Cartas - 06/03/2011

JAQUELINE RORIZ

, O Estado de S.Paulo

06 Março 2011 | 00h00

Mais um capítulo

A deputada federal Jaqueline Roriz (PMN-DF), filha de Joaquim Roriz, tem a quem puxar: num vídeo inédito, gravado em 2006 e em análise no Ministério Público, ela aparece recebendo R$ 50 mil das mãos de Durval Barbosa, o mesmo que detonou o ex-governador José Roberto Arruda e vários deputados no episódio do mensalinho de Brasília. Acompanhada do marido, a deputada, coitada, reclama que o valor estava abaixo do combinado e negocia novas contribuições para a sua campanha daquele ano. E, como "não é fácil ser candidato", ela vende sua dignidade por R$ 50 mil e mais algumas parcelas... Mais um, e não o último, capítulo da vergonha nacional.

PAULO PANOSSIAN

paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

______________________________________

CONGRESSO NACIONAL

Fica como está...

A comissão especial da Câmara dos Deputados, que vai propor a tão esperada e necessária reforma política, tem entre seus membros mais notórios e que mais influirão nas suas proposições o deputado Paulo Maluf, que consta da lista de procurados da Interpol, deu um nó na Lei da Ficha Limpa e foi eleito em 2010 para mais um mandato; os deputados Valdemar Costa Neto e Eduardo Azeredo, conhecidos envolvidos em mensalões; o deputado José Guimarães, que ficou famoso quando seu assessor foi preso com a cueca recheada com US$ 100 mil; o deputado Ricardo Berzoini, especializado na elaboração de dossiês contra seus adversários políticos; e ainda o deputado Almeida Lima, que presidirá a comissão e é o comandante das tropas de choque de Renan Calheiros e José Sarney, além de especialista em atravancar o Congresso Nacional quando seus chefes se sentem ameaçados. A conclusão óbvia é que, com essas figuras ilustres na comissão, é preferível deixar tudo do jeito que está...

VICTOR GERMANO PEREIRA

victorgermano@uol.com.br

São Paulo

______________________________________

Frouxos

Deve vir por aí a aprovação da votação em lista fechada, em que o eleitor vota na legenda e o partido escolhe os eleitos numa lista fechada - a pior das violências contra o eleitor. A classe política parece que nos tem chamado de frouxos. Lembrem-se de que já nos empurraram goela abaixo, para presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, o deputado João Paulo Cunha (PT-SP), réu no processo do mensalão, acusado de lavagem de dinheiro e peculato. Acorda, Brasil!

LEÔNIDAS MARQUES

lkeo_vr@terra.com.br

Volta Redonda (RJ)

______________________________________

Acomodação?

Farão uma reforma política ou uma "acomodação" política?

LUIZ DIAS

lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

______________________________________

Sinais trocados

Pelos exemplos vindos do Congresso, em breve teremos réus nas cadeiras de jurados e analfabetos nas da ABL. Afinal, ser réu não é ser culpado, o que vale é o conluio que existe na Casa.

CLAUDIO SANTOS CASTELHANO

iafratecastelhano@uol.com.br

São Paulo

______________________________________

Encaminhado

Uma coisa é certa: como titular da Comissão de Educação e Cultura da Câmara, parece que em muito pouco tempo Tiririca aprenderá o que faz de fato um deputado!

TURÍBIO LIBERATTO

turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

______________________________________

VIOLÊNCIA

Retrato brasileiro

No Brasil tem uma coisa que cresce mais que o Produto Interno Bruto (PIB): a criminalidade. Com tanto descaso e incompetência das autoridades, o resultado não poderia ser outro: o crime chegou por fim a vilarejos onde antes se podia ficar sentado na varanda da casa vendo a vida passar. No dia 3 um telejornal exibiu o verdadeiro retrato do Brasil: uma fila de 30 km de caminhões parados à margem da BR-227, estrada que leva ao Porto de Paranaguá, aguardando há dias para descarregarem uma espetacular safra de soja nos navios que também faziam fila no porto para serem carregados. Os sofridos caminhoneiros diziam que ali mal conseguiam dormir por causa dos assaltos de que estavam sendo vítimas naqueles dias. Um retrato tanto do estado catastrófico da infraestrutura do País quanto do crime, que também está ali, nas estradas. Faz parte da cena.

