os brasileiros não têm - dignidade!". Esse é um vídeo repugnante que deveria correr pela internet e mostrado em praça pública para a raça "sem dignidade" que votou nele e em Dilma, para se convencerem a que traidor entregaram o país e arrancarem sua máscara de "patriota". Se tal vídeo não mexer com os brios dos brasileiros é porque, realmente, Lula tem razão - é um povo sem dignidade.

 

João Roberto Gullino jrgullino@oi.com.br

Petrópolis (RJ)

 

 

 

__________________________

 

 

 

 

LULLA LÁ... NA ÁFRICA

 

Mandaram-no para a África, senão seria ele a anunciar a mais nova descoberta do pré-sal, com toda sua incontida rompância, como se fora ele a escavar, desenvolver tecnologias, e pior...não anunciar baixa nos preços de combustível algum, e continuar aplaudido pela sua claque. Ele que, todo pimpão, decretou a autosuficiência em petróleo, do nosso Brasil varonil. Será que a LG está bancando pelo menos os drinks do ex-presente?

 

 

José Jorge Ribeiro da Silva jjribeiros@yahoo.com.br

Campinas

 

 

__________________________

 

 

 

FHC

 

 

Fernando Henrique Cardoso não foi um presidente politicamente perfeito, o que, de resto, é algo puramente abstrato. Mas, no embalo do plano real, poderia ter engendrado, também, as bases de uma reforma tributária, administrativa, política, judiciária, previdenciária; até hoje o Brasil se encontra atolado nesses pântanos pegajosos, que entravam nossa decolagem. Não obstante, entre todos, passará para a história como o maior estadista da República.

 

 

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

__________________________

 

 

CARTAS

 

A carta de Dilma a Fernando Henrique na comemoração dos seus 80 anos, deve ser incluinda na história das famosas Perpístulas Brasileiras, sempre lembrando a de Pedro Vaz Caminha, a Portugal e a carta "aos Moços", de Rui Barbosa.

 

 

Paulo de Souza Cavalcanti paulo_souza_cavalcanti@ig.com.br

São Paulo

 

 

__________________________

 

 

 

SUSPEITAS

 

 

Essas avalanches de elogios do PT, PMDB e aliados a Fernando Henrique Cardoso, por ocasião das comemorações de seus 80 anos, indiscutivelmente são supermerecedores. Mas tem algo de suspeito no ar, não? Pois: quando a esmola é grande o santo desconfia.

 

 

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

__________________________

 

 

 

QUIETUDE IDIOTA

 

 

Pelo que disse o ministro Jobim, estamos há seis meses com uma quietude idiota, não? Belezura de país!

 

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

São Paulo

 

 

__________________________

 

 

 

 

VAI CUSTAR CARO

 

Os comentários do agora ministro da Defesa, Nelson Jobim, em relação ao atual convívio com "os idiotas" deve lhe custar muito caro; petista não suportam ser confrontados com a verdade.

 

Leila E. Leitão

São Paulo

 

 

__________________________

 

 

 

 

JOBIM E OS IDIOTAS

 

 

 

O ministro da Defesa Nelson Jobim expressou-se de forma insólita durante a comemoração dos 80 anos de FHC, primeiro jogando uma direta para a Dilma ao dizer que FHC nunca levantou a voz para ninguem, nem criou ambiente tenso à sua volta... Depois, evocando Nelson Rodrigues, sapecou esta: "Ele dizia que, no seu tempo, os idiotas chegavam devagar e ficavam quietos. O que se percebe hoje, Fernando, é que os idiotas perderam a modéstia. E nós temos de ter tolerância e compreensão também com os idiotas, que são exatamente aqueles que escrevem para o esquecimento", o que revoltou a militância em pêso, basta ver o que escreveram hoje em seus blogs . Chamaram-no de arrogante, imodesto e também de idiota. Bom, eu prefiriria que o ministro Jobim tivesse exposto estas falas quando do governo Lula...onde ao que parece não haviam idiotas suficientemente idiotas para que ele se sentisse incomodado. A idiotia é a mesma, ministro Jobim, a peculiaridade de sua manifestação é que mudou. Quantas horasserá que vão passar até que Jobim receba seu cartão vermelho e possa dar o fora?

