Cartas - 04/01/2010

GOVERNO DILMA

, O Estado de S.Paulo

04 Janeiro 2011 | 00h00

Mãos abertas e estendidas

Acredito ser a maior virtude de um governo objetivar o desenvolvimento irrestrito da Nação e o fortalecimento de sua democracia. Por isso entendo que a promessa de Dilma Rousseff de "governar para todos" pode ser o grande diferencial do mandato da primeira presidente do nosso país. Governar para todos é integrar a Nação e pôr os interesses nacionais acima dos partidários. Espero que não seja apenas um discurso, mas sim uma conduta a ser sempre seguida.

JOÃO MARCOS FERNANDES

jmf.dentista@bol.com.br

Jandira

_______________________

No alvo

Entusiasmante o primeiro discurso de dona Dilma após receber a faixa como a primeira presidente do País! Foi exatamente o que a colunista sra. Dora Kramer mencionou: "... um cardápio amplo, genérico e restrito aos campos mais óbvios". Acertou no alvo. Desejamos que seja autêntica, independente, transparente, verdadeira e respeite a Constituição, o Estado Democrático de Direito e, principalmente, os direitos individuais de cada cidadão.

MARIA TERESA AMARAL

mteresa0409@estadao.com.br

São Paulo

_______________________

Bomba-relógio

Em discurso, Dilma Rousseff prometeu enfrentar os desafios pós-Lula, também conhecidos como uma dívida de R$ 1,5 trilhão, uma infraestrutura obsoleta, caindo aos pedaços, e a indolência mórbida de um quarto da população que vive de mesada, somada à morbidez indolente de outro tanto de amigos e compadres que vivem, e bem, do erário, enquanto iludem um mundaréu de gente endividada. É herança maldita para ninguém pôr defeito, tamanho GG, com bomba-relógio para desarmar. Haja coelho na cartola e haja pré-sal para empenhar, que o buraco fica ainda mais embaixo. Boa sorte, Dilma! Boa sorte, Brasil! Vamos precisar.

STANISLAW CORDEIRO

ratles2@hotmail.com

São Paulo

_______________________

Rédeas

Nessa guerra com o PMDB para terminar o loteamento dos cargos no governo, se a presidente permitir que o Lulla meta o bedelho, ela acabará perdendo as rédeas do seu governo, que mal começou - literalmente.

ALBERTO B. C. DE CARVALHO

albcc@ig.com.br

São Paulo

_______________________

Combate à corrupção

Lula saiu proclamando ter convicção do dever cumprido. Dilma entra com um rol de compromissos que sugere que o Brasil vai começar da estaca zero. Foi interrompida por aplausos 26 vezes. Um compromisso, porém, o de dar combate implacável à corrupção, sintomaticamente, não teve a menor manifestação de aplauso. Seleta plateia!

MARIO HELVIO MIOTTO

mhmiotto@ig.com.br

Piracicaba

_______________________

Um Brasil melhor

Para um País melhor as pessoas de bem só desejam uma coisa: que os valores morais deixem de ser considerados perfumaria ou "principismos de candidatos sem chances de vitória" e passem a fundamentar e presidir todas as metas de governo da presidente Dilma. Que a criatura, neste aspecto, desaponte o criador! Não é pedir demais.

NILSON OTÁVIO DE OLIVEIRA

noo@uol.com.br

São Paulo

_______________________

Erenice na posse

A foto da convidada especial Erenice Guerra com a presidente Dilma Rousseff, publicada no caderno especial da sucessão presidencial (edição de 2/1, H6) causa indignação à Nação. Uma pessoa acusada de corrupção na Casa Civil não poderia receber tratamento VIP numa cerimônia oficial. Essa foto, aliás, é a prova da promiscuidade das pessoas que comandam o poder com os flagrados em atos de corrupção. Infelizmente, a impunidade é um elixir para a continuidade dos escândalos que contaminam a administração pública.

CÉLIA MARIA DA SILVA BERETTA

celiamberetta@hotmail.com

Votuporanga

_______________________

A presença e a cordial acolhida da "companheira" Erenice na cerimônia da posse foi um escárnio à Nação. O "não ter compromisso com o malfeito" do discurso inaugural não resistiu mais que um par de horas...

FERNANDO PIERRY

fernando.pierry@uol.com.br

São Paulo

_______________________

Censura

Solicitamos à "presidenta" Dilma Rousseff que tenha a grandeza de promover o fim da censura imposta ao Estado. A democracia brasileira agradece!

JORGE DE AZEVEDO PIRES

jorpires@uol.com.br

Ribeirão Preto

_______________________

ANIVERSÁRIO DO "ESTADO"

Neste dia 4 de janeiro de 2011, quero dar meus parabéns ao Estadão, que comemora hoje seus 136 anos de fundação e 131 anos de vida independente. Desde o começo de suas atividades, o jornal sempre se pautou por adotar uma linha de jornalismo sério e combativo, em defesa da verdade, da transparência e da liberdade de expressão, mesmo em tempos difíceis, durante longos anos em que a censura era aplicada com rigor por déspotas. Lamentavelmente, desde 31 de julho de 2009, há exatos 522 dias, o Estadão vem sendo vítima de nefasta censura judicial, imposta pelo clã arcaico de uma dinastia coronelesca e retrógrada que há mais de 50 anos vive das benesses do poder público e se incomoda com a imprensa livre. Mas sempre mantendo postura coerente, a liberdade editorial desse combativo jornal encontrou respaldo em sua competente diretoria e na equipe de redação. Por isso, meus efusivos aplausos por mais este aniversário. Parabéns, Estadão!!!

