Cartas - 05/02/2011

BLECAUTE NO NORDESTE

, O Estado de S.Paulo

05 Fevereiro 2011 | 00h00

O apagão de Lobão

Mais uma vez o Brasil sofreu um apagão, que, aliás, já podemos classificar como o apagão bianual do nosso sistema elétrico. Desta vez o contemplado foi o Nordeste, a partir da quinta-feira à noite, portanto, fora do horário de pico, atingindo oito Estados. E ontem o ministro Edison Lobão reuniu a imprensa para dar razões, que se mostraram altamente inconvincentes, como ao apontar uma subestação em Pernambuco como "causa provável". Isso depois do enorme tempo decorrido até então. Indicou uma falha na cartela de relês e, posteriormente, falha humana. Fez questão de frisar que não há no mundo sistema melhor que o nosso, robusto e moderno, mas que há falhas em todos os sistemas. Informou também que se reunirá na segunda-feira com as entidades envolvidas no sistema para ter uma radiografia completa do ocorrido. Esperava-se que se reunissem já ontem. O professor Goldemberg, em entrevista na TV, disse que as explicações apresentadas até agora são esfarrapadas e a causa mais provável seria a falta de manutenção. Mas, independentemente das explicações dadas, o que podemos constatar, mais uma vez, é que a política de construir super-hidrelétricas não seria o melhor sistema para um país de dimensões continentais como o nosso. Além de estarmos destruindo imensas florestas, sem termos a mínima ideia do valor econômico da floresta em pé, ainda estamos desalojando populações inteiras de suas habitações, algumas de priscas eras. A construção de Itaipu é um grande exemplo de planejamento mal feito. Não só destruiu as Sete Quedas, no Rio Paraná, cujo potencial turístico com certeza não foi levado em conta, como tivemos de dividir seu potencial com o Paraguai, que não aplicou um tostão furado na construção e agora insiste em rever o contrato firmado na ocasião. A construção de usinas de menor potencial em diferentes pontos do rio poderia ser muito mais vantajosa para o País, se um estudo de custo-benefício fosse aplicado ao caso. Já passamos do tempo de começar a projetar a utilização de energias alternativas, como eólica, solar, térmica que usa bagaço de cana, etc. Espalhadas pelo País, tornariam o sistema mais seguro e atacariam bem menos o meio ambiente.

GILBERTO PACINI

benetazzos@bol.com.br

São Paulo

______________

Culpa da oposição

O competentíssimo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, colega de turma de Sarney, Jader, Renan, Collor, etc., sobre o apagão que atingiu a maioria dos Estados nordestinos, afirmou que ocorreu uma pequena falha no sistema, considerada dentro do padrão de normalidade da estatística mundial. Deu a entender que certamente isso é mais uma invenção da oposição para derrubar o governo Dilma, assim como foi feito no governo Lulla no caso do mensalão, que, como todos sabem, nunca existiu.

JOSÉ CARLOS DEGASPARE

degaspare@uol.com.br

São Paulo

______________

Conta outra, ministro

Tem razão o ministro Lobão: não houve apagão. O que houve foi um fantástico movimento arquitetado pela população para todos desligarem a eletricidade ao mesmo tempo, passarem a noite acordados, suando em bica, confraternizando com os mosquitos pela alegria de conviver com políticos tão competentes.

LUIZ NUSBAUM

lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

______________

Incompetência

Nem bem dona Dilma assumiu o governo e novo apagão, de três horas, em oito Estados do Nordeste. O que houve? Claro, só pode ser incompetência de gente que, ainda desde o governo Lula, lá está ocupando espaço sem ter o necessário conhecimento. Nada como um governinho populista medíocre. Dona Dilma, tente mudar isso, o Brasil espera.

CARLOS E. BARROS RODRIGUES

ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

______________

Forças ocultas

Dona Dilma, quem vai levar a culpa pelo apagão? Falar em herança maldita, agora, não dá, né? Que tal lembrar Jânio Quadros e dizer que foram forças ocultas?

