Cartas 07/01/2011

 

, O Estado de S.Paulo

07 Janeiro 2011 | 00h00

 

 

 

PRIVILÉGIOS E MORDOMIAS

Mal para o País

É ultrajante, incompreensível e indigno que os filhos do ex-presidente Lula tenham recebido passaporte diplomático. É também ofensivo que Lula passe férias à custa do povo brasileiro. Nunca antes neste país tivemos exemplos tão deletérios para o povo. Como bem disse Roberto Macedo em seu excelente artigo de ontem (A2), Lula não foi nem ótimo nem bom. Só compreenderão o mal que ele fez ao Brasil daqui a algum tempo, mesmo esses que o idolatram sem saber por quê.

MARIA TEREZA MURRAY

terezamurray@hotmail.com

São Paulo

________________________________

Mau exemplo

Lula não se conforma em não ser mais presidente, pode-se compreender. O que não combina com um cidadão que foi presidente é a falta de escrúpulos, de compostura e, por que não, de educação de um homem público que usa suíte presidencial em unidade do Exército no Guarujá e dois dias antes de deixar o cargo solicita passaportes diplomáticos para os filhos. Atitude incompreensível de quem se diz estadista.

MARIO NEGRÃO BORGONOVI

marionegrao.borgonovi@gmail.com

Rio de Janeiro

________________________________

Por que o espanto?

Afinal, como herdeiros de nosso Rei Sol, do nosso Grande Líder, da Encarnação do Povo, os filhos de Lula têm direito divino a passaportes diplomáticos. Eles estão muito acima de nós, reles plebe que precisa enfrentar filas de meses para obter um passaporte comum. Sem contar os vistos, dado que países como EUA e Japão ainda não se deram conta da grandeza desta terra e de sua gente.

MARCELO GUTERMAN

margutbr@gmail.com

São Paulo

________________________________

Rei morto, rei posto

Gostaria de saber com quem devo falar para passar alguns dias sob proteção e curtindo a tranquilidade da Praia do Forte, no Guarujá, onde o cidadão Luiz Inácio passa férias à custa do povo brasileiro. O sr. Luiz precisa entender que suas mamatas acabaram, pois rei morto, rei posto. Sou contra ex-alguma coisa continuar a ter certos privilégios. Ele agora é cidadão comum, deve respeitar a Constituição e todas a leis vigentes neste país, caso contrário deverá pagar por seus atos, ou vai continuar a ter imunidades e a zombar de tudo e de todos. Como ele classifica a herança interna e externa que deixou? Acorda, Luiz, tua realidade agora é outra.

JOSÉ FERNANDEZ RODRIGUEZ

cholo@terra.com.br

Santos

________________________________

GOVERNO DILMA

Mais do mesmo

Em editorial de 5/1 (A3) o Estado demonstrou que a presidente Dilma Rousseff não conseguirá andar com suas próprias pernas e, o que é pior, tropeçará tentando andar com quatro: as delas mais as do criador, Lula. Prova emblemática disso é a atuação do "chanceler fantasma" Marco Aurélio Top Top Garcia, que continua deitando e rolando na política externa, sem dar a mínima para o novo ministro das Relações Exteriores. Sintomaticamente com a mesma estatura de seu antecessor, o ministro Patriota ficará limitado a cuidar da casa Itamaraty, destituída de seu antigo brilho e reduzida a repartição burocrática.

HÉLIO DE LIMA CARVALHO

hlc.consult@mail.com

São Paulo

________________________________

Sem estrilo

O ministro Gilberto Carvalho previu: se a oposição estrilar, o "cara" volta. Com o silêncio dos adversários, soltarão o Battisti.

JAIRO P. GUSMAN

jairogusman@gmail.com

São Paulo

________________________________

Recado para a presidente

Presidente Dilma, estou orando para que seu governo dê certo, que o que prometeu seja na maioria cumprido, que deixe a arrogância e a prepotência e não vislumbre o poder com ideias de ser o "supremo divino na Terra", como seu antecessor. A senhora é a presidente de todos os brasileiros, tanto de quem votou na senhora como de quem não votou. Mas, por favor, seja a senhora quem vai governar.

JOSÉ TORRENTE

zetorrente@hotmail.com

São Paulo

________________________________

 

 

 

ESCLARECIMENTOS

Pesquisa e inovação

As incubadoras de empresas e os parques tecnológicos, destacados pelo ministro Aloizio Mercadante na entrevista à jornalista Marta Salomon (6/1), vêm ajudando a transformar o ambiente empresarial brasileiro. Frutificaram 8 mil empresas que têm a inovação em seu DNA. As quase 2 mil firmas já graduadas auferem receita anual superior a R$ 4 bilhões e propiciam 35 mil postos de trabalho qualificados; recolhem R$ 600 milhões/ano em impostos e afins, retornando, a cada ano, quase todo o investimento público feito ao longo de duas décadas nas incubadoras. Número crescente de unidades de pesquisa, desenvolvimento e engenharia de empresas nacionais e transnacionais está se instalando em parques tecnológicos em todas as regiões do País.