ARI GIORGI

arigiorgi@hotmail.com

São Paulo

______________________________________

Sextos

Assustadores, os dados do Mapa da Violência 2011 revelam que a criminalidade aumentou de forma exponencial em muitas regiões do País e se expande principalmente para as regiões mais pobres das capitais do Nordeste. É bom acrescentar que muitos boletins de ocorrência nem sequer são lavrados pela autoridade policial, seja por deficiência das delegacias, seja porque muitas vítimas deixam de prestar queixa por não confiar na polícia ou temer represálias. Há, ainda, os que acham - não raro com razão - que a denúncia "não vai dar em nada". Nossas cadeias seguem superlotadas, abrigando cerca de 500 mil presos. Isso além dos milhares de mandados de prisão pendentes de cumprimento nas mãos da polícia, que não podem ser cumpridos porque não há onde abrigar os condenados. Nosso povo sonha com o "hexa" no futebol; o governo fala num Brasil com o 6.º PIB do mundo até o fim da década; mas, por ora, ocupamos mesmo é o triste 6.º lugar em número de homicídios de jovens no mundo, num ranking de 50 países. E assim segue o Brasil, contabilizando seus mortos...

SILVIO NATAL

silvionatal49@yahoo.com.br

São Paulo

______________________________________

POLÍCIA CIVIL

Migração

Cumprimento o desembargador Aloísio de Toledo César pelo excelente artigo a respeito do caos em que vive a Polícia Civil de São Paulo (Policiais paulistas migram por salários, 2/3, A2). O Estado mais próspero da Nação paga aos seus delegados o mais baixo salário do Brasil, por volta de R$ 4 mil líquidos. Nada justifica tamanho descaso em relação a esses profissionais. Esperamos que o governador reverta com urgência essa situação. Agradeço ao Estadão pela seriedade em divulgar verdades inconvenientes...

MAURO LUÍS TRUZZI OTERO

mlto1dp@gmail.com

São José do Rio Preto

______________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL:722

TEMA DO DIA

Eletropaulo é multada em R$ 4,7 milhões

Procon concluiu que empresa agiu em desacordo com o Código do Consumidor após dois apagões

"Eles vão pagar, sim, mas depois darão um jeito de aumentar nossas contas para recuperar o dinheiro e, quem sabe, lucrar."

VINICIUS GAVILAN

"Difícil é eles pagarem."

GILMAR DANTAS

"Uma das maiores causas de interrupção é a vegetação que atinge a fiação. A Eletropaulo terceiriza o serviço de poda, mas não fiscaliza. Logo, o serviço sai sem qualidade."

OSIRIS SERRA JUNIOR

______________________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

"Pibão"

Correram o mundo a noticia da divulgação do nosso PIB. De 2010, com um crescimento de 7,5%, no governo Federal todos vibram com a noticia, que colocou o Brasil como a Sétima Economia do Mundo. O que não foi divulgado no ano 2010, foi de que no Saneamento Básico, somente 28% do Esgoto Domestico foi tratado, o resto foi despejado nos rios sem nenhum tratamento, somente 42% dos Lares Brasileiros tem Rede de Esgotos, somente 3,5% do Lixo Domestico é Reciclado, o restante é descartado nos Lixões a Céu Aberto e Rios que depois entopem e inundam as grandes cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Salvador entre outras. O que não foi divulgado foi também as pessoas morrem vitimas da Poluição Atmosférica onde o Brasil usa o Diesel com 1.500 ppm, partes por milhão, e a OMS, recomenda o maximo de 100 ppm. Nesse crescimento o Brasil produziu 63 mil novos milionários e daí foram para a linha de Pobreza 12 milhões de Brasileiros sem acesso a água, educação, saúde e habitação. Esse é o retrato do Brasil que para o mundo é a Sétima Economia, porem para nos, uma Ilha de Riqueza banhada por um Mar de Pobreza. Com a palavra, nossos governantes e a sociedade civil organizada.

