Cartas - 06/07/2011

CORRUPÇÃO

, O Estado de S.Paulo

06 Julho 2011 | 00h00

Justiça pela metade

Como esperar honestidade do cidadão comum num país onde a impunidade, a frieza e o desprezo dos políticos pelos princípios éticos e morais são manchete diária na imprensa? É revoltante assistir ao discurso oportunista de deputados, senadores e vereadores, que nunca fizeram uma lei para proteger o dinheiro do contribuinte recolhido aos cofres públicos, contra a ação das quadrilhas de ladrões privilegiados que roubam descaradamente, sem nenhum pudor ou receio, o nosso dinheiro. Todas as leis que surgem no Congresso Nacional, ou em qualquer Assembleia Legislativa no Brasil, são mal-intencionadas e ambíguas, destinadas a manter longe da cadeia os criminosos de colarinho branco e feitas na medida para proteger os que cooperam com o bando eleitoral dos oportunistas que estão no poder. Essa impunidade legal, revoltante e escancarada, articulada nos subterrâneos da democracia, é o monstrengo jurídico que sustenta a roubalheira no Brasil. A presidente Dilma Rousseff fez muito bem em pôr na rua os quatro supostos ladrões que trabalhavam sob as ordens do ministro dos Transportes. Mas, infelizmente, nada vai acontecer com esses elementos, tampouco eles vão devolver o dinheiro, porque as leis foram feitas por seus comparsas... Mas a presidente Dilma fez muito mal em não pôr o ministro também na rua, pois a pior coisa que pode existir é justiça pela metade. Isso nunca deu certo. Além do mais, teria sido a hora exata de a presidente da República dar um recado direto aos outros ladrões que possam existir no seu governo.

WILSON GORDON PARKER

wgparker@oi.com.br

Nova Friburgo (RJ)

_______

Mancada

Já que Dilma queria pôr a casa em ordem, no Ministério dos Transportes, que pusesse o ministro para correr também, afinal, ele é o responsável direto pelo que lá acontece. Dispensando os que Lula nomeou, foi realmente uma mancada. Agora o ministro vai ter de prestar contas ao Congresso e aí mais lenha vai aparecer para queimar. Dona Dilma, faça mesmo uma limpeza geral e tente acabar com a corrupção. Só nesse Ministério existem 168 processos de irregularidades em andamento, o que é um absurdo.

CARLOS E. BARROS RODRIGUES

carlosedleiloes@terra.com.br

São Paulo

_______

Dilma e Itamar

A presidente Dilma não terá condições de seguir os bons exemplos do falecido presidente Itamar Franco. Imagine se ela tiver de afastar os homens com práticas duvidosas do seu governo, praticamente ficará sozinha...

ADEMAR MONTEIRO DE MORAES

ammoraes57@hotmail.com

São Paulo

_______

Zombaria

A máscara caiu. Quem ainda nutria algum tipo de expectativa com relação à presidente Dilma - que no discurso de posse afirmou que seria intolerante com esquemas de corrupção -, imaginando que ela iria pautar-se por uma conduta que a distanciasse da leniência (talvez conivência fosse o termo mais apropriado) com que seu antecessor e mentor político tratava os sucessivos escândalos que macularam seu governo, certamente deve estar, a esta altura, profundamente decepcionado. Manter no cargo um ministro em cuja pasta existem evidências concretas de desvio milionário de recursos é zombar da opinião pública. Manter na função os doutos responsáveis por investigar dentro do seio do governo, por intermédio da Controladoria-Geral da União, esse tipo de conduta criminosa, ainda que existam parados há dois anos no órgão nada menos que 168 processos disciplinares da referida pasta, sem nenhum tipo de conclusão, é reforçar ao extremo esta sensação de zombaria, aquela que na sabedoria popular é descrita como a arte de colocar raposas para tomar conta do galinheiro. Isso tudo sem falar no notório espírito de corpo do Congresso Nacional quando um dos seus aparece flagrado com a boca na botija. Não seria de interesse da Nação que o "reincidente" Valdemar Costa Neto (PR-SP) fosse objeto de investigação criteriosa? Será que aquela máxima emitida publicamente em 2009 pelo obscuro deputado gaúcho Sergio Moraes (PTB-RS), de que "se lixa para a opinião pública", impregna, de fato, a grande maioria das pessoas que receberam delegação popular para gerir a coisa pública neste país, a começar pela mandatária principal?

FERNANDO CESAR GASPARINI

phernando.g@bol.com.br

Mogi-Mirim

_______

Raiz

Dilma Rousseff só moralizará o Ministério cortando a corrupção no nascimento.

A. FERNANDES

standyball@hotmail.com

São Paulo

_______

Tumor maligno

A corrupção espalha-se como um tumor maligno pelos organismos de Estado e, nesse ritmo, em breve vai acabar comprometendo totalmente a saúde do "paciente" Brasil. Esse alastramento da corrupção se deve, em boa parte, ao enfraquecimento dos mecanismos institucionais de defesa do interesse público promovido com engenho e método pelo "estadista" Lulla da Silva, aquele que não consegue enxergar além do próprio umbigo, ajudado por seu alentado e ousado entourage político. E, para nosso total desalento, a oposição age de forma covarde, tímida e medrosa, pois certamente também tem os seus rabos devidamente presos, e o grupo ora no poder não hesita em usar suas "Gestapos" para intimidar os oposicionistas. Só há uma forma de acabar com esse tumor da corrupção: usar o mecanismo democrático das eleições e varrer esses irresponsáveis para a lata de lixo da História. Acorda, Brasil!

RENATO PIRES DA SILVA FILHO

repires@terra.com.br

Ribeirão Preto

_______

Herança maldita

A maior herança maldita que Dilma recebeu ao assumir a Presidência foi a máquina administrativa deixada por Lula, que está emperrando o seu governo.