GUILHERME ARY PLONSKI, presidente da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec)

isabella@tramaweb.com.br

Brasília

________________________________

 

 

Bélgica

O sr. Gilles Lapouge, em seu comentário de 30/12, mostrou-se pouco familiar com a Bélgica e me pergunto que fontes utilizou para escrever o artigo Bélgica, sem governo. Se for verdade que a formação de um novo governo é complicada, trata-se de um jogo político e pacífico. Apesar dessa dificuldade, os dados econômicos da Bélgica estão entre os melhores da Europa e o governo demissionário continua a governar o país sem maiores problemas. Os flamengos e os valões não se "detestam" mais do que os paulistas "odeiam" os cariocas. O sr. Lapouge fornece, aliás, uma interpretação curiosa da história da Bélgica, que foi sempre o modelo de um Estado onde diferentes línguas e tradições vivem juntas. É claro que isso requer alguns compromissos e estruturas complexas, mas esta realidade oferece, ao mesmo tempo, oportunidades de multilinguismo e qualidade de vida. Não é por acaso que milhares de estrangeiros se sentem tão bem na Bélgica. No que se refere à União Europeia, a Bélgica serve principalmente como exemplo positivo para a construção europeia, e não negativo, como parece sugerir o sr. Lapouge. Não se pode nunca julgar um país por seu tamanho...

PETER CLAES, cônsul-geral

dulce.vivas@diplobel.fed.be

São Paulo

________________________________

"O "homem" já saiu do posto, mas continua em férias à custa do erário"

CELIA HENRIQUES GUERCIO RODRIGUES / AVARÉ, SOBRE MORDOMIAS E PRIVILÉGIOS

celitar@hotmail.com

"Todos os ex-presidentes continuam a usufruir as mordomias do Estado, como Lula - e toda a sua família - no Forte dos Andradas, no Guarujá?"

VICTOR GERMANO PEREIRA / SÃO PAULO, IDEM

victorgermano@uol.com.br

"Passaporte diplomático dá isenção à revista de malas também? Se sim, torna-se sintomático, não?"

BEATRIZ CAMPO / SÃO PAULO, IDEM

beatriz.campos@uol.com.br

________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.399

TEMA DO DIA

Governo admite elevar o mínimo para R$ 550

Dilma repreendeu ministro por ter ameaçado veto a reajuste superior ao proposto no Orçamento

"O PT antes de ser governo brigava por bons aumentos para o trabalhador. Hoje, são outros partidos a lutar por algo melhor."

THIAGO LUIZ GOMES DA SILVA

"Dilma nada prometeu. Serra sim. E vemos que ele não cumpriria. Não seria louco de arcar com tal gasto na Previdência."

ROBERTO SILVA JUNIOR

"Por que o sr. Guido Mantega não vetou também o aumento superior a 60% concedido a ocupantes de cargos no governo?"

THEUBALDO J. VACCARI

________________________________

   

 

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

QUINTO MUNDO

 

 

 

 

O Itamaraty concedeu de forma arbitrária passaporte diplomático aos filhos de Lulla, enquanto ele e sua família continuam usufruindo as mordomias a que se habituou durante oito longos anos. Que país de Quinto Mundo é o Brasil? Não se extradita terrorista para um país democrático, mas extraditam-se, sim, atletas para ditaduras. Infelizmente, seremos sempre assim enquanto o povo não for educado para exigir de seus dirigentes posturas corretas. Que vergonha!

 

 

 

Deborah Marques Zoppi dmzoppi@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

A FARRA CONTINUA

Quando você pensa que a era dos absurdos de Lula acabou, vem o hoje desmoralizado Itamaraty nos surpreender, concedendo passaportes diplomáticos aos filhos do ex-presidente. Tudo no apagar das luzes do fim de mandato de Lula. Ou seja, 29 de dezembro de 2010...

Com que direito se fez essa concessão?! Será que o fantasma das excrescências da gestão de Lula vai continuar desrespeitando nossas leis, mesmo no período de Dilma?

Chega de esculhambação com a nossa Nação! Este tipo de lulismo nós repudiamos...

 

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRIVILÉGIOS

O Itamaraty concede passaportes diplomáticos aos dois filhos de Lula, o que se configura como um privilégio sem a mínima razão de ser. Os políticos, em sua maioria, quando estão no palanque exaltam, entusiasmados, seu amor extremado ao povo. Mas não fazem a menor cerimônia quando agraciados pelas benesses e vantagens oferecidas pelo poder. O ex-presidente, sem dúvida, faz parte esse rol.