Jose Pedro Naisser jpnaisser@hotmail.com

Curitiba

______________________________________

PIB do milagre

Por que será que a Selic foi ajustada para 11,75%? Foi para não ficar abaixo da inflação real medida pelo IGPM da FGV. Não estaria na hora de esclarecer a farsa da reedição da batida fórmula do ''Milagre Econômico'' operado nos anos 70 pela varinha de condão de Delfim Netto? O crescimento anual do PIB é a variação do valor nominal de todos os bens e serviços produzidos (e estimados) entre 31 de dezembro de 2009 e 31 de dezembro de 2010. Se descontarmos uma inflação (real) de 11,32% (IGPM da ainda isenta FGV), teremos um crescimento REAL pífio da ordem de 2,28%. Ora, se deflacionarmos essa mesma variação nominal do PIB pela inflação ''oficial'' de apenas 5,92% (do aparelhado IBGE), teremos um fantástico, imaginário e falso crescimento ''recorde'' de 7,5%. Portanto, como nos tempos de ''milagre'' dos anos 70, o governo está-nos vendendo inflação como sendo crescimento econômico.

Roland Correa rolandfc@uol.com.br

São Paulo

______________________________________

Ricos?

O ministro Guido Mantega disse que, baseado em dados preliminares, o Brasil se tornou o sétimo país mais rico do planeta. Ministro se realmente essa informação procede, por que só R$545 para o salário mínimo ?

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

______________________________________

O perigo rondando

Já que o ''crescimento econômico em 2010, de 7,5%, é o maior desde o Plano Cruzado, de 1986, e bate muitos recordes, de investimentos a importações'' (sic Estado B1, 4/3), convém que nos lembremos do maior estelionato eleitoral cometido em nosso país: esse mesmo famigerado Plano Cruzado, obra da maior enganação política, eleitoral e econômica do Brasil, do senhor José Ribamar Ferreira de Araújo Costa, que atende pelo vulgo de José Sarney, então ''en passant'' pela presidência do República, com a colaboração da engenharia econômica mais fajuta de que se tem notícia quiçá em todo o mundo, elaborada pelo já falecido Dilson Funaro, então Ministro da Fazenda. A história, dizem ainda os mais antigos, ''raramente se repete, mas quando se repete, dói''... Até agora, as únicas diferenças entre o que ocorria então e o que ocorre agora, são os nomes dados aos planos: o de antanho era Plano Cruzado e o de agora foi - e ainda é - o ''Plano Lulinha Paz e Amor''! Com direito a uma ''Carta aos Brasileiros'' e mais toda a pompa e circunstância que a ocasião não exigia mas, todos sabemos, o ex-presidente adorava e adora ainda. É necessário e premente que a presidente Dilma fique longe dele e de suas gabollices! Este país já sofreu muito em consequência da maldita inflação que, de julho de 1965 a junho de 1994, atingiu a inacreditável soma de 1,1 quatrilhão por cento (IGP-DI). Ou seja, uma inflação de 16 dígitos em três décadas. E começou, também, com 2%, 3% ,4 % e por aí foi até que, no último mês do governo Sarney (15 de fevereiro de 1.990 a 15 de março de 1990) atingiu o absurdo de 86,4%. Há que se mudar tudo e todos, e não deixar passar em branco fatos lamentáveis como as denúncias recentes que envolveram o Ministro dos Esportes, Orlando Silva. Ele não poderia permanecer no cargo como se nada houvesse ocorrido. Essa mácula não há solvente que retire do recém-iniciado governo Dilma Rousseff.

