Cartas - 05/10/2010

ELEIÇÕES

, O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2010 | 00h00

Segundo turno

Hoje nosso país está bem melhor que ontem, quando um partido e seu líder se julgavam acima do bem e do mal, desrespeitando as minorias, as oposições e a democracia. O Brasil no segundo turno tem uma oportunidade de ouro de derrotar os que se arvoram no direito de se proclamar responsáveis por tudo de bom que foi construído por gerações e gerações nestes nossos mais de 500 anos de História. Domingo também pudemos dizer, nas urnas, que a tal popularidade de 80% de Lula não passa de uma farsa montada em cima de pesquisas equivocadas e muita propaganda megalonacionalista. Espero que pela defesa da liberdade e da democracia, em nome do Brasil, a extraordinária Marina Silva, que foi sufocada por Dilma Rousseff durante todo o governo Lula, tenha uma atitude altiva neste segundo turno e entre de corpo e alma na campanha de José Serra, provando que a maioria dos brasileiros não aceita tutela nem censura à imprensa e à liberdade de expressão, nem o discurso fácil e rasteiro de jogar pobres contra ricos, tampouco a vitimização pessoal como instrumento político. Enfim, não aceita tanta mentira e corrupção em nome de um projeto de perpetuação no poder do grupo político que Dilma representa. Marina e Serra representam a redenção de um país que não pertence a um partido, muito menos a uma pessoa, pertence é a 190 milhões de brasileiros.

SANDRO FERREIRA

sandroferreira94@hotmail.com

Ponta Grossa (PR)

__________________________

SALVAÇÃO NACIONAL

A Nação brasileira salvou-se neste 3 de outubro graças a 32,7 milhões de patriotas, e outros 19,5 milhões (Marina Silva), que não votaram no fantoche de Lula. A cada um e cada uma, parabéns! Agora só é preciso juntar mais 15,3 milhões no dia 31 para sanear de vez a Pátria. E também urge que o Poder Judiciário crie vergonha e impeça o presidente da República de ser garoto-propaganda da sua candidata. Chega, passou dos limites. "Nunca antes nesse país" houve caso tão escancarado de uso da máquina pública para (tentar) eleger alguém.

BOB SHARP

bobsharp@uol.com.br

São Paulo

__________________________

APELO À INTEGRIDADE

Sabendo ser Marina Silva uma pessoa íntegra e tendo votado nela justamente por isso, espero que não fique em cima do muro, como a maioria dos políticos. Já que o PT não condiz com sua forma honesta de pensar (e dele se desligou), não deixe que os petistas continuem fazendo do Brasil a lixeira deles. Marina, não desaponte quem confiou você.

NEUSA CARMEN GUBEISSI

neusacarmen@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________

DEUS MANDOU UM SINAL

Os caminhos do Senhor são insondáveis. Provando que ainda é brasileiro, Deus mandou como sinal aos nossos clamores e temores um raio chamado Marina - in similitudinem fulguris coruscantis -, que desarvorou e ensandeceu a alcateia de ateus e pseudocristãos encastelada no Planalto e resplandeceu no buraco negro para o qual a Nação caminhava. Tenhamos fé. A vitória está a poucos dias. Amém.

MOISÉS J. OLIVEIRA

moisesjo@uol.com.br

Suzano

__________________________

EM MINAS

O povo mineiro que acredita nas instituições democráticas cobra de Aécio Neves muito mais do que empenho na candidatura de José Serra no segundo turno. A obrigação de Aécio e sua turma é dar votos, muitos votos, ao candidato mais preparado para presidir o Brasil. Ou Aécio vai carimbar Minas com o estigma de Joaquim Silvério dos Reis, um dos traidores de Tiradentes e da Inconfidência Mineira.

ARTHUR SOARES

arthur09br@yahoo.com

Belo Horizonte

__________________________

HORA DA DECISÃO

É, o sr. Aécio vai ter de entrar no jogo, senão é traição...

JOSÉ EDUARDO ZAMBON ELIAS

zambonelias@estadao.com.br

Marília

__________________________

TIGRES DE PAPEL

Os institutos de pesquisa demonstraram nesta eleição ser, como alguns candidatos, tigres de papel: ameaçadores e falsos por fora, vazios por dentro. Vamos descartá-los no segundo turno!

VIVIANO FERRANTINI

engferrantini@ig.com.br

São Paulo

__________________________

AS URNAS NÃO MENTEM

Os tais 85% de aprovação do Lula não passam de meros 46%!

FREDERICO FONTOURA LEINZ

fleinz@terra.com.br

São Paulo

__________________________

DILMA, LULLA E AS PESQUISAS

Pois é, as pesquisas erraram o número do salto alto da Dilma e, com certeza, também a avaliação do ego do Lulla. Não são nem 80%, e sim esses 46% que votaram na Dilma. Afinal, ele dizia: "Vote em Dilma que vocês estão votando em mim." Lembram?

ANA MARIA GMACHL

amaeleitora@hotmail.com

São Paulo

__________________________

O BRASIL QUE QUEREMOS

Passageiros do voo 1811 da Gol (Recife-Brasília) irromperam em gritos de "viva!", domingo, quando o comandante anunciou, às 19h48, que a apuração parcial dos votos indicava a possibilidade de segundo turno: "Acabamos de receber da central a informação de que 66% dos votos apurados revelam que Dilma tem 44% dos votos; Serra, 34%; e Marina, 20%." Ninguém ouviu o complemento da informação, o avião explodiu em aplausos. Este é o Brasil que queremos, um País que vê germinar a semente da esperança de poder dizer no dia 1.º de novembro que "agora está tudo azul".

MARIA ELOIZA ROCHA SAEZ

m.eloiza@gmail.com

Curitiba

__________________________

PARABÉNS AOS PAULISTAS

Parabéns ao povo paulista, que elegeu Aloysio Nunes para o Senado. Prevaleceu a responsabilidade na hora de votar. Parabéns!

LUCIA HELENA FLAQUER

lucia.flaquer@gmail.com

São Paulo

__________________________

INVASÃO DE SEM-TETO

Se fosse o Mercadante eleito governador, teria havido invasões em São Paulo? Muita coincidência terem invadido os edifícios logo após a saída dos resultados...