SERGIO RICARDO TANNURI

sergio@tannuri.com.br

São Caetano do Sul

_______________________

4 de janeiro: 136 anos de existência, 131 de vida independente e há 522 dias sob censura. Ao fim e ao cabo, a verdade prevalecerá, como sempre. Cumprimentos e felicitações ao Estadão nosso de cada um desses dias da História. Longa vida!

J. S. DECOL, Ðecol JS Marketing & Copyright

decoljs@globo.com

São Paulo

_______________________

"A voracidade com que os partidos aliados disputam os cargos de segundo escalão já é um bom  motivo para privatizações"

FLAVIO LANGER / SÃO PAULO, SOBRE O GOVERNO DILMA

diretoria@spaal.com.br

"O caso Erenice acabou em pizza por "falta de provas". É, realmente não mudaram nem as moscas..."

MARIA CRISTINA ROCHA AZEVEDO / FLORIANÓPOLIS, SOBRE AS DENÚNCIAS DE CORRUPÇÃO NA CASA CIVIL

crisrochazevedo@hotmail.com

"Alckmin, seja bem-vindo e não se esqueça de rever as tarifas de pedágio"

ROGÉRIO PROENÇA RIBEIRO / ARARAS, SOBRE O GOVERNO

DO ESTADO DE SÃO PAULO

roger_fani@hotmail.com

_______________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.252

TEMA DO DIA

Linha 5 do Metrô deve ter nova licitação

Anulação de processo ocorreu após descoberta de fraude. Empresas envolvidas poderão recorrer

"Espero que Alckmin consiga encontrar uma boa solução e conclua esta obra que é fundamental para a zona sul de SP."

HÉLIO JACINTO PEREIRA

"Já faz dez anos que moro no Capão Redondo e só quem usa transporte público sabe como vai ser útil o metrô na região."

UILSON ELIAS DO CARMO JUNIOR

"Aqui tem metrô e transporte ferroviário de Primeiro Mundo. Razão: este Estado nunca foi governado pelo PT."

HURTADO DE MENDOZA ROJAS Y GUSMAN

_______________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GOVERNO DILMA

 

 

 

A presidente de todos os brasileiros, que governará para todos, faz promessas que farão os 13 (número do PT) por cento dos descontentes com o governo do seu antecessor admirá-la? É o que esperamos, pondo em pauta logo de início austeridade na administração pública e em pauta para o Congresso Nacional as grandes reformas que Lula não conseguiu impor ou não teve condições de levar avante: política, fiscal e tributária e trabalhista, entre outras, para fortalecer nossas instituições e a democracia. Em sendo uma aparente "continuidade" do governo que se encerrou no último dia 31 da década passada, nada mais significativo e sintomático de que, sim, um grande estadista a antecedeu e continuará a dar-lhe a necessária retaguarda para que a visão de um Brasil engrandecido e ético seja possível num horizonte próximo. Em sendo esta a estratégia, conte com o apoio dos que pensavam que os objetivos fossem outros, de um socialismo, digamos assim, meio que bolivariano (sem desmerecer o grande Simón Bolívar, muito pelo contrário).

 

 

 

Carlos Leonel Imenes climenes@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

Sonho de uma noite de verão

Ao pregar o Estado forte e indutor de investimentos, Dilma Rousseff escancarou sua inclinação ideológica crônica e desfez as expectativas sonhadoras que imaginaram o contrário. Não é opção pelo morto socialismo, mas por sua versão atual do capitalismo de Estado. Robustecer algo ineficiente, inchado, uma máquina pública próxima à inoperância em todos os setores, dominada por interesses políticos, e não pelo profissionalismo, e ampliar um modelo de Previdência Social que, nos moldes atuais, quebrará o País em 2050, segundo os melhores especialistas. Preparemo-nos para o bom combate.

 

 

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

_________________________

FÁCIL DEMAIS

Sra. "presidenta" Dilma Rousseff ,se a senhora acabar com a corrupção na política, o resto nós, brasileiros, garantimos.

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

_________________________

FUTURO DO LULISMO

A presidente Dilma, empossada no último sábado diante da aquiescência dos 60% de eleitores que preteriram sua postulação, e do regozijo dos demais 40% que nela depositaram seu voto em 31 de outubro, tem tudo para fazer um bom trabalho - sabe bem que problemas devem ser urgentemente atacados, conta com o apoio de expressiva maioria parlamentar e dispõe de condições macroeconômicas razoavelmente favoráveis para tanto. Terá de enfrentar, porém, severas complicações criadas ou aprofundadas pela gestão de seu padrinho político - principalmente no que tange às contas públicas e aos gargalos infraestruturais. Um eventual insucesso em seu mandato não poderá ser debitado na conta do já longínquo governo FHC. O lulismo, via Dilma, encontra-se em sua mais importante encruzilhada: prosperará ou fracassará? Veremos relevante parcela da resposta à questão durante os próximos quatro anos.

Henrique Brigatte hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

_________________________

 

 

MULTIDÃO

Por ocasião da posse da nova presidente do Brasil, Dilma Rousseff, onde é que estava a multidão tão anunciada pela televisão? Por que não mostraram?