 

Francisco Zardetto fzardetto@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INVESTIGAÇÃO MINUCIOSA

É vergonhoso que o Itamaraty se tenha prestado ao papel de dar passaportes diplomáticos aos filhos do ex-presidente Lula, válidos por quatro anos, dois dias antes de ele deixar o cargo. Tal concessão de passaportes diplomáticos foi feita em desacordo com a lei, em clara ofensa aos princípios da legalidade, igualdade, impessoalidade e moralidade, além de ser um ato antiético. A lei deveria ser igual para todos, sem quaisquer privilégios. Já está na hora de Ministério Público, Polícia Federal e Receita Federal abrirem uma investigação minuciosa sobre os filhos de Lula: além dos passaportes diplomáticos, um deles virou acionista de uma empresa milionária e residia em apartamento nos Jardins avaliado em R$ 1,8 milhão, sem gastar um centavo. É um péssimo exemplo que Lula dá ao povo brasileiro.

 

 

 

 

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PASSAPORTE DIPLOMÁTICO

 

 

 

 

Segundo o que li a respeito da concessão de passaportes diplomáticos, os filhos do ex-presidente Lula não têm direito ao benefício, porém não podemos esquecer que vivemos num país onde a lei é afrontada a fim de atender a interesses daqueles que exercem influência no governo. Quanto à informação de que não há custo para os beneficiários, é bom lembrar que o custo é debitado nas costas dos trabalhadores. Caberá à presidente Dilma revogar tal "prerrogativa" e restabelecer a honra e a ética, tão esquecidas em oito anos do governo lulo-petista. A conferir.

 

 

 

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INTERESSE DO PAÍS

Se o Ministério das Relações Exteriores entende que "em função de interesse do País" está justificada a concessão de passaportes diplomáticos a dois filhos do ex-presidente Lula, então eu também me sinto no mesmo direito, porque como médico, profissional da saúde, creio pertencer ao leque de interesses nacionais (ou saúde não é mais, junto com a educação, prioridade nacional?).

Não apenas eu, mas todos os médicos, professores, dentistas, advogados, engenheiros, artistas, arquitetos, pilotos de aeronaves e marítimos, etc., etc., etc. Enfim, todo e qualquer profissional, uma vez que todas as profissões são de importância e de interesse do País.

Ou será que existem profissões mais importantes do que outras, como a de político, por exemplo, ou, quem sabe até, parente de político?

 

João Manuel Faria Simões de Carvalho Maio clinicamaio@terra.com.br

São José dos Campos

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A MULHER DE CÉSAR

 

 

No Brasil do reinado, digo, mandato Lula, nada mais nos choca ou escandaliza. Fico pensando que "interesses do país" teriam levado o Itamaraty a conceder passaportes diplomáticos a filhos de Lula, a dois dias do fim do mandato.

Como diz a máxima romana, a mulher de César não basta ser honesta. Tem de parecer honesta.

 

 

Paulo Ribeiro de Carvalho Jr. paulorcc@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A ÚLTIMA... DO AMORIM

Passaporte diplomático não é para qualquer um, é só para as "autoridades" que representam o País no exterior. No entanto, a 48 horas do término do mandato do sr. Lula, foram entregues os passaportes "diplomáticos", e renovados, dos seus dois filhos, Marcos Cláudio Lula da Silva e Luiz Cláudio Lula da Silva. Os passaportes diplomáticos renovados foram assinados pelo ex-chanceler Celso Amorim, que também dispensou o pagamento das taxas de emissão dos documentos, e a sua validade é por mais QUATRO ANOS. Que bom! Esse, como tantos outros favorecimentos a familiares, amigos e aliados, é LEGAL? Nas próximas viagens que farão ao exterior, eles nos representarão diplomaticamente, com as despesas por conta do erário? Fica difícil entender que a emissão dos passaportes pelo Itamaraty não tenha passado de um lamentável engano, devendo ser cassados e cancelados. São inúmeras as ilegalidades cometidas pelos "eleitos", muitas das quais nem ficamos sabendo e os órgãos competentes deixam de fiscalizar, contestar e cumprir a legislação, punindo com rigor os infratores. É o "famoso" jeitinho brasileiro de levar vantagem, é o vale-tudo para os familiares, amigos e aliados. Para os outros, a lei. Ora, lei... E depois, quando afirmam que somos o país da impunidade, como contestar? É ou não é um verdadeiro absurdo? Como explicar? Que exemplo nos dão as autoridades constituídas, deturpando e desrespeitando as leis? Brasil, sil, sil, sil... Um país onde o povo aceita tudo e já sente vergonha de ser HONESTO!

 

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FALSO ESTADISTA

Parece que o Lula nunca se vai afastar do cargo de presidente. Já não bastava o seu vergonhoso último ato (não concedendo a extradição do Battisti), agora, já fora de suas funções, obteve passaporte diplomático para dois de seus filhos (concedido pelo Itamaraty) e reuniu a família no Forte dos Andradas (Guarujá). Exemplos claros que, como sabemos, nunca seriam atos de um estadista como ele julga ser.

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BENESSES

Marco Aurélio Garcia, o "famoso" assessor de Lulla, mantido no governo Dillma, diz que passaportes de filhos de Lula são irrelevantes.