MARCUS COLTRO

marcuscoltro@hotmail.com

São Paulo

__________________________

"Viva a democracia! Viva o Brasil! Viva a liberdade!"

DINA PALMA / SÃO MANUEL, SOBRE AS ELEIÇÕES

rcpalma@uol.com.br

"E o poste amanheceu apagado..."

M. HELENA M. BORGES MARTINS / SÃO PAULO, SOBRE O RESULTADO DO PRIMEIRO TURNO

m.helena.martins@uol.com.br

"É, o poste empacou"

ANTONIO RAINHO / SÃO PAULO, IDEM

caipiramoderno@ibest.com.br

"O povo dá o tom: a opinião pública somos nós!"

DOCA RAMOS MELLO / SÃO SEBASTIÃO, LIÇÃO ELEITORAL

ddramosmello@uol.com.br]

__________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 3.841

TEMA DO DIA

Marina sofre assédio de petistas e tucanos

Serra corteja o PV; Dilma admite ter perdido votos para ela; posição sobre aborto também a prejudicou

"Marina parece coerente com seus princípios. Ela não apoiará o PT e, se apoiar Serra, pedirá compromisso programático."

CARLOS AUGUSTO SOARES DA SILVA

"Não importa quem ela vai apoiar. Para mim, metade dos eleitores migra pro PT, parte vota nulo e uns poucos vão de Serra."

LIANA SILVEIRA

"Condicionar voto a questões religiosas é um atraso. Aborto é tema de saúde pública e Dilma não é candidata a papisa."

ORIVALDO GUIMARÃES DE PAULA FILHO

__________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

THE OSCAR GOES TO MARINA SILVA!

No início da campanha para presidente, observava a candidata Marina Silva através da mídia e não reconhecia nas cenas que via quem era a presidenciável e quem era o eleitor. Marina, com atitudes brandas e fala mansa, sem muita impostação, não me convencia como uma líder política, mas como pessoa dominadora da nossa língua brasileira, e transpareciam nessa mansidão, honestidade e ares de competência em suas propostas. Marina, no início da campanha, era apenas um caminho para um desenvolvimento sustentável.

Com o passar dos dias a candidata foi se transformando. Marina revelou-se a protagonista de um governo moderno, alavancado por uma "onda" de preservação do meio ambiente e qualidade de vida, que assola os países mais desenvolvidos do que o nosso e se trata de uma preocupação mundial. Marina apenas falava, com categoria científica e sem empirismos, tornando-se, portanto a única possibilidade de oposição nacional.

Marina começou então a brilhar, a reluzir transparência e demonstrar capacidade de se tornar uma líder de Estado. Nessa altura, já estampava em sua face um ar de vitoriosa, de gente feliz! Marina cresceu, ficou mais elegante e bonita, talvez por causa de seu batom de raspas de beterraba... Ou talvez por seu projeto de implantação de formas de energias renováveis contra a continuidade da cultura hidrelétrica de Dilma e Serra, já presente no Brasil atual.

O conjunto língua portuguesa-transparência-elegância-modernidade se agregou e gerou uma candidata, para seu eleitorado, nitidamente inteligente e apta para os grandes escalões de Estado.

Essa mulher acreana, que se alfabetizou após os 16 anos de idade, deixou os brasileiros perceberem a vontade que tem de um Brasil mais abrangente, mais inteligente, mais humano e melhor. Novo! Por meio dela pudemos discutir uma civilização moderna, baseada em biomassa, o desenvolvimento do País na era do meio ambiente, e definir o que são as gestões em negócios da biodiversidade.

Marina acolheu em seus braços, com muita dignidade e amor, 20 milhões de eleitores, como uma mãe faz ao zelar por seus filhos.

O importante é que esta luz de Marina não se apague. Ela merece agora, além de parabéns por ser de fato a grande vencedora deste "páreo" eleitoral, o que o PT de Lula e Dilma lhe negaram: o Meio Ambiente do Brasil.

Antonio Paulo de Moura Castro Jr. arqant@gmail.com

São Paulo

__________________________

MARINA MORENA

Marina, morena

Marina, você se pintou

Marina, você faça tudo

Mas faça um favor

Não vire esse rosto que eu gosto

E que é só meu

Marina, você já é bonita

Com o que Deus lhe deu

Marina, não ligue prá Dilma

nem pro José Dirceu

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

__________________________

A MULHER NAS URNAS

O resultado expressivo de Dilma Rousseff e Marina silva mostra que a mulher vem conquistando seu merecido espaço na sociedade.

Rogério Proença Ribeiro roger_fani@hotmail.com

Araras

__________________________

AS OPÇÕES DE MARINA

Marina Silva tem duas opções: permanecer neutra (o que significa imperdoável omissão ante o destino do País) ou apoiar o candidato da oposição, José Serra. Considerando-se que não deixou o governo, enquanto ministra, quando do mensalão, indagação que a deixou constrangida, sua adesão ao PT seria não apenas fazer tábua rasa do mencionado episódio, mas de todos os demais atos ofensivos à ética e ao direito de que teve inegável conhecimento na interinidade do governo. Suas críticas contundentes aos lamentáveis episódios da Casa Civil obrigam-na a ficar afastada de Dilma Rousseff, sob pena de perder todo o capital político que, com justiça, conquistou nestas eleições.

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

__________________________

OU VAI OU RACHA

Agora, faltam só quatro semanas para a decisão final. Que nosso candidato, José Serra, aproveite todos os recursos para reforçar sua campanha. Que valorize as realizações do governo Itamar/FHC, sem as quais não teríamos o sucesso dos últimos oito anos; incorpore muito da plataforma inteligente do PV e da surpreendente senadora Marina Silva; faça acordo com Aécio Neves, mesmo tendo de abrir mão da reeleição em 2014 em seu favor; mostre as falsidades propaladas por Lula (''nuca antes neste país...''); aponte as vantagens para todos das privatizações - pergunte quem tem celular, depois diga ''agradeça isso ao FHC''; levante a questão ''saúde'' - será que queremos mais um trauma como foi o da eleição de Tancredo Neves? José Serra, com sua inteligência e finura de trato, apele para todos os trunfos nessa corrida de vinte oito dias para a vitória. O Brasil honesto, responsável e sério conta com isso. Não nos desaponte!