 

 

 

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________

 

 

 

REFORMA POLÍTICA

 

 

Em discurso de posse a presidente Dilma defendeu a reforma política, e foi aplaudida pelos deputados e senadores presentes. Seria trágico se não fosse cômico, pois esses senhores em oito anos do governo Lula varreram para debaixo do tapete qualquer possibilidade de moralização na política. Mesmo sabendo ser ela necessária para o aperfeiçoamento da democracia e o fortalecimento dos partidos, não dá para acreditar que a reforma política virá. Primeiro, porque temos um Congresso fisiológico, demagogo, cínico e irresponsável com leis que beneficiam o País e, segundo, porque os parlamentares jamais abrirão mão das benesses que a politicalha deste país lhes proporciona. Infelizmente, nossos políticos chegam ao poder pensando em seus bolsos e atribuindo aos contribuintes o ônus de suas benesses. A conferir.

 

 

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

LINDO GESTO

Lindo o gesto da presidenta Dilma de beijar a bandeira da nossa pátria. Poucos, bem poucos, fariam isso. Mais ainda com a espontaneidade e, acredito eu, o improviso dela.

Hermínio Silva Júnior hsilvajr@terra.com.br

São Paulo

_________________________

 

POSSE

Um país que se projeta como potência emergente do século 21 não deve ter a cerimônia de posse de presidente no dia 1.º do ano, prejudicando a viagem de autoridades e convidados. Não deve também fazer o desfile em carro aberto num Rolls Royce dos anos 60, como se fosse uma republiqueta de bananas.

Como destaque na posse de Dilma Rousseff, a repetição exaustiva e beirando o burlesco da citação "queridos e queridas brasileiros e brasileiras", somada à insistência personalista de ser tratada por "presidenta". Dois escorregões que podem e devem ser imediatamente corrigidos.

Ao Brasil sob nova direção, muito boa sorte!

J. S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

_________________________

‘PRESIDENTA’?!

Como temos visto nos últimos anos, os que vêm do PT não gostam muito de seguir, leis, regulamentos, regras, mas, ao que parece, até o nosso idioma querem mudar, de acordo com sua vontade.

Na língua portuguesa (que todos deveríamos cultuar) não existem as formas presidenta, superintendenta, gerenta, assistenta, tenenta, aspiranta. Da mesma forma, jacaré-fêmea não é jacaroa, elefante-fêmea não é elefoa, esquilo-fêmea não é esquila, como também arara-macho não é araro, cobra-macho não é cobro, gorila-macho não é gorilo, perereca-macho não é perereco. Não é válido também, ao se dirigir a uma plateia só de mulheres, dizer "minha genta".

Presidente Dilma, a coisa mais importante de sua vida, de sua história, é ser a primeira PRESIDENTE do nosso Brasil. Sem feminismo exagerado e respeitando a nossa lexicografia.

Jorge França fbeauclair@uol.com.br

Rio de Janeiro

_________________________

Pirâmide social

Segundo matéria do Estadão de domingo, o sr. Antônio Cruz está pronto para começar um curso de mecânico e espera melhorar de vida. Outra matéria conta a vida de uma família cujo pai é pedreiro, o filho é vendedor e deseja que a neta seja doutora. Está mais que provado que a ascensão social só é possível pela educação. As pessoas conseguem melhorar de vida se estudarem, se profissionalizarem e se desenvolverem. Por isso envio um recado à nova presidente do Brasil: sra Dilma, invista pesadamente na educação, e não em bolsas-miséria, e pode ter certeza que não faltará comida na mesa de todos os brasileiros se todas as crianças, jovens e adultos tiverem uma escola ao seu alcance. Além de comida, também poderão contar com muitas outras regalias: cinema, jogo de futebol, viagens, roupas novas, etc.

Maria Carmen Del Bel Tunes Goulart carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

_________________________

LÁGRIMAS

Durante a cerimônia de posse da nova presidente houve muitas reações, de emoção, alegria, lágrimas, etc., da multidão que a acompanhou. Dilma também se emocionou e chorou. Deve ter sido de preocupação. As coisas podem não dar muito certo e ela pode não ter a mesma sorte do antecessor. E isso é compreensível. Porém Dilma não devia nem ter chorado, era só ela pedir a opinião do agora ex-presidente: ele teria a resposta na ponta da língua: não se preocupe, "cumpanhera", se alguma coisa der errado a gente volta dez anos no tempo e põe toda a culpa no FHC. O povo acreditaria e aplaudiria.

Isael Coleone isael.coleone@itelefonica.com.br

Indaiatuba

_________________________

VER PARA CRER

Algumas das promessas da presidente Dilma: reforma política.Combate à inflação.Reforma tributária.Crédito para pequenas empresas.Desenvolvimento regional.Erradicação da pobreza (precisa de ajuda de todos).Fortalecimento das Reservas (mais?).Prioridade para a saúde, educação e Segurança (integração com Estados e municípios). Melhoria do gasto público. Continuidade do PAC. Política de transporte aéreo. Consolidar o SUS como o melhor do mundo. Campeão mundial da energia limpa. Política externa - amigo de todos. Governar para todas as brasileiras e brasileiros. Liberdade de imprensa e de opinião. Não haverá de sua parte

discriminação, privilégios ou compadrio.

Se diminuir a corrupção, a discriminação, os privilégios e o compadrio, terá

chance de cumprir parte do que prometeu.