João Guilherme Ortolan guiortolan@gmail.com

Bauru

______________________________________

Reservas

Agora nos demos conta, do porque às reservas do Brasil cresceram acima do padrão na era do ''cara'', é porque ele deixou de pagar as contas. Não é ?

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

______________________________________

Balcão de negócios

O sr. Jorge Hage, ministro chefe da Controladoria Geral da União (CGU) afirmou que o Supremo Tribunal Federal (STF) tem facilitado a vida de corruptos dando-lhes excessivas garantias. Ministro, posso até concordar com essa afirmação sobre o Supremo, mas desconheço sua pretensa autoridade moral para tanto, uma vez que a CGU não mexeu uma palha para punir Erenice Guerra e sua quadrilha. Faça o que eu digo, não faça o que eu faço. Não é assim...ministro?

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

______________________________________

Fim do Exame de Ordem

Dia 02/03 p.p. um pálido Senador do Dem/GO, relator da PEC nº01/2010, do nobre Senador Giovane Borges-PMDB/AP, que defende a supressão do Exame de Ordem, apresentou aos seus pares o seu Parecer contrário e aprovado por unanimidade na CCJ/Senado, cujos argumentos pífios, idênticos aos dos mercenários da OAB; levou em consideração pasmem, o aumento desordenado de faculdades de direito em todo o País e a falta de fiscalização do MEC, sem citar o nome de uma única faculdade de direito que não presta, e de maneira irresponsável rasgou a CF e se omitiu de chamar atenção dos (ir) responsáveis, que autorizaram e reconheceram os cursos de direito de péssima qualidade, inclusive com o aval da OAB.Quero alertar ao relator e seus apáticos seguidores, que qualidade de ensino não se alcança com o exame medíocre, extorquindo os bacharéis, mas com a melhoria das universidades. O fato da existência no país de cerca 1240 cursos de direito, e da falta de fiscalização do MEC, não dão direito à OAB de afrontar a CF, o Estado de direito e os Direitos Humanos. Que o STF mire-se na celeridade, no exemplo humanitário e moralizador do Tribunal Constitucional de Portugal, que num gesto de extrema grandeza, acaba de declarar inconstitucional o Exame de Ordem de Portugal. Os Direitos Humanos agradecem.

Vasco Vasconcelos vasco.vasconcelos@brturbo.com.br

Brasília

______________________________________

Vergonha

A deputada Jaqueline Roriz recebendo maço de dinheiro das mãos de Durval Barbosa? Uma vergonha para ela.

Cícero Sonsim c-sonsim@bol.com.br

Nova Londrina (PR)

______________________________________

O que faz o mau exemplo

Até a filha do ex-governador do DF sr. Joaquim Roriz, político há mais de 40 anos, envolvido em inúmeros casos de desvios do erário, improbidade e muito mais, o próprio FICHA SUJA, cujos maus exemplos repercutiram na sua própria família - filha de peixe, peixinho é -. Em vídeo inédito de 2006, aparece a deputada federal Jaqueline Roriz (PMN/DF), acompanhada do seu marido Manoel Neto recebendo das mãos de Durval Barbora (ex-secretário de relações institucionais do DF e delator do mensalão do DEM do Arruda), em dinheiro vivo R$50 mil, uma de 3 ou 5 parcelas, e ainda reclamando que era pouco. Decorridos mais de

quatro anos que providências foram tomadas pelo MPF, Judiciário ou OAB? Pelo visto desconheciam ou não sabiam, mas agora sabem, em quantos anos conheceremos alguma punição? Fica no esquecimento ou na impunidade? O sr. Joaquim Roriz tem mais duas filhas e quatro netos, que carregarão essa triste sina. O que faz o mau exemplo!

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

______________________________________

Privilégio de poucos

Sinceros parabéns ao eleitores candangos.Eleger um deputada como Jaqueline Roriz é um privilégio só vosso, como o vídeo veiculado bem explica.