Ora, bolas! Sim, tudo é irrelevante: as contas secretas do Planalto, o mensalão (que não existiu, para elles), os dólares na cueca, o escândalo dos Correios, os acordos (troca de cargos e dinheiro público) com o Executivo e o Congresso, etc., etc., etc. Também são irrelevantes as mordomias que a família Lulla está desfrutando em área privativa do Exército Brasileiro no Guarujá?

A corrupção, a leniência, a falta de ética e de pudor, a "herança maldita" de FHC, tudo também é irrelevante, sr. Garcia? Não se esqueça que a moral, a ética e a cidadania não são irrelevantes, ao contrário, são MUITO RELEVANTES para um governo que deve dar o exemplo positivo, não negativo, de como administrar e gerir as coisas públicas, de "todos os brasileiros", não só de um grupo palaciano. Os mínimos detalhes, sr. Garcia, fazem a diferença.

 

Sérgio Freire

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A FARRA DO BOI...

Oito caminhões com a mudança, férias privilegiadas no Guarujá, passaporte diplomático para os rapazes. Ainda bem que os Lula da Silva deixaram o poder. Ou não?

 

Eliana Pace pacecon@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O ‘CARA’ (DE PAU)

O que até agora veio à tona (outras coisas virão e muitas permanecerão camufladas) é que Lula aproveitou não apenas as delícias do poder enquanto presidente, mas cuidou para que se estendam o máximo possível, em benefício próprio. Por exemplo, está utilizando hospedagem grátis (paga com dinheiro do povo) nas dependências do Exército em praia do Guarujá, o que é manifestamente imoral e sem justificativa ética; trouxe para São Paulo 11 caminhões de presentes que amealhou enquanto presidente, um dos quais refrigerado para o transporte de bebidas, coisas que pertencem ao povo, não a ele; solicitou e obteve a concessão ilegal de passaportes diplomáticos para seus filhos, válidos pelos próximos quatro anos. Lula revela-se em toda a plenitude, mostrando que realmente é o "cara" de pau, o que já era notório. Vamos abrir no Orkut a comunidade sobre os privilégios do ex-presidente.

 

Paulo Serodio pserodio@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MONARQUIA

 

Neste pobre país de tão poucas raízes republicanas, de um povo inebriado pelo crediário consumista e alheio ao escárnio espetaculoso de representantes políticos prendado as finanças públicas e apropriando-se do Estado e de seus privilégios típicos de republiquetas de bananas, o instituto da reeleição (obra e graça da patética oposição peessedebista, que se apequena, dia a dia) e da ascensão de Lula ao poder, com toda a sua carga amoral e oportunista, demonstrada ad nauseam desde que era líder sindical, nos anos 80 do século passado, criaram uma nova dinastia, que lhe faculta impunidade, riqueza súbita, passaportes diplomáticos, áreas militares e seus capangas a serviço do descanso do imperador. A monarquia de fato que o País ostenta é a paga pós-eleição aos incautos brasileiros.

 

 

Nelson Gomes Affonseca Jr. nelsonaffonseca@uol.com.br

Cordeirópolis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CHEFE?!

Militares abordaram jornalistas da Folha de S.Paulo, numa embarcação em mar aberto, tomaram-lhes os equipamentos e os celulares, e avisaram: "Sabe que nós fazemos a segurança do chefe, e o chefe não gosta de ser incomodado quando ele está descansando." Os agentes Mizael, Rodrigues e o sargento do Exército Frederico estão muito mal informados. Lula, hoje em dia, é chefe só de dona Marisa.

Mas reclamar pra quem?

Lula é o dono do Brasil. Comprou a propriedade de "porteira fechada", incluindo móveis, utensílios, oposição, jornalistas, apresentadores, rádios, emissoras de televisão, jornais e revistas, Ministério Público, Procuradoria-Geral, Exército e policias. Ele faz o que quer, na hora que bem entende. E você, cidadão, eleitor e contribuinte, não tem a quem reclamar. Durma com um barulho desses, vá chorar na cama, que é lugar quente. Tire o cavalo da chuva. Tá tudo dominado.

 

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CENSURA

O que aconteceu com os repórteres da Folha de S.Paulo, no Guarujá, na ocasião em que estavam trabalhando, simplesmente cumprindo os deveres que o cargo exige, cobrindo as férias de Lula, foram expulsos sob alegação de invasão de área militar, motivo este negado pelos jornalistas. Como devemos interpretar essa atitude? Uma afronta à liberdade de imprensa ou uma "censura", que é o que vem ocorrendo com o Estadão há 525 dias.

 

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IT'S GOOD TO BE AN EX-KING!

 

Inebriado pelo poder conquistado após décadas de inveja explícita e, uma vez que sua subalterna não dá mesmo as cartas, o desencarnado continua a se lambuzar com mordomias pagas pelo povo. Hospedagem gratuita em suíte presidencial seria um pecado menor se sua prole não se beneficiasse de passaportes diplomáticos, pois representará o País (?) mesmo sem ocupar nenhuma posição que justifique tal procedimento. Onde e por que o Brasil necessitaria ser tão inconvenientemente representado?