 

 

Alberto Bastos Cardoso de Carvalho albcc@ig.com.br

São Paulo

 

_________________________

 

 

CARTA ABERTA A DILMA ROUSSEFF

Senhora Dilma, é de conhecimento geral que os governos nacionais estão atrelados aos negócios dos grandes conglomerados econômicos internacionais. Subordinaram os nossos interesses sociais à ganância dos grandes capitalistas financeiros, extinguindo por derradeiro qualquer possibilidade de implantarmos uma política nos moldes do Welfare State. Sabemos, Excelência, que quase nada podemos contra os ditames de Washington e da União Europeia, e que estamos submetidos a um sistema que visa, a cada dia mais, a enriquecer os ricos e empobrecer os pobres. Há quem defenda o atual sistema, seja por estupidez, comodismo ou pelo fato de ser um dos poucos beneficiados por ele. Isso é irrelevante no momento. O que importa, distinta presidente, é saber até quando persistirá essa autofagia humana a fim de sustentar todas as desigualdades e maledicências que dia após dia se fortalecem em nosso meio?

A cada ano se estabelece, ganhando força na mente de algumas pessoas, o ideário de justiça social. A conscientização de que a miséria é um produto inevitável do capitalismo não substitui o desejo de equilíbrio financeiro entre os povos. Ao menos a diminuição da distância entre ricos e pobres é um desafio ímpar na consciência de alguns homens. Sabemos, de forma inequívoca, que o nosso sistema econômico tortura seres humanos, encarcera inocentes e destroça os últimos sentimentos de compaixão, piedade e solidariedade que ainda possam existir, mas a esperança de amenização dessa realidade sobrevive em nossos corações.

Assim sendo, conspícua governante, aguardaremos de Vossa Excelência o cumprimento do discurso de proteção aos pobres, da busca de um equilíbrio que seja de certa forma benéfica a todos os brasileiros. Não esperamos milagres, feitos megalomaníacos que existem somente em discursos eleitoreiros. Esperamos sim, uma política que ao menos nos proteja da fúria endoidecida dos bancos de extorquir o pouco que possuímos. Ávidos, esperamos uma realidade que proporcione oportunidade à juventude e segurança, sobretudo, à velhice.

Nossas terras, senhora Dilma, são ricas, fecundas, e podem prover todas as nossas necessidades. A paz no campo não deve ser apenas uma utopia da chamada "esquerda revolucionária", mas o objetivo central de qualquer governo que tenha vistas à democracia plena. O latifúndio é o câncer propulsor de nossas mazelas sócias, devendo ser erradicado do nosso meio o mais rápido possível.

O crime, egrégia presidente, não pode ser aceito como algo inerente à nossa realidade. Partiremos do principio que a criminalidade só prospera justamente pelo fato de não haver oportunidade concreta aos jovens. Invista pesadamente na formação de base, na educação que objetive ao preparo de um ser humano diferente, agregador e solidário, e terá a prova que o crime, quando houver, será a exceção de uma ou outra mente psicótica, a qual poderá ser tratada de forma adequada. Refletindo, Vossa Excelência verá que o nosso sistema penitenciário é oneroso e ineficaz, não contribuindo em nada para a reeducação dos detentos.

A saúde, exímia governante, nunca poderá ser relegada a planos secundários. Deverá ter, durante todo o tempo, a atenção máxima dos agentes públicos, sobretudo com relação a idosos e crianças. A saúde da mulher em idade reprodutiva é essencial para que seus filhos cresçam saudáveis e constituam a força motriz para o trabalho e para o desenvolvimento econômico do País.

A sua voz, presidente, chega a milhões de desesperados. Homens, mulheres, crianças, velhos, todos esperam por uma sinergia de forças que possa, ao menos em parte, mudar o nosso destino.

ANSELMO FERNANDO GRECCO fer.grecco@yahoo.com.br

Votorantim

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DIREITA, ESQUERDA E HONRADEZ

 

 

 

Se considerarmos que 1) a direita se locupleta em tenebrosas transações; 2) a esquerda também; 3) os de "centro-direita e "centro-esquerda" são adeptos, há que encontrar-se alguém, ou grupo, desvinculado do quadro acima.

O nível da volúpia, na política,independe dos cargos assumidos mas tem tudo a ver com a honradez do ocupante, pois nenhum dos casos acima têm a "coisa" como regra, embora quem não a tenha é minoria.

Na realidade, o mantra os fins justificam os meios nos remete a um ponto irrefutável de que direita e esquerda são a mesma coisa, se vistas por suas posturas, anseios e discursos. Essa semelhança entre D&E, aqui no Brasil, enseja uma constante troca de cadeiras, de opinião e de caráter político, sem que os traseiros sintam nenhuma diferença nos novos assentos.

Resta-nos a busca por uma saída ou solução que nos liberte dessa enorme "festa", onde somos os expectadores que não conseguem entender a mentira, a apropriação do bem público como "coisa comum". A propósito, não temos mais que meia dúzia de" bagrinhos" atrás das grades. Os "grandões" processam o Judiciário.

Mas nem tudo e todos são iguais. Ainda é tempo de crer que, embora uma maioria se refestela em busca de um naco da presa (o bem público) resta-nos acreditar na obra imensa de Deus, Criador do homem, este homem que, mesmo em minoria irá influenciar

o futuro deste mundo. Essa minoria estará em todos os escalões do governo num movimento que, por sua natureza digna, acabará se aglutinando. O resultado poderá ser uma terceira via que não mais admita o saque da merenda, dos remédios, das obras, do material escolar. Defenderá, com a próprias vidas a porta do barraco onde a família vem sendo acuada. Essa nova ordem aterrorizará o gatuno de qualquer escalão, para que não mais creia na impunidade.