ALBERTO B. C. DE CARVALHO

albcc@ig.com.br

São Paulo

______________

Festival de "explicações"

É claro que agora vão aparecer as mais ridículas justificativas para esse apagão que tomou conta do Nordeste. Gestores públicos claramente por fora do assunto vão aparecer aos borbotões na TV com a velha conversa mole de sempre, em que procuram culpar qualquer coisa, até inventando fenômenos meteorológicos, mas nunca admitindo a verdade dos fatos, que seria facilmente explicada, desde que admitissem que o setor elétrico brasileiro vem sendo paulatinamente sucateado, seja pela falta de investimentos - posto que a prioridade do dinheiro dos cofres públicos é rotineiramente para ações que garantam retorno eleitoreiro ou agradem aos grandes empreiteiros, garantindo retorno em ajuda financeira para campanhas eleitorais -, ou ainda que os cargos gerenciais do setor energético, que deveriam ser entregues ao comando de técnicos especializados, são criminosamente usados como moeda de troca em barganhas políticas, colocando em postos-chave verdadeiros analfabetos em relação ao assunto, mas que contam com a proteção de alguns desses eternos donos do poder, a exemplo do atual presidente do Senado, José Sarney, que há muitos anos transformou o Ministério de Minas e Energia num feudo, no qual manda e desmanda, usando a estrutura ministerial para acomodar alguns dos seus mais ilustres xeleléus.

JÚLIO FERREIRA

julioferreira.net@gmail.com

Recife

______________

ELETROBRÁS

Divisor de águas

Altamente significativa a notícia sobre os nomes cogitados para a presidência da Eletrobrás: o engenheiro, ex-presidente e funcionário de carreira da Cemig José da Costa e o também engenheiro Márcio Zimmermann, secretário executivo do Ministério de Minas e Energia (4/2, A4). Apolíticos, ambos são possuidores de todas as credenciais técnicas, gerenciais e morais para promover uma verdadeira revolução no setor elétrico, há muito dominado por interesses subalternos. A dama de ferro Dilma Rousseff, com relação à área energética - que ela conhece e domina -, passa a demonstrar que se revela mais por atos do que por palavras. É um ótimo começo!

NILSON OTÁVIO DE OLIVEIRA

noo@uol.com.br

São Paulo

______________

"Vejam só em que "marimbondos de fogo" se meteram os petistas. Não é para rir?"

OSCAR ROLIM JÚNIOR / ITAPEVA, SOBRE O APAGÃO

rolimadvogado@ibest.com.br

"Apagão de novo?! Teria começado em São Luiz Gonzaga (PE), como se informou, ou seria em

São Luís do Maranhão?"

JOSÉ ETULEY B. GONÇALVES / RIBEIRÃO PRETO, IDEM

etuley@uol.com.br

"Tinham prometido que nunca mais teríamos apagões. Alguém acreditou? Ou blecaute e apagão

serão coisas diferentes?"

MÁRIO IVAN / JOÃO PESSOA, IDEM

marioivan@terra.com.br

______________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.853

TEMA DO DIA

Mubarak não deixará o cargo de presidente

Afirmação é do premiê Ahmed Shafiq. No "Dia da Partida", 100 mil egípcios exigiram a renúncia

"Se o presidente Mubarak for obrigado a fugir, os radicais religiosos podem assumir o poder."

DANIEL COOPER

"Essa é uma revolução do povo egípcio. Se eles elegerem um presidente islâmico, budista ou evangélico, essa decisão cabe apenas ao povo do Egito."

ROBERTO LOCATELLI

"Trinta anos é muito para um povo aceitar uma ditadura."

SOLANGE DELOCO COUTINHO

______________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAIS UM APAGÃO!

 

 

A presidente Dilma escolheu para comandar a Furnas Centrais Elétricas mais um apadrinhado do jurássico tetrapresidente do Senado, ampliando a força política do grupo ligado ao velho senador. O escolhido - engenheiro Flávio Decat - é ninguém menos do que o indivíduo citado na Operação Boi Barrica como sendo indicado pelo empresário Fernando Sarney, em telefonema ao pai, para ajudar a nomeá-lo para um cargo na Eletrobrás, então sob influência do aliado de ambos, o atual ministro Edison Lobão. Passados três meses do telefonema, o indicado foi nomeado para diretoria da Eletrobrás e o Estadão foi "premiado" com censura, já perto de completar o segundo aniversário.