 

 

 

 

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESTANDARTE

Após o Morro do Alemão, no Rio, agora o Exército toma conta do isopor no Guarujá. Tomara que não falte gelo.

Em tempo: não é necessário hastear a Bandeira...

 

 

A. Fernandes standyball@hotmail.com.br

São Paulo

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

WEEKEND

 

 

 

O ex-presidente, aquele personagem que não quer sair do papel, tem agora uma dasha no Guarujá. Ele passa férias com a família, hospedado no forte do Exército. E pode? Pode, sim, e não só pode como deve, diz um "jurista" que acha que o dito-cujo não se deve misturar. E outro jurista mais conhecido justifica: "Qualquer cidadão pode ser convidado para ir ao forte, por que o ex-presidente não poderia?" Hein, hein? Sendo assim, eu gostaria de pedir aos veranistas que estão por lá que não deixem a casa bagunçada na saída. Vai que eles me convidam para um weekend... Hein, hein?

 

 

 

Stanislaw Cordeiro ratles2@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CASA DA MÃE JOANA

 

 

 

O "ex" Luiz Inácio Lula da Silva está hospedado em instalações oficiais com toda a família, despesas por conta do contribuinte. Enquanto isso, lá no desmoralizado Itamaraty, o grande Celso Amorim, para fechar com chave de ouro sua vergonhosa passagem pelo Ministério das Relações Exteriores, dá passaporte diplomático com validade de quatro anos, até 2014, para os filhinhos do "cara". Viva o profeta Charles de Gaulle ("o Brasil não é um país sério", teria dito há 45 anos). Nem Nostradamus acertou tanto.

 

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HOMEM DO POVO?

 

 

O ex-presidente, talvez o homem público que mais esbanjou dinheiro público desde Pero Vaz caminha, está usando o forte do Exército no Guarujá para descansar graciosamente - mantinha 68 homens na cozinha dele em Brasília, para cuidar de sua alimentação. E esse senhor se diz "homem humilde, encarnação do povo, operário" e outras baboseiras.

Em fevereiro, vai pedir à presidente Dilma Rousseff para ser "aspone" em Brasília, pois quer mais dinheiro do governo, do tipo cartão de crédito, com o qual ele gastava em média R$ 1 milhão por mês.

 

Celso de Carvalho Mello celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DE PAPO PRO AR

O Lula deixou suas atividades governamentais, porém suas mordomias presidenciais continuam. Basta observar onde ele passou suas férias de final de ano.

 

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A MISSÃO

 

 

 

A grande missão de dona Dilma não é o continuísmo do governo Lula. A sua grande missão é, ao contrário, iniciar a reversão dos costumes disseminados na nossa sociedade pela influência de Lula e do lulismo. Um país que pretende crescer e liderar outras nações não pode fazê-lo se a sua sociedade cultiva a apologia da ignorância, o desrespeito às leis, o desrespeito às instituições, a falta de ética, a falta de moral, a falta de dignidade e a falta de respeito. O que Dilma terá de mostrar às gerações de jovens que se acostumaram com o lulismo é que os fins não podem justificar os meios e que a prática da moral e da ética ainda é a melhor maneira de se construir uma sociedade digna.

 

 

 

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NEM ÓTIMO NEM BOM

Tudo o que é de mais verdadeiro sobre o ex-presidente Lula e seu mandato foi mostrado com precisão e competência pelo talentoso professor Sr. Roberto Macedo em seu artigo de 6 de janeiro (A2). Pena que a maior parcela da população brasileira não o leu e vive no engodo do "rei".

Parabéns!

 

 

 

Regina Celia Belia Kashiwakura reginabelia@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SÍNTESE

 

Em seu artigo de 6/1, Roberto Macedo sintetiza com brilhantismo o que milhões de brasileiros pensam e sentem a respeito do ex-presidente. Parabéns.

 

Carlos Montagnoli carlosmontagnoli@uol.com.br

Jundiaí

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ROBERTO MACEDO E DEMÉTRIO MAGNOLI

 

Uma visão maravilhosa, verdadeira, real do nosso rei Lulla. No meu Natal, de 16 pessoas presentes apenas uma, de 70 anos, gosta de nosso rei. Até quando ele vai continuar a usar nosso dinheiro, praticar seus desmandos, seus crimes? Usar o avião presidencial quando já não era presidente, usar bases militares. Os militares de hoje são uma vergonha para a Nação brasileira.

 

Roberto Tavares robertocps45@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BARCO ENCALHADO

 

 

Absolutamente de acordo com as considerações realistas de Roberto Macedo, como sempre. A figura do barco encalhado é a cara de Lula, mas o Brasil é como um barco a reboque das nações ricas, puxado por uma corda. Quando os "navios" param, o barco sem motor e sem leme CONTINUA EM FRENTE, À SUA SORTE!