 

Mara Montezuma Assaf montezuma.scriba@gmail.com

São Paulo

 

 

 

__________________________

 

 

 

INJUSTIÇA SENDO FEITA

 

Somente agora em virtude de seu grave estado de saúde é que o senador Itamar Fanco começa a ser notícia. Há alguns dias o Plano Real completou 17 anos e quem teve coragem naquela altura dos acontecimentos de implementar mais esse plano foi justamente o presidente Itamar, e dele mesmo pouco se falou. Queiram ou não, uma grande injustiça com um grande brasileiro. Os que mais se aproveitaram disso, PSDB e PT, colhem louros de vitória de um quase anônimo nesta quadra em que vivemos.

 

 

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

 

 

 

__________________________

 

 

 

OUTRAS HOMENAGENS

 

 

Além das homenagens merecidas feitas ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso pelos seus 80 anos, mais uma temos que lhe fazer. Hoje, 1º de julho, faz 17 anos da criação do Plano Real, que foi feito sem traumas e atropelos. O único senão fica por conta do PT, que foi contra o Plano Real na época e hoje colhe seus frutos sem dar o devido crédito a quem o implantou: FHC, Itamar e equipe. É isto, quem sabe faz, quem não sabe usurpa.

 

 

 

Tania Tavares taniatma@hotmail.com

São Paulo

 

 

__________________________

 

 

 

DESORGANIZAÇÃO

 

Os aloprados estão passando dos limites. "Queimaram" o anúncio de um poço gigante do pré-sal e o escândalo, ou a descoberta de alguma traquinagem não aconteceu... Isso é total falta de coordenação entre a direção da Petrobrás e a presidente Dilma. Está faltando organização e agora quando houver a necessidade de abafar algo bem podre o ex presidente Lula volta a cena como no caso Palocci. Tenham um pouco de consideração, o "cara" está desencarnando devagar, passando por momentos difíceis causado pela síndrome de abstinência de exposição na mídia. Obs: no aniversário do "cara", tratem de preparar uma festa digna de um rei, um faraó, senão magoa...

 

 

Luiz Ress Erdei gzero@zipmail.com.br

Osasco

__________________________

 

 

CONVITE A HACKERS

 

 

Cumprimento o brilhante jornalista Nelson Motta por não deixar passar em branco a ridícula e incrível ideia de Mercadante de convidar hackers para encontro no ministério da Ciência e Tecnologia (A9, 1/7). Após a aula sobre hackers e aproveitando o ensejo, Nelson Motta, mostrando sua independência, afirmou desassombradamente, que só com seus currículos e experiência na área, a maioria dos atuais ministros não conseguiria emprego em companhia privada séria e nem mesmo seria aprovada em qualquer concurso público para cargos de terceiro escalão nas pastas que ocupam. Infelizmente, essa é a triste realidade da forma petista de governar.

 

 

 

Flávio José Rodrigues de Aguiar rsd100936@terra.com.br

Resende (RJ)

__________________________

 

 

CURRICULUM

 

 

Ao ler a coluna de Nelson Motta, pude ter a certeza de que o Brasil realmente é terra de ninguém, a maior empresa do País (governo) vai na contramão da história, pois todo e qualquer empresário quer estar cercado de profissionais gabaritados e qualificados, e enquanto isso no Brasil... mais vale a influência do que a capacidade.

 

 

Luiz Gonzaga Giraldello Neto lggneto@giraldelloadvogados.com.br

Limeira

 

__________________________

 

 

 

 

 

 

‘PERDIDOS NO CIBERSPAÇO’

 

 

 

Novamente o jornalista Nelson Motta nos brinda com excelente artigo (A8, 1/7), a relação expuria que envolve os petistas - assumem cargos / postos de mando em grandes empresas públicas ou mesmo Ministérios -, sem apresentarem qualificações profissionais, pois somente conhecessem a via sindical onde se entra pobre e se sai rico -, e é verdade, que se procurassem emprego ( o passado de alguns é condenável em qualquer fórum ) ou mesmo participassem de concurso público, nada conseguiriam ou seja seriam reprovados!Isto é Brasil, isto tem vies de malandragem!

 

 

Edivelton Tadeu Mendes etm_mblm@hotmail.com

São Paulo

 

__________________________

 

 

 

‘O QUE FAZ A DIFERENÇA’

 

Impecável o artigo de João Mellão Neto (A2, 1/7). Dilma precisa fazer valer a pena a luta armada que travou há anos, enfrentando agora, duramente e com outras armas, os corruptos e fisiológicos de todos e quaisquer partidos.

