Cartas - 05/07/2011

MEMÓRIA

, O Estado de S.Paulo

05 Julho 2011 | 00h00

Itamar Franco

Dizem que vaso ruim demora a quebrar. Bons exemplos podem ser encontrados no Maranhão ou, atualmente, no ABC paulista. Mas em Minas Gerais nos despedimos de um dos presidentes mais íntegros que a República já viu. Diferente dos nossos últimos líderes, Itamar Franco negou-se a se aliar à corja de corruptos, não fez vista grossa à corrupção. Pagou caro por isso, quase caindo no esquecimento, até se reerguer como senador, e, embora não tenha tido a oportunidade de contribuir nesse cargo para o avanço brasileiro por muito tempo, trabalhou até seus últimos dias pela Nação. Por sua idade, foi motivo de chacotas de Lula, que chamou os políticos mais experientes de "homens do Império". Mas foi Itamar que nos colocou nos trilhos do desenvolvimento, o líder que nos proporcionou viver este momento de desenvolvimento econômico. Muitos preferem acreditar que o Brasil foi endireitado em quatro, oito anos. Eu entendo que o sucesso de sua gestão deu o conforto para que novos gestores pudessem trabalhar melhor em áreas importantes, como a social. Há quem possa negar, mas a semente do desenvolvimento foi plantada por uma única pessoa e o seu nome é Itamar Franco.

THIAGO C. ANDRADE

thiagocandrade@gmail.com

Recife

________

Superioridade

A grande vantagem de Itamar sobre os demais políticos é que ele sempre soube se pôr no seu devido lugar e compor os Ministérios com pessoas capacitadas que honraram seus cargos. Seus feitos são responsáveis pela base de tudo o que até hoje dá suporte ao País.

LAERT PINTO BARBOSA

laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

________

Inflação domada

Poucos se dão conta de que os atuais 6% ao ano de inflação foram alcançados pelo empenho de Itamar Franco, quando essa taxa era 4% ao dia. Foi além: um político íntegro, o que é raro atualmente. Valeu, Itamar!

FABIO FIGUEIREDO

fafig3@terra.com.br

São Paulo

________

Legado histórico

Uma pena que Itamar Franco nos tenha deixado. Fazia no Senado um trabalho brilhante, denunciando com vigor a genuflexão do Legislativo ante a sanha incontrolável do Executivo neste início de governo Dilma. Nada surpreendente, uma vez que se tratava de ninguém menos que o fiador da estabilidade econômica brasileira - quando presidente, foi Itamar que apostou no sucesso do Plano Real, elaborado sob a batuta de FHC, e construiu a viabilidade política para que o audacioso projeto fosse implementado. Deixa um legado histórico: o respeito à democracia, a honestidade e a até então inimaginável vitória na luta contra o dragão inflacionário.

HENRIQUE BRIGATTE

hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

________

Depois dele...

Itamar é pai do Plano Real, que deu estabilidade financeira, econômica e social ao Brasil e lançou o País como a quinta maior economia do mundo, tirando milhões de brasileiros da miséria. Depois dele vieram os embusteiros e os aproveitadores que só tiraram vantagens políticas e financeiras e inauguraram o País da censura, da mordaça e da legalização do descalabro e da corrupção.

EDVALDO ANGELO MILANO

e_milano@msn.com

Limeira

________

Reserva moral

Nunca morri de amores por Itamar Franco, visto acreditar que um homem público não se pode dar ao luxo de guardar rancor quando esse sentimento pode influir na vida do povo, como no caso da moratória do Estado de Minas Gerais, que aumentou na época o risco Brasil. Mas de uma coisa não duvido: foi um raro exemplo de político que não pensava no próprio bolso, não via o dinheiro público como um cofrinho que pudesse ser quebrado para pegar dinheiro para si, seus familiares e apaniguados. Admiro o fato de ele não ter enriquecido, e o melhor, nem suas filhas - já outros não veem problemas em seus filhos ficarem ricos enquanto eles desfrutam um poder absolutista. Turrão, sim; desonesto, nunca! Itamar Franco era uma reserva moral e fará falta neste país carente de políticos patriotas.

ALBERTO SOUZA DANEU

adaneu@gmail.com

Osasco

________

Respeito

Declaração do ex-presidente Lula, referindo-se a Itamar Franco: "Mesmo nos momentos de divergência política, mantivemos uma relação de profundo respeito e diálogo". Trata-se de um desrespeito à verdade. Em seus tempos pré-paz e amor, Lula publicamente definiu o que pensava de Itamar com um sonoro palavrão, extensivo à progenitora do ex-presidente que ora nos deixa. A política dá muitas voltas, Itamar pode ter relevado (chegou a apoiar o candidato Lula), mas a manifestação pública de Lula está registrada nos jornais da época. O passamento de Itamar Franco não pode ser usado para mudar os fatos.

LEONARDO GIANNINI

leogann930@terra.com.br

São Paulo

________

Duas grandes perdas

Com a morte de Itamar Franco e Paulo Renato Souza o Brasil perde dois homens públicos que se caracterizaram pela ética e pela dignidade no exercício da atividade política, qualidades que hoje parecem cada vez mais raras e menos buscadas. Itamar deixa-nos o exemplo de coragem afirmativa e correção pessoal no exercício da atividade política e na gestão, além do Plano Real. E Paulo Renato entregou-nos outro país depois de oito anos no Ministério da Educação, com 97% das crianças na escola, sem precisar para isso gastar a fortuna atualmente despendida em promoção pessoal e propaganda do governo.

MARIO ERNESTO HUMBERG

marioernesto.humberg@cl-a.com

São Paulo

________

MÁRIO CHAMIE

A morte do poeta

"No espaço do campo, passa o homem e sua miragem./ No espaço da cidade, dorme o homem em sua passagem. / No espaço da consciência, gera o vírus a sua voragem./ Por todos esses espaços, de surda força indomável,/ passa o espaço da palavra com sua selva sem margem./ Na selva dessa paisagem, no centro de sua arena,/ age a força do poema, meu objeto selvagem." Mário Chamie (1.º/4/1933 - 3/7/2011)

AMADEU R. GARRIDO DE PAULA

amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

________

"Ícone dos políticos brasileiros"

SERGIO S. DE OLIVEIRA / MONTE SANTO DE MINAS (MG), SOBRE ITAMAR FRANCO

ssoliveira@netsite.com.br

"Perde Minas. Perde o Brasil. Perdemos nós. Grande brasileiro!"

JOSÉ ROBERTO PALMA / SÃO PAULO, IDEM

palmapai@ig.com.br

"Antes, Paulo Renato. Agora, Itamar Franco. Mais uma vez, perde o País. Como brasileira, só tenho a lamentar"

TÂNIA PINOTTI / POMPEIA, IDEM

tkita@uol.com.br

________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.084

TEMA DO DIA

OAB reprova 9 em cada 10 bacharéis

Último exame, realizado em dezembro de 2010, teve o pior resultado da história da entidade

"Ainda bem que a OAB reprova. Seria pior se eles estivessem no mercado, habilitados para cometerem arbitrariedades."

JACIANE MASCARENHAS

"A OAB está fazendo o papel que o MEC deveria fazer, já que o MEC é um órgão que não tem qualquer controle."

HELOISA BOTTION VALENTINO

"O problema da OAB não é aprovar, é faturar. Uma instituição quase falida, agora, se vê com os cofres cheios de dinheiro."

AUGUSTO LINO

________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.