Quanto a "Dilma, interrompida" (Demétrio Magnoli), tenho dito neste Fórum que o grande problema do mundo tem sido o sistema de governo ainda assentado na velha dupla do "cacique e pajé". Mudaram as pajelanças, antes tipicamente religiosas, MAS CONTINUAM OS CACIQUES DIVINIZADOS PELOS RESPECTIVOS PAJÉS, hoje claramente enclausurados nos conventos da economia e política, continuando a velha farsa de "mentir para governar".

 

Ariovaldo batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O GALO QUE ACORDAVA O SOL

 

 

O galinho acordou contente, cantou forte e momentos depois o Sol nasceu. No dia seguinte, a mesma coisa e também no outro dia. E aí o garboso jovem galo concluiu que acordava o Sol como nunca antes (neste país) acontecera.

Viveu por anos, sempre responsável, e todo dia acordava de madrugada e com seu canto acordava o Sol. Acontece que chegou a velhice e o galo, oito anos depois, não conseguiu acordar no horário. E quando finalmente acordou, o Sol já tremulava forte no céu. Só então o velho galo concluiu que não era ele que acordava o Sol e morreu desgostoso.

Qualquer semelhança entre a fábula e o ex-presidente Lula agora contando a seus novos amigos, como Sarney, e velhos, como o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho, como inventou o Brasil nestes últimos anos não é mera coincidência.

Para o ex-presidente, não basta ir para casa com altíssima popularidade e conseguindo o reconhecimento da população, principalmente a das Regiões Norte e Nordeste e dos mais pobres.

Não basta entrar para a História como um presidente que se preocupou com o social, ele precisa esmagar a oposição (como prometeu ao DEM), silenciar a mídia, que insiste em não reconhecer suas proezas, e provar a todo o momento que ele (operário) é melhor que FHC (sociólogo), que lhe impôs duas derrotas em primeiro turno.

Ele agora fala em corrigir sua biografia, demonstrando até que o mensalão - que admitira, até dizendo ter sido traído - não existiu, assim como a herança (bendita) dos governos anteriores de Itamar e Fernando Henrique. Ou seja, o País não deve a estabilidade financeira ao câmbio flutuante, Proer, Lei da Responsabilidade Fiscal, privatizações e, principalmente, ao Plano Real, e sim à sua política monetária.

Apesar de bem-sucedido, ele fica irritado como um futebolista em fim de carreira que não sabe conviver nenhum dia longe dos holofotes, nem o fato de ter elegido sua sucessora e confortável maioria no Congresso... E como um novo-rico, não consegue agora voltar à simplicidade da vida fora do Planalto.

Até as férias ele insistiu em usufruir em instalações militares, como nunca antes neste país outro ex-presidente pôde fazer.

Mostra o ex-presidente que não tinha preparo para o cargo, sem a condição de estadista durante todo o mandato e sem a de republicano, durante as eleições de 2010.

 

 

 

Márcio M. Carvalho mmcoak@hotmail.com

Bauru

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LULA E O ESTELIONATO DA OPINIÃO PÚBLICA

 

 

 

Em discursos no final do mandato, o ex-presidente Lula declarou que foi muito fácil administrar o Brasil e não vi nem ouvi nenhum tipo de repercussão dessa frase na imprensa, apenas reproduziram sua fala.

Como alguém pode considerar fácil administrar o Brasil, com todas as complexidades e os problemas que temos em nosso pais? A reposta não pode ser outra: ele simplesmente não administrou o País nem um dia sequer, ficou o tempo todo discursando em palanques, usufruindo a estrutura montada pelo governo anterior.

Ora, se a imprensa não teve coragem de condenar nem mesmo essa manifestação do então presidente, está aí a prova claríssima de que a altíssima popularidade de Lula foi alcançada através da cumplicidade dos meios de comunicação, que praticamente não reprovaram seu comportamento de se promover o tempo todo, distorcendo a realidade dos fatos.

O mais curioso disso tudo é que a imprensa foi atacada por ele e por seus "companheiros" durante os últimos oito anos, como se fosse uma atitude de chantagem adicional, para manter a imprensa razoavelmente sob controle.

Temos que ser realistas, fora distribuir Bolsas-Família para alguns milhões de brasileiros, no que realmente o Brasil avançou em seu governo? Na minha opinião, em absolutamente nada: a saúde, a segurança, o Judiciário, a educação, as áreas de transporte e infraestrutura continuam no mesmo estado lastimável em que sempre estiveram e também não houve qualquer avanço em temas expressivos para o nosso desenvolvimento, como reformas tributária, política, da legislação trabalhista e previdência, entre outros.

Então, como explicar o fantástico índice de aprovação do então presidente? Só pode ser fruto de propaganda maciça, enaltecendo feitos que nunca ocorreram, e temos de ser honestos, isso só foi possível com significativa ajuda dos meios de comunicação.