Enquanto isso, sete Estados do Nordeste - Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Paraíba, Bahia, Ceará e Rio Grande do Norte e algumas cidades do Piauí e do Norte do País - sofreram o seu apagão, minimizado pelo ministro de Minas e Energia, ao afirmar que o sistema de transmissão de energia do Brasil é "robusto e moderno", não havendo nada mais moderno no mundo, e "falhas" como essa ocorrem em todo o mundo.

O sistema pode até ser moderno, mas e a administração e a manutenção como se dão? Como ficam os milhões de eleitores consumidores que depositaram total confiança na presidente? Não está mais do que comprovado que a substituição de competência por apadrinhamento político não funciona? Não fica patente que a voracidade pelo poder do partido do governo o deixa de joelhos perante essa gente feudal? Quando o interesse dos contribuintes se sobreporá aos interesses particulares e escusos das velhas oligarquias?

 

 

Aparecida Dileide Gaziolla rubishara@uol.com.br

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ALIADO DE SARNEY EM FURNAS

 

Os tributos pagos pelo contribuinte seriam economizados se a capital federal mudasse de vez para o Maranhão e a gráfica do Banco Central, para São Luís (é assustador o fantasma de Virgulino Ferreira).

 

 

Roberto Castiglioni rocastiglioni@hotmail.com

Santo André

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NORDESTE ÀS ESCURAS

 

No mínimo curiosas as explicações da Chesf para o apagão de todo o Nordeste: "Alguma coisa aconteceu nos caminhos que levam às linhas até lá". Ah, muito bem! Mais culpa sobre ventos fortes, raios e que tais, como no apagão de 2009 no Sul, Sudeste e parte do Centro-Oeste? Ministro Lobão, verifique as linhas de transmissão. Desde seu teatrinho de 2009, apoiado pelo "governinho" da época, inclusive a agora presidente Dilma, as linhas estão sem manutenção! Para aumentos para os políticos de qualquer sorte, tem, para nós, o povo, nem a manutenção do que já temos e pagamos tão caro temos!

Lígia Bittencourt ligialbc@uol.com.br

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PT SEMPRE NEGA

 

O PT sempre nega os acontecimentos, não existiram apagão, mensalão, dossiê, deslizamentos, etc. Para eles essas coisas somente acontecem quando é o PSDB.

Nelson Pereira Bizerra nepebizerra@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FRASE DE EFEITO

 

O novíssimo e competente ministro Edison lobão já não é a primeira vez que diz que "nosso sistema de eletricidade é robusto e moderno", frase de efeito para os incompetentes. Temo pelo pior no caso de nosso país crescer, o apagão será inevitável. Parece brincadeira como nossas autoridades constituídas se desvencilham dos problemas. No final do ano certamente teremos mais destruições e mortes nas encostas desprotegidas e ainda habitadas, novamente veremos verbas sendo desviadas para construção de museus, e nada acontecerá de punições. A roubalheira continua em todos os recantos deste país, aumentos salariais indecentes para os políticos.

 

Julio Jose de Melo julinho1952@hotmail.com

Sete Lagoas (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SERÁ...?!

 

O apagão só não atingiu o Estado do Maranhão. Será por causa da família Sarney?

 

Panayotis Poulis ppoulis@ig.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ELE TAMBÉM NÃO SABE DE NADA

Quase 20 horas depois do apagão no Nordeste, o ministro de Minas Energia disse não saber ainda o motivo do problema. Mas por que é feita essa pergunta a um ministro que não sabe nada sobre energia, conforme o próprio declarou? Provavelmente a presidente Dilma, experiente na matéria, ou Sarney, experiente em indicar ministros "experientes", soubessem a resposta. A única coisa que o ministro Lobão sabe é que não há um sistema mais moderno do que o nosso no mundo. Disse que o problema "está sendo estudado".

 

Fabio Figueiredo fafig3@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TREMENDA BAGUNÇA

Lula era "nunca antes neste país". Agora Lobão diz: "Temos o sistema de energia mais perfeito do mundo". Muito bem. Mudou o governo, mas não mudou o ministro - afinal, do que é que ele entende? Portanto, nunca antes neste país o Brasil se transformou na maior bagunça desorganizada do mundo. Moro em Petrópolis e pelo menos uma vez por semana fica-se sem luz até por mais de uma hora - já está se tornando praxe. É ou não é uma tremenda bagunça desorganizada em todo o território nacional? É colocar políticos polivalentes que não entendem de nada, principalmente, de organização.