 

 

 

 

Ricardo Salles salles@endireitabrasil.com.br

São Paulo

 

__________________________

 

 

 

A INSEGURANÇA DE DILMA

 

 

 

A presidenta Dilma Rousseff deveria ser mais firme em suas decisões. Não se admite que suas posturas sejam mudadas a cada momento. Deveria consultar pessoas experientes. Sentir a repercussão que suas atitudes provocariam na sociedade e só falar quando tivesse absoluta segurança. Ela não é igual a Lula que justificava suas constantes mudanças de posição por ser uma metamorfose ambulante, na verdade por não saber bem o que falava. Ela tem estudo e não isso admite seus constantes titubeios. Suas atitudes inseguras justificam o que se anda dizendo: Dilma quer ser chamada de presidenta, porque na verdade o presidente é o Lula.

 

 

Geraldo Siffert Junior siffert18140@uol.com.br

Rio de Janeiro

 

__________________________

 

 

 

 

EMENDAS PARLAMENTARES

 

 

Toda essa confusão em torno da liberação (ou não) das emendas parlamentares revela o quanto é inconsistente a aliança que elegeu a presidente e hoje constitui sua base aliada. Revela, sobretudo, que o que motivou a "ampla aliança" não foi nenhuma afinidade programática e tampouco identidade ideológica. Basta observar que o leque de partidos que a compõe vai da extrema esquerda (PT, PSB e PCdoB) à extrema direita (PR, PP, PMN, PRB, PRTB, PRP, PHS, PTC, PSL etc). A bem da verdade, o que está na alma dessa aliança são os mais mesquinhos interesses fisiológicos. Por fim, nunca foi tão pertinente o termo cunhado pelo brilhante Augusto Nunes, que disse que não se trata de base aliada e sim de base alugada!

 

Rodrigo Borges de Campos Netto rodrigonetto@rudah.com.br

Brasília

 

 

__________________________

 

 

 

PROVANDO DO PRÓPRIO VENENO

 

 

 

Os paulistanos que votaram nela, estão vendo que tipo de pessoa colocaram no Senado para representar o maior Estado da Federação. Senadora, escuta, relaxa e goza querida!

 

 

 

José Alberto de Paiva alpai12@yahoo.com.br

São Paulo

 

__________________________

 

 

 

 

HABILIDADE NATA

 

Senador Eduardo Suplicy, benza-o Deus. Vsa. Excia se livrou, e muito bem. Parabéns por tamanha habilidade.

 

 

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

 

__________________________

 

 

QUE SACO!

 

 

A senadora Marta Suplicy é uma pessoa conhecedora de política e muito culta. Há umas décadas dava, numa emissora de rádio de São Paulo, aulas de sexologia ensinando os jovens a usar camisinha, a beijar e a entrar no clima - Ai, meu Deus, que saco, isso não acaba mais!

 

Alberto Nunes albertonunes77@hotmail.com

Itapevi

 

 

__________________________

 

 

 

MARTA NO SENADO

 

Sinto vergonha de, sendo paulista, saber que Martha Smith de Vasconcellos (ex-Suplicy) é senadora e representa nosso Estado no Senado. Seus arroubos verbais, já conhecidos, em lugares públicos e agora à frente da mesa daquela Casa, nos envergonham. Não parece que tem berço, parece que veio de um outro antro que o governador Garcez eliminou em São Paulo. Simplesmente deprimente. Será que ela terá coragem de repetir a mesma frase exclamatória quando o seu ex estiver fazendo seus intermináveis discursos?

 

Carlos E. Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

 

 

__________________________

 

 

 

INFANTIL ARROGÂNCIA

 

 

Senadora Marta Suplicy, sua atitude expressa pela frase: "Ai meu Deus, que saco!" referindo-se à fala de seu colega Mario Couto, é no mínimo indecorosa, sobretudo quando está a presidir a casa para qual foi eleita democraticamente. Ter boas maneiras é coisa de berço, algo permanente e introjetado por valores de respeito ao próximo. E isto não se aprende em curso nenhum, seja de psicologia, sexologia ou psicanálise. Aprende-se desde o início de nossas vidas. Agir com profissionalismo e sensatez na função que ocupa é para gente amadurecida, coisa que V. Excia tem demonstrado, por diversas ocasiões, não ser. Acredite, a nós paulistas só envergonha. Procure assumir apenas funções compatíveis com seu grau de infantil arrogância.

 

Eliana França Leme efleme@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

__________________________

 

 

 

 

PT PÃO DE AÇÚCAR

 

Parafraseando Paulo Maluf, quando disputou a Prefeitura paulistana com Marta Suplicy, hoje, mais do que nunca, podemos afirmar que o PT está um "Pão de Açucar".