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

______________________________________

Benefício aos prisioneiros

Uma proposta de emenda a constituição (PEC), que está tramitando na Câmara dos deputados, prevê a extinção do auxilio reclusão para presos que cometeram crimes hediondos. de acordo com dados do Ministério da Previdência Social,o valor médio que os parentes dos presos recebem atualmente é de R$627,98, mas pode chegar a R$862,11 para cada um dos dependentes do prisioneiro. Isto é uma agressão ao trabalhador brasileiro, ao cidadão honesto, para aquele que faz gerar todos os recursos do país, o salário mínimo é de R$545,00 para toda sua família. Isto é uma contradição violenta do governo que está valorizando mais o bandido do que o cidadão honesto e cumpridor dos deveres constitucionais. Pela atitude do governo, o bandido criminoso tem mais valor que um cidadão honesto e cumpridor dos deveres. Da para acreditar na boa intenção dos membros governamentais e legisladores?

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

______________________________________

Gosto para tudo...

A LG Digital Experience convidou o ex-presidente Lula para a sua primeira ''palestra'' no país, para falar a um mil revendedores, dizem que recebendo R$200 mil de cachê, será verdade? Como tem gosto pra tudo, os participantes convocados devem ter propiciado um comparecimento maciço. Só com um cachê semelhante, até assistiria uma palestra desse senhor, caso contrário jamais! Gosto não se discute... Cansou!

M. Teresa Amaral mteresa0409@estadao.com.br

São Paulo

______________________________________

De quem?

É difícil crer que tem gente disposta a pagar R$ 200 mil reais para ouvir uma palestra do Lula. Na verdade seria uma Balestra ( mistura de palestra com balelas). Se é fato, é fato também que ainda tem muito trouxa neste mundo. O que este homem teria de tão importante para dizer sem citar seu próprio nome e sem massagear seu próprio ego? Por acaso vai confessar que Dilma precisa cortar 50 bilhões do orçamento por causa de suas ações, ou a falta delas? Ou vai dizer que Dilma está mudando a relação internacional do país só porque ela quer ser diferente? Faria melhor se enterrar em seu apartamento em São Bernardo até que caísse no esquecimento.

Odair Picciolli pedraseartes@suednet.com.br

Extrema (MG)

______________________________________

Know-how

Recorrente, Lula segue palestrante de um tema só:-

''Vendendo gato por lebre sem ser responsabilizado''.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

______________________________________

Redundância redundante

Convidar Lula para apresentar uma palestra é dar-lhe um palanque em troca de interesses outros ou favores prestados no passado. Lula nada tem de interessante e de novidade para transmitir em uma suposta palestra além de se vangloriar em, cima de inverdades. É pagar cachê inócuo para lustrar o seu ego, é gostar de ouvir mentiras e bazófias, é ser bajulador para atingir finalidades duvidosas.. Elevá-lo à categoria de palestrante é redundância redundante.,

João Roberto Gullino jrgullino@oi.com.br

Petrópolis (RJ)

______________________________________

Castigo

Todo político quando acaba seu mandato vai ser ''pecuarista'', ''palestrista'', etc. A Receita Federal acompanha esta trajetória? Porque político que é bom mesmo não gosta de pagar Imposto de Renda! Receber R$-200,0 mil para falar apenas 40 minutos como Lula recebeu, não é para qualquer político não! Tem que ser ''ôh cara''! Já pensaram o sacrifício que os funcionários fizeram para ouvir as mesmas balelas que encheu nossos ouvidos por longos oito anos? Será que a LG quer castigar seus funcionários? Ninguém merece ouvir ''oh cara'' falando de suas proezas como presidente durante 40 minutos. Só pode ser castigo por não atingir a meta!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

______________________________________

Salário família

Se, por um lado, parece justo que o programa bolsa-família beneficie mais as famílias com maior número de filhos, por outro, sugere ser o incentivador do crescimento familiar, pois os filhos viraram garantia do benefício. No Brasil pesquisas mostram que pessoas desprovidas de recursos econômicos são as que têm prole mais numerosa e pequenas ajudas econômicas não vão tirá-las da exclusão e abandono. Seriam precisas outras variáveis sociais e educacionais para que elas pudessem integrar e participar do conjunto social.