 

João Roberto Gullino jrgullino@oi.com.br

Petrópolis (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

INTERRUPÇÃO

 

Interrupção no abastecimento de energia elétrica foi o que aconteceu na Região Nordeste do Brasil, disse o ministro de Minas e Energia, sr. Edison Lobão, indicado pelo poderoso chefão. É uma desculpa nova, que vulgarmente conhecemos como apagão. Será que a culpa ainda é do Fernandão? Interrupção rima com Lobão, que também rima com apagão, e quem se "esfrega" é o povão, que ficou na escuridão, porque votou errado na eleição.

 

M. Teresa Amaral mteresa0409@estadao.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEM LUZ

 

Apagão no começo do governo Dilma? É bom ficar "acesa"!

 

 

Cícero Sonsim c-sonsim@bol.com.br

Nova Londrina (PR)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SÓ QUERIA ENTENDER...

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse que não houve apagão no Nordeste: "O que aconteceu foi apenas um problema no sistema". Seria interessante que o ministro explicasse melhor qual é a diferença entre um problema no sistema, que provoca um apagão, e um apagão propriamente dito...

 

 

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PALAVRAS DA SABEDORIA

 

 

"Não há no mundo sistema mais moderno que o brasileiro." Palavras de um profundo conhecedor do assunto, ministro Thomas Alva Edison Lobão. Se ele falou, tá falado. Temos de acreditar. Os apagões que têm ocorrido com insistência foram meros acasos.

Ironias do destino.

 

Ronaldo Gomes Ferraz, engenheiro ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

BLECAUTE

Com o blecaute, vários Estados do Nordeste brasileiro ficaram no escuro. O ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, disse que nosso sistema está aparelhado com o que há de mais moderno no mundo. Se com esse sistema moderno houve dois apagões em dois anos, como seria se tivéssemos um sistema menos moderno? Ministro, se os equipamento são tão eficientes, então está faltando gente competente para operá-los?

 

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SOLUÇÃO

 

Explicando pra quem não entendeu: evitando um apagão, a Chesf desligou a energia.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MULTIPLICAÇÃO DOS MACUNAÍMAS

O nobre deputado Romário acaba de mostrar onde é sua verdadeira praia. Estava jogando futevôlei no "plenário" do Pepê (praia do Rio) e no final do mês vai receber R$ 27 mil. Dá nojo. São os Macunaímas, que no Brasil se multiplicam em função exponencial. Este país é uma vergonha.

 

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMPROMETIMENTO POLÍTICO

 

Emocionante, gratificante, comovente o comprometimento de Sua Excelência o deputado federal Romário com seus eleitores. Agora só falta ele dar uma declaração em rede nacional, com lágrimas nos olhos, afirmando que vai combater a miséria do povo.

 

Vagner Ricciardi vbricci@estadao.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMEÇA MAL

O deputado federal recém-empossado Romário (PSB-RJ) foi flagrado na tarde de quinta-feira, por volta das 17 horas, jogando futevôlei na praia da Barra da Tijuca, no Rio. O flagra aconteceu enquanto transcorria a primeira sessão legislativa na Câmara dos Deputados. Começa mal, portanto, o deputado Romário, que chegou a assinar a lista de presença para não perder a diária. São coisas assim que o eleitor não pode mais deixar passar, pois esse tipo de conduta já evidencia a falta de seriedade com que encara sua nova função. Basta de tolerância com esse tipo de atitude, já que os deputados são pagos com o dinheiro do contribuinte para trabalhar para o povo e pelo povo, e não para antecipar seu fim de semana. A nenhum trabalhador é dado esse direito, porque se sente uma exceção o sr. Romário? Olho nele!