 

 

Claudio Juchem cjuchem@gmail.com

São Paulo

 

__________________________

 

 

 

 

A CONTA DA CAMPANHA

 

 

 

Para a fusão de grandes empresas não depende mais da autorização do Conselho Administrativo de Defesa do Consumidor (CADE)? No caso da fusão do Grupo Pão de Açúcar e Carrefour, basta o BNDES liberar os R$4,5 Bilhões? Está "cheirando" a monopólio, truste ou cartel de varejo, com empréstimo de recursos nacionais à empresa estrangeira, diminuindo a livre concorrência e prejudicando grande parte dos consumidores brasileiros. Há alguma empresa de consultoria ou algum lobista representando o governo que também fará parte da sociedade? Sabe-se que até hoje o CADE não autorizou a compra da Garoto pela Nestlé, bem como a fusão da Sadia com a Perdigão, será porque não aceitaram a intermediação da Projeto Consultoria, do ex-ministro chefe da casa civil, que participou da fusão do Itaú e Unibanco, sacramentado há mais de dois anos? Por que muitas empresas são ajudadas com recursos do BNDES em detrimento de outras tantas que nada conseguem? Seria em razão dos donativos às campanhas eleitorais?

 

 

 

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

 

__________________________

 

 

 

 

 

R$ 4,7 BILHÕES

 

 

 

 

Por que não aplicar esses recursos numa PPP direcionada à saúde ou à infraestrutura e saneamento, quanto o governo economizaria? A área de varejo já está muito bem atendida.

 

 

Carlos Angelo Ferro carlosangelo@uol.com.br

São Paulo

 

 

__________________________

 

 

SOU CONTRA!

 

 

Enviei a seguinte carta para a Ouvidoria do BNDES: Prezados, gostaria de vir, como advogado de direito do consumidor e como cidadão que paga uma carga excessiva de impostos para o Estado brasileiro, que até junho já arrecadou mais de R$700 bi de nós outros brasileiros, dizer que sou totalmente contra o aporte de mais de R$ 4 bilhões à fusão Pão de Açúcar + Carrefour. Primeiro, que não é uma transação que atende ao interesse público, pois a sociedade brasileira só tem a perder com esta fusão. Tanto Pão de açúcar quanto carrefour são supermercados careiros, que pouco estão se importando com o consumidor final. Wal mart e Sam's club oferecem produtos melhores e com preços mais baixos. Segundo, a concentração será enorme, e isto prejudicará a competitividade no mercado brasileiro de supermercados. Terceiro, não é papel do BNDES ficar financiando um dos homens mais ricos do brasil, membro da lista da Forbes há anos, e que quando morrer, sequer fará como os grandes filantropos americanos, que deixam quase toda suas fortunas para universidades, centros de pesquisa contra o câncer, HIV, cólera, doença de chagas,etc. O dinheiro que dele vai ficar restrito aos descendentes dele e ao grupinho a que eles pertencem. Pouco beneficiará as escolas públicas, centros de inovação, aos hospitais públicos, etc., que tanto precisam. Portanto, este aporte de recursos é totalmente equivocado, e absurdo, uma vez que usa o dinheiro extorquido da coletividade brasileira para financiar manias de grandeza e vaidade de empresários que se acham ainda donos da casa grande. A sociedade brasileira não recebe empréstimos vultosos de bancos, sejam públicos ou privados, sem que os juros sejam altíssimos. Então, porque um bilionário tem que receber bilhões em dinheiro público a juros baixíssimos? Ao invés de ficar com esta mentalidade de país exportador de matéria prima e vendedor de produtos de baixo valor agregado, porque o BNDES não começa a aplicar este dinheiro em start-ups, em criar um Vale do Silício no Brasil, em contribuir para diminuir a carga tributária abusiva e ajudar a sociedade a se tornar mais dinâmica, aberta, competitiva, produtiva. O dinheiro que se investe em uma start-up, às vezes, R$20.000, serve para criar um Facebook, um google, que agregarão valor à economia brasileira, tornando-a mais equitativa e justa. Precisamos parar de rasgar dinheiro público com quem pode andar com as próprias pernas. O BNDES está criando uma bolha, e isto FT e vários analistas internacionais estão falando, com estes empréstimos, como se o Brasil vivesse num mundo à parte. Até o Goldman Sachs está demitindo, porque só o Brasil acha que a crise pode não afetá-lo. Talvez ela chegue ao Brasil daqui a alguns anos, a contar por estes empréstimos de risco que estão sendo feitos pelo BNDES.