Oremos a Deus para que o início deste movimento de limpeza já se tenha instalado no coração de nossa Presidente Dilma Roussef.

Que Deus a abençoe.

Decio Franco de Almeida Filho bdfpartners@uol.com.br

São Paulo

_________________________

 

 

 

 

 

 

CHACAIS POLÍTICOS

Embora desejando que a "presidenta" faça um ótimo governo, acho muito difícil que o consiga: seu antecessor habituou os políticos a comportar-se como chacais, dando a carne do Te$ouro para matar-lhes a fome gananciosa. Essa é a verdadeira herança maldita que Dilma e os

cidadãos receberam do Burla. A batalha pelos cargos que a mídia noticia não é para prestar os melhores serviços ao menor preço, mas pelas "taxa$ de suce$$o" que os cargos possibilitam. E a qualidade de alguns ministros, nomeados por quem?

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

PRIORIDADES

O governo Lula, que entregou o País com cerca de 50% dos domicílios sem coleta de esgotos e um número pouco menor sem água tratada, aparentava uma obsessão por banda larga popular. O ministro das Comunicações da nova administração considera a "internet absolutamente imprescindível". Note-se que já tem grande cobertura no País. Até o momento não se sabe o que pensa a presidente Dilma sobre saneamento básico. Seria prescindível?

Mario Helvio Miotto mhmiotto@ig.com.br

Piracicaba

 

 

 

 

_________________________

EMPREENDER

 

 

 

"Podemos ser,de fato,um país de classe média sólida e empreendedora...", disse Dilma Rousseff em seu discurso de posse. O fato é que o governo de seu antecessor, que tanto elogiou, pecou demais no quesito educação, a verdadeira ferramenta para que mais empreendedores possam surgir, além de cidadãos com formação especializada. Ajudaria também um sistema tributário racional, que não sufocasse esse empreendedor. Enfim, que a presidente não fique só nos

discursos como ficou seu antecessor durante os últimos oito anos, e saiba também oferecer um Estado forte, mas na saúde, segurança e educação... No restante, é só não atrapalhar.

 

 

 

José Eduardo Zambon Elias zambonelias@estadao.com.br

Marília

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

CLASSE MÉDIA

A presidente recém-empossada, Dilma, falou em alto e bom som, no seu discurso de 1.º/1/2011, que quer ajudar milhões a alcançarem a classe média (ou seja, a nova classe média que está sendo moldada pelo PT) .

Pergunto o que fazer com a antiga classe média já existente no País e que o Lula e o Palocci, quando era ministro da Fazenda, "afundaram" logo no início do governo em 2002. A qual até hoje sente os seus efeitos e ainda não conseguiu se recuperar dos altos impostos criados por eles, dos empréstimos que os cidadãos tiveram de fazer nos bancos, do uso de cartões de crédito, entre outros, necessários para pagar as sua contas básicas.

Fato é que o ex-presidente Lula tinha pouca noção, ou talvez nenhuma, do que era e representava a classe média, até que no dia 13/7/2007 em que foi vaiado seis vezes por 90 mil no Maracanã, quando da abertura dos Jogos Pan-Americanos.

Eduardo Souza eduardosouza2008@gmail.com

São Paulo

_________________________

GOLPE CONTRA DILMA

No ato de sua posse, a "presidenta" Dilma já estava deposta pelo PT e pelo PMDB. A formação de seu Ministério é uma prova inconteste do golpe que lhe arrebatou das mãos as rédeas do Nação, outorgadas pelo povo em 31/10/2010. Refém desses dois partidos fisiológicos, tendo à frente os finórios Lula e Sarney, cujos filhos são exemplos vertiginosos de sucesso empresarial, não lhe resta alternativa senão se transformar em figura decorativa, num mandato-tampão que na realidade já terminou. Mas juntar na mesma festa jacaré e cobra-d’água não vai dar certo, pois esses animais disputam os mesmos territórios e se nutrem dos mesmos "alimentos". Vai ser uma briga de foice e a viúva é quem vai pagar a conta. Tentar virar a mesa contra seu criador e seu maior sócio, nem pensar, pois certamente não teria apoio do PSDB lulista (leia-se Aécio, Serra e Alckmin) e do DEM sarneysta (leia-se Kassab), e muito menos da turma do Bolsa-Família. Não há luz no fim do túnel, por isso vamos rezar ainda mais para que Deus ilumine a Dilma e lhe mostre outro caminho, para o bem do Brasil.

Sergio Villaça svillaca@terra.com.br

Recife

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEGUNDO ESCALÃO

Dilma enfrenta crise entre o PT e o PMDB pelo segundo escalão. Correios, Funasa, Petrobrás não são empresas ou entidades do Estado? Por que, então, mudam de presidência e diretoria conforme o governo de plantão? Com a palavra os juristas, a começar pelo ministro da Justiça.

RONALDO JOSÉ NEVES DE CARVALHO rone@roneadm.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CINISMO SEM LIMITES

Quando o sr. Aécio Neves reclama por "Minas ter sido excluída do primeiro escalão do governo federal", quem ele quer enganar: a si próprio ou aos paulistas?