Silvano Corrêa scorrea@uol.com.br

São Paulo

__________________________

CARDÁPIO

O Planalto pretendia servir ao país ''Lulla à doré'', mas a Nação optou por ''marinada''.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

__________________________

AUSÊNCIA

A arrancada da Marina na reta final desta eleição se deu por dois principais motivos: uma apresentação simples de governo, sem disfarces e sem marketing político, com um minuto e meio na mídia, e a migração de votos da Dilma para a Marina por questões religiosas sobre o aborto. Não há dúvidas de que foram o cerne da questão. Outra coisa: não se pode ignorar que outro motivo do segundo turno foram os mais de 24 milhões de abstenções nas urnas. Suponha-se que esses ausentes tivessem votados, certamente o resultado da eleição seria outro, podendo não ter havido segundo turno ou até mesmo a formação de outro canditado que não fosse Dilma e Serra. Dados estes fatos, eis que surge uma pergunta: já que Marina colocou o Serra na disputa, será que ele conseguirá se superar? Cabe ressaltar que no dia 31 deste mês o motivo de aumentar as ausências nas urnas será maior ainda por se tratar de feriado prolongado.

Eugenio Araujo Silva eugenio-araujo@uol.com.br

São José dos Campos

__________________________

COALIZÃO PELA ÉTICA NA POLÍTICA

Neste segundo turno, o Brasil precisa fazer como as democracias na

Europa: uma coalizão pela ética na politica, pela liberdade de expressão

e contra a corrupção, a favor do povo, e não dos interesses escusos

individuais.

Gostaria de lembrar que Marina recebeu votos pelo que ela diz, faz e

Representa, não foram votos de cabresto. Marina tem luz própria e

poderá ajudar muito nesta coalizão pela ética.

Cecilia Miklos Dale ceciliamdale@hotmail.com

São Paulo

__________________________

SANTA MARINA

Santa Marina não é só fabrica de vidros; é também salvadora momentânea do Brasil. Viva Santa Marina.

Durvaldo Gonçalves lobatogoncalves@gmail.com

Cerquilho

__________________________

A FORÇA DE MARINA

Lula pagou um preço muito alto por sua ambição de se perpetuar no poder. Seria muito mais cômodo para ele escolher um bom nome em seu partido para a sua sucessão, com pulso forte, carisma e experiência. Marina Silva, há décadas filiada ao partido dele e com um passado limpo, tinha todas essas qualidades. Mas não, Lula não queria deixar o poder. Sobreviveria quatro longos anos longe do Palácio do Planalto, mas sabia que teria dificuldade em não ditar as regras por um período maior. A acreana Marina, justamente pelas qualidades que tinha, não deixaria que terceiros interferissem em seu modo de governar e não descartaria a hipótese de se candidatar à reeleição, caso eleita este ano com boa aprovação popular. Lula precisava de alguém submisso, sem carisma e com pouca vivência na política. Terminou escolhendo uma desconhecida que há poucos anos figurava no seu partido: Dilma Rousseff. Ele esperava que os seus mais de 80% de aprovação fossem transmitidos à sua invenção, mas, aos poucos, foi percebendo que a tarefa não era tão fácil assim. No dia da votação, o petista assumiu o segundo turno. Marina, com poucos recursos, alianças e um minuto no horário eleitoral, terminou provocando uma onda verde, que levou as eleições para o segundo turno. Agora, comprovados os erros das pesquisas que davam Dilma com larga vantagem sobre o tucano Serra, Lula vê uma interrogação no futuro. Uma vez que Marina declare apoio a Serra, a monarquia que ele pretende criar, sendo coroado e aclamado, está ameaçada. Rei Lula não gosta de ser contrariado. Pela primeira vez, pode perder os estribos ou torar o rebengue.

Thiago C. Andrade thiagocandrade@gmail.com

Recife

__________________________

VOTO SECRETO

No primeiro turno, meu voto foi, declarado, para Marina Silva durante todo o período eleitoral. Agora meu voto vai ser secreto, mas adianto que não votarei na candidata que disse: "Nem mesmo Cristo querendo me tira essa vitória no primeiro turno."

Leônidas Marques leo_vr@terra.com.br

Volta Redonda RJ

__________________________

VICE-PRESIDÊNCIA

Não acho que o PSDB deva substituir seu candidato a vice-presidente, Índio da Costa (DEM), por alguém do PV para tentar ganhar apoio e conquistar votos que foram para esse partido no primeiro turno. Mas, caso os tucanos venham de fato a tomar essa decisão, em vez de colocar Gabeira em seu lugar, não seria melhor colocar a própria Marina, desde que ela aceite o convite para ser vice do Serra?

Cynthia Lessa Maia cynthialm@uol.com.br

São Paulo

__________________________

SALTO ALTO

Lula com seus 80% de popularidade e agora posto à prova nas urnas, usou e abusou dos números que lhe foram atribuídos e saiu pisando nos críticos anônimos de seu governo de forma geral e na imprensa em particular. Crendo nas pesquisas, resolveu abafar o caso Erenice Guerra e posou ao lado de candidatos considerados fichas-sujas, subestimando o eleitor. Descartou a ex-ministra Marina da Silva de seu governo, pois não acreditava no poder de persuasão da candidata verde, que tinha o melhor discurso, mostrando estar preparada para o cargo. Agora Lula vai correr atrás dela para lhe implorar votos. Toda prepotência do presidente serviu para evidenciar que ficar de salto alto antes da hora é certeza de risco. Vem aí o segundo round. Baixe sua bola, Lula.

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________

ESTOU FELIZ, HÁ ESPERANÇA EM NOSSO PAÍS!

Como fazemos parte (pelo menos ainda) de um país que tem liberdade de expressão, quero compartilhar que fiquei muito feliz com o resultado desta eleição!

Marina Silva, parabéns! Mulher humilde, que foi à luta - não de arma na mão, mas com palavras sábias, resiliência, coragem e exemplos que enchem nosso peito de orgulho de sermos brasileiros. E, por que não dizer, mulheres!