TOSHIO ICIZUCA

toshioicizuca@terra.com.br

Piracicaba

_______

Imaculada

A presidente se maculou - para usar os termos do editorial do Estadão de ontem (A3) - já faz tempo... Passou a mão na cabeça de Erenice Guerra, de Aloizio Mercadante, de Antônio Palocci e de outros que nada ficam a dever ao tal Alfredo Nascimento. Ou será que corruptos do PT não contam?

M. CRISTINA ROCHA AZEVEDO

crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

_______

"Qual será o escândalo de amanhã envolvendo pessoas do governo?"

ROBERT HALLER / SÃO PAULO, SOBRE O ESQUEMA DE PROPINAS

robelisa1@terra.com.br

"Começam a naufragar os ratos, continuam se refestelando as ratazanas"

ARIOVALDO BATISTA / SÃO BERNARDO DO CAMPO, SOBRE O AFASTAMENTO DA CÚPULA DO MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES

arioba06@hotmail.com

"O Brasil precisa passar por uma desratização ampla, geral e irrestrita"

MARIA HELENA BORGES MARTINS / SÃO PAULO, SOBRE OS SUCESSIVOS CASOS DE CORRUPÇÃO NO PAÍS

m.helena.martins@uol.com.br

_______

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.561

TEMA DO DIA

Ministro irá ao Senado explicar denúncias

Alfredo Nascimento, dos Transportes, vai falar sobre suposto esquema de corrupção na pasta

"Isso é só mais um escândalo desse desgoverno do PT. Logo cairá no esquecimento como tantos outros. Veja o caso Palocci."

RENDELSON FRAMIL

"Manter o ministro Alfredo Nascimento é o cúmulo do absurdo. É simplesmente ridículo!"

ALOYSIO MARCONDES

"Parece que Dilma quer liquidar logo essa fatura. O "convite" ao ministro não tem importância pois não vai dar em nada."

LUIZ SILVEIRA

_______

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

CORRUPÇÃO NOS TRANSPORTES

 

Dilma Rousseff não demitiu o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, cujo ministério está mais sujo do que pau de galinheiro, mostrando que do governo anterior a única diferença está na designação "presidenta", porque o método é o mesmo. A mídia apura, denuncia, chega na boca do povo e o governo abafa tudo, colocando a tropa de choque em ação, para em seguida tirar da cartola algum grande feito. Só que desta vez a Petrobrás, um dia antes da denúncia de corrupção do Ministério dos Transportes (estão com olheiros petralhas agindo dentro da grande mídia?), anunciou a maior das maiores jazidas do pré-sal já descoberta. Ao dar voto de confiança designando o próprio Alfredo Nascimento para apurar os "desvios" em seu ministério, não dá para acreditar que a presidente seja tão inocente. Colocar a raposa tomando conta do galinheiro é demais, não? Pelo jeito, Dillma segue a mesma receita de abafar escândalos usada pelo "çeu" guia, só que o ilícito está no limite e chegará o dia em que a Petrobrás precisará anunciar descobertas em Marte.

 

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NA CORDA BAMBA

 

Nos últimos tempos não temos tido, por parte do governo, notícias boas nas áreas, principalmente, de saúde, educação, segurança ou quaisquer outras. Os escândalos se sucedem um após o outro. Só nos últimos dois meses tivemos: o caso Palocci, o caso Mercadante, o do Ministério dos Transportes de Alfredo Nascimento e o do BNDES com relação à fusão Pão de Açúcar e Carrefour... Aliás, qual é a função primordial do BNDES? E por que querer a associação das empresas de distribuição de alimentos? Vai ser mais um lugar para acomodar "companheiros"? Por todos os desvios que estão ocorrendo, nosso governo caminha sobre uma corda bamba. Haverá resistência e equilíbrio para chegar ao fim?

 

Alvaro Salvi alvarosalvi@hotmail.com

Santo André

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CORRUPÇÃO

 

Pequena notícia no Estadão nos informa que na China foi inaugurada ponte de 42 km ligando o porto de Qingdao à ilha de Huangdao com custo total equivalente, em reais, de 2,4 bilhões. Logo lembrei-me da quantia que o BNDES aprovou em financiar a compra do Carrefour pelo Pão de Açúcar: R$ 4,5 bilhões. Então esta pequena compra de um supermercado é 2 vezes o valor de uma ponte de 42 km de extensão, por cima de um braço de mar na China? Logo fui procurar outros dados, já que imediatamente me veio à mente o último escândalo envolvendo políticos no nosso país. O ministério dos Transportes capitaneado pelo sr. Alfredo Nascimento (que já aprendeu a desculpa de sempre do governo petista " não vi, não sei") está envolvido em inúmeras falcatruas. Uma ponte de 2,9 km de extensão sobre o Rio Guaiba no Rio Grande do Sul foi orçada por este ministério em R$ 1,16 bilhão. Se fosse na China com o mesmo critério ela custaria R$ 170 milhões. O preço do km na China custa R$ 57 mi, já aqui custa R$ 400 mi. A comparação é espantosa e indica que tudo por aqui está muito errado. Só não vê quem não quer, e parece que a presidente não enxergou nada, até deu a tarefa de investigar seus assessores e amigos afastados do ministério para o próprio ministro, que espantosamente continua no cargo. Pagamos um dos impostos mais altos do mundo sem ter nenhum retorno e ainda temos que conviver com tanta falta de punição. Corrupção há em qualquer lugar, mas a diferença é que aqui todos se livram impunemente e sem qualquer problema. Em outro país seriam demitidos e iriam para a cadeia. Na China iriam para o paredão e a família ainda teria que pagar a bala.