 

 

Hamilton William dos Santos hwsantos@advocaciahamilton.com.br

São Paulo

 

__________________________

 

 

 

 

DEMOCRÁTICO

 

 

 

 

O que será que Fernando Pimentel quis dizer com "Que maravilha é viver em uma democracia. Será que na China é assim? Não é, mas eu não troco o Brasil pela China" (Estado, 1/7, B14)?

 

 

 

 

Alexandru Solomon Alex101243@gmail.com

São Paulo

 

 

__________________________

 

 

 

 

 

PIMENTEL E OS BANCOS

 

 

 

Quando o ministro do desenvolvimento, Fernando Pimentel diz que setor bancário privado "não faz sua parte", justificando empréstimo do BNDES ao Grupo Pão de Açúcar nos leva a crer que este governo realmente é cheio de alienígenas. Qual setor foi o mais privilegiado nesses últimos oito anos? Costuma-se dizer que o governo antes de negociar pede autorização aos banqueiros. O próprio governo empresta dos bancos privados a 12,5% ao ano e subsidia através do BNDES a 6%. Aí a conta começa a não fechar. O ministro deixou de explicar que a diferença dos 6% o povo brasileiro paga para que mega empresários que disputam o lugar entre os mais ricos do mundo consigam realizar seus sonhos e não para o desenvolvimento do país, já que a maioria das empresas brasileiras não conseguem empréstimo junto ao BNDES. O que nós queremos é que o ministro explique onde está o milagre da multiplicação para que o BNDES empreste a juros tão baixos. Se alguém ganha, na outra ponta alguém está perdendo e no caso do BNDES é o povo brasileiro! Queremos saber também qual "lobista petralha" está faturando nessa história.

 

 

 

 

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

__________________________

 

 

 

 

APOIO RECOMPENSADO

 

 

 

 

Na ocasião da aliança entre o Grupo Pão de Açúcar e o Casino a injeção de recursos deste foi providencial, já que o grupo brasileiro passava por período difícil. Depois de anos, com o mercado a favor, ogrupo brasileiro quer passar por cima do contrato, o que provocou revolta e reação do Casino. A alegação de que a associação com o Carrefour só vai trazer benefícios para o Brasil é discutível. O que não se pode admitir é que o BNDESPar financie essa operação quando há tanta coisa para ser feita no país como portos e aeroportos e obras de infra -estrutura que melhorem a vida dos cidadãos brasileiros. Não é o caso de financiar um frigorífico em vias de quebrar (o quer escandalosamente já aconteceu) ou um supermercado com dinheiro subsidiado que foi obtido através do recolhimento de impostos enormes causando um custo para a sociedade. O objetivo só pode ser político e ainda que fosse uma operação que desse lucro para o banco o problema é que só é escolhido como beneficiário desses financiamentos aqueles que forem escolhidos pelo governo. Pode estar aí o pagamento do apoio que Abílio Diniz deu ao governo Lula e à candidatura de Dilma Roussef.

 

 

 

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

 

__________________________

 

 

DINHEIRO NOSSO

 

 

Ajudar na fusão dos maiores supermercados do Brasil é jogar nosso dinheiro no lixo.

 

Cícero Sonsim c-sonsim@bol.com.br

Nova Londrina (PR)

 

 

__________________________

 

 

 

BOM PARA QUEM?

 

Diniz está certo, interessa o que for bom para o Pão de Açúcar. A pergunta que se faz ao governo é que se o que é bom para o Pão de Açúcar também é bom para o Brasil e para o brasileiro. Diniz está respondendo para quem, afinal de contas?

 

Ariuovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

 

 

__________________________

 

 

 

PRIORIDADES

 

Os supermercados Carrefour, Extra e Pão de Açúcar são reconhecidamente os que praticam os preços mais altos no segmento de alimentos. Imaginem no caso da fusão desses grupos o que acontecerá? Um alerta ao BNDES: temos muitas outras prioridades.