Agradeço por termos mais uma oportunidade de repensar para onde queremos que caminhe nosso país.

Eu declaro aqui minha intenção de voto: José Serra. Pode não ser um voto de inflar o peito, como seria pela Marina, mas sem dúvida não me deixa envergonhada em ver uma senhora como Dilma e um senhor como Michel Temer representarem meu país. País que é, sim, um país em construção, vendo minha filha opinar, dizer que assiste ao horário eleitoral, com 12 anos, para saber em quem votaria e me dizer coisas do tipo: ''Mamãe, como pode? Como pode matar, roubar e ser presidente?''

Não quero e não faço desse meu contentamento eufórico de uma manhã de segunda plataforma para nada, apenas divido meu sentimento de alegria! Prometo que respeito a opinião de cada um, certo ou errado, esse é um direito (ainda) que nos pertence.

Glaucia Megna g.megna@hotmail.com

São Paulo

__________________________

VITÓRIA DA MARINA

Com grande mérito, Marina nos garantiu um segundo turno para as eleições presidenciais e deu novo fôlego aos movimentos pró-vida. Entre outras (muitas) coisas, viu-se que o brasileiro ainda considera o aborto um crime.

Márcia regina Roccato Ferreroni marciaferreroni@gmail.com

São Paulo

__________________________

AO ATAQUE

Contrariando tudo e todos, o advento do segundo turno, propiciado principalmente pela votação expressiva em Marina Silva, deverá provocar uma mudança de estratégia do PSDB, visando a trazer de volta os eleitores decepcionados com a falta de objetividade da campanha. Entrar na seara da Dilma, prometendo salário mínimo de R$ 600, reajuste de 10% para os aposentados, ampliação e reajuste da Bolsa-família e outros assistencialismos mais não será suficiente para se obter a vitória. A sociedade precisa de clareza nas propostas que ainda estão embaçadas, como as reformas tributária e trabalhista, necessárias para tornar o Brasil mais competitivo no exterior, melhorando internamente a oferta de empregos e renda. Os sucessivos escândalos do governo petista deverão ser exaustivamente expostos, assim como a falta de ordenamento jurídico, o desequilíbrio entre os Poderes da República e a declarada intenção de amordaçar a imprensa e de extinguir o direito de propriedade (PNDH-3), que desestimula investimentos. O PSDB deverá estudar com inteligência o terreno onde vai combater, porém jamais abandonar a iniciativa do ataque, a melhor arma para se vencer uma contenda.

Sergio Villaça svillaca@terra.com.br

Recife

__________________________

CAUSA BRASIL

Sugiro a Serra elaborar, pré-assinar e divulgar imediatamente um decreto presidencial, a ser oficializado em 1.º de janeiro, que extirpe a Casa Civil e crie a Causa Brasil, um superministério que abranja o meio ambiente, a educação e a saúde, e convidar publicamente Marina e o PV para ocuparem a pasta. Viva o Brasil!

Gilberto Dib www.dib.com.br

São Paulo

__________________________

PAU-MANDADO DO PT?

Agora vamos ver se a dona Marina Silva vai honrar a sua alcunha, a qual corria solta nos bastidores do primeiro turno, a de ''pau-mandado do PT". Senão, vejamos: ou ela marca seu lugar na História e embarca na candidatura José Serra, ou comprova ser mesmo ''pau-mandado do PT", declarando-se neutra ou apoiando a dona Dilma, ex-guerrilheira do MR-8.

Paulo Augusto Nunes Ferreira sweetpappa@uol.com.br

São Paulo

__________________________

CHEGA DE SAFADEZAS E OMISSÕES

Embora sem experiência executiva, o povo depositou sua confiança na Marina porque, além da sua grande lição de vida, ela não teve receio em condenar o aparelhamento do Estado e a falta de escrúpulos dos seus antigos companheiros do PT. Resta agora ao Serra deixar em segundo plano as suas promessas de aumentos salariais e demonstrar que vai fazer mudanças estruturais no País de forma a varrer de vez a possibilidade da prevalência da explícita desonestidade institucionalizada em nome da ''governabilidade''. O eleitor provou que quer um governo empenhado em erradicar a pobreza do País, mas também comprometido em devolver ao povo o orgulho de pertencer a um País sério e decente!

Nilson Otávio de Oliveira noo@uol.com.br

São Paulo

__________________________

GRANDE MARINA!

Espero, ardentemente, que ela fique com Serra no segundo turno e, caso ele seja eleito, que faça parte de seu governo. As ideias de Marina, sua força para o trabalho, seu patriotismo e dignidade, somente aumentarão a possibilidade de tornar o nosso país melhor do que tem sido nestes últimos anos. Marina, com 19,6 milhões de votos, se credencia para tanto e deve isso a seus eleitores. Vamos torcer para que assim seja.

Alvaro Salvi alvarosalvi@hotmail.com

Santo André

__________________________

AZUL

O ''cara'' ficou na ''mão'' da sra. Marina, também conhecida por ''melancia'' em razão de ser do PV e oriunda do PT, ou seja, verde por fora e vermelha por dentro. Qualquer apoio precisará ser negociado, mas pela sua idoneidade e franqueza só poderá apoiar a decência, a honradez, a ética e a moralidade, neste caso deverá optar pelo azul, uma das cores do pavilhão nacional e do PSDB. Marina Silva é Brasil.

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

__________________________

TEMPORADA DE CAÇA

A partir de hoje está aberta à caça a raposa, ou melhor, a Marina. Os petistas, de chapéu na mão, chorando lágrimas de crocodilo e se lastimando como carpideiras de velório, na certa vão pedir perdão e implorar para que ela volte de onde saiu, com muita sabedoria. Os tucanos, se forem inteligentes, pois até o momento mostraram que não são, ao abordar Marina vão ter de lhe prometer de papel passado os Ministérios da Reforma Agrária, da Pesca, dos Assuntos sem Assunto e outras secretarias. Nesse breve e escandaloso namoro, vamos ver quem será o vencedor. Mas, pelo andar da carruagem, ela, a carruagem, vai continuar levando o descaso, a corrupção e toda a sujeira do PT por este Brasil afora.