Quando o PT retirou a candidatura de Fernando Pimentel, não apoiou a candidatura de Hélio Costa, candidato do principal partido da coligação com o PT, e, ainda por cima, lançou a campanha "Dilmasia" e nenhum candidato de peso ao Senado, tudo isso, é claro, desde que ele não apoiasse a candidatura José Serra (por isso é que houve o tempo todo um fingimento de apoio), o que ele queria mais? Um Ministério para ele?

Sr. Aécio, caia na real. Se o PT apoiasse o sr. Fernando Pimentel ou o sr. Hélio Costa ao governo do Estado de Minas Gerais e lançasse o outro ao Senado, o senhor e o sr. Anastasia teriam ficado a ver navios.

Cinismo precisa ter limites, senão enoja.

Clezio Donizete Goulart clezio_goulart@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

_________________________

 

 

 

BISPO MACEDO

Não entendi a parcialidade do cerimonial de posse da nova presidente. Após os cumprimentos dos convidados, governantes de outros paises e do corpo diplomático na capital federal, eis que surge o bispo Macedo, com os representantes da Rede Record de Rádio e Televisão para também para saudar nova presidente. Só queria entender: os dirigentes de outras emissoras de televisão, rádio, jornais e revistas não foram convidados?

 

Celso Xavier da Rosa celsoxr@hotmail.com

Estiva (MG)

 

_________________________

 

A FLEXIBILIZAÇÃO DA CLT

Em 1991 Airton Senna ganha o GP do Brasil mesmo com problema no câmbio. Dispondo, apenas, da 6ª marcha nas últimas 10 voltas, soube improvisar para superar seus adversários e vencer a corrida. Esse exemplo, na base do quebra galho, devia servir de modelo para o governo brasileiro tentar superar suas dificuldades com a atual "guerra cambial", depreciando a taxa de câmbio, indiretamente, através do artifício de reduzir, temporariamente, os encargos sociais sobre a nossa mão de obra, o que baratearia sensivelmente o custo dos nossos produtos exportáveis, tornando-os mais competitivos.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REAPARECEU DO NADA

Erenice Guerra na posse de Dilma, será que está de olho em algum cargo no governo?

Cícero Sonsim c-sonsim@bol.com.br

Nova Londrina (PR)

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

AQUELE ABRAÇO!

Em seu discurso de posse, a presidente Dillma disse: "Não haverá discriminação, privilégios ou compadrio." E o abraço da Erenice no dia da posse, cujas denúncias de compadrio quase lhe tiraram a vitória, foi...? Pelo jeito, essas nobres palavras em tom de seriedade foram apenas um recado aos coligados, mas não quer dizer o mesmo para os companheiros de "luta"! Ainda mais quando se leva a culpa sozinha! Assim como Palocci, em breve dona Erenice e filhotes voltarão a ter seu lugar ao sol em alguma secretaria, estatal ou coisa parecida, com tudo pago por nós!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

BOAS FALAS

Na cerimônia de posse da "presidenta", o encontro carinhoso das eternas comadres Dilma e Erenice - a mãezona... Mais uma afronta a ser esfregada na cara dos 13% que nunca votaram nem votarão no PT. Quem quiser que acredite nas boas falas de Dilma. Eu prefiro acreditar nos seus atos, que me dizem muito mais claramente o que ela realmente pensa e sente.

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

PRIMEIRA DERRAPADA

 

 

Dona Dilma, em seu discurso de posse, declarou: "Não haverá discriminação, privilégios ou compadrio." Mas depois apareceu a "margarida" - Erenice, a sumida --, que lhe deu um abraço de aconchego. Serão verdadeiras suas palavras ou simples papel carbono de Lula? Dona Dilma vai precisar de muito cuidado com suas palavras e atitudes daqui para a frente para não derrapar, pois não deve confiar nos 85% fantasiosos, já que estão todos de ouvidos e olhos atentos - pelo menos aqueles tantos que não se deixam emprenhar pelos ouvidos e muito menos pelos olhos.

João Roberto Gullino jrgullino@oi.com.br

Petrópolis (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

FALTARAM OS RECIBOS

Antônio Palocci acabou de ser empossado ministro-chefe da Casa Civil, mas está correndo sério risco de perder o cargo. Acontece que a sindicância que apurou o caso Erenice Guerra não encontrou provas que possam incriminar os citados, eles não deram os recibos correspondentes aos 5% da taxa de sucesso. Sabe-se que a ministra demitida era o braço direito da atual presidente e, com tal, poderá voltar ao antigo cargo com a honra lavada e todo o direito de interpelar judicialmente o Estadão e a revista Veja por calúnia e difamação. "Brasil, país de todos"... os corruptos.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

_________________________

 

ERENICE

Pelo jeito, essa Dilma é da mesma laia do Lula.

Orivaldo Tenorio de Vasconcelos prof.tenorio@uol.com.br

Monte Alto

_________________________

 

FARSA

 

O caso Erenice Guerra termina sem culpados.Grande novidade. Mais um caso de corrupção jogado pra baixo do tapete. Mais um membro do PT envolvido em assalto aos cofres públicos e... perdoado.A investigação foi uma farsa para enganar os críticos.Enquanto a farra continuar não há imposto que chegue.

Celso Battesini Ramalho leticialivros@hotmail.com

São Paulo

_________________________

IDONEIDADE

É inaceitável e incoerente o resultado da sindicância que descartou irregularidades na questão do tráfico de influências que envolveu a ex-ministra da Casa Civil. As evidências são indiscutíveis e se ela estivesse segura da sua inocência não deveria demitir-se, nem sob pressão. É imperativo que o novo governo, em todos os escalões, dê exemplo de transparência, idoneidade e pragmatismo desde o início.