 

José Gomes Barbosa j.g.barbosa@terra.com.br

São Bernardo do Campo

__________________________

 

 

IMBRICAÇÃO ESPÚRIA

 

 

A observação da linha fronteiriça que divide os interesses públicos dos privados nunca foi o forte num país patrimonialista como o nosso. Só que, nas últimas semanas, tudo indica, a maionese desandou de vez: na cidade de SP o governo, que já havia doado terreno público ao E.C. Corinthians Paulista, agora também vai lhe doar recursos financeiros para a construção do chamado "Itaquerão", arena com a qual esse clube - que recentemente esteve envolvido com a máfia russa - pretende abrir a Copa do Mundo de 2014, contando com a ‘compreensão’ do contribuinte paulistano. Já, no Rio, o governador Sergio Cabral não se peja de usar o jatinho pessoal do bilionário Eike Batista para ir à Bahia, participar da festa de aniversário de outro bilionário (Fernando Cavendish) que contrata com o... governo carioca ! Já, no plano federal, o governo Dilma interveio para determinar a troca de comando da Vale, e, agora, o BNDES está prestes a injetar R$4,5 bi na fusão dos grupos Pão de Açúcar e Carrefour. Ora, referido banco é capitalizado com recursos do Tesouro, captados a uma taxa superior a 12,25% a.a., e não tem como justificar perante a opinião pública a cessão de recursos estatais a um bilionário grupo privado, ainda por cima à taxa TJLP (6% a.a.) o que configura "doação". Isso é verdadeiro crime de lesa-pátria: o governo dá dinheiro dos contribuintes a um grupo privado, com o intuito de concentrar uma área que já se notabiliza por ser super-concentrada, como essa do varejo supermercadista. Na velocidade em que a imbricação espúria de interesses está acontecendo nesses tempos de PT, em breve ninguém mais conseguirá distinguir onde começa o público e termina o privado.

 

 

Silvio Natal silvionatal49@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

__________________________

 

 

 

 

ABILIO DINIZ

 

No desespero, vendeu a alma ao diabo e agora quer a ajuda do governo para mandar, em seu lugar, os brasileiros para o inferno.

 

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

 

 

__________________________

 

 

 

 

FAVORECIMENTO VERGONHOSO

 

Que o sr. Abilio Diniz não é "flor que se cheire" sabem todos, especialmente a própria família. O BNDES, ainda que concorde que pode ser aplicação rentável, não pode se envolver com esse empresário, e é fundamental levar em conta que esta não é a função do banco, que deixará de injetar recursos onde se criam empregos e riquezas. Chega de favorecimentos vergonhosos.

 

André C. Frohnknecht anchar.fro@hotmail.com

São Paulo

 

 

__________________________

 

 

DESFAÇATEZ DA DESFAÇATEZ

 

 

Ouvir o empresário Abilio Diniz (para mim o nome é outro) dizer que o BNDES fez um bom negócio emprestando os milhões de dólares para a transação (golpe baixo) entre Pão de Açúcar e Carrefour, descumprindo assim contrato com seu sócio francês Casino, rival do Carrefour na França só pode ser considerado a desfaçatez da desfaçatez. Esse homem que teve "n" problemas em família, me lembro do seu falecido irmão Alcides, na Operação Uruguai, um imbróglio com Collor, que nunca foi esclarecido. Quer dizer trambiques vêm da "famiglia". E, como sr. Abilio fez parte do governo no CVM, e agora no Câmara de Gestão do governo Dilma, ele sabe como ninguém como conseguir tais "favores". Chamo isso de "proposta indecente" que o dito empresário fez ao BNDES-Par, e que os petralhas, que ficaram mui amigos do "temido" Abilio, como dizem seus empregados, dá seu aval a esta negociata. Depois do tal sequestro que o empresário sofreu em 1989, desde então aportou quantias generosas para as campanhas petistas, fossem na prefeituras de SP, quando a sra.Marta Suplicy concorreu e ganhou, ajudando-a no decorrer do seu governo, fazendo aquele chafariz no lago do Ibirapuera (SP), e assim foi patrocinando os governos petralhas, inclusive bancando campanhas de Lulla e agora ele cobra o aporte feito. Quanto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), que anda a passos de tartaruga, será que vai demorar "trocentos" anos para dizer que esse negócio é ilegal, imoral e indecente?

 

 

 

 

Agnes Eckermann agneseck@yahoo.com.br

Porto Feliz

 

__________________________

 

 

 

TUDO ERRADO

 

Vai entender este governo. Os direitos aos precatórios e dos aposentados são protelados - mesmo com direitos adquiridos -, enquanto o sr. Abilio Diniz (Pão de Açúcar) pode receber empréstimo do BNDES (nosso dinheiro) no valor de R$ 4,5 bilhões para aquisição do Carrefour. Este governo promete uma coisa e realiza outra totalmente contrária, sempre prejudicando o povo, que foi o responsável pela sua eleição.

 

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.