Roberto Stavale bobstal@dglnet.com.br

São Paulo

__________________________

BATALHA DURA

Vai haver segundo turno entre Dilma (PT) e Serra (PSDB). Na minha opinião as razões que levaram a termos outra eleição são: 1) As denúncias da imprensa nas últimas semanas dos escândalos de parte do governo; 2) a forte pressão dos católicos e dos evangélicos contra o aborto e o casamento de pessoas do mesmo sexo; 3) a grande votação da candidata Marina Silva (PV), contrariando as pesquisas; e 4) um número exagerado de abstenções. Eleição de segundo turno é muito diferente da do primeiro. A campanha precisa ser muito bem feita, assim como os acordos. Vai ser uma batalha muito dura entre o PT e o PSDB. Vencerá quem tiver mais aliados.

Olympio F. A. Cintra Netto ofacnt@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________

''PUNTO E BASTA''!

Ao longo de toda a sua campanha, a senadora Marina Silva (PV) sempre demonstrou indelével certeza de que estaria presente no segundo turno da atual disputa à Presidência da República.

Pois bem! Escrutinadas as urnas, ninguém mais que ela chegou lá. Ninguém mais que ela está no segundo turno! E como está...

Com seu carisma, retidão moral, seu primado de princípios, sua brasilidade e inquestionável amor à Pátria, é certo que, para onde S. Exa. apontar, para lá se estará dirigindo o destino não só do pleito que está prestes a se findar, mas, também e principalmente, o destino da Nação brasileira, em todos os sentidos.

Por isso mesmo, se Marina pretende ouvir o povo do seu Estado natal e considerar que ali José Serra obteve 52,10% dos votos válidos, ela conquistou 23,74% e Dilma, a pupila de Lula - o que preteriu a senadora em favor da agressão de nossas já depauperadas florestas -, conseguiu no Estado do Acre 23,66% dos votos válidos, a bússola do bom senso da senadora certamente vai orientá-la na direção daquele norte - o do bom senso -, que aponta para a candidatura de José Serra.

Imprescindível, entretanto, que o ex-governador mostre ao País quem, como e quando, com uma nova moeda e com uma grande e competente equipe, idealizou e implementou no País o Plano Real e a política de juros e de câmbio que ainda hoje, embora já necessitando de aperfeiçoamentos, rege e governa o Brasil. A felicidade e o sucesso deste país residem unicamente no fato de, por medo ou incompetência - ou pelos dois motivos -, Lula não ter mexido nas diretrizes de FHC e sua equipe.

A senadora Marina Silva, tenham certeza, sabe disso muito bem!

''Lulla nulla ha fatto! Punto e basta''...

João Guilherme Ortolan guiortolan@gmail.com

Bauru

__________________________

UM MODESTO RECADO PARA JOSÉ SERRA

No início da campanha eleitoral o candidato a senador pelo PSDB de São Paulo, Aloysio Nunes, tinha meros 2% das intenções de voto nas pesquisas eleitorais. O que fez Aloysio para ter a espetacular votação de mais de 11 milhões de votos e ser o senador mais votado do Estado? Simplesmente o candidato teve a coragem de mostrar em seu programa eleitoral as mazelas do governo petista e as atitudes antidemocráticas de nosso atual presidente. Mais do que isso, o programa de Aloysio trouxe o depoimento do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso emprestando-lhe apoio. Espero que o candidato a presidente da oposição tenha esses fatos em mente e não esconda as importantes conquistas de FHC, que varreu de nossa vida o grande flagelo social que foi a inflação. Esta, sim, concentrava renda e impedia o avanço econômico dos mais pobres.

Que Serra siga o exemplo de Aloysio Nunes e mostre aos brasileiros que esse pífio governo, demagógico e marqueteiro só conseguiu fazer alguma coisa em função da herança bendita de FHC. Que Serra tenha a coragem de enaltecer seu partido e a sua própria história sem se preocupar com os índices de aprovação de Lula da Silva.

Leão Machado Neto lneto@uol.com.br

São Paulo

__________________________

CADÊ LULLA?

A derrota estava estampada no rosto fechado e na voz inexpressiva de Dilma Rousseff em seu chocho

e breve pronunciamento sobre o resultado do primeiro turno das eleições. No momento em que

ela mais precisava do gogó de Lulla, elle não estava. Elle costuma fugir da responsabilidade,

sobretudo quando deve explicações sobre algum insucesso. Nesse sentido, sua

ausência foi um verdadeiro atestado sobre o resultado do primeiro turno. Outros que

precisam vir a público dar explicações são os institutos de pesquisas.

Com exceção do Datafolha, que levantou a possibilidade de segundo turno para

presidente, todos deram a vitória da petista em primeiro turno, levando seu clliente

a alardear um resultado que não se confirmou. O Vox Populi errou por quase nove

pontos. Vai alegar o quê: margem de erro? Metodologia? Viés disso ou daquilo?

Mas o que mais importa é que os resultados de domingo trouxeram uma nova e

auspiciosa brisa à disputa e à democracia, pois as diferenças entre os candidatos e suas

propostas ficarão muito mais claras na campanha para o segundo turno, com menor margem

para mistificação. Isso, para a oposição, é um grande alento. Ufa!

Jorge Manuel de Oliveira jmoliv11@hotmail.com

Guarulhos

__________________________

E AGORA LULLA?

Interessante, ele bradou, vociferou, destilou ódio e berrou para todos que sua candidata seria eleita no primeiro turno, conforme indicavam as pesquisas.

Como os institutos trabalharam para o rei, viram agora como se faz pesquisa de verdade, e não as fajutas e mentirosas que eles fizeram, para pegar os incautos. A pergunta que ninguém teve coragem de fazer para o Lulla domingo à noite: E agora, Lulla???

Acachapante a derrota que o PT sofreu, principamente no Estado mais importante do Brasil, que respondeu ao sindicalista-presidente: Conduzo, não sou conduzido(a).