Eni Maria Martin de Carvalho enimartin@uol.com.br

Botucatu

______________________________________

O mortal trânsito brasileiro

Ciclistas atropelados em Porto Alegre. Motorista na contramão na rodovia dos Bandeirantes. Motoboy e perueiro trocando sopapos em frente à delegacia. Mulher cai com o carro no rio e morre. Essas são apenas algumas das milhares de ocorrências diárias do trânsito brasileiro. A maioria delas não tem registro e, por isso, não instiga providências. O trânsito Brasileiro é uma guerra. Nos países onde há educação de trânsito, morre uma pessoa ao ano para cada 10 mil veículos registrados. A ONU fixa três mortes como limite tolerável. Mas no Brasil morrem 25 por 10 mil. O grande nó feito no trânsito só poderá ser desatado com a adoção de uma política firme de transportes públicos, o que deve se prolongar por décadas. Há que se oferecer metrô, ônibus e trens de qualidade e convencer a população a deixar o carro na garagem. Também há que se punir o uso esportivo dos veículos, retirar os sucateados de circulação e punir os motoristas que insistirem em continuar infringindo as leis e regulamentos. Do jeito que está, não pode continuar...

Dirceu Cardoso Gonçalves aspomilpm@terra.com.br

São Paulo

______________________________________

Olha o palhaço aí, gente!

Nem tudo é festa e só alegria, na véspera deste carnaval. No conjunto da nossa célula, no nosso protoplasma desde o pecado original, devem ter se juntado o preconceito, a inveja e a hipocrisia. De repente eles se revelam na mais pura e terrível rejeição de convívio social. Quando não é o baixinho, é o meio louco com cara de índio, ou o gordinho ou a gordinha. Ou é logo a "Geni" ou é o "Palhaço" Tiririca. Não é o artista no papel de palhaço, que nos faz rir. Numa situação de fúria jogam-se "excrementos" ou os mais virulentos protestos pela composição da Comissão de Educação, Esporte e sei lá mais o quê. Não agem da mesma contra os que compraram os trens na França e que viraram sucata.

Sinésio Müzel de Moura sinesiomdemoura@hotmail.com

Campinas

______________________________________

Carnaval oriental

Nem a brincadeira lucrativa deste carnaval estrangeiro move mais o brasileiro. Apenas outro " merchandising", tanto ,ou , mais caro que a verba anual publicitária do PT , apenas outro engodo oficial. Já, o carnaval brasileiro é apenas festa para oriental, começa na manhã da China e da Coreia, eu, por aqui, não tenho mais acesso ao carnaval brasileiro , é meu período de sono . Mas , a mulata tem animar o chinês e o japonês, a grana está lá . Por aqui, o festão televisado, on line, pelo mundo afora , serve para a canalha política se refrescar e gastar a polpuda mensalidade , mais promíscua e pornográfica que a bundona botoxizada da rainha da bateria, seja ela qual for . De resto, a divisão de lucros dos partidos - entre eles , os dos traficantes bem aquinhoados com o beneplácito da LEI, pode ser distribuída e festejada com muita cerveja - basta escolher a bandeira e vestir a camiseta - com direito a estrelas, celebridades e assessores bem pagos pela incrível maquina publica que já atravessa a espinha dorsal de alto a baixo, não deixando de arrecadar nem mesmo centavo que circule neste festival de roubo, assaque e criminalidade incomensurável que movimenta nossa inacreditável economia, a qual, é regida, com galhardia e milhões de incentivos, para entorpecer, a cada intervalo de novelinha a mais, a doce e cordial brasilidade que prossegue em sua aventura suicida de ajoelhar-se perante o bandido. Nem mascara, nem fantasia, nem cara-cheia, nada livra a culpa e a permissividade deste povinho mal nascido e convencido de ser algo . Que sorri pela publicidade! Bom carnaval!

Ronaldo Parisi rparisi@uol.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.