 

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR

 

Lendo o jornal todos os dias, pergunto: tem alguém mais ou menos honesto neste governo? Tem alguém que, em sã consciência, legisle pelo bem do povo pelo menos um pouquinho, sem pensar em troca de favores? Estão todos preocupados sempre, em levar vantagem. Sinceramente, não consigo encontrar, por mais que procure.

 

Tânia Pinotti tkita@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CORRUPTOLÂNDIA

 

Presidente Dilma,a senhora nunca mais falou do importante Ministério da Pesca,tampouco deu com a vara nos acusados de alta corrupção,em menos de um semestre de governo,creio que tempo recorde em escândalos aqui na Corruptolândia! Ainda não estamos convencidos se realmente foi para isto que a senhora pegou em armas!

 

Mauricio Villela mauricio@dialdata.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NOS TRANSPORTES...

 

MINC reinventou a aritmética do governo: tirando 4 de 10 laranjas, restam 7. Por quê? Se Freud não explica, explico eu. Ao contar as laranjas, providencialmente sobrará uma, que, para fechar a conta, vai direto ao bolso.

 

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BRASILEIROS EXEMPLARES

 

Duas notícias publicadas no Estadão neste mês me chamaram muito a atenção. No dia 18/6 o caderno Cidades/Metrópole noticiou o embargo de um hotel de alto luxo em Campos do Jordão pelo juiz Paulo de Tarso Bilard de Carvalho, solicitando inclusive demolição do edifício, pelo fato do mesmo ter sido erguido em área de preservação ambiental, fora das normas vigentes e, inclusive, sem autorização. A outra publicação, do início do mês (caderno Economia, 8/6), foi sobre o conselheiro Carlos Ragazzo, do CADE e seu corretíssimo veto à fusão Sadia-Perdigão, a qual gera monopólio em diversos produtos alimentícios, prejudicando e muito o consumidor brasileiro, devido ao controle sobre mercados e preços que esta empresa poderá ter (e já tem). É uma pena que o mesmo CADE não conseguiu proceder da mesma forma nos anos 90 com a indústria de cervejas, que tem 70% do mercado concentrado em uma só empresa (Ambev), tendo por consequências redução de qualidade de produtos (padronização), controle de preços e pontos comerciais, propagandas do tipo "lavagem cerebral", etc. Espera-se que Carlos Ragazzo e os outros conselheiros do CADE procedam com a mesma coragem na anunciada fusão Pão de Açúcar / Carrefour, pois em muitas cidades e regiões os dois possuem quase 100% dos supermercados e a união deles geraria total controle de preços e redução das opções para o consumidor (sem contar o dinheiro do BNDES envolvido). Da mesma forma que o conselheiro Ragazzo defende os desprotegidos consumidores, o juiz Paulo de Tarso auxilia na defesa de nosso meio ambiente, direitos constitucionais que muitas pessoas desconhecem. O Brasil precisa de mais pessoas de coragem como Paulo de Tarso Bilard de Carvalho e Carlos Ragazzo. Parabéns pela coragem de ambos!

 

Gabriel Engracia de O. Bertran gabriel.bertran@gmail.com

Curitiba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CHÁ COM BOLINHOS

 

Como bem lembrou o leitor José Severiano Morel Filho, o dono da rede Pão de Açúcar acaba de apresentar a conta do chazinho oferecido à dona Dilma por sua esposa. Vale lembrar que outro chazinho do mesmo tipo foi oferecido pela dona Lili Marinho, na capital sede da Rede Globo...

 

Marly N. Peres lexis@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A IMPRENSA A SERVIÇO DO PT

Quando Dilma assinou - sem ao menos ler - seu programa de governo, ainda em 2010, havia algo no documento relacionado ao 'controle social da mídia'. Aconteceram, então, muitos rugidos para lá e para cá contra essa ideia, mas que no final das contas não passaram de miados de gato. Eis que o desgoverno da presidenta utiliza a imprensa em seu favor tal como Lulla fez exemplarmente. O 80.º aniversário de Fernando Henrique Cardoso e a morte de Itamar Franco sintetizam essa passagem. "Esses políticos foram queridos pelos brasileiros. Precisamos aproveitar o embalo e mostrar o quanto somos solidários. Isso será benéfico". Certamente, a ala petista empunhou boa estratégia, pois os soldados vermelhos sempre fizeram oposição a toda e qualquer intenção dos tucanos e partidos afins, e agora mudam o raciocínio de seu passado. A imprensa é, em suma, o quarto poder no país. Deveria atuar separadamente dos outros três poderes, porém cada vez mais deforma, tornando o Partido dos Trabalhadores, assim, o "melhor" do globo terrestre. O PT consegue transformar todo e qualquer evento numa notícia, pois sabe que a obrigação de jornalistas e correlatos é informar. Ao reportar algo à população, a ideologia é repassada, repassada, repassada, repassada. Chegará um dia em que a maior parte da sociedade perderá seu poder de contestação. E o final do mundo estará próximo.

Luiz Felipe T. Erdei luizferdei@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ENTREVISTA COM FHC

 

Congratulo o jornal pela entrevista com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (domingo). Seus oito anos de governo não lhe retiraram a alma de pensador e professor.Revelou grandeza ao se distanciar da política partidária do "poder pelo poder", continuando a se preocupar e a pensar não só sobre o país, mas como vai o Brasil em sua relação com o resto do mundo.A lição que me fica é do homem tão tolerante, como ressaltado por José Serra em comemorações pelos 80 anos do estadista Fernando Henrique Cardoso, mas tão tolerante, que suportou o rosnar de seu sucessor, sempre tão mesquinho e tosco, por 8 anos, de forma tão elegante. Quem está com a razão não precisa agredir. Parabéns ao jornal e ao professor Fernando Henrique Cardoso.Desejo-lhe muita saúde e energia para ajudar na busca de um rumo para o País.