Agnes Eckermann agneseck@yahoo.com.br

Porto Feliz

__________________________

INFALÍVEL

Depois de mais uma barrigada dos institutos de pesquisa, o que é perigoso, pois muita gente só decide seu voto depois da divulgação da última, ficou mais uma vez provado, que a melhor pesquisa é a feita pelo IUE, Instituto da Urna Eletrônica. Este é infalível.

Maurício Lima mapeli@uol.com.br

São Paulo

__________________________

BEM DIZIAM QUE ERAM FAJUTAS...

E agora, qual vai ser a desculpa esfarrapada que esses institutos de pesquisas vão dar para justificar os grosseiros erros nas suas avaliações de intenções de votos, em relação à eleição presidencial ocorrida no dia 3 de outubro. O fato é que, apesar de todos os institutos de pesquisas darem como favas contadas a vitória de Dilma já no primeiro turno, a realidade das urnas mostrou um resultado absolutamente diferente do que estava estipulado, com erros de avaliações tão ridiculamente grosseiros que até fazem pensar na possibilidade de que, em vez de erros, pode ter havido uma sórdida estratégia de divulgação de pesquisas ''fajutas'', superdimensionando as intenções de votos em Dilma Rousseff e subdimensionando as potencialidades de Marina Silva e José Serra, com o óbvio propósito de influenciar a decisão do eleitor indeciso e desmotivar a militância, e a fiscalização, dos candidatos oposicionistas. É claro que agora todos os institutos vão apresentar mil e uma desculpas, as mais esfarrapadas possíveis, justificando o engano, como se fosse fácil explicar números tão díspares entre as pesquisas de intenção de voto e os resultados das urnas. Afinal, esse negócio de pesquisa eleitoral é ciência ou adivinhação? Diga-se de passagem, as denúncias de que as pesquisas estavam sendo manipuladas já existiam, até porque era público e notório que os números apresentados não batiam com o que dizia a ''voz rouca das ruas''. A verdade é que, enquanto esses institutos de pesquisa não forem responsabilizados pela má qualidade (?) dos trabalhos que apresentam, continuaremos tendo o uso de pesquisas eleitorais muito mais com instrumentos de campanha, encomendados por candidatos abastados do que como instrumentos de avaliação da situação eleitoral vigente. Até quando a Justiça Eleitoral vai continuar achando normal a aplicação desses verdadeiros ''golpes das pesquisas de intenções de votos''?

Júlio Ferreira julioferreira.net@gmail.com

Recife

__________________________

DESCONFIANÇA

Levando em consideração o resultado das eleições, agora, mais do que nunca, desconfio dos berrantes índices de popularidade de Lula divulgados pelos manipulados institutos de pesquisas.

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

__________________________

RESULTADOS DAS URNAS:

E daí, presidente Lula e institutos de pesquisas, quem fala e escreve o que quer, certamente, vai ouvir o que não deseja. Não sou eu que estou respondendo, são os resultados das urnas que por si só desmentem os elevados índices de pesquisas e as constantes declarações do presidente Lula se vangloriando ter 80% dos eleitores nas mãos. Onde estão? A justiça tarda, mas não falha. Não a Justiça que temos atualmente no Brasil, mas uma Justiça séria que não permitiria tantos abusos de um presidente na campanha. O respeito é um dever de todos os cidadãos, indistintamente.

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________

CONCLUSÕES A TIRAR

Com o resultado desta eleição temos a concluir: a popularidade do presidente não deve passar dos 45% - provavelmente, como o PT comprou quase tudo no País, Judiciário, Legislativo, etc., manipulou as pesquisas também; se houvesse oposição, e o Aécio Neves tivesse sido o candidato, ou algum outro mais palatável, provavelmente o PSDB teria ganho no primeiro turno; e, finalmente, o Aloysio Nunes provou que colar no FHC ainda é boa estratégia.

Rubens Sousa Pinto Filho rubanfilho@hotmail.com

São Paulo

__________________________

BURROS N"ÁGUA

Pesquisas de opinião têm não só imensa influência na opinião de eleitores, como também facilitam ou dificultam doações, apoios regionais e geram expectativas positivas ou negativas em relação a candidatos e partidos.

Os institutos de pesquisas brasileiros erraram redondamente não só quanto aos candidatos à Presidência, como nos casos de governadores e senadores, e fizeram o jogo de quem lhes pagou mais ou ofereceu alguma facilidade.

Estão desmoralizados, e não só porque divulgaram dados errados e levaram uma imensa parte da população a ter a certeza de que Dilma estava eleita e de que Lula tudo pode.

Sou uma das poucas pessoas que não acreditavam no que foi divulgado incessantemente e ainda não acredito nessa aprovação quase unânime do presidente Lula.

Se assim fosse, sua candidata tinha de ter vencido com números perto dessa tão propalada aprovação de seu governo.

Está aí o segundo turno e tenho certeza que os que forem malandros continuarão a apurar números favoráveis a quem lhes interessa.

Isso vale também para os analistas políticos tão ''isentos'' que também deram com os burros n''água.

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

__________________________

TEMOS PRESIDENTE?

Antes só viajou por nossa conta de avião novo, só faltou ir a Oktoberfest na Alemanha e às touradas em Madri. Agora desfila de cabo eleitoral da boneca de ventríloquo. Domina e manipula tudo, STF, pesquisas, PF, Banco Central, etc... Mas, mesmo assim, os eleitores mostraram sua força no voto. Temos ainda de aguentar os Tiriricas da vida porque a bagunça de nossa democracia está nas mãos dessa gente e à vista de todo o mundo, através da internet. Como vão nos respeitar se não temos presidente? Parece que estamos acordando, mas precisamos derrubar mais companheiros que ainda sobraram. O Brasil pode bem mais. Vamos virar essa mesa enquanto é tempo!

José Alberto de Paiva alpai12@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________

CREDIBILIDADE

Se os institutos de pesquisa erraram tanto a favor de Dilma, Marta e Netinho, contra o Serra e a Marina (ah, e o Aloysio Nunes!!!) , onde está a credibilidade para aceitarmos que o governo Lula tem mais de 80% de aprovação?