Luciano Harary lharary@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

ÉTICA

A própria demissão da sra. Erenice Guerra da Casa Civil, à época, mostrou para o Brasil todo que ela tinha feito algo errado. Agora, mostrando o que o governo Lula sempre entendeu por ética, um tal conselho que analisou seus atos não encontrou nenhuma malfeitoria cometida por ela. A Dilma vai reintegrar sua amiga? Deveria.

Maurício Lima mapeli@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_________________________

QUE LEGAL!

Então, a sindicância do Erenicegate foi arquivada sem qualquer punição a nenhum dos possíveis envolvidos. A comissão alegou que não tinha poderes para tanto, daí ninguém foi punido. Afinal, o que é tráfico de influência? Não aconteceu nada, só suposições... Com isso a sra. Erenice Guerra pôde comparecer à posse da sua amiga e ex-chefe, a atual presidente. Ora, amiga é para essas "coisas"... O fato é que fica por isso mesmo. No país da impunidade, punir pra quê? Que legal!

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

CASO ERENICE GUERRA

MARMELADA

 

 

A sindicância da Casa Civil alega que não haverá punição, por falta de provas, para Erenice Guerra. Ora, abre-se gaveta e tem R$ 200 mil para um membro da Casa Civil - sua comissão,

Seus filhos Saulo e Israel Guerra usaram, junto com os outros, da influencia da mãe. Um envolvido está de volta na Anac e Erenice esteve na posse de Dilma. Isso cheira à primeira marmelada do ano. Já, já, veremos a Erenice como assessora do Antônio Palocci... e continua a corrupção no barco chamado Brasil. É uma tristeza.

Celso de Carvalho Mello celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

PAÍS SEM FUTURO

Vendo Erenice Guerra inocentada "por falta de provas" (os filhos dela não contam), Lulinha tendo seu aluguel de R$ 12 mil pagos por gente que presta serviços ao governo, o Brasil descumprindo acordos internacionais, Dirceu de volta, sem que o Ministério Público, a grande imprensa, ou algum partido de oposição se manifeste, a conclusão é uma só: vimos nos enganado há décadas. Pensamos ser um país que se modernizava e se democratizava. Que nada! Não passamos de um paiseco, em que as instituições são coniventes com tudo o que há de pior, a Justiça só funciona para os inimigos do rei, as leis são ignoradas ou dribladas descaradamente pelos poderosos e em que meia dúzia de privilegiados fazem a festa, enquanto o resto se mata de trabalhar para sustentá-los. A ignorância grassa, os pobres recebem as migalhas que caem dos bolsos dos espertos, o País cai aos pedaços e a mídia trata de dar seu apoio entusiasmado a tudo, por medo ou por mera conveniência. Aqui, felizes são os políticos da situação (a maioria absoluta), os banqueiros (que nada produzem, mas lucram como em nenhum outro lugar) e um punhado de empresários que vivem grudados no governo central. Não temos valores morais nem éticos. Os valores que são considerados no Brasil são os pecuniários, e só. "Pagando bem, que mal tem?" é o lema do brasileiro. Não é à toa que elegemos ladrões de dinheiro público, "exportamos" prostituição e drogas, somos o único país do mundo que se ufana de ter uma festa popular em que todo mundo sai à rua como veio ao mundo, a educação anda para trás e somos campeões em feirados. Seria bom se nos olhássemos por alguns instantes sem lentes cor-de-rosa e nos víssemos como somos de verdade. Chega de nos enganarmos e de sermos enganados pela propaganda ufanista, em doses cavalares, a que somos submetidos diariamente. Enquanto os brasileiros não crescerem como gente, o Brasil será sempre um país do futuro que nunca chega.

 

 

 

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

FIM DA ERA LULA

2/1/2011, primeiro dia pós-Lula: que silêncio agradável!

Carlos Alberto Roxo roxo_7@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

_________________________

 

OMBRO AMIGO

 

 

É inacreditável, mas consta que Lula chorou o tempo todo no ombro de José Sarney na última viagem que o trouxe no avião presidencial a São Paulo, após a posse de Dilma. Sarney não foi a São Bernardo com Lula. Só faltava essa...

Paulo Magalhães magalha1960@bol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

RANCOROSO

O Lula demonstra um amargor sem igual. Ao sair da Presidência com quase 90% de aprovação, ele prega ainda a perseguição das elites aos pobres, aos semialfabetizados e à mulher. É Inacreditável como demonstra rancor, não consegue deixar de falar que foi vitima da elite e continua jogando o povo contra ela, quem estudou contra quem não estudou, como se fosse crime estudar. Ele certamente não esta pacificado, sai com um rancor maior do que quando entrou, definitivamente não está em paz consigo mesmo, batendo na tecla de que fez o melhor governo de toda a História - e nós sabemos que não foi verdade, ele apenas deu continuidade aos acertos dos governos que o antecederam. Ao menos teremos agora alguém que, justamente por ter estudado, não assassinará tanto nossa língua portuguesa.

Gattaz Ganem gattaz@globo.com

Carapicuíba

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

GREVES

De uma coisa, podemos ter certeza: Dilma não terá problemas com sindicatos, com Lula solto por aí.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________

 

CERVEJINHA...