 

Ana Lúcia Amaral anamaral@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

'FARTA' VERGONHA NA CARA

 

Líder do partido e do governo (sic) afirmaram que o PSDB está "fora da realidade", que "está divorciado da realidade e do povo brasileiro" e a presidenta aparece com altos índices de aprovação. Esses que fazem tal afirmação não conhecem o povo que está vivendo na fartura, ou seja, na "farta" de emprego, estradas, educação, saúde, saneamento, planejamento e, principalmente, vergonha na cara.

 

Jose Roberto Palma palmapai@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

JOSÉ SERRA E A HERANÇA MALDITA

Não sou petista nem defendo tal partido. Mas acredito que herança maldita foi o que o Sr. José Serra deixou aos paulistanos. Entre elas posso citar: Gilberto Kassab e cia., precatórios não pagos, transporte público deficitário, pedágios, progressão continuada nas escolas, etc. Sr. Serra, como diz um antigo apresentador de TV: "Pegue seu banquinho e saia de fininho".

Maurício Avellar de Azevedo Marques mzlmauricio@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ABUSO NA PREFEITURA

 

Enquanto o prefeito Gilberto Kassab tem seu aumento de salário aprovado para R$ 24 mil e seus secretários, para R$ 19,4 mil, os funcionários de um posto de saúde da Prefeitura, secretaria de saúde supervisão Casa Verde Cachoeirinha, foram obrigados a trabalharem em sábados com convocações extraordinárias com a promessa de receberem por plantões, mas que agora a chefia diz não ser possível pagar nem em folga nem em dinheiro. Está havendo constante abuso de poder e assédio moral nesta supervisão, que impõe regras e metas diferentes do Ministério da Saúde simplesmente para manter a aparência política em ano pré eleitoral. Alguém recebeu pelo plantão?

 

Herculano Tavares herculano.tavares@bol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PARA QUEM A LEI NÃO VALE

 

É uma vergonha o aumento dado ao prefeito, quando os aposentados do município de São Paulo receberam nos últimos três anos apenas R$ 0,29 (vinte e nove centavos). Para o prefeito não existe a Lei de Responsabilidade Fiscal.

 

Paulo Sérgio Sandoval da Silva psssilva@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OS SALÁRIOS E O IPTU...

 

Mais lamentável do que o aumento do IPTU na cidade de São Paulo (o IPTU de 2011 de nossa residência no bairro City Pinheiros sofreu 62% de acréscimo sobre seu valor de 2009!), é a justificativa para aumento proporcionalmente maior nas regiões ditas nobres que, segundo o Prefeito, foram beneficiadas ao longo dos últimos anos. O que observamos de fato, especialmente nestas regiões, é uma degradação contínua, promovida pelas diversas administrações, incluindo esta, que desrespeitam as leis de zoneamento e ignoram reclamações dos moradores. Faz-se "vistas grossas" ao uso irregular destas "áreas nobres" ao permitir a CET desviar o tráfego de veículos para o seu interior, acompanhado de caminhões, vans de serviços, ônibus fretados, micro-ônibus da EMTU e etc.; ao permitir a ação dos Vallets, que se utilizam das ruas públicas de zonas residenciais para fins estritamente comerciais. A prefeitura não faz cumprir nem as leis e decretos (50.566/2009, que regulamenta os Vallets) assinados pelo próprio prefeito! Parece que a palavra vale muito pouco, não é Sr. prefeito? Então, como e por que acreditar que o acréscimo no IPTU "social" irá mesmo beneficiar a população menos favorecida?

Parece óbvio, mas sempre vale como sugestão: Que tal primeiro ganhar um pouco de confiança de toda a população desta cidade? Não crie mais discórdias. Não faça como os outros.

 

Carla Goldman e Domingos H. U. Marchetti marchett@if.usp.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MÁGINA NA PREVIDÊNCIA

 

É ótima a proposta do ministro da Previdência, Garibaldi Alves, de transferir certos custos a outras áreas do governo dos benefícios fiscais concedidos, por exemplo, a entidades filantrópicas e a empresas inscritas no regime tributário do Simples Nacional. Dará maior transparência às contas públicas, evitando a apresentação de resultados facciosos.

 

Hélio Mazzolli mazzolli@terra.com.br

Criciúma

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IGUAIS PERANTE A LEI

 

O ministro Garibaldi está certo na proposta de mudar a contabilidade do INSS. É ilógico contar os pagamentos de quem nunca contribuiu como sendo do INSS, como os da lavoura, LOAS, presidiários (uma vergonha que presidiário ganhe quase R$ 800 por filho, mais que um salário mínimo), etc. O governo que crie bolsas aposentado para essas categorias e as tire do INSS. E, por falar nisso, criticam tanto o déficit do INSS, mas não o dos servidores públicos: para cada 1 real pago aos do INSS são pagos 20 reais aos servidores públicos, descumprindo a Constituição.

 

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MÁGICO DO PUDE

 

O Sr. Garibaldo Alves é um legítimo "mágico do pudê", senão vejamos os dados da Receita Federal sobre arrecadação dos Estados em 2009:

18 Estados das Regiões Norte-Nordeste-Centro-Oeste (arrecadação, em milhões de reais = 49,061;

repasse da União, em milhões de reais = 118,295; diferença, em milhões de reais = -69,234; proporção repasse/arrecadação = 241%; senadores = 54).

7 Estados das Regiões Sul-Sudeste (arrecadação, em milhões de reais = 397,87; repasse da União, em milhões de reais = 83,116; diferença, em milhões de reais = 314,754; proporção repasse/arrecadação = 21%; senadores = 21).