Candida L. Alves de Almeida almeida.candida@gmail.com

São Paulo

__________________________

MENTIRA SUBLIMINAR

Todos os institutos de pesquisa davam como certa a vitória do poste já no primeiro turno. Levando em consideração que toda mentira contada várias e várias vezes se transforma em verdade e que instituto de pesquisa é empresa que trabalha sob encomenda e objetiva lucro, temos o seguinte. Os primeiros resultados das pesquisas (para dizer o mínimo) DIRIGIDAS são divulgados vários meses antes da votação. Os ''''institutos'' direcionam a pesquisa para entrevistados que atendam a certos requisitos para obtenção do resultado pretendido. Resultado divulgado, cria-se a imagem de crescimento não esperado para o(a) candidato(a). Novas pesquisas e acentua-se este crescimento gradativamente até chegar-se ao resultado esperado (no caso específico, vitória no primeiro turno).

A mentira contada e publicada várias e várias vezes é inserida subliminarmente num povo com altos índices de assistencialismo financeiro, analfabetismo total e funcional e que quase sempre torce (e vota) para quem lidera as pesquisas, pois jogo já está ganho - por que, então, perder tempo e ter de voltar outro dia para um desnecessário segundo turno?

Quando os resultados da votação são publicados, fica provado que o segundo turno será necessário. As desculpas serão dadas para tal margem de erro, mas o estrago já está feito, pois a diferença de votos criada com este ''inocente subterfúgio'' dificilmente será superado num tão próximo segundo turno.

Enfim, resultado obtido, porém com maior ''trabalho'', mais ''pesquisas'', mais dinheiro.

OBS: As pesquisas quanto à disputa das vagas para São Paulo são tão grotescas que aguardo ansiosamente as ''desculpas'' dos institutos para tão gigantesca ''margem de erro''.

Não seria chegada a hora de o Ministério Público investigar tais ''institutos'' e suas ''pesquisas''?

A verdadeira democracia agradece.

Renato Otto Ortlepp renatotto@hotmail.com

São Paulo

__________________________

RECICLAGEM

O vexame dos institutos de pesquisa de opinião na eleição presidencial de 2010 é público e notório. Prestadores de serviço desse nível não costumam angariar clientes. Como são empresas, a reciclagem de métodos e metodologia faz-se urgente para não sucumbirem diante da falta de credibilidade.

Mirel Gonçalves Souza mirelgsouza@yahoo.com.br

Santos

__________________________

A VOZ DAS URNAS

Se Lula, com 80% nos índices de aprovação, conseguiu apenas 46% dos votos para sua candidata, eu me pergunto: quem mentiu, os institutos de pesquisa ou a voz das urnas?

Peter Cazale pcazale@uol.com.br

São Paulo

__________________________

DO OLIMPO PARA SÃO BERNARDO DO CAMPO

O Lula disse há dois meses, em Osasco: ''Quando terminar o mandato eu não vou para Harvard, não vou para Sorbonne.''

E eu me pergunto: mas iria lá fazer o quê?

O "cara" perdeu totalmente a capacidade de autocensura!

Quanto ao ''altíssimo'' índice de aprovação e de popularidade, volto a me perguntar:

depois dessa ''lambança'' dos institutos de pesquisa, será que se pode também acreditar na exatidão dos resultados?

Airton P Cesar airlou@gmail.com

Barueri

__________________________

CRISE DE CONSCIÊNCIA?

Estaríamos nós diante de uma crise de consciência em massa, ou será que os institutos de pesquisas são ''vítimas'' dos tentáculos da corrupção?

Não devemos nos esquecer de que manipular informações na tentativa de mudar a opinião pública, além de nada ético, é também passível de punições.

O segundo turno nas eleições para presidente nada mais é do que o suspiro da democracia em sua tentativa incansável de sobreviver.

Não podemos continuar elegendo ''palhaços'' para nos representar. Política é coisa séria.

Votemos com consciência no dia 31, pois é o futuro do nosso país que está em jogo.

Flávio E. Passos f_e_passos@hotmail.com

São Paulo

__________________________

A MINHA BATEU

O Tribunal Superior Eleitoral só aceita divulgação de pesquisas eleitorais se elas observarem ''métodos científicos''. O que isso significa? A minha pesquisa não obedeceu a nenhum método científico. Foi feita entre meus colegas de trabalho, uns de nível superior, outros de nível médio e outros ainda de nível inferior. Não paguei pelo trabalho nem comprei o resultado e, por incrível que possa parecer, bateu com o resultado das urnas. Alguém do TSE, ou do PT, ou do Palácio do Planalto sabe explicar por quê? Não perguntaria aos institutos de pesquisas por motivos óbvios.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

__________________________

PESQUISAS DESMORALIZADAS

Como acreditar em pesquisas de opinião daqui para a frente?

Essas eleições liquidaram com a credibilidade dos institutos de pesquisa.

Os ''erros'' cometidos foram visilvemente tendenciosos.

A verdade tem de ser dita, não é a primeira vez que isso ocorre.

O povo não pode ser manipulado, ele dará sempre o troco.

Egberto Lemos Meirelles egbertomeirelles@uol.com.br

Tupã

__________________________

GRANDE NEGÓCIO

Fundar igrejas e institutos de pesquisas é enriquecimento garantido.

Alberto Nunes albertonunes77@hotmail.com

Itapevi

__________________________

EMPATE TÉCNICO

Usando os mesmos modernos e avançados métodos matemático-estatísticos aplicados pelos institutos de pesquisa, fiz ontem uma pesquisa entre meus familiares e amigos, com a pergunta: na sua opinião, qual foi o instituto de pesquisa mais incompetente (para não dizer mentiroso) da eleição 2010?

O resultado foi um espetacular empate técnico múltiplo! Fenômeno raro na estatística e nunca antes visto "neçe paíííss"!

Luiz Henrique Penchiari Jr. luiz.penchiari@bericap.com

Vinhedo

__________________________

DE NOVO

O Instituo Datafolha protocolou nova pesquisa no TSE. Olhando o material que usarão, as perguntas referentes a Lula, religião, posição sobre o aborto e outras, nos leva a pensar que se trata mais de uma pesquisa para uso interno do PT do que uma pesquisa de intenção de voto em Dilma ou Serra. Diante do vexame protagonizado por tais institutos de pesquisas no primeiro turno das eleições, não se pode descartar que aí esteja uma tentativa de manipulação do entrevistado. Afinal, cabe somente uma pergunta: em quem o eleitor pretende votar?