Lula, com mais uma aposentadoria no bolso, declarou: "Ninguém vai se incomodar se eu tomar uma cervejinha." O "cara" tomou todas (à nossa custa), durante oito anos, e vem agora com chorumelas diminutivas. Tome todas as possíveis e imagináveis, para o bom futuro da Nação!

Roberto Stavale bobstal@dglnet.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

PELÉ NUNCA FOI RESERVA

Gilberto Carvalho exagerou ao comparar Lula ao Pelé. Pelé é uma instituição mundial, o ser humano mais conhecido e reverenciado em toda a História. O atleta do século, sendo recebido pelas mais importantes personalidades mundiais, sempre com alegria e orgulho. Nunca extrapolou o que o bom senso admite quanto à modéstia pessoal. Nunca se bravateou para quem quer que fosse. Nunca menosprezou os adversários. Sempre procurou aperfeiçoamento, formando-se e aprendendo idiomas. Sempre soube separar o Edson do Pelé, deixando para este último todas as glórias alcançadas. Já Lula...

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_________________________

87%

O ex-presidente Lula deixa o comando do País com 87% de aprovação. Isso representa que quase nove entre dez brasileiros estão satisfeitos. Eu, particularmente, nunca votei no Lula "lá", não gostava dele, mas comecei a entendê-lo, e o assistencialismo que ele tanto fez realmente foi necessário, vivemos num país de extremos, dos biliardários aos miseráveis! Existem pessoas, infelizmente, incapazes de ser autossuficientes! E na ordem política, Lula, que era radical, tornou-se o mais político de todos os políticos deste país, conseguiu agregar os inimigos em seu governo (o famoso toma lá, da cá, isto acontece em todos os lugares). E como em todos os governos, os escândalos de corrupção (mensalão) se fizeram presente, e como sempre ninguém foi preso! Entre erros e acertos, o carismático Lula agradou! Lembrando que saúde, educação, segurança, transportes, etc., vivem no abismo! O salário mínimo deixa a desejar e a vida dos aposentados privados está cada vez pior. Enfim, a trajetória do Lula, se não invejável, no mínimo, é admirável!

 

 

 

 

Alex Tanner alextanner.sss@hotmail.com

Sumaré

 

 

 

 

 

 

_________________________

EXPLICANDO LULA

Quem quiser explicar o sucesso de Lula , reporte-se ao que disse Victor Hugo:

"Não há nada mais poderoso do que a força de uma ideia cujo tempo chegou."

Carlos Jose Benatti cjbenatti@globo.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

E AGORA?

O ex-presidente não poderá nem administrar a sua biblioteca, afinal, ler faz-lhe mal.

Mauro Ribeiro Gamero mrgamero@ajato.com.br

São Paulo

_________________________

 

 

 

 

 

 

CHEGA DE LULA

 

 

Luiz Inácio, obrigada por tudo o que você não fez. Agora vaza.

 

Dalva Regina Pereira drpereira@bol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

O POÇO LULA

Lula no fundo do poço - sem dúvida, um gran finale.

Ary Nisenbaum aryn@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

ARQUIBANCADA EM CIMA DO MURO

Lula, que foi aclamado pelos são-bernardenses, não precisará sair de São Bernardo para ver um jogo do Corinthians na arquibancada. É que dia 30 de janeiro próximo , no histórico estádio 1.º de Maio , o Corinthians enfrentará o São Bernardo Futebol Clube, pelo Campeonato Paulista. Para quem será que o ex-presidente vai torcer?

Luiz Henrique Penchiari luiz.penchiari@hotmail.com

Vinhedo

_________________________

 

 

 

 

OLIMPÍADAS 2016

A logomarca dos Jogos Olímpicos de 2016 foi apresentada ao mundo. Não vou comentar, porque gosto não se discute. Mas acho que merecia um refrão: "Ciranda, cirandinha./ Vamos todos cirandar..."

Cláudio Moschella arquiteto@claudiomoschella.net

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

PARTO DA MONTANHA

Na carona da pompa e circunstância do réveillon de Copacabana, depois de forte esquema de contraespionagem, com direito a sala secreta, segredos e despistamentos, sai a logomarca da nossa Olimpíada: imitação do símbolo de uma ONG americana (Telluride Foundation) que imita a tela "A Dança", de Matisse.

Começamos bem.

 

 

Joaquim Quintino Filho jqf@terra.com.br

Pirassununga

 

 

_________________________

 

COPA E OLIMPÍADA

O Brasil é o país dos contrastes. Enquanto gastamos milhões com fogos e réveillons, nos hospitais faltam luz, remédios e leitos dignos.

Assumimos compromissos com a Copa do Mundo de Futebol em 2012 e com a Olimpíada em 2016. Temos um calendário a cumprir para tudo isso.

Porém, no Brasil, nós nos acostumamos a começar o ano só depois do carnaval. A maioria dos órgãos públicos entra em recesso e os trabalhos só vão começas após o carnaval mesmo.

No entanto, obras como o metrô de Fortaleza e muitas obras do PAC estão em atraso.

Fica feio assumir compromissos internacionais e terminar com a fama de não ser um país sério.

Antes de assumir compromissos, lembremos as palavras de Jesus no Evangelho: devemos calcular bem se podemos construir uma torre antes de não poder cumprir a obra toda e ficarmos envergonhados.

Compromissos levam a consequências. Promessa é dívida!

Paulo Roberto Girão Lessa paulinhogirao@uol.com.br

Fortaleza

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.