Bem, se isso não é um estelionato da opinião pública, o que é, então?

 

 

 

Paulo Roberto Curi paulo-curi@uol.com.br

Itu

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FINEP

Pergunta que não quer calar: por que o PT gosta tanto de banco? Anteriormente, quando o PT era oposição, os bancos eram demonizados.

O ministro Mercadante agora quer transformar a Finep em banco. ÓTIMO! Mais um.

Jose Roberto Marforio bobmarforio@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

RUMO DO NOVO GOVERNO

Meus cumprimentos a José Nêumane pelo artigo "Mãos estendidas para saudar ou para beijar?" (5/1, A2). O jornalista foi muito feliz ao abordar os quatro primeiros dias da nova presidente. Seu texto foi muito realista, claro e previsível quanto ao rumo do novo governo (a ser ajudado pelo "cara"). Pena que os mensaleiros do "bolsa-ócio"não saibam ler/entender a matéria por serem apaniguados do governo e analfabetos.

 

Aloysio Carneiro Dias aloysiocdias@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MÃO ESTENDIDA...

Infelizmente, está, mais uma vez, perfeitamente certo o sr. Nêumanne, pois quando tivemos um estalo de esperança, com o posicionamento sobre o relacionamento com o Irã, em seguida já se percebia que o "gado vacum se encaminhava para o pântano" com a história do motel, suas explicações e outras mancadas, bem mencionadas no artigo em questão. Sugiro que ela assista ao "Encantador de cães", pois seus animais estão caminhando à frente, puxando a guia. Agora temos o ministro da Fazenda dizendo que "vetará", e não que vai sugerir o veto à presidente se vier o mínimo acima de R$ 540. Aprender economia, política e liderança nem em oito anos, e chega de Lulas e Dungas aprendendo no cargo. Vamos só na carteirada mesmo. Até quando, não se sabe.

 

 

Manoel Mendes de Brito voni.brito@itelefonica.com.br

Bertioga

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MORAL REPUBLICANA

É preciso lembrar ao jornalista e escritor José Nêumanne que a palavra presidenta consta do Dicionário Aurélio como feminino de presidente e com o significado de mulher que preside. E ainda que não constasse, seria uma adaptação popular muito bem-vinda. Afinal, uma língua que aceita o termo truísmo, do inglês "true", talvez por modismo, por que não poderia aceitar uma palavra tão natural e evidente no seu significado sem a necessidade da edição de uma medida provisória por parte da Academia Brasileira de Letras? Por outro lado, o que achei mesmo interessante foi o artigo não ter comentado a presença do carioca Carlos Arthur Nuzman no final da fila do beija-mão da presidenta, nem como afronta, nem como exaltação da boa moral republicana.

 

Hermínio Silva Júnior hsilvajr@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA

 

Pela primeira vez ouso discordar do José Nêumanne, em face do que escreveu em seu último artigo, "Mão estendida para saudar ou para beijar?". Disse ele sobre a presença de José Dirceu na mudança do governo federal, em Brasília, e o processo contra este ex-ministro em curso no STF: "Pode ser absolvido, mas ainda não foi. Por que não esperar para brindar na festa da eventual absolvição?" Ora, não é isso o que está na Carta Magna. Ele deve ser considerado inocente enquanto não condenado.

 

Luiz Gonzaga de Bem, advogado lgdebem@terra.com.br

Florianópolis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CARTÓRIOS

 

Estava num cartório dia destes fazendo autenticações e reconhecimento de firmas, mais uma vez nos já meus bem rodados 60 anos de vida, e presenciei pelo menos duas pessoas humildes perguntando pelo preço destes serviços, alegando não poderem pagar por eles naquele momento por falta de dinheiro. Até quando veremos cenas como estas no Brasil: pessoas pobres tendo de às vezes gastar dinheiro do alimento de seus filhos para satisfazer nossa insaciável burocracia?

 

Antonio Augusto Barella aabarella@hotmail.com

Ourinhos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESMOLA X INSTRUÇÃO

 

 

 

Para pensar. Esmola é um dinheiro dado sem exigência de contrapartida, como as bolsas distribuídas pelo governo que terminou. R$ 100 por mês tiram o indivíduo da miséria absoluta, mas com isso ele não deixa de ser miserável e marginal da economia. A verdadeira distribuição de renda é dar instrução ao cidadão, para que ele se torne capaz de participar do processo de produção de riqueza, daí retirando o seu justo quinhão. O resto é simples manutenção de massa de manobra eleitoral.

 

 

Carlos Pacheco Fernandes Filho c-pacheco-filho@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NOVELA

 

É inacreditável que a novela sobre o futuro do "baladeiro" Ronaldinho Gaúcho esteja mais em evidência na mídia em geral do que o péssimo Ministério do atual governo e o aumento abusivo dos parlamentares! Pobre Brasil!