Totalizando: arrecadação, em milhões de reais = 446,931; repasse da União, em milhões de reais = 201,411; diferença, em milhões de reais = -245,520; proporção repasse/arrecadação = 45%, que somem nos ralos da incompetência e corrupção. Brasília é a capital do Brasil do Norte, sustentada pelo Brasil do Sul, essa é a grande mágica de um país pobre, corrupto, atrasado, etc. etc. Um dia teremos que fazer o que fizeram os americanos há mais de 100 anos, nossa guerra civil, e aí os "mágicos do pudê" serão desmascarados.

 

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BRUXARIA NA PREVIDÊNCIA

 

Os analistas sérios dos problemas brasileiros, a exemplo de Edmar Bacha, em recente e abrangente estudo sobre os dilemas que nos afligem, apontam a crise da Previdência Social como um dos fatores determinantes, senão o principal a impedir o arranque do país. Crise determinada por uma previdência pública cujas contas não fecham e é financiada pelos contribuintes da previdência privada, que não usufruem dos mesmos benefícios. A solução está em novo regime da previdência dos servidores novos, ou seja, daqueles que ingressarão, a partir de uma nova lei, no sistema. O projeto existe, Dilma o afaga, mas não tem condições políticas, dadas as diatribes e insegurança de seu governo, de enfrentar uma briga desse porte, indispensável ao futuro brasileiro. E vem o ministro com mágicas contábeis, como apontou O Estado, para esconder o rombo da Previdência.

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BARRETADAS COM CHAPÉU ALHEIO

 

Sempre fomos contra que o INSS se responsabilizasse pelo pagamento das pensões daqueles que nunca contribuíram e agora ficamos sabendo que muitos outros descontos são despejados encima da previdência privada. Essa é mais um dos abusos que vem a luz e são os que pagam por seus direitos é que levam a ferroada. Os governantes adoram dar barretadas com chapéu alheio.

 

Leila E. Leitão

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUANDO ACABA A DITADURA?

 

Hoje os trabalhadores da iniciativa privada contribuem com o dobro do que os servidores públicos contribuem, se considerarmos a parte patronal, e seus aposentados recebem em média 1/7 do que os aposentados do serviço público recebem. A conta dos aposentados do INSS do setor urbano, que engloba aproximadamente 18 milhões de pessoas e que são as que sempre contribuíram para a previdência, em 2010 apresentou um superávit de R$ 7,8 bilhões, enquanto a conta das aposentadorias do serviço público nas três esferas (união, estados e municípios) que engloba menos de 4 milhões de pessoas apresentou um déficit de quase R$ 80 bilhões (dados do ministro da previdência numa audiência no senado federal em 18/5/2011). Lembrando apenas que esse déficit é maior em 10% do que o orçamento de 2011 da saúde que deveria atender a pelo menos 140 milhões de brasileiros. Recentemente o ministro da previdência teve o desplante de propor mais cortes na conta superavitária em vez de mexer nas nababescas aposentadorias públicas pagas por todo o povo que não tem regalias, pelo contrário tem carências do serviço público em todas as áreas. A pergunta que fica é a seguinte: quando a ditadura realmente acabará?

 

Artur Laranjeira Filho artur_larangeira@uol.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AS RENÚNCIAS PREVIDENCIÁRIAS E O PROPALADO DÉFICIT

 

Há muito, e como economista e estudioso do assunto, tenho publicado a inexistência do déficit previdenciário. Não há patentes problemas com as fontes de financiamento, mas sim, revela-se uma enorme e dúbia interpretação dos dispêndios em que pese seus destinos e fundamentos. Nosso regime recebe comparações absurdas com os de outras nações que absolutamente desconhecem o que sejam as "renúncias previdenciárias", e aqui concedidas até aos times de futebol profissional, que chegam a R$ 2 bilhões/ano. Não passam de renúncias fiscais, mas na realidade são saques das contribuições aos benefícios programados (nexo contributivo). Desde 2003 tais desvios, e que são aprovados na LDO pelo Senado em 0.5% do PIB; mas quando dimensionados ano a ano pelo Ministério da Previdência atingem 0,7%, e o que representa 10% das receitas totais do RGPS; ou seja, a valores atuais mais de R$ 20 bilhões/ano. O Senado talvez seja a Casa Legislativa em que mais se filosofa pelos "pobres aposentados"; mas é por lá que muitos projetos correm contra a integridade do Orçamento da Seguridade (Previdência e Saúde Pública). A Diretoria de arrecadação do INSS colocou em seu relatório apresentado em 2010, que no exercício de 2009 houve pelo menos R$ 40 bilhões de "sonegação visível". Só aqui, na mediocridade da sarneylandia pode existir tal definição, - "sonegação visível" - crime fiscal invisível - e punição intangível; portanto não aplicável e estimulável. Quanto será a sonegação invisível pela fiscalização desprezível? Uma notória confissão de incompetência e pilantragem, que toma recursos de milhões de famílias brasileiras que contribuíram para o bem estar pós - vida laboral.

 

Oswaldo Colombo Filho colomboconsult@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ITAMAR FRANCO

Itamar Franco fará muita falta para o Brasil. A estabilidade da economia deve-se a ele.

Paulo Dias Neme profpauloneme@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESTABILIDADE

 

O ex-presidente Itamar Franco sempre foi um político elogiado por todos, em suas administrações na vida pública teve conduta inquestionável! Eu acho que sua única falha foi ressuscitar o velho e ultrapassado fusca! Mas nem tudo pode ser tão perfeito! Mas Itamar foi o homem que deu início a estabilidade econômica do País! FHC e equipe foram peças de seu governo!