 

Eliana França Leme efleme@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FOLGADO

Será que ao eleger Romário para deputado federal os cariocas pensaram que ele agiria diferente de quando jogava futebol? Como em campo, quando esperava que jogassem a bola nos seus pés, provavelmente ele está na praia jogando bola esperando que o Congresso vá até ele para dar seu famoso chute. Uma vez folgado, sempre folgado e nada melhor que ser deputado para continuar jogando em alto nível!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GAZETEIRO

O deputado Romário começou gazeteando... Ficou assim evidente a distorção que ocorre na política brasileira, pois o nome e a fama de Romário foram usados por um partido oportunista somente para carrear votos para a legenda, mas ele mesmo não demonstra nenhuma vocação para o exercício político, ainda que aprecie demais os ganhos dele advindos. O diploma de Romário deveria ser cassado, pois um deputado custa muito caro aos cofres públicos para simplesmente fazer gazeta.

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

SOBRE OS POLÍTICOS DE HOJE

Nada mais desestimulante do que saber que o senador Suplicy perdeu seu tempo e o dos senadores para explicar por que devemos receber de braços abertos um assassino italiano julgado e condenado em seu país por ter matado várias pessoas. O criminoso defende-se dizendo que foi condenado à revelia, não foi ouvido. Ora, se estava foragido, como deveria ser julgado? E o senador quer que se acredite nessa patacoada!

Estamos vivendo momentos perigosos para nossa democracia, porque o povo está cada vez mais desacreditando dos políticos, que não percebem o mal que estão fazendo à população e ao País. Além de receberem salários e incentivos enormes, fazendo com que o gasto se eleve a níveis estratosféricos, essas pessoas, eleitas pelo povo para trabalhar por ele e defender e proteger a população só pensa em se locupletar ou dedicar seu tempo a causas que não merecem um único minuto (como o caso de Suplicy). O que se gasta com o Congresso é muito, mas os políticos nem se importam se falta dinheiro para saneamento, segurança ou educação.

É só ver o jogador Romário, recém-empossado com deputado federal, em vez de estar trabalhando e tentando aprender a ser um bom deputado, foi encontrado jogando uma pelada na praia em plena manhã de quinta-feira.

 

 

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"SALÁRIOS' SEGUNDO MACEDO

 

Não se deixe de ler o artigo de Roberto Macedo (3/2, A2) "Congresso: salários como num assalto". É a cópia viva da realidade do nosso Parlamento. Acrescentem-se os novos termos aplicados pelo autor, o"excelenciário" e o "excrescêncio", para explicar a conduta de deputados federais e senadores, aliás, bem a propósito. E qual a reação da sociedade? Nenhuma. Deixe-se como está e veremos como fica... Sempre pagaremos a conta!

 

 

Ruth de Souza Lima e Hellmeister rutellme@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

IPTU PROGRESSIVO

O economista Roberto Macedo coloca em seu artigo nos devidos termos o descalabro do aumento salarial dos congressistas (o teto é o limite), mostrando bem a covardia deles ao cuidar desse tema justo no período de festas de fim de ano, quando o espírito natalino toma conta de todos, menos deles. Todavia, o que esse articulista não percebeu é que até o Superior Tribunal de Justiça se aproveitou desse período para também fazer algo parecido, ao entender como constitucional a progressividade do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), dando ganho de causa ao prefeito Gilberto Kassab, que havia sido derrotado nas duas primeiras instâncias. Ao que tudo indica, agora uma Câmara Municipal dócil e um prefeito ganancioso e demagogo têm todos os instrumentos legais para o confisco amplo, geral e irrestrito dos bens dos pobres contribuintes.

 

 

José Elias Laier joseeliaslaier@gmail.com

São Carlos

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NELSON MOTTA

 

Parabéns a Nelson Motta pelo brilhante artigo publicado ontem na página A8, em que elogia atitudes da atual presidente da República e dá a exata dimensão do antecessor, o falastrão que se julgava e se autoproclamava o maior e melhor entre todos, usando exaustivamente o enfadonho chavão "como nunca antes nesse (sic) país".

Archânjelo Franchetti afranchetti@uol.com.br

Campinas

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"ENFIM, SÓS"

Prezado Nelson Motta, suas considerações sobre o ex-presidente Lula e a atual, Dilma Rousseff, merecem não somente aplausos pelas assertivas, mas, mais ainda, merecem ser lidas no plenário do Congresso, para que todos saibam que governar não é dividir nem se locupletar pela divisão, tampouco permitir o uso da máquina pública em proveito próprio ou de uso dos mais próximos. Meu muito obrigado!