João Ernesto Varallo jevarallo@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RONALDINHO GAÚCHO

 

Flamengo, Grêmio e Palmeiras "brigando" para contratar Ronaldinho?! Os cartolas têm menos cabeça que o próprio? Ainda não chegou a hora de os dirigentes serem racionais?

 

 

Cesare Morosini cesare@listasinternet.com.br

Guarulhos

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O LOGO DO RIO

Nada de mais, mas não há a menor dúvida de que Fred Gelli se inspirou no símbolo da ONG Telluride Foundation, do Estado do Colorado (EUA), para criar a logomarca dos Jogos Olímpicos do Rio.

 

 

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BALÉ GISELLE

 

 

 

Assisti à récita de domingo à tarde no Auditório do Ibirapuera e fiquei emocionado com a apresentação. Não sou um profundo conhecedor da dança, mas aprecio arte em geral. E o texto publicado anteriormente neste jornal e assinado pela crítica Helena Katz me incomodou um pouco. Senti uma certa arrogância nas entrelinhas, algo comum a vários críticos, de diversas áreas. Algo como "se o público gostou, não posso ficar na média, portanto, não posso gostar". Pois é verdade, o público não só gostou, como aplaudiu entusiasticamente ao final da apresentação. Foi uma das cenas mais emocionantes que eu já presenciei, sem dúvida. Meus parabéns ao coreógrafo, ao elenco e a todos os envolvidos. O Balé da Cidade nos enche de orgulho.

 

 

Romolo Megda romolomegda@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

DANÇA

Gostaria de parabenizar Lara Pinheiro pelo excelente texto sobre o Balé Giselle (Caderno2, 6/1). Estive presente a uma das récitas do Balé da Cidade no Auditório do Ibirapuera, não sou conhecedora do tema, mas admiradora das artes, e, sinceramente, Giselle me emocionou demais. Parabéns também ao coreógrafo, ao elenco e a todos os envolvidos. O Balé da Cidade é um orgulho para São Paulo.

 

Patrícia Marco Soares patriciamarco@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

À MEMÓRIA DE UM PIONEIRO

Terça-feira completaram-se dez anos da morte de Altino Bondesan, correspondente do Estadão por mais de 30 anos. Sem dúvida, coube a esse jornal, através de seu correspondente Altino Bondesan, jornalista, advogado, contador e professor, grande parte, se não a maior parte, da promoção da cidade de São José dos Campos e, em consequência, do Vale do Paraíba, ao status que tem esta região no contexto mundial como a capital da tecnologia de ponta do País, capital do avião, etc.

Durante as décadas de 50, 60 e 70, não havendo ainda a penetração inegável das TVs e seus jornais televisados, a fonte de informação principal dos brasileiros eram os jornais diários, e o Estadão puxava este mister de informar aos patrícios o que ocorria em nosso solo .

Altino usou sabiamente essa faceta do jornal, no intuito de informar e, em consequência, virem as verbas que levaram esta cidade ao patamar em que hoje se encontra. Não é brincadeira, o Brasil, através de São José, ter a terceira empresa construtora de aviões no mundo todo e única no Hemisfério Sul, e deter tecnologia aeroespacial de forma a ser admirada pelo mundo inteiro.

O Estadão publicou, durante esses 30 anos em que Altino o representou , uma ponta de lança direcionada ao progresso e à transmissão aos leitores de todas as atividades do Centro Técnico Aeroespacial, noticiando todas as atividades científicas ali ocorridas, bem como os planejamentos futuros que se deram durante esse período para que São José atingisse este alvo tão importante para o País e para a nacionalidade.

O Estadão e seu correspondente eram a porta de entrada de novos empreendimentos industriais e comerciais que vinham para a cidade. Quantas vezes atendi à porta da casa de meu tio pessoas que vinham perguntar se ali morava o correspondente do Estadão e se ele poderia dar determinadas informações. E lá ia meu tio mostrar a cidade, mostrar os terrenos, sua infraestrutura de água, energia e comunicações, e terminando fatalmente por levá-los ao CTA, conhecer o ITA e mostrar a densidade de facilidades de pessoas e condições para que a instalação de indústrias em nosso município fosse certeza de sucesso. Assim o Estadão, junto com seu correspondente jornalista (que nunca recebera nada em valor pecuniário para isso) se tornaram nesse período a SECRETARIA de DESENVOLVIMENTO do município e do Vale do Paraíba.

Assim, rendo homenagens a esse jornal e ao seu correspondente, que promoveram em grande parte o desenvolvimento do País.

Deploro a censura imposta pela Justiça nestes mais de 500 dias em que o Estadão não pode publicar nada sobre a família Sarney e seu legado deixado ao Maranhão, que, tendo tido um presidente da República, continua como um Estado muito atrasado, vejam-se os números da ONU e do desenvolvimento deste Estado em relação aos outros.

 

 

 

 

Ciro B. dos Santos, engenheiro, ex-professor da USP, nonoº empregado da EMBRAER, sendo pioneiro e um dos fundadores desta empresa cirobond@hotmail.com

São José dos Campos

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.