 

Alex Tanner alextanner.sss@hotmail.com

Sumaré

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ÉTICA

 

Sempre me perguntei, desde quando era menina e soube da comoção do povo pela morte de Carlos Lacerda, qual seria o político que me tiraria de casa para prestar-lhe minha homenagem em seu derradeiro passeio. Vários já se foram e... nada. Itamar Franco me despertou tal desejo, por sua ética.

 

Jeny Soutto Mayor jsmayor@estadao.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAESTRO DA MUDANÇA

 

O Brasil perde um político realmente comprometido, honesto e independente, algo raro de se encontrar na interminável bandalheira nacional brasileira. Foi-se o verdadeiro precursor e maestro das mudanças na econômica brasileira, alguém, muito pouco reverenciado. Descanse em paz, presidente Itamar Franco.

 

Davi Neto drdavidneto@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LUTO

Estamos enlutados pelo desaparecimento repentino do nosso "Mineiro" ex-presidente Itamar Franco. Homem de conduta "Ilibada" que deve deixar uma grande lacuna nos meios políticos deste país. O "pai" do Plano Cruzado e do renascimento do "querido Fusca" da Volkswagen do Brasil. Com certeza fará falta. Será sempre será lembrado... Que os políticos atuais se espelhem nele.

César Roberto Alves Moreira caesar.joi@terra.com.br

Joinville (SC)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LIÇÃO

 

O Brasil perdeu uma grande brasileiro, um excelente político, honesto em todos os sentidos. Só podemos lamentar seu desaparecimento, não só pelo nos legou, mas pela pessoa que foi. Infelizmente os que hoje dirigem a Nação são bem diferentes de Itamar, mas a lição de vida e da política que praticou aí ficou. Vamos aguardar para que os que ainda virão sigam a lição que Itamar Franco ensinou. Requiescat in Pace.

Carlos E. Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ITAMAR E FHC

 

Tenho lido muitos comentários de leitores enaltecendo Itamar Franco e lhe concedendo o status de pai do plano real. Com todo o respeito que Itamar merece, o pai do plano real foi o maior político que o Brasil já teve: Fernando Henrique Cardoso. O grande mérito de Itamar foi nomear FHC para o Ministério da Fazenda em seu mandato como presidente.

 

Sérgio Kocinas sergio.koc@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PROPAGANDA

 

Nenhum outro presidente, como Itamar Franco, fez tanto, em tão pouco tempo, sem violar a democracia, dando apoio ao bem-sucedido Plano Real, sem fazer propaganda pessoal. Já seu antecessor, solenemente vaiado pelo povo mineiro, fez absolutamente nada em meteórica jornada, violando ética e a poupança do povo, com toda propaganda pessoal que pôde. Prova de que a melhor forma de acabar com um produto ruim, é anunciá-lo. Parece que os sucessores de FHC seguem o mesmo caminho.

 

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ENQUANTO ISSO, EM MG...

 

No enterro de Itamar Franco a imprensa publica foto da cúpula reunida: o não-larga-o-osso Sarney, o caçador de tarados, Malta, junto com o de Marajás, Collor, o aloprado Mercadante, o mordomo culpado, Temer, e o descobridor do Brasil, Lula. Que timaço. Todo mundo chegou a negar a própria história reconhecendo tardiamente as virtudes de Itamar no trato da corrupção, que nunca antes tinham sequer cogitado. Se da onde ele esta Itamar podia ver, ele deve ter dado ficado com vontade de montar no fusca e voltar para assombrar corrupto e demagogo.

 

Márcio M. Carvalho mmcoak@hotmail.com

Bauru

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CAUSOU ESPÉCIE

Causou espécie notar, como foi usada de maneira intensa e exacerbada, a qualificação de honesto, correto e outras assemelhadas para definir a figura do Senador Itamar. Não que ele não mereça isto, muito pelo contrário. Mas esta qualificação ficou tão rara no Brasil, que aquilo que deveria ser obrigação de qualquer cidadão, virou atributo muito especial. Como será que a imprensa vai qualificar Collor, Sarney, Lula, Maluf, etc. , (ufa, esta lista não acaba mais), quando passarem desta para a melhor. Vai ser muito difícil elogiar o caráter, comportamento ou qualquer atitude dos mesmos. Vamos esperar para ver como vai ser. Saudade do tempo em este tipo de critica, só era cabível ao Governador Adhemar e Dr. Rui.

Ulysses Fernandes Nunes JuniorUlyssesfn@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LIÇÃO DO REI

 

Os políticos Sarney, Collor, Lula, Renan, Temer, Kassab, Mercadante e outros, com muita justiça falaram muito bem da Ética e Honestidade do Senador Itamar Franco. Parafraseando o Rei da Espanha: - " Por que não lhe seguem "?

Roberto Hungria angelinah13@bol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FOTOS

 

Um jornal, duas fotos e toda a história política do nosso Brasil de hoje. Tendo como pano de fundo o corpo do ex-presidente Itamar Franco as capas do "Estadão" em dois dias retratou fielmente quem é quem na atual política brasileira. Em um dia estão juntos, o Lula da Silva, o José Sarney, o Fernando Collor, o Renan Calheiros e alguns aloprados. No outro dia lá estão a d. Dilma, o FHC, o José Serra, o Aécio Neves e o Geraldo Alckmin. Qual das duas vocês preferem?

 

Maurício Lima mapeli@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NO VELÓRIO...

 

Primeiro dia, juntos Lula, Sarney, Collor e Mercadante; dia seguinte, também juntos Dilma,

Fernando Henrique, Aécio e Serra. Alguma coisa a mais precisa ser dita?