 

 

Edivelton Tadeu Mendes e.mail:etm_mblm@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DILMA

Em adendo ao artigo "Enfim, sós", de Nelson Motta: "Dilmais"! Que prossiga assim!

J. S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUE BOM

Sobre a excelente crônica "Enfim, sós", de Nelson Motta, embora seja muito cedo para uma avaliação do governo Dilma, que bom que isso esteja acontecendo.

 

Fausto Rodrigues Chaves faustochaves@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMENTÁRIO AMANHECIDO

Tecendo elogios a Dilma, Nelson Motta afirma que a presidente "vai tirar Furnas e a Funasa dos quadrilheiros do PMDB" (sic). Na primeira página lê-se: "Dilma escolhe nome ligado a Sarney para chefiar Furnas (Flávio Decat). Tal nome aparece nas investigações da Operação Boi Barrica sobre Fernando Sarney, que gerou a censura ao Estadão.

É, Nelson Motta entende mais da antiga bossa-nova do que de política e economia. E na Funasa, Ruy Gomide, também abençoado pelo PMDB.

Almir Garcia aladgr@msn.com

Itanhaém

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAGRO X GORDO

 

O toliminado Coringão caiu com o peso do tôgordo. O raivoso hispano do leste Sánchez deve ter passado a semana crivado e avermelhado pelas berebas do fracasso. Na segunda noite assistiu ao brilho juvenil de Rivaldo, o magro, que promete outras tantas alegrias ao rival odioso, sem merchandising, sem barriga, sem derrubar alambrados, mas com gols de placa.

A inveja antiga e insuportável do Morumbi já lhe custa a pele do rosto, agora com a investida do magro contra o gordo, a conta vai explodir. O outro velho, o dos relógios, saiu pela tangente, foi arrumar a meia no vestiário, cheirando o podre que vinha no caminho.

Mais o pior estádio da Copa só podia ser o Itaquerão, projeto já desqualificado, chance de acontecer remota e ainda conta com o pé gelado do apedeuta de São Bernardo, a anta que paralisa qualquer sucesso esportivo, com comprovação abundante.

Aos fiéis sofredores da zona leste ainda cabe recurso ao além: além da realidade, além da competência, além da seriedade, além da chance, aquém da Libertadores e do mundo.

Quem sabe um arranjo na CBF do amigão Teixeira, quem sabe um arranjão nas salas da FPF, nas salas dos juízes e na dos gandulas.

Quem sabe um cacife extra da Globo, quem sabe um infortúnio generalizado de todos os outros. Ou seja, resta aos sofredores teimosos a possibilidade do além e do acaso, posto que de competência, seriedade e gente boa de fato carece, de há muito, e, pelo jeito, a pose do torcedor-mor e os conchavos com a escória processada na Justiça do futebol ainda prometem novelescas fraudes, fracassos e ridículos por muitas décadas. Quem sabe no próximo centenário, ou segundo sem ter nada?

 

 

Ronaldo Parisi rparisi@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RIVALDO

Agora sim, Juvenal. Sem gordura.

 

Oscar Rolim Júnior rolimadvogado@ibest.com.br.

Itapeva

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

PÉ-FRIO

Não está dito em canto nenhum, mas não dá pra tampar o sol com a peneira. Foi só o ex-presidente Lula da Silva aparecer de novo para o Corinthians perder feio. E olha que esta não foi sua estreia como pé-frio.

 

José Carlos Cruz cruz.jc02@gmail.com

Osasco

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HORA DE PARAR

 