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

__________________________

ERROS DO IBOPE, DATAFOLHA, ETC.

Enquanto a cúpulla em Brasíllia determinar, continuarão errando.

Sinclair Rocha sinclairmalu@uol.com.br

São Paulo

__________________________

FIASCO

Espero, ansiosamente, que a partir desta eleição, em que os institutos de pesquisa foram um fiasco total, a mídia deixe de dar tanto destaque a eles. Erraram muito.

Fenando de M.Barretto fmbar@terra.com.br

São Paulo

__________________________

PERGUNTAR NÃO OFENDE

Cade os 90% de aprovação do povo para o presidente Lula, que

não funcionou para eleger a Dilma? As pesquisas equivocaram-se

ou era para enganar o povo, ou era só para encher a bola do Lula?

José Inacio de Queiroz zezinhoqueiroz@yahoo.com.br

Andradina

__________________________

INESTIMÁVEL

Votar livremente é uma alegria da democracia, ver seu (sua) escolhido (a) vencer as eleições é mais alegria ainda. Agora, ver o ego de o Lula voltar a caber em um só avião não tem preço!

Leila E. Leitão

São Paulo

__________________________

BARRADOS

A foto com as imagens dos barrados da festa que não houve anteontem em Brasília, para comemorar uma vitória que também não houve de Dilma Rousseff, estava desalentadora. Uma imagem que substituiu mil palavras.

Regina Ulhoa Cintra reginaulhoa@uol.com.br

São Paulo

__________________________

A SENHORINHA DE AZUL

Passadas a euforia e a ansiedade com a contagem dos votos, sobrou espaço para a reflexão.

Domingo não foi apenas um dia de eleição, foi também um dia de cumplicidade e união.

No caminho para o colégio onde votamos, eu e meu marido observávamos as roupas das pessoas. Sem nenhuma palavra era possível conhecer seu voto.

Quando saía do local de votação, cruzamos com uma senhorinha de aproximadamente uns 80 anos. Caminhava ao lado de um senhor que talvez fosse o seu marido. Ela vestia um casaco azul e uma camiseta amarela. Quando ela levantou a cabeça e me viu, abriu um sorriso enorme (talvez por eu também vestir azul). Sem nenhuma palavra pudemos sentir que havia cumplicidade e união. Estávamos irmanadas no mesmo objetivo. Foi emocionante. Ela ficará guardada na minha lembrança. Baixinha, cabeça totalmente branca, trajando as cores de nossa bandeira nas vestes, enquanto poderia estar quentinha no conforto de sua casa, pois Curitiba amanheceu molhada e gelada, lá estava ela com seu companheiro, dando um belo exemplo. Por estas razões é que ainda dá para sentir orgulho e ter esperança de dias melhores.

Meus pais (77 e 80 anos) moram em São José dos Campos e JAMAIS abriram mão do direito de votar. Também vestiram azul e ajudaram a eleger Alckmin e dar a oportunidade do segundo turno ao Serra.

Valeu, meu querido Brasil verde, amarelo, azul e branco. Em tuas belas cores não sobra espaço para o vermelho.

Maria Eloiza Rocha Saez m.eloiza@gmail.com

Curitiba

__________________________

POR OBRIGAÇÃO

Aconteceu uma coisa horrível comigo na fila da seção eleitoral. Fui perguntar à mesária (entre 20 e 25 anos) que estava na porta da sala se idosos tinham de ficar na fila, pois havia uma na minha frente, e se não era ela quem deveria olhar a fila e encaminhar os idosos.

Ela me respondeu que não ia fazer nada, pois estava ali obrigada e trabalhando sem ganhar.

Só lhe respondi que era uma questão de cidadania e que ela deveria se orgulhar de estar participando do processo democrático.

A fila ficou toda indignada com a resposta dela e outro mesário veio e tirou-a da porta, ficando no lugar dela.

Talvez nossa grande chance esteja aí, se as eleições não forem mais obrigatórias só os conscientes irão votar, e a situação talvez melhore. Gente consciente vota, sabe em quem votou e cobra resultado dos seus candidatos.

Talvez devamos lutar pela não obrigatoriedade do voto no Brasil

Eveli Bacchi evelibacchi@gmail.com

São Paulo

__________________________

`PARABÉNS", SÃO PAULO

Gostaria de "parabenizar" os paulistas por terem elegido Geraldo Alckmin governador do Estado, já no primeiro turno. Teremos mais quatro anos de pedágios extorsivos, saúde e educação abaixo da crítica, polícia violenta e que desrespeita os direitos humanos, falta de investimentos na ampliação do metrô na capital e por aí vai. Enfim, cada povo tem os governantes que merece.

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

__________________________

PERPLEXIDADE NA APURAÇÃO

Eu vou ficar pelo menos esta semana sem ver internet, sem ler jornal... Quero me abster de qualquer notícia, principalmente as da política.

Pois bem, o PSDB vai imperar no Estado de Sao Paulo... Isto é incrível! Não acredito na apuração de forma correta. Acredito que haja fraude de algum modo, desde quando a Marta perdeu a eleição para a Prefeitura.

Foi notório que o PSDB vendeu tudo, até a alma, pois, também vendeu a propaganda, investiu na mídia, etc. Também é notória a compensação da mídia paulista para o PSDB, e a compensação é fazer uma notícia tendenciosa para alavancar o partido.

Não existe a investigação por parte do Ministério Público paulista da mesma forma que existe para investigação de corrupção no governo federal.

Então, eu me abstenho de tudo...

João Francelino O. Jr. francelino.joao@gmail.com

Guarulhos

__________________________

DISSE BESTEIRA

Leitor sr. Anselmo Fernando Grecco (carta no portal do Estadão de 4/10), não diga besteira. São Paulo safou-se das garras do Partido dos Trambiqueiros - opa, dos Trabalhadores - em grande estilo. PT aqui não tem vez, a estrela apagou. Conforme-se para sofrer menos.

Bob Sharp bobsharp@uol.com.br

São Paulo

__________________________

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.