 

Carlos M. Martins carlos-mmartins@hotmail.com

Cotia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MORTE E ESPERANÇA

Nada como a morte de uma liderança, como é o caso do Itamar Franco, para aproximar os líderes que aqui continuam entre nós. Ao vermos FHC e Dilma encabeçando entendimentos entre adversários políticos, em prol da melhoria da governabilidade brasileira, acende-se uma luz no final do túnel, para que possamos corrigir paulatinamente os nossos grandes problemas, pedindo aos céus que iluminem tais lideranças a alcançar esses objetivos que tanto necessitamos.

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NINGUÉM MERECE!

 

O ilustríssimo Sr. Itamar Franco, em suas últimas aparições fotográficas, no leito de morte, acabar por sair na foto com nada menos do que ao lado do trio Lulla, Sarney e Collor. Descanse em paz! Um homem que fez muito em pouco tempo!

Flávio Cesar Pigari flavio.pigari@gmail.com

Jales

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FARÁ FALTA

 

Com o falecimento do senador Itamar Franco a política brasileira perde uma figura que era muito polêmica. Mas era, sobretudo, uma pessoa muito séria e demonstrou isto nos vários cargos que ocupou e para os quais foi eleito. Mesmo não concordando com alguns de seus posicionamentos políticos e partidários tem de se admitir que ele soube ocupar espaços importantes em vários momentos, com reflexos na política e na economia. Ele por certo vai fazer falta.

 

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O SANTO ITAMAR

Estamos assistindo a mais um ritual delirante entre os muitos que caracterizam o pathos da Pindorama. O ritual necrófilo de transformar em santo, possuidor de todas as virtudes, o homem público que finda sua passagem terrena. O oba-oba hagiológico em torno da figura do ex-presidente Itamar Franco, de tão meloso e distante da verdade é, no mínimo, constrangedor de tão ridículo. E prova cabal de quão levianos são os meios de comunicação e frágil o entendimento do povo brasileiro. O finado político baiano/mineiro não possuía a maioria dos traços de personalidade que as carpideiras de ocasião expressam compungidas para solertes repórteres da TV e dos jornais. Muito pelo contrário. Um dos feitos que lhe são atribuídos mais distante da realidade é que ele foi a viga mestra do Plano Real. Não possuía discernimento nem formação para entendê-lo. Abriu, é verdade, espaço, por falta de opção, para o Ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso e para a equipe de economistas da PUC-Rio, arquitetos do Plano Real. Porém seu temperamento mercurial e sua fragilidade diante das críticas dos políticos do PT e seus economistas, da imprensa engajada e seus humoristas, várias vezes ameaçou implodir o Plano. Inúmeras vezes o Fernando Henrique correu ao Palácio para, com seu espírito conciliador e capacidade de convencimento, impedir que fizesse alguma declaração ou tomasse alguma medida ruinosa ao futuro das mudanças econômicas em andamento. Para mim ficam como lembrança do Itamar sua personalidade instável, seu ciúme infantil, sua inconstância de humor, sua matreirice rasteira,seu ego mutante entre inflado e contido. Que o levou a aliar-se ao PT na oposição ao Governo Cardoso e a desfilar no Carnaval do Rio com uma "sem calcinha". Enfim um Forrest Gump com molho de Macunaíma.

 

Alexandre de Macedo Marques ammarques@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HIPOCRISIA

 

Se houvesse o cargo de "presidente honorário póstumo", obviamente o sen. Itamar Franco seria eleito de imediato pois, durante seu período de governo foi o presidente mais debochado e ridicularizado, bem como quando governador de MG. Não localizei cartas minhas de seu período de executivo mas achei uma de set.2000 sobre uma revista que estampou na capa - "Itamar Franco - Napoleão de hospício ou oportunista?" Certamente essa mesma revista lhe tecerá loas em sua próxima edição. Itamar foi, de todos os presidentes, o mais simples, mais objetivo em cujo governo não pipocaram escândalos como nos demais - e o que melhor resultado concreto trouxe para o pais - o plano real - que não precisou mais que dois para projetá-lo, sem necessitar de se alongar por 8 anos para fazer o que fez - uma realidade que não precisou de egocentrismo nem de propaganda. Infelizmente, só depois de sua morte, conseguem elogiá-lo, hipocritamente, por dever de ofício.

 

João Roberto Gullino jrgullino@oi.com.br

Petrópolis (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GOVERNO DE UNIÃO

 

Morreu um dos poucos políticos honestos deste país. Enigmático, temperamental e por vezes cético, Itamar nunca deixou de defender a ética e os princípios da democracia. Governou o País após o desastre de Collor e salvou-nos do naufrágio ao aplicar um governo de união, onde todos os brasileiros trabalharam por esta nação. Descanse em paz, presidente.

Sérgio Eckermann Passos sepassos@yahoo.com.br

Porto Feliz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HERANÇA DO ITAMAR

 

Tomando como parâmetro o moral dos políticos brasileiros, não há como negar algumas qualidades atribuídas ao ex-presidente Itamar Franco por ocasião de sua morte. Mas, não haveremos de esquecer que Itamar foi um dos responsáveis pela eleição de Fernando Collor - devendo lembrar que ele desprezou a companhia de lideres do perfil de Mário Covas e Leonel Brisola para embrenhar-se na aventura do "caçador de marajás". Outras passagens suas também são reveladoras de um homem rancoroso e quase nenhum apreço à reserva moral que insistia em perfilar. Agora, com sua morte - nem tanto prematura - nos oferece como sucessor no Senado Federal o suplemente José Perrella, figura nada impoluta, que se traduz num sagaz político mineiro, que teve sua carreira política calcada no prestígio de um clube de futebol - Cruzeiro - do qual se encastela como dirigente máximo. A herança de Itamar, mais parece uma vingança - como aquela conferida ao criador do mundo, que nos ofereceu terras férteis, clima propício para produção de alimentos, sem grandes intempéries ou desastres climáticos, mas nos reservando um "povinho" indolente, pouco inteligente e quase nenhuma capacidade crítica!