É um vexame atrás do outro, o timinho do Parque São Jorge está brincando com seus torcedores. A eliminação antes de sentir o gostinho de disputar a segunda fase da Libertadores deixou a vergonha estampada na cara de cada corintiano na quinta-feira pela manhã, foi um fiasco sem precedente do time comandado pelo técnico Tite. Com uma atuação igualmente vergonhosa, o atacante Ronaldo lamentou a eliminação e o péssimo futebol da equipe nas duas partidas ante a fraca equipe do até então desconhecido Tolima, da Colômbia. Ronaldo não precisa mais passar por tamanha saia-justa e tanto vexame em campo. E isso independe do drama que foi este início de ano. O Fenômeno esta completamente fora de peso, parece estar muito mais gordo do que terminou o ano passado. Com isso suas atuações são cada vez mais patéticas. Não só ele, mas todo o time está totalmente fora de órbita, dando um vexame atrás do outro. Foi assim na pré-Libertadores e no Paulistão. É deprimente ver o maior artilheiro das Copas do Mundo, um dos maiores craques de todos os tempos, terminar a carreira desse jeito. O pior é que ele nem mais se arrasta em campo. Ele nem rola pelo gramado. Fica paradão lá na frente, como um poste, imóvel, fazendo a alegria dos zagueiros. Como dizem os algozes dos corintianos, tinham um sonho com a Libertadores, mas que o Fenômeno e seus companheiros comeram. Ronaldo já ganhou muitos títulos importantes, não é uma Libertadores a mais ou a menos que vai mudar sua história gloriosa no futebol, o que ele não precisa mais é passar por vexames jogo após jogo com desculpas esfarrapadas, como se os corintianos fossem um bando de otários. Ronaldo está com essa sua atitude virando uma figura cômica, motivo de piada e chacotas entre os torcedores. Ele e seus fãs não merecem passar por isso. De certo é que o fenômeno é hoje motivo, sim, de piada. Nem os seus fãs merecem vê-lo assim. É lamentável para ele e para a fiel torcida. Para nós, corintianos sofredores, nada melhor que um dia após o outro, que venha o Palmeiras para sarar nossas feridas!

 

Turíbio Liberatto www.turibioliberatto.nafoto.net

São Caetano do Sul

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BABA-OVOS

Na hora de buscar os culpados pela desdita corintiana, além de jogadores e dirigentes, que não se esqueçam de alguns baba-ovos instalados na imprensa esportiva paulista, que muito contribuíram para iludir a ingênua e fiel torcida.

 

 

Luiz Henrique Penchiari luiz.penchiari@hotmail.com

Vinhedo

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PIORÃO

Ainda no papel, o estádio de Itaquera já conquistou o título de pior projeto da Copa do Mundo de 2014. É o Piorão do Corinthians. Esse time só me dá alegria!

 

 

Stanislaw Cordeiro ratles2@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ALCKMIN CONGELA OBRAS

O governador anuncia o congelamento de obras importantes para milhões de paulistas. Será que haverá congelamento dos gastos desnecessários, que nenhum benefício trarão aos paulistas, para construção de um estádio de futebol, para satisfazer o ego da CBF e da FIFA, quando já há estádio construído? Será que o estádio renderá tantos votos para justificar mais esse desperdício de dinheiro?

 

Edson Baptista de Souza baptistaedson@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESTÁDIO

Eu e muitos brasileiros não conseguimos entender como pode Salvador ter condições de fazer um estádio e não ter terminado o metrô, há mais de dez anos em construção e até agora sem estar em funcionamento. São Paulo, que é quem deveria ter feito um novo estádio, por ser o Estado mais rico do Brasil, até hoje não assumiu a responsabilidade de fazer um estádio que traga orgulho aos paulistas.

 

Reginaldo de Paula reg.paula@hotmail.com

Campinas

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MENGO

Com ou sem o Ronaldinho Gaúcho, os que resolvem mesmo no Flamengo são os Vanderleys.

Sergio S. de Oliveira ssoliveiramsm@hotmail.com

Monte Santo de Minas (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ADEUS AO FÓRUM

 

Depois de mais de 30 anos lendo e participando deste Fórum, estou deixando-o. O motivo é não aguentar mais ler discussão sobre futebol, quando há tanto o que falar e comentar que seja de interesse coletivo, que envolva os direitos do cidadão, que aponte injustiças e desmandos dos governos das três esferas de administração. Que fique claro, o jornal não tem culpa nisso, é seu dever selecionar e publicar as cartas. Os culpados são os próprios leitores, que se valem de um espaço nobre e gratuito para falar sobre um reles esporte. Acho que é por isso que o Big Brother Brasil, esse lixo da TV Globo, faz tanto sucesso, ecoa nas cabeças vazias. Na edição impressa de 4/2 foram 13 cartas no total, 2 sobre futebol (15%); no portal, 52 ao todo, 18 a respeito do esporte bretão (34%). Chega, adeus Fórum dos Leitores do O Estado de S. Paulo.

 

 

Bob Sharp bobsharp@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.