 

Noel Gonçalves Cerqueira noelcerqueira@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MINEIRO POR ADOÇÃO, UAI!

 

Morre o ex-presidente Itamar Franco, sem dúvida o mais ilustre e honrado político mineiro de todos os tempos. Seu exemplo vai deixar saudade!

 

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BOM MINEIRO

 

O desaparecimento de Itamar Franco ao tempo de mais um aniversário do Plano Real causa uma lacuna nacional e o bom mineiro fez um ótimo governo colocando a casa no lugar,após um desenfreada inflação e graves paralisações no País.O Brasil agradece penhorado o presidente Itamar que teve sensibilidade,capacidade e muita articulação para manter a ordem e trilhar um caminho irreversível de estabilidade da moeda.Agora que retornava ao Senado com impressionante lucidez e mobilidade,foi surpreendido por grave doença e que suas lições fiquem na história da nova República brasileira.

 

Carlos Henrique Abrao abraoc@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INFECÇÃO HOSPITALAR

 

O professor e médico do Hospital Albert Einstein falou muita coisa sobre caso da morte de Itamar Franco, mas o assunto que não foi tratado que parece ser um grande problema e é relegado às calendas! Pior problema é a infecção hospitalar, parece ser a causa dos variados casos de morte! Esse assunto deve ser muito debatido e resolvido.

 

Maria de Mello nina.7mello@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A ARTESP E AS ESTRADAS PAULISTAS

 

Complementando o Sr. Valter Banhara Guisard (4/7), os esclarecimentos dados pela assessoria de imprensa (2/7) e pela ouvidoria da Artesp são sempre histórias da "carochinha" ou para "boi dormir". Entendo que a Artesp como agência reguladora e fiscalizadora deveria, obrigatoriamente, regular o preço abusivo dos pedágios e fiscalizar a condição das estradas. Como trabalho em Jaguariúna, região metropolitana de Campinas, enfrento estes dois problemas diariamente. O caos diário do corredor das rodovias Anhanguera e Dom Pedro. E o preço abusivo de R$ 9,10 de pedágio (totalizando R$ 18,20 diariamente) para andar 5 km na SP-340, rodovia que liga Campinas a Mogi Mirim.

 

Paula Packer apcpacker@terra.com.br

Piracicaba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MENTIRA

 

Com relação à rodovia Airton Senna, mencionada em carta do Fórum dos Leitores de 2/7/2011, sob o título "Esclarecimentos", em nome da Artesp, nada posso dizer pois não estou in loco para analise visual. Porém, a afirmação de que há uma fiscalização quinzenal e que os buracos são arrumados em vinte e quatro horas, não é verdadeira. Na prática isso não acontece porque a Artesp não fiscaliza coisa nenhuma nas concessionárias de rodovias aqui pelo interior. Aliás, pelo menos até agora, a Artesp, sua diretoria geral, o secretário dos transportes, e quiçá o governador, sequer tem autoridade funcional para isso. Quem manda são as concessionárias! Posso garantir que por aqui os itens como sinalização horizontal, vertical e aérea, assim como a qualidade das pistas, guias, canaletas, limpeza, estão, em sua grande maioria, totalmente em desacordo com normas de qualidade estipuladas em contrato. Posso dizer sem receio que é uma vergonha! Estou a disposição dos endereçados, através do envio de cópias deste e-mail ao Secretário dos Transportes e Diretor Geral da Artesp para comprovar, através de fotos e documentos, caso me convidem, ou in loco caso venham até aqui. Enquanto isso, como papel aceita tudo, a exemplo da carta acima mencionada, a Artesp vem a 12 anos faltando com a verdade aos usuários, especialmente, a mim que acompanho, minuciosamente, essa questão.

 

Orivaldo Tenorio de Vasconcelos prof.tenorio@uol.com.br

Monte Alto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PEDÁGIOS

 

Pagamos um absurdo de impostos em todos os sentidos. Nos veículos, IPI, ICMS, IPVA,Taxa de Licenciamento e por aí vai. As tarifas de pedágio hoje cobradas,mesmo estando de acordo com os contratos de concessão,estão caras demais.Ficam mais caras ainda quando se constata que a qualidade das rodovias está caindo por conta da manutenção barata que nos leva a rodar com ondulações e sobre remendos. Se o governo do Estado não consegue domar a fúria dos reajustes,pelo menos em respeito ao público pagante deveria fiscalizar com rigor para que a qualidade das estradas fosse proporcional ao que se paga.Simples questão de gestão que poderia suprir em boa parte a falta de cumprimento da promessa de campanha. Mais fiscalização do tráfego através de uma Polícia Rodoviária melhor equipada,controle rigoroso da velocidade e patrulhamento efetivo para coibir os abusos,melhorariam muito a segurança nas estradas. Quanto às respostas publicadas neste fórum ontem pela Artesp e por uma concessionária,é minha opinião que se houvesse uma boa gestão,não haveria cobranças e as explicações seriam desnecessárias.

 

Lourenço Innocentini Neto lorencoinnocentini@gmail.com

São Carlos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BUEIROS DA LIGHT

 

No Rio, a superstição de não passar debaixo de escada já era... A moda, agora, é não passar em cima

de bueiro da Light.

 

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BALAS PERDIDAS, TAMPAS PERDIDAS ...

 

Enquanto as tampas de bueiro voam pelos céus do Rio de Janeiro, o que fazem o senhor Edson Lobão, ministro de minas e energia, o governador Cabral e o senhor Nelson Hubner, presidente da Aneel? Esperam alguma tragédia maior para então vir a público e anunciar a criação de uma comissão de inquérito que resultará em nada?

 

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.